Diversos

FOTOS: Cosern retira mais de meia tonelada de fios e equipamentos irregulares de telecomunicações da orla de Ponta Negra

Ordenamento reforça segurança com população, reduz poluição visual, previne desgastes nos postes e identifica possíveis ligações clandestinas de energia elétrica. Fotos: Cosern/Divulgação

A Cosern retirou 642 quilos de fios e equipamentos irregulares de telecomunicações (internet, TV a cabo e telefonia) que representavam risco à segurança de comerciantes e turistas ao longo da orla de Ponta Negra.

A operação de ordenamento aconteceu em duas fases e, com esse resultado, já passou de duas toneladas o volume de material irregular retirados pela Cosern dos postes em 22 cidades em todo estado desde janeiro.

“O objetivo é reforçar a segurança com a população, reduzir a poluição visual, evitar o desgaste das nossas estruturas e identificar possíveis ligações clandestinas de energia elétrica”, explica Júlio Giraldi, Superintendente de Relacionamento com Clientes da Cosern.

A operação de ordenamento vai se repetir em outros municípios nas próximas semanas e a população pode colaborar, enviando relatos de onde haja possíveis irregularidades por meio do telefone 116 ou do WhatsApp 3215-6001.

As possíveis irregularidades identificadas pela Cosern durante a fiscalização são tratadas de duas formas:

1. Não havendo risco imediato de segurança, a Cosern enviará um comunicado às empresas para que elas regularizem a situação no prazo máximo de 30 (trinta) dias;

2. Nos casos em que forem identificados pontos de fixação ou equipamentos instalados à revelia da Cosern ou cabos que possam causar risco à segurança, tanto da população quanto ao fornecimento de energia (como fios descascados ou rompidos, vão baixo, repetidoras, mão francesa, cabos descumprindo as distâncias de segurança, etc.), a instalação irregular será retirada pela Cosern imediatamente.

Opinião dos leitores

  1. Essa mesma cosern esta retirando fibra ótica de empresas no interior do estado de forma ilegal, a ultima investida dela retirou aproximadamente 1km de cabos legalizados que de forma arbitraria cortou e não justificou a atitude.
    Segundo informaram as ordens partiram do engenheiro de goianinha

  2. Reduzir a poluição visual? Acho pior ter 1 poste para cada prestadora de serviço, que é o que vai ser preciso fazer. Ou vão ficar sem Internet.

  3. Parabéns a COSERN, fazendo um belo trabalho.
    Tomara que ela tbm, vá no Alecrim, coisa horrível esse emaranhado de fios espalhado pelas ruas da cidade.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Cosern emite nota de esclarecimento

NOTA DE ESCLARECIMENTO – COSERN

Com relação às informações contidas no artigo “Para todos nós, a concorrência. Para a Cosern, o monopólio”, de autoria de Marcus Aragão, publicado no Blog do BG no dia 04 de junho, a Cosern esclarece três pontos contidos no texto:

Sobre o “monopólio” da Cosern, é importante esclarecer que o segmento de distribuição de energia elétrica tem como principal característica ser um monopólio natural, pois decorre do aproveitamento máximo das economias de escala. Assim, a existência de redes aéreas ou subterrâneas para o fornecimento de energia torna economicamente inviável que duas distribuidoras de energia atuem em um modelo concorrencial – no caso em questão, em uma mesma área de concessão – pois os investimentos, bem com os custos de manutenção e operação, levariam a tarifas muito elevadas. Como forma de garantir a prestação adequada do serviço essencial de fornecimento de energia elétrica, a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) estabelece um conjunto de regras a serem seguidas e um rol de indicadores de performance de atendimento, qualidade da energia e do fornecimento (que se não forem atendidos, implicam em penalidades), bem como é a própria ANEEL quem define as tarifas a serem praticadas pelas distribuidoras de energia elétrica.

Com relação ao fato de em outros estados brasileiros haver mais de uma concessionária, é importante esclarecer que isso se dá em diferentes regiões geográficas pelo fato do Governo Federal estabelecer áreas de concessão de distribuição, nos termos dos contratos de concessão das áreas que são leiloadas pelo poder concedente (o próprio Governo Federal). Ocorre que mesmo existindo mais de uma distribuidora em um estado, o consumidor é conectado à rede por aquela concessionária que atende a área geográfica, na qual ele está localizado. Os contratos de concessão, conforme definição da ANEEL, priorizam o atendimento abrangente do mercado, sem que haja qualquer exclusão das populações de baixa renda e das áreas de menor densidade populacional.

Por fim, observando as ponderações feitas pelo autor do artigo referentes às tarifas de energia elétrica (no caso, comparando a tarifa praticada pela Cosern com as praticadas pelas concessionárias/permissionárias do Paraná), é imprescindível destacar que a ANEEL efetuou o reajuste das tarifas da Cosern em abril de 2021, enquanto as empresas do Paraná terão suas tarifas atualizadas entre os meses de junho e agosto próximos, conforme o calendário dos processos tarifários da ANEEL. Há de se observar ainda que a Cosern tem a menor tarifa residencial (B1) do Nordeste, quando se comparam as empresas com mais de 400 mil consumidores. Com relação a esse tema, é possível obter mais informações no site da ANEEL (www.aneel.gov.br).

A Cosern agradece o espaço e se coloca à disposição.

ASSESSORIA DE IMPRENSA DA COSERN

Opinião dos leitores

  1. Por que Santa Catarina tem mais de 20 distribuidoras de energia? Monopólio nunca foi bom para a população.

  2. Não tinha pensado nisso. Em como algumas situações se parecem imutáveis. Parabéns para o articulista. Devemos lutar por essa causa.

  3. Por que Santa Catarina tem mais de 20 distribuidoras de energia? Monopólio nunca foi bom para a população.

  4. Para o gado ruminante, é só vender estatais que resolve. Taí a Cosern que tem uns 30 anos que foi vendida, ninguém sabe onde foi parar esse dinheiro, e o consumidor quando precisa, nunca é bem atendido. Sem contar que pra garantir o monopólio, rola no congresso nacional um projeto de lei para que quem possui energia fotovoltaica, que passe a pagar imposto pela sua produção. É mole? A energia proveniente do sol, ser taxada já é demais.

  5. Sei mas me respondam uma pergunta: como se faz pra conseguir conversar com um ser humano (de carne e osso), pra tentar negociar um parcelamento de debito, sim porque desde janeiro eu só consigo falar com atendente virtual e não sei se ela sabe calcular o meu debito.

  6. Sei mas me respondam uma pergunta: como se faz pra conseguir conversar com um ser humano (de carne e osso), pra tentar negociar um parcelamento de debito, sim porque desde janeiro eu só consigo falar com atendente virtual e ela não soube calcular o meu debito então eu fico sem solução.

  7. E sobre a prestação de serviços que deixa demais a desejar, principalmente do atendimento ao público e a ineficácia das soluções, comprometimento e resultados? As soluções prometidas, para uma simples alteração cadastral arrastam-se por meses e sempre com as mesmas desculpas, a exemplo: “em 15(quinze) dias, será alterado” e nunca é resolvido.

    1. Para mudar a titularidade de uma conta Cosern, é um Deus nos acuda. Consegue não. E agora eles bloquearam no site o acesso às contas. Só o titular pode, mais primeiramente tem que se cadastrar. Se você tem uma casa alugada e quiser saber se a conta está em dias, não consegue, eles bloquearam o acesso. É uma novela. Antes não era assim. Péssimo atendimento ao consumidor. Como vou saber se o meu inquilino está pagando a conta em dias. Termina o contrato, ele vai embora e fica o buraco para eu pagar.

  8. Tem coisas que não conseguimos entender, uma é a péssima qualidade no serviço prestado da cosern privatizada, a cosern estatal por incrivel que pareca sempre prestou um melhor serviço. Quando faltava energia no tempo da estatal o atendimento tinha uma presteza grande, na privatizada não. Atendentes na Bahia (156), (deveria ser obrigatório serem do RN), que não sabem nem onde é o RN, tempo de conserto enorme varias horas, recentemente faltou energia na minha rua liguei 05:30 hs ai a atendente me informou que tinha caído uma arvore na rede e só quando parasse de chover é que seria resolvido, imagine se essa empresa atuasse na Inglaterra onde o tempo é adverso. Na reta tabajara já houve situação de 10 horas para restabelecer o fornecimento, existe muitos consumidores no local inclusive condomínios, é um descaso total.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

ARTIGO: Para todos nós, a concorrência. Para a Cosern, o monopólio – (por Marcus Aragão)

Você, sufocado leitor, tem inúmeros concorrentes. Todos temos. Seja você médico, engenheiro, balconista, camelô, ou qualquer cargo que ocupe no mercado privado. É uma virtude do capitalismo. É o que faz melhorarmos a cada dia e buscar incessantemente oferecer um serviço ou produto cada vez melhor. Até na natureza existe concorrência, são várias cepas do corona disputando as suas células.

Infelizmente não existe concorrência na distribuição de energia elétrica em nosso estado. Triste choque de realidade, mas é verdade. Já pensou como seria sua vida se você não tivesse concorrência? Que tranquilidade, hein? Mas você é um simples mortal que assim como eu, temos que lutar para conquistar nosso lugar ao sol.

Poderíamos questionar que energia elétrica é essencial. Isto é, nós temos que comprar. Não é opcional. Nós não escolhemos se vamos querer este mês ou deixamos para o próximo. Não interessa se podemos, se temos dinheiro. Temos que comprar.

Ora, vender algo essencial já não é privilégio grande demais? Ainda tem que vender com exclusividade? Isso não é um benefício exagerado? Me lembra o período da monarquia que o amigo do rei recebia uma benesse que não cabia questionamentos. Como estamos numa democracia, segue o texto.

Vocês lembram o custo da telefonia celular na época da Telern? Quanta diferença quando vemos hoje em dia, as inúmeras operadoras disputando cada cliente. É natural. O resultado foi um serviço infinitamente melhor e mais barato. Resumindo, não basta privatizar. Tem que liberar a concorrência.

Um dia a conta chega. E tem chegado cada vez mais pesada. O pior é não ver nossos políticos com energia suficiente para lutar, tentado reverter essa situação. Para você ter uma ideia, em Santa Catarina tem 26 concessionárias/permissionárias e o custo do Kwh é de R$ 0,50. Em nosso RN, temos 01 concessionária e o custo do Kwh é de R$ 0,55.

No Paraná, temos 05 concessionárias/permissionárias atendendo o Estado. Sabe qual o custo do Kwh? R$ 0,51. No Rio Grande do Sul, 19 concessionárias/permissionárias. Imagina o impacto da redução desses valores nos setores produtivos de nossa economia. Como as indústrias, por exemplo.

Não vou falar hoje sobre a qualidade do serviço e atendimento. Se você já precisou ir no na Central de Atendimento da Cosern, você já sabe.

Opinião dos leitores

  1. Realmente é muito triste não saber como funciona o sistema elétrico. Sugiro que construa uma mine central de energia solar, invista em baterias e solicite o desligamento da sua unidade da rede da concessionária. Sim é possível fazer isso.

    1. Temos que lutar pela concorrência !!! Sabias palavras !!! Só nos fazem pagar a conta !!!

  2. 👏🏻👏🏻 Boa reflexão. Assunto muito complexo, mas que sem dúvidas precisa ser pesquisado e discutido.

  3. A solução é privatizar.
    Aproveitem e tirem a Dilma que o dólar, o gás e a gasolina baixam.

    1. Tem que privatizar mas tem também que liberar a concorrência.

  4. Vamos dar um choque em nossa representação política para criarem vergonha e energia para abraçar e derreter o desrespeito com nós potiguares. Parabéns

  5. NAO SEI PORQUE AS PESSOAS TEM RECLAMADO DAS EMPRESAS PRIVATIZADAS…

    VOCÊ JÁ TEVE PROBLEMAS COM A OPERADORA DE CELULAR?😳
    NÃO!

    E COM O PLANO DE SAÚDE?🤷‍♂️
    TAMBÉM NÃO!

    E COM O PROVEDOR DE INTERNET?🙃
    NUNCA!

    ENTÃO PAREM DE BOBEIRA! AS EMPRESAS PRIVADAS SÓ QUEREM NOS AJUDAR! 😍

    1. Claro que privatizar é o melhor a se fazer. Mas Não basta privatizar. Tem que liberar a concorrência.

  6. É um comércio abusivo que por falta de competidores fazem o que quer com a população. Ótimo texto. Vamos acordar meu povo!

    1. O texto é bem claro. “Não basta privatizar, tem que liberar a concorrência”. 👏👏👏👏

  7. Amigo eu comprei o repasse de uma casa aqui em são Gonçalo com a energia cortada e com um debito que eu assumi na negociação. Ocorre que fazem mais de 30 dias que tento negociar o debito pelo site mandam cadastrar um CPF/Senha quando você tenta entrar informa serviço indisponível se você tenta pelo Wats é atendente virtual, se você vai agendar pelo site não há a opção de negociar divida em resumo: FOI MAIS FACIL COMPRAR A CASA DO QUE PAGAR O DEBITO JUNTO A COSERNE E OLGA QUE TÔ QUERENDO PAGAR IMAGINE SE FOSSE O CONTRARIO.

  8. Os serviços da Cosern estão deixando muito a desejar e eles se aproveitam da desorganização do serviço público brasileiro e a falta de justiça para lascarem os consumidores..Eu estava FORA DE CASA EM VIAGEM DE DOIS DIAS,eles foram na minha residência SEM AVISAR E TROCARAM DO LADO DE FORA DA CASA O MEDIDOR,PASMEM DEIXANDO DESLIGADO QUANDO TERMINARAM O SERVIÇO,BOTANDO A PERDER VÁRIOS PRODUTOS PERECÍVEIS QUE ESTAVAM NA GELADEIRA, NUMA TOTAL IRRESPONSABILIDADE E FALTA DE RESPEITO COM O CONSUMIDOR. LIGUEI RECLAMANDO E SÓ RESPOSTAS EVASIVAS..E PIOR COM ESSE MEDIDOR NOVO QUE COLOCARAM A CONTA DOBROU. AGORA VOU RECLAMAR PARA QUEM? AO BISPO DA PARÓQUIA? BRASIL PAIS DA IMPUNIDADE E DAS COISAS ABSURDAS.

  9. Pior são os Serviços e preços da CAERN. Administrada por diretores indicados pelo governo Estadual.
    Tem que privatizar já, essa Merda kkkkk

    1. Tem que privatizar mesmo. Mas deve liberar a concorrência

  10. pior é a CAERN… aqui em casa vem 150 reais se não usar, se encher uma piscina de 20 mil litros dá 150 reais de mesmo jeito

  11. Se vc olhasse TB os impostos q são diferentes pra cada uma vc saberia pq pagamos um pouco mais caro. Sobre a qualidade, só é lembrar que na época q vc citou a telern, qd faltava energia, no mínimo era dois dias pra alguém ir lá olhar o q aconteceu.

    1. Melhorou muito mas sem liberar a concorrência, reduz o benefício.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

FOTOS: Cosern desativa “gato” de energia em parque de diversão em Parnamirim

Desvio de energia, além de crime, colocava em risco a vida dos frequentadores do espaço. Foto: Divulgação/Cosern

Equipes técnicas da Cosern, com apoio da Polícia Civil, desativaram pela segunda vez em menos de seis meses uma ligação clandestina de energia elétrica (o popular “gato”) num parque de diversões instalado no bairro Monte Castelo, em Parnamirim.

O furto de energia era feito por meio de uma conexão direta entre a rede elétrica da Cosern e o parque por meio de fios enterrados no chão – o que representavam risco de choque elétrico iminente aos frequentadores do local.

De acordo com o último Decreto Estadual de 12 de maio, o funcionamento de parques de diversões continua suspenso em todo estado em função da pandemia da Covid-19. O gerente do parque foi conduzido pela polícia para prestar depoimento na DP de Parnamirim.

Esta é a 6ª prisão feita pela polícia em 2020 por causa de furto de energia elétrica em todo estado.

“Nos três primeiros meses do ano, a concessionária realizou 11.768 inspeções, identificou 818 irregularidades (entre fraudes, furtos e defeitos na medição) e cinco pessoas foram presas pela polícia em todo estado”, detalha Gilmar Mikeias, Gerente de Recuperação da Recita da Cosern.

“Sempre contamos com apoios das polícias civil e militar nas operações de identificação e desativação das fraudes”, complementa o gerente.

No primeiro trimestre do ano, a Cosern recuperou cerca de 4 milhões de kWh de energia com as ações da “Operação Varredura”. Esse volume seria suficiente para abastecer um município do porte de Pau dos Ferros, no Alto Oeste, por exemplo, ou cerca de 26 mil potiguares durante um mês. Para se ter uma ideia, o consumo médio de uma residência potiguar em abril foi de 176 kWh.

Entre os casos de maior repercussão no primeiro trimestre, técnicos da distribuidora desativam 40 ligações clandestinas de energia na Ceasa, em Natal, em fevereiro.

O gato de energia é crime previsto no artigo 155 do Código Penal e a pena para o responsável pela fraude pode chegar a oito anos de reclusão. Além de crime, o “gato” representa risco de morte a quem faz e a quem está próximo. A ligação clandestina também provoca perturbações no fornecimento de energia da região e pode causar a queima de eletrodomésticos dos vizinhos.

A fraude é quando o consumidor já é cliente da Cosern e manipula o medidor de energia com o objetivo de reduzir o consumo faturado. Já o furto consiste em desviar energia diretamente da rede elétrica da Cosern sem a medição do consumo e o conhecimento da distribuidora.

Em 2020, oito pessoas foram presas em 23 ações policiais e o volume de energia recuperado nas 63 mil inspeções ao longo dos doze meses seria suficiente para abastecer, por exemplo, os municípios de Parnamirim e de São Gonçalo do Amarante, juntos, por 30 dias.

De acordo com Júlio Giraldi, Superintendente de Relacionamento com Clientes da Cosern, as ações de combate às ligações clandestinas serão intensificadas até o final do ano. _“Vamos investir ainda mais em tecnologia e inteligência para dificultar cada vez mais a realização desse tipo de crime”_, declarou Júlio.

A população pode denunciar as fraudes, de forma anônima e segura, no telefone 116 ou no site da Cosern (www.cosern.com.br).

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Cosern desativa “gato” de energia pela 2ª vez em menos de 30 dias em fábrica de gelo na praia de Genipabu

Foto: Cosern/divulgação

Equipes técnicas da Cosern, com apoio da Polícia Civil, identificaram e desativaram uma ligação clandestina de energia elétrica (o popular “gato”) numa fábrica de gelo na praia de Genipabu, na Grande Natal, na manhã desta quinta-feira (14).

É a 2ª vez que a fraude é detectada no local em menos de um mês. A fábrica de gelo foi um dos endereços alvos da “Operação Gato Gelado” que a Cosern realizou em 22 de dezembro em 33 municípios potiguares e acabou desativando 25 irregularidades e resultando na prisão de 05 pessoas pela polícia.

Em dezembro, o responsável pela fábrica de gelo se evadiu do local. Nesta quinta-feira (14), ele foi preso em flagrante pela polícia e levado para a delegacia de Extremoz. Além do “gato” Identificado na fábrica de gelo, as equipes da Cosern retiraram ligações irregulares de outras 6 residências nas proximidades.

“O gato de energia é crime previsto no artigo 155 do Código Penal e a pena para o responsável pela fraude pode chegar a 08 (oito) anos de reclusão” explica Gilmar Mikeias, Gerente de Recuperação da Receita da Cosern.

“Além de crime, o “gato” representa risco de morte a quem faz e a quem está próximo. A ligação clandestina também provoca perturbações no fornecimento de energia da região e pode causar a queima de eletrodomésticos dos vizinhos”, complementa o Gerente.

De acordo com Júlio Giraldi, Superintendente de Relacionamento com Clientes da Cosern, as ações de combate às ligações clandestinas serão intensificadas ao longo de 2021. “Vamos investir ainda mais em tecnologia e inteligência para dificultar cada vez mais a realização desse tipo de crime”, declarou Júlio.

A fraude é quando o consumidor já é cliente da Cosern e manipula o medidor de energia com o objetivo de reduzir o consumo faturado. Já o furto consiste em desviar energia diretamente da rede elétrica da Cosern sem a medição do consumo e o conhecimento da distribuidora.

Balanço da “Operação Varredura” em 2020

Ao longo de todo o ano de 2020, a Cosern realizou 67.303 inspeções em unidades consumidoras e desativou ou regularizou 7.206 ligações irregulares em todo estado. O volume de energia recuperado nas diversas fases da “Operação Varredura” seria suficiente para abastecer, por exemplo, os municípios de Parnamirim e de São Gonçalo do Amarante, juntos, por 30 dias.

A população pode denunciar as fraudes, de forma anônima e segura, no telefone 116 ou no site da Cosern (www.cosern.com.br).

https://servicos.cosern.com.br/sala-de-imprensa/noticias/Paginas/cosern-desativa-gato-de-energia-pela-2a-vez-em-menos-de-30-dias-em-fabrica-de-gelo-na-praia-de-genipabu.aspx

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

FOTOS: Cosern desativa “gato” no Espeto do Bezerra

Fotos: Divulgação

Equipes técnicas da Cosern, com apoio da Polícia Militar, identificaram e desativaram uma fraude na medição de energia elétrica (o popular “gato”) em um restaurante localizado no bairro de Lagoa Nova, em Natal, na tarde de sexta-feira (04).

A gerente do estabelecimento foi conduzida para prestar depoimento na Delegacia Geral de Polícia (DEGEPOL). Com mais essa ação da “Operação Varredura”, 08 pessoas já foram conduzidas à delegacia ou presas em flagrante em todo estado praticando o crime de furto de energia elétrica em 2020.

“O gato de energia é crime previsto no artigo 155 do Código Penal e a pena para o responsável pela fraude pode chegar a 08 (oito) anos de reclusão” lembra Gilmar Mikeias, Gerente de Recuperação da Receita da Cosern.

NúmerosDe janeiro até agora, a Cosern realizou 60.275 inspeções em unidades consumidoras e desativou ou regularizou 6.719 ligações irregulares em todo estado. O volume de energia recuperado com a ação até agora ainda está sendo calculado pela distribuidora.

Além de crime, o “gato” representa risco de morte a quem faz e a quem está próximo. A ligação clandestina também provoca perturbações no fornecimento de energia da região e pode causar a queima de eletrodomésticos dos vizinhos.

A população pode denunciar as fraudes, de forma anônima e segura, no telefone 116 ou no site da Cosern (www.cosern.com.br).

Assessoria Cosern

Opinião dos leitores

  1. Mais ladrão somos nós mesmo que vendemos o nosso voto no passado agora a pica chegou pra entrar no cu vcs querendo passar pro políticos a culta mais culpado de tudo isso e nos mesmo 10 ou 20 reais nos.se vendemos agora a conta chegou

  2. Brasil-sil-sil.

    Só tem ladrão.

    Será que a bebida e a comida servida passa por adulterações também?

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Cosern lança central de relacionamento para clientes de geração distribuída (Micro e Minigeração) de energia

A Cosern, empresa do grupo Neoenergia, colocou à disposição de seus clientes que possuem micro e mini geração de energia instaladas em suas unidades consumidoras uma Central de Relacionamento Exclusiva.

Por meio do número 0800 084 5010, disponível para contatos de segunda à sexta, das 8h às 20h, é possível solicitar serviços, verificar prazos, esclarecer dúvidas sobre documentação, bem como outros assuntos ligados ao processo de conexão das unidades de gereção distribuída.

Atualmente, a Cosern já atende 5.500 clientes que possuem unidades com micro ou mini usinas de geração distribuída, instaladas por todo estado do Rio Grande do Norte.

Para saber mais

O que é Geração Distribuída?

A Geração Distribuída é caracterizada pela produção de energia elétrica pelo próprio consumidor através de fontes renováveis, como exemplo principal os sistemas fotovoltaicos (solares), ou de cogeração qualificada, conectadas na rede de distribuição de energia elétrica por meio de instalações das unidades consumidoras.

O eventual excedente de energia produzida pode ser injetado na rede da distribuidora de sua localidade e, por meio da adesão ao sistema de compensação, esse excedente de energia ativa pode ser usado para subtrair o consumo de outras unidades consumidoras de sua mesma titularidade ou acumulado para posteriormente compensar o consumo de energia elétrica da unidade produtora.

Qual a diferença entre micro e mini geração?

Microgeração distribuída é caracterizada por ser uma central geradora com potência instalada menor ou igual a 75 kW. Já a Minigeração é uma central geradora com potência instalada superior a 75 kW e menor ou igual a 5MW.

Ambas devem gerar energia através de fontes renováveis ou cogeração qualificada e serem conectadas à rede da distribuidora através das instalações da unidade consumidora.

ASSESSORIA DE IMPRENSA DA COSERN

Opinião dos leitores

  1. Cosern tem certamente o pior ou um dos piores atendimentos que existe no estado. Pessoal pessimamente qualificado para a função, demora para atendimento, pouca produtividade, poucas pessoas… um verdadeiro absurdo.

    1. Meu amigo!!! vc não conheceu a antiga Cosern quando era propriedade do Estado do RN. Hoje estamos no céu.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Cosern identifica e desativa “gato” de energia em restaurante na praia de Pirangi do Norte

Fotos: Cosern/divulgação

Equipes técnicas da Cosern, com apoio da Polícia Militar, identificaram e desativaram uma ligação clandestina de energia elétrica (o popular “gato”) num restaurante na praia de Pirangi do Norte, em Parnamirim, no final da manhã desta sexta-feira (20).

O proprietário do estabelecimento foi conduzido pela PM para a 2ª DP de Parnamirim.

Com mais essa ação da “Operação Varredura”, sobe para 06 o número de pessoas presas pela polícia em todo estado praticando o crime de desvio de furto de energia elétrica em 2020.

“O “gato” de energia é crime previsto no artigo 155 do Código Penal e a pena para o responsável pela fraude pode chegar a 08 (oito) anos de reclusão” alerta Gilmar Mikeias, Gerente de Recuperação da Receita da Cosern.

De janeiro até agora, a Cosern realizou 58.256 inspeções e identificou e desativou 6.682 ligações clandestinas em todo estado. O volume de energia recuperado com a ação ainda está sendo calculado pela distribuidora.

Além de crime, o “gato” representa risco de morte a quem faz e a quem está próximo. A ligação clandestina também provoca perturbações no fornecimento de energia da região e pode causar a queima de eletrodomésticos dos vizinhos.

A população pode denunciar as fraudes, de forma anônima e segura, no telefone 116 ou no site da Cosern (www.cosern.com.br).

ASSESSORIA DE IMPRENSA DA COSERN

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Cosern doa 20 respiradores para 03 hospitais públicos do Rio Grande do Norte

Foto: Divulgação

A saúde pública do Rio Grande do Norte ganhou um reforço com a doação de 20 respiradores feita pela Cosern, empresa da Neoenergia, na manhã desta quarta-feira (04). A entrega dos aparelhos é resultado de uma parceria da Cosern com unidades hospitalares estaduais.

O objetivo é garantir que os respiradores possam contribuir no tratamento de pacientes acometidos por doenças respiratórias que comprometem o sistema pulmonar, tais como a Covid-19 e a pneumonia, entre outras. Nos próximos dias, os equipamentos serão entregues pelo Governo do Estado nos hospitais Giselda Trigueiro e João Machado, em Natal, e no Tarcísio Maia, em Mossoró.

“A Neoenergia tem a preocupação com a saúde e a segurança da população, principalmente nas suas áreas de atuação. Embora a doação dos respiradores tenha sido motivada pela pandemia, a iniciativa irá beneficiar a estrutura de saúde pública como um todo. Os modernos respiradores serão utilizados tanto no atendimento de pacientes infectados pelo coronavírus como também no atendimento das diversas doenças respiratórias que exigem o uso desse tipo de equipamento. Nosso objetivo é contribuir para o acesso ao serviço de saúde com qualidade.”, afirma o CEO da Neoenergia, Mario Ruiz-Tagle.

Estiveram presentes ao momento da doação, em Natal, representando a Cosern, o Superintendente de Relacionamento com Clientes, Júlio Giraldi, a Gerente de Relações Institucionais, Karine Severo, e um grupo de 04 eletricistas, na ocasião simbolizando todos os colaboradores da Cosern.

Para Júlio Giraldi, a doação dos respiradores se soma à outras ações desenvolvidas pela Cosern e pela Neoenergia desde março no combate à COVID-19. “Nesse momento, fazemos um apelo para que as pessoas continuem se cuidando e seguindo as recomendações do Ministério da Saúde”, lembrou o Superintendente de Relacionamento com Clientes da Cosern.

Pelo Governo do Estado, estiveram presentes a representante da Coordenadoria de Operações de Hospitais e Unidades Hospitalares, Laiane Félix Borges, e a servidora da Sesap Edileuza Leite da Costa.

“Esses equipamentos irão auxiliar na estruturação de leitos de UTI em nossas unidades hospitalares e chegaram num momento onde segue sendo muito importante a adoção de medidas como o uso de máscaras e de medidas de higiene e de prevenção”, disse Laiane Félix Borges, da Sesap.

Ação da Neonergia em outros estados

Ao total, serão 50 respiradores doados pela Neoenergia nos três estados. Os equipamentos, de fabricação nacional, são do modelo IX5 e produzidos pela Intermed.

Da quantidade doada, 20 vão ser entregues pela Coelba, concessionária da empresa que atua na Bahia. Os equipamentos serão instalados no Hospital Espanhol, instituição de referência para tratamento de pacientes com Covid-19, localizado em Salvador.

Em Pernambuco, estado de concessão da Celpe, serão 10 respiradores para unidades de saúde no Recife, sendo que 5 equipamentos serão destinados ao Hospital Universitário Oswaldo Cruz, da Universidade de Pernambuco (UPE) e outros 5 a Diretoria de Apoio Administrativo ao Sistema de Saúde da Polícia Militar de Pernambuco.

ASSESSORIA DE IMPRENSA DA COSERN

Opinião dos leitores

  1. Se ainda fosse uma empresa estatal não teria doado nada. Parabéns Grupo Neoenergia.
    Antes que eu esqueça onde foi parar os 5 milhões dos respiradores Dona Fátima?

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Covid-19: Cosern lança portal de negociação para pagamento e parcelamento das contas de energia em aberto com condições especiais

A Cosern lançou nesta quinta-feira (21) um portal de negociação para pagamentos e parcelamento de débitos para clientes residenciais com mais de duas contas de energia em aberto. O portal é mais uma iniciativa da distribuidora para minimizar o impacto econômico provocado pela pandemia da COVID-19 no orçamento doméstico dos potiguares.

Batizado de “Fique em Dia Cosern”, o portal de negociação on line está disponível no site (www.cosern.com.br) e vai ficar no ar por tempo limitado. Nele o cliente tem acesso a uma série de vantagens no pagamento de faturas em aberto, tais como quitação à vista, pagamento integral no débito com o cartão virtual Caixa Elo (Auxílio Emergencial) ou parcelamento em até 12 vezes no cartão de crédito (nesses dois últimos casos por meio da Flexpag). Na negociação, são aceitos os cartões das bandeiras Master, Visa, Hiper, Elo e Amex.

Para Gilmar Mikeias, Gerente de Recuperação da Receita da Cosern, o portal de negociação on line é mais uma ferramenta digital planejada pela concessionária para estar ao lado dos clientes nesse momento delicado da economia.

“Trabalhamos de forma rápida para disponibilizar essa solução digital como forma de minimizar o impacto econômico provocado pela pandemia no orçamento doméstico”, explica Gilmar. “Com o portal, o processo de negociação ficou acessível e seguro, pois nele o cliente pode negociar seus débitos de casa, a um clique de mouse, como exige esse período de isolamento social”, finaliza.

Para utilizar os serviços do portal “Fique em Dia Cosern” e ter acesso às opções de negociação, é necessário realizar um cadastro informando o CPF e a conta contrato do cliente. Depois desse primeiro passo, é possível visualizar o débito e as condições especiais de pagamento disponíveis planejadas pelas Cosern.

O portal de negociação on line da Cosern está integrado ao processo de transformação digital pelo qual a distribuidora vem passando. Desde o dia 20 de março, a Cosern disponibiliza atendimento digital também por meio do WhatsApp (084-3215-6001). No novo canal, é possível ter acesso a mais de 50 serviços oferecidos pela Cosern de forma prática e segura.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Tarifa social de energia da Cosern poderá ser solicitada pelo Whatsapp a partir de segunda

Ficará mais fácil solicitar o benefício da Tarifa Social de Energia junto à Cosern a partir da próxima segunda-feira (13). As famílias inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal, com renda mensal por pessoa menor ou igual a meio salário mínimo nacional, poderão fazer o credenciamento no WhatsApp da Cosern (84) 3215-6001 a partir da próxima segunda-feira (13).

Será muito simples: bastará informar, no aplicativo de mensagens, o número da conta contrato da Cosern, o Número de Identificação Social (NIS), RG e CPF. A distribuidora de energia fará a confirmação no banco de dados do Governo Federal.

Após a confirmação dos dados, o prazo para inclusão na Tarifa Social de Energia é de até cinco dias úteis e o cliente passa a ter o benefício, de acordo com o próximo ciclo de leitura.

Para o beneficiário que não é o titular da conta contrato da Cosern será necessário a inclusão do CPF e do RG do portador do NIS. Nesse caso, é necessário fotografar a documentação e enviar pelo WhatsApp, juntamente com o número do NIS.

O que é Tarifa Social de Energia Elétrica?

Benefício criado pelo Governo Federal para as residências de famílias com baixa renda. Consiste na redução da tarifa de consumo de energia elétrica em até 65% e para indígenas e quilombolas em até 100%. O benefício é regulamentado pela Lei 12.212, de 20 de janeiro de 2010.

Quem tem o direito à Tarifa Social de Energia?

Toda Unidade Consumidora Residencial com família inscrita no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal. É necessário possuir NIS – Número de Identificação Social, e ter renda familiar mensal por pessoa menor ou igual a meio salário mínimo nacional, independentemente de possuir ou não o benefício do Bolsa Família.

ASSESSORIA DE IMPRENSA DA COSERN

Opinião dos leitores

  1. Ótima atitude pois estamos precisando de ajuda e juntos venceremos em nome de Jesus

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

ABIH-RN solicita medidas a COSERN para reduzir custos das empresas hoteleiras

Foto: Reprodução/site ABIH-RN)

A Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Rio Grande do Norte (ABIH-RN), em nome de seus associados, tomou a iniciativa de solicitar à Companhia de Energética do RN – COSERN medidas preventivas que permitam reduzir os cursos das empresas hoteleiras com vista à manutenção dos empregos e redução de dívidas no momento de crise em face da pandemia mundial do coronavírus.

Uma preocupação recorrente do setor é a grande despesa com o consumo de energia nos estabelecimentos hoteleiros para a execução e manutenção dos serviços. Entretanto, com a crise que se alastra no país, a hotelaria praticamente fechou suas portas por tempo indeterminado, mas ainda necessita manter partes cruciais das estruturas funcionando como forma de se preparar para a retomada dos negócios.

Pensando nesse grande desafio, a ABIH-RN enviou a COSERN um ofício solicitando medidas para amenizar esse quadro e garantir os empregos do turismo. São elas:

• A suspensão da cobrança da demanda do contrato de fornecimento de energia ou, em última análise, cobrança da demanda efetivamente consumida em oposição à demanda contratada;

• Prorrogação do prazo de vencimento das contas de energia elétrica referentes ao mês de março até junho de 2020, iniciando-se o pagamento em outubro de 2020;

• Dilatação do prazo de interrupção do fornecimento de energia em decorrência de inadimplência, até a normalização da situação.

Opinião dos leitores

  1. É justo justíssimo na real a prefeitura e governo era pra garantir uns leitos pra isolamento de idosos ou de pessoal que trabalham com com saúde e que muitas vezes não possam voltar pra casa sob pena de infectar seus filhos pais ou avós.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

MURIÚ E JACUMÃ SEM ENERGIA: Cosern reforça equipe de atendimento e informa que equipes estão nas ruas para restabelecer fornecimento

Foto: Ilustrativa

A Companhia Energética do Rio Grande do Norte(Cosern) informa que reforçou as equipes de plantão e de atendentes do 116 para responder com a maior urgência possível todas as reclamações de clientes, após as fortes pancadas de chuvas que atingiram Natal e região metropolitana nas últimas horas.

Também informa que as equipes estão nas ruas trabalhado para restabelecer o fornecimento o mais rápido possível.

Conforme noticiado mais cedo pelo Blog, há reclamações de veranistas na praia de Cotovelo, no litoral sul. Também chega ao Blog  a informação da ausência de energia nas praias de Muriú e Jacumã, no litoral norte.

Opinião dos leitores

  1. A culpa é do prefeito Julio Cesar que não pagou a conta , prefeito que foi apoiado por esse blog, aí diz que a culpa é da chuva. Se fosse gestão RONALDO venancio esse blog tinha divulgado que a culpa era do prefeito

  2. Cadê a publicação do meu comentário

    Não sabia que esse blog mais ácido do Rn Iria ser tão antiprofissional.

    1. Imagina se ainda fosse estatal. A Caern, por exemplo é o suprassumo da eficiência, não é?

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Em nota, Cosern diz que interrupção de energia em bairros das zonas sul e oeste de Natal foi motivada por chuva e fortes ventos

NOTA COSERN

A Cosern informa que a interrupção no fornecimento de energia elétrica registrada às 9h desta quinta-feira (12) foi motivada pela chuva, acompanhada de fortes ventos, que atingiu a capital, principalmente bairros da zona sul e oeste.

A Cosern mobilizou equipes técnicas para esses locais e o reestabelecimento está sendo feito gradativamente e a previsão incial da Cosern é de que o reestabelecimento total será até 13h.

DICAS DE SEGURANÇA DA COSERN PARA MINIMIZAR RISCOS DE ACIDENTES COM ENERGIA NO PERÍODO CHUVOSO:*

*Não ligue equipamentos elétricos se você estiver molhado ou descalço;

* Em caso de choque elétrico dentro de casa, desligue IMEDIATAMENTE o disjuntor;

*Desconecte das tomadas os aparelhos eletrônicos que não estiverem sendo usados;

*Se perceber que as paredes da casa estão úmidas, evite o contato com elas e não ligue equipamentos elétricos em tomadas instaladas ali, pois elas podem ser fonte de choques (veja dica acima) e mau funcionamento de equipamentos;

* Evite ficar em áreas descampadas (abertas) como campos de futebol, piscina, lagos, lagoas, praias, árvores, postes, mastros e locais elevados. Recomenda-se ficar dentro de casa ou em local abrigado durante a chuva;

* Não fique debaixo de árvores e/ou estruturas metálicas durante temporais com raios e, em casa, evite o contato com objetos com estrutura metálica como fogão, canos, etc, sobretudo se a casa estiver em campo aberto;

* Não realize serviços em locais onde o risco de exposição aos raios seja maior, a exemplo de instalação ou manutenção de antenas de TV;

* Não instale, desligue ou remova antenas se estiver chovendo. Se sua antena cair sobre a rede ou próximo a ela, nunca tente segurá-la ou recuperá-la;

* Caso encontre um fio caído, jamais se aproxime e ligue imediatamente para o 116 da Cosern.

ASSESSORIA DE IMPRENSA DA COSERN

Opinião dos leitores

  1. Concordo plenamente com você Joaquim. Aqui, acolá temos problemas com falta de energia e em junho um transformador deu um curto circuito e queimou alguns produtos elétricos. Para se ter ressarcimento aí que é mais difícil. Privado não quer dizer necessariamente que vai ser melhor. Qual o interesse e o que vai ganhar uma concessionária de energia elétrica para ligar energia em locais distantes. Tem que se pensar no que é necessário privatizar e o que não é. Só sei que com qualquer chuva os sinais param logo e falta energia.

  2. Se a COSERN fosse uma empresa pública o mundo sairia criticando e falando horrores;
    A COSERN foi privatizada e na prática continuamos sofrendo com um serviço ruim e muito, muito caro.
    Faz muito tempo que Natal sofre com problemas na energia elétrica e não tem agência reguladora que dê jeito ou tome providência.
    Toda chuva ou vento mais forte provoca um foco que leva a queda de energia, seja por problemas nos fios, geradores ou subestações. Mas as desculpas chegam mais rápido que o reparo e pior, fica por isso mesmo. Que venha a nova queda de energia.
    Se vira povo, o destino de vocês é ter serviço ruim das empresas privadas, seja no fornecimento de energia, telefonia, etc, a custo cada vez mais alto.

    1. A Petrobrás e o BB que o diga sobre os excelentes serviços prestados aos corruptos ladrões

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

FOTO: Cosern desativa gato de energia em pousada na praia de Ponta Negra

Foto: Divulgação/Cosern

Equipes técnicas da Cosern, com apoio da Polícia Militar, identificaram e desativaram uma ligação clandestina de energia elética (o popular “gato”) numa pousada na praia de Ponta Negra, zona sul de Natal, na manhã desta sexta-feira (06).

O proprietário da pousada foi preso em flagrante pela Polícia Militar e conduzido para prestar depoimento na Delegacia de Plantão da Cidade da Esperança.

O “gato” de energia é crime previsto no artigo 155 do Código Penal e a pena para o responsável pela fraude pode chegar a 08 (oito) anos de reclusão.

Com a ação de hoje, subiu para 14 o número de pessoas presas em flagrante em todo estado cometendo a irregularidade.

Neste mesmo período, o volume de energia recuperado pela Cosern com a “Operação Varredura” seria suficiente para abastecer, por exemplo, os municípios de São Gonçalo e Parnamirim, juntos, durante 30 dias (cerca de 331 mil residências).

Além de crime, o “gato” representa risco de morte a quem faz e a quem está próximo. A ligação clandestina também provoca perturbações no fornecimento de energia da região e pode provocar a queima de eletrodomésticos dos vizinhos.

A população pode denunciar as fraudes, de forma anônima e segura, no telefone 116 ou no site da Cosern.

Com informações da Assessoria da Cosern

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Cosern desativou 6.271 “gatos” de energia em todo estado entre janeiro e setembro de 2019

Foto: Cosern/Divulgação

A Cosern, empresa da Neoenergia, fez um balanço das ações da “Operação Varredura” nos nove primeiros meses de 2019 em todo estado. Realizada em parceria com as polícias Civil e Militar, a “Varredura” realizou 45.781 inspeções em estabelecimentos comerciais e residenciais e identificou e desativou 6.271 ligações clandestinas de energia elétrica (o popular “gato”) nesse período.

Na manhã desta terça-feira (29), equipes técnicas da Cosern identificaram e desativaram um “gato” de energia numa borracharia localizada no “Quilômetro 06”, Zona Oeste de Natal. O proprietário foi preso em flagrante e conduzido para a Central de Flagrantes, na Cidade da Esperança, para prestar depoimento.

A energia recuperada nesse período com a Operação seria suficiente para abastecer, por exemplo, os municípios de Extremoz e Guamaré juntos durante um mês (o equivalente a 225 mil residências).

Para Natal, seria o equivalente a abastecer com a energia recuperada, durante 30 dias, os bairros de Lagoa Nova, Tirol, Ponta Negra e Planalto juntos. Já comparando com Mossoró, a energia recuperada pela Cosern nesses nove primeiros meses do ano com a “Operação Varredura” seria suficiente para abastecer, durante 60 dias, os bairros Abolição, Centro, Nova Betânia, Santo Antônio e Aeroporto juntos.

O “gato” de energia é crime previsto no artigo 155 do Código Penal e a pena para o responsável pela fraude pode chegar a 04 (quatro) anos de reclusão. De janeiro a setembro, 12 pessoas foram presas em flagrante em todo estado cometendo a irregularidade.

Além de crime, o “gato” representa risco de morte a quem faz e a quem está próximo. A ligação clandestina também provoca perturbações no fornecimento de energia da região e pode provocar a queima de eletrodomésticos dos vizinhos.

A população pode denunciar as fraudes, de forma anônima e segura, no telefone 116 ou no site da Cosern.

DICAS DE SEGURANÇA COSERN

Não faça ligações clandestinas de energia elétrica. Além de crime, o “gato” coloca em risco a vida de quem faz e de quem está próximo. Denuncie a irregularidade de forma anônima no telefone 116 da Cosern.

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *