CONCURSO PMRN: Resultado de avaliação psicológica de candidatos é divulgado

FOTO: PM/ASSECOM/REPÓRTER: CB GLAUCIA

O concurso público para praças da Polícia Militar do Estado do Rio Grande do Norte teve prosseguimento nesta quinta-feira (14) com a publicação no Diário Oficial do Estado do resultado da primeira oportunidade da avaliação psicológica e a convocação dos inaptos para uma segunda oportunidade, conforme estabelece o edital do concurso.

A avaliação psicológica é prevista no Estatuto da Polícia Militar, bem como no edital do concurso público para fins de seleção de candidatos que preenchem os padrões psicológicos exigidos e as características para um melhor desempenho da função policial militar.

A avaliação é importante para o concurso público para praças da Polícia Militar, uma vez que os integrantes desta corporação se submetem a situações de fortes pressões externas e emocionais e a riscos diversos, de modo que os candidatos devem possuir traços de personalidade compatível para o exercício da atividade policial.

Os testes aplicados nos candidatos tiveram sua validade regulamentada e estabelecida pelo Conselho Federal de Psicologia e foram realizados por psicólogos registrados no referido conselho, objetivando identificar as características compatíveis para a função e o porte de arma de fogo, de modo a exigir como características dos candidatos o controle emocional, domínio psicomotor, impulsividade diminuída, atenção, inteligência, relacionamento interpessoal, sociabilidade, dentre outras.

Ao todo foram considerados aptos cerca de 1,4 mil candidatos, homens e mulheres, que prosseguem no concurso.

Confira o Edital com o resultado da Avaliação Psicológica e a convocação para a segunda oportunidade da referida avaliação para os candidatos considerados inaptos.

VEJA ÍNTEGRA AQUI.

PM ex-marido de enfermeira morta a tiros se apresenta à polícia em Natal

Foto: Redes sociais

O portal OP9 destaca que um sargento da Polícia Militar do Rio Grande do Norte se apresentou na Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), no bairro Cidade da Esperança, Zona Oeste de Natal, na manhã desta quarta-feira (13). Ele é ex-marido da enfermeira Dayana Deisy, morta a tiros na noite da segunda-feira (11). De acordo com a polícia, ele é apontado como suspeito do crime.

O sargento se apresentou espontaneamente acompanhado do advogado e está sento ouvido pela delegada Jamily Pinheiro, da DHPP. Ele foi casado com a vítima durante 10 anos. Todos os detalhes em matéria na íntegra aqui.

PM prende quatro suspeitos após arrastão em pousada no litoral norte

Nessa terça-feira (12), policiais militares do Pelotão Destacado de Touros efetuaram a prisão de quatro homens após um arrastão em uma pousada no litoral norte.

De acordo com os policiais, os militares foram acionados para uma ocorrência de roubo a uma pousada no Distrito de São José, em Touros, onde um veículo tipo Uno teria sido roubado e utilizado para fuga de quatro criminosos.

Ainda conforme os relatos dos militares, dois suspeitos foram abordados em uma borracharia quando tentavam consertar o pneu do veículo roubado, enquanto os outros dois suspeitos foram presos quando tentavam fugir a pé com os pertences roubados.

Durante a fuga, os criminosos tentaram descartar em uma mata a arma utilizada para a prática do crime de roubo, um revólver calibre .38, o qual foi encontrado pelos policiais militares.

Os quatro suspeitos foram conduzidos à Delegacia de Polícia Civil, presentes os indícios de materialidade do delito, tendo sido reconhecidos pelas vítimas do roubo.

Grande efetivo policial na Favela do Mosquito, em Natal

Um grande efetivo da Polícia Militar foi registrado na manhã desta terça-feira(29) na Favela do Mosquito, nas imediações da Ponte de Igapó, em Natal. Não se tem informação de sua finalidade.

Mais informações em instantes.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. BC3331986GAC disse:

    A finalidade foi encenação de uma peça…

  2. Diogo disse:

    É o fumacê!

FOTOS: Evento da PM em São Paulo tem aplausos para Bolsonaro e vaias para Doria

Foto: Divulgação

O primeiro encontro entre João Doria (PSDB-SP) e Jair Bolsonaro (PSL-RJ) desde a troca de farpas entre ambos nos últimos meses foi marcada por vaias ao governador de São Paulo e aplausos ao presidente. Os dois compareceram à formatura dos sargentos da Polícia Militar de São Paulo, na manhã desta sexta-feira, ao lado de outras autoridades, no Sambódromo do Anhembi, na capital paulista.

O governador foi vaiado em pelo menos três pontos do evento: quando foi anunciado, durante a passagem da tropa e, por fim, antes de seu discurso. Na fala ao público, no entanto, Doria arrancou aplausos com elogios à Polícia Militar.

Mesmo com as vaias, o governador manteve certa distância do governo federal. Em seu discurso, destacou que São Paulo é um estado parceiro “das boas ações do Brasil”.

— Tudo o que for positivo para o estado, o governador estará ao lado. Em São Paulo, não fazemos oposição ao Brasil, estamos ao lado do Brasil. Todas as propostas positivas para o nosso povo terão o nosso apoio — disse Doria.

Bolsonaro, por sua vez, foi fortemente aplaudido ao ser anunciado. Ele chegou a descer do palco e tirou fotos com os novos sargentos e seus familiares. No palco, ficou sentado ao lado do governador.

No seu discurso, com forte carga ideológica, Bolsonaro lembrou que é paulista (o presidente nasceu em Glicério e cresceu na cidade de Eldorado, no Vale do Ribeira).

Bolsonaro destacou a morte do tenente Alberto Mendes Júnior em 1970, no Vale do Ribeira, durante ação de combate a guerrilheiros comandados por Carlos Lamarca. O presidente auxiliou nas buscas na época, um dos motivos para iniciar sua carreira militar.

Autos de resistência

De acordo com Bolsonaro, o regime militar tinha como objetivo defender a liberdade da população.

— Combatemos a esquerda que queria pela força roubar nossa liberdade impondo um plano absoluto de poder. Perderam! — disse Bolsonaro.

Foto: Gov SP

Bolsonaro foi ao evento acompanhado dos ministros Augusto Heleno, do Gabinete de Segurança Institucional (GSI); Ricardo Salles, do Meio Ambiente, e Luiz Eduardo Ramos, da Secretaria de Governo.

O presidente também lembrou de seu discurso na Organização das Nações Unidas (ONU), onde defendeu o trabalho da Polícia Militar do Brasil, considerada uma das mais letais do mundo.

Também na semana passada, durante lançamento do pacote anticrime, Bolsonaro afirmou que os chamados “autos de resistência”, homicídios decorrentes de oposição à intervenção policial, seria um sinal de bom trabalho dos policiais. Segundo ele, um agente com 20 autos deveria ter 50.

— É motivo de honra e satisfação estar aqui. E grande parte de vocês que pela suas mãos me honraram. Enquanto vivo estiver estarei ao lado do povo brasileiro, dos nossos policiais que tanto exemplo dão para todos nós — disse o presidente.

Em entrevista à “GloboNews”, na semana passada, Doria afirmou que nunca foi bolsonarista, apesar de ter promovido o voto “Bolsodoria” no segundo turno das eleições de 2018. Por outro lado, o presidente também atacou o governador de São Paulo ao citar uma linha de financiamento do BNDES que concedia juros menores para a compra de jatinhos, usada por Doria para adiquirir sua aeronave.

O Globo

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Natalense disse:

    Não entendi , q faço ?

  2. JBBatista. disse:

    Duas bostas.

    • Timóteo disse:

      Bom são os corruptos e os ditadores de Cuba, Venezuela, Coréia do Norte…
      Tá ruim? Os paraísos da igualdade social de Cuba e Venezuela esperam por vc de braços abertos.

Após localização do MPRN, condenado por assassinato é preso pela PM

Foto: Reprodução

Após um trabalho de localização e identificação por parte do Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), a Polícia Militar prendeu um homem condenado por homicídio que estava foragido da Justiça. José Maurício Dantas foi localizado e preso na cidade de Vila Velha nessa quinta-feira (10).

Ele é condenado pelo assassinato de Edival Moises de Paiva, crime cometido em 12 de janeiro de 1992, em São Pedro. Segundo investigações da polícia à época do crime, José Maurício matou Edival Paiva dentro da casa da vítima com tiro de revólver calibre 32. O crime foi cometido sem que Edival tivesse a oportunidade de se defender enquanto tomava o café da manhã. Em 2009, a Justiça potiguar condenou José Maurício Dantas a 14 anos de reclusão em regime fechado. A sentença determina que a pena seja cumprida no presídio de Alcaçuz, em Nísia Floresta.

Entenda o caso aqui no Justiça Potiguar.

Policial que fraudou DPVAT no RN pode ser expulso da PM

Foto: Reprodução

O Comando Geral da Polícia Militar abriu um inquérito contra o blogueiro e cabo PM, Leandro de Souza, e pode expulsá-lo da corporação pela prática de diversos crimes para fraudar o seguro DPVAT.

Leandro já foi denunciado pelo Ministério Público e condenado pela Justiça por comandar um esquema fraudulento envolvendo o seguro DPVAT na cidade de Macau, região salineira potiguar. Segundo a denúncia, ele e outras três pessoas cometeram os crimes de estelionato, associação criminosa e falsificação de documentos para conseguir o viabilizar o benefício para supostas vítimas de acidentes.

Tal conduta, por se tratar de cometimento de crime, mancha a credibilidade e a seriedade da instituição da Polícia Militar. Por isso, o Comando instalou um conselho disciplinar, editado no Boletim Geral (BG) nº 179, composto pelo: capitão Marcos Swami de Souza Pereira, presidente; capitão João Batista dos Santos, interrogante e relator; e pelo capitão Josenildo Vilela de Oliveira, escrivão. Caberá aos oficiais expulsar definitivamente ou não o cabo e blogueiro Leandro de Souza por infringir vários pontos do Estatuto da Polícia Militar.

No mesmo BG, o Comando Geral da PM ainda determinou o afastamento imediato do policial das atividades de rua e ainda a suspensão do porte de arma dele.

A decisão do Conselho é considerada importante por ser uma forma de evitar que práticas criminosas contaminem a corporação e por ser uma ferramenta de manutenção da imagem de uma instituição de combate ao crime.

Todas as informações que balizaram o BG estão contidas no Processo 01510091.000143/2018-07 e no Ofício 092/18 da Vara Criminal.

Competição de empinar motos termina com 60 veículos apreendidos pela PM na Grande Natal

Condutores sem habilitação, motos com documentação atrasada e manobras arriscadas foram as principais irregularidades constatadas quando os policiais chegaram ao evento — Foto: PMRN

O portal G1-RN destaca nesta segunda-feira(30) que cinquenta e nove motocicletas e um carro foram apreendidos pela Polícia Militar na tarde desse domingo (29) em Ielmo Marinho, na Grande Natal. Foi durante uma competição de empinar motos, evento que contou com o apoio da prefeitura. O carro que foi recolhido, inclusive, pertence ao município. Três pessoas foram conduzidas à delegacia da cidade. Veja detalhes em matéria na íntegra aqui.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Glória disse:

    Promoção de atitudes ilegais e perigosas. Uma lástima. Prende as motos, cobra as multas sem perdoar a ninguém. Desordeiros não precisam de moto . E tavam fazendo farra com dinheiro público.

  2. Ricardo disse:

    Quero ver tua moral Fátima Lula Bezerra. Manda soltar as motos e punir os militares que participaram das apreensões.

    • Só comento disse:

      Punir um funcionário público pelo cumprimento do dever legal só soa bonito no mundo das trevas, no mundo civilizado, tal perseguição rende condenações na justiça e perda de mandato.

  3. Ricardo disse:

    É gopi, é gopi, é gopi e é gopi. Não pode prender MOTO. Os donos são oprimidos e vítimas da sociedade.

VÍDEO: Bairro de Mãe Luíza registra ação policial com grande efetivo e troca de tiros com bandidos

Uma ação policial foi registrada no fim da manhã e início de tarde desta segunda-feira(16), no bairro de Mãe Luiza, na Zona Leste de Natal. Na ocasião, presenciou-se tiroteio e um grande efetivo policial adentrando a comunidade.

A operação policial, conforme imagens, ainda teve o suporte com monitoramento aéreo através de helicóptero. Até o momento não se tem detalhe da ação policial. Todas as informações a qualquer momento.

Após roubo de carro, dupla morre em confronto com a PM na Zona Oeste de Natal

Foto: Divulgação/PM

Um adolescente e um jovem de 19 anos morreram em confronto com a Polícia Militar na noite dessa terça-feira (3) no conjunto Nova Cidade, na Zona Oeste de Natal. Segundo a PM, os dois tinham acabo de roubar um carro, e reagiram a uma abordagem. Com a dupla, os policiais apreenderam um revólver, munições, R$ 200 e um aparelho celular. Reportagem do G1-RN conta todos os detalhes aqui.

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Renato silva disse:

    os dois de menor assaltaram minha casa uma semana antes do carnaval estou muito feliz pela morte deles
    Fiserao o assalto com minhas netas no braco

  2. Anti-Robô disse:

    Uhull, comemorar morte é fácil, pegar na PT e descarregar é mais ralado. #BoraEntrarNaPM

  3. Dilmanta disse:

    Se fossem pessoas do bem estariam trabalhando ou em casa, com os pais e familiares. Mas saíram à noite para fazer "bico" ilegal. O resultado é o bom cumprimento da Lei e da Ordem.

  4. Luciana Morais Gama disse:

    Parabéns Natalense pelo título correto da matéria.
    Parabéns a nossa PM por dois CPF cancelados com sucesso.

  5. ALEX DE MESQUITA disse:

    OTIMO !!!!
    MENOS 2 PRA PERTUBAR A SOCIEDADE

    PARABÉNS A POLICIA QUE FAZ UM EXCELENTE TRABALHO

  6. Natalense disse:

    Bandidos morrem em confronto com a PM na Zona Oeste de Natal após roubo de carro

Sargento da PM é condenado a 14 anos de prisão por morte de advogado em Natal

Foto: Heloisa Guimarães/ Inter TV Cabugi

O sargento da Polícia Militar suspeito de ter intermediado a morte do advogado criminalista Antônio Carlos de Souza Oliveira em maio de 2013, em Natal, foi condenado a 14 anos de prisão. O juri popular que decidiu a sentença do policial aconteceu nessa segunda-feira (2), no Fórum Miguel Seabra Fagundes, Zona Sul da capital. A condenação cabe recurso e o policial pode aguardar a finalização desse processo em liberdade. Veja mais aqui no portal Justiça Potiguar.

VÍDEO: PM à paisana flagra assalto na BA, apreende menor, casal entra em discussão na ocorrência e reclama de agressões; associação defende ação policial

Foto: Reprodução/ G1. ASSISTA AQUI

Um vídeo divulgado nessa quarta-feira (28) mostra um policial militar, com arma na mão, em Itabuna, no sul da Bahia, durante uma ocorrência em que se despôs a neutralizar uma ação criminosa . O caso ocorreu na noite de terça-feira (27), no bairro Conceição.

O portal G1 noticia, conforme a mulher envolvida no caso, que ela e o marido foram comprar pão em uma padaria da região, quando um menor saiu correndo do local após roubar biscoitos.

Ainda segundo a mulher, o homem identificado como policial começou a agredir o suspeito, quando o marido dela tentou intervir para amenizar a situação. A confusão entre eles teria começado neste momento.

No vídeo, que tem pouco mais de um minuto e meio, o policial aparece com arma na mão e chega a questionar se a mulher divulgaria as imagens, após perceber que ela estava gravando. Ela responde que sim.

“Eu vou divulgar. Eu vou divulgar, porque você não tinha o direito de usar essa arma”, fala a mulher no vídeo.

Durante a confusão o PM dá um soco no marido da mulher. Ela, no entanto, pede para que o companheiro não revide. “Você não é igual a ele”, diz.

Em grande parte do vídeo, o policial justifica supostas agressões, dizendo que o menino tinha roubado o mercado.

Já no final das imagens, durante a confusão, o homem dá um tapa e derruba o celular da mulher. Ela então questiona: “Você vai me bater mesmo?”.

O advogado Rodrigo Rocha, que presta serviços à Associação de Policiais e Bombeiros e de seus Familiares do Estado da Bahia (Aspra), defende o PM neste caso. Segundo ele, o policial estava perto do supermercado quando foi informado de que um suspeito tinha roubado o estabelecimento.

Ainda segundo o advogado, o PM então foi até o local, conseguiu localizar o suspeito e o imobilizou para chamar a viatura, momento no qual o casal interferiu na ação policial. Na confusão, o garoto, que não teve a idade revelada, acabou fugindo. A Aspra ainda divulgou uma nota de repúdio contra ação do casal. [Confira nota na íntegra ao fim da reportagem]

Conforme André Aragão, coordenador de polícia da cidade, vai ser lavrado o procedimento para apurar o caso. Ele disse também que está providenciando provas.

Já o Tenente Coronel Daniel Riccio, da Polícia Militar em Itabuna, disse que o PM vai ser intimado para apresentar depoimento e que ainda é muito cedo para afastar o agente ou tomar qualquer outra decisão nesse sentido.

Nota da Aspra

A ASPRA BAHIA REGIONAL DE ITABUNA vem por meio desta repudiar a atitude de um casal que na noite de ontem por imprudente tentou intervir e atrapalhar uma ação legítima de um policial à paisana.

O fato aconteceu num supermercado no Bairro Conceição. O Policial, que é conhecido do proprietário, estava passando nas imediações e foi avisado que um homem já conhecido por crimes no comércio estava furtando o local. Ato continuo o Policial conteve o criminoso e cuidou de imobiliza-lo para acionar o 190.

De forma temerária, imperita e imprudente, um casal passa então a tentar intervir na ocorrência, filmam o Policial, colocam a própria vida e a vida de terceiros em risco, inicia-se então um entrevero.

A atuação do Policial em conter o meliante foi dentro da técnica e encontra-se respaldada por ter agido no estrito cumprimento do dever, bem como em legítima defesa de terceiros.

A ASPRA BAHIA repudia o comportamento do casal que colocou as próprias vidas e vidas de terceiros em perigo.

Com informações do G1

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. frank disse:

    eu só queria ver se esse casal fosse as vítimas do bandido , se eles estariam com essa compaixão toda , só era o que faltava, o cidadão de bem não poder encostar um dedo em um bandido safado.

  2. Gilvan disse:

    Eu pensei que era pegadinha, quer dizer que o casal foi defender o bandido? o Brasil não é para amadores!

    Não desejo, mais se um dia esse casal for assaltado, para quem eles vão ligar? pro Lula?

PM desarticula fábrica clandestina de armas em Parnamirim

Após receber uma denúncia de que no Bairro Bela Vista, na Rua São Paulo havia uma residência que servia como fábrica de armas artesanais ,o Tático 01 verificou e constatou que ali eram produzidas armas de fogo artesanais de vários calibres. A notícia é destaque no site da Polícia Militar nesta quarta-feira(14).

Segundo o informe, um dos homens que trabalhavam nessa fábrica clandestina de armas foi preso. A PM acredita que as armas fabricadas eram usadas constantemente em assaltos na região de Parnamirim.

PM vai ter que pedir permissão ao Governo do Estado para cumprir mandados judiciais

Foto: Elisa Elsie, da Assessoria de Comunicação do Governo

É destaque no Justiça Potiguar. A governadora Fátima Bezerra assinou um decreto que protocola a ação da Polícia Militar em casos de cumprimento de ordens judiciais de reintegração de posse coletiva. O texto foi publicado no Diário Oficial do Estado desta quinta-feira, 8.

De acordo com a publicação, quando o Comandante-Geral da PM receber determinação judicial para operações de apoio a reintegração de posse coletiva, deverá comunicar o fato imediatamente à Governadora, ao secretário de Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed), ao Procurador-Geral do Estado (independentemente de o Estado fazer parte do processo judicial) e ao Comitê Estadual de Resolução de Conflitos Fundiários Rurais.

O texto também afirma que a realização da operação dependerá da autorização do secretário da Sesed, que deverá analisar diversos aspectos e o método para a operação “para preservar o direito à vida e à dignidade humana dos envolvidos”.  E MAIS(Clique aqui).

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Juailson disse:

    O ideal seria o juiz pedir permissão a governadora, para expedir o mandado judicial….. Pronto !!! Poupava a PM de ir até a governadoria pedir permissão!!!
    Mas tu acha!!!

  2. César disse:

    Isso é inadmissível, a DITADURA do PT no RN está forte, em nenhum estado você vê esse tipo de situação, a governadora acha que faz parte do judiciário também.

  3. ALERTA disse:

    Então manda prender a governadora, se ela não deixar a polícia cumprir a ordem judicial.

  4. Verônica disse:

    É o jeito PeTralha de de governar. O judiciário caladinho porque os supersalários deles estão sendo pagos em dia, em detrimento de nós mortais pagadores de impostos. Ela deve ter fumado uma maconha podre e estragou os neurônios

  5. Cidadão disse:

    Tá pirada… O Bokus deixou ela assim… Quando o Judiciário determina uma ação, não cabe a ela interferir…. no máximo ser comunicada e informada… Ela não respeita a independência dos poderes? E depois vem com a conversinha de democracia petista….

  6. Fábio Oliveira disse:

    Governadora acima da Lei! É gópi!

  7. Lampejao disse:

    É GÓPI…….É GÓPI…..É GÓPI….É GÓPI….É GÓPI…….

  8. Saul Regis disse:

    Pode isso Arnaldo?!

  9. Luciana Morais Gama disse:

    O Ministério Público Estadual assiste isso calado??

  10. Comentando apenas disse:

    Por não ter competência e mando pra resolver os problemas, a governadora sai delegando poder a comissões e comitês de burocratas com supersalarios os quais engendram suas eternas reuniões improdutivas e sem denominador comum.

    Neste lapso temporal, grupos baderneiros invasores vão destruindo plantações e tocando fogo nos meios de produção até que não se reste mais pedra sobre pedra.

    Atentos a este cenário, agentes agroinvestidores riscam o estado do RN de suas listas de investimentos, ninguém pleiteia investir num local onde a insegurança jurídica é patrocinada pelo próprio ente governamental.

    Em suma:
    Pobre do RN, tão longe dos planos de Deus, tão perto dos planos de Lula.

  11. Everton disse:

    O Estado que passa anos sem ajudar àqueles que estão em situação de risco, que invadem a propriedade privada por, em muitos casos, ser a única opção daqueles miseráveis à margem da sociedade, agora quer impor condição para cumprimento de ordem judicial? Se estou enganado isso é ingerência política em outra esfera de poder! O Executivo não tem que condicionar a execução de quaisquer ordem judicial! Essa governadora e esse partido dela são uma piada pronta!

  12. Claudiuney Andrade disse:

    Se um juiz dê a ordem de reintegração e a governadora não concordar a ordem judicial não será cumprida? E ficará por isso mesmo?

  13. Fábio disse:

    A decisão do Juiz fica submetida ao governador do estado concordar ou não concordar?

  14. Bené Brito disse:

    Acho uma medida equivocada do governo.

  15. Davi disse:

    Ô mêdo grande de cadeia, sabe que um dia Irão ser enjaulados. nem se preocupem, vai ser pela PF. Rsrsrs

  16. djalma disse:

    Deixa ver aqui se entendi: Não vão cumprir a ordem judicial e não vão mais respeitar a propriedade privada

  17. Silva disse:

    Isso chama se ditadura não ? Puro chavismo

PM prende na Zona Sul de Natal suspeito de assaltos na região

Foto: Ilustrativa

O portal G1-RN destaca nesta quinta-feira(01). A Polícia Militar prendeu um homem suspeito de assaltos na noite dessa quarta-feira (31), por volta das 20h, no conjunto Serrambi I, em Neópolis, bairro da Zona Sul de Natal. De acordo com a PM, o suspeito estava em um carro tipo Fox, acompanhado de um outros dois homens e de uma mulher. Para o desfecho da ocorrência, um dos policiais disse que reconheceu o veículo em razão da numeração da placa do carro, apontada por vítimas de assaltos como sendo a mesma registrada em crimes ocorridos na região.

Segundo a reportagem, na ação policial, no entanto, ficou detido apenas o condutor do veículo, que se apresentou como motorista de aplicativo. Com ele foram apreendidos uma pistola, relógios e aparelhos celulares.

PM reage a assalto e mesmo com perna fraturada em ação, troca tiros com bandidos na Zona Norte de Natal

Foto: Ilustrativa

Um policial militar fraturou uma das pernas na noite dessa quinta-feira (25), no bairro da Redinha, na Zona Norte de Natal, ao reagir a uma tentativa de assalto, que resultou em troca de tiros com criminosos. Na ação, o policial não foi baleado e acabou sendo socorrido por colegas, após a fuga dos bandidos. A suspeita é que um dos assaltantes tenha sido atingido.

Segundo a Polícia Militar, pelo menos quatro homens estavam em um carro do modelo Corsa, quando abordaram o militar no instante que seguia para uma lanchonete. Ele trocou tiros com os criminosos e, de acordo com a PM, teria pisado em um buraco, o que teria provocado a fratura. Mesmo ferido, ele continuou o confronto,

O policial foi socorrido para o Pronto Socorro Clóvis Sarinho, onde foram encontradas fraturas nos ossos tíbia e fíbula. Ele foi atendido e liberado. Apesar de buscas na região, nenhum suspeito foi preso.