Polícia

Polícias Civis do RN e PB deflagram Operação e prendem quatro integrantes de organização criminosa interestadual

Foto: Ilustrativa

A Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (DEICOR) e a Delegacia de Repressão aos Roubos e Furtos da Polícia Civil da Paraíba (DRF/PCPB) deflagraram, na manhã desta terça-feira (1), uma ação conjunta que resultou na prisão de quatro homens suspeitos de integrarem uma organização criminosa especializada em arrombamentos a agências bancárias e cofres de postos de combustíveis.

Durante as diligências foram presos: Jackson dos Santos, 30 anos, natural de Joinville/SC, Allan Félix de Oliveira, 26 anos, natural de Maceió/AL, Pedro Ramos de Carvalho Neto, conhecido como “Índio”, 33 anos, que estava foragido da Justiça do Estado de Manaus/AM, após ter sido condenado a uma pena de 25 anos, pela autoria de um latrocínio, e Leandro Augusto Rosa Cortez, 25 anos, natural de Natal/RN.

Eles são suspeitos de integrarem esta organização criminosa, que é responsável por, pelo menos, nove crimes contra agências bancárias no Estado da Paraíba e dois crimes no Estado do Rio Grande do Norte, os quais foram praticados em face da agência bancária localizada na Av. Amintas Barros, onde sofreu as duas tentativas de arrombamento.

Após vários meses de investigação, a DRF/PCPB constatou que o grupo estava residindo em Parnamirim/RN. Dessa forma, foi iniciado o trabalho em conjunto, e, na manhã desta terça-feira (1), policiais civis da DEICOR e da DRF/PB, deram cumprimento a um mandado de prisão expedido em desfavor de Pedro Ramos, “Índio”, o qual estava portando documentos falsos e tentou enganar os investigadores, pela prática dos arrombamentos aos caixas eletrônicos e cofres de postos de combustíveis, e também prenderam em flagrante: Allan Félix e Jackson dos Santos.

Dando continuidade às diligências, foi dado cumprimento a um outro mandado de prisão preventiva, expedido em desfavor de Leandro Augusto Rosa, que já estava preso na cadeia pública de Ceará-Mirim, pois foi alvo de outra operação policial recentemente.

Todos os suspeitos foram presos com equipamentos utilizados nas ações, dentre elas, munições de calibre .9mm, que são de uso restrito, e dois veículos que eram utilizados nos crimes, sendo um modelo “Corolla” e outro modelo “Celta”.

Na delegacia, eles assumiram que estavam planejando uma ação que iria se concretizar essa semana, no Estado do RN. Confessaram também que na madrugada desta segunda-feira (30), eles estavam com objetivo de violar o cofre do Posto Seta, no bairro de Pium, no município de Nísia Floresta/RN, mas, não conseguiram, pois o vigilante estava atento e o grupo observou carros incomuns, suspeitando ser da Polícia Civil em diligências e desistiram do crime.

Relataram ainda que o somatório dos valores subtraídos é acima de R$ 1,5 mi (um milhão e meio de reais), valores estes que eram divididos para cerca de dez integrantes.

A Polícia Civil pede que a população continue enviando informações de forma anônima, através do Disque Denúncia 181 ou do Disque Denúncia DEICOR, através do telefone: (84) 3232-2862.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

Câmara Criminal do TJ mantém sentença que condenou homens por tráfico de drogas no RN e PB

Os desembargadores que integram a Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do RN mantiveram sentença da 1ª Vara Criminal da comarca de Parnamirim, a qual condenou dois homens por tráfico e associação ao tráfico de drogas, bem como por porte ilegal de armas. As penas aplicadas para Jefferson Antunes do Nascimento e Francisco Sidnei Silva Dantas, chegaram a 11 e 14 anos de reclusão em regime inicial fechado, respectivamente.

Em sede de Apelação Criminal, a defesa dos réus alegou, dentre outros pontos, a suposta ilicitude das provas, em especial das interceptações telefônicas, e, consequentemente, das provas delas derivadas.

A decisão do órgão colegiado, contudo, ressaltou que a tese defensiva não encontra sustentáculo jurídico, pois as buscas e apreensões se deram após perseguição veicular a Jefferson Antunes, por meio da qual se verificou, no interior do automóvel, drogas e armamento.

A acompanhante de um deles também indicou onde haveria mais elementos probatórios e conduziu os policiais para os domicílios, nos quais foi caracterizado estado de flagrância, não existindo, porquanto, qualquer mácula, independentemente da existência ou não de mandado judicial.

Neste entendimento, a Câmara Criminal também ressaltou a jurisprudência do Superior Tribunal de Justiça (STJ), a qual destaca que o estado de flagrante do delito de tráfico gera uma das exceções à inviolabilidade de domicílio prevista no inciso XI do artigo 5º da Constituição Federal, sendo permitida a entrada em domicílio independente do horário ou da existência de mandado. A decisão também enfatizou que ficou “clara a parceria entre os apelantes”, para a venda de drogas, inclusive para fora do estado do Rio Grande do Norte.

Segundo os depoimentos, as drogas também eram comercializadas no estado da Paraíba, nas cidades de João Pessoa e Campina Grande.

O julgamento da Câmara Criminal também enfatizou que, conforme ratificada a condenação na segunda instância, fica autorizada, desde já, a execução provisória da pena, conforme decidido pelo Plenário do Supremo Tribunal Federal, no julgamento liminar da medida cautelar na ADC nº 43/DF.

(Apelação Criminal n° 2019.000425-7)
TJRN

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

FOTOS: Polícia Civil prende foragido suspeito de praticar homicídios no RN e PB

Fotos: Divulgação/Polícia Civil

Policiais civis da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (DEICOR), com o apoio da Polícia Civil de Patos-PB, prenderam em flagrante, na manhã desta sexta-feira (26), José Maria Alves, conhecido como “Zé Maria”, de 41 anos. Além da autuação em flagrante, foi dado cumprimento a um mandado de prisão preventiva expedido pelo Juízo da Comarca de Campo Grande/RN.

A ação teve início após informações de que um foragido da Justiça estaria morando em Pium, no município de Nísia Floresta. No momento em que os policiais chegaram ao local informado, “Zé Maria” se passou pelo irmão, apresentando um documento falso, mas foi identificado e detido. José Maria é suspeito de participação em diversos homicídios no Alto Oeste potiguar e no estado da Paraíba.

Após uma busca, foi encontrado o documento original com o nome verdadeiro do suspeito, um revólver calibre 38, seis munições intactas e a quantia de R$ 600,00. O homem foi conduzido à sede da DEICOR em Natal e autuado em flagrante por posse ilegal de arma de fogo de uso permitido, receptação e uso de documento falso.

A Polícia Civil pede que a população continue enviando informações de forma anônima, através do Disque Denúncia 181.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

PF recebe denúncia de falso médico que atua em PE, RN e PB

Um médico de Vitória de Santo Antão, na Região Metropolitana do Recife, encontrou evidências de que um homem estaria se passando por ele em uma unidade hospitalar municipal em Glória do Goitá, na Mata Norte de Pernambuco. Bruno Tenório, de 30 anos de idade, é clínico geral e denunciou o suspeito à Polícia Federal na noite de terça-feira (3), embora desconfie que a falsidade ideológica aconteça há cerca de dois anos.

De acordo com a Polícia Federal, há evidências de que ele se passava por médico também nos municípios de Lagoa do Carro e Amaraji, na Zona da Mata de Pernambuco, e Afogados da Ingazeira, no Sertão, além de outras cidades na Paraíba e no Rio Grande do Norte, usando sempre o nome de médicos diferentes. Imagens do circuito interno de câmeras, divulgadas pela PF nesta quarta (4), mostram o falso médico circulando no Hospital João Murilo, em Vitória de Santo Antão.

Confira todos os detalhes da notícia direto do G1-PE clicando no link a seguir: http://g1.globo.com/pernambuco/noticia/2015/11/policia-federal-recebe-denuncia-de-falso-medico-que-atua-em-pe-rn-e-pb.html

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

RN e PB discutem limites interestaduais

Limites interestaduais do Rio Grande do Norte com a Paraíba foi tema de reunião, nesta terça- feira (10), entre o titular da Secretaria de Estado de Assuntos Fundiários e Apoio à Reforma Agrária (Seara), Rodrigo Fernandes, com representantes do INCRA, IBGE, Sindicato de Trabalhadores Rurais de Japi e representantes dos municípios de Monte das Gameleiras, Japi e Araruna(PB).

A discussão entre os dois Estados foi para analisar a atual situação dos limites territoriais do município de Japi e Araruna, pois, atualmente existem dúvidas em relação à real localização do Assentamento Barbaço,de responsabilidade do INCRA, assistido pelo município de Japi há vários anos, inclusive com investimentos nas áreas de educação e saúde, embora hoje esteja no território de Araruna, no Estado da Paraíba.

Outro levantamento em questão refere- se ao município de Monte das Gameleiras, onde a Comunidade de Casinhas é assistida pelo município do RN, porém parte do seu território está inserido na Paraíba.

Como providência inicial para sanar as dúvidas existentes, foi formada uma comissão no sentido de levantar informações históricas das comunidades envolvidas, bem como realizar uma visita oficial ao Instituto de Terras do Estado da Paraíba (ITERPA), envolvendo o IBGE e o INCRA, além de representantes das prefeituras envolvidas.

A Seara, como representante legal da divisão política – administrativa dos municípios do RN, pretende em conjunto com o ITERPA/PB, realizar um levantamento técnico e executar um estudo dos limites territoriais dos municípios.

Para Rodrigo Fernandes é necessário que os dois estados estejam de comum acordo para que sejam definidas as alterações dos limites,e assim, todos os lados saiam beneficiados com sua real identidade sócio-econômica.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Operação “Vale da Justiça”(FOTOS): Polícias Civil do RN e PB desarticulam quadrilha especializada em roubo, receptação e adulteração de veículos‏

As Polícias Civil do Rio Grande do Norte e da Paraíba deflagraram na madrugada dessa quinta-feira (29/05), em Natal e região metropolitana, uma operação Conjunta denominada “Vale da Justiça”, com o objetivo de prender uma quadrilha interestadual especializada em roubo, receptação e adulteração de veículos. A ação contou com a participação do Núcleo de Inteligência da Polícia Civil do RN juntamente com a equipe da Delegacia Especializada em Defesa e Propriedade de Cargas e Veículos (Deprov). No total foram presas oito pessoas, além da apreensão de arma, drogas e veículos.

Ao todo foram cumpridos sete mandados de prisão e seis mandados de busca e apreensão expedidos pela 1ª Vara da Comarca de Mamanguape-PB. As prisões aconteceram nas cidades de Natal, Parnamirim-RN e São José de Mipibu-RN. Segundo o delegado da Paraíba, Marcos Paulo Sales, as investigações se iniciaram há três meses pela Polícia Civil paraibana após uma ocorrência de roubo a veículos na localidade do Vale do Mamanguape.

“Essa investigação começou após um assalto que aconteceu no último dia 22 de fevereiro no sítio Uruba, que fica situado no município de Mataraca, na Paraíba. As vítimas foram dois natalenses que tinham uma propriedade naquele lugar e os bandidos levaram dois veículos, pertences e valores em dinheiro”, explicou o delegado Marcos Sales.

Após a identificação dos integrantes da quadrilha, que tinham residência no Rio Grande do Norte, foi pedido o apoio da Polícia Civil deste estado. “Além dos roubos a veículos, os criminosos também faziam os serviços de clonagem desses carros e vendiam a preços abaixo do mercado. Eles também atuavam no comércio de drogas como uma atividade paralela”, detalhou ainda o delegado. Os acusados também faziam o pagamento de drogas com os veículos roubados e ofereciam a terceiros serviços de clonagem de carros.

Antônio-Eduardo-Bezerra-de-Claudineide-Marcelino-da-Si

Erica-DantasERINALDO-MEDEIROS-DOS-SANTOLeandro-Rodrigues-da-SilvaRAFAEL-DA-COSTA-SILVALuiz-Gomes-da-Silva-FilhoLuiz-Gomes-da-Silva-JuniorOs presos foram identificados como sendo Antonio Eduardo Bezerra de Melo, 59 anos, Erinaldo Medeiros dos Santos, Leandro Rodrigues da Silva, 22 anos, Luiz Gomes da Silva, vulgo “Gordo”, considerado líder do bando, de 43 anos, Claudineide Marcelino da Silva, 36 anos, Rafael da Costa Silva, Érika Dantas e Luiz Gomes da Silva Júnior, 27 anos, este último conduzido em flagrante por porte ilegal de arma, tráfico de drogas, receptação e adulteração de veículos. Todos os presos são do Rio Grande do Norte e praticavam assaltos a veículos no estado da Paraíba.

Com a quadrilha foram apreendidas uma pistola ponto quarenta de uso restrito, a quantia de R$ 7.500 em espécie, documentos em branco do DETRAN-PB, três tabletes de crack, dois veículos roubados, sendo um Ford Fiesta, cor Cinza, com placa fria, e um carro tipo Chery Tiggo, além de outros objetos como celulares e notebook.

Segundo o delegado da Deprov, Atanásio Gomes, a ação integrada entre as polícias foi fundamental para a desarticulação dessa quadrilha. “Nós colaboramos com a investigação e demos apoio na operação cumprida com êxito pelas duas polícias. Esperamos continuar com essa parceira não só com a polícia da Paraíba, mas de estados vizinhos, com foco no combate ao crime”, concluiu.

A operação contou com o apoio da Diretoria de Policiamento de Natal e Grande Natal (DPGRAN) e participação das equipes da Superintendência Regional de Polícia Civil (SRPC-PB) comandados pelo delegado Wagner Gusmão Durta e os Bel. Sterferson Nogueira da 7ª seccional de PC de Mamanguape-PB e os delegados da DP de Mamanguape-PB, Thiago Cavalcante dos Anjos e Marcos Sales de Castro.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Operação Vale da Justiça: Polícias Civil do RN e PB realizam prisões e apreendem armas e veículos

 

Untitled-1Reprodução: Twitter

Haverá coletiva de imprensa, hoje às 10 horas, na Delegacia Geral da Polícia Civil (Degepol) para dar detalhes sobre a Operação “Vale da Justiça”, deflagrada na madrugada desta quinta-feira (29).

A Operação foi realizada em conjunto com a Polícia Civil da Paraíba. Até agora nove pessoas foram presas, além de armas e veículos apreendidos.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *