Além da herança, Gugu deixa seguro de vida milionário para os filhos

Foto: Reprodução

Com mais de 40 anos dedicados à TV, Gugu Liberato acumulou um patrimônio milionário, estimado pela Revista Forbes em R$ 170 milhões.

A apresentador, que morreu no último dia 22, aparecia com frequência no ranking das dez celebridades brasileiras mais ricas, à frente de outros colegas, como Ana Maria Braga (R$ 105 milhões).

Mas além de um largo patrimônio, Gugu também deixou um seguro de vida milionário. Os beneficiários são os três filhos do apresentador: João Augusto, e as gêmeas Sofia e Marina.

Segundo fontes ligadas ao apresentador, o seguro era pago por Gugu há anos e já teria passado da casa dos R$ 15 milhões.

No entanto, o pagamento das indenizações por parte de seguradoras, principalmente em caso de morte por acidente, envolve uma apuração detalhada dos fatos. A morte de Gugu, que morreu após cair do sótão de sua casa nos EUA, deve ser investigada a fundo para que o seguro possa pagar a indenização aos herdeiros.

Por falar neles, os filhos de Gugu já retornaram aos Estados Unidos, onde moram, junto com a mãe Rose Miriam de Matteo. Segundo informou a assessoria, os jovens voltaram às aulas na segunda-feira (2) e o primogênito do apresentador, inclusive, tinha uma prova marcada para esse dia.

A família de Gugu tenta voltar à rotina após a tragédia que vitimou o apresentador.

Keila Jimenez – R7

Tatuador que 'morreu' em 2005 é achado vivo e bem de vida

Page Not Found Não se trata de um zumbi. Mas de um espertalhão. O tatuador britânico Alfredo Sanchez, que “morreu” em 2005 no Equador, foi achado vivinho da silva na Austrália. O sujeito foi preso em Sydney.

Alfredo tem um estúdio de tatuagem na cidade australiana. A mulher, Sophie, tinha dito que o marido havia morrido durante as férias no país sul-americano, seis anos atrás. Segundo ela, o corpo de Alfredo foi cremado. Àquela época, eles moravam em Farnham (Inglaterra).

Que cinzas nada! Carne e ossos intactos! O sujeito forjou a própria morte para que a família recebesse 1 milhão de libras (2,8 milhões de reais) do seguro de vida. Com o bolso cheio, a família estava toda vivendo confortavelmente na Austrália. Mas o malandro deu uma mancada: as impressões digitais de Alfredo foram achadas na

Falando ao “Telegraph”, Alfredo negou a fraude e se disse “inocente até que se prove o contrário”.

Sophie (foto acima) já havia sido presa em setembro do ano passado, ao voltar ao Reino Unido para o casamento de uma irmã. Ela foi condenada a dois anos de detenção.