Interino da PF foi indicado por Moro e tem boa relação com Alexandre de Moraes

Com a decisão do ministro Alexandre de Moraes, do STF, de suspender a nomeação de Alexandre Ramagem para o cargo de diretor-geral da PF, o comando interino da corporação ficou com o delegado Disney Rosseti.

Braço direito do ex-diretor-geral, Maurício Valeixo, Rosseti foi indicado ao cargo por Sergio Moro no início do ano passado e tem ótima relação com Moraes, informa Fabio Leite na Crusoé.

Os dois se aproximaram no período em que o magistrado foi ministro da Justiça no governo Michel Temer, entre 2016 e 2017, e Rosseti comandava a superintendência da PF em São Paulo.

O Antagonista

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Jose Leomax disse:

    Alexandre de Moraes igualou-se a Sérgio Mouro: está com um reizinho na barriga. Acha-se dono da cocada preta.

  2. Raimundo disse:

    A atribuição é garantida ao presidente pela constituição, Morais estupra a construção em praça pública com interesses escusos

    • Marcos Benício disse:

      E o Princípio da Impessoalidade, fica onde?
      Acho que você precisa estudar mais Direito Constitucional!

  3. Nunes disse:

    Alexandre de Morais está protegendo o seu nomeador , Michel Temer. A constituição federal diz que o Presidente é quem nomeia o diretor geral da PF. Esse Ministro vai ser desmoralizado , vamos aguardar . Quem vai derrubar essa liminar será o proprio Presidente do STF. Vamos ver

  4. EDILSON disse:

    Agora será que deu a entender, qual o motivo do ministro reprovado pra juiz intervir na nomeação do chefe maior do governo brasileiro. #Mito 2022

    • paulo disse:

      BG
      Interferência do judiciário no executivo, esse País tá caminhando ninguém sabe pra onde. A constituição rasgada todo todo dia por quem tem o dever de obedece-la. A mulher que queria ensacar vento que o sr. lewandoski junto com o sr. renan calheiros (minusculo mesmo) mantiveram os "direitos políticos", ainda bem que o povo Mineiro deu a resposta certa pra esse ministro e o senador de Alagoas. Cassada pelas urnas.

Rodrigo Maia elogia Bolsonaro: “na relação de diálogo, posso reclamar zero do presidente”

Foto: Antonio Cruz/ Agencia Brasil 

Em entrevista à Folha, Rodrigo Maia disse que a relação com Jair Bolsonaro está em uma boa fase e que hoje não tem nada a reclamar do presidente quanto ao diálogo com o Parlamento.

“[A relação] Está positiva. Pelo menos a minha está positiva. Às vezes, eu critico algumas posições que ele tem, ele critica algumas posições que o Parlamento tem. Isso é da democracia, mas na relação de diálogo posso reclamar zero do presidente”, afirmou o presidente da Câmara.

Maia disse também:

“Essa forma de diálogo do Bolsonaro tem fortalecido o Parlamento. Não tenho dúvida. Ele fortalece o Parlamento quando ele garante uma maior independência com diálogo. O que não pode no sistema democrático é uma independência sem diálogo. Quando se dá independência, também se transfere responsabilidade.”

Perguntado se essa nova relação fortalece Bolsonaro, Maia respondeu:

“Não tem por que não se fortalecer. Até porque estamos dando os instrumentos para fazer uma boa gestão. As reformas, muitos projetos importantes, nós estamos aprovando para o governo. Não tem outra alternativa. Nossa alternativa é: com a independência, fortalece o papel do Parlamento, mas, com as votações das matérias, fortalece, é claro, o papel do presidente.”

O Antagonista

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Silvino disse:

    São uns cabeças de picas, pra frente e pra trás.