Roberto Lima pede demissão da Capitania das Artes

Informações extra-oficiais confirmam a saída de Roberto Lima da presidência da Funcarte. Os cargos comissionados da instituição estão apreensivos. Todos confirmam o “boato”, mas ninguém oficializa a notícia, mesmo porque a prefeita Micarla de Sousa se encontra em casa, em repouso absoluto por recomendação médica. E Roberto Lima está de licença médica há uma semana e incomunicável. Ele sofre com problemas no nervo ciático e está com dificuldade de locomoção.

A informação é de que Roberto Lima teria ligado na noite de quarta-feira para a prefeita pedindo a demissão. “Não se sabe se ela aceitou ou se agendou uma conversa para tratar do assunto, mas parece que houve esse pedido”, disse o chefe do Departamento de Projetos Culturais, Edson Soares. O assessor de comunicação da prefeitura, Gerson de Castro, negou: “A prefeita não atendeu ninguém ontem em razão de problemas de saúde”.

Edson Soares disse que chegaram a ligar para seu celular já com a notícia da demissão decretada e já tratando do substituto: “Me perguntaram se eu apoiava o nome de Rodrigues Neto para reassumir o cargo. Eu até disse que não, porque seria ruim pra ele, pela descontinuidade das ações”, disse Edson. O jornalista Rodrigues Neto foi o segundo gestor da pasta, após demissão de César Revorêdo e depois cedeu lugar a Roberto Lima, há um ano.

O marido da prefeita, Miguel Weber, também teria confirmado à produtora Cristina Medeiros, da Funcarte, a saída de Roberto Lima. “Ele ligou pra Cristina para tratar de outro assunto, ontem (quarta-feira). Ela aproveitou para perguntar se o boato da saíde de Roberto Lima era verdade e Miguel Weber confirmou”. Edson Soares disse ainda que Roberto Lima andava muito chateado com a falta de condições de trabalho na Funcarte, já demonstrado em matéria publicada há três semanas em O Poti.

Fonte: Diário de Natal

Do Blog: É grande o movimento nos bastidores de amigos de Rodrigues Neto que estão na Prefeitura para que ele volta a assumir a Presidência da Capitania.