Polícia

Polícia Civil prende jovem suspeito de matar homem e contratar caminhão-baú para tirar móveis da casa da vítima em Natal

Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi

Policiais civis da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) prenderam, nesta quinta-feira (22), João Antonio da Cruz Neto, conhecido como ” João Neto”, 21 anos, em Natal. Em desfavor dele, existia um mandado de prisão expedido pela 1ª Vara Criminal da Comarca de Natal, em decorrência da suspeita da prática do homicídio que vitimou Erinaldo Teixeira de Abreu, conhecido como “Eloá Abreu”, na zona norte de Natal.

O crime ocorreu no dia 30 de maio, por volta das 14h00, quando a vítima foi encontrada no quintal da sua casa, sem vida e com marcas de ferimentos possivelmente produzidos por uma arma branca. Além disso, foram levados diversos pertences de sua residência.

No dia 28, os vizinhos observaram que um caminhão, tipo baú, estava retirando os objetos da residência da vítima. Após as investigações, o suspeito foi apontado como contratante do frete e responsável pela retirada dos objetos. Segundo informações obtidas no local do crime, a vítima se relacionava com jovens em troca de dinheiro e existem relatos de que estaria sendo extorquido por um deles.

O suspeito foi conduzido à delegacia e, em seguida, encaminhado ao sistema prisional, onde ficará à disposição da Justiça. A Polícia Civil solicita que a população envie informações, de forma anônima, por meio do Disque Denúncia 181.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Parlamento argentino aprova lei que obriga administração pública a contratar transexuais

O Parlamento argentino aprovou lei que obriga o Estado a reservar pelo menos 1% das vagas na administração pública para travestis, transexuais e transgêneros e cria incentivos fiscais para que empresas privadas sigam o mesmo caminho.

A denominada “lei trans” de inclusão laboral, que cria um sistema de cotas obrigatórias para o coletivo trans (travestis, transsexuais e transgêneros), foi aprovada pelo Senado, depois de ter passado pela Câmara de Deputados, com 55 votos a favor, apenas um voto contra e seis abstenções.

Mais do que discutir cotas laborais para travestis, transexuais e transgêneros, a lei define que esse coletivo começará a ter direitos humanos. A medida visa a compensar tanta dor e tanto desamparo durante décadas”, resumiu a senadora Norma Durango, uma das apoiadoras das novas regras para as contratações na administração pública.

Críticos do projeto questionaram o fato de o Estado não promover as contratações por capacidade e competência e a prioridade do tema numa agenda pública, que devia passar pelas urgências sanitárias e econômicas do país.

“Talvez este não seja o momento adequado, mas quando foi? Quanto tempo mais será necessário esperar para que essas pessoas tenham uma vida digna?”, questionou Durango.

“O objetivo da lei é que essa população possa melhorar a qualidade de vida”, acrescentou o senador Carlos Lovera.

Durante a jornada legislativa com discursos emocionados, os senadores destacaram que a esperança de vida para as pessoas trans é de 40 anos e apenas uma em cada dez pessoas têm um trabalho legítimo.

“Hoje começamos a escrever outro capítulo da história. O nosso coletivo poderá ter emprego formal e decente. E poderá também transformar uma sociedade que, historicamente, associou e confinou os travestis à prostituição e à criminalidade”, congratulou-se a presidente da Convocação Federal Trans Travesti, Claudia Vásquez Haro.

A nova lei, além de criar um patamar mínimo de 1% de vagas para pessoas trans, considera os fatores sociais de vulnerabilidade para esse segmento.

A nova legislação também indica que antecedentes “penais irrelevantes” não poderão ser impedimentos para a contratação e que a cota trans terá prioridade nas contratações do Estado.

Por outro lado, a lei cria ferramentas para incentivar o setor privado a contratar funcionários trans. As contribuições patronais geradas com a contratação de pessoas trans poderão ser deduzidas nos impostos. Além disso, por meio da banca pública, o Estado vai conceder créditos a taxas subsidiadas para empresas que contratarem travestis, transexuais e transgêneros.

Agência Brasil, com RTP

 

Opinião dos leitores

  1. Qualquer um deve ser contratado por suas habilidades e competências e não por qualquer outra condição.

  2. Se eu tivesse um colega trans, não iria me opor, ser contra e minha rotina de trabalho não mudaria em absolutamente nada.
    Quando há respeito de ambos os lados, todos podem conviver harmoniosamente.
    Preconceito é um câncer e precisa ser combatido.

    1. Se tiver capacidade, não tem nenhum problema, o problema é qdo enfia a cota , e coloca sem analfabeto só pq pertence a um grupo desses aí LGBTQSERXZ+

    2. Se tiver capacidade não tem problema algum, o problema é que criam cota e enfiam semi analfabeto pra executar um serviço de responsabilidade, só porque pertence a um desses grupos LGBTXYZ +-%

    3. O preconceito já se inicia aí, para que cotas? Para serem diferentes? Dessa forma se acaba a igualdade. Vc pode ter a preferência sexual que desejar, cada um dá o que tem, ter preferência sexual não o torna menor.

  3. Sou totalmente contra a cotas em relação a qualquer situação se for por gênero ou raça. Isso não existe, a esquerda ela se perde e se auto-destrói com esse discurso tosco e totalmente equivocado. Isso não só no Brasil, mas como no mundo!

  4. A Argentina está virando a Venezuela… Se Lulaladrao voltar, poderemos nos tornar uma Argentina… Se o MINTOmaníaco das rachadinhas continuar, podemos nos tornar uma Venezuela , com uma golpe militar já que o MINTOmaníaco elogiou o golpe que Chavez deu na época… Tá difícil!!!

    1. Caro amigo míope. Talvez sua miopia extrema esteja lhe impedindo de enxergar o momento que estamos passando. Gasolina à 6,30… carne à 50 reais o kl, ovo a 15 reais, arroz a 7 reais etc… certeza o Brasil virou a Venezuela e você ainda não percebeu pois além de cego é analfabeto funcional.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

Apuração do TCU no RN é sobre aplicação de R$ 35 milhões para contratar 60 leitos de UTI e enfermaria pelo Governo do Estado, destaca reportagem

O Blog do Dina – por Dinarte Assunção, destaca nesta quarta-feira(02). A investigação que o Tribunal de Contas da União tem sobre o Rio Grande do Norte, caso citado em reportagem da CNN, que não detalhou, no entanto, do que se tratava, se refere à aplicação de R$ 34,8 milhões para a contratação de 60 leitos para o enfrentamento da pandemia. A apuração está no TCU por se tratarem de recursos federais.

O caso no tribunal está sob sigilo, mas o Blog do Dina conseguiu confirmar detalhes da investigação. A apuração se debruça sobre a abertura de 40 leitos no Hospital Doutor Luiz Antônio (Liga Contra o Câncer), sendo 20 de UTI e 20 de enfermaria, ambos para adultos. Apuração também foca na contratação de 20 leitos de UTI na Policlínica. Todos os leitos contratados se situam em Natal.

Em suas apurações, o TCU costuma investigar se o dinheiro foi ou não bem aplicado. Documento obtido pelo Blog do Dina em que o caso do RN aparece ao lado de investigações de outras unidades do país, o TCU afima, sem especificar nenhum caso, que, nas apurações que estão abertas, já foram identificadas “fragilidades na seleção do fornecedor; fragilidades na avaliação do preço de mercado; falta de adequada transparência das compras da covid e adiantamento de pagamento sem cuidados adequados”.

A natureza do processo, representação perante o TCU indica ainda que foi denúncia formulada ao tribunal. Costumeiramente, representações são feitas por órgãos de controle, senadores, deputados, tribunais de contas nos estados e ministérios públicos.

O caso está sob a relatoria do ministro Jorge Oliveira. O procurador do Ministério Público de Contas que atua no caso é Lucas Furtado.

A Secretaria Estadual de Saúde foi contatada para se manifestar. Eventual posicionamento será acrescentado à matéria.

CGU

Outro órgão de controle federal, a Controladoria Geral da União havia anteriormente levantado ações onde já encontrou irregularidades.

O caso também foi revelado com exclusividade pelo Blog do Dina. Nesse material, o RN havia ficado de fora, ou seja, não haviam sido detectadas irregularidades no manejo da pandemia em procedimentos que a CGU tornou públicos.

Matéria na íntegra AQUI.

Opinião dos leitores

  1. Quem é da area de gestão pública, conhece os valores reais, sabe que a conta estava bem a maior, não é toa, a liga vive um momento impar de recursos.

  2. A governadora Fátima do PT, assim como vários outros governadores tem muito o que explicar. Essa turma recebeu muito dinheiro do governo Bolsonaro e não vemos onde possa ter sido utilizado. Na saude, ao menos, não há o que exibir.

  3. Ainda falta ver em Mossoró. Três Hospitais, que também já tá em alguns relatórios. Vamos aguardar. Pois o bom é a surpresa dos fatos. Pois é só aponta do fio. Aguardando a senas dos próximos capítulos. As empresas prestadoras de serviços em mão de obras estão já no stress. A nível de alguns municípios e tambem em,Mossoró não é diferente. Vai de privados a sociaçoes mista com cara de filantropia.

  4. TCU tem que botar para torar nos governos estaduais também, pois o governo do MINTO já tem um monte de coisas para explicar a Corte de Contas…

    1. Que coisas pra explicar, mané do muro? Faça sua relação! Quando você descer desse muro, certamente cairá do lado esquerdo. Deixa de demagogia!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Ibama é autorizado a contratar temporariamente 1.659 profissionais

Foto: © Mateus Pereira/GOVBA

Portaria conjunta dos ministérios da Economia e do Meio Ambiente publicada nesta terça-feira (4) no Diário Oficial da União autoriza o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) a contratar, por tempo determinado, até 1.659 profissionais para o atendimento de emergências ambientais. Os contratos terão validade de até seis meses e o valor da remuneração será definido pelo Ibama.

De acordo com a Portaria nº46, há previsão para contratar até 912 brigadistas; 160 chefes de esquadrão; e 71 chefes de brigada, no caso das “brigadas normais”. Já para as brigadas especializadas foi autorizada a contratação de 393 brigadistas; 53 chefes de esquadrão; e 25 chefes de brigada.

Serão contratados também 40 gerentes estaduais e cinco gerentes federais.

Agência Brasil

Opinião dos leitores

    1. Falou o zumbi de Lula e Maduro.
      Rondônia e Pará são dois dos maiores criadores de gado do país.
      E não é coisa de agora. .
      A turma de Maduro quer tomar o poder…

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Assistência Social em Parnamirim lança processo seletivo para contratar visitadores; 30 vagas e inscrições até quarta-feira

FOTO: ASCOM – ELIANA FÉLIX

A Prefeitura de Parnamirim, por meio da Secretaria de Assistência Social, lançou na última quinta-feira (1º), um processo seletivo com o objetivo de contratar 30 visitadores para atuar no Programa Criança Feliz, que tem como objetivo a intersetorialidade na visita familiar.

São 30 vagas (28 para ampla concorrência e 2 para PCD) com remuneração de R$ 1.100,00, sendo exigido nível médio completo, além de experiência mínima de 6 meses em serviços, programas e projetos, na área de Política de Assistência Social e no Programa Criança Feliz. A carga horária é de 40h semanais e um dos requisitos para se inscrever é que o candidato deve residir em Parnamirim/RN.

O processo será composto pelas etapas de análise documental, curricular e experiência profissional, com caráter classificatório e eliminatório. Os selecionados atuarão, entre outras atividades, na realização de visitas domiciliares com objetivo de fortalecer a função protetiva das famílias e o enfrentamento de vulnerabilidades, em conformidade ao plano de acompanhamento familiar.

As inscrições são gratuitas, e devem ser feitas via internet, a partir desta segunda-feira (5) até a quarta-feira (7) pelo site da Prefeitura de Parnamirim. Depois de preenchidas as informações, o candidato deverá imprimir os modelos de Currículo, Declaração de Duplo Vínculo e Comprovante de Inscrição para entregá-los, junto aos demais documentos, de forma presencial, nos dias 8 e 9 de abril, no Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos de Rosa dos Ventos, localizado na Rua Nazareno Matias, 60, das 8h às 15h.

CRONOGRAMA DO PROCESSO SELETIVO

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

OAB/RN lança edital para contratar estagiários de Direito

Foto: site OAB-RN

A Ordem dos Advogados do Brasil no Rio Grande do Norte abriu processo seletivo para seleção de estagiário Setor Jurídico da Seccional Potiguar. O Edital Nº 01/2020, destina-se a contratação de duas vagas e será acompanhado pela Escola Superior de Advocacia e pelo Setor de Recursos Humanos da OAB/RN. As inscrições serão realizadas no período desta terça-feira(03) a 08 de novembro, por meio do site www.oabrn.org.br.

Poderão concorrer os estudantes de Direito que estiverem com matrícula e frequência regular, a partir do 7º período. O processo seletivo constará de prova subjetiva e entrevista presencial. A avaliação ocorrerá no dia 13 de novembro, às 15h, de forma virtual, por meio da plataforma Zoom e com duração de 3 horas.

Para o presidente da OAB/RN, Aldo Medeiros, a iniciativa demonstra o compromisso e transparência da Seccional com a advocacia potiguar. “É uma satisfação para nós conseguirmos efetivar este processo seletivo, pois é uma medida pioneira na história da Ordem. E a nossa intenção é fortalecer, cada vez mais, o exercício profissional e o ensino jurídico”, destacou o presidente.

O estagiário cumprirá uma jornada diária de 6h e 30h semanais, na sede da OAB/RN, sendo exercido no período das 12h às 18h. O contratado receberá uma bolsa no valor de R$ 1.000,00 (Mil Reais), mais auxílio transporte e tem direito a férias de 30 dias. O estágio tem vigência mínima de seis meses, podendo ser prorrogado até o limite máximo de 24 meses.

São Requisitos para contratação:

– Estar em dia com as obrigações militares;

– Estar em gozo dos direitos políticos;

– Não incidir em uma das hipótese previstas na Lei Complementar Federal nº 135/2010;

– Gozar de boa saúde, comprovado por atestado médico oficial ou particular;

– Estar matriculado em Curso Superior de Graduação Direito, a partir 7º período, credenciado junto ao Ministério da Educação.

Confira o Edital: AQUI.
Faça sua inscrição: AQUI.

Opinião dos leitores

  1. Se suspendessem os cursos de Direto no Brasil, daqui a 100 anos ainda teríamos sobra desses profissionais. Se o Ministério Público fizesse um concurso para Promotor pagando 5 mil reais , ainda assim teríamos milhares de candidatos. Odontologia do mesmo jeito.

  2. Professor Aldo, Por que os escritórios de advocacia querem contratar profissionais de direito pagando somente R$1.450,00 por mês ? A OAB concorda com essa desvalorização ? Será que nada pode ser feito para coibir ?

    1. Aprendeu com as prefeituras do interior que contratam cirurgiões dentistas com salário de 2 mil e poucos reais….

    2. Pode sim, abra seu próprio escritório.
      Não vá atrás da vaga, abra seu prório escritório e problema resolvido.
      O s grandes escritórios só pagam isso porque o povo aceita, fora isso, bote o que aprendeu na faculdade em pratica, deixe de querer depender ds outros.
      Geração leite com pêra, só quer tudo mastigado.

    3. BG
      Isto sim é uma IMORALIDADE, tratar um recém formado com um misero salario, agora vá ver os contratos de uma boa parte dos advogados para ver os milhões. É só olhar os carrões e as casas de hollywood deles pra ver a vida NABABESCA que tem.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Governo do Estado abre chamada pública para contratar UTIs aos Hospitais privados

FOTO: ELISA ELSIE

Na entrevista coletiva da manhã desta quinta-feira, 18, Petrônio Spinelli, secretário adjunto de Saúde do Estado, disse que, para reforçar a oferta de assistência aos casos de Covid-19, o Governo publicou uma chamada pública para hospitais privados disponibilizarem leitos de UTI pelo SUS e que, inicialmente, o Hospital Memorial, em Natal, deve abrir mais sete UTIs até o próximo sábado.

Ele informou também que para ampliar a oferta de leitos críticos “todo o Governo está realizando uma grande força tarefa, inclusive com a participação direta da governadora Fátima Bezerra, para desbloquear leitos nos Hospitais Giselda Trigueiro e João Machado em Natal”. Leitos bloqueados são aqueles que precisam de algum equipamento e/ou de profissionais para trabalhar.

Spinelli voltou a alertar que é muito importante que as prefeituras abram leitos nas cidades. “O desafio é de todos. Os Planos de Contingência municipais devem ser implantados efetivamente. Esta situação dramática de hoje só vai melhorar se o Pacto pela Vida se intensificar e a sociedade aumentar o isolamento social. O Pacto pela Vida é extremamente necessário, particularmente em Natal e região metropolitana da capital”, reforçou.

DADOS

A ocupação de leitos continua alta. Hoje os leitos Covid estão 100% ocupados na região Oeste, em Pau dos Ferros (Alto Oeste) e em Guamaré (Mato Grande). Em Natal e Grande Natal a ocupação é de 96,8%. No Seridó, 74%.

A fila de regulação tem 12 pacientes com prioridade 1 e 77 prioridade 2. Pacientes com estas prioridades aguardam transferência para UTIs e semi-utis. A demanda maior acontece em Natal e municípios da região metropolitana.

Os casos suspeitos são 24.641, confirmados 15.889, descartados 24.974, óbitos 655 (11 confirmados nas últimas 24 horas) e 109 óbitos em investigação. Há 760 pessoas estão internadas em hospitais das redes pública, privada e filantrópica – 358 em leitos críticos.

Opinião dos leitores

  1. MAGOTE DE INCOMPETENTES,QUEREM MOSTRAR PARA O POVO QUE ESTÃO AGINDO.APÓS 90 DIAS NAO FIZERAM NADA,TENHAM VERGONHA NA CARA,O POVO NAO É IMBÉCIL NAO…….CADE OS RESPIRADORES SUPERFATURADOS E PAGOS POR ESSE DESGOVERNO?O POVO MORRENDO POR FALATA DE RSPIRADORES E NADA APARECE,CADE A GOVERNADORA,O SECRETARIO DE SAÚDE,ESTÃO ESCONDIDOS????

  2. Deixaram morrer logo um monte de cidadão, para, somente agora ir atrás dessa alternativa????? Só pode ser brincadeira desse governo corrupto, incompetente e assassino…A federal vem aí…cuidado com o Japonês…

  3. Governadora, se não há mais leito de UTI disponível, por que a Senhora não decreta lockdown? Pelo menos até diminuir as internações

  4. não vamos criticar o governo funerario, eles não tiveram tempo de planejar ,pois não conhecem as regiões do estado,onde existem hospitais regionais, claro compraram os respiradores mas o vendedor sumiu com dinheiro,assim não dá, pobre rio grande sem sorte.

  5. Somente agora, depois que Inês é morta e nem o caixão se pode abrir…? É muita incompetência nesse governo petralha de Fatão GD. Parece até que ela é aluna secreta do Capetão Cloroquina.

    1. esta é a pior governadora (o) que o RN Já teve, uma imbecil de marca maior, pq essa senhora não fez isso antes, esperou o Estado tá assim, morrendo gente como mosca, pq não se juntou ao prefeito para fazer o fechamento de tudo. Agora já se passaram 3 meses e nada foi feito, incompetente quero ver quem vai votar no partido desta senhora . Vamos fazer uma campanha votos por hospitais e sistema de saúde para todos. Povo saudável povo feliz.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

NOVO FÔLEGO: Após cinco anos de crise, setor do óleo e gás volta a contratar no Brasil

Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

Apesar do clima de decepção com a ausência das grandes petroleiras nos dois últimos leilões do pré-sal, em novembro, o mercado de trabalho no setor de óleo e gás volta a ganhar fôlego no Brasil. Depois de cinco anos encolhendo sem trégua, o porcentual de vagas abertas para cargos de média e alta gerência na área saltou 8,5% nos primeiros dez meses deste ano. Os salários ainda não se recuperam no mesmo ritmo, mas tiveram alta de 2% no ano, segundo levantamento feito pela consultoria de recrutamento internacional Michael Page a pedido do jornal O Estado de S. Paulo e do Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado.

Depois de viver um boom de 2010 a 2013, a partir de 2014 o setor foi atingido por uma espécie de tempestade perfeita: preços do barril de petróleo em baixa; denúncias de corrupção na operação Lava Jato; a crise na Petrobras; a derrocada da OGX de Eike Batista; escassez de leilões de concessão de áreas; economia desaquecida e um freio em projetos de exploração de petróleo e gás.

A combinação desses fatores terminou com uma queda brusca de 20% nos salários em 2014, que se seguiu ao longo de 2015 (-10%) e 2016 (-5%).

Responsável na Michael Page pela área de recrutamento em óleo e gás, Otávio Granha afirma que já é possível detectar uma retomada em termos de demanda e salários em posições técnicas ligadas à fase de exploração e desenvolvimento de campos de petróleo.

“Esse crescimento não vai ser acelerado como foi na época do boom, mas vai ser mais sustentável do que foi naquela época”, diz Granha, para quem o crescimento mais acelerado virá em 2021.

A volta dos leilões de blocos promovidos pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) nos últimos dois anos aqueceu a demanda por profissionais atuantes no início da cadeia petrolífera. É o caso dos cargos de geofísico e geólogo, cujos salários tiveram uma alta de 64% e 38%, respectivamente, no acumulado de janeiro a outubro de 2019.

Segundo a Michael Page, atualmente um geofísico no Brasil pode ganhar até R$ 27 mil, enquanto o salário de um geólogo tem um piso de R$ 14 mil e um teto de R$ 42 mil. Já um engenheiro de reservatório, outro cargo em curva ascendente, recebe entre R$ 12 mil e R$ 40 mil, um patamar 44% superior ao de 2018.

(mais…)

Opinião dos leitores

  1. Era só os vermes PTralhas serem presos que a empresa começou a dar lucros …essa história que o petróleo é nosso , esse ratos ladroes levaram a sério…e roubaram oque puderam

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

OPORTUNIDADE: IBGE vai contratar mais 2.658 temporários para o Censo 2020; salários chegam a R$ 3.100

Foto: Edilson Dantas – Agência O Globo

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística ( IBGE) abriu inscrições para um processo seletivo simplificado destinado à contratação temporária de mais 2.658 pessoas que vão trabalhar no Censo Demográfico 2020. A seleção está a cargo da Fundação Getulio vargas (FGV). Os interessados poderão se cadastrar no site https://www.fgv.br/fgvprojetos/concursos/ibgepss2019, das 10h desta quarta-feira até as 16h do dia 15 de outubro.

São oferecidas 1.343 vagas para coordenadores censitários subáreas, com salário de R$ 3.100. Para esses candidatos, a taxa de inscrição na seleção é de R$ 58. Para essa função específica, exige-se que o candidato tenha Carteira Nacional de Habilitação (CNH) definitiva ou provisória, no mínimo de categoria B.

Além disso, o instituto vai contratar 1.315 agentes censitários operacionais, com vencimento de R$ 1.700. Para os interessados em concorrer a uma dessas oportunidades, a taxa de participação é de R$ 42,50.

Nos dois casos, é preciso ter ensino médio completo. A duração dos contratos será de 12 meses, podendo ser prorrogada.

Atribuições

Os coordenadores censitários subáreas vão acompanhar os trabalhos das equipes das coordenações nacionais e estaduais de supervisão e implementar as orientações recebidas. Ainda vão adotar as providências relativas à contratação, à prorrogação de contratos e ao desligamento de agentes censitários municipais, agentes censitários supervisores e recenseadores, além de realizar avaliações mensais dos contratados, entre outras funções.

Os agentes censitários operacionais vão executar atividades administrativas nas áreas de recursos humanos, materiais, patrimoniais, orçamentários, financeiros e de disseminação de informações.

Também vão recepcionar e atender os colaboradores do IBGE e o público em geral, pessoalmente ou por telefone; além de preparar relatórios, ofícios, memorandos e planilhas eletrônicas, inserindo e/ou transmitindo dados em sistemas informatizados e em dispositivos eletrônicos, entre outras atividades.

O Globo

 

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Concurso: em 2020, governo prevê contratar mais de 35 mil servidores

Foto: Ilustrativa, via Folha Dirigida

O Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA 2020) prevê que o funcionalismo público federal poderá contratar até 32.553 servidores e criar 2.926 vagas — 35.479 ao todo. O governo encaminhou o projeto ao Congresso Nacional, que agora analisa o texto, que pode sofrer modificações antes de ser aprovado.

O documento prevê o preenchimento de 30.335 postos no Poder Executivo, 117 no Poder Legislativo e 4.324 no Poder Judiciário. Apesar do volume de “oportunidades”, o orçamento público é apenas autorizativo, e não impositivo, ou seja, não há garantias de que o Ministério da Economia fará as contratações. A equipe do presidente Jair Bolsonaro (PSL) sinalizou, na contramão do projeto, que não haverá concursos no ano que vem.

Dos cargos que poderão ser preenchidos, 30,3 mil são destinados ao Poder Executivo. Universidades e institutos federais poderão contratar professores e técnicos administrativos em educação (19,5 mil). Exército, Marinha e Aeronáutica poderão ter até 1.801 contratações.

O Judiciário é o segundo Poder a ter mais contratações previstas. O PLOA admite o provimento de 1871 cargos. A Justiça Eleitoral tem 1002 provimentos autorizados — líder do ranking. Já a Justiça Federal tem 450 possíveis contratações autorizadas.

No Poder Legislativo, existe a previsão do provimento de 147 cargos, sendo 77 para a Câmara dos Deputados e 40 para o Senado. A PLOA prevê ainda 30 contratações para o Tribunal de Contas da União (TCU).

Distrito Federal

O documento do governo federal também detalha as prováveis vagas para o Distrito Federal: 1.984 ao todo. A PLOA 2020 prevê 856 contratações para a Polícia Militar, 378 para o Corpo de Bombeiros e 750 para a Polícia Civil.

O PLOA não detalha quais outros órgãos da administração federal terão vagas abertas, além das universidades e Forças Armadas. Em comunicado ao Metrópoles, o Ministério da Economia informou que não há previsão de novos concursos para o Executivo Federal Civil em 2020. “Somente casos excepcionais poderão ser atendidos. É importante esclarecer que as informações presentes no PLOA contemplam uma estimativa de despesa de pessoal para todos os Poderes”, destaca, em nota a pasta.

O texto do projeto enviado ao Congresso soma os novos concursos que podem ser efetivados caso haja mudança na orientação central do governo, além da convocação de aprovados em certames já concluídos. O quantitativo de vagas não será obrigatoriamente preenchido, sendo apenas uma previsão de quantos servidores os Poderes poderão convocar no próximo ano.

Mesmo com a sinalização negativa da equipe econômica, vários órgãos indicaram a necessidade de concursos em 2020. Cabe ao Ministério da Economia analisar cada pedido e autorizar ou não as novas seleções.

Para entender

A Lei Orçamentária Anual (LOA) é o orçamento propriamente dito e é resultado da PLOA, montada pelo Executivo, após a aprovação do projeto no Congresso. A peça prevê os orçamentos de todas as áreas, incluindo seguridade social, investimentos das estatais e admissão de pessoal. Todos os gastos do governo para o próximo ano são previstos na peça.

A Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) é elaborada anualmente e tem como objetivo apontar as prioridades do governo para o próximo ano. Ela orienta a elaboração da da LOA. Antes de virar lei, o PLOA, espécie de redação-base, é analisado pela Comissão Mista de Orçamento do Congresso. Nesta fase, o texto pode ser modificado.

Metrópoles

 

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Real Madrid oferece Modric e R$ 536 milhões para contratar Neymar, diz jornal

Foto: Reuters

Depois de ser especulado no Barcelona durante toda a janela de transferências, Neymar pode acabar indo para o Rival. Segundo o jornal “Sport”, da Catalunha, o Real Madrid ofereceu € 120 milhões e mais o meia Modric, atual melhor jogador do mundo, para contar com o brasileiro.

Ainda na procura de um grande jogador nesta janela de transferências, o Real Madrid pretende oferecer o mesmo salário que Neymar recebe em Paris, a duração do acordo seria de cinco temporadas. O Barcelona já sabe da movimentação do rival, mas espera que o jogador se mantenha firme na decisão de retornar à Catalunha.

Para ter a chance de retornar ao Barcelona, Neymar teve que atender a uma série de exigências do clube e, além de retirar o processo que move contra a equipe, o craque brasileiro teria que aceitar abaixar a pedida e receber os mesmos valores de sua primeira passagem pelo futebol espanhol. Acertando com o Real Madrid, o jogador receberia mais do que no Barcelona.

Ainda segundo o “Sport”, Florentino Perez, diretor do Real Madrid, estaria confiante no acerto com o brasileiro e só estaria esperando o OK do jogador para prosseguir nas tratativas com o Paris Saint-Germain. Os Merengues ainda sonham com a contratação de Pogba, um dos principais pedidos de Zidane para a próxima temporada, mas os altos valores e a concorrência da Juventus tornam o negócio difícil.

Em briga com o Barcelona, o PSG teria oferecido o brasileiro para outros clubes, na tentativa de barrar o retorno de Neymar à equipe da Catalunha. Além do Real Madrid, Juventus e Manchester United foram procurados, mas não se interessaram no negócio.

A pré-temporada bem abaixo das expectativas ligou um sinal de alerta em Madri e fez o gigante espanhol voltar ao mercado atrás de mais um grande nome. Até aqui, o Real já investiu cerca de € 303 milhões, os principais reforços são: Mendy, Militão, Rodrygo, Hazard e Jovic.

Globo Esporte

 

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *