Sabem a maconha que sumiu de Caicó para Natal? O juiz quer explicação!!!

Está no Diário de Natal, o  Juiz quer explicação dos dez pacotes de maconha que sumiram. Segue reportagem:

O juiz criminal Luiz Candido Villaça, da comarca de Caicó, a 262 quilômetros de Natal, expediu ofícios na última terça-feira, solicitando informações sobre o suposto desaparecimento de tijolos de maconha prensada que foram enviados da unidade local do Instituto Técnico-Científico de Polícia (Itep) para a sede do órgão na capital potiguar, em abril deste ano. Segundo o diretor de criminalística do Itep em Natal, Fabrício Fernandes de Oliveira, a quantidade que chegou ao seu setor foi menor que o especificado em ofício enviado pelo Itep de Caicó.

Fabrício Fernandes relata que à época do ocorrido, a equipe do laboratório de criminalística do Itep de Natal se recusou a receber uma quantidade de maconha enviada pela unidade de Caicó por haver incompatibilidades de valores entre o material enviado e o que constava em ofício. A droga seria periciada na sede do órgão, em Natal. “No documento se dizia que haviam sido enviados 26 tijolos de maconha e 3 tabletes menores. Só que o que chegou foram apenas 19 tijolos. A remessa foi recusada e retornou para nós, com esse último número, cerca de um mês depois, em 16 de maio”.

O fato chamou a atenção do juiz criminal, que tomou conhecimento do fato por meio da imprensa local. Pela gravidade da denúncia, ele decidiu que fosse apurado o motivo da diferença na remessa e expediu um ofício para a delegacia da cidade e outra para a unidade do Itep local, determinando 5 dias para o envio de respostas.

A reportagem não conseguiu contato com o diretor do Itep em Caicó, Preto Costa. (PS)