Economia

Geração individualizada de energia já é realidade no NE

Abrir a conta de energia elétrica e, em vez de um valor a pagar, constatar que tem créditos a receber.  Parece um sonho para a maioria das pessoas, mas em vários países e em algumas cidades brasileiras, essa cena já é realidade.  Largamente utilizada em alguns países da Europa, essa prática vem aos poucos se desenvolvendo no Brasil.

Entre as vantagens, a minigeração de energia elétrica proporciona economia dos investimentos em transmissão, reduz as perdas nas redes e os impactos ambientais, e melhora a qualidade do serviço de energia elétrica. Tudo isso sem pesar na conta de luz do consumidor, garante o diretor de energia eólica do CERNE, Milton Pinto.

E o Rio Grande do Norte é uma das apostas para a produção individual de energia. Porém, este tipo de produção energia ainda é limitado, por causa dos altos custos com equipamentos e instalação. Mas o superintendente do Sebrae/RN, Zeca Melo, acredita que ainda seja cedo para avaliar o impacto desta medida em nível local.  Já para os empresários, a medida significa esperança de redução de despesas:  Luiz Sérgio Barreto, diretor do hotel Vila do Mar, empreendimento localizado na Via Costeira,  considera a regulamentação muito positiva. Ressalta apenas que ainda é necessário o barateamento dos custos com equipamentos.

Para atrair investimentos para a microgeração de energia no Estado é preciso buscar parcerias. É a opinião do presidente da Comissão de Minas e Energia da Assembleia Legislativa do RN, deputado estadual Fernando Mineiro (PT).

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Clima

Correios e Cerne lançam Selo Comemorativo no Dia Global do Vento com palestras

A ABEEólica – Associação Brasileira de Energia Eólica – representada pelo CERNE no Rio Grande do Norte, em parceria com o Ministério das Comunicações e os Correios, lançam hoje, um selo comemorativo em homenagem à energia eólica.

A homenagem é reflexo do crescimento e da consolidação da energia eólica no Brasil, como alternativa limpa e renovável, de geração de energia. A data escolhida também marca o Dia Global do Vento (Global Wind Day), celebrada mundialmente.
Em Natal, o lançamento se dará em um auditório particular, situado à Rua Paulo Lyra, 3430, no bairro de Candelária, às 15h.
Após o lançamento, os presentes participarão de três mini-palestras, que ilustrarão o atual estágio da energia eólica no mundo, no Brasil e no RN, considerando os aspectos operacionais, regulatórios e também ambientais.  As palestras serão ministradas pelo diretor-geral do CERNE, Jean-Paul Prates, pelo Advogado Diogo Pignataro e pelo diretor geral da Bioconsultans, empresa de consultoria e assessoria aos parques eólicos, Hugo Alexandre.
SOBRE O SELO:
Com tiragem de 300.000 exemplares, o novo selo de energia eólica, idealizado pela artista Adriana Shibata, traz, ao fundo, uma representação estilizada de Éolo, deus dos ventos na mitologia grega, cujo sopro movimenta os diversos aerogeradores posicionados em um campo verde, representando o meio ambiente preservado. No canto superior direito, como parte do céu, está posicionada a logomarca do Mercosul.
SERVIÇO:
LANÇAMENTO DO SELO – HOMENAGEM À ENERGIA EÓLICA
LOCAL: Rua Paulo Lyra, 3430, Candelária, Natal/RN
HORÁRIO: 15H
INFORMAÇÕES: CERNE Press Coord –  Neli Terra (84)9984-2015 / 8869-5043

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jornalismo

CERNE tem novo Coordenador

O advogado e engenheiro civil José Henrique Azeredo é o novo Coordenador de Relações Governamentais do CERNE – Centro de Estratégias em Recursos Naturais e Energia.

Advogado com atuação no mercado de Energia Eólica e apaixonado por Política (com P maiúsculo, como ele mesmo diz), José Henrique é sócio do escritório André Elali Advogados e da B2L (Business to Lawyers), aliança representada em 20 Estados, criada  com a proposta de prospectar e fomentar operações de grande vulto e que hoje já conta com ativos negociáveis da ordem de R$ 9 bilhões.

O novo diretor deverá auxiliar a coordenação, juntamente com cada diretor setorial respectivo, nas ações do CERNE relativas ao Governo do Estado do RN e demais entidades de representação política. A posse está marcada para o próximo dia 19, durante reunião ordinária do Centro.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *