Esporte

Campeã da São Silvestre, Roseli Machado morre de covid-19 aos 52 anos

Foto: © Tião Moreira/Divulgação/CBAt

Faleceu nesta quinta-feira (8), aos 52 anos, a ex-fundista Roseli Aparecida Machado, vítima do novo coronavírus (covid-19). Segunda brasileira a vencer a Corrida Internacional de São Silvestre na história e atleta olímpica nos Jogos de Atlanta (Estados Unidos), no mesmo ano, Roseli estava internada em Curitiba. De acordo com a Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt), ela foi entubada há duas semanas e não resistiu à doença.

Natural de Coronel Macedo (SP), Roseli cresceu em Santana do Itararé (PR). Começou a praticar atletismo aos 14 anos em Londrina (PR) e destacou-se nas provas de longa distância. Em 1996, ficou em 22º lugar na prova dos cinco mil metros em Atlanta, após levar uma pisada no calcanhar na corrida, e foi campeã da São Silvestre, completando os 15 quilômetros do percurso no tempo de 52 minutos e 32 segundos.

A paulista teve de encerrar a carreira em 1997, por conta de uma cirurgia malsucedida, mas seguiu ligada ao esporte. Formou-se em Educação Física e se especializou em Fisiologia do Exercício, passando a trabalhar como treinadora de atletismo a partir de 2002. Atualmente, tinha uma pequena empresa no ramo da construção civil.

“A Roseli teve uma história no atletismo brasileiro, venceu a São Silvestre, integrou a seleção brasileira, treinou nos Estados Unidos. Nós tínhamos uma grande amizade, fomos atletas pelo mesmo clube, treinamos juntos quando eu era juvenil, defendemos Londrina no começo das nossas carreiras. Estou muito sentido, vem as lembranças… Treinamos juntos na pista de Londrina quando era de saibro ainda”, disse o presidente do Conselho de Administração da CBAt, Wlamir Motta Campos, em nota divulgada pela entidade.

Agência Brasil

Opinião dos leitores

  1. Quem tem vida saudável, tem mais chances no geral, não número isolado. Sedentário ,alcoólatra, religioso…ou da tua laia preguiçosa,os números estão aí: cês são 93% dos óbitos.

    1. Nosso capitão do mato, foi atleta também! Tiro de mer…a a distância e foi só uma gripezinha

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Corrida Soldados do Fogo sorteará passagens, hospedagens e inscrições para São Silvestre

Corrida Soldados do FogoOs organizadores da 21ª Corrida Soldados do Fogo, que acontece no próximo dia 12 de setembro, às 16h, em Natal, por ocasião do aniversário dos Corpos de Bombeiros do Brasil, anunciaram na manhã desta quinta-feira (20) que estarão sorteando, entre todos os atletas inscritos, um kit completo da Corrida de São Silvestre, em São Paulo, que incluí passagens áreas, hospedagens e inscrição do evento, com direito a um acompanhante. O sorteio visa estimular ainda mais pessoas a participarem da Corrida Soldados do Fogo, considerada a mais tradicional e organizada prova de rua do Rio Grande do Norte.

“Além da medalha, da camisa, do kit de fruta, hidratação a vontade, do chip para marcação do tempo e do seguro de vida durante a prova, o atleta que se inscrever na Corrida Soldados do Fogo ainda concorrerá a vários brindes oferecidos pelos parceiros do Corpo de Bombeiros. Este ano a novidade será a participação na Corrida de São Silvestre, a maior do país, que acontece na virada do ano, em São Paulo. O atleta sorteado ganhará passagens, hospedagens e inscrição e ainda levará um acompanhante”, disse o Tenente Coronel Socrates Vieira, organizador da Corrida.

A Corrida Soldados do Fogo tem o objetivo de divulgar a instituição Bombeiro Militar no panorama esportivo e integrar a sociedade e a corporação em um cenário de intercâmbio social. A corrida de rua atualmente é o esporte que mais cresce no país e a cada ano que passa novos adeptos procuram mais locais para a prática da corrida, conhecer novos lugares e romper desafios.

Para os interessados, as inscrições continuam abertas no site www.corridasoldadosdofogo.com.br até o dia 09 de setembro ou em data anterior a esta, caso seja atingido o limite técnico de 1.500 (um mil e quinhentos) participantes.

A prova contará com percursos de 10 km e 5 km, divididas em masculino, feminino, portadores de necessidades especiais e bombeiro militar do RN. Serão premiados com uma quantia em dinheiro os cinco primeiros colocados nas categorias de 10 km (feminino, masculino e Bombeiro Militar). Além disso, todos os participantes receberão medalha e todas as categorias serão premiadas com troféu, inclusive as faixas etárias.

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Televisão

Repórter da Globo diz ter sido assaltado e agredido antes da São Silvestre

31122013---reporter-revelou-no-twitter-que-foi-vitima-de-assalto-em-sao-paulo-1388502754729_615x300O repórter da TV Globo Bruno Laurence foi assaltado e agredido, nesta terça-feira, quando ia trabalhar na cobertura da Corrida de São Silvestre, em São Paulo. O jornalista revelou o fato na sua conta do Twitter. Ele disse ter sido agredido pelos assaltantes, mas que está bem.

“Vivemos num país que deu errado. Ultimo dia do ano, a caminho do trabalho, 5:10am pra escapar de um assalto, Caio em outro.”, relatou o repórter.

“Levaram bens materiais (recuperaremos) me bateram e ao me reconhecerem como “o cara do Globo Esporte” piorou. “Passou, ta tudo bem mas fica o medo e a tristeza. Nenhuma fratura no rosto, graças a Deus. Um nariz inchado e a certeza de que meu anjo da guarda eh bom demais. Segue o jogo e bora ser feliz. As frases: ” mata que é da Globo! ” ” mata o maluco do Globo Esporte! ” não vão sair nunca mais da minha cabeça.”, escreveu Laurence.

O assalto aconteceu quando o repórter estava a caminho do trabalho, segundo o repórter informou na sua conta do Twitter.

UOL

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Queniano é bicampeão, e brasileiro fica na quarta colocação

349301-970x600-1Foto: Eduardo Knapp/Folhapres

O queniano Edwin Kipsang, 25, sagrou-se bicampeão da corrida de São Silvestre, na manhã desta terça-feira, ao completar os 15 km da prova em 43min48s. O corredor recebeu como prêmio um cheque de R$ 50 mil.

Em 2012, quando conquistou o primeiro título, Kipsang finalizou a principal e mais tradicional corrida de rua paulista com 44min05s.

Kipsang ainda manteve a hegemonia africana na prova masculina, que está em vigor desde 2011. Em 2010, o vencedor foi o brasileiro Marílson Gomes dos Santos.

Neste ano, o melhor brasileiro foi Giovani do Santos, 32, que pela terceira vez na carreira ficou na quarta colocação. Apesar de liderar a prova em alguns momentos, ele não manteve o ritmo forte e finalizou a corrida com 44min50s.

“Estou satisfeito. Acompanhei os quenianos o máximo que pude. Na subida da av. Brigadeiro senti um pouco a panturrilha e tive de segurar”, disse Giovani à TV Globo. “Ano que vem vou disputar de novo e trabalhar para ficar entre os três primeiros”.

O pódio da prova que teve largada às 9h foi formado pelos quenianos Mark Korir, na segunda colocação, e Stanlei Koech, em terceiro. A quinta colocação ficou com o marroquino Abderrahime Elasri.

CONFIRA OS 5 PRIMEIROS DA PROVA MASCULINA:

1. Edwin Kipsang (QUE) – 43min48s
2. Mark Korir (QUE) – 44min09s
3. Stanlei Koech (QUE) – 44min29s
4. Giovani dos Santos (BRA) – 44min50s
5. Abderrahime Elasri (MAR) – 45min28s

Folha

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acidente

Paratleta morre após sofrer acidente durante prova da São Silvestre

O paratleta Israel Cruz Jackson de Barros, inscrito na categoria cadeirante na Corrida Internacional de São Silvestre, morreu hoje (31) após sofrer um acidente durante o percurso da prova, na capital paulista. Segundo o comitê organizador da corrida, o cadeirante colidiu contra o muro do Estádio do Pacaembu.

Os participantes da prova, segundo o cometê, disseram que ele perdeu o controle de sua cadeira de rodas durante a descida da prova, sofrendo uma queda muito forte. Barros foi socorrido pela equipe médica do evento e levado à Santa Casa de São Paulo, onde morreu.

“O comitê organizador está acompanhando o caso juntamente com a Associação Desportiva para Deficiente (ADD) para atendimento à família do competidor”, informou o comunicado.

Da Agência Brasil

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *