COVID-19: Governo do Estado atualiza medidas nas áreas de agricultura e fiscalização de estabelecimentos

Fotos: Elisa Elsie

Em entrevista coletiva à imprensa, o Governo do Estado atualizou as ações que estão em andamento no Rio Grande do Norte para o combate ao novo Coronavírus (Covid-19). Na manhã desta segunda-feira (6) na Escola de Governo, os secretários de Estado Cipriano Maia (Saúde/Sesap), Fernando Mineiro (Gestão de Metas e Projetos/Segepro) e o controlador Geral Pedro Lopes (Control) falaram das iniciativas nas áreas da saúde, economia e assistência social, reforçando ainda a importância do isolamento e distanciamento social.

De acordo com Cipriano Maia, está prevista para esta terça-feira (7) a divulgação do cenário de contaminação no Rio Grande do Norte, que explicará a gravidade da situação no Estado. Além disso, o secretário lembrou que o edital de chamamento público para contratação de instituição filantrópica, organização social ou sociedades empresariais hospitalares e de saúde em geral, para gestão do hospital de campanha, está em andamento.

Ele também destacou a necessidade de as pessoas ficarem em casa expondo as informações do boletim epidemiológico da Covid-19 no RN. “Hoje temos 246 casos confirmados em 22 municípios. Já foram realizados mais de três mil testes. Precisamos da ajuda da população para conter a contaminação comunitária, é necessário o compromisso das pessoas reforçando as medidas de isolamento social, higiene e o respeito às medidas adotadas e indicadas pelo Governo”, disse.

Fernando Mineiro enfatizou as medidas que estão sendo tomadas por meio do Governo Cidadão. “Estamos adquirindo R$ 7 milhões em equipamentos para os hospitais e unidades de saúde por meio do Projeto Governo Cidadão, com recursos do empréstimo pelo Banco Mundial. Em andamento temos o processo da compra de máscaras cirúrgicas.”

Outra medida desenvolvida por meio do Governo Cidadão é a elaboração de um projeto junto às secretarias da Agricultura de Desenvolvimento Rural e da Agricultura Familiar (Sedraf), da Agricultura, da Pecuária e da Pesca (Sape), do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social (Sethas), da Empresa de Pesquisa Agropecuária do RN (Emparn), Instituto de Defesa e Inspeção Agropecuária (Idiarn), do Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-RN).

A iniciativa visa a aquisição de alimentos por meio do Programa Compra Direta da produção da agricultura. “Sempre garantindo a transparência das ações e dos processos. É preciso uma união forte entre os órgãos públicos, da iniciativa privada e da população para enfrentar a situação”, frisou Mineiro.

O Controlador Geral do Estado, Pedro Lopes, enfatizou a ação realizada pela Control no fim de semana que inspecionou supermercados e mercados. “A população precisa se conscientizar, manter distância uma das outras nos supermercados, farmácias e estabelecimentos essenciais.”

Ele lembrou que desde o dia 25 de março está em funcionamento a Central de Doações, que funciona na Escola de Governo arrecadando donativos de pessoas jurídicas. “Em breve iremos expandir para que pessoas físicas também possam contribuir. As doações estão acontecendo e já recebemos, por exemplo, cerca de 10 mil luvas e 10 mil máscaras, que caberá à Sesap definir os locais beneficiados com o material. Também está em andamento a doação de 50 mil litros de álcool. Estamos com várias empresas parceiras que querem ajudar o Estado”.

O Governo do RN em parceria com a Associação dos Supermercados do Rio Grande do Norte (ASSURN) está tratando de uma campanha, segundo Pedro Lopes. É o “RN Mais Unido” que incentivará as pessoas físicas a realizarem doações em diversos postos de coletas espalhados pelo estado. As doações serão destinadas às pessoas em situação de vulnerabilidade social e a Secretaria de Estado do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social irá definir as famílias beneficiadas. “O Governo do Estado, com apoio de todos os seus órgãos, está trabalhando em muitas frentes para conter os efeitos da epidemia e cuidar da população”, avaliou o controlador geral.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Juliana disse:

    Pagamento dp Estado esta ameaçado

  2. Anderson disse:

    SANGUE DE JESUS CRISTO!

  3. Cabo Silva disse:

    Nenhum dos 3 personagens consegue transmitir um mínimo razoável de credibilidade nas suas próprias imagens!

Agricultura – (FOTOS): Prefeitura de São Gonçalo inicia atividades do programa corte de terra

Fotos: Divulgação

A Prefeitura de São Gonçalo, por meio da Secretaria Municipal de Agropecuária e Desenvolvimento Agrário (Semada) iniciou, nesta terça-feira (4), as atividades do programa corte de terra nas pequenas propriedades do município. As comunidades que tiveram o corte iniciado hoje foram Ladeira Grande, Rio da Prata, Poço de Pedra, Bela Vista, Genipapo e Guanduba. As comunidades de Uruaçu, Canaã e Serrinha, recebem o programa a partir de amanhã.

A expectativa é que o corte de terras atenda cerca de 900 agricultores do município, em 40 comunidade e povoados rurais. O investimento nas pequenas propriedades é de mais de R$ 165mil. Cada agricultor terá, em média, 2h de trabalho das máquinas em suas terras, totalizando mais de 1.800h do programa.

“O trator chegou em um momento ideal, antes do período das chuvas mais fortes, quando conseguimos adubar a terra de maneira mais eficiente. Para nossa comunidade, o benefício do corte de terra é essencial. A agricultura representa nossa sobrevivência”, afirma Francisco Cosme, mais conhecido como Chiquinho, morador de Ladeira Grande.

Em dez anos, produção de grãos terá aumento de 26,8% no país

Foto: Reprodução Internet

A safra de grãos para 2028/29 terá um aumento de 26,8% em relação aos números atuais e será de aproximadamente 300,1 milhões de toneladas, segundo projeção do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e da Embrapa.

Já a área de grãos para os próximos dez anos deve aumentar 15,3%, passando de 62,8 milhões de hectares para 72,4 milhões.
O relatório, que foi baseado em 15 produtos derivados de grãos pesquisados mensalmente pela Conab (Companhia Nacional de Abastecimento), mostra redução das áreas plantadas de arroz e feijão, enquanto a soja seguirá na liderança da produção nacional.

Cultura comum em quase todo o país, o arroz terá decréscimo de 8,6% de área plantada, enquanto sua produção aumentará 0,3%. O relatório aponta a diminuição no consumo do grão, que passou de 12 milhões de toneladas no triênio de 2013 a 2015 para 11,5 milhões de toneladas no triênio de 2017 a 2019.

De acordo com o estudo, o encolhimento do consumo de arroz tem se refletido na produção interna. Pautado principalmente para o consumo interno, o feijão manterá sua estabilidade e terá crescimento de 2,6% na produção. Segundo técnicos da Embrapa, “o setor acredita que pode haver aumento de produção nos próximos anos, principalmente, por inserção internacional de alguns tipos de grãos”.

Tomando a dianteira dos grãos, a soja é a que terá maior crescimento da produção, com 32,9% até a safra 2028/29. A produção atual é encabeçada pelo estados de Mato Grosso, com 28,1%, seguido pelo Paraná, com 14,2%; Rio Grande do Sul, com 16,8%; Goiás, 9,9%; e Mato Grosso do Sul, 7,4%.

Em relação à área plantada, o crescimento da soja será de 26,6%. O relatório mostra a expansão da cultura para o norte do país, como Maranhão, Tocantins, Pará, Rondônia, Piauí e Bahia, alavancado pela expansão de produção, criação de bovinos, abates de animais e preços de terras.

Folhapress

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cigano Lulu disse:

    Tudo que o Brasil produz, desde a chegada das caravelas: commodities. Mas se dependesse do PT, MST, CUT, quilombolas, "indígenas" barrigas-brancas… nem isso.

Fátima anuncia Caern, Sethas, Agricultura e PGE; veja perfis

A governadora eleita do RN, senadora Fátima Bezerra, anuncia nesta quinta-feira (20) os nomes de quatro futuros auxiliares da administração estadual. São eles: Luiz Antônio Marinho, para a Procuradoria Geral do Estado (PGE); Íris Oliveira, para a Secretaria do Trabalho, Habitação e Assistência Social (Sethas); Roberto Linhares, para a Companhia de Águas e Esgotos do RN (Caern); e Guilherme Saldanha, para a Secretaria de Agricultura, Pecuária e Pesca (Sape).

“Profissionais de reconhecida qualidade técnica, com respaldo nas respectivas áreas de atuação, que contribuirão com os avanços que o nosso Governo pretende imprimir no Rio Grande do Norte”, declarou a governadora eleita.

“Honrados com o convite”, os futuros secretários afirmaram que se comprometem em fazer gestões éticas em favor da população do Rio Grande do Norte. “Ações compartilhadas, envolvendo e comprometendo todos os que fazem a empresa na construção de resultados éticos e sustentáveis, nas áreas econômica, social e ambiental, aumentando sua abrangência de atuação, modernizando e otimizando processos e melhorando sua governança”, disse Roberto Sérgio, futuro gestor da Caern. Ísis Oliveira destacou que expectativa de implantar efetivamente o SUAS (Sistema Único de Assistência Social) no RN e colocar a assistência e os programas implementados na Secretaria a serviço de quem precisa, sobretudo da população mais vulnerável.

Luiz Antônio Marinho afirmou que atuará para que a PGE cumpra o papel de contribuir para que o estado do RN encontre os melhores caminhos que o povo e a sociedade precisam. “A PGE é um órgão da representação judicial, extrajudicial e de consultorias do estado, que tem muito a colaborar para as ações administrativas e de desenvolvimento do Estado”.

Guilherme Saldanha lembrou que a hora é de união. “O setor produtivo, as associações e afins precisam ajudar a governadora para fazer com que o estado saia dessa crise. Com boa vontade conseguiremos”, declarou.

Perfis

Luiz Antônio Marinho

É procurador de carreira do Estado do RN há 24 anos. Foi presidente da Associação dos Procuradores por dois mandatos. Já foi procurador-geral e adjunto e atualmente atua como corregedor da PGE. É formado em Direito pela UFRN.

Roberto Sérgio Linhares

Empregado de carreira da Caixa Econômica Federal há quase 30 anos, é advogado, com pós-graduação (MBA) em Gestão Empresarial pela Fundação Getulio Vargas – FGV/Marpe e em Desenvolvimento Regional Sustentável – DRS, pelo Inepad/UFBA. Ocupou praticamente todos os cargos regionais na gestão da Caixa, inclusive de Superintendente Regional no Estado do RN por quase 7 anos. Especialista e professor Mercado Financeiro e Finanças, treinou mais de 4.500 profissionais de instituições financeira no RN e PB, além de atuar em outros Estados (DF, SP, PR, etc).

Íris Oliveira

Assistente Social, é professora do Departamento de Serviço Social e do Programa de Pós Graduação em Serviço Social da UFRN com doutorado em Serviço Social pela PUC-SP. Coordena o Grupo de Estudos e Pesquisas em Questão Social, Política Social e Serviço Social.

Guilherme Saldanha

Engenheiro Agrônomo formado pela Escola Superior de Agricultura de Mossoró, atual UFERSA, na turma de 1996. Produtor Rural e empresário rural no setor de agricultura irrigada, atuando na atividade desde 1996. Trabalhou como Coordenador de Agricultura Irrigada da Secretaria da Agricultura do Rio Grande do Norte durante os anos de 2002 até 2006, atuou também como Consultor do SEBRAE/RN na área de fruticultura irrigada durante os anos de 2006 a 2007 e também trabalhou no acompanhamento/vistoria de projetos e empreendimentos do setor rural para a Caixa Econômica Federal de 2012 até 2016. Foi Presidente do Distrito de Irrigação do Projeto Baixo Açu durante os anos de 1997 até 2000 e voltou a presidir o Distrito entre 2009 e 2016. É membro do Comitê Técnico do Programa Nacional da Agricultura Irrigada da CNA – Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária. Em 2016 assumiu a Secretaria da Agricultura, da Pecuária e da Pesca do Estado do Rio Grande do Norte, cargo que exerce até os dias atuais.

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Chico disse:

    Chegue logo Rogerio antes qye a Caern acabe com o bairro de San vale.

    • Dilermando disse:

      Verdade. A Av. Saint Exupery parece um cenário de guerra e antes das intervenções era um tapete. Ainda mais agora, que serve como via de acesso entre a BR e a Prudente, melhorando o fluxo do trânsito, mas está quase intransitável.

Governadora Rosalba recebe ministro da Agricultura na Base Aérea

A governadora Rosalba Ciarlini recebeu o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Antônio Andrade, no início da tarde desta sexta-feira (6), na Base Aérea de Natal.

No estado, o ministro assinará a instrução normativa reconhecendo o RN como zona livre da febre aftosa com vacinação. O evento ocorrerá no Parque Aristófanes Fernandes, às 15h.

RN apresenta pleitos de mais de R$ 15 milhões para agricultura e pecuária ao Ministério da Ciência

O presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves e o secretário de Agricultura Júnior Teixeira, tiveram dois encontros em Brasília para discutirem assuntos de interesse da pasta da agricultura e pecuária do Rio Grande do Norte. As duas reuniões foram com o relator da Medida Provisória que trata de ações emergenciais para seca no nordeste, senador Eunício Oliveira (PMDB-CE) e com o secretário executivo do ministério da Ciência e Tecnologia e Inovação, Luiz Antônio Rodrigues Alves.

Henrique Alves e Júnior Teixeira pleitearam junto ao representante do MCTI recursos para a reestruturação da rede de informações pluviométricas e meteorológicas da EMPARN. O projeto de R$ 6,5 milhões também vai possibilitar a realização de um zoneamento agroclimatológico para culturas de sequeiro no Rio Grande do Norte. A EMPARN ainda busca recursos, no valor de 2,1 milhões, para investir em pesquisas sobre o aproveitamento de resíduos industriais de caju, mandioca e mamão, entre outras culturas, para ração animal.

Outra proposta apresentada ao secretário executivo do MCTI foi o projeto de R$ 9 milhões para melhoramento genético de caprinos e ovinos. “O nosso rebanho deverá passar por um melhoramento genético permitindo um salto de qualidade e quantidade”, justificou o secretário Júnior Teixeira. Os recursos deverão ser investidos em quatro bases da EMPARN e beneficiar, inicialmente, 180 criadores do Rio Grande do Norte.

MP DA SECA

Henrique Alves e Júnior Teixeira também se reuniram com o senador Eunício  Oliveira (PMDB-CE), que foi o relator da MP que tratou de ações emergenciais para os estados atingidos pela seca no nordeste . Eles discutiram os vetos da presidente Dilma Rousseff  às emendas, aprovadas  durante a votação da MP, que beneficiavam os pequenos e médios produtores  quanto a renegociação de dívidas rurais. “Esperamos restabelecer essas conquistas durante a apreciação dos vetos pelo Congresso Nacional “, disse o deputado ao relator.

Assessoria

Governo do Estado anuncia distribuição de 450 toneladas de sementes

O Governo do Estado investiu R$ 3,8 milhões na compra de 450 toneladas de sementes de milho, feijão e sorgo. Com a distribuição, 42 mil produtores rurais serão atendidos em todas as regiões do Rio Grande do Norte. Com a chegada das chuvas no interior, durante a última semana, o Governo se antecipou e já iniciou a distribuição das sementes pelo município de Pau dos Ferros, localizado no Alto Oeste.

A governadora Rosalba Ciarlini ressalta que a entrega das sementes está sendo feita de acordo com o início das precipitações em cada localidade. No entanto, para que isso fosse possível, foi necessário agir com planejamento e seriedade. “Decidimos fazer este investimento de quase R$ 4 milhões ainda em dezembro, mesmo sem saber se teríamos chuva no Estado porque se fôssemos esperar que chovesse para nos preocuparmos com as sementes seria tarde demais. Por isso, planejamos com antecedência para que na hora certa, a distribuição já fosse feita, como está acontecendo agora. A expectativa é de que teremos mais chuva e não podemos perder tempo”, enfatizou a Governadora.

De acordo com o secretário interino de Agricultura, da Pecuária e da Pesca (SAPE), José Simplício, cada produtor recebe um kit com 11 kg, sendo 4 kg de feijão, 4 kg de milho e 3 kg de sorgo. Segundo ele, um calendário de entrega das sementes está sendo concluído e deve ser entregue à Governadora ainda esta semana. “Iniciamos a distribuição por Pau dos Ferros e agora estamos acompanhando a chuva”, afirmou José Simplício.  (mais…)

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Elves disse:

    …De que adianta sementes sem água?

Brasil se prepara para tomar liderança dos Estados Unidos em produção de soja

Com o início das chuvas, produtores brasileiros de soja começam o plantio da safra 2012/2013: o Brasil deve tomar a liderança dos Estados Unidos como o principal produtor mundial do produto. Em Mato Grosso, maior estado produtor do cereal, o plantio já começou em alguns municípios, com mais de uma semana de antecipação em relação à safra anterior.

Segundo o meteorologista do Inmet Mozar Salvador, a previsão para os próximos dias é a de chuvas mais intensas nas regiões Nordeste e Sudeste. No Centro-Oeste, as precipitações devem ser em menor intensidade. “Mesmo que, no início, seja em menor quantidade, a tendência é aumentar o plantio”, avaliou o especialista em relação às chuvas tão aguardadas pelos produtores. No Sul, onde a seca forte do início do ano conserva os efeitos até hoje, a previsão é de chuvas acima da média nos próximos três meses.

O presidente da Associação Brasileira dos Produtores de Soja (Aprosoja), Glauber Silveira, disse que a liderança deve ser conquistada, em grande parte, pela quebra de aproximadamente 20% da safra de soja americana. Além disso, a produção no Brasil deve crescer cerca de 14%, passando de 66,3 milhões de toneladas na safra 2011/2012 para 83 milhões de toneladas na que se inicia.

Além da possibilidade de conquistar a liderança mundial na produção de soja, os sojicultores brasileiros devem se beneficiar também da quebra da safra americana na rentabilidade de suas lavouras. Os preços do cereal estão em patamares recordes e, segundo o assessor da Secretaria de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Sávio Pereira, eles se manterão para o próximo ano.

“Há uma quebra muito grande nos Estados Unidos e isso beneficia a produção e a expansão da área agrícola no Brasil. Os produtores brasileiros terão lucratividade garantida para a safra de 2013”, disse Pereira em nota.

Da Agência Brasil

Betinho Rosado pede exoneração da Secretaria de Agricultura

Está no Diário Oficial do Estado de hoje, sábado (19). O Deputado Betinho Rosado pediu exoneração do cargo de secretário estadual de Agricultura. De acordo com a publicação no Diário Oficial, o afastamento de Betinho se dá “a pedido”.

Não se se estava no roteiro ou foi de supetão, o fato é que diante disso, volta à condição de suplente Rogério Marinho (PSDB), a pouco menos de um ano da eleição em que pretende concorrer à Prefeitura de Natal. Será que Rogério tinha conhecimento desse ato? Os agricultores estão comemorando a saída do deputado, será que ele volta? Na publicação só tem a exoneração de Betinho, não tem nomeação de nenhum nome para o seu lugar.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Anônimo disse:

    Omar na verdade era um erro na configuração já resolvido. Muito obrigado

Empréstimo ainda vai render na Assembleia

O pedido de autorização para um empréstimo no valor de 540 milhões de dólares (quase 900 milhões de reais) que o Governo do Estado pretende obter do Banco Mundial promete render muita discussão na Assembleia Legislativa.

A mensagem da governadora Rosalba Ciarlini chegou à Assembleia com pedido de urgência. O governo tem maioria folgada na Casa, mas a discussão não vai ser a toque de caixa. A Oposição questiona o porquê de áreas como recursos hídricos não estarem contempladas pelos recursos que serão empregados no programa RN Sustentável.

O deputado Fernando Mineiro descobriu que quase 50 milhões de dólares, ou 9% do total, serão gastos com consultorias. Esquecida, a área de recursos hídricos é tocada pelo vice-governador e secretário Robinson Faria. A área da Agricultura, administrada pelo cunhado da governadora, o deputado licenciado Betinho Rosado, ficará com 23% dos recursos.

A concentração de recursos na Agricultura e o “esquecimento” de Recursos Hídricos levaram muita gente a pensar em razões de natureza política. A ponto de obrigar o vice-governador a emitir nota oficial em que desmente que a área de Recursos Hídricos tenha sido preterida e que ele esteja orientando deputados de sua confiança a questionar a destinação dos recursos do empréstimo internacional.

Bem, Robinson disse que é a favor do empréstimo nas condições apresentadas pelo governo. Diz também que não procedem as ilações sobre desavenças entre ele e a governadora e que  é tudo fruto da imaginação de “semeadores de intrigas”.

O fato é que o deputado José Dias, que está indo para o PSD de Robinson, já disse publicamente que vai querer discutir o empréstimo. E que é preciso rever a destinação dos recursos. E avisou que se for para aprovar do que jeito que o governo quer, a Assembleia não passará de um cartório.

Pra bom entendedor, meia palavra.

E não foi nenhum “semeador de intrigas” que inventou as declarações de José Dias, considerado um dos mais inteligentes, argutos e experientes deputados estaduais.

Vamos esperar pra ver o que vai acontecer na Assembleia.

Ou será que ela vai virar cartório, servindo apenas para registro de documentos?

Ministro da Agricultura Wagner Rossi pede demissão

estadão.com.br

O ministro da Agricultura, Wagner Rossi, enviou carta de demissão à presidente Dilma Rousseff, nesta quarta-feira, 17, após a Polícia Federal anunciar investigação sobre as denúncias contra a pasta. Depois de Antonio Palocci (Casa Civil), Alfredo Nascimento (Transportes) e Nelson Jobim (Defesa), Rossi é o quarto ministro a sair do governo em oito meses.

A relação do ministro da Agricultura, Wagner Rossi, com o lobista Júlio Fróes – que teria atuado durante meses dentro do ministério – será investigada pela Polícia Federal. Um inquérito foi aberto na segunda-feira, 15, e o ex-presidente da Comissão de Licitação do ministério Israel Batista já prestou depoimento. Dentre as denuncias que surgiram na imprensa contra o ministério,  estão o uso eleitoral da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e suposto tráfico de influência.

Além disso, o jornal Correio Braziliense denunciou que Rossi teria utilizado um avião de uma empresa que depende de autorizações do Ministério da Agricultura para vender seus produtos. A Ourofino Agronegócio trabalha com agrotóxicos, sementes e saúde animal e colocou à disposição do ministro e de seu filho Baleia Rossi (PMDB-SP), deputado estadual, um avião Embraer Phenon 100 avaliado em US$ 7 milhões.

Leiam a carta de demissão de Wagner Rossi:

(mais…)

A farra dos familiares do PMDB empregados no Ministério da Agricultura. Henrique Alves presente

Josias de Souza:

Nem só de Jucá é feito o quadro da Conab. A folha salarial da estatal vinculada ao Ministério da Agricultura abriga também:

Um filho do senador Renan Calheiros, uma ex-mulher do deputado Henrique Eduardo Alves, um neto do deputado Mauro Benevides,  um sobrinho do morto Orestes Quércia…

Parte da parentela foi nomeada sob Lula. Outra parte, sob Dilma Rousseff. Tudo sob o pemedebê Wagner Rossi, ex-presidente da Conab e atual ministro da Agricultura.

A árvore genealógica do PMDB começou a ser sacudida por Oscar Jucá Neto. Pilhado em malfeitos, caiu disparando para o alto: “Ali só tem bandido.”

(mais…)

Lobista pivó da Crise no Ministério da Agricultura agride repórter da Veja

Folha.com

A ANJ (Associação Nacional de Jornais) divulgou nota à imprensa na qual lamenta e condena a agressão cometida pelo o lobista Júlio Fróes contra o repórter Rodrigo Rangel, da revista “Veja”.

O documento detalha a agressão sofrida pelo jornalista, que teria se passado em um restaurante de Brasília, onde ele entrevistava Fróes.

“A certa altura, o entrevistado passou a fazer ameaças, perguntando se o jornalista tinha mulher e filhos. Nesse ponto, Rangel encerrou a entrevista, mas ao se levantar foi puxado pelo braço, sofreu uma gravata e joelhadas no ventre e no rosto e foi jogado contra uma mesa. O jornalista, que teve um dente quebrado, fez exame no Instituto Médico Legal.”

A entidade diz esperar que as autoridades apurem o caso, que classifica como “agressão e cerceamento ao livre exercício do jornalismo”.

Número dois no Ministério da Agricultura acabou de pedir demissão. Estava envolvido com Lobby

Folha.com

O secretário-executivo do Ministério da Agricultura, Milton Ortolan, pediu demissão do cargo há poucos minutos. Número dois na estrutura do ministério, Ortolan disse ter entregue a carta de demissão ao ministro Wagner Rossi em caráter “irrevogável” hoje à tarde.

Ortolan decidiu deixar o cargo após a revelação, pela revista “Veja”, de que o lobista Júlio Fróes teria uma gravação em que ele exigia propina de 10% sobre contrato com o ministério.

Segundo a reportagem, Ortolan foi responsável por levar Góes à primeira reunião na comissão de licitação do ministério, onde o lobista teria até sala própria.

Na carta de despedida, Ortolan negou as acusações e disse que terá como provar inocência.

(mais…)

Lobista tem sala privativa e corrompe servidores no Ministério da Agricultura

Será que Dilma vai ter a mesma atitude com o Ministério da Agricultura que teve com o do Transporte? Vejam matéria da Veja que chega hoje às bancas:

Na semana passada, o ministro da Agricultura, Wagner Rossi, foi ao Congresso rebater as acusações de que sua pasta se transformou em uma central de negócios, conforme  denúncia publicada por VEJA com base em uma entrevista do ex-diretor da Conab Oscar Jucá Neto, irmão do senador Romero Jucá. Depois de cinco horas de audiência, o máximo que o ministro admitiu é que, na Conab, há “imperfeições e não irregularidades”. A edição de VEJA que chega às bancas neste sábado traz reportagem com novas “imperfeições” da pasta comandada por Rossi.

(mais…)

Dilma: um peso com o PR, outro com o PMDB na sujeira com a Agricultura

Josias de Souza

Levado ao notíciario como novo foco de corrupção, o Ministério da Agricultura, da cota do PMDB, mereceu de Dilma Rousseff um tratamento diferenciado.

Ao contrário da reação que teve no caso das denúncias de cobrança de propinas nos Transportes, da cota do PR, a presidente dessa vez não levou a mão à vassoura.

Uma auditoria concluída pelo TCU farejou práticas que submetem o contribuinte ao risco de desvios e sujeitam Dilma ao arrependimento.

O relatório do tribunal de contas anota que a Agricultura não exerce controle eficaz sobre as operações milionárias que correm pelos seus escaninhos.

Para o TCU, o ministério convive com brechas que podem servir de escoadouro de verbas públicas.

(mais…)

Os comentários estão fechados.