Arena das Dunas pode receber clássico Flamengo e São Paulo no dia 18 de maio, pelo Brasileirão

1Existe uma grande possibilidade que se confirme, a qualquer momento, o clássico entre Flamengo e São Paulo, no dia 18 de maio, um domingo, no estádio Arena das Dunas, em Natal, em jogo válido pela 5ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Somados os cinco títulos do rubro-negro carioca na competição, já que o de 1987 foi declarado pela Justiça ao Sport-PE, mais os seis do tricolor paulista, caso confirmado, o clássico promete casa cheia em clubes que possuem torcidas fanáticas no Rio Grande do Norte.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. J C Oliveira disse:

    Esse papo de que potiguar tem que torcer por times locais é a maior bobagem. Estamos falando de futebol e futebol é paixão. O cara quer torcer pelo Flamengo, pelo Corinthians, pelo Barcelona, pelo Baraúnas ou por todos eles. Que torça então. Quer ajudar seu Estado? Então trabalhe muito, produza, não sonegue impostos e vote conscientemente nas eleições.
    Existe alguém que só consome produtos fabricados no RN? Que só vai a shows de artistas locais? Quem viaja e gasta dinheiro em outros estados é traidor do RN? Sim, somos discriminados lá fora. Mas torcer por times do RN vai resolver esse problema? Discriminar quem quer torcer por outros times resolve isso?
    Bobagem! Parem de querer dizer como os torcedores daqui devem torcer. Isso é futebol, esporte, não é guerra civil.

  2. Helder Lirani disse:

    acho uma falta de vergonha tanto do Flamengo quanto da cbf mudar o jg eu munca assisti um jg do Flamengo ja estou com as passagens compradas e agora querem mudar oque ja esta marcado pqp q time eh esse que nao pensa nos torcedores somente em dinheiro e vive quebrao powwwwwwwwwwwwwwwwwwwwwwwwwwww MENGAO!

    • judson disse:

      é porque a fifa pedio para o gramado do maraca nao ser usado ate o inicio da copa

  3. paulo kasinsk disse:

    Bobagem sem tamanho, essa de não torcer ou não assistir a um jogo de equipes de fora. Coisa de gente antiga, ranheta, que dorme de "ceroula" e só anda pelo mesmo lado da calçada. Trepa fazendo buraco no lençol. Putz! Tem gente que já nasce velha, podes crer. E velha, aqui, não é no sentido de velhice, mesmo, e sim de padrões de comportamento. Meu avô adora Coldplay e só quer saber das gatinhas, sejam elas natalenses ou cariocas. Torce pelo Real Madri e é fã de videogame. Dá de capote em um bocado de gente que eu conheço. Sem falar em tio Putinha, que é o rei das meninas do cabaré. Não é à toa que ele tem esse apelido. Acorda, gente! O mundo gira!

  4. Ricardo disse:

    Hexa é seis amigo.

  5. ney disse:

    Só irão os nordestinos sulistas, pois verdadeiros ABCDISTA e AMERICANOS não passarão nem perto do arena nesta data..

Após CBF publicar tabela do Brasileirão, Portuguesa reage e diz que deve entrar na Justiça comum

thumbFoto: Ary Ferreira – Lancenet

Se depender do presidente Ilídio Lico, a Portuguesa não irá desistir da luta para ser incluida na Série A do Campeonato Brasileiro deste ano. Nesta quinta-feira, o mandatário viu todas as liminares conquistadas por torcedores na Justiça Comum serem derrubadas pela Confederação Brasileira de Futebol e a tabela do torneio ser divulgada sem a Lusa.

– Estou muito triste. Mais uma vez me sinto injustiçado. Vamos ver que caminho tomar daqui pra frente, mas se depender de mim entramos na Justiça Comum. Só preciso de uma reunião amanhã (sexta-feira) com a diretoria do clube. Dependendo do resultado desse encontro, vamos seguir pela Justiça Comum, como os torcedores já haviam feito – revelou Lico.

Caso resolva partir por um caminho fora do âmbito esportivo, a Portuguesa irá contrariar acordo feito entre os clubes e a CBF em conselho técnico nesta quinta-feira. Segundo o presidente do Atlético-MG, Alexandre Kalil, ficou decidido de forma unânime que nenhum dos 20 times da Série A acionará a Justiça Comum ou tirará proveito de ações promovidas por torcedores.

– Estou decepcionado com os poderes de todos os clubes, federações e da CBF. Fomos injustiçados mais uma vez. Não tem cabimento algo que foi conquistado dentro de campo ser revertido nos tribunais. Não vou desistir nem com a tabela divulgada, pois ela pode ser alterada. Isso não é um problema – garantiu.

A Portuguesa foi rebaixada pelo STJD no fim do ano passado por ter escalado de forma irregular o meia Héverton no empate com o Grêmio, na última rodada do Brasileirão. A equipe perdeu o ponto conquistado na partida e mais três, sendo assim ultrapassada pelo Fluminense, o grande beneficiado com a decisão.

Lancenet

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. LG disse:

    Parece o patropi

  2. ventura disse:

    Devia entrar na justiça contra quem fez a burrada de escalar o jogador, se é que não foi ele mesmo.

  3. Luiz disse:

    Isso mesmo, Patropi!

CBF dribla Portuguesa, liminares e divulga tabela do Brasileirão 2014

A CBF divulgou no início da tarde desta quinta-feira a tabela do Campeonato Brasileiro de 2014, sem incluir a Portuguesa. A assessoria da entidade divulgou que todas as liminares obtidas em São Paulo alterando as decisões da Justiça Desportiva foram cassadas e, com isso, a tabela foi anunciada. A competição começará no dia 20 de abril, e a paralisação para a Copa do Mundo irá do dia 1 de junho a 20 de julho.

O anúncio de que caíram as liminares que impediam a realização do campeonato sem a Portuguesa foi feito minutos antes da divulgação da tabela. O representante da Portuguesa, Ricardo Cabezon, que teve entrada autorizada como ouvinte na reunião dos clubes da Série A realizada na sede da entidade, disse não ter se sentido intimidado. Relatou ter sido tratado com respeito e que teve a sensação somente de ser um “visitante inusitado”.

Ele afirmou que só considera a possibilidade de realização de um Brasileiro com mais de 20 clubes com uma ordem judicial e que o cenário sequer foi cogitado na reunião.

– Ela disse que hoje seria publicada (a tabela) no site. Não mostrou aos clubes. Fui recebido de forma muito respeitosa, me senti acolhido. Claro que, quando entrei sem ser aguardado, causou uma estranheza, mas não senti nenhum tipo de discriminação, muito pelo contrário. Não me senti um intruso, mas uma pessoa que não estava sendo aguardada. Um visitante inusitado – disse Cabezon, evitando responder se a Lusa entrará com ação diretamente na Justiça comum.

O advogado disse que o tema que norteou a reunião “foi entrar em um consenso, de ter segurança jurídica para o campeonato”:

– Infelizmente não depende só de nós. O futebol é um bem disponível, um direito difuso de todos nós.

O presidente do Atlético-MG, Alexandre Kalil, disse após a reunião que foi feito um pacto entre os clubes para que a partir de agora nenhum dos integrantes da Série A aceite ser beneficiado por qualquer liminar de terceiros obtida fora das instâncias da Justiça desportiva.

– Daqui para frente, os 20 clubes do futebol brasileiro não aceitarão demanda de torcida. Mesmo se o clube for beneficiado, as instituições vão se proteger para cumprir a regra. Não é por desobediência à Justiça, mas sim porque temos um contrato a cumprir, e não estou falando de contratinho, estou falando de bilhão.

Confira a primeira rodada do Brasileiro:

Flamengo x Goiás
Fluminense x Figueirense
São Paulo x Botafogo
Santos x Sport
Atlético-PR x Grêmio
Atlético-MG x Corinthians
Bahia x Cruzeiro
Internacional x Vitória
Criciúma x Palmeiras
Chapecoense x Coritiba

Entenda o caso:

Após a última rodada do Campeonato Brasileiro, a CBF comunicou ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) a possível escalação irregular dos atletas Héverton, da Portuguesa, e André Santos, do Flamengo. A infração, julgada em duas instâncias no tribunal desportivo, acabou fazendo com que ambos os clubes perdessem quatro pontos. Dessa forma, o Fluminense permaneceu na Série A e a Portuguesa foi rebaixada para a Série B.

Desde então, uma série de ações judiciais originadas por torcedores dos dois clubes e questionando as decisões do STJD foram impetradas na Justiça Comum. Algumas liminares foram emitidas em favor dos torcedores, outras foram cassadas pela CBF. Paralelamente a isso, o Ministério Público de São Paulo, através do promotor Roberto Senise, decidiu investigar o caso. O promotor já chegou a afirmar que há indícios de que funcionários da Lusa receberam dinheiro para escalar Héverton. O Flamengo, por sua vez, recorre da perda de pontos na Corte Arbitral do Esporte (CAS, na sigla em inglês), na Suíça.

Globo e Globo Esporte

Segue a indefinição: CBF recusa proposta que rebaixaria Fluminense para Série B

Sem títuloNesta segunda-feira, Roberto Senise, promotor de Justiça do Consumidor, se reuniu com representantes da CBF para propor um acordo que manteria as posições do Campeonato Brasileiro obtidas dentro de campo, o que levaria ao rebaixamento do Fluminense. Segundo ele, no entanto, a entidade reguladora das competições nacionais recusou o pedido. Por isso, o Ministério Público, após ter investigado o caso, entrará com uma ação civil pública na Justiça Comum.

– Não houve termo de compromisso. Já esperava que fosse difícil, mas cumpri todos os passos do inquérito. Não era obrigado a propor o acordo, mas quis fazer para não ficarem falando depois. Agora, eu vou entrar com uma ação civil pública – disse Senise.

Segundo o promotor, a intenção do acordo era convencer a CBF a cumprir uma postura de legalidade no caso da escalação do meia da Portuguesa Héverton, na última rodada do Brasileirão do ano passado, e também do lateral-esquerdo do Flamengo André Santos.

O Ministério Público entende que o Estatuto do Torcedor deve ser utilizado nos casos por ser uma lei federal, e não o Código Brasileiro de Justiça Desportiva, que, na ocasião, foi utilizado pelo STJD para condenar o clube do Canindé e o Flamengo a perderem quatro pontos na competição. No caso da Lusa, isso resultou no descenso à Série B.

O artigo 35 da regulamentação determina que as decisões proferidas pelos órgãos da Justiça Desportiva devem ser divulgadas de forma semelhante às sentenças dos tribunais federais, o que, nestes caso, não aconteceu.

Lancenet

Por medo da justiça, CBF anunciará Brasileirão com 24 clubes, afirma colunista

A Portuguesa foi avisada por três pessoas que a CBF planeja anunciar em breve um Campeonato Brasileiro  com 24 clubes, nos moldes pré-pontos corridos. Um dos interlocutores é o ex-presidente do Vasco Eurico Miranda. O plano deve ser deslanchado se torcedores da Lusa – e em seguida do Flamengo – conseguirem liminares contra o rebaixamento de seus times.

Fonte: Coluna De Prima – Lance

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Breno disse:

    Bastou ver o nome do Eurico pra saber que essa notícia não tem fundamento, Inclusive já foi desmentida pela própria CBF!

  2. WENDELL disse:

    PIADA !!! E quem passa o ano inteiro pagando caro para ver os jogos como – tv por assinatura ( PFC ) e sócio torcedor. Vamos todos ficar no prejuízo ?

CBF já estuda Brasileiro com 24 times e fases finais em mata-mata para 2014

A iminente chuva de ações na Justiça comum de torcedores  da Portuguesa contra o rebaixamento do time, decretado nos tribunais esportivos, já ligou o alerta da CBF. E existe um estudo para viabilizar o Brasileirão de 2014 com novo tamanho e formato.

O presidente da CBF, José Maria Marin, conversou nos últimos dias com Marco Polo Del Nero, seu vice, sobre a possibilidade de a edição deste ano contar com 24 clubes, incluindo Lusa, Vasco, Ponte e Náutico, que caíram.

Até a Globo já entrou na conversa e deu seu pitaco: a emissora que paga os direitos de transmissão do Brasileirão quer a volta da fórmula do mata-mata – os índices de audiência do campeonato desde a introdução dos pontos corridos, em 2003, despencam ano após ano.

Em cima disso, a CBF cogita organizar um torneio com dois grupos de 12 times, cada. Eles se enfrentariam em turno e returno, apenas contra adversários de sua chave. Os quatro primeiros colocados de cada grupo passariam às quartas de final, quando começaria o mata-mata.

Existe importante vantagem prática em um eventual Brasileirão desta maneira: ele só teria 28 datas, dez a menos do que o modelo de 2013. E o futebol nacional vive problema sério de calendário, principalmente pela realização da Copa do Mundo, que vai abocanhar quase dois meses do ano.

Política – Por trás de uma eventual virada de mesa, também há um cunho político. Em abril, ocorre a eleição para a presidência da CBF e apenas os presidentes de clubes da Série A têm direito a voto. Com a inclusão de Lusa, Vasco, Ponte e Náutico, Marco Polo, candidato da situação, pode garantir mais quatro votos.

Além dos times, têm direito a voto os presidentes das 27 federações de futebol do país. Andrés Sanchez, ex-presidente do Corinthians, será o candidato da oposição.

Fonte: Blog do Jorge Nicola – IG

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Valtemar Guilherme - Mazinho disse:

    Isso é um vergonha nacional. Basta cair um grande que imediatamente há virada de mesa, tapetão e etc… Um verdadeira porcaria. Apesar de ser flamenguista, acho que o Flamengo entrou nessa para beneficiar o Fluminense. Creio que tenha sido jogatina das diretorias.
    A competição em mata mata é mais emocionante, mas, os clubes tem que enfrentar todos da competição e não somente os seus adversários no grupo. Como saberemos que o primeiro de um grupo é melhor que o último do outro grupo???

    • HUGO disse:

      Os times da Série B tem que cobrar as federações para serem contra isso!!! Apesar de achar que um campeonato com mata-mata é melhor para os clubes do Nordeste, o fato de permanecerem 24 na série A implica na redução de vagas para os clubes da Série B, caso queiram voltar para a quantidade de 20 clubes futuramente.