Diversos

FOTO: Contador está desaparecido desde o início da segunda em caminhada no Parque da Cidade

Untitled-1Reprodução Facebook

Um caso vem intrigando os moradores de Candelária, na zona sul de Natal. Um contador identificado como Zuilton Barbosa (foto) está desaparecido desde o início da manhã desta segunda-feira (24), quando foi caminhar no Parque da Cidade, no Prolongamento da Prudente de Morais. Familiares e amigos estão aflitos e a Polícia realizará trabalho de buscas nas primeiras horas desta quarta-feira (26).

d390c357b915dadbde582f2c278Reprodução Instagram

De acordo com relatos de pessoas próximas, o carro do contador, um Vectra de cor verde se encontra no Parque da Cidade fechado e, curiosamente, intacto, o que se estranha com a circunstância do desaparecimento. Familiares procuraram por Zuilton em todo o local e não encontraram qualquer pista. Além do Parque da Cidade, também foram feitas buscas em hospitais e até mesmo no Insitituto Técnico-Científico de Polícia (ITEP), mas, sem nenhum êxito. Informações dão conta que a Polícia realizará buscas no local de mata fechada com cães farejadores.

Zuilton Barbosa mora na rua Professora Ana Djanira, no bairro Candelária.

Opinião dos leitores

  1. Conheço Zuilton desde sua iniciação na Maçonaria. Pedi ajuda através do grupo de minha Loja Maçônica a qual o Cmdte Geral Cel. Francisco Araujo faz parte. Segundo informações, eles já estiveram no parque e agora vão fazer buscas também em motéis da cidade.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jornalismo

Osvaldo Cruz responde a novo processo no STJ. A filha e contador também estão envolvidos

A vida do desembargador Osvaldo Cruz, ex-presidente do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJ/RN) não está nada fácil. Além responder no julgamento do escândalo dos precatórios e de ter o nome citado no processo da Operação Sinal Fechado, o desembargador ainda está respondendo junto com a filha Tatianny Cruz e com o contador Clidenor Aladim de Araújo Júnior, o “Júnior Aladim”, a um processo de tráfico de influência.

Dentror do processo de tráfico de influência, Osvaldo Cruz, Tatianny Cruz e Júnior Aladim são acusados de praticarem advocacia administrativa, que, traduzindo, é uma forma de indicar alguém para defender causas administrativas de interesse pessoal dentro de órgãos públicos. De acordo com o Artigo 132 do Código Penal, advocacia administrativa é patrocinar, direta ou indiretamente, interesse privado perante a Administração pública, valendo-se da qualidade de funcionário.

O inquérito foi recebido recebido no dia 06 na coordenadoria do STJ e  não tem nenhuma decisão a respeito até o momento.

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *