Judiciário

Após suspeição pelo STF, Moro cita série de sentenças de Lula confirmadas por tribunais e diz que “Brasil não pode retroceder e destruir passado recente de combate à corrupção”

O ex-juiz Sergio Moro negou nesta quarta-feira, 24, ter atuado politicamente ao condenar o ex-presidente Lula na Lava-Jato e disse que a operação foi um importante marco no combate à corrupção no país. Ex-ministro da Justiça e da Segurança Pública, Moro, que foi considerado parcial ao julgar o ex-presidente Lula em acusações relacionadas ao escândalo do petrolão, disse ter “absoluta tranquilidade em relação aos acertos” de suas decisões, inclusive na condenação a nove anos e seis meses que impôs ao petista. Na tarde de terça, 23, por apertada decisão de três votos a dois na Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF), Moro foi declarado suspeito, e o processo em que sentenciou Lula no caso do tríplex do Guarujá voltou à estaca zero.

“O Brasil não pode retroceder e destruir o passado recente de combate à corrupção e à impunidade e pelo qual foi elogiado internacionalmente. A preocupação deve ser com o presente e com o futuro para aprimorar os mecanismos de prevenção e combate à corrupção e com isto construir um país melhor e mais justo para todos”, disse Moro em nota.

O julgamento de Moro na Segunda Turma do STF foi permeado pela constatação, entre os ministros da Corte, de que o ex-juiz orientou procuradores e atuou ativamente no desenrolar do caso Lula, quando, por lei, deveria ter se mantido equidistante da defesa e da acusação. A revelação das conversas capturadas dos aparelhos telefônicos de autoridades e divulgadas pelo site The Intercept Brasil em parceria com veículos de imprensa como VEJA trouxe a público o modus operandi dos investigadores longe dos holofotes. As conversas revelam indícios de uma parceria ilegal entre o então juiz responsável pelo julgamento dos processos e procuradores que tinham como atribuição acusar os suspeitos de corrupção. Para garantir a paridade de armas entre defesa e acusação, a lei proíbe que julgadores e acusadores se aliem em busca de um resultado judicial comum e prevê que o processo pode ser anulado por suspeição do magistrado.

Quando o julgamento sobre a parcialidade teve início no STF, em 2018, os advogados de defesa do petista elencaram episódios que, segundo eles, eram indícios do comprometimento político do magistrado, como a divulgação, às vésperas da eleição, de trechos de uma delação premiada que afetava o petista e a decisão do próprio Moro de se tornar ministro da Justiça do presidente Bolsonaro, o principal adversário e maior beneficiado pela interdição de Lula de disputar eleições. As conversas hackeadas não faziam parte do pedido original porque sequer existiam.

Embora nenhum dos três ministros que votaram pela suspeição de Moro – Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski e Cármen Lúcia – tenham utilizado as mensagens hackeadas dos aparelhos celulares de Moro e de membros do Ministério Público como fundamento primordial para o veredicto, a avaliação reservada dos magistrados é a de que o teor das conversas não poderia simplesmente ser ignorado. Por terem sido obtidas por meio da invasão de hackers a celulares, as mensagens são consideradas provas ilícitas e, portanto, imprestáveis para condenar quem quer que seja. Ministros do Supremo e juristas avaliam, porém, que elas podem ser usadas como mecanismo de defesa – foi este o argumento usado, por exemplo, por Lewandowski para autorizar que os advogados do petista tivessem acesso ao acervo das mensagens hackeadas.

Nesta quarta-feira, em nota, Sergio Moro defendeu suas ações à frente da maior operação de combate à corrupção da história do país e disse que todas as suas decisões como juiz foram imparciais e sem qualquer animosidade, independentemente do réu a ser julgado. “A Operação Lava Jato foi um marco no combate à corrupção e à lavagem de dinheiro no Brasil e, de certo modo, em outros países, especialmente da América Latina, colocando fim à generalizada impunidade destes crimes. Mais de quatro bilhões de reais pagos em subornos foram recuperados aos cofres públicos e quase duas centenas de pessoas foram condenadas por corrupção e lavagem de dinheiro”, declarou. “Todos os acusados foram tratados nos processos e julgamentos com o devido respeito, com imparcialidade e sem qualquer animosidade da minha parte, como juiz do caso”, completou.

“Apesar da decisão da segunda turma do STF, tenho absoluta tranquilidade em relação aos acertos das minhas decisões, todas fundamentadas, nos processos judiciais, inclusive quanto aqueles que tinham como acusado o ex-Presidente”, declarou. Esta é a primeira vez que Sergio Moro se pronuncia desde que o Supremo Tribunal o declarou um juiz suspeito.

Ainda na nota, o ex-magistrado, que abandonou 22 anos de carreira para integrar o governo Bolsonaro, afirmou que, no caso de Lula, sua sentença foi confirmada por outras duas instâncias e que a prisão do petista só foi decretada após o próprio STF ter negado um habeas corpus preventivo em benefício do ex-presidente. “A sentença condenatória contra o ex-Presidente foi confirmada pelo Tribunal Regional Federal da 4.ª Região e pelo Superior Tribunal de Justiça que, igualmente, rejeitaram as alegações de falta de imparcialidade. O ex-Presidente só teve a prisão ordenada pelo Tribunal Regional Federal da 4.ª Região, em 2018, após ter habeas corpus denegado pelo Plenário do Supremo Tribunal Federal”, disse.

Com Justiça Potiguar via Veja

Opinião dos leitores

  1. Não gostei do ministro. Porém o juiz prestou um papel irrepreensível ao país. O sapo barbudo foi livrado.

  2. A atual composição do STF é uma graça, a maioria dos juízes indicados por um partido que deseja ser dono do Brasil, diversos ministros desqualificados à função, muitos comprometidos com seus padrinhos, um boca mole que manda nos outros, quando ele fala os palhaços sem encantam, um lesado metido a autoridade (apanhou mais que rapariga de JOAQUIM BARBOSA), uma manequim de cemitério, mofada e subserviente, quando boca mole mandou ela obedeceu. Por fim, quem foi desautorizado não foi só o Juiz Moro, foram os desembargadores da quarta região e o STJ, que confirmou a primeira setença. Três mosqueteiros derrotaram a vergonha desse pais e pena que a história não acabe aí, o congresso, na figura do senado, Por ser comprometido com a corrupção, silenciou de forma vil.

  3. SÉRGIO MORO, nos deu um exemplo de grandeza. Foi o melhor que aconteceu neste país desde a chegada dos portugueses no ano de 1500. Grande SÉRGIO MORO.

  4. O moro agora precisa pagar cívil e criminalmente pelo que cometeu, claro que tudo deve respeitar o devido processo legal, coisa que ele não fez quando era juiz. A suspeição do moro dá a garantia que ele não será julgado como julgou, que os seus acusadores combinem com o juiz que testemunha pode ser buscada, a retirada de acusadores "fracos", a negação de pedidos dos seus defensores, a desconsideração das suas testemunhas, a garantia de que o fachin não será dos seus acusadores, que basta confiar na lei e não no fux. Ter a garantia que juiz e acusação não irão debochar da sua voz, dos seus erros de português, das desventuras familiares, caso aconteça, que não terá vazamentos de seus processo para a imprensa, que o juiz não terá o apoio integral da imprensa e nem que serão, o juiz e acusação, levados a condição de heróis, após fazer uma tabelinha cúmplice com a imprensa para condena-lo. Também terá a garantia que juiz não irá correr contra o tempo para tirar a possibilidade dele concorrer as próximas eleições, mesmo que ele estivesse na liderança nas pesquisas e muito menos que esse juiz receba um cargo (como prêmio) no próximo governo por ajuda-lo a tirar do jogo. Não! Não será permitido que o juiz e acusadores criem ONG para obter qualquer tipo de compensação ou gratificação por condena-lo. Não moro! Vc terá todos os direitos garantidos na sua defesa. Depois que o supremo o julgou suspeito, o devido processo legal será respeitado, essa é a esperança, e que vc responda por todo mal que fez ao país. E que novos moros nunca mais apareçam para corromper o sistema judiciário. A operação lava jato nunca foi contra a corrupção, foi pela corrupção.

    1. Que comentário imbecil, fale dos crimes do molusco que irão prescrever, aqui o crime compensa!!!!

  5. A formação do STF tem que mudar. Deve ser por concurso público e temporário (10 anos), aí sim entra por competência e não será advogados eternos de corruptos.

  6. O ex juiz perdeu uma ótima oportunidade de ajudar o Brasil a livrar-se dessa corrupção endêmica. Sua vaidade e ambição desmedidas o impediram. Depois do papelão que fez na bizarra saída do governo, perdeu o único aliado que poderia ter, o presidente Bolsonaro. Agora, está entregue aos leões. E sua falta de caráter está atrapalhando o Brasil. Virão mais desdobramentos desse episódio.

    1. Diga-me quem tu defende que direis quem tu és. Vá estudar um pouco sobre a operação mãos limpas q ocorreu na Itália q vc entenderá a decisão do STF.

    2. José, vc quiz dizer LULA LADRÃO! Dr Sérgio Moro tem seus defeitos menos esse de Lula. Tá provado é comprovado, ou o dinheiro recuperado pelo Brasil é fake??

  7. Sabemos quem são os bandidos, nas próximas eleições o STF só dispõe de 11 votantes diretos. Portanto, saberemos o que fazer!

  8. O STF, que em maioria não são juízes de carreira , são apadrinhados de políticos partidários e só fazem julgamentos políticos, destruíram o verdadeiro judiciário em nome de uma causa. O pior é assistir parte dos idiotas In- úteis torcedores da corrupção x loucura aplaudindo e comemorando. Os bilhões devolvidos em acordos pelos marginais são fictícios? A condenação em três instâncias é fake news? O maior assalto do planeta terra aos cofres públicos são fantasias? Perceberam que o plano de acabar com a lavajato uniu esquerda radical, extrema direita e o centrão? Nos anos 80 o artista cantava " Que país é esse?" … Lamentável, a corrupção uniu todos os partidos e todas as instituições, diferente do combate a covid….o povo que se exploda!

  9. Você já foi desMOROlizado! Em relação ao TRF-4 estamos aguardando a deles também! A globo já te abandonou, foi útil para o serviço…agora é cachorro morto. Continua se achando…com todas aquelas provas: vazar diálogos, interceptar advogado etc. Vocês cometeram todos esses abusos…e com isso entregaram de bandeija a suspeição. Qualquer aluno de direito sabe disso. Menos a força tarefa da Egojato. Pato amarelo da FIESP cadê vc?

  10. O rabo abanou o cachorro. Eu queria entender porque Gilmar Mendes tem tanto ódio da Lava jato e do Moro. Será porque ele é sócio da Faculdade que recebeu R$ 1,4 milhão do Fies e o caso foi abafado?

    1. Amiga, Gilmar trabalha pros corruptos…A lava-jato os combate…simples assim!!!!

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Lula cita ‘comício’ ao inaugurar obra ao lado de pré-candidato do PT e enfrenta protesto pelo 2º dia seguido

Foto: ROBERTO CASIMIRO/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

O presidente Lula (PT) falou em “comício” ao participar neste sábado (25) da inauguração de obras viárias na rodovia Presidente Dutra, em Guarulhos (Grande SP), e pelo segundo dia seguido enfrentou protesto em um evento oficial.

O mandatário dividiu palanque com o deputado federal Alencar Santana (PT), pré-candidato do PT à Prefeitura de Guarulhos, e elogiou o direito de um grupo grevista de universitários de se manifestar na cerimônia que ele mesmo chamou de “comício do Lula”.

“Eu estou vendo alguns companheiros levantando cartazes ali pra mim ‘estamos de greve’. Que bom que vocês podem vir num comício do Lula e levantar um cartaz dizendo que estão em greve. Que bom. Que maravilha que é garantir o direito democrático de as pessoas lutarem, reivindicarem e chegarem a um acordo no momento correto”, afirmou Lula.

“Porque há pouco tempo atrás os estudantes não podiam protestar, os professores não podiam reivindicar, os reitores não podiam reclamar e o governo não estava disposto a negociar. Agora, não. Agora vocês têm o direito de protestar, de levantar cartaz e levar faixa, porque nosso governo é democrático e o nosso governo sabe lidar com as diferenças e sabe lidar com as contradições”, completou Lula.

No local, manifestantes levantavam cartazes sobre a greve em universidades federais.

Na sexta-feira (24), em Araraquara, Lula assistiu a um protesto de professores contra a interrupção pelo governo federal da negociação por reajuste salarial.

Cerca de 40 professores protestavam um dia após o governo federal rechaçar a continuidade às negociações por reajuste salarial dos professores federais. O Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos exigiu a assinatura de um acordo até segunda-feira (27).

Folhapress

Opinião dos leitores

  1. Sou professor e vou devolver os 33,24% de aumento que o fascista misógino deu para o piso da Educação. Estou com Lula até o fim defendendo a nossa Democracia!

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Clima

Inmet alerta para possibilidade de chuvas em todo o litoral do RN

Foto: Inmet

As chuvas devem seguir caindo em uma parte do Rio Grande do Norte durante este fim de semana, de acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), que publicou um novo alerta de perigo potencial para 41 cidades do estado, incluindo todos os municípios localizados na região costeira do estado.

O aviso, publicado às 8h57 deste sábado, é válido até 10h do domingo (26), e prevê chuvas que podem variar de 20 a 30 mm/h ou até 50 mm/dia, além de ventos intensos de até 60 km/h, com baixa possibilidade de fenômenos como queda de galhos de árvores, alagamentos e descargas elétricas.

O Inmet orienta que em casos de rajadas de vendo, não se abrigar debaixo de árvores, e não estacionar veículos próximo a torres de transmissão e placas de publicidade. Em casos de emergência, a orientação é ligar para Defesa Civil no 199 ou para o Corpo de Bombeiros no 193.

Novo Notícias

Opinião dos leitores

  1. Não dá uma dento, esse inmet. Hoje foi sol o dia todo. Kkkkk
    Qdo diz que vai fazer sol, chove. Kkkk famoso chute.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Pedidos de recuperação judicial têm maior alta mensal em 6 anos

Foto: Aaron Lefler (via Unsplah)

O número de pedidos de recuperação judicial atingiu a maior alta mensal em 6 anos. Em abril, 184 empresas entraram com o pedido. O número não havia sido tão alto desde março de 2018 –quando houve registro de 190 requisições. Os dados são do Indicador de Falências e Recuperação Judicial da Serasa Experian.

As micro e pequenas empresas foram as que tiveram maior número de pedidos no período analisado. O perfil também se repete para o setor em que atuam: o de serviços é o que mais fecha portas. Só em abril foram 75 pertencentes a esta categoria. No comércio, 54, na indústria, 20 e, no setor primário, 35.

“O número de recuperações judiciais [em abril] reflete o ambiente de dificuldade financeira que as empresas estão vivendo atualmente, ainda refletindo as taxas de juros no país”, declarou o economista da Serasa Experian, Luiz Rabi.

Abril representou também o 5º mês consecutivo de aumento. Desde dezembro, há crescimento no número de pedidos.

FALÊNCIAS

O número de falências não acompanha a alta nos pedidos de recuperação judicial. Em abril, 90 empresas tiveram que findar o seu negócio. Os micros e pequenos empreendimentos foram os que mais fecharam as portas (53).

Poder 360

Opinião dos leitores

  1. A situação está horrivel no comercio. O movimento fraquissimo. E sinceramente não vejo futuro positivo. A tendencia é procurar reduzir o maximo possivel de custos, e sobreviver até reduzir o juros pra faixa de 7-8%

  2. Estamos no caminho certo, tudo em alta, inclusive as recuperações judiciais e falências, o nine é o cara.

  3. FAZ O L NOVAMENTE. DEIXA CHEGAR O PROXIMO ANO AI VAI MELHORAR AINDA MAIS. SE HOJE O POVAO SO TA COMPRAND9 COMIDA ANO QUE VEM NEM ISSO VAI TER. SEJAM BRM VINDOS A VENEZUELA CAROS AMIGOS PETRALHAS.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Policial da Operação Lei Seca é preso em flagrante por dirigir embriagado em Natal

Foto: CPRE-RN

Um policial militar da Operação Lei Seca foi preso em flagrante por embriaguez ao volante em Natal, segundo confirmou a Polícia Civil neste sábado (25).

A divisão da Operação Lei Seca é justamente a responsável, no estado, pelas fiscalizações relacionadas à proibição de dirigir sob efeito de álcool.

O caso aconteceu no início da manhã de sexta-feira (24) na avenida Nevaldo Rocha, na capital potiguar. Segundo a Polícia Civil, uma equipe da Secretaria de Mobilidade Urbana da cidade identificou o policial dentro de um carro, dormindo.

Com a constatação de sinais de embriaguez, o militar foi conduzido à Delegacia de Plantão da Zona Sul de Natal e se negou a fazer o teste do bafômetro. Porém, os agentes assinaram um termo de constatação de embriaguez.

O militar foi liberado após pagar uma fiança de um salário mínimo.

Em nota, a Polícia Militar confirmou que o militar detido foi afastado de suas funções relacionadas às atividades da Lei Seca e responderá a um processo administrativo disciplinar.

“A Polícia Militar está colaborando integralmente com as autoridades competentes para que todas as medidas legais sejam devidamente aplicadas. A PMRN reforça seu compromisso com a transparência e a prestação de um serviço de qualidade à sociedade, e seguirá tomando todas as providências necessárias para assegurar a conduta exemplar de seus integrantes”, informou a corporação.

A presença de álcool no corpo do motorista é proibida em qualquer quantidade. Porém, são presos nas fiscalizações os motoristas flagrados com concentração alcoólica acima de 0.34 mg por litro de ar expelido.

Opinião dos leitores

  1. Domingo a noite final da tarde,se a polícia ou a STTU trabalhar, vai pegar milhares alcoolizados…

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Brasil

VÍDEO: Casal reage a assalto e dá surra em criminosos

Imagem: reprodução

Um vídeo que circula nas redes sociais, em Uberlândia-MG, registrou o momento em que um casal é abordado por dois homens em uma moto no Bairro Jardim Brasília. O que os bandidos não esperavam era que as vítimas reagiriam e o assalto terminaria com os criminosos levando uma surra.

O caso foi registrado às 2h do dia 20 de maio. O vídeo mostra a mulher saindo de uma casa, enquanto o homem esperava no carro.

Uma moto passou por eles e os suspeitos retornaram. Durante a tentativa de assalto, os criminosos retiraram o homem do banco do motorista e começaram a empurrá-lo.

Em seguida o homem reagiu e começou a agredir um dos assaltantes. O outro criminoso tentou voltar para a moto e foi atingido por uma “voadora”. Neste momento, a mulher também reagiu e começou a bater em um dos ladrões.

Durante certa de 2 minutos, o casal bateu com chutes e socos nos criminosos, que até tentaram fugir, mas por diversas vezes foram derrubados pelas vítimas.

Um vizinho se aproximou e se juntou ao casal no combate aos assaltantes e cerca de um minuto depois, um deles fugiu a pé e o outro subiu na moto e foi embora.

Pelas imagens é possível ver, ainda, que nada do casal foi levado. Já os ladrões ficaram sem os capacetes.

O g1 entrou em contato com o casal, que não registrou boletim de ocorrência, para falar sobre o caso, mas eles não haviam retornado até a atualização mais recente desta reportagem.

Confira o vídeo:

Orientação

Segundo o delegado Leandro Fernandes Araújo, o conselho geral para casos como esse é não reagir.

“A orientação de maneira geral em casos de assalto é não reagir, ainda que acredite que o criminoso não está armado. Você pode estar enganado ou ser surpreendido por um comparsa. Se possível, evite movimentos bruscos e tente manter a calma”.

g1

Opinião dos leitores

  1. Era prá ter dado mais peia, até apagar. E a polícia era prá terminar o serviço, aí sim iriam pensar duas vezes antes de sair para o crime.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

[VÍDEO] IRADO: Lula diz que Israel continua matando mulheres e crianças

“Israel continua matando mulheres e crianças”, diz Lula um dia após corpo de brasileiro morto pelo Hamas ser recuperado por tropas israelenses.

Em discurso neste sábado (25/5) presidente criticou novamente mortes de civis causadas pela operação militar de Israel em Gaza.

“Quero pedir a vocês uma solidariedade às mulheres e crianças que estão morrendo na Palestina por conta da irresponsabilidade do governo de Israel, que continua matando mulheres e crianças”, disse.

Lula também disse que o povo não deve se calar diante de “aberrações”. A declaração foi feita durante a inauguração de obras viárias na Rodovia Presidente Dutra (trecho da BR-116), em Guarulhos (SP).

O assassinato do brasileiro Michel Nisenbaum não foi citado em discursos do presidente, que lamentou a morte em suas redes sociais.

Com informações de CNN e Metrópoles

Opinião dos leitores

  1. É melhor ele cuidar dos brasileiros, centenas são assassinados diariamente e ele nem aí.

  2. O Nine só defende o que não presta, o povo brasileiro, diferente do ladrão de nove dedos, está apoiando o Estado de Israel, que o Hamas seja exterminado para todo o sempre.

    1. Estado de Israel odeia os cristãos sabia. Estuda um pouco! Ah Israel é um estado genocida. Quem não se revolta contra isso apoia, é cúmplice né? Lula tá certo. Chora não baby

  3. Esse cachaceiro é uma comédia.
    Quem diria um bandido presidente do Brasil.
    É imoral!
    Vergonhoso.

    1. Onde estava o melhor serviço secreto do mundo quando houve a invasão do Hamas, onde estava o melhor exército do mundo para impedir essa invasão? Só uma pergunta.

  4. Mas a vida do brasileiro que os amiguinhos dele, do Hamas, tirou, está tudo bem? Esse devoto do satã só apoia quem não presta! Bandido, sempre protege bandido.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Meio Ambiente

Dois trechos da Praia de Ponta Negra têm 16 vezes mais coliformes fecais que o aceitável, aponta boletim de balneabilidade

Foto: Igor Jácome/g1

Um dos principais cartões postais de Natal, a praia de Ponta Negra, tem 16 vezes mais coliformes fecais na água que o limite aceitável pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama), o que torna os trechos analisados impróprios para o banho neste fim de semana.

Os dados são do boletim de balneabilidade das praias da região metropolitana de Natal, divulgado nesta sexta-feira (24) pelo Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (Idema).

Em dois trechos da praia da Zona Sul da capital, o valor obtido na última amostragem foi de 16 mil coliformes fecais por 100 ml de água, quando o limite é de mil coliformes fecais por 100 ml, segundo o coordenador do programa Água Azul, o geólogo Ronaldo Diniz.

O levantamento tem como base os limites estabelecidos pelo pela Resolução N° 274 do Conama.

“Para classificar a praia como imprópria, a gente usa os resultados de cinco semanas. Se dois ou mais desses cinco resultados possuírem mais de mil coliformes fecais por 100 ml de água, essa praia está imprópria. E se na análise mais recente tiver mais de 2.500 coliformes fecais, com apenas esse resultado ela já é classificada como imprópria. Ou seja, a praia está 16 vezes acima do limite de mil e seis vezes acima do limite de 2,5 mil”, explica Ronaldo, que coordena o estudo de balneabilidade há 23 anos.

No trecho da Praia de Areia Preta, na Zona Leste da cidade, perto da escadaria de Mãe Luiza, o levantamento semanal encontrou uma contaminação ainda maior: 24.000 coliformes termotolerantes nas amostras de até 100 ml de água – ou seja – um valor 24 vezes maior que o limite de 1 mil coliformes por 100 ml.

Ainda de acordo com Ronaldo, a presença elevada de coliformes fecais em praias da capital e da região metropolitana são causados por diferentes fatores. Porém, no caso de Ponta Negra, ele explica que a suspeita é de instalações irregulares de esgoto em galerias pluviais (que deveriam receber apenas água da chuva), bem como o contrário – ligações de águas da chuva no sistema de esgoto.

“No caso de Ponta Negra, o que nós vemos são um conjunto de ligações clandestinas de águas contaminadas nas galerias pluviais, nas instalações que deveriam conter apenas água da chuva, mas acabam recebendo esgotos não tratados, principalmente doméstico. E às vezes nós temos ligações clandestinas de água de chuva nas ligações de esgoto. A área de Ponta Negra é saneada, então essas instalações não suportam, no período que chove mais, e elas chegam a extravasar pelas tampas vistas ao longo do calçadão. Essa rede fica sobrecarregada e joga tudo diretamente na praia. Essa é a causa mais provável de ter ocorrido em Ponta Negra nesta semana”, afirmou.

Em Areia Preta, o professor acredita que o problema também é causado por ligações clandestinas. “Essa água da chuva chega com grande quantidade de esgotos não tratados”, pontuou.

Dos 33 pontos de praias e rios da Grande Natal, analisados pelos pesquisadores nesta semana, sete estavam impróprios: seis deles em Natal e um em Nísia Floresta, na região metropolitana. Três dos pontos impróprios na capital foram na praia de Ponta Negra. Veja abaixo:

Trechos e quantidade de coliformes por 100 ml de água na última análise

  • Nísia Floresta/Foz do Rio Pirangi – 1.340 na última análise
  • Natal/Ponta Negra/acesso principal – 16.000 na última análise
  • Natal/Ponta Negra/Rua C.G. Teixeira – Escadaria – 16.000 na última análise
  • Natal/Ponta Negra/Rua R. S. Medeiros – 9.200 na última análise
  • Natal/Via Costeira (Barreira D’Água) – 2.800 na última análise
  • Natal/Areia Preta (Escadaria de Mãe Luiza) – 24.000 na última análise
  • Natal/Redinha (Rio Potengi) – 3.500 na última análise

Nenhum dos pontos analisados nos municípios de Parnamirim e Extremoz, também na região metropolitana, foram considerados impróprios no boletim.

g1-RN

 

Opinião dos leitores

  1. O Blog é um excelente canal de comunicação. Leva inclusive informações de utilidade pública de importância sanitária e ambiental. Mas, os canais de comunicação também estão limitados. Por exemplo, o programa de balneabilidade é excelente, neste caso identificou algo assustador, por outro lado qual a fonte/origem da contaminação!? O BG poderia levar essa pergunta aos órgãos municipais, estaduais e federais. SEMURB, IDEMA, IBAMA.

  2. Ir para Ponta Negra, é sinônimo de tomar banho de merda, andar no meio de bandidos, lixo, prostituição e estrangeiro(a) liso fedorento(a). A Orla de Natal, da Redinha a Ponta Negra acabou-se!!!

    Triste fim da cidade do sol.

  3. Ou seja, Ponta Negra está uma m.e.r.d.@

    Parabéns aos que fazem isso com o nosso cartão postal.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Quase 50% dos brasileiros reprovam o governo Lula e 70% não sabem citar nenhuma obra da gestão petista

Foto: Wilton Junior/Estadão Conteúdo

Um levantamento do Instituto Paraná Pesquisas mostra que 49,6% dos brasileiros reprovam o governo Lula. Os dados foram divulgados nesta sexta-feira, 24. O porcentual de aprovação é de 46,2%, e 4,2% não souberam responder ou não opinaram.

A pesquisa ainda mostrou que 70,6% dos entrevistados não souberam citar “obras, medidas administrativas nem benefícios à população realizados pelo Governo do Presidente Lula até o momento”. O índice é levemente menor do que em março, quando 73,4% dos entrevistados não souberam fazer nenhuma referência a medidas do governo Lula.

Quando a pergunta foi “a administração do presidente Lula está sendo ótima, boa, regular, ruim ou péssima”, os porcentuais de “ótima” e “boa” somam 31,9% e os de “ruim” e “péssima” chegam a 41,1%.

  • Ótima — 10,6%
  • Boa — 21,3%
  • Regular — 26%
  • Ruim — 9,8%
  • Péssima — 31,3%
  • Não sabe/não opinou — 1%

A aprovação do governo Lula caiu bastante na comparação com agosto de 2023. Nesta última pesquisa, também houve queda da aprovação, de 46,6%, em março, para 46,2%, e alta da desaprovação, de 48,8% para 49,6%.

O porcentual de quem considera o governo bom ou ótimo subiu de 30,9% para 31,9%, mas o índice de quem considera ruim ou péssimo também cresceu, de 40,5% para 41,1%.

aprovação Lula

Comparativo da aprovação/reprovação do governo Lula | Foto: Reprodução/Paraná Pesquisas

A maior desaprovação vem do Sul, com 60,3%, seguida de Norte e Centro-Oeste (58,1%), Sudeste (50,4%) e Nordeste (38,1%).

O Instituto Paraná Pesquisas ouviu 2020 eleitores em 160 municípios dos 26 Estados e no Distrito Federal. As entrevistas foram feitas entre 27 de abril e 1º de maio. A margem de erro é de 2,2 pontos porcentuais e o intervalo de confiança, de 95%.

Revista Oeste

Opinião dos leitores

  1. Como vai citar obra sem existir? 💡💡💡Qual é a semelhança entre O EX-PRESIDIÁRIO E O EX-CORINTHIAS? OS DOIS SÃO COMUNISTAS, SE ACHAM ÍDOLOS E NÃO SÃO.😭😭😭😭😭

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

‘Esta semana fiquei nervoso porque vi o preço do arroz muito caro no supermercado’, diz Lula

Foto: Ricardo Stuckert

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse no sábado, 25, que ficou “nervoso” e “um pouco irritado” esta semana por conta do preço do arroz no supermercado. O petista citou a decisão do governo de destinar R$ 6,7 bilhões para a importação do produto, que será comprado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

“Esta semana fiquei meio nervoso porque vi o preço do arroz muito caro no supermercado. Esta semana eu fiquei um pouco irritado porque o preço do arroz, o pacote de 5 kg, em um supermercado, estava R$ 36, no outro estava R$ 33”, declarou Lula, durante inauguração de obras viárias na rodovia Presidente Dutra, em Guarulhos (SP).

“Eu chamei o Paulo Teixeira, que é ministro do Desenvolvimento Agrário, chamei a Conab, que é a nossa companhia de abastecimento, chamei o ministro Fávaro, da Agricultura, e decidimos: arroz e feijão é uma coisa que nós, brasileiros, não sabemos e não queremos abrir mão. Por isso, eles têm que estar no preço que o povo mais humilde e trabalhador possa comprar”, emendou. “Tomamos a decisão de importar um milhão de toneladas de arroz para que a gente possa equilibrar o preço do arroz neste País.”

O chefe do Palácio do Planalto disse que o vice-presidente Geraldo Alckmin, ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, assinou uma redução de impostos que eram cobrados da importação de arroz. O governo editou duas medidas provisórias (MPs) sobre a importação de arroz como parte do conjunto de medidas para enfrentar as consequências do desastre climático no Rio Grande do Sul.

Lula foi ao evento acompanhado de Alckmin, dos ministros Renan Filho (Transportes), Alexandre Padilha (Relações Institucionais) e Paulo Teixeira (Desenvolvimento Agrário) e dos deputados federais Alencar Santana Braga (PT-SP), pré-candidato a prefeito de Guarulhos, e Jilmar Tatto (PT-SP).

Estadão Conteúdo

Opinião dos leitores

  1. Será que vai importar tbem as verduras que estão custando os olhos da cara.esse dia mente viu.kkkkk

  2. Isso é im condenado pra mentir.
    Nem em supermercados pode andar.
    Kkkkkkkkkk.
    Vai quebrar os arrozeiros do Rio Grande do Sul.
    Miserável!!

  3. Gustavo Malafra ,kkkkk parece até que seu amiguinho come arroz que a gente come, ele deve comer importados , isso sim.

  4. TÁ QUERENDO GANHAR UNS VOTINHOS, IMPORTANDO ARROZ, NÉ? JÁ TÁ FAZENDO PROPAGANDA, USANDO ESSA CONVERSA MOLE. SE FOSSE SÓ ARROZ QUE TÁ CARO ERA MUITO BOM. QUERENDO GANHAR FAMA COM A DESGRAÇA DO SUL, COMO É O COSTUME DA ESQUERDA. USAR DESGRAÇA PARA SE PROMOVER.

  5. SE FOSSE SÓ O ARROZ, TÁ TUDO CARO,E NÃO ESTAMOS NA PANDEMIA E NO INÍCIO DA GUERRA DA RÚSSIA X UCRÂNIA.

    O PAI DOS POBRES É ?
    FAZ O L QUE O AMOR ALIMENTA.

  6. Isso aí que Lula disse é uma tremenda FAKE NEWS. Vocês acham que Lula foi ao supermercado??? Kkkkkk

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

VÍDEO E FOTOS: Carro pega fogo no cruzamento das avenidas Romualdo Galvão e Miguel Castro

Um carro pegou fogo no cruzamento das avenidas Romualdo Galvão e Miguel Castro, no bairro de Lagoa Nova, em Natal, no fim da manhã deste sábado (25).

Um caminhão do Corpo de Bombeiros já está no local realizando o combate às chamas.

Ninguém ficou ferido. Apenas o motorista estava no veículo, ele conseguiu sair a tempo de se salvar.

Opinião dos leitores

    1. João, certamente um fazuéli, não percebe q a crítica foi quanto à cobrança da taxa. Mas é querer muito…. pague, veja q não funciona e critique quem constata isso.

  1. A taxa cobrada em cada licenciamento para os bombeiros mostrando para q serve… chegaram só para varrer as contas.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *