Saúde

RN vai receber mais 43.290 doses de vacinas da Pfizer nesta terça-feira

Através das redes sociais, a governadora Fátima Bezerra (PT) anunciou que o Rio Grande do Norte vai receber 43.290 doses de vacinas da Pfizer nesta terça-feira (8).

Com a nova remessa, o RN soma 1.680.350 doses de vacinas contra a Covid-19 recebidas, entre Coronavac, Astrazeneca e Pfizer.

 

Opinião dos leitores

  1. Bruno,
    O RN já recebeu 1.623.020 vacinas segundo informações do consorcio de imprensa e já aplicou 1.113.329, com esses números informados temos um saldo em estoque de 509.691 vacinas, porque não começam a vacinar as pessoas com faixa de idade menores, conforme informado acima hoje estão chegando mais 43.290 doses de vacinas, aumentando ainda mais o estoque, com esse estoque dar para vacinar todo pessoal da educação já que muitos já se vacinaram, os policiais, os garis, os motoristas de ônibus e ainda vai sobrar, portanto não existe desculpa para não reduzir a faixa

  2. Será que o prefeito vai criar vergonha, e autorizar a vacinação das pessoas abaixo dos 60 anos, deveria era já ter vergonha do crime que estao cometendo.

    1. Verdinho, qdo amadurecer vai entender. Kkkkk
      Ainda bem que não votei nele.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

INSUMO: Fiocruz deve receber nova remessa de IFA no sábado, que garante a entrega de vacinas ao Programa Nacional de Imunizações

Foto: © Leonardo Oliveira/FioCruz

O Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos da Fundação Oswaldo Cruz (Bio-Manguinhos/Fiocruz) deve receber no próximo sábado (22) uma nova remessa de ingrediente farmacêutico ativo (IFA) para a produção de vacinas contra a covid-19.

Os carregamentos do insumo são importados da China, onde são produzidos pela Wuxi Biologics. Após a próxima entrega, está prevista a chegada de mais uma remessa para o dia 29 de maio.

Com o desembarque desses dois carregamentos de IFA no Brasil, a Fiocruz afirma que estará garantida a entrega de vacinas ao Programa Nacional de Imunizações nas três primeiras semanas de junho.

Em publicação nas redes sociais, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, destacou a importância das novas remessas.

Foto: Reprodução/Twitter

A Fiocruz produz no Brasil a vacina Oxford/AstraZeneca contra covid-19, devido a um acordo de encomenda tecnológica firmado no ano passado com a empresa europeia. Também está em curso um processo de transferência de tecnologia, para que a fundação seja capaz de produzir o IFA no Brasil, garantindo autossuficiência na produção da vacina.

Desde o início da produção em Bio-Manguinhos, a Fiocruz já produziu e entregou mais de 30 milhões de doses da vacina ao Ministério da Saúde. Outras 4 milhões de doses foram importadas prontas da Índia, onde foram produzidas pelo Instituto Serum.

Somadas, essas quantidades correspondem a 40% das vacinas disponíveis no país, que também aplica imunizantes produzidos pela Sinovac/Instituto Butantan e pela Pfizer/BioNTech.

Agência Brasil

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Butantan entrega 1 milhão de doses da CoronaVac ao Ministério da Saúde; nas próximas semanas, outras 4 milhões deverão ser enviadas

Foto: Reprodução/TV Globo

O Butantan entrega nesta quinta-feira (6) mais 1 milhão de doses CoronaVac, vacina contra Covid produzida pelo Instituto em parceria com o laboratório Sinovac, ao Ministério da Saúde.

Do montante, 226 mil ficam em São Paulo e o restante irá para o depósito do Ministério da Saúde Guarulhos para ser enviado ao estados.

Com o novo carregamento, o total de vacinas oferecidas por São Paulo ao Plano Nacional de Imunizações (PNI) chega a 43 milhões de doses desde o início das entregas, em 17 de janeiro.

De acordo com o Instituto, nas próximas semanas, outras 4 milhões deverão ser enviadas ao Programa Nacional de Imunização (PNI) por meio de três remessas.

Com os novos envios, o Butantan concluirá o primeiro contrato firmado com o governo federal para o fornecimento de 46 milhões de doses, que sofreu atraso de alguns dias após problemas com a entrega de Insumo Farmacêutico Ativo (IFA) vindos da China, e começa a entregar as 54 milhões previstas no segundo acordo.

A CoronaVac representa 75,3% das vacinas aplicadas no país, com 33,89 milhões de doses (dados atualizados às 21h desta quarta-feira (5).

Matéria-prima

Nesta quarta-feira (5), o instituto afirmou que foi solicitado à Sinovac o envio de 6 mil litros, para produzir aproximadamente 10 milhões de doses, mas espera receber minimamente os 3 mil que não foram liberados no prazo por conta de questões burocráticas do sistema de exportação chinês.

O Butantan é parceiro do laboratório, e responsável pela etapa final de produção da vacina no Brasil.

“Nossa expectativa é a de que o IFA chegue no Brasil até o dia 15. Esse é o planejado, programado para que não haja atraso nenhum nas entregas da segunda parte do mês de maio”, disse Cintia Lucci, diretora de projetos estratégicos do Instituto, durante coletiva de imprensa do governo estadual.

Com G1

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *