Segue a indefinição: CBF recusa proposta que rebaixaria Fluminense para Série B

Sem títuloNesta segunda-feira, Roberto Senise, promotor de Justiça do Consumidor, se reuniu com representantes da CBF para propor um acordo que manteria as posições do Campeonato Brasileiro obtidas dentro de campo, o que levaria ao rebaixamento do Fluminense. Segundo ele, no entanto, a entidade reguladora das competições nacionais recusou o pedido. Por isso, o Ministério Público, após ter investigado o caso, entrará com uma ação civil pública na Justiça Comum.

– Não houve termo de compromisso. Já esperava que fosse difícil, mas cumpri todos os passos do inquérito. Não era obrigado a propor o acordo, mas quis fazer para não ficarem falando depois. Agora, eu vou entrar com uma ação civil pública – disse Senise.

Segundo o promotor, a intenção do acordo era convencer a CBF a cumprir uma postura de legalidade no caso da escalação do meia da Portuguesa Héverton, na última rodada do Brasileirão do ano passado, e também do lateral-esquerdo do Flamengo André Santos.

O Ministério Público entende que o Estatuto do Torcedor deve ser utilizado nos casos por ser uma lei federal, e não o Código Brasileiro de Justiça Desportiva, que, na ocasião, foi utilizado pelo STJD para condenar o clube do Canindé e o Flamengo a perderem quatro pontos na competição. No caso da Lusa, isso resultou no descenso à Série B.

O artigo 35 da regulamentação determina que as decisões proferidas pelos órgãos da Justiça Desportiva devem ser divulgadas de forma semelhante às sentenças dos tribunais federais, o que, nestes caso, não aconteceu.

Lancenet

Rebaixamento do Flu: Sergio Mallandro marca data e hora para pagar promessa constrangedora

 

Sergio-Mallandro-Foto-Reproducao-Facebook_LANIMA20131209_0109_47
Torcedor do Fluminense fanático, o humorista Sergio Mallandro prometeu na reta final do Campeonato Brasileiro que o desfilaria de fio dental na Praia de Copacabana, Zona Sul do Rio de Janeiro, caso o seu time de coração terminasse a competição rebaixado. Como a queda se confirmou, Mallandro anunciou na sua página no Facebook que vai cumprir a promessa na próxima quinta-feira, às 16h30, em frente ao Copacabana Palace, luxuoso hotel da cidade. Será que ele tem palavra ou será apenas mais uma pegadinha?

Em 1996, ano do primeiro rebaixamento do clube, o então técnico da equipe, Renato Gaúcho, disse que desfilaria nu caso o Fluminense fosse rebaixado. Após a confirmação da queda, o atual técnico do Grêmio não cumpriu o que havia se comprometido a fazer.

Lance