EDITAL PREVISTO EM FEVEREIRO: IBGE anuncia 3,4 mil contratações temporárias para Censo 2020 no RN

Foto: Reprodução / FAEPE

O portal G1-RN destaca em reportagem nesta sexta-feira(10) que 3.478 pessoas deverão ser contratadas temporariamente para trabalhar no Censo Demográfico 2020 no Rio Grande do Norte, segundo informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O resultado de uma seleção para 68 vagas foi divulgado nesta data pelo órgão. O próximo processo seletivo simplificado tem edital previsto para publicação em fevereiro, com 3.402 vagas. Veja detalhes aqui.

OPORTUNIDADE: IBGE vai contratar mais 2.658 temporários para o Censo 2020; salários chegam a R$ 3.100

Foto: Edilson Dantas – Agência O Globo

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística ( IBGE) abriu inscrições para um processo seletivo simplificado destinado à contratação temporária de mais 2.658 pessoas que vão trabalhar no Censo Demográfico 2020. A seleção está a cargo da Fundação Getulio vargas (FGV). Os interessados poderão se cadastrar no site https://www.fgv.br/fgvprojetos/concursos/ibgepss2019, das 10h desta quarta-feira até as 16h do dia 15 de outubro.

São oferecidas 1.343 vagas para coordenadores censitários subáreas, com salário de R$ 3.100. Para esses candidatos, a taxa de inscrição na seleção é de R$ 58. Para essa função específica, exige-se que o candidato tenha Carteira Nacional de Habilitação (CNH) definitiva ou provisória, no mínimo de categoria B.

Além disso, o instituto vai contratar 1.315 agentes censitários operacionais, com vencimento de R$ 1.700. Para os interessados em concorrer a uma dessas oportunidades, a taxa de participação é de R$ 42,50.

Nos dois casos, é preciso ter ensino médio completo. A duração dos contratos será de 12 meses, podendo ser prorrogada.

Atribuições

Os coordenadores censitários subáreas vão acompanhar os trabalhos das equipes das coordenações nacionais e estaduais de supervisão e implementar as orientações recebidas. Ainda vão adotar as providências relativas à contratação, à prorrogação de contratos e ao desligamento de agentes censitários municipais, agentes censitários supervisores e recenseadores, além de realizar avaliações mensais dos contratados, entre outras funções.

Os agentes censitários operacionais vão executar atividades administrativas nas áreas de recursos humanos, materiais, patrimoniais, orçamentários, financeiros e de disseminação de informações.

Também vão recepcionar e atender os colaboradores do IBGE e o público em geral, pessoalmente ou por telefone; além de preparar relatórios, ofícios, memorandos e planilhas eletrônicas, inserindo e/ou transmitindo dados em sistemas informatizados e em dispositivos eletrônicos, entre outras atividades.

O Globo

 

Governo autoriza contratação de 234 mil temporários para Censo 2020

FOTO: WILSON DIAS-ABR

O Ministério da Economia autorizou a contratação temporária de até 234,4 mil profissionais para atuarem no Censo 2020, realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Os profissionais serão contratados a partir de janeiro de 2020. A autorização está em portaria publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira (06).

Do total de vagas, 196 mil serão para recenseador que coleta as informações junto à população. Outra atividade com número alto de vagas é o de agente censitário supervisor (23.578). Serão contratados ainda supervisores, coordenadores censitários e agentes censitários operacionais.

A contratação dos profissionais depende de aprovação prévia em processo seletivo simplificado. O contrato terá duração de até um ano, prazo que pode ser prorrogado de acordo com a necessidade de conclusão dos trabalhos.

O edital de abertura de inscrições para o processo seletivo simplificado será publicado no prazo de até seis meses com detalhes sobre a escolaridade exigida para cada atividade e a remuneração. Nas últimas seleções, a exigência era de ensino fundamental completo para o cargo de recenseador.

A portaria informa que as contratações serão formalizadas somente mediante disponibilidade de dotações orçamentárias específicas.

Agência Brasil