Novos nomes devem surgir entre os réus da Operação Assepsia

Quem imagina que a Operação Assepsia se deu por encerrada com a apresentação da denúncia do Ministério Público à justiça e a prisão de alguns envolvidos está muito enganado. Novos e graves desdobramentos estão sendo esperados, como resultado da análise de documentos confiscados no dia 27 de junho, durante os mandados de busca e apreensão.

O BLOG do BG obteve a informação de que na casa do então secretário de Planejamento, Antônio Luna,  e do Coordenador Administrativo e Financeiro da Secretaria Municipal de Saúde, Francisco de Assis Rocha Viana, foram encontrados documentos que ligam os envolvidos a outras pessoas que não haviam sido incluídas na denúncia.

Entre os papeis comprometedores estão faturas e despesas pessoais de terceiros pagas em valores bastante altos.

Operação Sinal Fechado: MP prende suplente de senador João Faustino e mais 8 pessoas

O ex-deputado federal e atual suplente de senador João Faustino foi preso na manhã desta quinta-feira (24) em uma operação do Ministério Público Estadual com o apoio da Polícia Militar. Além de João Faustino, outras pessoas já foram presas, mas os nomes ainda não foram repassados.

O comandante da Polícia Militar do Rio Grande do Norte, coronel Francisco Canindé de Araújo, confirmou a participação da corporação na operação. “Estamos com 59 equipes envolvidas na operação. Mas como é uma investigação do Ministério Público, não tenho detalhes a repassar”, falou o comandante.

A operação foi batizada Sinal Fechado, mas ainda não se explicou o porquê. Os promotores de Justiça envolvidos na operação deverão conceder uma entrevista coletiva ainda nesta quinta para detalhar a ação.

Tribuna do Norte

Do Blog: Foram expedidos pela juíza Emanuella Cristina Pereira Fernandes, da 6ª vara Criminal de Natal, 14 mandados de prisão e 25 mandados de busca e apreensão. A operação Sinal Fechado tem ligação com o contrato de inspeção veicular pactuado pelo Governo Iberê e suspenso pelo Governo Rosalba. Nesse exato momento já tem 9 pessoas presas, também foram realizados mandados de busca em São Paulo e no Rio Grande do Sul.

Entre os presos, que neste momento estão no ITEP fazendo exame de corpo de delito, estão ex-políticos, empresários da construção civil e ex-administradores do DETRAN.

Entre os locais “visitados” pela Polícia Militar com o MP estão os edifícios Belo Monte e Manoel Dantas em Petrópolis e o condomínio Porto Brasil em Pirangi.

Atualizado às 07:55:

Entre os empresários presos estão Gilmar da Montana e o ex-dirigente do Detran, Carlos Theodorico, o ex-procurador do Detran, Marcus Vinicius,  além do genro de João Faustino, o empresário Marcos Procopio.

Na saída do Itep, João Faustino disse não saber o motivo de ter sido preso. “Não faço a menor ideia de ter sido preso, mas já estou trabalhando para entrar com um habeas corpus. Questão judicial não se discute”, falou, antes de ser encaminhado para o quartel.

Todos os presos já se encontram no QG da PM na Rodrigues Alves.

Atualizado às 09:40

Quarenta promotores e 250 policiais militares estiveram envolvidos na Operação Sinal Fechado. Na operação, foram envolvidos os ministérios públicos do Rio Grande do Norte, Paraná, São Paulo e Rio Grande do Sul, além da colaboração da Polícia Militar do RN e da Polícia Federal.

A investigação principal: fraude em processo de elaboração de lei em meados de 2009, até o processo licitatório em 2010 com pagamentos de propinas.

Também está implicado  na Operação Sinal Fechado o filho da ex-governadora Lauro Maia

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Renata disse:

    Onde está a assessora direta de Drº Marcus Vinicius, a Drª Débora Gurgel, irmã do Ítalo Gurgel?
    A casa Caiu.

  2. Eduardo disse:

    Acredito que essa operação sinal fechado seja responsável pelo fechamento da C.R.C(Central de Registros de Contrato). Sería MARAVILHOSO que aquilo permanecesse fechado PRA SEMPRE!!!! Afinal, não passa de uma farra essa exigência de registros de contratos que prestigiam só Deus sabe a quem!

  3. Marcão Sarmento disse:

    Caro blogueiro, eu fico imaginando a cara de nojo das dondocas que transitam pelos elevadores destes prédios chiquérrimos, bem como dos dondocos respectivos, ao se deparar com os "puliças" chegando logo cedo, na hora do cooper. Até os poodles e chiuahuas ficaram indignados…
    Muita gente que, por enquanto escapou, e que mora no Belo Monte e no Manoel Dantas, deve ter tido vontade de pular do apto. ao ver as viaturas lá embaixo. Mas ficou apenas no desespero, no pavor e na indisposição estomacal repentina e violenta.
    Calma, ainda não é a vez de vocês, por enquanto vão cuidar apenas da limpeza matinal que a referida indisposição deixou de legado. Por enquanto…