Além da herança, Gugu deixa seguro de vida milionário para os filhos

Foto: Reprodução

Com mais de 40 anos dedicados à TV, Gugu Liberato acumulou um patrimônio milionário, estimado pela Revista Forbes em R$ 170 milhões.

A apresentador, que morreu no último dia 22, aparecia com frequência no ranking das dez celebridades brasileiras mais ricas, à frente de outros colegas, como Ana Maria Braga (R$ 105 milhões).

Mas além de um largo patrimônio, Gugu também deixou um seguro de vida milionário. Os beneficiários são os três filhos do apresentador: João Augusto, e as gêmeas Sofia e Marina.

Segundo fontes ligadas ao apresentador, o seguro era pago por Gugu há anos e já teria passado da casa dos R$ 15 milhões.

No entanto, o pagamento das indenizações por parte de seguradoras, principalmente em caso de morte por acidente, envolve uma apuração detalhada dos fatos. A morte de Gugu, que morreu após cair do sótão de sua casa nos EUA, deve ser investigada a fundo para que o seguro possa pagar a indenização aos herdeiros.

Por falar neles, os filhos de Gugu já retornaram aos Estados Unidos, onde moram, junto com a mãe Rose Miriam de Matteo. Segundo informou a assessoria, os jovens voltaram às aulas na segunda-feira (2) e o primogênito do apresentador, inclusive, tinha uma prova marcada para esse dia.

A família de Gugu tenta voltar à rotina após a tragédia que vitimou o apresentador.

Keila Jimenez – R7

Sem imóveis, Catra deixa músicas inéditas e direitos autorais de herança para a família

Foto: reprodução/instagram

“Tô no meu momento, tô dando tempo ao tempo, mas eu vou te falar. É que eu tô com saudade e é muita sacanagem eu te esperar. Tô com saudade, saudade, saudade”. Esses são versos de uma das últimas músicas deixadas por Mr. Catra, composta e gravada de forma bem diferente dos batidões irreverentes que ele costumava fazer.

A baladinha foi escrita no início de uma noite por Catra e Jhama (ouça o áudio mais abaixo), através de mensagens via WhatsApp e logo depois gravada. A canção iria entrar na trilha de um reality show protagonizado pelo funkeiro e sua família, mostrando seu dia a dia. Mas sua morte no último domingo impediu o projeto.

Pai de 32 filhos e avô de quatro netos, Catra não deixou grandes bens materiais ou imóveis. As duas casas em que mantinha a grande família no Rio e a de Mogi das Cruzes, no interior de São Paulo, eram alugadas. Além disso, o funkeiro gastou muito dinheiro no tratamento contra o câncer mesmo pagando plano de saúde.

Alguns membros da prole já trabalham, mas vão contar com os direitos autorais para manter as contas em dia. Silvia, a administradora da carreira de Catra e a mais antiga das três mulheres dele, já anunciou que várias músicas inéditas estão gravadas e pediu que os fãs mantenham a carreira do marido viva. O legado musical, ao que parece, permanece.

Extra – O Globo

 

Na justiça, Antônia Fontenelle perde a herança de Marcos Paulo e advogado desabafa

11_12_22_20_file Antonia Fontenelle está indignada. Por decisão da juíza Maria Cristina de Brito Lima, da 1ª Vara de Família da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, a atriz foi excluída da herança do diretor Marcos Paulo, morto no ano passado. Os dois viveram juntos por cerca de oito anos.

Em conversa com a reportagem do R7, o advogado da atriz Carlos Sanseverino explicou que Fontenelle está desolada.

— Ela está triste porque a vontade de Marcos Paulo não foi respeitada. Eles viveram juntos por cerca de sete, oito anos. Era uma união estável. Eram sócios, mantinham conta corrente juntos. Causou total estranheza a atitude da juíza em exclui-la da herança.

Segundo Sanseverino, Marcos Paulo chegou a deixar registrada uma carta, escrita a próprio punho, em que manifestava a vontade de que Antonia Fontenelle ficasse com 60% do dinheiro aplicado em investimentos, previdência e o valor disponível em conta bancária.

— A juíza, no entanto, ignorou esse documento. Incrível porque essa carta foi reconhecida pelo pai adotivo de Marcos Paulo, Vicente Sesso, e pelo advogado dele, João Paulo Lins e Silva.

Sanseverino afirmou que eles irão recorrer da decisão da juíza.

— Com toda a certeza. Todos sabiam que Antonia Fontenelle vivia com Marcos Paulo. Ela cuidou dele durante todo o período de sua doença e esteve ao seu lado até sua morte.

R7

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Edivan disse:

    Olha aqui cachorra no nordeste existem várias religiões não só existe macunba e católicos não nojenta e tem muitos nordestinos com mais fé em Deus do que vc! vai te converter vagabunda safada,vem pro nordeste que tem muito jumento pra vc piranha isso tem de mais vcs daí se são paulo odeiam mesmo os nordestinos né?

  2. denise delaumnay disse:

    Parabéns querida, justiça foi feita. Não tenho nada contra as outras pessoas envolvidas. Você merece sim a sua parte por ter ficado do lado dele todo esse tempo e ser digna, se manter forte, guerreira, tenho respeito e carinho por você. Que Deus ilumine sempre sua vida.
    Beijos, Denise de Porto Alegre- RS

  3. Erik Procópio disse:

    Trabalhar que é bom …

Com câncer terminal, co-criador dos ‘Simpsons’ decide doar fortuna para caridade

Sam Simon, co-criador de “Os Simpsons” ao lado de Matt Groening, foi recentemente diagnosticado com câncer de cólon e dicidiu doar toda a sua fortuna para caridade. Solteiro e sem filhos, Simon não sabe a extensão total de seus bens, mas avalia em “dezenas de milhões de dólares” o que recebe anualmente em royalties dos “Simpsons”.

Hoje com 58 anos, Simon deixou a série “Os Simpsons” em 1993, mas manteve um lucrativo título de produtor executivo. Além do desenho animado criado com Groening, ele também trabalhou em programas como “Anger management” e “The Drew Carey Show”. Ele já recebeu nove prêmios Emmy, sendo sete por “Os Simpsons” (em 1990, 1991, 1995, 1997, 1998, 2000 e 2001).

Simon é conhecido por ajudar várias organizações filantrópicas. Ele fundou a Sam Simon Foundation, avaliada em US$ 23 milhões, que alimenta pessoas com problemas financeiros e cães abandonados, e já doou para instituições como a PETA, Save the Children e Sea Shepherd Conservation Society.

Em uma entrevista ao Hollywood Reporter, Simon fala sobre trabalho, filantropia, direitos dos animais e como está convivendo com o câncer. Ao ser perguntado se ficava frustrado por “coisas ruins acontecerem a pessoas boas”, deu a seguinte resposta:

“Não. Não acho que isso seja o carma. Nunca passou pela minha cabeça. Mas não acho que o espírito de Hollywood seja um espírito de generosidade. Acho que as pessoas não gostam de doar. Em Nova York é assim. Muitas das (instituições) de caridade gastam milhões para organizar jantares de arrecadação de fundos que juntam US$ 15 mil. É um redemoinho social. O principal passa a ser a festa. Sabe, eu não sou casado, não tenho filhos. Fiz uma operação de emergência e fiquei muito próximo da morte. O câncer perfurou meu cólon. Quando acordei no hospital, mesmo tenho um testamento, se tornou importante para mim garantir certas coisas no futuro. E os consultores da Fundação Rockefeller foram incríveis. Encontramos alguns ótimos depositários. É algo que permanecerá vivo depois que eu me for.”

O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. paulo kasinsk disse:

    Ah, Simon, a falta de solidariedade não é só em Hollywood e Nova York, em Natalywood também. E como tem artista em Natalywood, Simon, você teria ótimos personagens para seus roteiros geniais. Boa sorte, Simon; quem é grande é grande para sempre. Sou seu fã.

Viúva deixa herança de R$ 24 milhões para o seu gato preto

Tommaso é um gato preto de quatro anos que tinha tudo para dar ‘errado’ na vida, se acreditasse em superstições. Talvez por isso seja hoje um gato multimilionário. Ele acaba de herdar cerca de 10 milhões de euros (R$ 24 milhões) de sua dona, identificada apenas como uma viúva de 94 anos. Ela morreu na Itália em novembro e deixou para o bichano essa fortuna, em casas e apartamentos espalhados por aquele país.

O testamento, segundo o jornal ‘The Guardian’, foi escrito um ano antes de a viúva morrer. Ela já havia pedido a seus advogados que procurassem uma entidade protetora, mas nenhuma foi aprovada. A viúva conheceu então, num parque, Stefania, uma enfermeira que por acaso também amante de animais.

Stefania acabou trabalhando com a senhora (e Tommaso) até a morte dela, quando descobriu que herdara os milhões para que cuidasse adequadamente do agora ‘órfão’ Tommaso.

A enfermeira disse ao jornal que jamais imaginou que a viúva fosse rica, e muito menos que fosse lhe deixar algo de tanto valor.

F5

Wanessa Camargo, Sandy e a herança maldita das insossas

Tony Gois para o F5 Estadão:

São duas princesas brasileiras. Nascidas na mais alta nobreza sertaneja, ambas são bonitas e talentosas. Mesmo assim, lutam contra o peso do próprio berço. Querem que as aceitemos por si mesmas. Mas como, se nem elas sabem direito o que querem ser?

Sandy é uma superstar desde os 6 anos de idade. Cresceu em frente às câmeras e jamais teve uma vida comparável à das outras garotas. Fez muito sucesso cantando musiquinhas caretérrimas. Hiper-protegida pela família durante a adolescência, hoje se esforça para apagar a imagem de virgem. Aos vinte e oito anos de idade. E três de casada.

(mais…)

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. leonete rodrigues pereira disse:

    a sandy foi educada feito uma princesa .e claro q ela e uma moca de familia,porem nao existe nada de errado em meter de vez em quando o pe na jaca,nao sei como ela suporta.

A Herança maldita que Lula deixou para Dilma

Se há um governante no Brasil que pode, atualmente, com muita propriedade, reclamar de uma herança maldita, esse governante é a presidenta Dilma Roussef.  A julgar pela sucessão de denúncias e prisões envolvendo funcionários de Ministérios, Dilma está colhendo a corrupção, semeada no governo do seu antecessor.

Desde o início do ano, não se fala em outra coisa. Depois das denúncias de multiplicação do patrimônio que derrubaram o homem forte da Casa Civil, Antônio Palocci, a onda denúncias continua, envolvendo os Ministérios dos Transportes, Desenvolvimento Agrário, Agricultura, Cidades e Minas e Energia. Agora, chegou à vez da pasta do Turismo.

(mais…)