Geral

Casa da Fraternidade vai atender doentes pobres em Natal

Natal vai ganhar a Casa da Fraternidade São Camilo de Léllis. A iniciativa partiu da Paróquia que tem o santo como padroeiro, no bairro de Lagoa Nova, com apoio da Arquidiocese de Natal. A inauguração será marcada por uma celebração, presidida por Dom Jaime Vieira Rocha, Arcebispo Metropolitano, no dia 13 de maio, dia de Nossa Senhora de Fátima, às 7h, na Igreja de São Camilo de Lélis.

A Casa tem como finalidade oferecer atendimentos na áreas de saúde, assistência social, apoio psicológico e espiritual às famílias carentes da cidade.

Os atendimentos serão feitos de forma gratuita por uma equipe de profissionais voluntários, incluindo médicos, enfermeiros, psicólogos, fisioterapeutas, farmacêuticos, dentistas, nutricionistas e assistentes sociais.

A iniciativa de construir o projeto social partiu do padre Valtair Lira, pároco da Igreja de São Camilo de Léllis. “ Em maio de 2020, quando adoeci de covid, pensei muito naquelas pessoas pobres que estavam doentes e não tinham assistência. A partir daí, me comprometi comigo mesmo, de ajudar os mais carentes nesse momento de pandemia”, disse.

Padre Valtair mobilizou os paroquianos e o projeto foi viabilizado. O imóvel onde funcionará a Casa da Fraternidade foi cedido pelo casal Ângelo e Daniela e fica localizada na Rua Cesimar Borges, 2351 – Candelária. Um passo importante para a concretização da obra que hoje conta com Estatuto Social próprio, personalidade jurídica e com todas as missões definidas.

A Fraternidade São Camilo de Léllis entrou para o rol dos projetos sociais da Arquidiocese de Natal como mais um braço para auxiliar aqueles que mais precisam. A Casa conta com uma estrutura de consultórios médicos, farmácia, sala de enfermagem, sala de assistência social, brinquedoteca e capela. Além de oferecer consultas, a Fraternidade busca atender o assistido na sua integralidade, viabilizando também a realização de exames complementares e o tratamento medicamentoso em parceria com outras instituições públicas e privadas.

Opinião dos leitores

  1. Parabéns Padre Valtair pela bela iniciativa, projeto lindo!! fazer valer olhando exclusivamente para aquelas pessoas mais necessitadas. Que Deus o abençoe, juntamente com todos profissionais . Deus no Comando🙏

  2. Deus abençoe à todos os profissionais e conceda muita saúde a padre Valtair pela iniciativa.

  3. Deus esteja sempre presente neste lindo projeto ! Fazer o bem sem olhar a quem ! Parabéns Padre Valtair👏👏👏

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

Justiça manda União transferir doentes em risco por crise no AM

Foto: Reuters

Um despacho da Justiça Federal determinou que a União transfira, imediatamente, todos os pacientes da rede pública de Manaus que possam morrer por conta da falta de oxigênio. O despacho, expedido nesta quinta (14), atende a um pedido dos Ministérios Públicos Federal e do Estado e Defensorias Públicas.

A capital amazonense enfrenta colapso no sistema de saúde porque, com aumento recorde de internações por Covid, passou a sofrer com falta de oxigênio. Nesta quinta, o governo estadual informou que 235 pacientes com Covid-19 começaram a ser transferidos para outros estados.

Até esta quinta (14), mais de 223 mil pessoas foram infectadas no Amazonas, e mais de 5,9 mil morreram com a doença. Conforme o boletim, há 1.581 pacientes internados com Covid no estado, sendo 518 em leitos de UTI.

A juíza federal Jaiza Maria Pinto Fraxe, da 1ª Vara Federal Cível de Manaus, intimou o Governo Federal e o Governo do Amazonas para que se manifestem sobre o pedido de tutela antecipada ingressado pelos órgãos de fiscalização no prazo de 24h.

