Saúde

Sesap informa que RN precisa de 87 mil vacinas para terminar aplicação da 2ª dose da CoronaVac

Em reunião nesta quinta-feira (06), a Comissão Intergestores Bipartite – CIB, com a presença da Sesap e do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde do RN (Cosems), fez um levantamento da quantidade total da segunda dose aberta da CoronaVac no Rio Grande do Norte. Na ocasião foi elaborada a justificativa referente ao déficit dessas doses para atender pessoas já vacinadas com D1 do imunobiológico Sinovac/Butantan, nos municípios do estado do Rio Grande do Norte. O documento, assinado pelo secretário de saúde Cipriano Maia e pela presidente do Cosems Maria Eliza Garcia, foi enviado pela Sesap ao Ministério da Saúde, solicitando o envio das doses na próxima remessa.

Hoje no estado, faltam 87.098 doses para completar o esquema vacinal. 52.072 na Região Metropolitana de Natal, 3.462 na região de São José do Mipibu, 5.276 na região de João Câmara, 2.478 na região de Santa Cruz, 16.955 na região de Mossoró e Assu, 4.524 na região de Caicó e 2.331 na região de Pau dos Ferros. Dentro desse total, existe hoje a falta de 26.353 doses não enviadas ao Estado pelo Ministério da Saúde e um número considerável de frascos com apresentação de 10 doses que chegaram ao Estado com 9 ou 8 doses, resultando assim numa diminuição de pessoas a serem vacinadas.

O registro foi levantado pela plataforma RN Mais Vacina, sendo este o sistema oficial para alimentação, controle dos dados da vacinação Covid-19,o qual possibilita o rastreio das doses e permite transparência a todo processo de imunização contra a COVID-19 no RN.

A falta de doses tem duas justificativas importantes: uma delas é a aplicação das doses D2 como D1, com ampliação de público não autorizada da vacina Sinovac/Butantan, por parte de alguns municípios do Estado do RN. Os municípios alegam ter seguido orientação do Ministério da Saúde, mesmo o Estado tendo sido contrário.

O pedido do envio de doses do Ministério da Saúde é reforçado pelo atraso de 28 a 48 dias da aplicação da primeira dose, sendo necessário concluir o esquema de vacinação o mais breve possível para assegurar à eficácia da imunidade a população, e assim, reduzir os agravos e possíveis óbitos pela COVID-19.

Opinião dos leitores

  1. Muito difícil entregarem essa quantidade de doses aqui para o RN. Teria que deixar de entregar para os resto do país. Muito preocupada com essa situação porque minha mãe é uma dessas pessoas que não recebeu a segunda dose.

  2. Dia 01 de março, o Artur Lira saiu do Planalto, de uma reunião com o bolsonaro, onde este o informou e ele anunciou que 140 milhões de doses chegariam nos meses de março, abril e maio. Já estamos chegando no meio do mês de maio e mais uma vez o panaca brasileiro foi enganado e sacaneado pelo bolsonaro. Ele sente prazer em ver a cara de bundão dos brasileiros com suas lorotas e mentiras. Escárnio.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

São Gonçalo suspende vacinação com Coronavac; município já concluiu 2° dose em todos os idosos acima de 70 anos

A Prefeitura de São Gonçalo do Amarante/RN suspendeu, na quarta-feira (5) vacinação contra a covid-19 com a Coronavac por falta de imunizantes. O município já concluiu o esquema vacinal em todos os idosos acima de 70 anos, nos trabalhadores da saúde e nos idosos acima de 65 anos que completaram o prazo de 28 dias até dia 30 de abril.

“Estamos aguardando a chegada de mais imunizantes da Coronavac para cobrir a segunda dose de quem está completando o prazo nesta semana. Além disso, seguimos com a primeira dose da AstraZeneca para pessoas com comorbidades e nos idosos de 60 anos ou mais”, destaca Jalmir Simões, secretário municipal de Saúde.

O município recebeu na segunda-feira (03) apenas 110 doses da Coronavac.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Butantan entrega 1 milhão de doses da CoronaVac ao Ministério da Saúde; nas próximas semanas, outras 4 milhões deverão ser enviadas

Foto: Reprodução/TV Globo

O Butantan entrega nesta quinta-feira (6) mais 1 milhão de doses CoronaVac, vacina contra Covid produzida pelo Instituto em parceria com o laboratório Sinovac, ao Ministério da Saúde.

Do montante, 226 mil ficam em São Paulo e o restante irá para o depósito do Ministério da Saúde Guarulhos para ser enviado ao estados.

Com o novo carregamento, o total de vacinas oferecidas por São Paulo ao Plano Nacional de Imunizações (PNI) chega a 43 milhões de doses desde o início das entregas, em 17 de janeiro.

De acordo com o Instituto, nas próximas semanas, outras 4 milhões deverão ser enviadas ao Programa Nacional de Imunização (PNI) por meio de três remessas.

Com os novos envios, o Butantan concluirá o primeiro contrato firmado com o governo federal para o fornecimento de 46 milhões de doses, que sofreu atraso de alguns dias após problemas com a entrega de Insumo Farmacêutico Ativo (IFA) vindos da China, e começa a entregar as 54 milhões previstas no segundo acordo.

A CoronaVac representa 75,3% das vacinas aplicadas no país, com 33,89 milhões de doses (dados atualizados às 21h desta quarta-feira (5).

Matéria-prima

Nesta quarta-feira (5), o instituto afirmou que foi solicitado à Sinovac o envio de 6 mil litros, para produzir aproximadamente 10 milhões de doses, mas espera receber minimamente os 3 mil que não foram liberados no prazo por conta de questões burocráticas do sistema de exportação chinês.

O Butantan é parceiro do laboratório, e responsável pela etapa final de produção da vacina no Brasil.

“Nossa expectativa é a de que o IFA chegue no Brasil até o dia 15. Esse é o planejado, programado para que não haja atraso nenhum nas entregas da segunda parte do mês de maio”, disse Cintia Lucci, diretora de projetos estratégicos do Instituto, durante coletiva de imprensa do governo estadual.

Com G1

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Pela 4ª vez, aplicação da 2ª dose da Coronavac em Natal é suspensa; nova remessa tem previsão até sexta

Pela quarta vez, a capital potiguar suspendeu a aplicação da segunda dose da Coronavac nesta quarta-feira (5). De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), há previsão de recebimento de uma nova remessa do imunizante até sexta-feira (7).

Quem está com a segunda dose atrasada terá que aguardar a chegada do novo lote para ser vacinado.

A imunização continua na capital potiguar com a Astrazeneca.

 

 

Opinião dos leitores

  1. A pref. De Natal devia informar foram vacinados hoje e quantos trabalhadores da saúde que não são da linha de frente da covid foram vacinados hoje.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Por falta de doses, Mossoró e Parnamirim suspendem aplicação da Coronavac; vacinação continua com o imunizante Astrazeneca/Oxford

A segunda e terceira maiores cidades do Rio Grande do Norte, Mossoró e Parnamirim, suspenderam a aplicação da vacina Coronavac por falta de doses.

Os dois municípios na região Oeste e na Grande Natal aguardam a chegada de novas doses, ainda sem previsão, para retomar a imunização com a Coronavac.

A vacinação, no entanto, continua com o imunizante Astrazeneca/Oxford.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Segunda dose Coronavac estará disponível nesta quarta-feira em Natal para quem se vacinou até 28 de março

Foto: Alex Régis/Secom

A Prefeitura de Natal inicia nesta quarta-feira (05) a vacinação da segunda dose do imunizante Coronavac para as pessoas que se vacinaram até o dia 28 de março. Esse grupo contempla 1.149 pessoas e destas, 45% são idosos de 70 a 74 anos e 55% são profissionais/trabalhadores de saúde que estão com a segunda dose em atraso.

A vacinação acontece nos drives da UnP da Avenida Engenheiro Roberto Freire e no Ginásio Nélio Dias, no horário das 8h às 16h, ou ainda nas seguintes Unidades Básicas: UBS Nazaré, UBS Candelária, UBS São João, UBS Panatis e UBS Pajuçara. Os horários de funcionamento das Unidades Básicas são das 8h às 11h30 e das 12h30 às 15h. É importante lembrar que é necessário levar o cartão de vacinação, comprovante de residência de Natal e documento com foto.

A SMS Natal pede que quem está fora desse prazo não compareça aos locais de vacinação a fim de evitar aglomerações desnecessárias, uma vez que só receberão a segunda dose as pessoas que se vacinaram em Natal até a data de 28 de março.

 

Opinião dos leitores

  1. E quem tem filho autista, já passou dos trinta dias da primeira vacina e a prefeitura não fala nada. Que tratamento estão dando aos Pacientes especiais. Deveriam ter vergonha na cara pelo tratamento desumano que estão dando a essas pessoas.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Prefeitura vacina com segunda dose de Coronavac em Natal pessoas a partir de 75 anos

Foto: Alex Régis/Secom

A Prefeitura de Natal vai vacinar, a partir desta terça-feira (04), com a segunda dose da Coronavac idosos de 75 anos que estão com 28 dias ou mais de intervalo da primeira aplicação. Também serão vacinados os profissionais e trabalhadores de saúde vacinados até o dia 23 de março.

Para este público, os locais de vacinação são os drives da UnP da Avenida Engenheiro Roberto Freire ou Nélio Dias no horário das 8h às 16h, ou ainda umas das cinco Unidades Básicas: UBS Nazaré, UBS Candelária, UBS São João, UBS Panatis e UBS Pajuçara nos horários das 8h às 11h30 e das 12h30 às 15h. É necessário levar o cartão de vacinação, comprovante de residência de Natal e documento com foto.

Comorbidades

A SMS Natal fez uma alteração na documentação exigida das pessoas com diabetes de 55 a 59 anos, para que sejam vacinadas. Não é mais necessário que os exames tenham sido realizados há menos de 30 dias. Basta que se comprove a condição de comorbidade, independente da data que tenham sido realizados os últimos exames. O imunizante utilizado neste grupo é o da Oxford/AstraZeneca.

Sendo assim, a documentação exigida são os dados contidos nos sistemas de informação do Hiperdia, das unidades básicas de saúde ou dos cadastros nas unidades de dispensação de medicamentos, seja ela local ou estadual (PROSUS E/OU UNICAT). Para pessoas que não possuem esses cadastros é necessário laudo médico carimbado com CRM do médico, com CID ( Cadastro Internacional de Doenças), mais exame médico independentemente do prazo de validade e indicação do tipo de comorbidade.

Para vacinação de gestantes e puérperas com comorbidades a partir de 18 anos é exigido cópia de laudo médico, prescrições, exames, relatórios médicos, cartão de acompanhamento da gestação com indicação da fase gestacional da gravidez e/ou cadastros já existentes no sistema único de saúde, bem como os documentos necessários para comprovação dos tipos de comorbidades consideradas prioritárias para fins de imunização.

Para o público das comorbidades, são disponibilizados os pontos de drive thru da Arena das Dunas, UnP da Av. Engenheiro Roberto Freire, Ginásio Nélio Dias, OAB, SESI, Shopping Via Direta, sendo que os cinco últimos contam com salas para pedestres. Além dos drives, existem as 35 salas de vacinação distribuídas nos cinco Distritos Sanitários de Natal e funcionam das 8h às 11h30 e das 12h30 às 15h.

Renais crônicos

As pessoas com doença renal crônica em terapia de substituição renal (diálise) não devem procurar os pontos de vacinação, pois serão vacinadas nas clínicas onde realizam o tratamento.

Para todas as pessoas dentro do grupo de comorbidades é obrigatório que o usuário apresente, no ato da vacinação, cópias impressas dos documentos, que ficarão retidas para efeitos comprobatórios.

Opinião dos leitores

    1. Quem paga tem o direito do silencio, o povo morrendo e os canais de tv de Natal fazendo propaganda enganosa.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Defensoria e MP’s acionam União, RN e Natal para garantir segunda dose de Coronavac

Foto: Reprodução

A Defensoria Pública do Estado do Rio Grande do NOrte (DPE/RN), o Ministério Público Federal (MPF/RN), o Ministério Público do Trabalho (MPT-RN) e o Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) ajuizaram ação civil pública com pedido de liminar para assegurar a aplicação da segunda dose (D2) de Coronavac nos cidadãos potiguares. Com a escassez da vacina e orientação do Ministério da Saúde para aplicação de novas remessas como D1, mais de 56 mil pessoas estão com a imunização em atraso, superando o intervalo indicado de quatro semanas entre as doses.

A ação pede à Justiça Federal a adoção de medidas urgentes pela União, Governo do RN e Prefeitura do Natal para evitar que a ausência da D2 provoque atraso ainda maior na quebra do esquema vacinal e perda da eficácia da imunização em pessoas dos grupos prioritários. Os procuradores, promotores e defensora enfatizam que a situação tem gerado “um ambiente de insegurança e até de desespero na população que ainda não completou o seu calendário vacinal” e apontam “a possibilidade do surgimento de mutações virais com cepas mais resistentes do novo coronavírus quando não se perfectibiliza o ciclo vacinal”.

Com a aplicação da D2 já interrompida por três vezes em Natal, a ação pede que o município seja obrigado a aplicar exclusivamente a segunda dose até que, no mínimo, 85% das pessoas que receberam a D1 de Coronavac tenham o ciclo completado. Já o Governo do RN deverá monitorar a oferta de vacinas e assessorar os municípios. Quando necessário, a reserva técnica estadual deve ser disponibilizada para evitar novos atrasos.

A ação pede, ainda, que a União adote o incremento ou exclusividade de doses de Coronovac para o RN nas próximas remessas, ou por antecipação, para atendimento à demanda de D2. A União também deve adotar a obrigatoriedade de reserva de segunda dose para todos os já contemplados com a primeira ou, alternativamente, criar um fundo de vacinas para casos como o do RN.

Os Ministérios Públicos e a DPE/RN requerem a aplicação de multa em caráter inibitório para prevenir a reiteração das condutas que levaram à falta de doses. A ação tramita na 4a Vara da Justiça Federal sob o número 0802923-72.2021.4.05.8400. Acesse aqui a íntegra da inicial.

Matéria completa AQUI no Justiça Potiguar.

Opinião dos leitores

  1. Foi só o MS inventar de meter o dedo que dwsmantelou td. A vacinação estava indo lenta, mas com a retenção da segunda dose, progredindo. Mas como o governo apolacaliptico não fica contente sem aumento de mortes, resolveu mascarar a a velocidade da vacinação recomendando os municipios a utilizarem as segundas doses como primeiras, pronto! Uniu o útil ao agradável, ao memo tempo que inflou os dados, aumentou o risco de contágio de quem já estava com primeira dose e consequentemente garantindo um número de mortes constante. Pode preparar a cela de Estado Maior em Bangu 8 que vai entrar de carrada.

    1. Essa não é uma questão para ser resolvida na base do quem chegar primeiro. O problema é mundial e não será resolvido mediante ação judicial. Quando o cobertor é curto, se puxar de um lado falta em outro.

  2. Mais ativismo judicial. Esses luminares do Direito fabricam vacinas? De onde eles acham que a União irá tirar essas vacinas? Se todos os estados fizerem o mesmo, como vai resolver? Põe todos num quarto escuro armados de foices e deixa resolverem? Essa gente quer aparecer, quer mostrar poder, quer causar. O mundo todo está atrás de vacinas e não é assim que se vai resolver essa questão. Por que não tentam obrigar a China a entregar as vacinas e insumos já comprados? Rsrsrs. Que palhaçada!

    1. Você é burro igual aos adoradores de corruptos petralhas. já Confessa logo que defende governo incompetente e sem responsabilidade com vidas humanas. Tanto que a falta dessa 2a dose pode até inviabilizar o efeito da 1a. O que mostra o tipo de governo que temos.

    2. Fabricam não! Mas se você recebe mil doses, só pode vacinar 500 pessoas. Natal liberou getal p a 1a dose e o resultado são 57.000 pessoas sem tomar a 2a .

    3. Haverá vacinas para todos. Como não são fabricadas no Brasil, é normal a necessidade de eventuais ajustes no cronograma. Por que tanta agressividade, “cumpanhero” Chico? Sigo está dando errado? É difícil fazer oposição a alguém como o nosso presidente, não é mesmo. O “ômi” é muito diferente fo resto. Entendo seu desespero. Passa.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Segunda dose de Coronavac em Natal será disponibilizada para idosos a partir de 80 anos

Com o pequeno número de doses recebidas esta semana do imunizante Coronavac/Butantan, apenas 1.590 destinadas à segunda dose da vacinação, a Prefeitura de Natal vacinará neste sábado (01) apenas idosos a partir de 80 anos que tenham completado 28 dias ou mais da aplicação da primeira dose e ainda não tenham completado o esquema vacinal. Dados do RN Mais Vacinas mostram que 1.330 pessoas pertencentes a essa faixa etária ainda não tomaram a segunda dose.

A vacinação para este grupo será realizada neste sábado, 01 de maio, em cinco Unidades Básicas de Saúde: UBS Nazaré, UBS Candelária, UBS São João, UBS Panatis e UBS Pajuçara, no horário das 8h às 16h; e nos drives SESI e Ginásio Nélio Dias. Os dois drives também contam com salas de vacinação para pedestres.

A distribuição das vacinas acontecerá da seguinte forma: cada UBS receberá o quantitativo de 100 doses, o SESI receberá 590 doses e dessas, 290 serão para pedestres e 300 para o drive; para o Ginásio Nélio Dias irão 500 doses e dessas, 250 são para drive e 250 para a sala de atendimento ao pedestre. Os agentes de saúde vão entregar o formulário numerado com a finalidade de organizar a fila.

PRIORIDADE

O Secretário de Saúde de Natal George Antunes pede para quem não pertencer ao grupo e prazo acima nominado que não compareça aos pontos de vacinação para evitar aglomerações desnecessárias, visto que somente o público acima nominado será vacinado. “Sabemos que o envio de doses não contempla os mais de 10 mil natalenses que passaram do prazo dos 28 dias do recebimento da segunda dose. O diretor do Butantan, fabricante da vacina, já disse em entrevistas que o atraso da segunda dose não vai comprometer a eficácia da vacina. Então teremos que aguardar o envio de mais doses. Para este sábado só vamos vacinar os idosos de 80 anos e mais que estão com 28 dias ou mais ”, reforça George Antunes.

OXFORD

Neste sábado, 01 de Maio, feriado nacional pelo Dia do Trabalhador, apenas o drive do SESI e Nélio Dias estarão funcionando, os demais, fechados. Esses dois locais também estarão vacinando no sábado com o imunizante Oxford/AstraZeneca/Fiocruz, primeira e segunda dose.

No domingo (02), os drive do Arena das Dunas, OAB, Via Direta, UNP da Avenida Roberto Freire e ginásio Nélio Dias funcionarão das 8h às 16h, para vacinar idosos a partir de 60 anos, apenas com o imunizante Oxford para dose 1 e 2.

O gestor da SMS faz um alerta para as pessoas que não estão indo se vacinar. “Estamos percebendo uma baixa procura pela vacinação, então peço que os idosos aproveitem o final de semana para se vacinar, visto que na próxima semana vamos iniciar a fase das comorbidades que inclui outro público”, alerta.

CONFIRA OS ENDEREÇOS DAS UBS QUE VÃO ABRIR NESTE SÁBADO PARA VACINAÇÃO (01.05)

UBS Pajuçara: Rua Maracaí, S/N, Conjunto Pajuçara

USF Panatis: Rua Das Pimenteiras, S/N, Panatis

UBS Candelária: Rua Nossa Senhora Da Candelária, N° 3402, Candelária

UBS São João: Rua Romualdo Galvão, N° 891, Tirol

USF Nazaré: Rua Rubens Mariz, N° 447, Nsa Senhora de Nazaré

DRIVE VACINAÇÃO COVID-19

SÁBADO (01) – SESI e NÉLIO DIAS ( OXFORD 1ª e 2ª dose) e CORONAVAC (2ª dose para os idosos de 80 anos e mais que completaram 28 dias ou mais da primeira dose).

DOMINGO (02)

Os drives do Arena das Dunas, OAB, Via Direta, UNP da Avenida Roberto Freire e Nélio Dias funcionarão das 8h às 16h, para vacinar idosos de 60 anos e mais com o imunizante Oxford, dose 1ª e 2ª.
SESI não abre aos domingos.

DRIVE VACINAÇÃO INFLUENZA

SÁBADO (01) – FECHADO
DOMINGO (02)

Os drives do Palácio dos Esportes e Ginásio Nélio Dias com acesso pelo portão 3, funcionam das 8h às 16h.

Público alvo:

-Crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade,
-Gestantes e puérperas
-Povos indígenas
-Trabalhadores da saúde

Opinião dos leitores

  1. Não estão liberando vacina da influenza para todos os profissionais da saúde, apenas para quem é da linha de frente. A prefeitura poderia ter avisado isso antes.

  2. Finalmente uma boiada de gente jovem que não passa nem na frente se um hospital tomandona frente de idosos só aqui em Natal esse absurdo.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Parnamirim suspende aplicação de 2ª dose da CoronaVac e aguarda novo estoque

O portal G1-RN noticia que sem mais vacinas em estoque, a prefeitura de Parnamirim, na região metropolitana de Natal, suspendeu a aplicação da segunda dose da CoronaVac no município. Na manhã desta quarta-feira (28), várias pessoas ainda foram aos pontos de vacinação para tentar tomar o imunizante, mas não foram atendidas. A vacinação com primeira e segunda dose com a vacina de Oxford/AstraZeneca continua no município.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, o estoque da CoronaVac acabou nessa terça-feira (27) e ainda não há previsão de prazo para chegada de mais doses. Por causa da limitação, o município estava vacinando apenas pessoas no 28º dia após a aplicação da primeira dose.

Opinião dos leitores

  1. Isso porque a secretária de saúde de Parnamirim deu várias entrevistas tranquilizando a população com juramentos de que a segunda dose estava assegurada para todos.
    Acredite nessa raça!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Sesap estima que faltam mais de 20 mil vacinas para segunda dose da CoronaVac no RN

Foto: Montagem/Reprodução/Twitter/Elisa Elsie

Em entrevista coletiva na tarde desta segunda-feira(26), a Secretaria de Saúde Pública do Rio Grande do Norte estima que faltam mais de 20 mil vacinas para aplicação da segunda dose da CoronaVac, contra a Covid-19, no Rio Grande do Norte. Os maiores municípios do estado, Natal e Mossoró, suspenderam atendimento e há pessoas que já passaram do prazo de 28 dias para reforço da imunização. O governo pediu reforço de doses ao Ministério da Saúde.

A subsecretária de Planejamento e Gestão, Lyane Cortez, afirmou que os dados levam em considerações as informações cadastradas pelos municípios no sistema RN + Vacina, mas ainda podem estar defasados, por subnotificação. Ela afirmou que a secretaria deverá concluir um levantamento ao longo do dia para enviar um ofício ao Ministério da Saúde, e ainda disse que o estado não tem condições de retirar mais doses da reserva técnica, como foi feito na semana passada, para distribuir aos municípios.

Também presente na coletiva, a governadora Fátima Bezerra afirmou que entrou em contato com o ministro da saúde, Marcelo Queiroga, na manhã desta segunda-feira (26) e pediu o envio de mais vacinas, de forma urgente, para atender aos municípios que estão sem doses para aplicação do reforço. O governo estadual atribui aos municípios a falta de vacina, por não terem seguido recomendação do plano nacional de imunização e armazenado as doses para segunda aplicação.

Com acréscimo do G1

Opinião dos leitores

  1. Porque a tartaruga não libera as vacinas que estão estocadas? ela pensa que pode usar para os companheiros dela.

  2. Se está faltando vacinas, porque ter estoques e povo sem se vacinar, não tem lógica, Fatão deixe de segurar as vacinas não seja genocida, e essa marmota ainda fala em comprar vacinas, embusteira.

  3. Não teria equipe melhor do que a do governo do RN para atravessar essa crise ampliada pelo Governo Federal. Na vdd, bolsonaro está custanto à família brasileira, além de tudo mais 3mil mortos/dia só de covid 19.

  4. Isso é uma irresponsável inepta, o negócio dela é comer marmita. A mesma não tem nenhuma aptidao de gestora, para completar, tem horror da área de saúde, que se complementa com o sua vontade de derrubar o Presidente, igual fizeram com a Anta. Ódio mata.

  5. A reserva técnica é uma recomendação, não uma invenção. Qualquer pessoa com o mínimo de bom senso, sabia que a recomendação do ministério da saúde de usar as reservas para segunda dose daria no que deu. Falta para a segunda vacinação, colocando em risco o processo de imunização de muitas pessoas. Fizeram isso para elevar o número de pessoas vacinadas, numa jogada irresponsável e politiqueira.

  6. A sub-secretaria ou coordenadora da Sesap no seu pronunciamento: disse que essa reserva técnica serve para uma emergência!!!! O que estar acontecendo com Natal e Mossoró é uma emergência ou o que é isso ???? Queria entender ??? Quando normalizar a vacinação, o que o governo ( Sesap) vai fazer com essa reserva técnica ?????? Vacinar gato e cachorro????

  7. vão atrás que essa história ta mal contada , pra Fátima cadeado quanto pior melhor, se eu ganhasse 10 centavos por cada vez que ela fala ” governo federal ” eu estaria rico , vá trabalhar governadora que é o melhor que a senhora faz.

  8. O Ministério da Saúde já orientou os estados a não estocar vacinas. Não tentem boicotar o trabalho do governo federal prejudicando o povo.

  9. Governo Cidadão de onde?
    Reserva técnica é o que importa, vidas não, né senhora Governadora Fátima Cadeado.

  10. Papinho mas chulo esse de estoque de reserva técnica.
    Essa Governadora não merece credibilidade nenhuma.
    Isso mente que nem sente.

    1. Quem merece credibilidade é tu que passa o dia nesse site comentando “arizia”.

  11. Lembram da orientação do MS de aplicar todas as doses recebidas sem reserva para segunda dose ? Pois bem… Agora está fazendo falta!
    Desorganização total!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

SEGUNDA DOSE – CORONAVAC: Secretaria Municipal de Saúde em Natal aguarda chegada de novo lote para retomar imunização

Foto: Alex Régis/Secom

Conforme divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde, em virtude do quantitativo de doses recebidas a SMS Natal só iria vacinar as pessoas que tomaram a primeira dose de Coronavac até o dia 27 de março. Durante o fim de semana, a capital potiguar aplicou 4.514 doses da Coronavac, das 5 mil doses recebidas no último sábado. Houve ainda uma perda de 136 doses.

Esta perda se deu pelo fato dos frascos que devem conter 10 doses e só tinham nove. Todo esse quantitativo será notificado no site da Anvisa e no RN Mais Vacinas. As 350 doses que a SMS-Natal possui em estoque foram destinadas para a vacinação da segunda dose dos idosos acamados.

Remessas

A Prefeitura de Natal recebeu no sábado (24), 5 mil doses da vacina Coronavac e as utilizou no final de semana. Dessas, 2.110 doses foram da remessa do Ministério da Saúde e 2.890 da reserva técnica do Estado. A Secretaria de Saúde de Natal disponibilizou dois pontos de vacinação neste fim de semana para atender o público que tomou a primeira dose da Coronavac até o dia 27 de março.

A SMS-Natal aguarda o envio de novas doses pelo Ministério da Saúde para retomar a vacinação da segunda dose da Coronavac. O Ministério da Saúde, inclusive, tem admitido dificuldade no fornecimento de vacinas para a segunda dose da Coronavac. Os estados de AL, AP, PB, PE e SP, também limitaram a imunização por falta de doses.

Nesta segunda-feira (26), a SMS-Natal iniciou a vacinação dos idosos de 61 anos e mais em seis pontos de vacinação e 35 drives, com vacina da Oxford.

Opinião dos leitores

  1. O prefeito até nas vacinas faz maquiagem..fez politicagem e olha no que deu?? Imunizaram de porteiro de clinica oftalmológica a arquiteto predial só porque trabalhava em um hospital privado..ai agora o povo está pagando o pato e tudo pode voltar a estaca zero.
    Natal sabia que não tinha vacina pra todos..

  2. Para quem não fez a leitura completa do texto:
    “A SMS-Natal aguarda o envio de novas doses pelo Ministério da Saúde para retomar a vacinação da segunda dose da Coronavac. O Ministério da Saúde, inclusive, tem admitido dificuldade no fornecimento de vacinas para a segunda dose da Coronavac. Os estados de AL, AP, PB, PE e SP, também limitaram a imunização por falta de doses.”
    Entederam, agora?

    1. o ministério da saúde mandou aplicar todas as vacinas de primeira dose e depois errou a conta, procure se informar melhor para não falar asneira

    1. Você não entendeu titia. Precisa estudar mais. Estudar, não isto dar. A redução da vacinação é porque está faltando o envio de vacinas do governo federal. Peça ajuda a seus sobrinhos para interpretar a notícia. E por favor, pare de vomitar ignorância por aqui. Ninguém aguenta mais. Idiota já basta o seu mito, aquele véio decrépito dos cunhão roxo e mole.

    2. Titia Cacá, a senhora não cansa de passar vergonha.

    3. Tá faltando em AL, PB, PB e a culpa é de Fatão. O ministério da saúde admitiu a a dificuldade para conseguir insumos, e a culpa é de Fatão? Tu conversa muita besteira, é um comentário sem fundamento, sem base, sem dados, simplesmente por escrever asneiras.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Ministro da Saúde admite ‘dificuldade’ no fornecimento de vacinas para 2ª dose da CoronaVac

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, admitiu nesta segunda-feira (26) que há “dificuldade” no fornecimento de vacinas para aplicação da segunda dose da CoronaVac, utilizada contra a Covid.

Queiroga deu a declaração ao participar de uma sessão da comissão do Senado que discute medidas de combate à doença.

Nas últimas semanas, municípios de Alagoas, Pernambuco, Rio Grande do Norte, São Paulo, Amapá e Paraíba limitaram ou suspenderam a imunização por falta de doses para a segunda aplicação (clique no nome do estado para ler detalhes). Na Paraíba, a Justiça chegou a determinar a aplicação da segunda dose após ação do Ministério Público.

“Tem nos causado certa preocupação a CoronaVac, a segunda dose. Tem sido um pedido de governadores, de prefeitos, porque, se os senhores lembram, cerca de um mês atrás se liberou as segundas doses para que se aplicassem. E agora, em face de retardo de insumo vindo da China para o Butantan, há uma dificuldade com essa 2ª dose”, declarou Queiroga no Senado.

Há cerca de um mês, em 21 de março, o Ministério da Saúde mudou a orientação e autorizou que todas as vacinas armazenadas pelos estados e municípios para garantir a segunda dose fossem utilizadas imediatamente como primeira dose.

Ao participar da sessão da comissão do Senado nesta segunda, Queiroga disse que o governo emitirá uma “nota técnica acerca desse tema”.

Até a última atualização desta reportagem, a nota técnica mencionada pelo ministro não havia sido divulgada.

Ministro cita gravidade da doença

Em outro trecho da sessão, o ministro da Saúde afirmou que o número de óbitos registrados em 2021 mostra a “gravidade” da doença.

Ao todo, até este domingo (25), o Brasil registrou 390.925 mortes por Covid-19, segundo o consórcio de veículos de imprensa.

Somente em 2021, foram contabilizadas 195.949 mortes pelo coronavírus. O número de 2021 supera os 194.976 óbitos pela doença registrados em 2020.

“O número de óbitos no ano de 2021 hoje supera o número de óbitos que ocorreu no ano de 2020 inteiro, mostrando a gravidade dessa doença e a necessidade de adoção de medidas que sejam eficazes para vencermos essa situação grave na saúde pública nacional”, declarou Queiroga no Senado.

Medidas de prevenção

Aos senadores, Marcelo Queiroga afirmou que ações como a campanha de vacinação representam “esperança de uma solução mais eficaz” para o enfrentamento da pandemia.

O ministro da Saúde, então, voltou a defender algumas medidas recomendadas por especialistas como forma de prevenção.

“Claro que não é só a vacinação. Eu tenho, desde o primeiro dia que assumi o cargo, reiterado a importância das chamadas medidas ‘não farmacológicas’, como o uso de máscaras, o distanciamento social”, declarou.

Com G1

Opinião dos leitores

  1. Como disse antes, as medidas do Ministério da Saúde são sempre equivocadas e atrapalhadas, pois se baseiam apenas no achismo e estupidez do chefe bolsonaro. É inacreditável que a vida de mais de 200 milhões de pessoas esteja submetidas as irresponsabilidades do presidente da república especialista em matar, como o próprio disse em campanha.

  2. Alguns profissionais da imprensa agem como prostitutas. O que vale é o dinheiro e não a verdade.

    1. Voce é retardado? O MINISTRO DA SAUDE foi quem informou da dificuldade. Mas, claro, como vou esperar sanidade de um sujeito que passa o dia na internet conversando lorota…

    2. Os que vendiam fake news para o governo federal, a respeito da Covid, por exemplo…

  3. Aí vem um monte de leseira criticar o governo do estado por nao disponibilizar vacina… que vacina?? Ja acabou! O ministerio mandou usar toda a reserva tecnica, e agora? So resta esperar.

  4. Vixe! E é? Mas não foi o Ministério da Saúde que orientou os Estados a vacinar sem guardar a segunda dose? E agora? Pense num povo aprumado e competente! Não é para menos termos ministros da saúde assim (o quarto da pandemia), afinal temos um presidente INEPTO que não trabalha PN!

    1. a ansiedade em vencer o vírus atrapalha até as mentes dos fabricantes das vacinas do butatã. vejam: se tem em mãos 10.000 Lts de IFA e se isto dar 50.000 doses e não se sabe se a china vai enviar mais ou quando vai, deveria-se trabalhar metade do estoque de IFA e, próximo a período da dose 2, fabricaria-se a outra metade das vacinas. assim nem se perderia os prazos de validade e nem ficaria ninguém sem a dose 2.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Pela 3ª vez, Natal volta a suspender aplicação da segunda dose da Coronavac

A Prefeitura de Natal voltou a suspender a aplicação da segunda dose da Coronavac na capital potiguar. A informação foi confirmada pela Secretaria Municipal de Saúde. Quem está no limite de 28 dias para tomar a segunda terá que aguardar a chegada de uma nova remessa do imunizante.

A vacinação segue na capital potiguar para idosos com 61 anos ou mais, para primeira ou segunda dose do imunizante Astrazenea/Oxford.

Essa é a terceira vez que a aplicação da coronavac é suspensa na capital por falta de doses.

Com G1-RN

Opinião dos leitores

  1. Pior que a falta da vacina é a falta de comunicação e transparencia da prefeitura para com a população IDOSA que chegou 4da manhã no via direta e só as 8h alguem da prefeitura avisou que não haviam vacinas.
    Minha mãe foi uma dessas pessoas, hoje com 28 dias da 1 dose.

  2. Vocês se lembram que a cerca de 30 dias chegaram milhares de doses de vacinas da coronavac e que o ministério da saúde orientou utilizá-las todas para primeira dose, então chegou a hora da segunda dose desse público, só que as doses que o ministério está mandando são insuficientes para atender a demanda.

  3. Isso é uma falha multo cruel ! E assim o prefeito Alvaro Dias , segue divergindo com os decretos , e o mesmos não consegue seguir um plano municipal de vacinação. Prefeito deixe de ser ridículo , e faça um penejamento de como anda a vacinaçao na cidade do natal . Antes de fazer a população de besta nas filas . Isso sem contar que são idosos que estão com sua imunização incompleta ! deixa de querer popularidade Alvaro e se assume uma postura de governabilidade para todos do natal . E não só para o empresariado da capital ! Libera tudo e não se adianta a vacinação da população . Assim se tornando um grande risco para um possível onda mais uma vez de dessiminaçao , contagio e mortes e leitos lotados . Prefeito sem noção. Nao resolve problema dos ônibus , flexibiliza tudo e não consegue adiantar a vacinação

  4. ABSURDO a insensibilidade do Governo do Estado em não liberar as doses da reserva técnica para atender a população. Parece que a política está acima de tudo, esquecem que a eleição só é próximo ano.
    Para que servem vacinas guardadas em reserva técnica enquanto a população não está completamente imunizada?

  5. O objetivo da Desgovernadora Fátima Cadeado é causar pânico e prejudicar o Preferido Álvaro Dias e o Presidente Bolsonaro, nem que seja com a própria vida da população do RN.
    Álvaro Dias é um forte candidato ao Governo do Estado.

  6. Enquanto fato cadeado tiver trancando as vacinas, muitas vidas serão ceifadas, por pura prepotência e falta de amor a vida.

    1. Pede pro teu presidente negacionista (e criacionista) mandar mais vacinas.

    2. Interessante é vc afirmar que a governadora tem culpa e querer prejudicar o prefeito. Se informe antes de falar besteira. Procure ler. Álvaro forte? Faz-me rir.

  7. PARABÉNS A TODOS OS ENVOLVIDOS PELA EXEMPLAR ORGANIZAÇÃO E COMPETÊNCIA NA DISTRIBUIÇÃO E APLICAÇÃO DAS VACINAS.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Sesap avalia ceder reserva técnica para aplicação em Natal de 2ª dose da CoronaVac

A Secretaria de Saúde Pública do Rio Grande do Norte (Sesap) confirmou nesta terça-feira (20) que avalia ceder parte da reserva técnica determinada pelo Ministério da Saúde ao município de Natal para aplicação da segunda dose da CoronaVac em idosos e profissionais de saúde que estão dentro do prazo da aplicação e ainda não conseguiram o imunizante.

Nessa segunda-feira(19), a capital suspendeu pela segunda vez a aplicação da segunda dose da vacina CoronaVac contra a Covid-19 por falta de doses, nesta segunda-feira (19).

O estado atribuiu o problema na capital a “erro do município”, que não teria seguido as orientações técnicas, e afirmou que não houve falta de segunda dose da vacina nos outros municípios do estado.

Veja mais – FALTA DE VACINAS: Sesap diz que Natal não seguiu orientações, e que não há registro de problema similar em outros municípios do RN

Opinião dos leitores

  1. Injustiça com os outros municípios, que se planejaram. Agora o estado vai mandar toda a reserva técnica (orientação federal) só pra Natal.

  2. Para o pt quanto mais infectados, melhor eles acham, mais sofrimento, angustia sem uti, sem hospital de campanha e mais mortes. O povo tem que pressionar, já que o MP não move uma palha pra remover essa governadora desse ato traiçoeiro conta nós os potiguares.

    1. Ela não tá escondendo não, Fatão vai vender para pagar as folhas em maio dos atrasados

  3. O governo federal já distribuiu 54 milhões de doses com os Estados. Apenas 33 milhões foram usadas.

    1. E o povo ainda acredita nesses comunistas. Acorda minha gente, quando vão aprender.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Butantan recebe insumo e fabricará mais 5 milhões de vacinas CoronaVac

Foto: © REUTERS/Amanda Perobelli/Direitos Reservados

O Instituto Butantan recebeu nesta segunda-feira (19) insumos para a fabricação de mais 5 milhões de doses da vacina contra a covid-19. Os 3 mil litros de insumo farmacêutico ativo (IFA) foram enviados pelo laboratório chinês Sinovac, de Pequim, na última sexta-feira (16). O material foi transportado por um avião da companhia aérea Turkish Airlines, que fez escala em Istambul, na Turquia, e em Dakar, no Senegal, antes de desembarcar no Aeroporto Internacional de Guarulhos hoje.

O Butantan já entregou 40,7 milhões de doses da vacina CoronaVac para serem aplicadas em todo o Brasil pelo Programa Nacional de Imunizações. Até o fim deste mês, a instituição deve finalizar o primeiro contrato firmado com o Ministério da Saúde para disponibilização de 46 milhões de doses.

Em São Paulo, segundo o último balanço do governo estadual, já foram aplicadas 8,8 milhões de doses, sendo 2,9 milhões da segunda dose, o que fecha o ciclo de imunização.

Agência Brasil

Opinião dos leitores

  1. A grande dúvida de Bolsonaro está na escolha do seu vice, que está entre Flordeliz e o vereador Jairzinho. O pior será escolhido, isso porque gente ruim só se junta a quem não presta.

    1. E luladrao, deve estar procurando na papuda. Pode ser o Zé Dirceu que tá solto tb, ou o Server, bem ladrão é o que não falta pra escolher. Kkkkk

  2. De cada 10 de vacinas que é aplicada na população, 8 é do Butantan.
    Se não fosse o empenho do Doria, a carnificina estaria bem maior.
    Isso quer dizer que temos um genocida em série na presidência da república.

    1. Todo covarde se esconde atrás do manto do anonimato, vai levar outra surra nas urnas em 2022! kkkkkkkkkkkkkkkkkk

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *