Mais 19,4 mil doses da vacina CoronaVac chegam ao RN

 Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi

O Rio Grande do Norte recebeu na tarde desta quinta-feira (25) um novo lote de vacinas com mais 19,4 mil doses da CoronaVac. O voo desembarcou por volta das 15h30 no Aeroporto de Natal.

O lote agora soma com as 35,5 mil doses da vacina de Oxford/AstraZeneca que chegaram ao estado nessa quarta-feira(24).

As novas doses serão utilizadas para começar a vacinação de indígenas e também dos idosos a partir dos 80 anos no estado.

O lote das 35,5 mil doses de Oxford começou a ser distribuído para os municípios do RN já nesta quinta-feira (25).

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Pixuleco disse:

    Só me canso de agradecer : “OBRIGADO MEU GRANDE GOVERNADOR DORIA , O SENHOR É K GOVERNADOR DO 🇧🇷.

  2. Daniel disse:

    Obrigado Governadora Fátima Bezerra. Não sei o que faríamos sem a Senhora.

  3. David disse:

    Sei não, essa equipe de governo…

Diretor do Instituto Butantan diz que CoronaVac é menos vulnerável a novas variantes da Covid-19 que outras vacinas

Foto: AMANDA PEROBELLI / REUTERS

O diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, admitiu preocupação com o impacto que o surgimento de novas variantes do coronavírus pode ter na eficácia das vacinas, mas afirmou que as características da CoronaVac minimizam a possibilidade de problemas.

Covas participou nesta sexta-feira do lançamento do Projeto S, estudo clínico que será realizado na cidade de Serrana, na região de Ribeirão Preto, e planeja imunizar a maioria da população da cidade para avaliar o impacto da vacina em toda uma cidade.

— Temos agora uma variante que é considerada brasileira, começou no Amazonas, e potencialmente pode trazer problemas para algumas vacinas, principalmente para aquelas que são baseadas na proteína S. Incluém-se nesse tipo de vacina a da AstraZeneca, da Pfizer, a Sputnik, da Rússia, e a da Johnson & Johnson— afirmou Dimas Covas.

A CoronaVac, desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o órgão paulista, usa um método diferente. As vacinas citadas por Dimas Covas usam tecnologia de vetor viral: os genes do coronavírus são introduzidos em outro vírus, alterado geneticamente para não se multiplicar.

— A vacina do Butantan é diferente. É baseada no vírus inteiro inativado. O vírus foi quebrado nos seus pedaços e eles formam a vacina. Quando o indivíduo recebe esses pedaços do vírus, ele produz uma resposta imunológica ampla — afirma.

A CoronaVac usa o vírus inativado. Nesse caso, o vírus inativa não consegue se replicar, mas sua presença ativa o sistema imunológico.

Por isso, argumenta Covas, a possibilidade de a CoronaVac ter sua eficácia cancelada com novas variantes é menor.

— A chance dessa vacina ter problema com as variantes é menor do que as demasi que são baseadas em um unico pedaço do vírus. Preocupa? Sim. Vamos monitorar — afirma.

Com O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Jailson disse:

    Bolsonarista não é p tomar vacina, muito menos a vaChina. Lembrem-se.

  2. Deco disse:

    Isso é um palhaço.

    • BOI NELORE disse:

      Kkkkkkkkkk
      Tome não GADO.
      Tome a aftosa mesmo.
      Kkkkkkkkkkkkkkk
      Muuuuuuuuuuuuuuuuuu

    • Deco disse:

      Todos vão tomar.
      Independente dos pitavos dessa figura.
      Ele apenas joga para uma plateia de idiotas!

  3. Pixuleco disse:

    Mais um gol de Dória, o verdadeiro salvador do Brasil 🇧🇷

  4. Chero disse:

    Essa história de variante é exatamente pra justificar a ineficiência dessas "águas" que estão aplicando na população.

Natal inicia segunda dose da Coronavac nesta quarta para mais de 13 mil profissionais de saúde

Foto: Divulgação/Prefeitura do Natal

A Prefeitura do Natal começa nesta quarta-feira (10) a aplicação da segunda dose da vacina Coranovac na capital potiguar. A Secretaria Municipal de Saúde de Natal (SMS-Natal) está convocando todos os profissionais de saúde que tomaram a primeira dose da vacina a procurarem um dos três pontos exclusivos de vacinação montados pelo Município. Ao todo, serão mais de 13 mil profissionais de saúde que vão poder tomar a segunda dose do imunizante até o próximo dia 17.

Os profissionais de saúde, que se vacinaram com a Coronavac entre os dias 20 de janeiro a 2 de fevereiro, podem se dirigir exclusivamente a uma das estruturas montadas em formato de drive-thru (na Arena das Dunas, no Ginásio Nélio Dias e no Shopping Via Direta) para tomarem a dose complementar da vacina. Os três pontos de vacinação funcionam de segunda a quinta-feira, das 8h às 16h, e na sexta-feira das 8h às 12h, tendo o Nélio Dias e o Via Direta também salas de vacinação para pedestres.

O prefeito Álvaro Dias ressalta a organização feita pela Prefeitura para atender ao público que já tomou a primeira dose. “É uma boa notícia para a cidade ter essa parcela da população já imunizada. Vamos ter mais vacinas esta semana para ampliar as pessoas que fazem parte dos grupos prioritários”, celebra o prefeito.

O secretário de Saúde de Natal, George Antunes, enfatiza que os profissionais da saúde que receberam a primeira dose da Coronavac precisam comparecer no período indicado para receber a segunda dose. “A vacina contra o coronavírus só tem efetividade se as duas doses forem aplicadas no tempo correto”, esclarece ele.

Os profissionais de saúde devem se dirigir a um dos pontos de vacinação levando um documento oficial com foto e comprovante de que tomaram a primeira dose da vacina Coronavac, como carteira vacinal ou confirmação por e-mail.

Segunda dose da Coronavac começa a ser aplicada nesta quarta-feira em Natal

A partir desta quarta-feira (10), a Prefeitura do Natal, através da Secretaria Municipal de Saúde de Natal (SMS-Natal), começa a aplicação da segunda dose da vacina Coranovac na capital potiguar. Os profissionais de saúde, que tomaram a primeira dose da vacina, vão ter até o dia 17 de fevereiro para se dirigir exclusivamente a uma das estruturas montadas no Ginásio Nélio Dias, no Shopping Via Direta e na Arena das Dunas, de segunda a quinta das 8h às 16h e na sexta-feira das 8h às 12h, para receberem a segunda dose do imunizante.

“Reforçamos que essa segunda dose agora é exclusiva para quem tomou a primeira dose da vacina Coranovac entre os dias 20 de janeiro a 2 de fevereiro. Os profissionais de saúde devem se dirigir a um dos pontos de vacinação com a comprovação de que tomaram a primeira dose da vacina, como carteira vacinal ou confirmação por e-mail, e levar um documento com foto. Reforçamos também que todos serão contemplados, desde que contabilize o mínimo de 14 dias entre a aplicação da primeira e a segunda dose.”, reforça George Antunes, Secretário Municipal de Saúde de Natal.

A SMS esclarece também que, para quem recebeu a primeira dose da vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford, o intervalo entre as doses é de 12 semanas a partir da primeira aplicação. E quem se imunizou com essa variante deve ficar atento à estimativa para a próxima dose através do cartão vacinal ou nas redes oficiais da Prefeitura.

Vacinação dos idosos acamados de 75 anos e mais inicia em 10 de fevereiro

Na manhã desta segunda-feira (8), Natal recebeu do Governo Federal um lote com 5.250 novas doses da vacina Coronavac e se prepara para começar a nova fase de vacinação contra a Covid-19 no município. O público inicial contemplado serão os idosos acamados de 75 anos e mais. A vacinação deste público inicia nesta quarta-feira (10), quando as equipes da Secretaria de Saúde irão na casa dos idosos.

Para receberem a visita de uma equipe de saúde, e serem vacinados em domicílio, os idosos acamados devem estar cadastrados na plataforma online Natal Digital ou no portal da Prefeitura em natal.rn.gov.br , o cadastro poderá ser realizado até o dia 10 de fevereiro.

O próximo grupo contemplado será o de todos os idosos com 90 anos e mais. “ As estratégias para a vacinação desse novo público serão divulgadas após finalização e contabilização de quantos idosos acamados com 75 anos e mais que fizeram cadastro solicitando a visita da equipe de SMS Natal”, esclarece George Antunes.

Novo lote com 46.800 doses da vacina CoronaVac chega nesta sexta ao RN

Foto: Reprodução/Twitter

A governadora Fátima Bezerra (PT), anunciou que nesta sexta-feira (5), chegará ao estado um novo lote da vacina CoronaVac, produzida pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto Butantan. Segundo a chefe do executivo estadual, o Ministério da Saúde enviou 46.800 doses.

“Tão logo as vacinas cheguem ao estado faremos a distribuição aos municípios para imunização de mais uma parcela da nossa população”, comentou a governadora em uma rede social, na noite dessa quinta-feira (4).

Vale lembrar que a Secretaria de Estado da Saúde Pública do RN (Sesap) havia divulgado na quarta-feira (3) que a aplicação da segunda dose das vacinas contra a Covid-19, da CoronaVac, será realizada entre os dias 10 e 17 de fevereiro. Para essa etapa, o órgão ressaltou que essas datas são apenas para quem recebeu as primeiras doses da vacinação (profissionais da saúde e idosos institucionalizados), a partir de 20 de janeiro – a norma técnica da CoronaVac aponta que o espaço entre a primeira e a segunda dose deve ser de 21 a 28 dias.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. José N. Filho disse:

    O governo só recebe as vacinas no aeroporto e repassa para as prefeituras que já estão lá esperando. Esse é o trabalho do estado com as vacinas. Mas faz uma propaganda que parece que faz tudo, desde a fabricação a aplicação.

  2. Josa disse:

    Ôôôô governo bom!!

    • Rodrigo disse:

      Desviaram 5 milhões de reais também pra pandemia, e essas vacinas?

Segunda dose da Coronavac será aplicada entre os dias 10 e 17 de fevereiro, informa Sesap

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) inicia na próxima semana mais uma etapa da vacinação contra a Covid-19 no Rio Grande do Norte. Serão 47.336 doses da Coronovac/Butantan que serão entregues aos municípios nos dias 08 e 09 de fevereiro.

Do dia 10 ao dia 17 de fevereiro os municípios deverão administrar estas doses na população que já foi vacinada com a primeira dose da Coronavac/Butantan, de acordo com os grupos prioritários.

“Para administração desta segunda dose é fundamental que todas aquelas pessoas que foram imunizadas com a primeira dose, compareçam ao mesmo local de vacinação com o cartão de vacinação e um documento com foto. É importante reforçar que após a segunda dose as pessoas devem ainda manter todos os cuidados e medidas de prevenção ao novo coronavírus: uso de máscara, lavagem das mãos, e o distanciamento social”, explicou Kelly Maia, coordenadora de vigilância em saúde da Sesap.

Acessando o portal RN+Vacina (https://rnmaisvacina.lais.ufrn.br/cidadao/) é possível confirmar a data da primeira dose, assim como as informações sobre o lote e o tipo de vacina recebida, evitando idas desnecessárias aos postos de vacinação.

A Sesap reforça que, mesmo após a administração da segunda dose da vacina, ainda é necessário manter todos os cuidados e protocolos de higienização e biossegurança já que o tempo de resposta do sistema imunológico pode variar de acordo com a faixa etária e outros fatores.

Idosos

Até o final desta semana o Ministério da Saúde enviará um novo lote de vacinas Coronavac/Butantan. O quantitativo final ainda está sendo definido. As doses terão como público-alvo os idosos: acamados e com mais de 75 anos. Estima-se que são 133.621 idosos com 75 anos ou mais.

Insumos para 8,6 milhões de doses da vacina coronavac chegam quarta

Foto: Prefeitura de Macapá/Divulgação

Os 5,4 mil litros de insumo para produção da vacina CoronaVac devem chegar a São Paulo na noite de quarta-feira (3).

Segundo o governo de São Paulo, a chegada do lote está prevista para as 23h30, no Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas.

O Instituto Butantan afirma que, com a matéria-prima, produzirá, em 20 dias, cerca de 8,6 milhões de doses do imunizante.

Em coletiva de imprensa na semana passada, o diretor do Instituto disse que outros outros 5,6 mil litros estão em processo “avançado de liberação” pelo governo chinês.

A expectativa do Instituto Butantan é a de receber, até abril, o total de insumo para produção das 40 milhões de doses contratadas.

O acordo feito entre o Instituto e o laboratório chinês Sinovac prevê o recebimento total de 46 milhões de doses. Desse montante, 6 milhões foram importadas prontas da China.

Aporte adicional

Nos próximos dias, o governo federal deve firmar um novo contrato com o Instituto Butantan para compra de um lote adicional de 54 milhões de doses da CoronaVac.

Em coletiva de imprensa na última sexta (29), o diretor do Instituto Dimas Covas, confirmou ter recebido manifestação de interesse do Ministério da Saúde, e revelou que o acordo seria assinado nesta terça (2).

A sinalização do governo federal ocorreu após o Instituto ameaçar negociar as doses com estados e municípios brasileiros, além de exportar a países interessados no imunizante, caso o acordo com o Ministério da Saúde não fosse concluído.

Doses da CoronaVac

A CoronaVac é uma vacina contra Covid-19 baseada em vírus inativado e desenvolvida pela Sinovac em parceria com o Butantan.

Parte das doses foi entregue pela Sinovac já pronta para uso, enquanto outra parte é formulada pelo instituto em São Paulo.

O Instituto Butantan necessita dos insumos para retomar o processo de envase da CoronaVac em São Paulo.

No dia 17 de janeiro, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou o uso emergencial dos 6 milhões de doses importadas prontas da China.

Um cronograma firmado entre o Instituto Butantan e o Ministério da Saúde prevê a entrega de 8,7 milhões de doses da vacina até 31 de janeiro. Desse total, 6 milhões foram entregues ao longo das últimas semanas.

No dia 18, o Butantan fez um pedido de uso emergencial para 4,8 milhões de doses da CoronaVac envasadas no instituto, que foi aprovado.

No entanto, de acordo com o Butantan, após processo de envase e conferência do lote, o total de doses envasadas foi de 4,1 milhões de doses. Desses 4,1 milhões de doses, 900 mil foram liberadas no dia 22 de janeiro.

G1

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Natalense disse:

    Se fosse pra depender do presidente da república estaríamos ferrados. Homem não acredita na ciência.

  2. ZéGarrote disse:

    Se não fosse o Instituto Butantan, estaríamos praticamente sem vacinas.

    • Neco disse:

      E a Fiocruz?

    • Paulo disse:

      A China chantageando o Brasil.
      Cria a doença e tenta se beneficiar.
      Por que a China não liberou os insumos da vacina de Oxford?
      Quer vender vacina de Doria, 3 x mais cara?
      Doria tentando se promover em cima do vírus ?
      Que país sério usa vacina da China?

Governo federal assinará na terça compra de mais 54 milhões de doses da Coronavac, diz Butantan

O Ministério da Saúde informou nesta sexta-feira (29) ao Instituto Butantan que vai fechar na terça-feira (02 de fevereiro) contrato para a compra de mais 54 milhões de doses da Coronavac.

A informação foi anunciada pelo diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, em coletiva de imprensa. No início desta semana, o governo paulista cobrou um posicionamento do governo federal e afirmou que ofereceria essas doses para países da América Latina interessados no imunizante.

Governadores também haviam feito um apelo ao Ministério da Saúde para a compra do imunizante. “Solicito ao Governo Federal celebração de contrato de compra firme do total de vacinas produzidas pelo Instituto Butantan, assim como o estabelecimento de acordo visando à apresentação do cronograma para a entrega das próximas doses, o que possibilitaria aos estados e municípios maior capacidade de planejamento na vacinação”, disse o governador do Piauí, Wellington Dias (PT), em ofício.

Mesmo com a resposta positiva do ministério, Dimas Covas afirmou ainda que há doses extras para exportação. De acordo com ele, essas unidades fazem parte de um quantitativo negociado pelo laboratório chinês Sinovac e há 500 mil doses reservadas para esses países.

Até o momento, o governo federal contratou 46 milhões de doses para serem entregues até abril. Desse total, já foram encaminhadas ao governo 8,6 milhões de unidades.

Metrópoles

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Tico de Adauto disse:

    DoriaVac na cabeça kkkkkkk
    Chupa bovinos Muuuuuuuhhh

  2. Sidney disse:

    Kkkkkk,Zé do gado e as menininhas que fazem parte da turminha do calça apertadinha ficam todos ouriçados quando o mito dá uma paulada dessa,ADIANTE MEU PRESIDENTE,que venha 2022.

  3. Lourenço disse:

    Aos vermelhinhos….😭😭😭😭😭😭😭😭😭😭😭😭😭😭😭😭😭😭😭

  4. Calígula disse:

    Eu vou tomar invermectina, cloroquina e leite condensado. Kkkk

  5. Romero Cezar da Câmara disse:

    Só funciona na pressão esse desgoverno genocida.

Prefeitura no interior do RN abre sindicância para apurar suposto sumiço de uma dose da coronavac

O radialista e blogueiro Marcos Dantas destaca nesta quinta-feira(28) que o prefeito de Serra Negra do Norte(303 km de Natal), Sérgio Fernandes de Medeiros, instaurou uma sindicância administrativa para apurar o suposto desaparecimento de uma dose da vacina coronavac, no Centro de Saúde Sueli Lucena de Araújo, neste mês.

Segundo Marcos Dantas, a Secretaria de Saúde de Serra Negra do Norte recebeu, inicialmente, 60 doses da coronavac, tendo vacinado 46 profissionais de saúde, mas restavam apenas 13 doses, ao invés de 14, que seria o número correto. Ainda segundo
Marcos Dantas, o prazo para conclusão da sindicância não excederá 60 dias, podendo ser prorrogado por igual período.

Íntegra de matéria abaixo:

Suposto sumiço de uma dose da Coronavac em Serra Negra do Norte será investigado por sindicância

Comitê de SP sugere ampliar intervalo de doses da CoronaVac para mais de 28 dias sob o argumento de permitir que mais pessoas recebam a vacina

Foto: Amanda Perobelli/Reuters

O Centro de Contingência do Coronavírus do governo de São Paulo recomendou nesta quarta-feira (27) que o intervalo de aplicação entre as duas doses da CoronaVac seja ampliado para mais de 28 dias, para permitir que mais pessoas recebam a vacina contra a Covid-19. No momento, não há doses suficientes disponíveis para toda a população dos grupos prioritários.

O estado de SP tem cerca de 9 milhões de pessoas que teriam prioridade para imunização. Esse número considera profissionais da saúde, povos indígenas, quilombolas e idosos. Por não haver quantidade suficiente de doses, a campanha começou profissionais de saúde que atuam na linha de frente do combate à pandemia, indígenas, quilombolas e idosos internados em instituições (leia mais abaixo).

O comitê de contingência é formado por 20 especialistas em saúde que orientam a gestão João Doria (PSDB) sobre as medidas para o controle da doença no estado. A CoronaVac é produzida pela farmacêutica chinesa Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, ligado ao governo paulista.

“Hoje, a segunda dose está prevista para ser feita em até 28 dias após a primeira. No entanto, do ponto de vista científico biológico, é possível pensar que a segunda dose dada em uma data posterior aos 28 dias seja até mais eficaz. Então, o Centro de Contingência, neste momento, é favorável à possibilidade de ter uma extensão”, afirmou o coordenador do Centro de Contingência, Paulo Menezes nesta quarta.

De acordo com o governo estadual, a decisão sobre a possibilidade de estender o intervalo entre as doses caberá ao governo, por meio das regras do Programa Nacional de Imunização (PNI). De acordo com Doria, o governo do estado fará uma consulta formal nesta quarta ao Ministério da Saúde sobre a possibilidade de ampliar o prazo para além dos 28 dias.

“O que nós temos neste momento é uma diretriz do PNI que recomenda que a vacina CoronaVac seja aplicada em duas doses em um intervalo entre 14 e 28 dias. Todos os lotes encaminhados para os governos estaduais vêm com uma recomendação expressa do Ministério da Saúde”, afirmou o secretário executivo da Secretaria Estadual de Saúde, Eduardo Ribeiro.

“Nós somos favoráveis de que, havendo o respaldo técnico, que se possa ampliar o intervalo. Para isso, há que se ter uma manifestação formal do PNI ajustando a sua orientação. O governo do estado de São Paulo é favorável a toda e qualquer estratégia que permita ampliação da abrangência do público alvo.”

O PNI contra a Covid-19 conta atualmente com 6 milhões de doses da CoronaVac que foram autorizadas no primeiro pedido de uso emergencial à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e por outros 4,1 milhões referentes ao segundo pedido. Há ainda 2 milhões de doses da vacina de Oxford/AstraZeneca.

No entanto, o montante é insuficiente para vacinar toda a população prevista nos primeiros grupos prioritários. Só no estado de São Paulo, por exemplo, a estimativa é que tenha 1,5 milhão de profissionais de saúde nesse grupo. Seriam necessárias, portanto, 3 milhões de doses da CoronaVac, considerando as duas aplicações.

Embora o governo estadual dê uma diretriz, são as cidades que estabelecem quem efetivamente faz parte desse grupos prioritários. A capital paulista, por exemplo, decidiu nesta terça-feira (26) ampliar a aplicação para todos os funcionários de unidades básicas de saúde.

G1

Bolsonaro: 5,4 mil litros de insumo da Coronavac serão enviados ao Brasil

Foto: Reprodução/CNN

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido), por meio de uma postagem em seu perfil do Facebook, afirmou que foi informado pela embaixada chinesa de que 5,4 mil litros de insumos para a vacina Coronavac serão enviadas em breve.

Segundo Bolsonaro, o material já está em área aeroportuária “para pronto envio ao Brasil”. Ele escreveu que os insumos chegarão ao Brasil nos próximos dias.

O presidente também afirmou que os insumos para a vacina da AstraZeneca, com a Universidade Oxford, estão sendo liberados de maneira acelerada.

Bolsonaro agradeceu a “sensibilidade do governo chinês”, além do empenho dos ministros Ernesto Araújo, das Relações Exteriores, Eduardo Pazuello, da Sáude, e Tereza Cristina, da Agricultura.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Pinicodemirro disse:

    MOURÃO é mais forte do que fumo de Abdias

  2. Josa disse:

    Ôôô governo bom!!

  3. Santos disse:

    Dória acionou Temer ontem e eles estão resolvendo isso. Fiquem tranquilos!
    No que depender do João Dória, não ficará um brasileiro sem vacina, já se depender do presidente, tem Hidroxicloroquina pra despachar de rodo!

    • Silvio. disse:

      Mais Eduardo Cunha disse que foi os tucanos Temer e nhonho que deram uma rasteira em Dilmanta Querida.
      O que o vc tem a dizer disso?
      Kkkkk

  4. Severino disse:

    Em 2026 vai dar Bolsonaro de novo !!!

  5. Pinicodemirro disse:

    MOURÃO 2021

  6. Natalense disse:

    Esse presidente é tão incompetente que faz mais de nove dias que analisa doação de aviões dos EUA e ONU. Era pra ter aceito de primeira.

    • Neco disse:

      Conhece todas as cláusulas?
      E a manutenção? E cláusulas de sigilo tecnológico?

  7. Ivan disse:

    Bonner disse que as relações com a china estavam travadas…KKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

    • Fabio Lima disse:

      Graça a a Dória esse banana nunca quis a vacina da China.

    • Alê disse:

      Bolsonaro respondeu a bonner tá no YouTube.
      Na presença do Ernesto e do Tarcísio chamou o bonner de mentiroso e disse que ele tem a cara de pastel.
      Kkkkkkkkkkkk
      Disse que as relação comerciais com a china nunca estiveram tão boas.
      2019 venderam pra China, mais que 2018, e 2020 venderam mais que 2019.
      Record atrás de record.
      Kkkkkkkkk
      A globo lixo tá desesperada, na eminência de um colapso financeiro.
      Colhendo o que plantou, diga se de passagem
      Os figurões e medalhões, caindo a todo instante.
      Vá ser glamurosa as custas do povo na baixa da égua.
      Kkkkkkkkkkkkk
      Mito!!!
      Em
      Primeiro
      Turno.

  8. Davi disse:

    Incompetente, fez vies ideológico por contra a China mordeu a língua, pessoas morrem por sua incapacidade e maldade, poderíamos ter 70 milhões de vacinas se vc não fosse o imprestável que é. Por mto menos a Dilma caiu.

  9. Natalense disse:

    E o dinheiro que foi gasto com a cloroquina? Vai passar a usar máscara em público?

    • Neco disse:

      NÃO SE PERDE. Fica para como "antimalárico indicado para profilaxia e tratamento de ataque agudo de malária, causado por Plasmodium vivax, P. ovale e P. malarie. Também é indicada no tratamento de amebíase hepática, e em conjunto com outros fármacos, têm eficácia clínica na artrite reumatoide, no lúpus eritematoso sistêmico, e lúpus discóide, na sarcoidose e nas doenças de fotossensibilidade como a porfiria cutânea tardia e as erupções polimórficas graves"
      desencadeadas pela luz"

    • Santos disse:

      Só não serve pra tratamento preventivo de covid 19, como tentam empurrar na goela dos outros.

  10. Carlos Picado disse:

    MITO VOCÊ É O CARA!!!!! MITO 2022!!!!!

    • Pedro Henrique disse:

      Confuso . Quem gosta de Bolsonaro tem que gostar da China ou odiar a China?

  11. Calígula disse:

    Presidente Bolsonaro é bom demais, o homem é espetacular.
    MITO 2022.

  12. Neco disse:

    … desaba mais uma narrativa.
    Só precisava da chancela da Anvisa.

RN recebe mais 14.500 doses da vacina Coronavac nesta segunda-feira; finalização de profissionais de saúde e início de imunização de idosos acima de 75 anos em meta

Foto: Divulgação/Governo do Estado de São Paulo

O Governo do Estado informa em suas redes sociais que o Rio Grande do Norte recebe na manhã desta segunda-feira (25) mais um lote de vacinas contra a Covid-19.

Serão 14.500 doses da Coronavac para finalização da vacinação dos profissionais da saúde(grupo prioritário de linha de frente) e início da imunização em idosos acima de 75 anos.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Tico de Adauto disse:

    Se não fosse o butantan e a DoriaVac a coisa tava parado nesse país.

  2. Lourenço disse:

    Esse tal de Natalense é mais um inepto, metido a sabido, papa bola, que provavelmente nunca fez nada na vida e acha bonito escrever asneiras. Deveria saber que poucos são os que ainda caem nessa lorota de esquerda.

  3. Tom França disse:

    Como explicar então, que o RN foi o único Estado da federação que o governo (?) não implantou um hospital de campanha? Só prefeituras como a de Natal e de outras cidades, tiveram essa atitude! Melhor não digitar nada, pra não cair na vergonha de digitar besteira!

  4. Roberto Carlos disse:

    O presidente Bolsonaro já vacinou mais que todos os países da América Latina. Parabéns presidente.

    • Natalense disse:

      Roberto Carlos, incrível né? O mesmo que defendia tratamento precoce – sem eficácia; o mesmo que negava a pandemia; o mesmo que não é exemplo de liderança só pelo mínimo gesto de se negar a usar máscara em público. Esse presidente é o pior gestora da história da humanidade. Não há outra figura histórica inigualável ao presidente da república brasileira. Lembrando, já são mais de 200 mil mortos no Brasil. Incompetente!

    • Neco disse:

      Já ouviu falar em proporção?
      Tratamento precoce salva vidas. Toda doença, sobretudo curável, é assim.
      Parece que a big farma fez um bom trabalho de lavagem cerebral, para
      empurrar caríssmos remédios recém-patenteados.

    • Natalense disse:

      A única opção é o isolamento social, uso de máscara com responsabilidade é o que se recomenda a OMS. O presidente não faz nada disso e pior, aconselha uso de cloroquina e outros anti-helmíntico.

  5. Carla disse:

    Finalizacao dos profissionais de saude??? Ainda nem finalizou os que estao no front. Falta toda a classe praticamente…

  6. Natalense disse:

    Parabéns Governadora pela transparência das ações do governo estadual nessa crise histórica que vitimou mais de 200 mil pessoas aqui no Brasil. Enquanto isso, ficará o registro para história de que o presidente da república jogou contra as ações no combate a pandemia por ser um negacionista terraplanista, inimigo assumido da razão e ciência em pleno século XXI.

    • Neco disse:

      Quanta besteira. a) países muito mais ricos e estrurados com muito mais mortes por milhão; b) vacinas chegando pouco depois da liberação. O resto é uma narrativa de vigaristas derrotados que tentam impor as suas mentiras com base na repetição.

    • Natalense disse:

      Sim Neco, "besteira" para os negacionistas. O presidente já está marcado na história como péssimo gestor, fora outros adjetivos que não vou citar. Responsável direto pelo coas no Brasil e da incompetência em solucionar crises. Quem usa estratégia de mentiras é o presidente, sua família e seguidores, logo o rótulo de vigarista não me cabe.

    • Ricardo Carvalho disse:

      Imagine o tamanho do contracheque dessa figura covarde que se esconde sob o manto do anonimato (Natalense) pra defender a esquerda, trabalho excelente para gente preguiçosa! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    • Natalense disse:

      Obrigado pelo elogio Ricardo Carvalho. Seguirei trabalhando mais ainda depois do "excelente".

    • Ricardo Carvalho disse:

      Parasita fica feliz quando é detectado! kkkkkkkkkkkkkkkkkk

    • Natalense disse:

      Ricardo, já que gosta dos meus comentários, vou já pedir emprego ao BG. Quem sabe a audiência dele aumente ainda mais!

Anvisa aprova pedido de uso de 4,8 milhões de doses em novo lote da CoronaVac

FOTO: ISAAC FONTANA/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) aprovou nesta sexta-feira (22) o novo pedido de uso emergencial feito pelo Instituto Butantan de 4,8 milhões de doses da CoronaVac, vacina contra a covid-19 desenvolvida pela empresa chinesa Sinovac que será produzida no país pelo Butantan, em São Paulo.

Este segundo pedido trata do envase, pelo próprio Instituto Butantan, da vacina em frasco-ampola multidose. Ou seja, as duas principais diferenças são o local de envase da vacina e o tipo de embalagem que será utilizada.

A solicitação também se estende aos 46 milhões de doses ja acordados com o Ministério da Saúde, sem necessidade de nova solicitação. Seis milhões de doses já foram fornecidos pelo Butantan para o início do plano nacional de vacinação, realizado na segunda-feira (18).

Após a gerência técnica da Anvisa recomendar a liberação do uso emergencial dessas doses, a relatora Meiruze Freitas, primeira diretora a votar, se manifestou a favor da aprovação.

Em seguida, os diretores Romison Rodrigues Mota e Alex Campos seguiram o voto de Mariuze, formando a maioria simples necessária para a liberação.

O novo pedido foi feito na segunda-feira (18), um dia após a aprovação, por unanimidade, do pedido de uso emergencial de 6 milhões de doses da CoronaVac que já estavam em território nacional, e de 2 milhões da vacina de Oxford, que chegaram nesta sexta-feira (22) da Índia – primeiros imunizantes contra a covid-19 aprovados para uso no país.

Os documentos apresentados pelo Butantan – desta vez, 933 páginas – foram analisados por duas áreas técnicas da Anvisa: área de eficácia, segurança e qualidade da vacina e área de inspeção e fiscalização. Não foi preciso fazer a avaliação de gerenciamento de riscos, pois ela já havia ocorrido no domingo (17).

A decisão será publicada no portal da Anvisa e passa a valer a partir do momento em que o laboratório for comunicado oficialmente. Isso deve ocorrer no prazo de duas horas após a reunião, de acordo com a agência.

Segundo o Butantan, as vacinas serão disponibilizadas ao Ministério da Saúde na próxima semana.

A aprovação desse segundo pedido ocorre quatro dias depois da solicitação – a primeira levou nove dias. Entre os fatores que facilitaram essa segunda aprovação é um volume maior de documentos já ter sido revisado para a primeira autorização. “Muitos documentos, estudos e dados são comuns aos dois pedidos”, ressaltou a Anvisa.

R7

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Wl disse:

    Que bobagem, sabe nada inocentes, deixem de politicagem, e Pés da a Deus que nos guarde, isso não é jogo, e nem campanha não, para ver quem venceu, saibam bestas , que é o poder pelo poder, o povo é só a massa, entendeu. Para chegar lá. Da nojo

    • Paulo disse:

      O Foro de São Paulo foi criado por Lula e Fidel Castro em 1990 para implantar o comunismo na América Latina.
      Vários países já caíram nas mãos dessa seita.
      Isso por si só já é suficiente.
      Bolsonaro é o que impede o foro de São Paulo de tomar o poder.
      Bolsonaro presidente até 2026.
      Pelo bem do Brasil.

  2. Natalense disse:

    De tão pequeno, Dória colocou o presidente no bolso.

    • Paulo disse:

      Doria é um político sem escrúpulos.
      É capaz de qualquer coisa pelo poder.
      Entrou na prefeitura começou a viajar pelo país esquecendo de ser prefeito.
      Não tem respeito pela democracia e pelas autoridades.
      Pensando em ser presidente, faz conchavos com Rodrigo Maia.

    • Natalense disse:

      Se o Dória que nunca ameaçou a democracia não respeita a democracia, imagina um lunático que todo santo dia faz ameaças? Presidente faz o povo passar vergonha. Governo sem projetos. Brasil sem governo.

  3. Tico de Adauto disse:

    👏👏👏👏👏👏Só tomo a DoriaVac

    • Paulo disse:

      Vacina chinesa para esquerdistas.
      Pessoaa de bem tomam Oxford.

    • BH disse:

      E Eduardo Cunha heim??
      Viu o que ele escreveu??
      Pode enaltecer o tucanato.
      Kkkkk
      Vcs merecem!

Anvisa pode liberar 2º lote da CoronaVac ainda nesta semana

FOTO: ISAAC FONTANA/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO

A aprovação para uso emergencial do segundo lote com 4,8 milhões de doses da vacina contra covid-19 CoronaVac poderá ser decidida pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) até o fim desta semana.

Isto porque a agência reguladora tem um prazo de dez dias para dar um parecer final sobre o pedido, feito na segunda-feira (18), desde que não haja pendências.

Nesta terça-feira (19), a Anvisa informou que fez uma checagem inicial dos documentos enviados pelo Instituto Butantan e que esta etapa “foi concluída de forma satisfatória”.

Um dos fatores que facilita a segunda aprovação é que um volume maior de documentos foi revisado para a primeira autorização. “Muitos documentos, estudos e dados são comuns aos dois pedidos. Não haverá retrabalho”, salienta a agência.

A partir de agora, técnicos das três áreas responsáveis (registro, boas práticas de fabricação e monitoramento de medicamentos) irão iniciar a análise das 933 páginas do pedido de uso emergencial.

O pedido

Os frascos foram envasados no Instituto Butantan, em São Paulo, a partir de vacinas a granel importadas da fábrica da Sinovac, na China, no fim do ano passado.

Todo o carregamento já está pronto para ser distribuído aos estados assim que a Anvisa emitir a autorização.

O Butantan teve que apresentar a nova solicitação à agência reguladora por haver diferenças entre o lote de 6 milhões de doses liberado no domingo (17) e o de 4,8 milhões.

“O primeiro pedido, aprovado no último domingo, tratava das vacinas importadas prontas e envasadas em monodose (suspensão aquosa injetável, 0,5mL/dose). Este segundo pedido trata do envase pelo Instituto Butantan da vacina em frasco-ampola multidose. Ou seja, as duas principais diferenças são que, o segundo pedido, trata de vacinas envasada no próprio Butantan e em uma embalagem diferente, o frasco-ampola multidose. Isso requer avaliar as informações adicionais submetidas pelo Instituto”, diz a Anvisa em nota.

R7

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Sol disse:

    Que venham mais e mais!!!!!

  2. Fátima disse:

    Na realidade ja deveria ter autorizado , na situação que estamos poderiam deixar de borocacia

Sinovac assegura cumprimento de contrato com o Brasil, e insumos da CoronaVac para o país têm embarque previsto para a próxima semana

CEO da Sinovac Biotech, Yin Weidong, durante entrevista em Pequim nesta terça-feira (19) Foto: Marcelo Ninio / O Globo

Novos lotes com insumos para a produção de 20 milhões de doses da CoronaVac chegarão da China ao Brasil no fim deste mês e no início de fevereiro. Esta é a previsão para a próxima fase de fornecimento das matérias-primas necessárias para continuar a produção da vacina contra a Covid-19 no Instituto Butantan. A informação é de fontes que acompanham as negociações de perto, ouvidas pela reportagem.

Na segunda-feira o diretor do Butantan, Dimas Covas, manifestou preocupação com o atraso na entrega dos insumos da vacina chinesa. Segundo as mesmas fontes a demora se deve a questões burocráticas de exportação, não à escassez de insumos.

Embora a vacinação emergencial contra a Covid-19 na China venha ocorrendo desde o meio de 2020, com o surgimento de um novo surto, o governo deu início a um plano mais amplo no início deste ano voltado a nove grupos de risco. O objetivo é vacinar 50 milhões de pessoas até o Ano Novo Chinês, que começa no dia 12 de janeiro, quando tradicionalmente milhões de pessoas se deslocam pelo país.

No Brasil, o início da vacinação foi marcado pela incerteza sobre as doses, com secretários estaduais estimando que o estoque dure apenas uma semana. O Brasil ainda não conseguiu efetivar, da Índia, a importação de duas milhões de doses da vacina da Astra Zeneca/Oxford nem há previsão para a chegada dos insumos, também da China, para a fabricação do imunizante pela Fiocruz.

Para a CoronaVac, a expectativa é de que os próximos lotes de insumos a serem entregues ao Butantan totalizem 11 mil litros, o que seria suficiente para produzir cerca 20 milhões de doses. Os próximos embarques estão previstos para a próxima semana.

Na entrevista coletiva da última segunda-feira, Dimas Covas afirmou que as matérias-primas já estão prontas para envio “desde meados deste mês”, e que a partida depende da autorização do governo chinês.

Procurada pela reportagem, a Embaixada do Brasil em Pequim informou que está em contato com as autoridades chinesas e com a empresa responsável pelo fornecimento dos insumos “para identificar a melhor maneira de resolver a questão”.

Sinovac assegura cumprimento de contrato

Em entrevista ao GLOBO nesta terça-feira, o comandante da Sinovac, laboratório que produz a CoronaVac, disse que a empresa cumprirá sua parte no contrato e pediu a confiança do público brasileiro. Yin Weidong, porém, não quis entrar em detalhes sobre o cronograma dos próximos envios de insumos da CoronaVac.

O executivo acrescentou que o laboratório concluiu a construção de uma nova fábrica em Pequim, o que permitirá dobrar a produção da vacina para um bilhão de doses por ano.

— Assinamos um contrato comercial (com o Butantan) e vamos executá-lo. Não posso detalhar a data específica, mas em termos gerais apoiamos totalmente e valorizamos o uso da vacina no Brasil. Até agora já fornecemos milhões de doses ao Butantan, mais, inclusive, do que para o mercado chinês, que recebeu 10 milhões — disse o CEO da Sinovac.PUBLICIDADE

Weidong reforçou, ainda, a parceria com o Butantan:

— Gostaria de dizer ao público brasileiro que acredite no Instituto Butantan na parceria com a Sinovac. Nós damos grande importância ao processo de vacinação no Brasil.

Segundo o executivo, há uma escassez mundial de vacinas, o que tem provocado a mobilização de governos do mundo inteiro para garantir o suprimento.

— Entendo a preocupação. O mundo inteiro está ansioso para ter as vacinas, todos os governos estão na mesma expectativa. Há uma escassez mundial no suprimento de vacinas. Não é uma questão que afeta apenas a população brasileira — disse Weidong. — Todos os governos estão concentrados nisso. Vimos isso na Turquia, onde o presidente foi vacinado, e em outros países. Nós faremos o máximo para implementar o fornecimento ao Brasil de acordo com o contrato (assinado).

O Globo

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Tico de Adauto disse:

    Que banho o butantan deu no desgoverno federal.

  2. Jose disse:

    Falaram tão mal da China agora estão aí com o rabo pra cima dependendo da China pra vacina. Cambada de idiotas . Ideologia mata

    • Anti-Político de Estimação disse:

      Exato. "Tudo que é demais é veneno" já diziam os mais antigos.

    • Salatiel disse:

      O Covid veio da China para devastar o Mundo. Se brincar nem o povo amarelo vai escapar.

    • Dr. Natanael Alves Pedrosa disse:

      Estamos assistindo a dois modelos de relacionamento político e comercial do Brasil com o mundo. De um lado Bolsonaro, seu ministro Ernesto, seu filho Eduardo, aka Bananinha e outras autoridades do governo, quase todos comprometidos com o brevemente ex presidente dos EUA e sua política desastrada e que, fizeram com que o Brasil atualmente considerado um pária internacional sendo desprezado por China, India e Argentina como pretenso comprador de vacinas e insumos. Do outro lado, bom, do outro lado os que pensam, acreditam que a terra não é plana, se esforçaram e garantiram o início da vacinação para o povo. Está claro que o Brasil só vai conseguir recuperar o respeito de que sempre foi merecedor se escorraçar essa corja de alienados que hoje ocupa o governo do país. #Fora Bozo

Assessores de Bolsonaro avaliam nomes para fazer ponte com a China por insumos para Coronavac; Mourão diz estar a postos

O governo Bolsonaro está às voltas desde esta segunda (19) com a falta de informação da China a respeito do prazo para envio do IFA, o princípio ativo da vacina do Instituto Butantan, fabricada em parceria com a chinesa Sinovac. O temor é que, sem o insumo, as doses de Coronavac acabem no final de janeiro, quando termina o estoque disponível.

No governo federal, estão em contato com a China o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, e o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo. No entanto, por conta da postura bélica e dos ataques do chanceler à China – em sintonia com a família Bolsonaro-, assessores presidenciais temem que Ernesto não obtenha informações precisas sobre o prazo da entrega dos insumos antes do término do estoque disponível: fim de janeiro.

Por isso, há uma discussão entre auxiliares presidenciais sobre se não seria o caso de o próprio presidente Bolsonaro contatar o presidente chinês. Outro cenário em debate, nos bastidores, é montar uma força-tarefa com ministros com boa relação diplomática com a China, como a ministra Tereza Cristina (Agricultura), e até o vice-presidente, Hamilton Mourão. O impasse em relação a Mourão, admitem governistas, seria a liberação de Bolsonaro para que o vice tenha protagonismo numa questão dessa magnitude.

Ao blog, Mourão disse que está à disposição para contatar a China e ajudar na questão dos insumos, já que tem boa relação com o vice-presidente chinês.

Perguntado se ele já havia feito contato com alguém da diplomacia chinesa para ajudar na questão dos insumos, ele respondeu:

“Por enquanto não falei, mas estou disponível, estou pronto. Tenho falado com o vice-presidente chinês ( Wang Qishan), ele me desejou melhoras durante o meu período da Covid-19 e estamos em permanente contato”.

Um ministro do governo defendeu ao blog que até o ex-presidente Michel Temer seja chamado a ajudar na relação com a China, já que ele mantém contatos diplomáticos com o país.

O debate sobre alternativas de interlocução está posto nos bastidores já que a solução óbvia seria trocar o ministro responsável por relações diplomáticas, mas demitir Ernesto não está nos planos de Bolsonaro. Assim como Pazuello, a permanência de Ernesto Araujo é garantida pelo presidente Bolsonaro.

Blog Andréia Sadi – G1

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. João Macena disse:

    Observador, é correto o seu comentário. Infelizmente, o nosso Presidente, fala muita bobagem. Sabíamos que ele não tinha capacidade intelectual de governar o nosso Brasil. Mais jamais, imaginávamos, que falasse tanta besteira. A China, é uma potência mundial. Politicamente, comunista. Economicamente, capitalista. Meu Deus, será que não têm ninguém para orientar o Pte. Bolsonaro. João Macena.

    • Incitatus disse:

      Infelizmente não tem ninguém para orientar o Bozo porque gente egocêntrica como ele, que não admite ser contrariado, só sabe se cercar de incompetentes e bajuladores. Os poucos que o contrariaram foram alçados pelo Gabinete do Ódio a condição de inimigos do governo. Quem é louco de contrariar outro louco?

  2. GILKA disse:

    Já!!!! E ñ era a vacina chinesa q ia fazer pessoas virar jacaré e homens brocharem? A mentira realmente ñ tem sustentação.

  3. Pixuleco disse:

    Tonho querendo pedir pinico , ou homem fraco ou presidente peba ou governo esculhambado . Beato Salú se for ledir atrapalha , os bananinhas só querem saber de Trump , o véio tá surtado e Mourao encantado . O último que sair do cabaré de DA LUA soque a luz . Chega Cacá ! Ajudas aí home .

  4. João Maria disse:

    BG na minha opinião só tem uma pessoa que tem grande influência no governo chinês essa pessoa é o ministro da ciência e tecnologia o astronauta Marcos Pontes, o resto a China vai maltratar até quando puder..

  5. Lourenço disse:

    Pode mandar quem ele desejar do governo. Tenho certeza que não tem ninguém igual ao ladrão nove dedos, a Anta, Narizinho, o Vampiro, Lilindenberg, O filho Ronaldino, o outro xerox, por isso, fiquemos tranquilos.

  6. PAULO DUARTE disse:

    Essa é fácil!Os Chineses só vão querer conversar com o Doria. Estão trabalhando para ele ser o próximo presidente. Isso está claro!!

  7. Calígula disse:

    Ei Ei Ei Bolsonaro é nosso Rei.

  8. ZéGado disse:

    Manda o tio Cacá (Calígula) para os íntimos. Ele traz os insumos

  9. O Rei da Rachadinha disse:

    Será que nosso bravo presidente irá se AJOELHAR para a temida China Comunista?

  10. Santos disse:

    Vou dar 2 nomes bons pra fazer essa ponte. Ernesto Araújo e Eduardo Bananinha. Os dois têm habilidade diplomática de muita katxiguria!

  11. Cris disse:

    Cuidem, não brinquem com coisas sérias, as piadas desses comentaristas estão de fazer dó.
    A defesa de Bolsonaro pela vida, pela democracia é incansável.
    Procurem ler sobre o passado recente e vejam os erros graves que os políticos, presidentes cometeram na defesa do próprio bolso e não na defesa da vida, da liberdade, da democracia.
    Abram o olho. Não distorçam as ações nem as palavras do atual presidente.

    • Everton disse:

      Hã? A sinofobia praticada por membros do alto escalão brasileiro pode comprometer seriamente relações comerciais com a China.

    • Monnnnnnnn disse:

      Ta vivendo em qual Brasil? A defesa de Bolzonaro pelo que? Niguem distorce nada do que ele diz ao não ser o gado para defende-lo..

    • Rei da Cloroquina disse:

      Cris acho que você tomou cloroquina demais… A defesa de Bolsonaro pela democracia é incansável? Em qual universo paralelo você esteve nos últimos 3 anos?

    • Neco disse:

      Vc que tanto critica, tem estudos de quantas pessoas que receberam cloriquina, de forma precoce, morreram? Quer discutir com a Dra. Marina Bucar, dentre tantos outros, sobre isso? A campahha contra qualquer tratamento precoce é absolutamente hedionda.

  12. Flávio Rocha disse:

    "Manda um cabo e um soldado"e resolve logo isso com a China.

  13. Natalense disse:

    Confio no presidente, se acabar a saliva ele vai usar a pólvora que tem em casa contra os chineses. Deus acima de tudo e Bolsonaro em cima de todos – não sem bem se é assim, desculpem.

  14. ZéGado disse:

    Ernesto Araujo, o homem é muito querido pelos chineses

  15. Observador disse:

    ELE E OS FILHOS FALARAM MUITAS MERDAS SOBRE A CHINA, AGORA TÁ NESSA SINUCA DE BICO E NÓS PODEMOS PAGAR UM PREÇO ALTÍSSIMO POR CONTA DAS INSANIDADES DESSE DESPREPARADO.

  16. observando. disse:

    Os generais Pazzuelo, Heleno e Mourao podiam comandar tropas treinadas e invadir o laboratorio na china e pegar esses insumos na marra. Tem pra que ta se humilhando nao.

    • Minion alienado disse:

      Concordo, vamos chamar os reservistas das FFAA para invadir a China e pegar. Cadê os militares? Cadê o patriotismo do povo que reclamou do petê? Quero ver a brabeza desse povo.

      #ffaanachinaagora

    • Calígula menininha do Pr. disse:

      Quantas bombas atômicas o Brasil tem?

    • Tonho da Lua disse:

      Também concordo. Coloca o Bozo e seus filhotes na linha de frente pra invadir😂😂😂😂
      Temos póiva pra isso.

  17. Rei da cloroquina disse:

    Coloca o Eduardo Bolsonaro!