Procuradoria Geral da República denuncia Romero Jucá na Operação Zelotes

Procuradoria Geral da República denunciou ao Supremo Tribunal Federal o líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), por crimes na Operação Zelotes, que apura fraudes no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf), o tribunal de recursos da Receita Federal.

O caso corre sob segredo e por isso não há detalhes.

O inquérito está sob relatoria do ministro Ricardo Lewandowski, relator da Zelotes no Supremo. Caberá a ele notificar o acusado para apresentar resposta à denúncia e levar o inquérito para julgamento na segunda Turma do STF, que decidirá se ele vira ou não réu na Zelotes.

 

Portal G1

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Blue disse:

    Cajú continua solto?

  2. Ricardo disse:

    Esse é bandido profissional. No esquema dele só tinha uma saída que era derrubar Dilma com a ajuda do Supremo e tudo.

  3. Maracujina disse:

    Esse é uma autarquia .

A sujeira agora é na Agricultura. "Ali só tem Bandido"

Fala sério, está sendo muito bom ver essas “parcerias” no governo do PT. Quanto então tem o PMDB no meio ai o prato fica cheio. Pena que é trágico. Segue post de Josias de Souza:

Uma característica curiosa do condomínio político-monetário que desgoverna o Brasil se observa na Esplanada dos Ministérios. O corrupto está sempre nos outros prédios.

Na pasta da Agricultura, sucedeu algo diferente. Ali, o PMDB pôs-se a acusar o PMDB de malfeitos. A trinca opõe dois pesos pesados da legenda.

De um lado, o ministro Wagner Rossi, apadrinhado do vice-presidente Michel Temer.

Do outro, Oscar Jucá Neto, o Jucazinho, irmão do líder do governo no Senado, Romero Jucá, o Jucazão.

Na última quarta (27), a cabeça de Jucazinho foi à bandeja. Rossi demitiu-o da diretoria financeira da Conab.

(mais…)