FOTO: Assaltantes roubam na Grande Natal carro usado por trabalhadores terceirizados da Caern

Foto: Divulgação

O portal G1-RN noticia que o dia de trabalho começou de forma tumultuada nesta quinta-feira (17) para uma equipe de trabalhadores que fazem serviço terceirizado para a Companhia de Águas do Rio Grande do Norte (Caern). O carro usado por eles, modelo Strada de cor cinza, foi roubado quando chegavam para o trabalho. De acordo com a matéria, a ação criminosa foi registrada no bairro Liberdade, em Parnamirim, na Grande Natal.

Segundo o portal, quatro criminosos, armados, chegaram em uma picape branca, anunciaram o assalto e levaram o carro, que tem identificação da empresa e da Caern. Ainda segundo o portal, mesmo após o crime, as vítimas continuaram trabalhando, enquanto o dono do veículo buscava ajuda da polícia.

Texto na íntegra aqui.

Dez bairros de Natal terão abastecimento de água suspenso nesta segunda para manutenção em estação da Caern

Foto: CAERN/ASSECOM

Os bairros de Lagoa Nova, Lagoa Seca, Nova Descoberta, Nazaré, Quintas, Dix-Sept Rosado, Alecrim, Quintas, Nordeste e Bom Pastor terão uma parada programada no abastecimento, nesta segunda-feira (22), para a realização de uma manutenção corretiva na Estação Elevatória de Água (EEA) de Lagoa Nova II.

A manutenção será necessária para a substituição de dois registros de 500 mm no recalque e na sucção da elevatória, o que pode gerar a suspensão ou redução no abastecimento dessas localidades.

O trabalho deve ser iniciado às 8h e concluído às 17h de segunda-feira, quando sistema volta a operar. O restabelecimento do abastecimento nesses bairros se dará em até 72 horas após a conclusão dos serviços.

Serviço de manutenção da Caern interrompe abastecimento de água em bairros de Natal

Foto: Caern/Assecom

A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) conclui nesta segunda-feira (27) serviços de manutenção e retirada de vazamentos que afetaram o abastecimento de água de bairros da Zona Sul no último fim de semana.

Além do serviço de substituição de equipamento (booster) no Bairro Nordeste, que será concluído ainda nesta manhã, equipes trabalham ainda no conserto de dois vazamentos.

Um deles é na Rua Perito José Lourenço, esquina com a Avenida Jaguarari. Nesse serviço, além da retirada do vazamento, será feita a manutenção das captações Lagoa Nova I e II. Os bairros afetados são Lagoa Nova, Lagoa Seca, Nova Descoberta, Nazaré, Bom Pastor, Alecrim, Dix-Sept Rosado, Nordeste e Quintas. A conclusão está prevista para esta tarde. Com a retomada do abastecimento, a normalização completa se dará em até 48 horas.

Outro vazamento é na Rua José Seabra, em Capim Macio. O conserto será concluído na parte da manhã, com a normalização do abastecimento no bairro se dando em até 24 horas.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. thiago augusto disse:

    em ponta negra está faltando todo final de semana.
    semana passada começou na sexta e só voltou ao normal hoje de manhã

Caern interdita trecho da Av. Alberto Maranhão em Mossoró nesta segunda

Foto: Caern/Assecom

A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) irá interditar trecho da avenida Alberto Maranhão, nas duas vias, na altura da Afonso Pena e Delfim Moreira, a partir das 9h, desta segunda-feira (27), em Mossoró. A orientação é que os motoristas e pedestres evitem o trecho que possui diversas outras alternativas viárias para tráfego de veículos.

O serviço realizado será o conserto do coletor tronco de esgotos que rompeu devido a grande quantidade de efluentes de chuvas conectados irregularmente na tubulação. A Caern prevê que parte da via seja liberada no final da tarde de terça-feira (28). O serviço poderá demorar mais tempo, caso ocorram chuvas.

A manutenção exige cuidados redobrados com a segurança, pois a tubulação está a três metros de profundidade e a tubulação é de grande diâmetro. A execução deve ser feita seguindo todas as normas de segurança para proteger os empregados da Caern e a população. Mais uma vez, é importante pedir a população, que não se aproxime do serviço e aos veículos que contribuam com a movimentação dos caernianos que estarão executando o trabalho na rua.

Isolamento social e medidas de higiene: Caern orienta combate à Covid 19 com uso racional da água

Foto: Caern/Assecom

O isolamento social e as medidas de higiene são fundamentais para a redução da curva de contágio da Covid 19. Neste momento, todas as famílias travam a batalha da limpeza para eliminar o inimigo invisível. A equipe da Gerência de Qualidade do Produto em Meio Ambiente da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) orienta sobre como manter a higiene sem desperdiçar água.

Com a informação certa, as famílias se protegem e evitam o uso descontrolado da água. É uma tendência mundial que o consumo de água aumente durante a pandemia, pois as ações de limpeza são intensificadas. Daí a importância de adotar posturas corretas quanto ao uso da água.

De acordo com o gerente de Qualidade do Produto e Meio Ambiente, Francisco Canindé de Morais Filho, a água é fundamental para eliminarmos o vírus e por isso devemos pensar nela como nossa principal aliada. “Durante a realização de tarefas, devemos fazer o planejamento das ações e não usar a água de forma desordenada”, ressalta.

Francisco Canindé, que é engenheiro químico, coordena as equipes que realizam testes laboratoriais em todo o Estado para atestar a qualidade da água e realizam trabalho de educação ambiental. Uma das integrantes da equipe é a socióloga Marília Adelino, que relata que a Organização Mundial de Saúde já enfatizou a importância e a centralidade da lavagem frequente das mãos com água e sabão como sendo a principal medida de proteção contra a doença Covid-19.

“Mais uma vez, a água vem nos provar a sua importância e sua centralidade para a manutenção da vida no planeta, e por isso, precisamos usá-la de forma consciente, evitando desperdícios”, acrescenta Marília. Abaixo orientações para que possamos contribuir para a economia de água, preservando a nossa saúde. Assim como água e sabão são grandes aliados na lavagem da mão e do corpo, a água sanitária é aliada na limpeza de superfícies. Fique atento ao rótulo da água sanitária, pois ela deve ter a concentração de cloro ativo de 2% a 2,5%. Lembre-se também da importância da diluição do produto como medida protetiva contra as alergias. Na rua ou quando não puder lavar as mãos, use álcool gel 70.

Orientações

• Na lavagem das mãos: mantenha a torneira fechada enquanto ensaboa as mãos. Esse processo de lavagem das mãos deve durar, em média, 20 segundos para garantir a eficiência da limpeza. Por isso a importância de fechar a torneira e evitar o desperdício de água;

• Na limpeza das pias, torneiras, maçanetas, chaves, interruptores, superfícies em geral: utilize uma solução antisséptica caseira composta por 25 ml de água sanitária diluída em um litro de água. Basta colocar em um recipiente com tampa ou borrifador e aplicar nas superfícies com um auxílio de um pano macio;

• Na limpeza das embalagens dos produtos comprados em supermercados: as embalagens podem ser lavadas com água e sabão ou pode ser utilizada a mesma solução citada anteriormente. Com o auxílio de um borrifador lance a solução das embalagens e após 20 segundos remova o produto com um pano macio;

• Na desinfecção de frutas e verduras: Antes de armazená-las na sua casa, lave as verduras com um sabão/detergente líquido neutro, enxugando-as e secando-as bem. Antes de consumir esses alimentos pode ser utilizada uma solução de sanitização composta por uma colher de sopa de água sanitária para cada litro de água.

• A higiene e desinfecção de frutas e verduras pode ser feita colocando-as em um recipiente com essa solução durante.10 minutos. Dessa forma, os alimentos estarão prontos para consumo, sem a necessidade do uso de água para a lavagem individual, a cada vez que forem consumidos;

• Na lavagem das roupas: ao chegar em casa, coloque as roupas usadas dentro de sacos plásticos e acondicione em cestos com tampa. Não misture as suas roupas utilizadas na rua com as dos outros membros da sua família. Realize a lavagem quando tiver uma quantidade suficiente para preencher a máquina. Isso ajudará a reduzir o consumo, sem comprometer a saúde da família. A lavagem individual de cada peça de roupa requer uma quantidade muito maior de água, elevando o consumo;

• Na limpeza de solas de sapato, pisos e áreas abertas: Uma solução composta por 50 ml de água sanitária diluída em um litro de água potável é suficiente para realizar a assepsia das solas dos calçados utilizados na rua, bem como para a desinfeção de áreas abertas.

Caern adota protocolo para empregados e atendimento ao público

Tendo em vista as recentes notícias sobre o coronavírus (COVID-19), que teve o primeiro caso registrado em Natal na noite desta quinta-feira (12), e a classificação do vírus pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como pandemia, a Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) publicou uma Resolução com medidas preventivas para os empregados, incluindo o atendimento presencial ao público.

Sendo os Núcleos de Atendimentos locais de grande fluxo de pessoas, a Caern ressalta que a maioria de seus serviços podem ser resolvidos via online, por seus diversos canais de atendimento. Além do Teleatendimento 115, onde o cliente poderá registrar ocorrências em águas e esgotos e tirar dúvidas, a Companhia disponibiliza ainda:

1) Aplicativo Caern Mobile para dispositivos móveis com acesso à internet (como tablets e celulares), podendo ser baixado para Android e IoS;

2) O Chat online pelo site www.caern.com.br e;

3) A Agência Virtual, que pode ser acessada pelo endereço eletrônico agencia.caern.com.br.

“Somente pedidos de ligações novas de água, parcelamentos débitos, mudança de titularidade na conta, mudança do cliente de imóvel e corte a pedido do cliente, que são situações que necessitam de assinatura e apresentação de documentos, necessitam da ida a um ponto de atendimento. Todas as demais podem ser solucionadas pelos canais de atendimento à distância”, explica o Superintendente Comercial da Caern, Giordano Filgueira.

Nos casos de necessidade de atendimento presencial, o funcionamento será das 8h às 16h.

Para a prevenção dos espaços de circulação do público, os empregados do atendimento estarão usando máscaras, e serão disponibilizados pontos de álcool gel na entrada dos Núcleos de Atendimento. A Companhia orienta aos clientes que evitem a ida ao atendimento presencial para os casos em que seja possível resolver via digital.

Caern realiza manutenção e 19 bairros de Natal ficam sem água nesta sexta

FOTO: Assessoria Caern

A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) realiza nesta sexta-feira (13), uma parada programada na Estações de Tratamento de Água (ETA) Jiqui.

Serão paralisadas as adutoras I e III, para uma manutenção preventiva nas subestações e para adequação ao mercado livre de energia, sendo suspenso ou reduzido o abastecimento para os seguintes bairros: Alecrim, Areia Preta, Bom Pastor, Candelária, Capim Macio, Cidade Alta, Cidade da Esperança, Cidade Nova, Dix-Sept Rosado, Felipe Camarão, Lagoa Nova, Lagoa Seca, Mãe Luiza, Nazaré, parte do bairro de Neópolis, Nova descoberta, Petrópolis, Ribeira e Tirol.

Os serviços estão previstos para ocorrer das 8h às 15h. Após retomando o abastecimento, o prazo para a completa normalização do fornecimento de água se dará em até 48 horas, de acordo com a pressurização da rede.

Pane elétrica em Estação de Tratamento suspende fornecimento de água em bairros de Natal; veja quais

A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) interrompeu o fornecimento de água em 19 bairros de Natal após uma pane elétrica registrada a madrugada desta quinta-feira (5) na Estação de Tratamento de Água do Jiqui (ETA). Segundo o órgão, a expectativa é de que o fornecimento seja normalizado em até 48h após vistoria da Companhia Elétrica do Rio Grande do Norte (Cosern).

Os bairros afetados são: Alecrim, Areia Preta, Bom Pastor, Candelária, Capim Macio, Cidade Alta,  Cidade da Esperança, Cidade Nova, Dix-Sept Rosado, Felipe Camarão, Lagoa Nova, Lagoa Seca, Mãe Luiza, Nazaré, Neópolis, Nova Descoberta, Petrópolis, Ribeira e Tirol.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Rafael Pinheiro disse:

    FORA FÁTIMA!

Caern realiza análises de qualidade da água no Açude Dourado, que agora transborda para o Gargalheiras, em Acari

Foto: CAERN/Assecom

Com as recentes chuvas, o Açude Dourado, em Currais Novos, que contava com menos de 2% de sua capacidade na sexta-feira (28), atingiu sua capacidade máxima nas primeiras horas dessa terça-feira (03). O manancial, devido à inviabilidade do Açude Marechal Dutra (Gargalheiras), tem sido nos últimos anos a única fonte de abastecimento da cidade de Currais Novos. Ainda na terça-feira (03), foram feitas as primeiras análises da água acumulada.

Para se ter uma ideia de quanta água entrou no açude Dourado, basta fazer um comparativo do volume de água do dia 28 de fevereiro, que era de 282 milhões de litros de água e da medição da terça (03), já em capacidade total de 10,3 milhões de metros cúbicos, o equivalente a mais de 10 bilhões de litros de água. Um cenário muito positivo e que há anos não ocorria. A água, que agora transborda no Dourado, segue para o Gargalheiras, em Acari.

Porém, a recarga do manancial altera a qualidade da água e são necessárias análises para garantir o padrão da água fornecida. Uma vez que os primeiros resultados não foram satisfatórios, o abastecimento da cidade terá que ser reforçado pelo Gargalheiras, com incremento de 60% a mais no abastecimento da cidade. Devido a isso, o fornecimento de água de Currais Novos precisará ser interrompido nesta quarta-feira (04) para ajustes no Sistema de Abastecimento.

Atualmente, de acordo com dados do Instituto de Gestão de Águas do Rio Grande do Norte (Igarn) desta terça-feira (03), o Gargalheiras está com o volume de 8,41% com tendência de aumento, com a contribuição vinda do Dourado.

HISTÓRICO

Em 7 de fevereiro deste ano, o Gargalheiras estava com 6,79% de sua capacidade. O Dourado estava com menos de 2% na sexta-feira (28/02) e com previsão de abastecimento por, no máximo, dez dias. Já no sábado (29), a Caern teve que retirar as bombas que estavam dentro do açude, porque o volume elevou rapidamente. Na madrugada desta terça-feira (3), o Dourado sangrou.

O Dourado vinha abastecendo sozinho, desde 2015, a cidade de Currais Novos, na região Seridó, em sistema de rodízio, onde a cidade está dividida em dois setores. Antes da escassez hídrica, o açude era responsável por apenas 30% do fornecimento de água da cidade, complementando os 70% da água provenientes do Gargalheiras, que deixou de abastecer Currais Novos em setembro de 2015.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Zé Lopes disse:

    A água está chegando em Acari com muita lama, era melhor lavar essa água antes de entrar nos açudes! Culpa de Bolssonaro!

Caern alerta para riscos e transtornos das ligações clandestinas de esgoto, com agravante em Natal

Sempre nos períodos chuvosos, o problema se intensifica: As ligações indevidas de água pluvial na rede de esgotos provocam transbordamento, transtornos, entre outras consequências. A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) registra em sua Central de Atendimento o aumento no número de chamadas com reclamações para este problema. E lembra que o uso correto dos sistemas de esgotamento e de drenagem (de responsabilidade das prefeituras) é a melhor forma de evitar situações como essas.

A rede de esgotamento sanitário é projetada para conduzir efluentes domésticos. Sua tubulação está dimensionada para isso e, dessa forma, deve receber apenas água servida oriunda da cozinha, banheiros e área de serviço dos imóveis. Como ela não é dimensionada para água de chuva, quando essa ligação ocorre, o encanamento não aguenta o volume extra e transborda.

No caso de Natal, há um agravante do problema, pois há ruas com esgotamento sanitário, mas sem sistemas de drenagem. Por causa disso, algumas pessoas querem escoar a água de chuva pela rede de esgoto e, em períodos chuvosos, as ligações clandestinas geram diversos transtornos. Frequentemente, em vias em que há alagamentos, os poços de visita da Companhia acabam funcionando como ralos, pois a água acaba entrando no coletor.

Para as equipes que trabalham nas ruas, um indicativo de que a rede de esgoto está recebendo material inapropriado é quando há grande quantidade de areia nas tubulações. A presença desse material pode acabar retardando o conserto, pois exige que a equipe faça a sua retirada de dentro da rede, demandando um tempo maior.

Além do entupimento da rede, que provoca transtornos como mau cheiro, sujeira, esgoto retornando pelos ralos dos imóveis, doenças como diarreia, hepatite e gastroenterite, a ligação clandestina também traz o risco de comprometimento de estações elevatórias de esgotos (EEE), que não suportam a alta carga nas bombas para lidar com o volume extra de água e o rompimento de tubulações de esgoto. Ela pode atrapalhar o tratamento biológico, pois “dilui” o esgoto.

CRIME

A ligação clandestina na rede de esgoto é considerada crime ambiental, podendo o infrator ser responsabilizado criminalmente. Fora as multas aplicadas. Os valores são calculados de acordo com a quantia da tarifa mínima de cada categoria de usuário, de acordo com Tabela de Serviços e Multas da Caern, e multiplicados em 20 vezes, com exceção da tarifa social (10 vezes). Por exemplo: a infração cometida por um cliente residencial terá multa calculada igual a 20 vezes R$ 39,99 (atual tarifa mínima da categoria), totalizando R$ 799,80.

Os usuários devem, antes de operar qualquer ligação, procurar saber informações contatando os órgãos prestadores de serviços. Em caso de água pluvial, tratar com a prefeitura; já no caso de esgoto, o canal de atendimento é o telefone 115.

CURRAIS NOVOS

Embora o problema da ligação clandestina seja mais recorrente em Natal, as cidades do interior do Estado também enfrentam situações desse tipo. Um exemplo é Currais Novos, na região Seridó do Estado, onde o escritório da companhia tem detectado ocorrências de destinação irregular de água de chuva na tubulação de esgotos.

No ano passado, em Caicó, também na região Seridó, a Regional Seridó da Caern executou uma ação de fiscalização para coibir casos de ligação irregular de esgoto. Denúncias chegaram à companhia dando conta de ligações indevidas numa rede coletora não concluída, na Zona Norte da cidade.

Neste começo de 2020, novas ocorrências foram registradas. Ao mesmo tempo em que orienta a população sobre a gravidade do problema, a Caern também recomenda que casos desse tipo sejam denunciados pela população, nos canais de atendimento da companhia, a fim de se possa combater a prática com mais eficácia.

Campanha de negociação de débitos da Caern entra nos últimos dias

A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) entra nos últimos dias da campanha de renegociação de débitos em atraso para clientes que queiram aproveitar as condições especiais para ficar em dia. A campanha vai até o dia 28 de fevereiro. Como nas edições anteriores, a iniciativa tem se mostrado um sucesso, com a grande procura nos escritórios da Caern.

Até agora, foram negociados 2.847 débitos, representando um montante de R$ 3 milhões, 318 mil. Segundo o superintendente comercial da Caern, Giordano Filqueira, a previsão é que a campanha encerre o mês com a negociação de mais de quatro mil débitos, e arrecadação superando os R$ 4 milhões e 700 mil.

As condições são as mesmas apresentadas no ano passado, na primeira campanha. Os pagamentos à vista terão dispensados os juros e multa por atraso. Para os parcelamentos, dependendo do valor da entrada, será dispensado até 70% do valor de juros e multa. Será mantida a correção monetária. A entrada mínima continua sendo de 10% do valor do débito e o prazo máximo para parcelamentos será mantido em 48 meses.

O usuário com dívida atrasada também pode fazer outro parcelamento, mesmo que já esteja pagando parcelas de uma negociação anterior. Nesse caso, o valor da dívida a ser negociada é somado ao saldo devedor restante do parcelamento anterior e o total é parcelado em até 48 meses, com entrada de 20%.

Para fazer o acordo, o cliente pode procurar o escritório mais próximo de sua casa. As negociações não poderão ser feitas pela internet. Em todos os parcelamentos feitos, a parcela a ser paga não pode ser inferior a 50% do valor da fatura média do cliente. A campanha é válida apenas para o mês de fevereiro.

Caern reativa sistema do açude Gargalheiras em fase de testes

Foto: Divulgação/Caern

As chuvas no Seridó fizeram o açude Marechal Dutra, o Gargalheiras, atingir a marca de 6,79% de medição volumétrica. Por este motivo, a Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) iniciou em fase de testes a reativação da captação de água pelo manancial. De acordo com a gerente da Regional Seridó, Rosi Gurgel, estão sendo observadas as condições operacionais como vazão e qualidade da água, para a captação ser feita definitivamente pelo Gargalheiras.

A Caern deixou de captar água pelo Gargalheiras em 1º de setembro de 2015. A princípio, quando o sistema for colocado definitivamente em funcionamento, Acari terá seu abastecimento por rodízio. Já Currais Novos continuará sendo abastecida pelo açude Dourado. De toda forma, a Caern está trabalhando na reativação do sistema que vai do Gargalheiras para Currais Novos. Caso o açude Dourado entre em colapso, o abastecimento volta a ser pelo Gargalheiras.

Mesmo com as últimas chuvas, é necessário compreender, que a recuperação de mananciais leva tempo e necessita de bons volumes de chuvas. É importante que a população colabore fazendo uso racional da água em todas as regiões do Estado.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Tata disse:

    6% por cento e já querem tirar água do Gargalheiras? Imoral, e se parar de chover ?

Caern está com inscrições abertas até esta sexta para vagas de estágio

A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) abriu inscrições para vagas de estágio de nível superior e técnico, até esta sexta-feira (7). As vagas são para as cidades Natal, Parnamirim e Macaíba. Os candidatos precisam comprovar ter o MC ou Índice equivalente, igual ou superior a 7,0; ter cursado, no mínimo, 50% da carga horária de seu curso; e ter vínculo futuro com a Instituição de Ensino no mínimo de 1 ano.

Para se inscrever envie Currículo e Histórico Escolar atualizados para: está[email protected] (Colocar a vaga no assunto do e-mail); cadastrar-se no CIEE (Centro de Integração Empresa Escola) através do site: www.ciee.org.br.

O Processo Seletivo de Estágio terá caráter eliminatório e classificatório e será realizado por meio de: Nota do MC ou Índice equivalente (7,0 a 10,0); Prova de Português e Matemática (0,0 a 10,0) e Entrevista Técnica (0,0 a 10,0).

Cursos

Administração – Ciências Econômicas – Direito – Engenharia Ambiental – Engenharia Civil -Engenharia de Produção – Engenharia Mecânica – Técnico em Edificações – Controle Ambiental.

Mais informações através do telefone (84) 3232-4149 em horário comercial.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. F. Rúdar disse:

    Boa noite, eu não consigo acessar pelo CIEE.
    Existe outta maneira de fazera inscrição ?

  2. Jaqueline Dantas disse:

    Gosto muito desse trabalho

Caern lança primeira campanha de renegociação de débitos do ano

A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) começa 2020 trazendo vantagens para o cliente. Fevereiro chegando, mês da alegria do Carnaval, a Caern aproveita o clima positivo da folia para reeditar sua campanha de renegociação de débitos em atraso com as condições especiais que marcaram a grande procura em 2019. A partir do dia 3 de fevereiro, os usuários com conta em atraso já podem procurar os escritórios da Caern.

Como nas campanhas anteriores, para os pagamentos à vista serão dispensados os juros e multa por atraso. Para os parcelamentos, dependendo do valor da entrada, será dispensado até 70% do valor de juros e multa. Será mantida a correção monetária. A entrada mínima continua sendo de 10% do valor do débito e o prazo máximo para parcelamentos será mantido em 48 meses.

O usuário com dívida atrasada também pode fazer outro parcelamento, mesmo que já esteja pagando parcelas de uma negociação anterior. Nesse caso, o valor da dívida a ser negociada é somado ao saldo devedor restante do parcelamento anterior e o total é parcelado em até 48 meses, com entrada de 20%.

As campanhas de renegociação que a Caern vem editando têm o objetivo de diminuir a inadimplência.

Para fazer o acordo, o cliente pode procurar o escritório mais próximo de sua casa. As negociações não poderão ser feitas pela internet. Em todos os parcelamentos feitos, a parcela a ser paga não pode ser inferior a 50% do valor da fatura média do cliente. A campanha é válida apenas para o mês de fevereiro.

Caern trabalha no conserto de vazamento em adutora de Acari

Foto: CAERN/ASSECOM

Equipes da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) estão trabalhando no reparo de um vazamento detectado na adutora emergencial que atende a cidade de Acari, na região Seridó do Estado. O vazamento fica localizado em Florânia. Por causa do serviço, a cidade de Acari está com o abastecimento suspenso e, por enquanto, não há previsão de retorno. Logo que o conserto for concluído, o sistema volta a operar e a Caern está empenhada em executá-lo no menor tempo possível.

A Companhia também já está trabalhando para colocar em funcionamento o sistema de abastecimento a partir do Açude Gargalheiras. Assim, o fornecimento de água para a população de Acari terá significativa melhora. A previsão é que os serviços sejam concluídos em cerca de 20 dias.

Caern alerta para os cuidados com a limpeza dos reservatórios, especialmente, no período de veraneio

FOTO: CAERN/ADM

Com o início do mês de janeiro e o aumento da temperatura no Rio Grande do Norte, as famílias optam por se deslocar para casas de praia, geralmente em locais afastados e que na maioria das vezes permanecem fechadas por vários meses.

A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) alerta para os cuidados necessários antes de utilizar a água contida nos reservatórios por tempo prolongado, principalmente no veraneio.

A recomendação da Companhia é esvaziar a caixa d’água utilizando a água para a limpeza da casa, evitando consumo desnecessário, e adotar as instruções apontadas pelos técnicos da empresa.

Para os imóveis ocupados, a empresa aconselha lavar o reservatório a cada seis meses, para garantir a qualidade da água que sai pelas torneiras.

A água parada nessas caixas ou cisternas por meses seguidos, sem renovação, é alvo de insetos e ratos que contaminam o produto com fezes e urina, provocando doenças.

Mesmo que haja preocupação em não desperdiçar água, a Caern orienta não consumir a água das caixas, até que seja substituída, após a limpeza do reservatório.

ORIENTAÇÕES

O gerente de Qualidade da Água e Meio Ambiente da Caern, Lamarcos Teixeira, orienta que a limpeza do reservatório deve ser feita a cada seis meses, seguindo passo a passo as orientações da companhia ou empresa especializada:

1. Fechar o registro de entrada da caixa d’água e abrir as torneiras para utilizar a água que vai ser eliminada da caixa, nos diversos serviços de limpeza da casa evitando o desperdício;

2. Quando restar 20 centímetros de água no reservatório, fechar todas as torneiras e começar a lavagem. Utilizar uma vassoura nova ou escova para esfregar as paredes e fundo da caixa d’água;

3. Abrir as torneiras e esvaziar a caixa, sempre agitando a água suja que restou;

4.Preparar uma mistura na proporção de um litro de água sanitária para 10 litros de água;

5. Aplicar com uma brocha nova ou pincel largo (modelo utilizado para pintura à cal), espalhando a solução nas paredes e fundo da caixa d’água;

6. Esperar a mistura agir durante 30 minutos para desinfecção;

7. Após esse tempo, abrir novamente todas as torneiras para eliminar a mistura e limpar os canos;

8. Abrir o registro de entrada para colocar água limpa, na altura de 20 centímetros a fim de enxaguar a caixa;

9. Esfregar as paredes e o fundo do reservatório e em seguida esvaziá-lo;

10. Repetir a operação com outros 20 centímetros de água limpa. Esvaziar o reservatório que está pronto para receber a água limpa. Por fim, abrir o registro de entrada para encher a caixa com água da Caern.

Lamarcos ressalta que essa prática deve ser rotina nos imóveis, duas vezes ao ano para garantir a qualidade da água distribuída pela companhia, em todo Estado.