Diversos

Municípios no interior potiguar estão sem água por rompimento em adutora

FOTO: CAERN/ASSECOM

Os municípios de Caiçara do Norte, São Bento do Norte, Pedra Grande, Parazinho, além de comunidades rurais desses municípios, comunidades rurais de São Miguel do Gostoso e Touros estão sem abastecimento. Equipes da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) trabalham no conserto de um vazamento na Adutora do Boqueirão, detectado na manhã dessa quinta-feira (25).

É a segunda vez que ocorre rompimento dessa adutora. A primeira foi na última segunda-feira (22), com restabelecimento do funcionamento no dia seguinte. A previsão agora é que o serviço seja concluído até o final do dia desta sexta-feira (26). Após a conclusão, o sistema levará até 48 horas para estar completamente normalizado.

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Caern realiza manutenção e 19 bairros de Natal ficam sem água nesta sexta

FOTO: Assessoria Caern

A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) realiza nesta sexta-feira (13), uma parada programada na Estações de Tratamento de Água (ETA) Jiqui.

Serão paralisadas as adutoras I e III, para uma manutenção preventiva nas subestações e para adequação ao mercado livre de energia, sendo suspenso ou reduzido o abastecimento para os seguintes bairros: Alecrim, Areia Preta, Bom Pastor, Candelária, Capim Macio, Cidade Alta, Cidade da Esperança, Cidade Nova, Dix-Sept Rosado, Felipe Camarão, Lagoa Nova, Lagoa Seca, Mãe Luiza, Nazaré, parte do bairro de Neópolis, Nova descoberta, Petrópolis, Ribeira e Tirol.

Os serviços estão previstos para ocorrer das 8h às 15h. Após retomando o abastecimento, o prazo para a completa normalização do fornecimento de água se dará em até 48 horas, de acordo com a pressurização da rede.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Manutenção na rede da Caern deixa 10 bairros de Natal sem água nesta quinta

Foto: ASSECOM/CAERN

A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) realiza uma parada com previsão de 12h para manutenção da Adutora I do Jiqui, nesta quinta-feira (09).

A suspensão temporária no abastecimento será necessária para manutenção do atuador elétrico do registro de recalque. Após a realização do serviço, o abastecimento será retomado e normalizado em até 48 horas, de acordo com a pressurização da rede.

Serão afetados os bairros de Cidade da Esperança, Candelária, Lagoa Nova, Cidade Nova, Bom Pastor, Capim Macio, Neópolis, Nova Descoberta, Nazaré e Dix Sept Rosado. A recomendação da Companhia é que a população utilize a água disponível de forma racional.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Sem água, cevada e lúpulo, cervejeiros criam a cerveja mais bizarra do país

cerveja-bizarro-1463756651487_300x300Por interino

É destaque no Portal UOL. A famosa Reinheitsgebot, mais conhecida como Lei da Pureza Alemã -que, dentre outras coisas, impõe que a cerveja deve ser feita somente com água, malte, lúpulo e levedura- recentemente completou 500 anos de vida.

Dois cervejeiros brasileiros e um alemão, no entanto, resolveram fazer uma comemoração às avessas. Em uma época na qual vemos cada vez mais novidades e invencionices no meio, as cervejarias Duas Cabeças, Morada e Freigeist se juntaram para criar uma bebida que fosse radicalmente contra o que prega o regimento assinado há cinco séculos.

Assim surgiu a Bizarro, que não leva malte de cevada e nem lúpulo na sua receita, mas sim chimarrão, aveia, arroz, losna, zimbro, semente de coentro, erva-mate torrada e mel. E até mesmo a água usada é diferente: o trio optou por trabalhar somente com a que vem do coco e cidra de maçã.

“A ideia inicial era fazer alguma ação anti-Reinheitsgebot, quando fomos convocados pelo Sebastian Sauer, da Freigeist. A gente estava pensando em fazer um evento quando o André Junqueira, da Morada, teve essa ideia da anti-cerveja, que não leva nenhum ingrediente clássico”, conta Bernardo Couto, cervejeiro da Duas Cabeças, uma dos responsáveis pela criação.

É o cervejeiro que faz análise de como a Bizarro se saiu no copo. “Ficou mais legal do que eu esperava, para ser sincero. E acho que ela deve ganhar mais complexidade com o tempo [por conta da brettanomyces, tipo de levedura utilizada]. Ela tem uma leve acidez, corpo bem baixo, lembra um pouco o condimentado de uma wit ou saison, mas também tem um sal da água de coco, que aparece muito no retrogosto. Acabou, para mim, parecendo uma sour genérica, não muito ácida e não muito classificável. Ficou bem fácil de beber”, diz.

A Bizarro, no entanto, está muito longe de ser a primeira bizarrice cervejeira do mundo. Vejam só algumas outras excentricidades AQUI em texto na íntegra.

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *