Escuridão de rua em Potilândia: Semsur aponta responsabilidade da Cosern, e aciona reparo em transformador

A Secretaria Municipal de Serviços Urbanos entrou em contato com o Blog nesta sexta-feira(14) para informar que o caso da falta de iluminação na rua Chelita, no bairro de Potilândia, na Zona Sul de Natal, teve decorrência diante de um problema no transformador, portanto, uma situação de responsabilidade da Cosern.

“A Semsur entrou em contato com a Cosern para a solução do problema o mais breve possível”, disse a assessoria do órgão em Natal.

Mulher morre atropelada na BR-101, nas proximidades da passarela de Potilândia

Segundo registro do Via Certa Natal, na noite dessa quinta-feira(20), por volta das 23h45, uma pedestre de identidade a ser confirmada, morreu atropelada próximo a passarela do bairro Potilândia.

O resgate do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) chegou a ser encaminhado ao local, mas a vítima já estava em óbito. É bom lembrar que muitos pedestres optam em realizar a travessia pela rodovia, principalmente, à noite por conta dos constantes assaltos na passarela.

Por interino

Carlos Eduardo participa de mobilização em Potilândia e Nova Descoberta; e de encontro com representantes do Turismo

Das ruas de Potilândia e Nova Descoberta para um encontro com o grupo “Belas do Turismo”, que reúne representantes do setor. Em resumo, esta foi a agenda da campanha de Carlos Eduardo (PDT) entre a tarde e a noite desta sexta-feira (10).

O candidato a prefeito iniciou sua programação com uma edição da “Caravana 12” pelos dois bairros da Zona Sul. Junto com o vice-governador Robinson Faria (PSD), que acompanhou quase toda a mobilização —precisou sair perto do fim para cumprir compromissos no interior do Estado —, Carlos Eduardo comandou a caravana, percorrendo as ruas de Potilândia e Nova Descoberta e reforçando seu contato com os moradores.

Foto: Alex Régis

 

Em seguida, o candidato do PDT participou da edição deste mês das “Belas do Turismo”. Criado há dois anos, o grupo é formado por profissionais e operadores do Turismo natalense e reúne-se mensalmente para debater as questões que envolvem o segmento. Nesta sexta, convidaram Carlos Eduardo para conhecer as propostas dele e também apresentar algumas sugestões para a área.

Por reconhecer no Turismo a principal atividade econômica da cidade, em especial como grande geradora de emprego e divisas, Carlos Eduardo disse que um futuro governo seu dará a prioridade que o segmento merece. Para isso, continuou ele, haverá investimentos permanentes em limpeza pública, sinalização (inclusive bilíngue) e na divulgação de Natal em outros Estados e outros países.

 

“Natal é privilegiada por ter uma natureza exuberante, mas sabemos que somente os recursos naturais não são suficientes para sustentar o Turismo. Temos consciência de que o Poder Público também precisa fazer sua parte”, destacou ele.

 

Foto: Alex Régis

Um dos principais projetos de Carlos Eduardo para elevar o fluxo turístico em Natal é reestruturar a orla urbana, de Ponta Negra à praia da Redinha. A ideia é recuperar os calçadões e instalar chuveiros e banheiros públicos, além de boxes de informações turísticas e pontos com salva-vidas.

Outra proposta é construir uma marina na Zona Leste, próximo à ponte Newton Navarro, no encontro do rio Potengi com a praia do Forte. Ele disse que, desde sua gestão na Prefeitura, encerrada em 2008, mantém contato com grupos interessados no projeto. No entanto, de lá para cá, nada evoluiu. Ele disse que vai retomar o diálogo em torno da marina, pelo potencial de crescimento desse tipo de equipamento no chamado turismo náutico.

 

“Uma vantagem adicional da instalação da marina é a proximidade que Natal tem de Fernando de Noronha. O que atrairia para a nossa cidade embarcações que hoje passam perto do nosso litoral, mas não chegam a atracar porque sabem que não temos um local adequado para isso”, explicou ele, acrescentando que os usuários da marina consumiriam produtos e serviços locais, aquecendo a economia natalense.

Carlos Eduardo afirmou que as ações específicas para o Turismo estariam integradas às promovidas em outras áreas. Referiu-se a obras estruturantes, a melhorias no trânsito, à construção de novos pontos de estacionamentos, a investimentos em paisagismo e à definição de áreas para ciclovias. “Assim, teríamos uma cidade melhor para os natalenses. E uma cidade que é boa para seus moradores também é boa para os turistas”.

Fonte: Assessoria de Imprensa