Polícia

Polícias Civis do RN e PB deflagram Operação e prendem quatro integrantes de organização criminosa interestadual

Foto: Ilustrativa

A Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (DEICOR) e a Delegacia de Repressão aos Roubos e Furtos da Polícia Civil da Paraíba (DRF/PCPB) deflagraram, na manhã desta terça-feira (1), uma ação conjunta que resultou na prisão de quatro homens suspeitos de integrarem uma organização criminosa especializada em arrombamentos a agências bancárias e cofres de postos de combustíveis.

Durante as diligências foram presos: Jackson dos Santos, 30 anos, natural de Joinville/SC, Allan Félix de Oliveira, 26 anos, natural de Maceió/AL, Pedro Ramos de Carvalho Neto, conhecido como “Índio”, 33 anos, que estava foragido da Justiça do Estado de Manaus/AM, após ter sido condenado a uma pena de 25 anos, pela autoria de um latrocínio, e Leandro Augusto Rosa Cortez, 25 anos, natural de Natal/RN.

Eles são suspeitos de integrarem esta organização criminosa, que é responsável por, pelo menos, nove crimes contra agências bancárias no Estado da Paraíba e dois crimes no Estado do Rio Grande do Norte, os quais foram praticados em face da agência bancária localizada na Av. Amintas Barros, onde sofreu as duas tentativas de arrombamento.

Após vários meses de investigação, a DRF/PCPB constatou que o grupo estava residindo em Parnamirim/RN. Dessa forma, foi iniciado o trabalho em conjunto, e, na manhã desta terça-feira (1), policiais civis da DEICOR e da DRF/PB, deram cumprimento a um mandado de prisão expedido em desfavor de Pedro Ramos, “Índio”, o qual estava portando documentos falsos e tentou enganar os investigadores, pela prática dos arrombamentos aos caixas eletrônicos e cofres de postos de combustíveis, e também prenderam em flagrante: Allan Félix e Jackson dos Santos.

Dando continuidade às diligências, foi dado cumprimento a um outro mandado de prisão preventiva, expedido em desfavor de Leandro Augusto Rosa, que já estava preso na cadeia pública de Ceará-Mirim, pois foi alvo de outra operação policial recentemente.

Todos os suspeitos foram presos com equipamentos utilizados nas ações, dentre elas, munições de calibre .9mm, que são de uso restrito, e dois veículos que eram utilizados nos crimes, sendo um modelo “Corolla” e outro modelo “Celta”.

Na delegacia, eles assumiram que estavam planejando uma ação que iria se concretizar essa semana, no Estado do RN. Confessaram também que na madrugada desta segunda-feira (30), eles estavam com objetivo de violar o cofre do Posto Seta, no bairro de Pium, no município de Nísia Floresta/RN, mas, não conseguiram, pois o vigilante estava atento e o grupo observou carros incomuns, suspeitando ser da Polícia Civil em diligências e desistiram do crime.

Relataram ainda que o somatório dos valores subtraídos é acima de R$ 1,5 mi (um milhão e meio de reais), valores estes que eram divididos para cerca de dez integrantes.

A Polícia Civil pede que a população continue enviando informações de forma anônima, através do Disque Denúncia 181 ou do Disque Denúncia DEICOR, através do telefone: (84) 3232-2862.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Polícia Civil prende líder de organização criminosa interestadual responsável por furto de pneus em Parnamirim

Policiais civis da DEPROV, em conjunto com policiais da DECAR/GO, e com apoio de policiais da PCPB e PRF, prenderam Alex Alves Tinoco, e a esposa deste, Daiane Alves Morais, na madrugada desta terça (19), em Natal, por força de mandados de prisão preventiva expedidos pela justiça de Goiás.

Ambos são investigados por integrarem organização criminosa atuante em falsificações, roubo de carga, receptação e estelionato, da qual Alex Alves seria o líder. Em dezembro de 2018, a DECAR prendeu a mãe de Alex Alves, Maria Aparecida Tinoco, investigada pelos mesmos crimes em inquéritos instaurados naquela Especializada.

A prisão do casal gerou diligências durante toda a madrugada e manhã de hoje, que culminaram na prisão de outros integrantes da organização criminosa: Anderson Ribeiro Venâncio, 39 anos; Magnum Campelo Diniz, 33 anos; Rubens Tadeu de Bastos, 53 anos; Aquiles Candido da Rocha, 32 anos; Hérica Caetano dos Reis Kruger, 31 anos; e Edmilson Albertino Magalhães, 41 anos.

Na ação, foram apreendidos um equipamento Jammer (bloqueador de sinal) e uma pistola de uso restrito.

Trata-se de um grupo extremamente organizado, com movimentação financeira milionária e responsável por diversos eventos criminosos, como roubo, furto, lavagem de dinheiro, homicídio, organização criminosa, entre outros.

A Polícia Civil conta com o auxílio da população no envio de informações que ajudem nas investigações. As denúncias possuem garantia de sigilo e podem ser realizadas por meio do 181.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *