Saúde

“Sou ministro da Saúde, não um censor do presidente”, diz Queiroga, em segunda participação na CPI da Covid; veja resumo

Foto: Jefferson Rudy – 6.mai.2021/Agência Senado

A CPI da Pandemia ouve, pela segunda vez, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga. O depoimento foi antecipado para esta terça-feira (8) pelos senadores após a oitiva da infectologista Luana Araújo e o Brasil decidir sediar a Copa América.

A sessão estava prevista para começar às 9h, mas os trabalhos foram abertos pelo presidente da comissão, senador Omar Aziz (PSD-AM) com 30 minutos de atraso. Antes de questionarem Queiroga, os senadores discutem questões de ordem sobre o andamento da CPI.

Resumo da CPI da Pandemia:

• Queiroga diz que governo não está em silêncio sobre distanciamento e máscaras

Após ser apresentado um vídeo em que o ministro defende o distanciamento social e o uso de máscaras, o relator da CPI afirmou que titular da pasta, bem como a comunicação oficial do governo, “continua em silêncio” sobre o tema.

Queiroga diverge da interpretação de Renan Calheiros. “Reclamavam do Zé Gotinha. Hoje temos o Zé Gotinha e a família toda de Zé Gotinhas de máscara”, disse. “Só na nossa gestão, investimento de R$ 66,5 milhões com campanhas (…) Basta verificar em todos os prédios da esplanada dos ministérios, o uso de máscara, a família do Zé Gotinha de máscara. Todos os brasileiros sabem disso.”

Ele foi questionado novamente se trata dado assunto com com o presidente.

“Perfeitamente. O compromisso é individual, o benefício é de todos. Reitero aqui perante os senhores: o médico tem obrigação de meios, não de resultados. E o meu meio é a minha voz e usarei. Isso não quer dizer que vou conseguir, senador Renan. Quero conseguir.”

• Copa América não aumenta risco de contaminação por Covid-19

Ainda sobre a questão da Copa América no Brasil, Queiroga disse que a competição não oferece risco adicional de contrair a Covid-19 e nem causará impacto no sistema público de saúde do país.

“Todos os atletas têm seguro [de saúie]. Se houver sinistralidade, vão usar o sistema privado, bem como os membros da comissão técnica, então isso não vai acarretar pressão sobre o sistema [público] de saúde do Brasil”, disse o ministro.

“Não acontecendo público nos estádios, não teremos aglomerações e riscos de contaminações maiores. De tal maneira que o risco que a pessoa tem de contrair a Covid-19 será o mesmo com o jogo ou sem o jogo. Não asseguro que não há risco, mas que não há risco adicional.”

Perguntado se a porcentagem de população vacinada deveria ser considerada para a realização de eventos de grandes proporções no país, o ministro disse que não colocaria a Copa América nessa categoria.

“Não é um evento de grandes proporções, é um evento com número pequeno de pessoas. Não é uma Olimpíada. Os protocolos apresentados ao Ministério da Saúde são seguros, que permitem dizer que se eles forem cumpridos não teremos riscos adicionais aos jogadores. Essa é a opinião do Ministério da Saúde neste momento.”

• Não é função da Saúde dar aval ou não para Copa América, diz ministro

Depois de exibir um vídeo de Bolsonaro defendendo a realização da Copa América no país, o relator da CPI perguntou quais estudos teriam embasado o apoio do Ministério da Saúde à realização do evento no país.

“A prática de esportes e de jogos é liberada no Brasil. O Campeonato Brasileiro aconteceu com mais de 100 partidas, em ambiente controlado, sem público nos estádios (…) Está acontecendo a Libertadores, as Eliminatórias da Copa do Mundo, a Sul-Americana. Não existem provas de que essa prática aumenta o nível de contaminação dos atletas”, disse o ministro.

Ele afirmou que foi feita uma revisão sistemática da literatura e não não se constatou que a prática esportiva aumente o risco de circulação do vírus ou possa colocar em risco a vida dos jogadores ou dos membros da comissão técnica.

“Minha função não foi dar aval ou não para a Copa América no Brasil – isso não é função do Ministério da Saúde. O que o presidente me pediu foi para avaliar os protocolos. E nós avaliamos os protocolos da [Confederação Brasileira de Futebol] CBF e da [Confederação Sul-Americana de Futebol] Conmebol”, explicou.

“Não vejo, do ponto de vista epidemiológico, justificativa para fundamentar não ocorrência do evento. Mas a decisão de fazer ou não, não compete ao Ministério da Saúde.”

• Renan questiona Queiroga por Bolsonaro não usar máscara

Renan iniciou seus questionamentos ao ministro da Saúde por volta das 10h20. O relator da CPI fez críticas a Queiroga e afirmou que o Ministro volta à CPI porque em seu primeiro depoimento omitiu informações.

Na sequência, ele exibiu um vídeo em que o presidente Bolsonaro aparece em vários eventos públicos sem o uso de máscara e causando aglomerações. Ele perguntou, então, se Queiroga tratou desses pontos com o chefe do Executivo.

“O presidente não conversou comigo sobre as atitudes dele. Sou ministro da Saúde, não um censor do presidente. Eu faço parte de um governo. O presidente da República não é julgado pelo ministro da Saúde”, disse Queiroga.

O ministro disse que as recomendações sanitárias estão postas pelo governo e que cabe a todos dos cidadãos aderirem a essas recomendações. Ele disse ainda que, na maioria de seus encontros com Bolsonaro, o presidente usava máscara.

“Vossa excelência sabe das peculiaridades da função que eu exerço. Não me compete julgar os atos do presidente”, continuou, dizendo que ele já orientou o presidente sobre o tema.

“Mas isso é um ato individual. As imagens falam por si só. Estou aqui como ministro para ajudar meu país. Não vou fazer juízo de valor sobre a conduta do presidente da República.”

• População será vacinada até o fim de 2021

Em sua fala inicial à CPI, Queiroga afirmou que depois de 60 dias à frente da pasta, pode apresentar resultados – ele disse que em seu primeiro depoimento apresentou mais projetos do que ações.

“Reafirmo meu compromisso de trabalhar pela saúde pública do Brasil e que, neste momento, esse compromisso se materializa no enfrentamento eficaz da pandemia de Covid-19, que seja capaz de retirar o caráter pandêmico desta doença”, afirmou o ministro.

“Acredito fortemente que o caráter pandêmico dessa doença só será cessado com uma eficiente campanha de vacinação. Por isso, todos os dias, trabalho para prover mais doses de vacinas, acelerar a nossa campanha, executada pelo sistema público de saúde”, continuou.

“[Temos] mais de 600 milhões de doses de vacina pactuadas com o Ministério da Saúde, o que permite afirmar aos senhores, com um grau muito forte de segurança, que teremos nossa população vacinável, ou seja, acima de 18 anos, vacinada até o final do ano.”

O ministro defendeu, ainda, ser preciso união nacional para garantir o fim da pandemia de Covid-19. “Precisamos fazer com que nosso país se reencontre para, juntos, superarmos essa crise sanitária de uma vez por todas. E, depois, voltarmos a divergir porque a divergência é parte da construção da democracia.”

Entenda a volta de Queiroga à CPI

Para senadores de oposição, a dispensa da médica da Secretaria Extraordinária de Enfrentamento à Covid-19 seria um indício da existência de um “gabinete paralelo”, um grupo de pessoas que daria orientações externas ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e interferiria no Ministério da Saúde.

Por isso, parlamentares esperam que o ministro responda sobre a sua autonomia nesse retorno à CPI.

“Existe um gabinete negacionista, um grupo que continua impedindo que os melhores quadros da ciência brasileira possam contribuir no enfrentamento ?? pandemia”, afirmou o vice-presidente da CPI, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), que é autor de um dos requerimentos de convocação.

Já o senador Marcos Rogério (DEM-RO) vê um “ato político” na segunda convocação de Queiroga. “O que se vê são teorias. Todos ali conhecem como funciona a administração em relação a nomeações. O ato administrativo é discricionário. Não há nenhum elemento novo no sentido de condenar o governo”, ponderou.

Para o relator da CPI, Renan Calheiros (MDB-AL), o episódio da Copa América seria mais um sinal da falta de autonomia do ministro da Saúde.

“Esse episódio da Copa América, em que ele se calou como Ministro da Saúde e preferiu ser ministro do silêncio, demonstrou, de uma outra forma, que a autonomia realmente não existe”, afirmou Renan, na semana passada.

O retorno de Queiroga à CPI, no entanto, já havia sido aprovado antes mesmo do anúncio da Copa América e do depoimento de Luana Araújo.

Para Humberto Costa (PT-PE) e Tasso Jereissati (PSDB-CE), autores de outros requerimentos, o primeiro depoimento de Marcelo Queiroga foi contraditório em questões como a promoção da cloroquina pelo governo e, por isso, eles esperam que o ministro ofereça novas explicações nesta terça.

CNN Brasil, com informações da Agência Senado

 

Opinião dos leitores

  1. Pelo menos está comprando vacinas.Tem que ter muita psicologia para trabalhar com um presidente conflituoso.Dos males, o menor…

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Confira a programação do carnaval em Macau nesta segunda

Foto: Canindé Soares

O carnaval de Macau, com 12 horas de folia todos os dias,  além dos trios elétricos, conta com nove blocos oficiais e cerca de 20 alternativos em cortejo carnavalesco.

Atrações e programação

Na segunda-feira: Rastro de Menina e Última Hora
Na terça-feira: Asas da Paixão Elétrico e Kit La Fúria

Carnabrega

Para os amantes do brega em Macau, o público mais apaixonado do carnaval do RN, o Carnabrega virá logo atrás com o trio elétrico trazendo grandes atrações. Confira;

Na terça-feira: Luiz Almir e Eliane Show

Praia de Camapum

Quem curte uma boa praia, com animação e alegria, fazendo a receita certa para o melhor carnaval do estado, sabe que a praia de Camapum é o lugar certo para a animação. Por dia cerca de 5 mil pessoas aproveitam os shows promovidos pela prefeitura no local.

As atrações serão as seguintes:

Na segunda-feira: Hugo Miguel e Banda
Na terça-feira: Paulo Batera e Banda

Carnaval das Antigas

A grande novidade de 2020 é o encontro dos foliões a partir das 10 horas da manhã em um arrastão pelas ruas de Macau. Diferente do Mela-mela, esse será um arrastão em circuito alternativo. Uma oportunidade para que pessoas de todas as idades, amantes da folia de momo, possam se encontrar e compartilhar alegria relembrando os melhores carnavais.

Na segunda-feira: Banda Alegria do Povo
Na terça-feira: Banda Alegria do Povo

Opinião dos leitores

  1. Óia como Macau é muderna: tem praia e um prédio de dois andares. Pensava montar minha tenda por lá, mas vejo que não daria certo: sou por natureza avesso a metrópoles.

    1. Macau só tem vagabundo e bandidos neste carnaval. Local sujo e fedorento. E ainda tem uma porcaria que se chama grafitte, só atrai bandidos com sua apologia a confusão.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Clima

Emparn alertou na segunda sobre aumento de chuvas em todas as regiões do estado a partir desta quarta-feira; veja previsão

Noticiado neste blog na manhã de segunda-feira(11), a Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte(Emparn) havia alertado sobre a possibilidade do aumento de chuvas em todas as regiões do estado a partir desta quarta-feira(13). Veja o post:

“A semana começa com predominância de céu parcialmente nublado a claro com pancadas de chuvas em todas as regiões e as chuvas deverão aumentar de quantidade durante a semana a partir desta quarta-feira (13).

Lembrando que no Litoral Leste as chuvas poderão ocorrer a qualquer hora com maior ocorrência durante o período noturno e início da manhã e no interior, devido ao fato que as chuvas são do tipo convectivas e necessitam de calor, as chuvas deverão ocorre mais no período da tarde e início da noite, pela influência do relevo acentuado (vale, chapadas e montanhas), deverão ocorrer formação de nuvens tipo Cumulus Nimbus, nuvens de forte desenvolvimento vertical que podem causar distúrbios atmosféricos como descargas elétricas, trovoadas ventos forte e queda de granizo, principalmente devido à mudança de estação”.

Opinião dos leitores

  1. O VÓRTICE CICLÔNICO DE ALTOS NÍVEIS( VCAN) ESTÁ PROVOCANDO ESSA CHUVA. O VÓRTICE CICLÔNICO DE ALTOS NÍVEIS PROVOCA A FORMAÇÃO DE NÚVENS DE CHUVA SOBRE O NORDESTE E COM O CENTRO DO VCAN NA BAHIA. ESSAS CHUVAS VÃO DURAR ATÉ O VCAN SE DISSIPAR.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Salvador, Natal e Curitiba têm nesta segunda jogos da Copa

Alemanha e Portugal abrem a rodada de hoje (16) pelo Grupo G da Copa do Mundo. A partida será disputada às 13h na Arena Fonte Nova, em Salvador. Pelo mesmo grupo jogarão, às 19h, Gana e Estados Unidos, no Estádio das Dunas em Natal. Às 16h, será a vez de o Irã e a Nigéria, em partida disputada na Arena da Baixada (Curitiba), completarem a rodada do Grupo F, iniciada ontem (15) com a vitória da Argentina sobre a Bósnia por 2 a 1.

A Alemanha é apontada como uma das seleções favoritas para vencer a Copa de 2014. Além de ter grande elenco, conta com a tradição de estar quase sempre entre os semifinalistas do torneio. É a terceira seleção com mais títulos em copas do Mundo, tendo vencido as edições de 1954, 1974 e 1990, além dos vice-campeonatos obtidos em quatro oportunidades (1966, 1982, 1986 e 2002). Por quatro vezes ficou em terceiro lugar (1934, 1970, 2006 e 2010).  Nenhuma outra seleção disputou tantos jogos em uma Copa do Mundo e nem marcou tantos gols (222) quanto a Alemanha.

Apesar de nunca ter vencido uma Copa do Mundo, Portugal também figura entre os favoritos. No ranking da Federação Internacional de Futebol (Fifa) está atualmente na quarta posição, mas o que a coloca entre os favoritos é o fato de ter, entre seus jogadores, Cristiano Ronaldo, o melhor do mundo, segundo a Fifa. O maior feito da seleção portuguesa foi em 1966, na Copa disputada na Inglaterra. Comandada pelo craque Eusébio, ela entrou para a história ao eliminar o Brasil, campeão do mundo. Os portugueses ficaram em terceiro lugar, após vitória sobre a União Soviética. Na Copa de 2006, disputada na Alemanha, os lusos ficaram em quarto lugar após serem derrotados pela seleção anfitriã.

Agência Brasil

Opinião dos leitores

  1. Com o jogo de hoje completa dois, depois mais dois e pronto. Como é que pode tanta grana desperdiçada para depois virar elefante branco. Imorrrrrral, teria sido mais interessante construir o elevado da Maria Lacerda.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *