Clima

Sol, pancadas de chuvas e temperaturas com máxima e mínima dos 33º aos 22º: veja a previsão do tempo no RN

Foto: Reprodução/Emparn

A Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte(Emparn) informação a previsão de predominância de céu nublado a claro em todas as regiões do estado, com pancadas de chuvas sobre o litoral leste devido a influência do vento e da umidade proveniente da região oceânica.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

FOTOS: Sesap recebe lotes de Coronavac e Pfizer; total de 62.810 vacinas

Fotos: Raiane Miranda

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) recebeu no fim da manhã desta sexta-feira (17), separado em dois voos, um novo carregamento de vacinas contra a Covid-19. O lote conta com 62.810 imunizantes, sendo 38.610 da Pfizer e 24.200 da Coronavac/Butantan, que volta a ser distribuída para vacinação dos potiguares.

O Governo do Estado, por meio da Sesap e da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed), montou uma força-tarefa para entregar a vacina aos municípios ainda nesta sexta-feira, a partir das 15h, e garantir a continuidade da vacinação contra a Covid-19 em todo o Rio Grande do Norte. A operação contará com os policiais e bombeiros militares e também com o helicóptero da Sesed, o Potiguar 01, que vai agilizar a entrega no Oeste e Alto Oeste aos municípios de Pau dos Ferros e Mossoró.

As duas vacinas serão divididas, de acordo com as pactuações entre a Sesap e o os municípios potiguares, para diferentes públicos no Rio Grande do Norte. O lote da Pfizer tem parte destinada à primeira dose de trabalhadores da educação, além dos públicos já atendidos, como as pessoas com deficiência, com comorbidades ou gestantes, puérperas e lactantes que ainda não tenham tomado vacina, assim como a continuidade da imunização por faixa de idade.

As vacinas Coronavac/Butantan também atenderão às pessoas com comorbidades, deficientes, gestantes, puérperas e lactantes, ampliação da faixa etária da população e com a diferença de ter parte do lote voltado para o residual dos trabalhadores da saúde.

A Sesap segue aguardando a confirmação do Ministério da Saúde com relação às vacinas da Janssen. A gestão estadual e os municípios potiguares pactuaram que o lote do quarto imunizante a ser disponibilizado aos potiguares terá como preferência a população de rua e os caminhoneiros, atendendo na sequência o público por idade.

No início de julho, a Sesap deverá receber o primeiro lote de vacinas Sputnik V, segundo informaram os responsáveis pela produção do imunizante em reunião esta semana. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) acatou o pedido de importação apresentado pelo Governo do Estado, liberando 71 mil doses para o RN do contrato feito pela gestão estadual junto aos russos.

As duas novas vacinas estão incluídas no calendário apresentado pelo Governo esta semana, que planeja a aplicação da primeira dose da imunização contra a Covid-19 em todos os potiguares maiores de idade até setembro deste ano. A projeção toma como base as estimativas de repasse das doses por parte do Ministério da Saúde.

Opinião dos leitores

  1. Aí eu pergunto: pra quê gastar 15 milhões de reais com 70 mil doses da Sputinik V que não foi aprovada pela ANVISA, FDA (Estados Unidos) e EMA (UniãoEuropéia)? Algo não cheira bem aí!
    #ForaFátima
    #ImpeachmentNoRNJá

  2. “Chuva” de vacinas no Brasil. Para desespero dos “coronalovers”, que usam a pandemia para politicagem. A governadora do PT vai já dizer que foi ela.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

RN confirma semana com mais leitos críticos Covid disponíveis do que pacientes que necessitam

Foto: (Reprodução/Regula/Sesap)

O RN permanece com fila ‘zerada’ de pacientes para UTI Covid conforme levantamento no fim da manhã desta sexta-feira(18). Por volta das 12h05, era 1 paciente com perfil para leitos críticos na lista e 69 leitos disponíveis, ou seja, mais leitos disponíveis do que pacientes necessitando.

O cenário foi uma tônica durante toda a semana, inclusive, com disponibilidade maior a cada dia.

 

Opinião dos leitores

  1. Com Certeza esse número de leitos críticos Disponíveis NÃO é por Ação dos governantes NÃO, TUDO pela MISERICÓRDIA de DEUS, pois a depender de FISCALIZAÇÃO RIGOROSA e EFETIVA para Combater a disseminação do covid-19, já estaríamos todos MORTOS. pois essa Corja só pensam em Impostos e arrecadação para terem superávit nos cofres. Que DEUS tenha MISERICÓRDIA de NÓS.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

RN registra taxa de ocupação de leitos críticos para covid de 82,9%

Foto: (Reprodução/Regula/Sesap)

A taxa de ocupação de leitos críticos das unidades públicas de saúde no RN é de 82,9%, registrada no fim da manhã desta sexta-feira (18). Pacientes internados em leitos clínicos e críticos somam 580.

Até o momento desta publicação são 69 leitos críticos (UTI) disponíveis e 335 ocupados, enquanto em relação aos leitos clínicos (enfermaria), são 163 disponíveis e 245 ocupados.

Segundo a Sesap, a Região metropolitana apresenta 81,5% dos leitos críticos ocupados, a região Oeste tem 88,2% e a Região Seridó tem 77,.5%.

Opinião dos leitores

  1. DEUS seja Louvado e Exaltado. Chegamos a esse percentual pela MISERICÓRDIA de DEUS, pois a depender das autoridades, TUDO vai continuar no FAZ de CONTA. Nada de combate EFETIVO e RIGOROSO contra a disseminação do covid-19. Que DEUS tenha MISERICÓRDIA de NÓS.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

RN contabiliza 10 óbitos por covid nas últimas 24h, sendo 07 dentro do dia; novos casos são 2.626

A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) atualizou os números do coronavírus nesta sexta-feira (18). Foram mais 2.626 casos confirmados, totalizando 290.042. Até quinta-feira (17) eram 287.416 infectados.

Com relação aos óbitos no Rio Grande do Norte, são 6.563 no total, sendo 07 mortes registradas nas últimas 24h: Natal(04), Macaíba(01), Currais Novos(01) e Brejinho(01).

A Sesap ainda registrou outros 03 óbitos ocorridos após a confirmação de exames laboratoriais de dias ou semanas anteriores. Na quinta-feira (17) o número total de mortes era 6.553. Óbitos em investigação são 1.395.

Casos suspeitos somam 112.221 e descartados 555.318

 

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

RN liga sinal de alerta contra dengue, zika, chikungunya e faz plano de combate

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) realizou entrevista coletiva nesta quinta-feira, 17, na Escola de Governo para falar do plano de combate às arboviroses (dengue, zika, chikungunya, entre outras.

A coordenadora de vigilância em saúde da Sesap, Kelly Maia, apresentou o Plano Estadual de Saúde do RN. O documento será pactuado com os municípios e inclui um plano de contingência de arboviroses (dengue, zika, chikungunya, febre amarela), como detalhou a subcoordenadora de vigilância em saúde da Sesap, Diana Rego.

Ela destacou a 3ª região de saúde, que chama atenção pelo aumento no número de casos. “O plano caracteriza os municípios em quatro níveis e contém estratégias de atuação de acordo com o nível, por isso precisamos que, após pactuado, os municípios elaborem seus planos de acordo com o estadual”, disse Diana.

A coordenadora do núcleo de arboviroses da Sesap, Débora Mayara, destacou a importância das medidas de prevenção e orientou a população a procurar as unidades de saúde caso tenham sintomas das arboviroses, além de ressaltar que os gestores precisam estar sensíveis ao cenário epidemiológico de seus municípios.

VEJA MAIS:  Casos de dengue preocupam Sesap, principalmente, em municípios que fazem limite com Santa Cruz; Zika em mulheres em idade fértil é fator de preocupação no RN

 

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

RN contabiliza 36 óbitos por covid nas últimas 24h, sendo 09 dentro do dia; novos casos são 460

A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) atualizou os números do coronavírus nesta quinta-feira (17). Foram mais 460 casos confirmados, totalizando 287.416. Até quarta-feira (16) eram 286.956 infectados.

Com relação aos óbitos no Rio Grande do Norte, são 6.553 no total, sendo 09 mortes registradas nas últimas 24h: Parnamirim(02), Natal(01), São Paulo do Potengi(01), Santa Cruz(01), Caiçara do Norte(01), Parelhas(01) e Equador(01) e mais (01) em município não confirmado.

A Sesap ainda registrou outros 27 óbitos ocorridos após a confirmação de exames laboratoriais de dias ou semanas anteriores. Na quarta-feira (16) o número total de mortes era 6.517. Óbitos em investigação são 1.395.

Casos suspeitos somam 112.221 e descartados 550.221.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

RN continua com mais leitos críticos Covid disponíveis do que pacientes que necessitam

Foto: (Reprodução/Regula/Sesap)

O RN permanece com fila ‘zerada’ de pacientes para UTI Covid conforme levantamento no fim da manhã desta quinta-feira(17). Por volta das 12h05, eram 3 pacientes com perfil para leitos críticos na lista e 60 leitos disponíveis, ou seja, mais leitos disponíveis do que pacientes necessitando.

Opinião dos leitores

  1. Como a MISERICORDIA de DEUS É MARAVILHOSA E O SEUS AMOR POR NÓS INCONDICIONAL, pois a depender das autoridades que NADA fizeram ou FAZEM para combater a disseminação do covid-19, por que NAO Existe FISCALIZAÇÃO Rigorosa e EFETIVA NENHUMA. Só a PIEDADE e o AMOR de DEUS em nossas Vidas. Que DEUS TODO PODEROSO continue nos Abençoando, Protegendo e nos Guardando seus seu Colo de PAI CELESTIAL.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

RN registra taxa de ocupação de leitos críticos para covid de 85,1%

Foto: (Reprodução/Regula/Sesap)

A taxa de ocupação de leitos críticos das unidades públicas de saúde no RN é de 85,1%, registrada no fim da manhã desta quinta-feira (17). Pacientes internados em leitos clínicos e críticos somam 587.

Até o momento desta publicação são 60 leitos críticos (UTI) disponíveis e 342 ocupados, enquanto em relação aos leitos clínicos (enfermaria), são 175 disponíveis e 245 ocupados.

Segundo a Sesap, a Região metropolitana apresenta 82,2% dos leitos críticos ocupados, a região Oeste tem 95,4% e a Região Seridó tem 75%.

 

Opinião dos leitores

  1. Como é BOM o AMOR e a MISERICÓRDIA de DEUS para conosco, pois se dependermos da Fiscalização das autoridades para Combater a Disseminação do covid-19, já estaríamos todos Infectados e MORTOS. Que DEUS continue tendo MISERICÓRDIA de NÓS

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

RN contabiliza 09 óbitos por covid nas últimas 24h; novos casos são 379

A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) atualizou os números do coronavírus nesta quarta-feira (16). Foram mais 379 casos confirmados, totalizando 286.956. Até terça-feira (15) eram 286.577 infectados.

Com relação aos óbitos no Rio Grande do Norte, são 6.517 no total, sendo 09 mortes registradas nas últimas 24h: Natal(03), Mossoró(02), Parnamirim(01), Lajes(01), Equador(01) e Alto do Rodrigues(01).

Na terça-feira (15) o número total de mortes era 6.508. Óbitos em investigação são 1.377.

Casos suspeitos somam 110.129 e descartados 549.354.

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Butantan entrega ao Ministério da Saúde lote de um milhão de doses da CoronaVac

Foto: © Walterson Rosa/MS

O Instituto Butantan entregou nesta quarta-feira (16) ao Ministério da Saúde um lote de um milhão de doses da vacina CoronaVac contra covid-19. Essa remessa é parte das 5 milhões de doses previstas para serem liberadas ao longo do mês de junho para o Programa Nacional de Imunizações (PNI). As doses entregues hoje já contemplam o segundo contrato firmado com o Ministério da Saúde, de 54 milhões de vacinas. O primeiro, de 46 milhões, foi cumprido no dia 12 de maio.

O novo lote de 5 milhões de doses está sendo produzido a partir dos 3 mil litros de ingrediente farmacêutico ativo (IFA) recebidos no dia 5 de maio. Desse total, já houve a liberação de 2,8 milhões de vacinas desde o dia 11, quando foram entregues 800 mil doses e, no dia 14, mais 1 milhão.

Segundo informações do Instituto Butantan, o envase da matéria-prima foi iniciado no dia 27 e terminou na madrugada do dia 30. Parte das doses já envasadas está em outras etapas do processo produtivo, como inspeção de controle de qualidade. O Butantan informou, ainda, que até o fim de junho receberá um novo lote de 6 mil litros de IFA para a produção de mais 10 milhões de doses.

Ainda de acordo com o Butantan, com a entrega de hoje, já foram fornecidas ao PNI 50,012 milhões de doses desde 17 de janeiro, quando o uso emergencial do imunizante foi aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Agência Brasil

Opinião dos leitores

  1. Outra vacina que vai bóiar kkk igual a Sputnik V.
    Que a Rainha Fátima V , vai adquirir em conluio com o consórcio Nordeste.

    1. Tu.tem.problema.mental.macho.Vai.arrumar.alguma.coisa.pra.fazer.seu.desocupado.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

RN registra mais um dia com mais leitos críticos Covid disponíveis do que pacientes que necessitam

Foto: (Reprodução/Regula/Sesap)

O RN permanece com fila ‘zerada’ de pacientes para UTI Covid conforme levantamento no fim da manhã desta quarta-feira(16). Por volta das 12h05, eram 6 pacientes com perfil para leitos críticos na lista e 37 leitos disponíveis, ou seja, mais leitos disponíveis do que pacientes necessitando.

 

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

RN registra taxa de ocupação de leitos críticos para covid de 90,7%

Foto: (Reprodução/Regula/Sesap)

A taxa de ocupação de leitos críticos das unidades públicas de saúde no RN é de 90,7%, registrada no fim da manhã desta quarta-feira (16). Pacientes internados em leitos clínicos e críticos somam 603.

Até o momento desta publicação são 37 leitos críticos (UTI) disponíveis e 361 ocupados, enquanto em relação aos leitos clínicos (enfermaria), são 178 disponíveis e 242 ocupados.

Segundo a Sesap, a Região metropolitana apresenta 88,8% dos leitos críticos ocupados, a região Oeste tem 99,1% e a Região Seridó tem 80%.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Clínicas privadas esperam ter uma vacina contra a covid-19 em julho

Foto: Vishal Bhatnagar/NurPhoto/Getty Images

Ainda não há uma data exata para que uma vacina contra a covid-19 chegue ao mercado privado no Brasil. Mas nas contas do presidente da Associação Brasileira de Clínicas de Vacina (ABCVAC), Geraldo Barbosa, o imunizante deve chegar no mês de julho. O cálculo é feito principalmente em razão de duas liberações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) feitas na semana passada.

A primeira delas foi o aval para a importação de 20 milhões de doses da vacina indiana Covaxin, do laboratório Bharat Biotech, compradas pelo Ministério da Saúde. O laboratório é o mesmo – e único até o momento – que negocia com o mercado privado a venda de 5 milhões de doses. A segunda foi a emissão do certificado de boas práticas do laboratório na Índia.

Apesar da primeira liberação não ser exatamente para o mercado privado, Barbosa diz que isso ajuda porque vai colocar no braço das pessoas um imunizante que logo depois será disponibilizado em clínicas de vacinas.

Antes de estar disponível, Geraldo Barbosa destaca que é necessário fazer alguns ajustes na lei que libera a compra de imunizantes pela iniciativa privada, desde que 50% sejam doados ao Sistema Único de Saúde (SUS). Na avaliação do presidente da entidade que representa o setor, o problema é que a regra não diferencia uma empresa de uma clínica de vacina.

Há um outro projeto de lei em tramitação no Congresso que poderia resolver a questão. O texto, que foi aprovado pela Câmara em março e está atualmente parado no Senado, não equaciona a questão, mas Geraldo Barbosa conversa com parlamentares para faz alterações da redação.

“Se você fizer uma avaliação de quem poderia vender para o mercado privado, para as empresas, esse serviço seria oferecido pelas clínicas, e elas precisariam doar parte das vacinas. A lei diz que só as clínicas têm liberação específica para prestar serviço de vacinação. Então é um entendimento que precisa ser claro, mas na lei não ficou”, afirma.

Quando a discussão chegou ao Congresso, no começo do ano, a intenção do mercado privado era de participar da imunização contra a covid-19. Agora, a ideia é ser complementar, como já faz historicamente, aplicando 3% de todas as vacinas disponíveis no país anualmente.

Geraldo Barbosa conversou, com exclusividade com EXAME, e fala dos desafios para trazer um imunizante privado ao Brasil.

Como a liberação de importação da Covaxin e o certificado de boas práticas da fábrica na Índia emitidos pela Anvisa, avançam as negociações para ter uma vacina contra a covid-19 na rede privada?

As duas liberações são muito importantes. A de boas práticas faz parte do que estamos brigando, que é poder não só trabalhar com essa vacina mas também com outras que estão disponíveis vindas dessa fábrica. Essa liberação foi uma conquista importante e vale por dois anos, então estamos em um processo de ter várias vacinas. Agora, em um cenário mais real, vamos poder entrar com o pedido de uso de registro emergencial e o registro definitivo. Estamos esperando o Hospital Albert Einstein soltar os estudos da fase de estudo clínico para ter um processo de validação dessa vacina, que já é extremamente eficaz e segura.

Como estão os testes em seres humanos aqui no Brasil?

Até o final do mês devem sair os primeiros resultados. No primeiro dia em que o Einstein divulgou e liberou para fazer o cadastramento de voluntários, foi surpreendente o número de pessoas que demonstraram interesse. Está passando por um processo de validação, de escolher os 4.500 participantes. Este teste é uma continuidade do que foi feito com 26.000 pessoas na Índia. Todos os estudos que foram feitos na Índia estão sendo apresentados para a Anvisa no processo de submissão continuada.

O laboratório ainda não pediu o uso emergencial, eles deram alguma previsão de quando pretendem fazer isso?

Eles vão pedir o uso emergencial para poder aplicar as 20 milhões de doses do governo e já devem submeter nos próximos dias. A Bharat está entregando a documentação, tudo no padrão que a Anvisa exige. É um processo lento, mas é normal e que precisamos valorizar.

Quando vamos ter uma vacina no mercado privado?

O que está mais travando é o processo de registro na Anvisa. Esses documentos foram apresentados em março e a Anvisa não aceitou porque não estava no padrão. O que não foi aprovado em março foi aprovado agora dia 8 de junho. São os mesmos documentos. Perdemos um tempo muito grande por um rigor burocrático. É a mesma fábrica, é a mesma vacina. Até entendo, mas era o momento talvez que a Anvisa deveria flexibilizar. Se a vacina fosse liberada com condicionantes, como foi, por exemplo, já poderíamos ter usado. Eu acho que preferimos correr o risco com a doença do que o risco com a vacina, sendo que já tinha milhões de doses aplicadas na Índia. O nosso horizonte depende muito da Anvisa e da mudança da legislação, ou pelo menos a flexibilização, mas queremos em julho ter essa vacina no Brasil.

Tem a previsão do preço?

Ainda não porque o custo de seguro e o custo de logística não têm como calcular efetivamente. Qualquer coisa que eu fale agora é mera especulação. Mas o que mais vai impactar na vacina é o seguro porque ela é de um valor agregado muito alto.

A quantidade de doses permanece em 5 milhões de doses?

A negociação continua com cinco milhões de doses. A Bharat quer entrar no mercado privado brasileiro, então é uma definição estratégica da indústria. Agora, o que estamos dependendo é tirar uma barreira que o Legislativo colocou, com a lei 14.125. Estamos brigando em Brasília para que eles se conscientizem que o mercado privado regular não faz parte do mercado que eles consideram o privado. O mercado de indústria é diferente das clínicas privadas no Brasil, que já prestam o trabalho há muito tempo e é regulamentado pela Anvisa especificamente para isso.

Sobre a vacinação de crianças, esse público deve ser atendido apenas no final do ano ou em 2022? As clínicas privadas poderiam atender esse público?

Como só a Pfizer tem um estudo para aplicação em crianças a partir de 12 anos no Brasil e ela não abriu nenhuma negociação com o mercado privado, é difícil de fazermos essa projeção. Não há nada ainda que possamos criar uma expectativa para a imunização de pessoas entre 12 e 17 anos.

O projeto de lei que passou rápido pela Câmara e agora está parado no Senado. Você chegou a conversar com parlamentares sobre o projeto?

Tivemos uma reunião no começo da semana retrasada em Brasília justamente tratando sobre isso porque queremos que a Anvisa e o Ministério da Saúde se posicionem de forma concreta. Eles entendem o que é o mercado regulamentado de clínicas de vacinas. Se você fizer uma avaliação de quem poderia vender para o mercado privado, para as empresas, esse serviço seria oferecido pelas clínicas, e elas precisariam doar parte das vacinas. A lei diz que só as clínicas têm liberação específica para prestar serviço de vacinação. Então é um entendimento que precisa ser claro, mas na lei não ficou.

Como está a preparação das clínicas?

As clínicas estão prontas. Uma adaptação que talvez seja necessária é para usar o super freezer para trabalhar com a vacina da Pfizer, mas ainda não tem um horizonte mínimo para dizer que vamos vai ter essa vacina. Com essa guerra política, perdemos o foco do que realmente é importante. Vou te dar um exemplo, temos um mercado de 10% da vacina contra influenza. Se não fosse isso, 10% da população estaria sem tomar vacina.

Há risco de alguém tomar uma vacina no Sistema Único de Saúde e no mercado privado?

Nós temos acesso ao sistema do Programa Nacional de Imunizações para inserir os dados de quem se vacinar. Também temos acesso ao SI-PNI para saber qual vacina a pessoa já tomou, por exemplo. Mas para ter essa informação eu dependo que o local de aplicação já tenha registrado no sistema, e isso demora alguns dias para atualizar.

Há conversas com outros laboratórios, além do Bharat?

Nenhum laboratório no mundo abriu negociação com o mercado privado. Então, a única empresa que manteve a negociação que está tratando com o objetivo real de ter a vacina no mercado privado é a Bharat. A maioria dos produtos que ela vende é para o mercado privado, tanto na Índia, quanto nos Estados Unidos e outros países. Ela quer continuar fazendo o que faz, que é atender o mercado privado, que corresponde a 30% das vendas do laboratório.

Com a vacinação pública lenta, houve aumento do interesse das pessoas por uma vacina privada?

Como está demorando a vacinação do país, as pessoas estão tentando achar uma solução mais imediata. Ninguém aguenta mais essa situação e não se sabe quando vamos vacinar uma pessoa com 20 anos. E esta pessoa está na produção, no dia a dia, indo e voltando do trabalho. Nós temos a capacidade de aplicar 4 milhões de doses mais fácil.

Com uma vacina aprovada, em quanto tempo chegaria a uma clínica?

O processo de transporte de vacinas é muito rápido porque ele usa basicamente transporte aéreo. Liberou a vacina na Índia, no segundo dia ela já tá no Brasil. Aí passa por um processo acelerado de liberação, e no máximo em 7 dias todos os pontos que forem ter vacinas vão ter.

Quantas clínicas têm interesse em ter uma vacina contra a covid-19?

Na associação saímos de 100 CNPJs para 600. Hoje o universo de clínicas, com CNPJ no Brasil, é de 3.800. E esse universo não para de crescer. Eu acredito que em 2022 vamos estar próximos a 4.500 empresas, com mais de 15 mil pontos de vacinação.

Como está a vacinação contra a influenza? Há baixa procura?

Nunca se falou tanto em vacina e nunca se aplicou tão pouco. A cobertura está muito bombardeada pela vacina de covid-19 e eu acho que o esquema vacinal vai ficar em um patamar histórico negativo, considerando as outras vacinas. Não alcançamos nem 50% do público-alvo de nenhuma vacina para este ano. Isso é muito preocupante porque estamos muito focados na covid-19. O isolamento diminuiu a incidência de muitas doenças, mas o nosso temor é que a hora que liberar a circulação das pessoas, as doenças que estavam controladas vão voltar.

Exame

 

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

VÍDEO: Minuto na Câmara Municipal de Natal – abuso sexual (16-06-2021)

Minuto da Câmara de Natal no ar trazendo os assuntos mais importantes debatidos na última semana, na Casa, disponibilizado nesta quarta-feira(16).

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Durante evento, prefeito de Ceará-Mirim Júlio César Câmara destaca pagamento do Décimo: “primeira cidade do RN a pagar”

Foto: Divulgação

Em evento realizado no Centro de Múltiplo Uso, no bairro de Nova Descoberta, o prefeito Júlio César Câmara participou da entrega de 166 kits dentro do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), com o objetivo de reduzir os efeitos da pandemia na cidade. Durante a ação, o chefe do Executivo municipal enfatizou também o pagamento da primeira parcela do Décimo Terceiro, iniciado nesta terça-feira (15), o que coloca o município como primeiro do estado a pagar o salário.

“Temos o orgulho de divulgar que Ceará-Mirim é o primeiro município do RN a pagar o Décimo. Ou seja, está circulando na cidade cerca de R$ 2,3 milhões a mais apenas com o pagamento dos 40% do Décimo de 2021. Isso significa muito para nossa economia, e só foi possível com muito planejamento e enxugamento de gastos que fizemos ao longo da nossa gestão”, declarou o prefeito.

 

Opinião dos leitores

  1. Julio César é um homem do bem,sabio,inteligente,qualificado para a coisa publica,ele è um Soares da Camara la das bandas do antigo povoado da Gameleira de Taipu,Gameleira que é uma arvore frondosa,velho local onde são oriundos e descendentes os filhos mais ilustres e dignos da terra taipuense.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *