Parada de abastecimento para ‘melhorias’ afeta seis bairros em Natal neste domingo, informa Caern

FOTO: CAERN/ASSECOM

Uma parada programada no abastecimento de água vai afetar seis bairros de Natal neste domingo (21). A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) vai realizar a instalação de dois registros na rede de distribuição que abastece Bom Pastor, Dix-sept Rosado, Lagoa Nova, Lagoa Seca, Nazaré e Nova Descoberta.

A intervenção trará melhorias à população que recebe água pela estação elevatória (bombeamento de água) Lagoa Nova II, tendo em vista que os registros permitem isolamentos mais específicos, em áreas menores, para retirada de vazamentos na rede de água. Consequentemente, diminuindo também as áreas afetadas com falta d’água durante estes serviços de manutenção, que necessitam a interrupção do abastecimento.

Para realizar a instalação dos registros (um deles na Avenida Miguel Castro com a Avenida 06 e outro na Avenida Nascimento de Castro com a Avenida 06) será necessário interromper o abastecimento às 5h da manhã de domingo, tendo previsão de conclusão no fim da tarde.

Logo depois será retomado o abastecimento, com estimativa de aproximadamente 48 horas para normalizar o abastecimento aos bairros afetados, de acordo com a pressurização gradual da rede de água.

Readequação proposta pela Caern ‘trava’ recursos e serviços na obra de saneamento de Parnamirim e provoca perda de trabalho de 500 operários no município

As obras de saneamento no município de Parnamirim, na Grande Natal, avaliadas recentemente como de melhor desempenho nacional nesse segmento, com dois anos em execução e programada para ser entregue em julho deste ano, vem sofrendo uma sucessão de baixas, e corre risco de ficar parada, desde o pretexto de “readequação” do projeto, solicitado pela Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern).

A obra no valor de R$ 160 milhões , dos quais R$ 100 milhões já foram gastos, via recursos do governo federal, sofre com o imbróglio da readequação solicitada pela Caern. Nesse meio tempo, a obra que tinha 700 operários, hoje deve ter 120. A Prefeitura informa que essa burocracia já foi responsável por mais de 550 vagas de trabalho ceifadas.

A Prefeitura de Parnamirim entende que essa readequação, até hoje não publicada, não avança diante da dependência da Caern sobre o seu jurídico, que parece não evoluir sobre o entendimento da parte técnica de obra, o que só faz alimentar o impasse.

Para o município trampolim, a grande questão é que a Caern quer que o Município assuma o serviço que não está na planilha. Nesse entrave, o órgão entende que o prefeito deva assumir a obra, enquanto a Prefeitura de Parnamirim é taxativa que não, e pede que a readequação seja colocada em prática, para continuidade e finalização da obra. Posteriormente, o Município confirmou que discutirá a questão na justiça, independente do andamento da obra.

A Prefeitura de Parnamirim ainda reforça que a Caern deve 28 milhões de reajustamento, atrasados com respectivos juros e correção monetária de um montante não pago. O Município também destaca que uma equipe reduzida segue fazendo fechamento de ruas esburacadas pelos serviços e recapeamento asfáltico, por respeito e segurança a população, e informa que esse trabalho deve ser concluído até o final do mês, período que a obra deverá parar em 100%.

O que acontece com a obra do saneamento de Parnamirim, executada pela Caern? Mais de 500 funcionários já foram demitidos. Na CEF e no ministério, a informação é que recursos não faltaram para a obra que até junho de 2020 tinha o melhor desempenho entre todas as obras de saneamento executadas com recurso do OGU no país. No portal da Caixa, a informação que 100 milhões foram executados – canos enterrados – e restam para liberação mais 60 milhões, desde que tenham obras. Com a palavra a Caern e a prefeitura de Parnamirim.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. João Macena disse:

    Mais uma vez, eu tenho a certeza: privatização da Caern Já! João Macena.

  2. Azevedo disse:

    Isso é briga política, o governo do estado sempre querendo prejudicar o seu maior cliente, o cidadão de bem. Temos que privatizar essa merda dessa CAERN que só faz dar prejuízo o mais rápido possível.

  3. Luiza disse:

    Privatização já passou da hora há décadas!

Após problema de alta complexidade, Caern religa poço de Tibau e água normaliza em 48 horas

Foto: Ilustrativa

A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) religou, no final da noite dessa quinta-feira (14), o poço da cidade de Tibau. A água foi reservada ao longo da madrugada para ser distribuída. Às 5h da manhã desta sexta-feira (15), começou a distribuição. A previsão é que a normalização ocorra em 48 horas para Tibau. Para atendimento, a cidade foi dividida em duas.

Nesta sexta-feira (15), a água irá para o setor do Centro, e por volta das 5h da manhã do sábado irá para o setor das Emanuelas. Ao constatar o aumento de vazão no poço, que ocorreu após o desgaste da bomba presa à tubulação, a Caern decidiu aproveitar a água captada para distribuir na cidade. Foi colocada um novo conjunto motobomba, equipamento de grande porte, para captar água a uma profundidade de 180 metros.

De acordo com o gerente da Regional Oeste, Márcio Bruno Dantas, o poço estará sendo monitorado, pois passou por uma recuperação recente. “Continuaremos acompanhando o desempenho do poço. Pois tivemos um problema de alta complexidade e vamos manter o monitoramento do mesmo”, ressalta.

Esforços operacionais foram feitos pela equipe da Caern e Geopetro, que diuturnamente, permaneceram trabalhando para retomar o abastecimento da cidade. Diante um problema complexo, que envolveu equipamentos de grande porte e o desafio de trabalhar com a bomba que ficou a 380 metros de profundidade, as equipes mantiveram o foco para garantir o resultado positivo.

CONFIRA AS AÇÕES DA CAERN

29/12 – Início do problema com a queda dos componentes (colunas, cabos e conjunto motobomba) no poço. A bomba caiu quando a Companhia realizava o rebaixamento do equipamento, a ação era necessária pela redução do nível da água no poço.

30/12 – Içamento (pescaria) dos equipamentos. A Caern retirou os cabos e colunas do poço, entretanto a bomba ficou presa a uma profundidade de 380 metros.

31/12 – Caern tentou montar o poço com outra bomba, mas não teve sucesso, pois a bomba presa impedia a passagem de água que seria bombeada

01/01 – Foram feitas outras tentativas de colocar o poço para funcionar

02/01 – Caern confecciona novo equipamento pescador, de grande porte, para içar bomba

03/01 – O pescador é utilizado no poço, com tentativas realizadas até a madrugada de 04/01, foram retirados do poço, canos PVC e resto de cabos com auxílio de guindaste.

04/01 – Foram realizadas três tentativas de pescas sem sucesso, em cada descida eram feitos ajustes no pescador. O serviço seguiu até a manhã desta terça-feira (5)

05/01 – Caern está em tratativas para utilizar uma sonda para resgate da bomba

06/01 – Será iniciado o trabalho com uma sonda

08/01 – A sonda retirou parte de peças da tubulação

09/01 – Um novo pescador foi confeccionado para fazer rotação e puxar a bomba (serviço em oficina). Equipe trabalhou até a manhã de domingo (10). Mais equipamentos foram retirados, mas cerca de um metro da bomba ainda permaneceu presa à tubulação

10/01 – Serviços de tornearia e nova adaptação da ferramenta denominada pescador (serviço realizado em oficina).

11/01 – Houve limpeza do poço e avaliação de passagem de água. A sonda continuou fazendo a rotação (girando) a bomba presa à tubulação.

12/01 – O pescador, que é uma peça de grande diâmetro e altura foi alterada, com a construção de ganchos, para que a mesma prendesse e fizesse o desgaste da lateral da bomba. A ferramenta ficava girando e desgastando a bomba

13/01 – Durante a manhã, a ferramenta continou fazendo o desgaste da bomba. As medidas operacionais surtiram efeito e a passagem da água foi constatada. Serviço com a sonda continua para desgastar e fazer a retirada da mesma.

14/01 – Boa vazão de água permite religar o poço com o uso de outra bomba, bem acima da que está presa.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Carlos disse:

    Noticia release da Caern. Foram incompetentes e ponto. No mais é ver os comentários dos babões e dos esquerdas que piram com a lentidão, q independente da complexidade deveria ser feita com a máxima urgência. Queria ver se fosse uma empresa privada. Ia ter um monte de multas… no caso da Caern vamos ver apenas parabéns dos que não querem perder seus empregos.

  2. Valter disse:

    Parabéns a cada um da CAERN, GEOPETRO e demais envolvidos nessa obra complexa.

  3. Ivanaldo Pessoa de Medeiros disse:

    Queria informar que quem resolveu o problema do poço foi uma empresa ( geometro), contratada para executar e executou a tarefa. A Caern ficou só olhando e após conclusão, entregou para a Caern agora quer ter o mérito.

  4. Calígula disse:

    Já disse e repito, tem que privatizar essa CAERN.
    CAERN sinônimo de fracasso incompetência.

Caern segue com serviço de alta complexidade com sonda para retomar abastecimento em Tibau, prejudicado nos últimos dias

O serviço continuado com a sonda rotativa no poço de Tibau alcançaram resultados positivos. A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) já constatou a subida de água com boa vazão no poço da cidade. Antes do trabalho com a sonda, a bomba impedia completamente o fluxo do líquido. A descida de ferramentas específicas que fizeram a rotação e o desgaste em torno da bomba ajudaram a diminuir a pressão do equipamento na tubulação e permitiu a passagem da água. Ao longo desta quinta-feira (14), novos testes de vazão de água e avaliação da situação da bomba serão feitos.

O poço capta água subterrânea, a cerca de mil metros. A água entra pela tubulação, sobe até próximo ao solo e a bomba é o equipamento que joga a água para o reservatório da cidade. Com a queda da bomba a 380 metros do subsolo, ela ficou presa em uma parte da tubulação que é mais reduzida e não permitiu mais a passagem da água captada a mil metros.

“Nós estamos trabalhando para aliviar a pressão lateral da bomba. A permanência da bomba na tubulação pode ser comparada a uma rolha em uma garrafa. No nosso trabalho, é preciso imprimir uma pressão maior do que a pressão da bomba presa à tubulação” ressalta Márcio Bruno, gerente da Regional Oeste.

Uma ferramenta de grande porte, com diâmetro de 30 centímetros, desceu várias vezes ao longo dos últimos dias, tanto para corroer o equipamento, como para puxar o equipamento preso à tubulação. É importante destacar que o serviço é complexo, feito a 380 metros do subsolo. Para ser ter uma ideia, somente para a ferramenta chegar até a bomba é necessária uma hora. Ela permanece rotacionando no subsolo para desgastar a bomba. E leva mais uma hora para ser içada de volta. “É um serviço de alta complexidade. Nós estamos, equipe Caern e Geopetro, fazendo todo o esforço para resolver o problema do poço. Estamos trabalhando desde o ocorrido para termos resultados positivos”, reforça Márcio.

Também foi feita a injeção de ar para ajudar na retirada da bomba. O objetivo é levantar e retirar todo o material que existia na tubulação. “Estamos observando que está havendo contribuição de água no poço. Que é um ótimo indicador”, avalia Márcio.

UTILIDADE PÚBLICA: Caern prorroga prazo de campanha de negociação de débitos

Foto: Cedida

A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) entrou no clima da black Friday e decidiu prorrogar o prazo final da campanha de negociação de débitos em condições especiais. Devido à boa receptividade entre os consumidores, as facilidades oferecidas aos clientes com débitos em atraso estarão valendo até o dia 30 de novembro. Mais prazo e mais comodidade para ficar em dia com as contas de água.

Mantendo as faturas em dia, além de evitar registros de inadimplência, o usuário também está ajudando a garantir a manutenção de um serviço de qualidade. A Caern registra um alto índice de inadimplência em todo o Estado. No início da campanha, em outubro, a companhia registrava aproximadamente 75 mil faturas em atraso, representando R$ 58 milhões em débitos atrasados.

A repercussão da campanha foi das melhores. De 13 de outubro até 9 de novembro, foram negociados quase 10% dos valores que estavam em aberto. A companhia conseguiu negociar 4.335 faturas atrasadas, no valor total de R$ 5,6 milhões. “As condições de parcelamento estão muito atrativas, com 10% de entrada e o restante em até 36 vezes”, comenta o superintendente comercial da Caern, Giordano Filgueira.

Ele também lembra que a retomada dos cortes em casos de débitos de mais de 30 dias de atraso, que estavam suspensos desde março, foi outro fator que aumentou a procura pela negociação. O fim da política de suspensão de cortes motivou o cliente a se informar sobre as condições e regularizar sua situação de débitos, de maneira a garantir o fornecimento deste serviço essencial.

PARCELAMENTOS

O valor da entrada para o parcelamento pode ser incluído na própria fatura. A parcela mínima corresponde a 50% do valor médio da fatura. Assim, se o consumidor tem uma fatura mensal média de R$60, o seu valor mínimo para a parcela é de R$30, respeitando a incidência de juros, multas e atualização monetária.

O parcelamento pode ser feito pelo Whatsapp (84) 98137-2343, na Agência Virtual (caern.com.br), através do link parcelamento de dívidas, ou nos escritórios de atendimento, mediante agendamento prévio na Agência Virtual ou no endereço agendamento.caern.com.br.

É possível negociar as faturas com o cartão de crédito, sem entrada, com isenção de juros e multas, em até 12 vezes e com parcela mínima de R$5. A forma de negociação é a mesma da outra modalidade.

Caern informa paralisação de abastecimento para serviço em município da Grande Natal nesta quinta-feira

FOTO: CAERN/ASSECOM

Equipes da Companhia de Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) irão realizar um serviço de adequação na Estação Elevatória de Água Tratada Granja Recreio, que faz parte do abastecimento da cidade de Macaíba.

Com isso, haverá paralisação do bombeamento na estação pelo período de 5 a 6 horas da próxima quinta-feira (1), o que afetará o abastecimento de toda a zona urbana de Macaíba e também da população abastecida pela Adutora da Reta Tabajara.

Os serviços serão realizados em conjunto com a companhia de energia elétrica e visam se adequar às exigências do Mercado Livre de Energia.

Após a conclusão do serviço, o sistema de bombeamento será religado, mas a previsão para a normalização completa do fornecimento de água é de até 48 horas. A Caern recomenda que as famílias reservem água para uso no período.

FOTO: Assaltantes roubam na Grande Natal carro usado por trabalhadores terceirizados da Caern

Foto: Divulgação

O portal G1-RN noticia que o dia de trabalho começou de forma tumultuada nesta quinta-feira (17) para uma equipe de trabalhadores que fazem serviço terceirizado para a Companhia de Águas do Rio Grande do Norte (Caern). O carro usado por eles, modelo Strada de cor cinza, foi roubado quando chegavam para o trabalho. De acordo com a matéria, a ação criminosa foi registrada no bairro Liberdade, em Parnamirim, na Grande Natal.

Segundo o portal, quatro criminosos, armados, chegaram em uma picape branca, anunciaram o assalto e levaram o carro, que tem identificação da empresa e da Caern. Ainda segundo o portal, mesmo após o crime, as vítimas continuaram trabalhando, enquanto o dono do veículo buscava ajuda da polícia.

Texto na íntegra aqui.

Dez bairros de Natal terão abastecimento de água suspenso nesta segunda para manutenção em estação da Caern

Foto: CAERN/ASSECOM

Os bairros de Lagoa Nova, Lagoa Seca, Nova Descoberta, Nazaré, Quintas, Dix-Sept Rosado, Alecrim, Quintas, Nordeste e Bom Pastor terão uma parada programada no abastecimento, nesta segunda-feira (22), para a realização de uma manutenção corretiva na Estação Elevatória de Água (EEA) de Lagoa Nova II.

A manutenção será necessária para a substituição de dois registros de 500 mm no recalque e na sucção da elevatória, o que pode gerar a suspensão ou redução no abastecimento dessas localidades.

O trabalho deve ser iniciado às 8h e concluído às 17h de segunda-feira, quando sistema volta a operar. O restabelecimento do abastecimento nesses bairros se dará em até 72 horas após a conclusão dos serviços.

Serviço de manutenção da Caern interrompe abastecimento de água em bairros de Natal

Foto: Caern/Assecom

A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) conclui nesta segunda-feira (27) serviços de manutenção e retirada de vazamentos que afetaram o abastecimento de água de bairros da Zona Sul no último fim de semana.

Além do serviço de substituição de equipamento (booster) no Bairro Nordeste, que será concluído ainda nesta manhã, equipes trabalham ainda no conserto de dois vazamentos.

Um deles é na Rua Perito José Lourenço, esquina com a Avenida Jaguarari. Nesse serviço, além da retirada do vazamento, será feita a manutenção das captações Lagoa Nova I e II. Os bairros afetados são Lagoa Nova, Lagoa Seca, Nova Descoberta, Nazaré, Bom Pastor, Alecrim, Dix-Sept Rosado, Nordeste e Quintas. A conclusão está prevista para esta tarde. Com a retomada do abastecimento, a normalização completa se dará em até 48 horas.

Outro vazamento é na Rua José Seabra, em Capim Macio. O conserto será concluído na parte da manhã, com a normalização do abastecimento no bairro se dando em até 24 horas.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. thiago augusto disse:

    em ponta negra está faltando todo final de semana.
    semana passada começou na sexta e só voltou ao normal hoje de manhã

Caern interdita trecho da Av. Alberto Maranhão em Mossoró nesta segunda

Foto: Caern/Assecom

A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) irá interditar trecho da avenida Alberto Maranhão, nas duas vias, na altura da Afonso Pena e Delfim Moreira, a partir das 9h, desta segunda-feira (27), em Mossoró. A orientação é que os motoristas e pedestres evitem o trecho que possui diversas outras alternativas viárias para tráfego de veículos.

O serviço realizado será o conserto do coletor tronco de esgotos que rompeu devido a grande quantidade de efluentes de chuvas conectados irregularmente na tubulação. A Caern prevê que parte da via seja liberada no final da tarde de terça-feira (28). O serviço poderá demorar mais tempo, caso ocorram chuvas.

A manutenção exige cuidados redobrados com a segurança, pois a tubulação está a três metros de profundidade e a tubulação é de grande diâmetro. A execução deve ser feita seguindo todas as normas de segurança para proteger os empregados da Caern e a população. Mais uma vez, é importante pedir a população, que não se aproxime do serviço e aos veículos que contribuam com a movimentação dos caernianos que estarão executando o trabalho na rua.

Isolamento social e medidas de higiene: Caern orienta combate à Covid 19 com uso racional da água

Foto: Caern/Assecom

O isolamento social e as medidas de higiene são fundamentais para a redução da curva de contágio da Covid 19. Neste momento, todas as famílias travam a batalha da limpeza para eliminar o inimigo invisível. A equipe da Gerência de Qualidade do Produto em Meio Ambiente da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) orienta sobre como manter a higiene sem desperdiçar água.

Com a informação certa, as famílias se protegem e evitam o uso descontrolado da água. É uma tendência mundial que o consumo de água aumente durante a pandemia, pois as ações de limpeza são intensificadas. Daí a importância de adotar posturas corretas quanto ao uso da água.

De acordo com o gerente de Qualidade do Produto e Meio Ambiente, Francisco Canindé de Morais Filho, a água é fundamental para eliminarmos o vírus e por isso devemos pensar nela como nossa principal aliada. “Durante a realização de tarefas, devemos fazer o planejamento das ações e não usar a água de forma desordenada”, ressalta.

Francisco Canindé, que é engenheiro químico, coordena as equipes que realizam testes laboratoriais em todo o Estado para atestar a qualidade da água e realizam trabalho de educação ambiental. Uma das integrantes da equipe é a socióloga Marília Adelino, que relata que a Organização Mundial de Saúde já enfatizou a importância e a centralidade da lavagem frequente das mãos com água e sabão como sendo a principal medida de proteção contra a doença Covid-19.

“Mais uma vez, a água vem nos provar a sua importância e sua centralidade para a manutenção da vida no planeta, e por isso, precisamos usá-la de forma consciente, evitando desperdícios”, acrescenta Marília. Abaixo orientações para que possamos contribuir para a economia de água, preservando a nossa saúde. Assim como água e sabão são grandes aliados na lavagem da mão e do corpo, a água sanitária é aliada na limpeza de superfícies. Fique atento ao rótulo da água sanitária, pois ela deve ter a concentração de cloro ativo de 2% a 2,5%. Lembre-se também da importância da diluição do produto como medida protetiva contra as alergias. Na rua ou quando não puder lavar as mãos, use álcool gel 70.

Orientações

• Na lavagem das mãos: mantenha a torneira fechada enquanto ensaboa as mãos. Esse processo de lavagem das mãos deve durar, em média, 20 segundos para garantir a eficiência da limpeza. Por isso a importância de fechar a torneira e evitar o desperdício de água;

• Na limpeza das pias, torneiras, maçanetas, chaves, interruptores, superfícies em geral: utilize uma solução antisséptica caseira composta por 25 ml de água sanitária diluída em um litro de água. Basta colocar em um recipiente com tampa ou borrifador e aplicar nas superfícies com um auxílio de um pano macio;

• Na limpeza das embalagens dos produtos comprados em supermercados: as embalagens podem ser lavadas com água e sabão ou pode ser utilizada a mesma solução citada anteriormente. Com o auxílio de um borrifador lance a solução das embalagens e após 20 segundos remova o produto com um pano macio;

• Na desinfecção de frutas e verduras: Antes de armazená-las na sua casa, lave as verduras com um sabão/detergente líquido neutro, enxugando-as e secando-as bem. Antes de consumir esses alimentos pode ser utilizada uma solução de sanitização composta por uma colher de sopa de água sanitária para cada litro de água.

• A higiene e desinfecção de frutas e verduras pode ser feita colocando-as em um recipiente com essa solução durante.10 minutos. Dessa forma, os alimentos estarão prontos para consumo, sem a necessidade do uso de água para a lavagem individual, a cada vez que forem consumidos;

• Na lavagem das roupas: ao chegar em casa, coloque as roupas usadas dentro de sacos plásticos e acondicione em cestos com tampa. Não misture as suas roupas utilizadas na rua com as dos outros membros da sua família. Realize a lavagem quando tiver uma quantidade suficiente para preencher a máquina. Isso ajudará a reduzir o consumo, sem comprometer a saúde da família. A lavagem individual de cada peça de roupa requer uma quantidade muito maior de água, elevando o consumo;

• Na limpeza de solas de sapato, pisos e áreas abertas: Uma solução composta por 50 ml de água sanitária diluída em um litro de água potável é suficiente para realizar a assepsia das solas dos calçados utilizados na rua, bem como para a desinfeção de áreas abertas.

Caern adota protocolo para empregados e atendimento ao público

Tendo em vista as recentes notícias sobre o coronavírus (COVID-19), que teve o primeiro caso registrado em Natal na noite desta quinta-feira (12), e a classificação do vírus pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como pandemia, a Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) publicou uma Resolução com medidas preventivas para os empregados, incluindo o atendimento presencial ao público.

Sendo os Núcleos de Atendimentos locais de grande fluxo de pessoas, a Caern ressalta que a maioria de seus serviços podem ser resolvidos via online, por seus diversos canais de atendimento. Além do Teleatendimento 115, onde o cliente poderá registrar ocorrências em águas e esgotos e tirar dúvidas, a Companhia disponibiliza ainda:

1) Aplicativo Caern Mobile para dispositivos móveis com acesso à internet (como tablets e celulares), podendo ser baixado para Android e IoS;

2) O Chat online pelo site www.caern.com.br e;

3) A Agência Virtual, que pode ser acessada pelo endereço eletrônico agencia.caern.com.br.

“Somente pedidos de ligações novas de água, parcelamentos débitos, mudança de titularidade na conta, mudança do cliente de imóvel e corte a pedido do cliente, que são situações que necessitam de assinatura e apresentação de documentos, necessitam da ida a um ponto de atendimento. Todas as demais podem ser solucionadas pelos canais de atendimento à distância”, explica o Superintendente Comercial da Caern, Giordano Filgueira.

Nos casos de necessidade de atendimento presencial, o funcionamento será das 8h às 16h.

Para a prevenção dos espaços de circulação do público, os empregados do atendimento estarão usando máscaras, e serão disponibilizados pontos de álcool gel na entrada dos Núcleos de Atendimento. A Companhia orienta aos clientes que evitem a ida ao atendimento presencial para os casos em que seja possível resolver via digital.

Caern realiza manutenção e 19 bairros de Natal ficam sem água nesta sexta

FOTO: Assessoria Caern

A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) realiza nesta sexta-feira (13), uma parada programada na Estações de Tratamento de Água (ETA) Jiqui.

Serão paralisadas as adutoras I e III, para uma manutenção preventiva nas subestações e para adequação ao mercado livre de energia, sendo suspenso ou reduzido o abastecimento para os seguintes bairros: Alecrim, Areia Preta, Bom Pastor, Candelária, Capim Macio, Cidade Alta, Cidade da Esperança, Cidade Nova, Dix-Sept Rosado, Felipe Camarão, Lagoa Nova, Lagoa Seca, Mãe Luiza, Nazaré, parte do bairro de Neópolis, Nova descoberta, Petrópolis, Ribeira e Tirol.

Os serviços estão previstos para ocorrer das 8h às 15h. Após retomando o abastecimento, o prazo para a completa normalização do fornecimento de água se dará em até 48 horas, de acordo com a pressurização da rede.

Pane elétrica em Estação de Tratamento suspende fornecimento de água em bairros de Natal; veja quais

A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) interrompeu o fornecimento de água em 19 bairros de Natal após uma pane elétrica registrada a madrugada desta quinta-feira (5) na Estação de Tratamento de Água do Jiqui (ETA). Segundo o órgão, a expectativa é de que o fornecimento seja normalizado em até 48h após vistoria da Companhia Elétrica do Rio Grande do Norte (Cosern).

Os bairros afetados são: Alecrim, Areia Preta, Bom Pastor, Candelária, Capim Macio, Cidade Alta,  Cidade da Esperança, Cidade Nova, Dix-Sept Rosado, Felipe Camarão, Lagoa Nova, Lagoa Seca, Mãe Luiza, Nazaré, Neópolis, Nova Descoberta, Petrópolis, Ribeira e Tirol.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Rafael Pinheiro disse:

    FORA FÁTIMA!

Caern realiza análises de qualidade da água no Açude Dourado, que agora transborda para o Gargalheiras, em Acari

Foto: CAERN/Assecom

Com as recentes chuvas, o Açude Dourado, em Currais Novos, que contava com menos de 2% de sua capacidade na sexta-feira (28), atingiu sua capacidade máxima nas primeiras horas dessa terça-feira (03). O manancial, devido à inviabilidade do Açude Marechal Dutra (Gargalheiras), tem sido nos últimos anos a única fonte de abastecimento da cidade de Currais Novos. Ainda na terça-feira (03), foram feitas as primeiras análises da água acumulada.

Para se ter uma ideia de quanta água entrou no açude Dourado, basta fazer um comparativo do volume de água do dia 28 de fevereiro, que era de 282 milhões de litros de água e da medição da terça (03), já em capacidade total de 10,3 milhões de metros cúbicos, o equivalente a mais de 10 bilhões de litros de água. Um cenário muito positivo e que há anos não ocorria. A água, que agora transborda no Dourado, segue para o Gargalheiras, em Acari.

Porém, a recarga do manancial altera a qualidade da água e são necessárias análises para garantir o padrão da água fornecida. Uma vez que os primeiros resultados não foram satisfatórios, o abastecimento da cidade terá que ser reforçado pelo Gargalheiras, com incremento de 60% a mais no abastecimento da cidade. Devido a isso, o fornecimento de água de Currais Novos precisará ser interrompido nesta quarta-feira (04) para ajustes no Sistema de Abastecimento.

Atualmente, de acordo com dados do Instituto de Gestão de Águas do Rio Grande do Norte (Igarn) desta terça-feira (03), o Gargalheiras está com o volume de 8,41% com tendência de aumento, com a contribuição vinda do Dourado.

HISTÓRICO

Em 7 de fevereiro deste ano, o Gargalheiras estava com 6,79% de sua capacidade. O Dourado estava com menos de 2% na sexta-feira (28/02) e com previsão de abastecimento por, no máximo, dez dias. Já no sábado (29), a Caern teve que retirar as bombas que estavam dentro do açude, porque o volume elevou rapidamente. Na madrugada desta terça-feira (3), o Dourado sangrou.

O Dourado vinha abastecendo sozinho, desde 2015, a cidade de Currais Novos, na região Seridó, em sistema de rodízio, onde a cidade está dividida em dois setores. Antes da escassez hídrica, o açude era responsável por apenas 30% do fornecimento de água da cidade, complementando os 70% da água provenientes do Gargalheiras, que deixou de abastecer Currais Novos em setembro de 2015.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Zé Lopes disse:

    A água está chegando em Acari com muita lama, era melhor lavar essa água antes de entrar nos açudes! Culpa de Bolssonaro!

Caern alerta para riscos e transtornos das ligações clandestinas de esgoto, com agravante em Natal

Sempre nos períodos chuvosos, o problema se intensifica: As ligações indevidas de água pluvial na rede de esgotos provocam transbordamento, transtornos, entre outras consequências. A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) registra em sua Central de Atendimento o aumento no número de chamadas com reclamações para este problema. E lembra que o uso correto dos sistemas de esgotamento e de drenagem (de responsabilidade das prefeituras) é a melhor forma de evitar situações como essas.

A rede de esgotamento sanitário é projetada para conduzir efluentes domésticos. Sua tubulação está dimensionada para isso e, dessa forma, deve receber apenas água servida oriunda da cozinha, banheiros e área de serviço dos imóveis. Como ela não é dimensionada para água de chuva, quando essa ligação ocorre, o encanamento não aguenta o volume extra e transborda.

No caso de Natal, há um agravante do problema, pois há ruas com esgotamento sanitário, mas sem sistemas de drenagem. Por causa disso, algumas pessoas querem escoar a água de chuva pela rede de esgoto e, em períodos chuvosos, as ligações clandestinas geram diversos transtornos. Frequentemente, em vias em que há alagamentos, os poços de visita da Companhia acabam funcionando como ralos, pois a água acaba entrando no coletor.

Para as equipes que trabalham nas ruas, um indicativo de que a rede de esgoto está recebendo material inapropriado é quando há grande quantidade de areia nas tubulações. A presença desse material pode acabar retardando o conserto, pois exige que a equipe faça a sua retirada de dentro da rede, demandando um tempo maior.

Além do entupimento da rede, que provoca transtornos como mau cheiro, sujeira, esgoto retornando pelos ralos dos imóveis, doenças como diarreia, hepatite e gastroenterite, a ligação clandestina também traz o risco de comprometimento de estações elevatórias de esgotos (EEE), que não suportam a alta carga nas bombas para lidar com o volume extra de água e o rompimento de tubulações de esgoto. Ela pode atrapalhar o tratamento biológico, pois “dilui” o esgoto.

CRIME

A ligação clandestina na rede de esgoto é considerada crime ambiental, podendo o infrator ser responsabilizado criminalmente. Fora as multas aplicadas. Os valores são calculados de acordo com a quantia da tarifa mínima de cada categoria de usuário, de acordo com Tabela de Serviços e Multas da Caern, e multiplicados em 20 vezes, com exceção da tarifa social (10 vezes). Por exemplo: a infração cometida por um cliente residencial terá multa calculada igual a 20 vezes R$ 39,99 (atual tarifa mínima da categoria), totalizando R$ 799,80.

Os usuários devem, antes de operar qualquer ligação, procurar saber informações contatando os órgãos prestadores de serviços. Em caso de água pluvial, tratar com a prefeitura; já no caso de esgoto, o canal de atendimento é o telefone 115.

CURRAIS NOVOS

Embora o problema da ligação clandestina seja mais recorrente em Natal, as cidades do interior do Estado também enfrentam situações desse tipo. Um exemplo é Currais Novos, na região Seridó do Estado, onde o escritório da companhia tem detectado ocorrências de destinação irregular de água de chuva na tubulação de esgotos.

No ano passado, em Caicó, também na região Seridó, a Regional Seridó da Caern executou uma ação de fiscalização para coibir casos de ligação irregular de esgoto. Denúncias chegaram à companhia dando conta de ligações indevidas numa rede coletora não concluída, na Zona Norte da cidade.

Neste começo de 2020, novas ocorrências foram registradas. Ao mesmo tempo em que orienta a população sobre a gravidade do problema, a Caern também recomenda que casos desse tipo sejam denunciados pela população, nos canais de atendimento da companhia, a fim de se possa combater a prática com mais eficácia.