O despacho afirma que, até que o pedido seja respondido, compete à União promover a transferência dos pacientes com iminência de perder a vida, “devendo encaminhá-los para outros estados com garantia de pagamento de TFD (tratamento fora domicílio), deixando no Amazonas apenas o quantitativo que possa ser atendido nos hospitais públicos com a reserva ainda existente”.

“Fica expressamente esclarecido que qualquer ação ou omissão criminosa de servidores públicos ou agentes políticos, proprietários ou acionistas de empresas fornecedoras de insumos (oxigênio) e que resulte em óbito levará à imediata apuração e responsabilização dos culpados, sujeitos ativos de ilícitos, sem prejuízo das ações de improbidade”, diz trecho do despacho.

Na resposta, deverá a União:

informar e anexar o seu respectivo planejamento para abastecimento da rede de saúde do estado do Amazonas com oxigênio, a fim de garantir o direito fundamental à vida durante a pandemia;

informar se verificou em outros estados cilindros de oxigênio gasoso em condições de serem transportados pela via aérea; sucessivamente, que se determine sua requisição, transporte e instalação, para suprir a demanda no estado do Amazonas, inclusive do interior e do Hospital Nilton Lins;

tudo o que couber sobre os demais pedidos contidos na inicial.

Na resposta, o Estado do Amazonas deverá esclarecer tudo o que couber sobre os pedidos formulados contra si, em especial o suporte para oferecer à União.

G1

Opinião dos leitores

  1. Em letras garrafais "FORA SARNEY!" "FORA COLLOR!" "FORA ITAMAR!" "FORA FHC!" "FORA…?" "FORA…?" "TCHAU QUERIDA!" E "LULA TÁ PRESO BABACA!" NÃO HAVERÁ CONDIÇÕES PARA O ESQUERDISMO OMITIR ISSO.

  2. Esses ESQUERDOPATAS fanáticos fingem esquecer que o STF atribuiu a Prefeitos e Governadores as ações diretas contra a pandemia e agora querem responsabilizar o Presidente.
    Se houve falhas, são do Prefeito e do Governador que deixaram a situação chegar a esse ponto, até porque dinheiro para o combate da pandemia o PRESIDENTE não deixou faltar.
    Graças ao Presidente a situação não está pior, pois ele segue socorrendo a todos.

    1. Esse presidente é uma piada começou a pandemia e ele simplesmente não quis fazer nada e STF viu que ele eh um merda e deixou os governadores pelo menos tentar fazer algo já que ele até hoje não faz nada e nunca fez na vida pública nós últimos 30 anos

  3. O presidente é proibido de agir pelo STF e, mesmo assim, querem culpá-lo pela incompetência do governador e do prefeito !!! Mais respeito a inteligência do povo !!!

  4. Essa bosta de governo federal só funciona na base do empurrão, do esporro e ameaças litigiosas.
    Estamos lascados.

  5. Tá vendo??
    Por falta de governador e prefeito, vão jogar a responsabilidade pro governo federal.
    Imoral!!

  6. Tem que colocar essa cinta no COLO dos irresponsáveis do TSE , que liberou as campanhas políticas, fiquem em casa , mas o DIABO DO PODER VALE MAIS QUE TUDO , agora a culpa é do BOLSONARO

  7. Seria mais barato terem agido preventivamente. Esse é o resultado da falta de Presidente, falta de Governador e falta de Prefeito. Bando de incompetentes.

    1. 8 bilhões o véi dos culhões roxo mandou.
      Vá da parte no STF.
      Kkkkk

  8. Os urubus togados decidiram que o Presidente não poderia combater o covid e deu poderes aos governadores e prefeitos , esses receberam uma bolada de dinheiro, oDinheiro sumiu e dizem que o Covid aumentou.
    Canalhas Mil vezes canalhas.

    1. Presidente combater a Covid??? HAHAHAHA HAHAHAHA HAHAHAHA HAHAHAHA HAHAHAHA HAHAHAHA HAHAHAHA que piada.

    2. Se o combate a peste dependesse do Genocida já teriam morrido mais de um milhão.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *