Caern adota protocolo para empregados e atendimento ao público

Tendo em vista as recentes notícias sobre o coronavírus (COVID-19), que teve o primeiro caso registrado em Natal na noite desta quinta-feira (12), e a classificação do vírus pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como pandemia, a Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) publicou uma Resolução com medidas preventivas para os empregados, incluindo o atendimento presencial ao público.

Sendo os Núcleos de Atendimentos locais de grande fluxo de pessoas, a Caern ressalta que a maioria de seus serviços podem ser resolvidos via online, por seus diversos canais de atendimento. Além do Teleatendimento 115, onde o cliente poderá registrar ocorrências em águas e esgotos e tirar dúvidas, a Companhia disponibiliza ainda:

1) Aplicativo Caern Mobile para dispositivos móveis com acesso à internet (como tablets e celulares), podendo ser baixado para Android e IoS;

2) O Chat online pelo site www.caern.com.br e;

3) A Agência Virtual, que pode ser acessada pelo endereço eletrônico agencia.caern.com.br.

“Somente pedidos de ligações novas de água, parcelamentos débitos, mudança de titularidade na conta, mudança do cliente de imóvel e corte a pedido do cliente, que são situações que necessitam de assinatura e apresentação de documentos, necessitam da ida a um ponto de atendimento. Todas as demais podem ser solucionadas pelos canais de atendimento à distância”, explica o Superintendente Comercial da Caern, Giordano Filgueira.

Nos casos de necessidade de atendimento presencial, o funcionamento será das 8h às 16h.

Para a prevenção dos espaços de circulação do público, os empregados do atendimento estarão usando máscaras, e serão disponibilizados pontos de álcool gel na entrada dos Núcleos de Atendimento. A Companhia orienta aos clientes que evitem a ida ao atendimento presencial para os casos em que seja possível resolver via digital.

Caern realiza manutenção e 19 bairros de Natal ficam sem água nesta sexta

FOTO: Assessoria Caern

A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) realiza nesta sexta-feira (13), uma parada programada na Estações de Tratamento de Água (ETA) Jiqui.

Serão paralisadas as adutoras I e III, para uma manutenção preventiva nas subestações e para adequação ao mercado livre de energia, sendo suspenso ou reduzido o abastecimento para os seguintes bairros: Alecrim, Areia Preta, Bom Pastor, Candelária, Capim Macio, Cidade Alta, Cidade da Esperança, Cidade Nova, Dix-Sept Rosado, Felipe Camarão, Lagoa Nova, Lagoa Seca, Mãe Luiza, Nazaré, parte do bairro de Neópolis, Nova descoberta, Petrópolis, Ribeira e Tirol.

Os serviços estão previstos para ocorrer das 8h às 15h. Após retomando o abastecimento, o prazo para a completa normalização do fornecimento de água se dará em até 48 horas, de acordo com a pressurização da rede.

Pane elétrica em Estação de Tratamento suspende fornecimento de água em bairros de Natal; veja quais

A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) interrompeu o fornecimento de água em 19 bairros de Natal após uma pane elétrica registrada a madrugada desta quinta-feira (5) na Estação de Tratamento de Água do Jiqui (ETA). Segundo o órgão, a expectativa é de que o fornecimento seja normalizado em até 48h após vistoria da Companhia Elétrica do Rio Grande do Norte (Cosern).

Os bairros afetados são: Alecrim, Areia Preta, Bom Pastor, Candelária, Capim Macio, Cidade Alta,  Cidade da Esperança, Cidade Nova, Dix-Sept Rosado, Felipe Camarão, Lagoa Nova, Lagoa Seca, Mãe Luiza, Nazaré, Neópolis, Nova Descoberta, Petrópolis, Ribeira e Tirol.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Rafael Pinheiro disse:

    FORA FÁTIMA!

Caern realiza análises de qualidade da água no Açude Dourado, que agora transborda para o Gargalheiras, em Acari

Foto: CAERN/Assecom

Com as recentes chuvas, o Açude Dourado, em Currais Novos, que contava com menos de 2% de sua capacidade na sexta-feira (28), atingiu sua capacidade máxima nas primeiras horas dessa terça-feira (03). O manancial, devido à inviabilidade do Açude Marechal Dutra (Gargalheiras), tem sido nos últimos anos a única fonte de abastecimento da cidade de Currais Novos. Ainda na terça-feira (03), foram feitas as primeiras análises da água acumulada.

Para se ter uma ideia de quanta água entrou no açude Dourado, basta fazer um comparativo do volume de água do dia 28 de fevereiro, que era de 282 milhões de litros de água e da medição da terça (03), já em capacidade total de 10,3 milhões de metros cúbicos, o equivalente a mais de 10 bilhões de litros de água. Um cenário muito positivo e que há anos não ocorria. A água, que agora transborda no Dourado, segue para o Gargalheiras, em Acari.

Porém, a recarga do manancial altera a qualidade da água e são necessárias análises para garantir o padrão da água fornecida. Uma vez que os primeiros resultados não foram satisfatórios, o abastecimento da cidade terá que ser reforçado pelo Gargalheiras, com incremento de 60% a mais no abastecimento da cidade. Devido a isso, o fornecimento de água de Currais Novos precisará ser interrompido nesta quarta-feira (04) para ajustes no Sistema de Abastecimento.

Atualmente, de acordo com dados do Instituto de Gestão de Águas do Rio Grande do Norte (Igarn) desta terça-feira (03), o Gargalheiras está com o volume de 8,41% com tendência de aumento, com a contribuição vinda do Dourado.

HISTÓRICO

Em 7 de fevereiro deste ano, o Gargalheiras estava com 6,79% de sua capacidade. O Dourado estava com menos de 2% na sexta-feira (28/02) e com previsão de abastecimento por, no máximo, dez dias. Já no sábado (29), a Caern teve que retirar as bombas que estavam dentro do açude, porque o volume elevou rapidamente. Na madrugada desta terça-feira (3), o Dourado sangrou.

O Dourado vinha abastecendo sozinho, desde 2015, a cidade de Currais Novos, na região Seridó, em sistema de rodízio, onde a cidade está dividida em dois setores. Antes da escassez hídrica, o açude era responsável por apenas 30% do fornecimento de água da cidade, complementando os 70% da água provenientes do Gargalheiras, que deixou de abastecer Currais Novos em setembro de 2015.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Zé Lopes disse:

    A água está chegando em Acari com muita lama, era melhor lavar essa água antes de entrar nos açudes! Culpa de Bolssonaro!

Caern alerta para riscos e transtornos das ligações clandestinas de esgoto, com agravante em Natal

Sempre nos períodos chuvosos, o problema se intensifica: As ligações indevidas de água pluvial na rede de esgotos provocam transbordamento, transtornos, entre outras consequências. A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) registra em sua Central de Atendimento o aumento no número de chamadas com reclamações para este problema. E lembra que o uso correto dos sistemas de esgotamento e de drenagem (de responsabilidade das prefeituras) é a melhor forma de evitar situações como essas.

A rede de esgotamento sanitário é projetada para conduzir efluentes domésticos. Sua tubulação está dimensionada para isso e, dessa forma, deve receber apenas água servida oriunda da cozinha, banheiros e área de serviço dos imóveis. Como ela não é dimensionada para água de chuva, quando essa ligação ocorre, o encanamento não aguenta o volume extra e transborda.

No caso de Natal, há um agravante do problema, pois há ruas com esgotamento sanitário, mas sem sistemas de drenagem. Por causa disso, algumas pessoas querem escoar a água de chuva pela rede de esgoto e, em períodos chuvosos, as ligações clandestinas geram diversos transtornos. Frequentemente, em vias em que há alagamentos, os poços de visita da Companhia acabam funcionando como ralos, pois a água acaba entrando no coletor.

Para as equipes que trabalham nas ruas, um indicativo de que a rede de esgoto está recebendo material inapropriado é quando há grande quantidade de areia nas tubulações. A presença desse material pode acabar retardando o conserto, pois exige que a equipe faça a sua retirada de dentro da rede, demandando um tempo maior.

Além do entupimento da rede, que provoca transtornos como mau cheiro, sujeira, esgoto retornando pelos ralos dos imóveis, doenças como diarreia, hepatite e gastroenterite, a ligação clandestina também traz o risco de comprometimento de estações elevatórias de esgotos (EEE), que não suportam a alta carga nas bombas para lidar com o volume extra de água e o rompimento de tubulações de esgoto. Ela pode atrapalhar o tratamento biológico, pois “dilui” o esgoto.

CRIME

A ligação clandestina na rede de esgoto é considerada crime ambiental, podendo o infrator ser responsabilizado criminalmente. Fora as multas aplicadas. Os valores são calculados de acordo com a quantia da tarifa mínima de cada categoria de usuário, de acordo com Tabela de Serviços e Multas da Caern, e multiplicados em 20 vezes, com exceção da tarifa social (10 vezes). Por exemplo: a infração cometida por um cliente residencial terá multa calculada igual a 20 vezes R$ 39,99 (atual tarifa mínima da categoria), totalizando R$ 799,80.

Os usuários devem, antes de operar qualquer ligação, procurar saber informações contatando os órgãos prestadores de serviços. Em caso de água pluvial, tratar com a prefeitura; já no caso de esgoto, o canal de atendimento é o telefone 115.

CURRAIS NOVOS

Embora o problema da ligação clandestina seja mais recorrente em Natal, as cidades do interior do Estado também enfrentam situações desse tipo. Um exemplo é Currais Novos, na região Seridó do Estado, onde o escritório da companhia tem detectado ocorrências de destinação irregular de água de chuva na tubulação de esgotos.

No ano passado, em Caicó, também na região Seridó, a Regional Seridó da Caern executou uma ação de fiscalização para coibir casos de ligação irregular de esgoto. Denúncias chegaram à companhia dando conta de ligações indevidas numa rede coletora não concluída, na Zona Norte da cidade.

Neste começo de 2020, novas ocorrências foram registradas. Ao mesmo tempo em que orienta a população sobre a gravidade do problema, a Caern também recomenda que casos desse tipo sejam denunciados pela população, nos canais de atendimento da companhia, a fim de se possa combater a prática com mais eficácia.

Campanha de negociação de débitos da Caern entra nos últimos dias

A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) entra nos últimos dias da campanha de renegociação de débitos em atraso para clientes que queiram aproveitar as condições especiais para ficar em dia. A campanha vai até o dia 28 de fevereiro. Como nas edições anteriores, a iniciativa tem se mostrado um sucesso, com a grande procura nos escritórios da Caern.

Até agora, foram negociados 2.847 débitos, representando um montante de R$ 3 milhões, 318 mil. Segundo o superintendente comercial da Caern, Giordano Filqueira, a previsão é que a campanha encerre o mês com a negociação de mais de quatro mil débitos, e arrecadação superando os R$ 4 milhões e 700 mil.

As condições são as mesmas apresentadas no ano passado, na primeira campanha. Os pagamentos à vista terão dispensados os juros e multa por atraso. Para os parcelamentos, dependendo do valor da entrada, será dispensado até 70% do valor de juros e multa. Será mantida a correção monetária. A entrada mínima continua sendo de 10% do valor do débito e o prazo máximo para parcelamentos será mantido em 48 meses.

O usuário com dívida atrasada também pode fazer outro parcelamento, mesmo que já esteja pagando parcelas de uma negociação anterior. Nesse caso, o valor da dívida a ser negociada é somado ao saldo devedor restante do parcelamento anterior e o total é parcelado em até 48 meses, com entrada de 20%.

Para fazer o acordo, o cliente pode procurar o escritório mais próximo de sua casa. As negociações não poderão ser feitas pela internet. Em todos os parcelamentos feitos, a parcela a ser paga não pode ser inferior a 50% do valor da fatura média do cliente. A campanha é válida apenas para o mês de fevereiro.

Caern reativa sistema do açude Gargalheiras em fase de testes

Foto: Divulgação/Caern

As chuvas no Seridó fizeram o açude Marechal Dutra, o Gargalheiras, atingir a marca de 6,79% de medição volumétrica. Por este motivo, a Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) iniciou em fase de testes a reativação da captação de água pelo manancial. De acordo com a gerente da Regional Seridó, Rosi Gurgel, estão sendo observadas as condições operacionais como vazão e qualidade da água, para a captação ser feita definitivamente pelo Gargalheiras.

A Caern deixou de captar água pelo Gargalheiras em 1º de setembro de 2015. A princípio, quando o sistema for colocado definitivamente em funcionamento, Acari terá seu abastecimento por rodízio. Já Currais Novos continuará sendo abastecida pelo açude Dourado. De toda forma, a Caern está trabalhando na reativação do sistema que vai do Gargalheiras para Currais Novos. Caso o açude Dourado entre em colapso, o abastecimento volta a ser pelo Gargalheiras.

Mesmo com as últimas chuvas, é necessário compreender, que a recuperação de mananciais leva tempo e necessita de bons volumes de chuvas. É importante que a população colabore fazendo uso racional da água em todas as regiões do Estado.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Tata disse:

    6% por cento e já querem tirar água do Gargalheiras? Imoral, e se parar de chover ?

Caern está com inscrições abertas até esta sexta para vagas de estágio

A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) abriu inscrições para vagas de estágio de nível superior e técnico, até esta sexta-feira (7). As vagas são para as cidades Natal, Parnamirim e Macaíba. Os candidatos precisam comprovar ter o MC ou Índice equivalente, igual ou superior a 7,0; ter cursado, no mínimo, 50% da carga horária de seu curso; e ter vínculo futuro com a Instituição de Ensino no mínimo de 1 ano.

Para se inscrever envie Currículo e Histórico Escolar atualizados para: está[email protected] (Colocar a vaga no assunto do e-mail); cadastrar-se no CIEE (Centro de Integração Empresa Escola) através do site: www.ciee.org.br.

O Processo Seletivo de Estágio terá caráter eliminatório e classificatório e será realizado por meio de: Nota do MC ou Índice equivalente (7,0 a 10,0); Prova de Português e Matemática (0,0 a 10,0) e Entrevista Técnica (0,0 a 10,0).

Cursos

Administração – Ciências Econômicas – Direito – Engenharia Ambiental – Engenharia Civil -Engenharia de Produção – Engenharia Mecânica – Técnico em Edificações – Controle Ambiental.

Mais informações através do telefone (84) 3232-4149 em horário comercial.

Caern lança primeira campanha de renegociação de débitos do ano

A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) começa 2020 trazendo vantagens para o cliente. Fevereiro chegando, mês da alegria do Carnaval, a Caern aproveita o clima positivo da folia para reeditar sua campanha de renegociação de débitos em atraso com as condições especiais que marcaram a grande procura em 2019. A partir do dia 3 de fevereiro, os usuários com conta em atraso já podem procurar os escritórios da Caern.

Como nas campanhas anteriores, para os pagamentos à vista serão dispensados os juros e multa por atraso. Para os parcelamentos, dependendo do valor da entrada, será dispensado até 70% do valor de juros e multa. Será mantida a correção monetária. A entrada mínima continua sendo de 10% do valor do débito e o prazo máximo para parcelamentos será mantido em 48 meses.

O usuário com dívida atrasada também pode fazer outro parcelamento, mesmo que já esteja pagando parcelas de uma negociação anterior. Nesse caso, o valor da dívida a ser negociada é somado ao saldo devedor restante do parcelamento anterior e o total é parcelado em até 48 meses, com entrada de 20%.

As campanhas de renegociação que a Caern vem editando têm o objetivo de diminuir a inadimplência.

Para fazer o acordo, o cliente pode procurar o escritório mais próximo de sua casa. As negociações não poderão ser feitas pela internet. Em todos os parcelamentos feitos, a parcela a ser paga não pode ser inferior a 50% do valor da fatura média do cliente. A campanha é válida apenas para o mês de fevereiro.

Caern trabalha no conserto de vazamento em adutora de Acari

Foto: CAERN/ASSECOM

Equipes da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) estão trabalhando no reparo de um vazamento detectado na adutora emergencial que atende a cidade de Acari, na região Seridó do Estado. O vazamento fica localizado em Florânia. Por causa do serviço, a cidade de Acari está com o abastecimento suspenso e, por enquanto, não há previsão de retorno. Logo que o conserto for concluído, o sistema volta a operar e a Caern está empenhada em executá-lo no menor tempo possível.

A Companhia também já está trabalhando para colocar em funcionamento o sistema de abastecimento a partir do Açude Gargalheiras. Assim, o fornecimento de água para a população de Acari terá significativa melhora. A previsão é que os serviços sejam concluídos em cerca de 20 dias.

Caern alerta para os cuidados com a limpeza dos reservatórios, especialmente, no período de veraneio

FOTO: CAERN/ADM

Com o início do mês de janeiro e o aumento da temperatura no Rio Grande do Norte, as famílias optam por se deslocar para casas de praia, geralmente em locais afastados e que na maioria das vezes permanecem fechadas por vários meses.

A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) alerta para os cuidados necessários antes de utilizar a água contida nos reservatórios por tempo prolongado, principalmente no veraneio.

A recomendação da Companhia é esvaziar a caixa d’água utilizando a água para a limpeza da casa, evitando consumo desnecessário, e adotar as instruções apontadas pelos técnicos da empresa.

Para os imóveis ocupados, a empresa aconselha lavar o reservatório a cada seis meses, para garantir a qualidade da água que sai pelas torneiras.

A água parada nessas caixas ou cisternas por meses seguidos, sem renovação, é alvo de insetos e ratos que contaminam o produto com fezes e urina, provocando doenças.

Mesmo que haja preocupação em não desperdiçar água, a Caern orienta não consumir a água das caixas, até que seja substituída, após a limpeza do reservatório.

ORIENTAÇÕES

O gerente de Qualidade da Água e Meio Ambiente da Caern, Lamarcos Teixeira, orienta que a limpeza do reservatório deve ser feita a cada seis meses, seguindo passo a passo as orientações da companhia ou empresa especializada:

1. Fechar o registro de entrada da caixa d’água e abrir as torneiras para utilizar a água que vai ser eliminada da caixa, nos diversos serviços de limpeza da casa evitando o desperdício;

2. Quando restar 20 centímetros de água no reservatório, fechar todas as torneiras e começar a lavagem. Utilizar uma vassoura nova ou escova para esfregar as paredes e fundo da caixa d’água;

3. Abrir as torneiras e esvaziar a caixa, sempre agitando a água suja que restou;

4.Preparar uma mistura na proporção de um litro de água sanitária para 10 litros de água;

5. Aplicar com uma brocha nova ou pincel largo (modelo utilizado para pintura à cal), espalhando a solução nas paredes e fundo da caixa d’água;

6. Esperar a mistura agir durante 30 minutos para desinfecção;

7. Após esse tempo, abrir novamente todas as torneiras para eliminar a mistura e limpar os canos;

8. Abrir o registro de entrada para colocar água limpa, na altura de 20 centímetros a fim de enxaguar a caixa;

9. Esfregar as paredes e o fundo do reservatório e em seguida esvaziá-lo;

10. Repetir a operação com outros 20 centímetros de água limpa. Esvaziar o reservatório que está pronto para receber a água limpa. Por fim, abrir o registro de entrada para encher a caixa com água da Caern.

Lamarcos ressalta que essa prática deve ser rotina nos imóveis, duas vezes ao ano para garantir a qualidade da água distribuída pela companhia, em todo Estado.

Caern alerta para fim de prazo da negociação de débitos

Foto: CAERN/ASSECOM

Termina na próxima segunda-feira (30) o prazo para que os clientes da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) possam renegociar seus débitos em atraso em condições especiais. A companhia havia iniciado em novembro novo prazo para a negociação, tendo em vista a grande procura registrada nos meses de agosto e setembro, quando foi realizado o parcelamento de quase R$ 14 milhões em dívidas.

O período de fim de ano se mostrou favorável para que as famílias reorganizassem suas contas, contando com o pagamento do 13º salário. Até segunda-feira, o cliente pode aproveitar as condições oferecidas para ficar em dia.

Para os pagamentos à vista, serão dispensados os juros e multa por atraso. Para os parcelamentos, dependendo do valor da entrada, será dispensado até 70% do valor de juros e multa. Em todos os casos, no entanto, será mantida a correção monetária.

Uma das principais vantagens na renegociação é a alternativa que o usuário passa a ter de negociar o débito com entrada mínima de 10% do valor total. O desconto de juros e multa só é aplicado sobre os débitos anteriores a março deste ano. O prazo máximo para parcelamentos é de 48 meses.

Também será possível ao usuário com dívida atrasada fazer outro parcelamento, mesmo que já esteja pagando parcelas de uma negociação anterior. Mas é importante destacar que, nesse caso, o valor da dívida a ser negociada é somado ao saldo devedor restante do parcelamento anterior e o total é parcelado em até 48 meses, com entrada de 20%.

Para fazer o acordo, o cliente pode procurar o escritório mais próximo de sua casa. As negociações não poderão ser feitas pela internet. Em todos os parcelamentos feitos, a parcela a ser paga não pode ser inferior a 50% do valor da fatura média do cliente.

Após repercussão no BG, Caern explica “língua negra” na praia de Areia Preta

A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte se manifestou, através das redes sociais, sobre o registro de lixos e resíduos destacado por este blog, sobre as lentes do internauta @deyvsonsantos.

“Essa situação não se trata de um extravasamento da rede de esgotos da Caern, que encontra-se funcionando normalmente na região. O problema ocorre na rede de drenagem de águas pluviais, que recebe lixo carreado pela água de chuva”, explicou.

Veja a repercussão do Blog em VÍDEOS: Poucos minutos de chuva e lixo e resíduos “abastecem” a praia de Areia Preta

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Barão disse:

    Resumo de Areia Preta: na praia um monte de pilantras batendo bola e fumando maconha. Os ricos presos dentro dos prédios, na escadaria malandros trocando idéia de como vai ser o próximo assalto, ao fundo as mansões de Mãe Luíza dando um toque de beleza à praia e abrigando as mais belas bocas de fumo. Enfim um paraíso na terra.

  2. Olimpio disse:

    O povo é mau educado joga lixo nas ruas quando vem à chuva dá nisso.
    Bem feito.

  3. Emmanoel do Nascimento Costa disse:

    Já cheguei a conclusão a sebosseira na orla dá ibope ao Prefeito e a Governadora do RN.Tirem suas conclusões

  4. JK disse:

    Dra CAERN! Isso explica mas não justifica. Isso é um crime ambiental somado a ineficiência do serviço prestado. Quem vai pagar por essa seboseira?

  5. José Medeiros do Nascimento disse:

    No meu interior lá no sertão do Seridó nós conhecemos esta preciosidade como MERDA LÍQUIDA

VÍDEO: Presidente da Caern esclarece pontos abordados pelo Senador Styvenson Valentim

Diretor-Presidente da Caern, Roberto Linhares esclarece assuntos divulgados pelo Senador Styvenson Valentim (Podemos/RN) sobre a Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern).

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Joao disse:

    Seria bem pertinente ele explicar como esses rendimentos alcançaram estes valores, as manobras que foram realizadas para que legitimassem os pagamentos

  2. Jacio disse:

    Conheço um engenheiro da caern que ganha mais de 50 mil por mês

  3. Lucia disse:

    QUEM GOSTA DE FAKES NEWS MESMO?

  4. Tetê disse:

    E os salários milionários? Tem que privatizar a Caern urgente.

  5. Luciana Morais Gama disse:

    Mostre os 3 últimos contra cheques. Aí a gente tira as duvidas realmente.

  6. jorge duarte disse:

    tá bom de privatizar. A COSERN melhorou muito depois que privatizou. Infelizmente nada na mão do estado do RN tem dado certo.

  7. Espedito Júnior disse:

    Parabéns, Professor Roberto! Quem o conhece sabe bem o peso de suas palavras, e o perfil de idoneidade e responsabilidade à frente desta casa! Gestão de transparência nas mãos de quem conhece bem gerir pessoas e recursos com ética e produtividade! Salve, salve, Triunfo Potiguar!

    • Jv disse:

      O que o senador falou foi que o salário do senhor Roberto é de 70.000,00 reais. A respeito disso o senhor Roberto não falou nada.

Caern divulga carta aberta aos prefeitos do RN

INFORME PUBLICITÁRIO

CARTA ABERTA AOS PREFEITOS DO RN

Excelentíssimo (a) Sr. Prefeito / Sra. Prefeita,

Está na iminência de ser votado na Câmara dos Deputados o Projeto de Lei 3.261/2019 sobre Saneamento Básico.

O TEXTO TIRA O PODER DE DECISÃO DAS MÃOS DOS MUNICÍPIOS, FERE A AUTONOMIA MUNICIPAL E COLOCA EM RISCO A PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PARA AS PESSOAS MAIS POBRES.

De acordo com Constituição Federal (1988), os municípios detêm a titularidade e decidem como deverão ser prestados os serviços públicos de saneamento básico sendo que mesmo nas Regiões Metropolitanas, esta titularidade é compartilhada com o Estado (função pública de interesse comum).

O texto proposto representa o fim do poder decisório dos Prefeitos sobre o saneamento básico (água, esgotos, resíduos sólidos e drenagem). Pois, contém dispositivos que ferem essa autonomia constitucional de poder optar por prestar o serviço: (I) diretamente, pelo próprio município; (II) indiretamente, por meio de concessão precedida de licitação; ou, (III) através da gestão associada com a prestação do serviço pela CAERN.

Na prática, o PL 3261/2019 extingue os contratos de programa e impõe a concessão dos serviços, impedindo que Estados e Municípios façam gestão associada de forma voluntária e alinhada ao interesse público, especialmente voltado para os sistemas deficitários e para as populações carentes.

A proposta autoriza e até estimula a privatização de empresas estaduais como a CAERN, numa evidente indução ao MONOPÓLIO PRIVADO, o que possivelmente direcionará a atuação privada para os 10% (dez por cento) de sistemas atrativos e relegará os outros 90% (noventa por cento) para o orçamento direto dos Municípios, com o risco de desequilíbrio das contas públicas municipais e desatendimento da população nos locais mais pobres e onde estão os atuais déficits sanitários do nosso Estado.

Senhor(a) Prefeito(a), o PL 3261/19 tem várias inconstitucionalidades e, da forma como está posto, promoverá a desestruturação completa do setor e a paralisação de investimentos pela judicialização e insegurança jurídica geradas.

Contamos com sua articulação junto aos deputados de sua base para que rejeitem o PL 3261/19 ou condicionem sua aprovação mediante os necessários ajustes para a preservação das atribuições constitucionais dos municípios e a permanência dos contratos de programa.

Atenciosamente,
ROBERTO SÉRGIO RIBEIRO LINHARES
Diretor-Presidente da CAERN

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Francisco disse:

    Cerro Corá passou a ter a cobrança da taxa de esgotamento de 70%, um absurdo pra uma cidade sem uma economia a altura, teve residência que veio 600 reais, outras 200,. Muitos vivem do bolsa familia. Pior, quase ninguem ainda ta usando, não houve uma preparação para a postulação sobre o funcionamento de tal beneficio que vai custar uma fortuna a população cerrocoraense.

Detran foca na prevenção ministrando palestra de direção defensiva na Caern

Foto: Divulgação

Os motoristas e motociclistas da Companhia de Águas e Esgotos do RN (Caern) vêm passando por um ciclo de palestras realizados pelo Departamento Estadual de Trânsito do RN (Detran) abordando os temas de Direção Defensiva e Pilotagem Consciente. Nesta semana foi a vez dos motoristas lotados na Regional da Caern na região do Trairi a receberam as informações dos técnicos do Detran.

A palestra ministrada pelo instrutor do Detran, Luiz Felipe, abordou o tema Direção Defensiva. O conteúdo focou em medidas práticas que devem ser utilizadas por motoristas e motociclistas cotidianamente para prevenção de acidentes no tráfego urbano.

Os procedimentos são empregados de modo a evitar imprevistos, apesar das ações incorretas de outros condutores e das condições adversas comumente encontradas nas vias de trânsito. Itens importantes como conhecimento da legislação, atenção na condução, previsão de crise, habilidade e decisão foram apontados e explicados pelo técnico do Detran.

No momento foi mostrado que medidas simples como averiguar a situação mecânica do veículo, conduzir de acordo com as situações presentes de luminosidade, tempo, estrada, trânsito e condições apresentadas pelo condutor são elementos primordiais que podem reduzir amplamente o risco do motorista se envolver em acidentes de trânsito.

Pela doutrina defensiva, a direção perfeita é aquela em que o condutor trafega sem ocasionar acidentes, sem cometer infrações de trânsito, não abusa do veículo e age com gentileza e respeito à vida. “O objetivo é preparar melhor o condutor de maneira que ele possa evitar causar ou ser vítima de acidentes de trânsito, como também aprimorar o conhecimento dele em relação a itens de segurança do veículo”, explicou o instrutor.

Estatística

De acordo com informações analisadas pelo setor de Estatística do Detran, no período de 2012 a 2016 veio ocorrendo no Rio Grande do Norte uma redução nos números de vítimas fatais relacionadas a acidentes de trânsito. Os dados mostram que de 2012 para 2013 a redução foi de 1,4%; de 2013 a 2014 o índice caiu 11,7%; de 2014 para 2015 a diminuição foi de 6,9%; e de 2015 a 2016 a queda foi de 0,5%.