Major Olímpio pede prisão preventiva de Lula por incitar violência

Foto: Reprodução

Major Olímpio foi à PGR e protocolou uma representação solicitando a prisão preventiva de Lula.

O senador do PSL de São Paulo acusa o petista de incitação à violência durante seu discurso à militância no último sábado, em São Bernardo do Campo.

No Twitter, Olímpio publicou a seguinte mensagem:

“É inaceitável que o condenado Lula incite a violência e a desordem. Por isso, protocolei representação para que o Ministério Público requeira sua prisão preventiva, para garantia da ordem e para que seja averiguado esse crime contra a segurança nacional.”

Na ocasião, Lula disse: “A gente tem que seguir o exemplo do povo do Chile, do povo da Bolívia. A gente tem que resistir. Não é resistir. Na verdade, é lutar, é atacar e não apenas se defender.”

Veja a íntegra do documento clicando AQUI.

O Antagonista

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Ferreira disse:

    BANDIDO BOM É O FLÁVIO BOLSONARO E O QUEIROZ.
    MAS QUEM SE IMPORTA, É DO MESMO BANDO.

“A Lei de Segurança Nacional está aí para ser usada”, diz Bolsonaro sobre Lula, caso tente subverter a ordem constitucional

Foto: Divulgação/O Antagonista

O presidente Jair Bolsonaro concedeu ontem entrevista exclusiva a O Antagonista, no Palácio da Alvorada.

Na conversa, ele falou sobre as acusações de um acordão em Brasília, da crise que quase levou à queda do diretor-geral da PF e do risco de Lula ser enquadrado na Lei de Segurança Nacional, caso tente subverter a ordem constitucional…

Reportagem de O Antagonista aqui.

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Mauro disse:

    O MEDO DE LULA É GRANDE!

  2. Waldemir disse:

    Mas se prender ele de novo o que eu duvido ele tem que ir para uma prisão de segurança maxima para segurança dele lula

  3. Ilcio disse:

    Tem que prender este marginal, o Brasil não aguenta este ladrão incentivando a milícia que ele sempre apoiou, o PT É UMA MILICIA, SO TEM MARGINAIS.

    • Júlio disse:

      Ele dá entrevista com as camisas de camelô pra se fazer de Homi simples, criatura do povo.

  4. Ricardo Carvalho disse:

    Bota pra quebrar, Capitão, o rato barbudo e o partido que virou bando não vão transformar o Brasil numa Venezuela!

  5. willian disse:

    É um salafrário mesmo, ataca as instituições impiedosamente (ele e sua quadrilha de milicianos com filhos inclusos e tudo) e depois vem invocar a lei de segurança nacional. Era só o que faltava !!!!

    • paulo disse:

      E o salafrário de 09 dedos tem feito muitas acusações sem provas contra as instituições e as autoridades constituíveis inclusive chamou os ministros do STF de moles e outras coisas mais, ou ele se aqueta ou tem que ser enquadrado mesmo na Lei que ele teima em não obedecer.

FOTOS: Confira saída de Lula da prisão em Curitiba após decisão do STF

Foto: Reprodução/TV Globo

Foto: Reprodução/RPC

O ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva (PT) deixou a prisão em Curitiba após decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), nesta sexta-feira (8). Lula saiu da Superintendência da Polícia Federal (PF) por volta das 17h40.

Condenado em duas instâncias no caso do tríplex no Guarujá, no âmbito da Operação Lava Jato, Lula cumpria pena de 8 anos, 10 meses e 20 dias. Agora, o juiz Danilo Pereira Jr. autorizou que Lula recorra em liberdade.

Nesta quinta-feira (7), por 6 votos a 5, o STF decidiu derrubar a possibilidade de prisão de condenados em segunda instância, alterando um entendimento que vinha sendo adotado desde 2016.

A maioria dos ministros entendeu que, segundo a Constituição, ninguém pode ser considerado culpado até o trânsito em julgado (fase em que não cabe mais recurso) e que a execução provisória da pena fere o princípio da presunção de inocência.

Período de Lula na prisão

Lula ficou preso em uma sala especial – garantia prevista em lei – de 15 metros quadrados que fica no 4º andar do prédio da PF em Curitiba. O local tem cama, mesa e banheiro de uso pessoal. A Justiça autorizou que o ex-presidente tivesse uma esteira ergométrica na sala.

O ex-presidente tinha os requisitos necessários para progredir para o regime semiaberto. A progressão é permitida a quem já cumpriu 1/6 da pena – no caso de Lula, a marca foi atingida em 29 de setembro deste ano e, segundo o Ministério Público, também leva em conta outros aspectos, como bom comportamento.

A defesa de Lula, porém, disse ser contra o ex-presidente passar para o regime semiaberto, porque espera a absolvição.

No semiaberto, o condenado tem direito a deixar a prisão durante o dia para trabalhar. A progressão, no entanto, ainda não tinha sido analisada pela juíza.

Durante o período na prisão, Lula deixou a sede da PF em duas ocasiões: para ir ao interrogatório no caso do sítio de Atibaia, que ocorreu em novembro de 2018, e ao velório do neto Arthur Lula da Silva, de 7 anos, em São Bernardo do Campo (SP), em março deste ano.

Em janeiro, Lula não havia tido a mesma autorização da Justiça para ir ao funeral do irmão Genival Inácio da Silva, de 79 anos, conhecido como Vavá.

Condenações e processos

Na primeira instância, em decisão do então juiz Sérgio Moro, a pena imposta a Lula era de 9 anos e 6 meses, por corrupção e lavagem de dinheiro.

O juiz entendeu que o ex-presidente recebeu o triplex do Guarujá como propina da construtora OAS para favorecer a empresa em contratos com a Petrobras. O ex-presidente afirma ser inocente.

Depois, na segunda instância, o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) elevou a pena para 12 anos e 1 mês.

Em abril deste ano, o tempo foi reduzido a 8 anos, 10 meses e 20 dias no Superior Tribunal de Justiça (STJ), considerado a terceira instância.

Também na Lava Jato, em fevereiro deste ano o ex-presidente também foi condenado em primeira instância pela juíza substituta Gabriela Hardt por corrupção e lavagem de dinheiro por ter recebido propina por meio da reforma de um sítio em Atibaia (SP).

Nesse processo, a pena é de 12 anos e 11 meses. A defesa recorreu, e a ação ainda não foi julgada pelo TRF4.

Lula nega as acusações.

O ex-presidente responde a mais seis processos. Ele foi o primeiro ex-presidente do Brasil condenado por crime comum.

G1

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Marcos Aurelio disse:

    Segundo Juluo Cesar. Vcs qierwm qie soltem Jesus Cristo ou Lula? e o STF, LULA,LULA. Assim lavarei as minhas mãos.

  2. Rapisa disse:

    Boa noite, a mídia está dizendo que lula está livre, graças a Deus ele não está livre, ele está solto aguardando o julgamento do recurso em liberdade.

  3. Lula_lavador_de_dinheiro disse:

    Solto,mas culpado!!

  4. Flauberto Wagner disse:

    Nada mais insano do que se buscar entender o princípio do entendimento legal no Brasil, pois para muitos juristas do além das fronteiras, a coisa é muita estranha e de uma fragilidade cristalina que chega a beirar o esfacelamento dos poderes diante de suas próprias incongruências.
    Somos talvez o único lugar no mundo aonde o judiciário fazendo o papel do legislativo ou a sua revelia muda a Lei para suprimir a condenação de um cidadão, já que ele mesmo não conseguiu provar a sua cabal inocência diante de sua ampla culpabilidade.
    É interessante observar que em todo transcorrer de forma particular em relação ao caso em tela, várias e atípicos posições sem nenhum cabimento legal foram utilizadas surrateiamente em alguns vezes e em outras ocasiões descaradamente com o único intuito de depositar em uma vala comum um rosário de delitos de alguém que para ser um exemplo e se transformou em um escremento da política brasileira.

  5. Wellington disse:

    Tem muita gente achando bom. Mais e a Lava-Jato como é que fica? Em detrimento de um, todos pagam ou não. Só no Brasil que isso acontece e o povo é quem paga a conta! O STF perdeu uma grande oportunidade de se mostrar que estava do lado do povo. Viva a Corrupção!

  6. JOAO MARIA disse:

    Realmente o crime compensa

  7. Lula livre👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏

  8. joao de deus disse:

    se levasse uma facada seria ironico…

  9. Paula disse:

    O pior de tudo não é lula livre!
    O pior mesmo é os outros milhares que serão solto por causa desse bandido de colarinho branco

    • LUTEMBERG DE SOUZA PESSOA disse:

      Pior ainda é o clima de festa de boa parte da população, comemorando a soltura de um ladrão, corrupto, mentiroso, como se fosse Jesus Cristo.

  10. Pedro disse:

    Esse é o BRASIL que o povo sério não quer.

  11. PAULO disse:

    Falta Soltar o resto da Quadrilha !!!!!

  12. Contra o ódio disse:

    É LULA versus a onipresença da superestrutura política devidamente instalada no poder. É um duelo 🤺 de gigantes. DE UM LADO todo o poder do Estado, toda a imprensa cooperativa, todo o volume de recursos da máquina pública à mercê do partido antagonista, todo o ódio de classe, todo o poder de uma emissora de televisão que detém 80% do bolo publicitário do país.
    DO OUTRO, LULA.

    É UM DUELO DE GIGANTES!!!

    Grande dia, enorme dia, imenso dia!!!!

    LULA GIGANTE!!!

  13. natalsofrida disse:

    Agora é oficial, somos o país da impunidade. Podem roubar, matar etc, isso é apenas um detalhe.
    Que o Altíssimo nós proteja.
    Os próximos são Beira mar, Marcola e companhia.

  14. Daniel disse:

    Palhaçada!!

  15. PEDRO disse:

    LULA LIVRE <3

Carlos Bolsonaro, sobre soltura de Lula: “Paciência e inteligência! Sei que o jogo virará rapidamente!”

Foto: Reprodução]

Enquanto Jair Bolsonaro se cala sobre a decisão de ontem do STF e a soltura de Lula, seus filhos se incumbem de tratar do assunto em suas redes sociais.

Depois de Eduardo –que não citou o petista diretamente–, foi a vez de Carlos abordar o caso no Twitter:

“Presidente @jairbolsonaro enaltece @SF_Moro após decisão do STF que liberta LULA. Não tenho dúvidas que esse jogo virará! O Brasil não aceita mais o show dos bandidos do PT, PCdoB, Piçóu etc! Paciência e inteligência! Sei que o jogo virará rapidamente!”, escreveu o vereador, mencionando as contas do pai e de Sergio Moro na rede social.

O Antagonista

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Nono Corrêa disse:

    Esse miliciano falando em "inteligência" chega a ser engraçado! Um piadista. No que depender da "inteligência" desse bandidagem, a democracia vai prevalecer. Felizmente.

  2. Carlos disse:

    Inteligência!? Faz-me rir!

  3. Carlos disse:

    O Tonho da Lua não sabe fazer política, quanto mais se sentir incomodado , mais eleva o poder do Lula, oh homem forte.

FOTOS: Confira o alvará de soltura de Lula

O juiz Danilo Pereira Junior acaba de expedir o alvará de soltura de Lula.

Em sua decisão, ele conclui pela “ausência de fundamento para o prosseguimento da presente execução penal provisória, impondo-se a interrupção do cumprimento da pena privativa de liberdade”.

Ele também determinou que autoridades públicas e advogados do réu “ajustem os protocolos de segurança para o adequado cumprimento da ordem, evitando-se situações de tumulto e risco à segurança pública”.

Reprodução

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Melo disse:

    Teve q mudar a interpretação da lei, de que provar sua inocência.

  2. Ems disse:

    CUNHA LIVRE !!!! CABRAL LIVRE !!! PEZÃO LIVRE !!!

  3. Getro disse:

    Eita olha a ruma de ladrão solto…..

  4. Yusuke urameshi disse:

    #LULAVERDADEIROMITO

  5. Vitor Silva disse:

    O que eu mais gosto no Lula é a capacidade dele de irritar gente que eu odeio.

  6. Expedito Junior disse:

    Que vontade de vomitar.

  7. PAPAI, A DIPLOMAMATA DEU ERRADO disse:

    LULA GIGANTE ….

  8. Francisco disse:

    Esperar justiça dos homens, nunca, a de DEUS, proverá

Lula planeja viajar pelo Brasil para reorganizar oposição ao governo

Foto: Edilson Dantas / O Globo

A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula vai pedir nesta sexta-feira sua imediata liberdade à 12ª Vara de Execuções Penais (VEP) de Curitiba. Caberá à juíza Carolina Lebbos autorizar a soltura do petista e de outros presos na mesma situação, como o ex-ministro José Dirceu .

A decisão, no entanto, não é automática. O juiz de execução pode ainda decretar prisão preventiva do petista, se assim for pedido pelo Ministério Público e se considerar que existem os requisitos previstos em lei para isso — como, por exemplo, periculosidade do réu e risco de fuga. Não há prazo definido em lei para que ele se manifeste.

Caso Lula seja solto hoje, ele terá ficado 580 dias na cadeia. Nas conversas que manteve nas semanas que antecederam a decisão de ontem do STF, Lula deixou claro aos seus aliados que, ao ganhar a liberdade, dois pontos vão marcar a sua atuação política: não fará inflexão ao centro nem empunhará a bandeira de deslegitimar o governo do presidente Jair Bolsonaro , como em eventual campanha por impeachment.

Nova oposição

Lula planeja viajar o país e tentar fortalecer a oposição ao governo. Também está previsto um giro internacional para se encontrar com personalidades que se manifestaram contra a sua prisão. Mas o primeiro ato do petista ao ser libertado será em Curitiba , em frente à Polícia Federal . O ex-presidente quer prestar uma homenagem aos simpatizantes que ficaram em vigília no local durante um ano e sete meses. A expectativa é que também ocorra um comício em São Paulo ou São Bernardo do Campo, em seguida.

— Ao sair daqui, ele está querendo preparar um grande pronunciamento à nação — afirmou João Paulo Rodrigues, da coordenação nacional do MST, depois de visitar o petista em sua cela na Polícia Federal do Paraná, na tarde ontem.

A possibilidade de adotar um caminho político de centro chegou a ser discutida por petistas próximos a Lula. Com Bolsonaro seguindo por uma linha que os dirigentes do partido classificam como de extrema-direita, uma inflexão ideológica poderia ajudar o PT a recuperar o terreno perdido na sociedade. Mas, após debates, a conclusão foi que a legenda enfrenta rejeição muito mais pelas denúncias de corrupção e pela acusação de que as medidas econômicas do governo Dilma Rousseff quebraram o país do que propriamente por questões ideológicas.

— O Lula me falou: avisa lá para os sem-terra que eu vou sair mais à esquerda do que eu entrei — disse Rodrigues.

A recuperação da imagem do PT se dará, na visão dos dirigentes partidários, aos poucos, impulsionada pelo desgaste de Bolsonaro. Na estratégia traçada, Lula pode impulsionar esse sentimento ao frisar em seus discursos as consequências para a população das medidas que vêm sendo adotadas, principalmente na área econômica. Um antigo aliado destaca a “capacidade de Lula de explicar de maneira simples um assunto complexo”. Esse mesmo aliado aposta que Lula evitará entrar em bate-bocas com o atual presidente.

Esses embates poderiam impulsionar um antipetismo e promover um reagrupamento do campo político de Bolsonaro, que vem se dividindo desde o início do mandato.

Moro na mira

Mesmo com o desgaste do governo, Lula e seus aliados não entendem que exista clima para mobilizar a sociedade para abreviar o mandato do atual presidente por meio de um impeachment. O PT tem 54 dos 513 deputados.

A mesma lógica vale para a decisão do partido de não tentar no momento levantar bandeira por mudanças na Lei da Ficha Limpa, o que permitiria a Lula recuperar os seus direitos políticos e se candidatar a presidente em 2022. A decisão de ontem do STF não mexeu nisso.

O caminho visto pelos petistas como mais possível para que Lula recupere o direito de se candidatar está no julgamento da suspeição do então juiz Sergio Moro. Assim, mesmo em liberdade, o ex-presidente manterá o discurso de que os processos contra ele são resultado de perseguição política para pressionar o Supremo a colocar em julgamento o habeas corpus que questiona a atuação do ex-magistrado na condução do processo do tríplex do Guarujá.

Mas, apesar de animar o partido, há gente no PT mais cuidadosa. Um deputado federal influente diz que parte da direção se ilude achando que basta Lula sair da cadeia para que todos os integrantes do partido se resolvam. O partido precisa, segundo esse parlamentar, definir a sua tática política e eleitoral e ter claro que ainda enfrenta resistência na sociedade.

Antes de eventualmente soltar o ex-presidente, a VEP ainda pode solicitar a manifestação do Ministério Público Federal (MPF) e da Polícia Federal sobre o caso, e até mesmo acerca da logística de uma eventual saída do petista de Curitiba para São Paulo.

— Uma vez que existe um juiz de execução penal, cabe a este tomar a decisão sobre a necessidade de liberação do condenado. Ou seja, a defesa faz o pedido e o juiz da VEP o aprecia levando em consideração a decisão do STF. Não há um prazo definido em lei , mas a urgência das questões discutidas exige resposta rápida — diz o doutor em direito penal pela USP Conrado Gontijo.

O professor de Direito penal da USP Gustavo Badaró, por sua vez, entende que o pedido da defesa deve ser feito diretamente ao Tribunal Regional Federal da 4ª(TRF4), que foi quem manteve a condenação do ex-presidente no caso do tríplex do Guarujá e deu a ordem para a execução de sua prisão. Nesse caso, após ser questionado pela defesa, o TRF-4 comunicaria a VEP sobre a necessidade de cumprir a decisão do STF e soltar o petista.

O ex-presidente vinha evitando nos últimos dias falar diretamente sobre a possibilidade de liberdade para não correr o risco de se frustrar. Mesmo assim, deixou transparecer algumas estratégias e chegou pedir que as suas falas em entrevistas na cadeia fossem analisar para saber se o tom estava adequado.

Apoio da Argentina

Lula deve ajudar o PT a tentar viabilizar candidaturas para as eleições municipais do ano que vem. O partido tem enfrentado dificuldade para lançar nomes com boas chances em cidades importantes. A expectativa é que o ex-presidente seja um cabo eleitoral ativo. Dentro da linha de ação definida, os aliados de Lula entendem que será necessário recuperar o eleitorado pobre que aderiu ao bolsonarismo.

Na noite da quinta-feira, o presidente eleito da Argentina, Alberto Fernández, se comunicou com dirigentes do PT para expressar sua satisfação pela decisão do STF .

O Globo

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Flavio disse:

    Terminar de ensinar como roubar e não ser preso, porque o dele falhou. Kkkkkkk foi reprovado. Cadeia muito pra esse safado é pouco.

  2. Carlos disse:

    Ser oposição ao que está dando certo?
    Vai se aquietar, Lula.
    Vai curtir tua vida em paz.

  3. Sebastião disse:

    Escapa da justiça dos homens, agora da divina, que é a mais importante, jamais irá escapar.

Para PGR, mensagens roubadas não vão salvar Lula

Foto: Sérgio Lima/Poder360

Augusto Aras, em entrevista ao SBT, disse que as mensagens roubadas não devem anular os processos da Lava Jato:

“Não tem um condão de invalidar a verdade dos fatos já apurados e por isso não teria a força para desconstituir os julgados até aqui proferidos”.

“Pequenos desvios e excessos”

Augusto Aras disse também que as mensagens roubadas da Lava Jato indicaram apenas “pequenos desvios e excessos”, que serão corrigidos junto à PGR.

Ele defendeu também a prisão em segunda instância, dizendo que é “uma forma de o Estado defender não só as garantias dos condenados, mas também os direitos das vítimas”.

O Antagonista

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Luciano disse:

    PEQUENOS DESVIOS, GRANDES NEGÓCIOS!
    Que o diga Dalagnoll e sua Fundação maravilhosa de desviar dinheiro para bancar projetos politicos pessoais de poder.
    Bando de inocentes.

    • Dilma disse:

      Inocente é ter um ladrão de estimação, que te roubou comprovadamente mais de um trilhão de reais, e ainda insistir tê-lo por perto. Aí sim, é cúmulo da inocência e Sem noção.

  2. Curitiba já disse:

    E quem duvida que a copa do 7×1 não teve o mesmo esquema, afinal os p tralhas estavam no comando

Senador Styvenson Valentim sobre Lula: “Saber se, além de corrupto, é assassino também. É perigoso para o nosso país”, diz senador Styvenson Valentim citando depoimento de Marcos Valério

Foto: Divulgação/Senado Federal

O senador Styvenson Valentim (Podemos) comentou há pouco, no plenário, o depoimento de Marcos Valério, segundo o qual Lula foi um dos mandantes do assassinato de Celso Daniel.

“[Precisamos] saber se, além de corrupto, [Lula] é assassino também. É perigoso para o nosso país.”

Vídeo aqui em post na íntegra.

O Antagonista

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Severina Oliveira disse:

    Perigoso para o país foi eu ter saído de casa no dia da eleição para votar no Styvenson. Ocupar a tribuna para falar mal do Lula? Comentar notícias maliciosas? É uma pena capitão que eu tenha jogado o meu voto fora. E ainda influenciei outras pessoas a votar no Senhor. Pode dizer que não pediu voto a ninguém, mais pediu. Se registrou candidatura e foi a debates pediu voto sim. Agora quando tantos pais de família estão sem emprego o Senhor vai fazer pose criticando Lula. Saiba que muita gente que votou no Senhor apoia o Lula. Sem os votos dos Lulistas o Senhor não seria Senador da República Federativa do Brasil.

  2. potiguar disse:

    Valentin está igual aos outtos senadores, muita conversa . O congresso agora tem mais policial que nas viaturas. Igual Bolsonaro, fala e mais nada. MUITO FRACO. Só tem bomba.

  3. nasto disse:

    Seu Rai, seu Lula não é e nunca foi meu ídolo . Preste atenção na frase. Eu perguntei: Será que é mais uma mentira? Veja o sentido. Eu acho que ele está envolvido e muito com esse crime em muitos outros. Na minha opinião ele MORFA na CADEIA , de preferencia na PAPUDA.

  4. Rai S SILVA disse:

    Seu Nasto petista de carteira, vc acha que o seu amor luladrao não estar envolvido no assassinato, vc tem certeza de falar que é mais uma mentira contra seu ídolo.

  5. natalsofrida disse:

    Meus caros, esse assunto em São Paulo não tem mais o que saber, todos sabem disso. A CPI deixou claro quem mandou e como foi abafado. O tal do Ronan Pinto, levou doze milhões do molusco pra ficar calado, e com a ajuda do Banco Shain, amigo do Bunlai, tá tudo na Net, só cego e os adestrados pelo seu adestrador de asnos que não ver.

  6. Ricardo disse:

    Parabéns Senador.

  7. Thor Silva disse:

    Esse PT é uma quadrilha organizada. Lembre-se do depoimento de Dilma, falando que para voltar ao poder, faria até aliança com diabo.

  8. nasto disse:

    Agora danou-se : Além de LADRÃO é ASSASSINO ! Será que é mais uma MENTIRA ? E haja assunto para resto do ano.

FOTO: Capa da Veja estampa novo depoimento do operador Marcos Valério, que cita Lula como um dos mandantes do assassinato de Celso Daniel e reabre o caso

Foto: Reprodução

No depoimento ao MP, também gravado em vídeo, Valério repetiu uma história que contou em 2018 ao então juiz Sergio Moro, envolvendo na trama praticamente todo o alto-comando petista — só que agora com mais detalhes e com Lula como personagem fundamental. A história começa, segundo ele, em 2003, quando Gilberto Carvalho, chefe de gabinete do presidente Lula, convocou-o para uma reunião no Palácio do Planalto. No encontro, o anfitrião afirmou que o empresário Ronan Maria Pinto, que participava de um esquema de cobrança de propina na prefeitura de Santo André, ameaçava envolver a cúpula do Planalto no caso da morte de Celso Daniel.

“Marcos, nós estamos com um problema. O Ronan está nos chantageando, a mim, ao presidente Lula e ao ministro José Dirceu, e preciso que você resolva”, teria dito Carvalho. “Ele precisa de um recurso, e eu quero que você procure o Silvio Pereira (ex-secretário-geral do PT)”, acrescentou. Valério conta que, antes de deixar o Palácio, tentou levantar mais informações sobre a história com o então ministro José Dirceu. “Zé, seguinte: o Gilberto está me pedindo para eu procurar o Silvio Pereira para resolver um problema do Ronan Maria Pinto. Disse que é uma chantagem”, narra Valério no depoimento. A resposta do então chefe da Casa Civil teria sido curta e grossa: “Vá e resolva”.

Leia reportagem completa AQUI.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Bolsominion disse:

    Matéria da VEJA acusando LULA de ser mandante da morte do Celso Daniel:

    “SE Marcos Valério estiver dizendo a verdade..”

    "Valério disse TER OUVIDO DE UM EMPRESÁRIO que o ex-presidente foi o mandante do assassinato"

    “O novo depoimento, EMBORA NÃO TRAGA NENHUMA PROVA CONCRETA..”

  2. Alexandre disse:

    Vai mofar na cadeia , agora isso não justifica colocar uma Milicia na presidência …

  3. Ivan disse:

    Acho q quem mandou matar o Celso Daniel foi o Bolsonaro….kkkkkkkkk

  4. ze disse:

    Um dia eu também acreditei igual ao PTistas que Xuxa não cagava, eles acreditam que Lula não caga.

  5. Carlúcio disse:

    Lula também é responsável pelo derramamento de óleo no litoral do nordeste.

    • Felipe disse:

      Com certeza está ligado a quadrilha de esquerda que se apoiam!
      E não duvide se foi proposital!

  6. Gustavo disse:

    A alma mais honesta do mundo até o trânsito em julgado. Mas como tem muito dinheiro (roubado), é inocente pra sempre.

  7. H.M disse:

    Lula quem articula os cargos e as rachadinhas do clã bolsonaro, Lula tambem esta a frente das milicas do RJ e de todo Brasil, Lula quem colocou Bolsonaro e os filhos na politica fazendo de cabide de emprego. Lula que coordena o esquema de laranjas do PSL, lula quem foi o responsável por incentiva os adolescente no massacre de Zusano, Lula quem estava na boate KISS e Ascendeu o sinalizador que deu inicio ao incendio … #LULALIVRE

  8. hiran disse:

    Pode aparecer todas as provas do mundo contra Lula, provando que ele é um bandido, que nada vai adiantar. Pois existe os membros da facção criminosa dele, chamada de STF, pronto para absove-lo!

  9. MALACRAIA NA TERRA PLANA disse:

    A próxima edição vai revelara algo incrível, uma grande verdade:
    Lula tem a máquina do tempo(ele roubou antes de nascer), É que ela estava escondida no triplex. Pasmem ele MATOU JESUS CRISTO e voltou p o MORO fazer justiça .

  10. Ricardo disse:

    É gopi, é gopi , é gopi e é gopi.

  11. Ricardo disse:

    Lula batia na mãe qdo era criança e tá envolvido com a queda das torres gêmeas.

Marcos Valério cita Lula como um dos mandantes da morte de Celso Daniel; reportagem detalha depoimento inédito

ELE VOLTOU – No depoimento, que também foi gravado em vídeo, Valério reproduz o diálogo que teve com Ronan Maria Pinto, em que ele teria dito que apontaria Lula como o “cabeça da morte de Celso Daniel” (./.)

No fim da década de 90, o empresário Marcos Valério Fernandes de Souza começou a construir uma carreira que transformaria radicalmente sua vida e a de muitos políticos brasileiros nas duas décadas seguintes. Ele aprimorou um método que permitia a governantes desviar recursos públicos para alimentar caixas eleitorais sem deixar rastros muito visíveis. Ao assumir a Presidência da República, em 2003, o PT assumiu a patente do esquema. Propina, pagamentos e recebimentos ilegais, gastos secretos e até despesas pessoais do ex-presidente Lula — tudo passava pela mão e pelo caixa do empresário. Durante anos, o partido subornou parlamentares no Congresso com dinheiro subtraído do Banco do Brasil, o que deu origem ao escândalo que ficou conhecido como mensalão e levou catorze figurões para a cadeia, incluindo o próprio Marcos Valério. Desde então, o empresário é um espectro que, a cada aparição, provoca calafrios nos petistas. Em 2012, quando o Supremo Tribunal Federal (STF) já o condenara como operador do mensalão, Valério emitiu os primeiros sinais de que estaria disposto a contar segredos que podiam comprometer gente graúda do partido em crimes muito mais graves. Prometia revelar, por exemplo, o suposto envolvimento de Lula com a morte de Celso Daniel, prefeito de Santo André, executado a tiros depois de um misterioso sequestro, em 2002.

AVALISTA – Lula foi informado sobre o pagamento ao chantagista (Ricardo Stuckert/PT)

Na época, as autoridades desconfiaram que a história era uma manobra diversionista. Mesmo depois, o empresário pouco acrescentou ao que já se sabia sobre o caso. Recentemente, no entanto, Valério resolveu contar tudo o que viu, ouviu e fez durante uma ação deflagrada para blindar Lula e o PT das investigações sobre o assassinato de Celso Daniel. Em um depoimento ao Ministério Público de São Paulo, prestado no Departamento de Investigação de Homicídios de Minas Gerais, a que VEJA teve acesso, o operador do mensalão declarou que Lula e outros petistas graduados foram chantageados por um empresário de Santo André que ameaçava implicá-los na morte de Celso Daniel. Mais: disse ter ouvido desse empresário que o ex-presidente foi o mandante do assassinato. Até hoje, a morte do prefeito é vista como um crime comum, sem motivação política, conforme conclusão da Polícia Civil. Apesar disso, o promotor Roberto Wider Filho, por considerar graves as informações colhidas, encaminhou o depoimento de Valério ao Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público, que o anexou a uma investigação sigilosa que está em curso.

CRIME POLÍTICO – Celso Daniel foi morto como queima de arquivo, em 2002 (Epitácio Pessoa/Estadão Conteúdo)

No depoimento ao MP, também gravado em vídeo, Valério repetiu uma história que contou em 2018 ao então juiz Sergio Moro, envolvendo na trama praticamente todo o alto-comando petista — só que agora com mais detalhes e com Lula como personagem fundamental. A história começa, segundo ele, em 2003, quando Gilberto Carvalho, chefe de gabinete do presidente Lula, convocou-o para uma reunião no Palácio do Planalto. No encontro, o anfitrião afirmou que o empresário Ronan Maria Pinto, que participava de um esquema de cobrança de propina na prefeitura de Santo André, ameaçava envolver a cúpula do Planalto no caso da morte de Celso Daniel. “Marcos, nós estamos com um problema. O Ronan está nos chantageando, a mim, ao presidente Lula e ao ministro José Dirceu, e preciso que você resolva”, teria dito Carvalho. “Ele precisa de um recurso, e eu quero que você procure o Silvio Pereira (ex-secretário-geral do PT)”, acrescentou. Valério conta que, antes de deixar o Palácio, tentou levantar mais informações sobre a história com o então ministro José Dirceu. “Zé, seguinte: o Gilberto está me pedindo para eu procurar o Silvio Pereira para resolver um problema do Ronan Maria Pinto. Disse que é uma chantagem”, narra Valério no depoimento. A resposta do então chefe da Casa Civil teria sido curta e grossa: “Vá e resolva”.

Valério compreendeu que “resolver” significava comprar o silêncio do chantagista. No depoimento, ele relata que procurou o petista João Paulo Cunha, presidente da Câmara dos Deputados, a quem uma de suas agências de publicidade prestava serviços. Cunha, mais tarde condenado no mensalão, orientou-o a procurar o deputado Professor Luizinho, que tinha sido vereador em Santo André e, portanto, conhecia bem o problema. Segundo o empresário, Luizinho lhe confidenciou que Celso Daniel topou pagar com recursos da prefeitura a caravana de Lula pelo país, antes da eleição presidencial de 2002, mas não teria concordado em entregar a administração à ação de quadrilhas e àqueles que visavam ao enriquecimento pessoal. “Uma coisa era o Celso bancar as despesas do partido, da direção do partido e do próprio presidente. Outra era envolver a prefeitura em casos que beiravam a ação de gângster”, teria afirmado o deputado, conforme a versão de Valério. Seguindo a orientação recebida de Gilberto Carvalho, Valério procurou Silvio Pereira (secre­tário-­geral do PT) e perguntou se o assunto era mesmo grave e se realmente envolvia Lula, Zé Dirceu e Gilberto. Resposta: “Ele falou assim: ‘Esse assunto é mais sério do que você imagina’.”. Pereira pediu então a Valério que se encontrasse com o chantagista.

A reunião, segundo Valério, ocorreu num hotel em São Paulo. “Eu já avisei a quem eu devia avisar, Marcos, eu não vou pagar o preço sozinho”, teria sido a ameaça de Ronan. O então tesoureiro do PT, Delúbio Soares, preso no mensalão e no petrolão, também estava no encontro. “Se não resolver o assunto, eu já senti, esse homem vai explodir de vez, vai explodir o presidente, o Gilberto e o José Dirceu”, disse Valério a Delúbio depois da reunião. O empresário e o tesoureiro discutiram a melhor forma de arrumar o dinheiro para pagar a chantagem. Deu-­se, então, o encontro do mensalão com o petrolão. O petista Ivan Guimarães, que à época era presidente do Banco Popular do Brasil, lembrou os colegas de partido de que fundos de pensão mantinham aplicações milionárias no Banco Schahin. Era a hora de pedir uma retribuição. O banco aceitou fazer um “empréstimo” de 12 milhões de reais em troca de um contrato de operação com a Petrobras, no valor de 1,6 bilhão de reais. O promotor Roberto Wider quis saber de Valério se ele conversou com Lula sobre esse episódio. O empresário disse que sim. “Eu virei para o presidente e falei assim: ‘Resolvi, presidente’. Ele falou assim: ‘Ótimo, graças a Deus’.”. Mas não foi apenas isso. Valério contou ao promotor que Ronan Maria Pinto, quando exigiu dinheiro para ficar calado, declarou que não ia “pagar o pato” sozinho e que iria citar o presidente Lula como “mandante da morte” do prefeito de Santo André. Nas palavras de Valério, Ronan ia “apontá-lo como cabeça da morte de Celso Daniel”.

Na história recente da política brasileira, ninguém exerceu o papel de operador com tamanho protagonismo como o empresário Marcos Valério. Dono de agências de publicidade, Valério começou a atuar em esquemas de desvio de recursos públicos no governo de Eduardo Azeredo (PSDB), em Minas Gerais. Petistas mineiros conheciam muito bem os bons serviços prestados por ele aos rivais tucanos. Por isso, tão logo Lula assumiu a Presidência da República, abriram-se as portas do governo federal ao empresário. Rapidamente, Valério se tornou o homem do dinheiro sujo do PT e, nessa condição, cumpriu de missões prosaicas a estratégicas. Ele conta que se reunia com o então presidente ao menos uma vez por mês. Palpitava até sobre a indicação de ministros. A compra de apoio parlamentar era realizada às sombras, numa engenhosa operação financeira que envolvia bancos, dirigentes de partidos e dezenas de políticos — tudo na surdina. O empresário só assumiu o centro do tablado depois de VEJA revelar, em 2005, que o PTB operava um esquema de cobrança de propina nos Correios. Sentindo-se pressionado, Roberto Jefferson, o mandachuva do partido, reagiu delatando o mensalão e apresentando ao país o “carequinha” que operava os cofres clandestinos do PT. O resto da história é conhecido. O STF reconheceu a existência do esquema de suborno ao Congresso, considerou-o uma tentativa do PT de se perpetuar no poder e condenou os mensaleiros à cadeia. Lula, apesar de ser o beneficiado principal do esquema, nem sequer foi processado.

Por causa disso, Valério sempre pairou como um fantasma sobre o PT e seus dirigentes. No auge das investigações sobre o mensalão, ele próprio tentou chantagear o partido dizendo que se não recebesse uma bolada implicaria o então presidente da República no caso. Anos mais tarde, uma reportagem de VEJA revelou que a chantagem surtiu efeito, e o dinheiro foi depositado numa conta dele no exterior por um empreiteiro amigo. Durante a CPI dos Correios, Valério de fato poupou Lula. Ele só testemunhou contra o ex-presidente quando já estava condenado pelo Supremo. No depoimento ao MP, Valério disse que não aceitou pagar ao chantagista Ronan Maria Pinto do próprio bolso, como queriam os petistas, mas admitiu ter participado do desenho da transação realizada para levantar os recursos. De onde eles vieram? Do petrolão, o sucessor do mensalão.

As investigações da Operação Lava-Jato já confirmaram metade da história narrada por Marcos Valério. Para quitar a extorsão, o Banco Schahin “emprestou” o dinheiro para o empresário José Carlos Bumlai, amigo de Lula, que pagou ao chantagista. O banco já admitiu à Justiça a triangulação com o PT. Ronan Maria Pinto já foi condenado pelo juiz Sergio Moro por crime de corrupção e está preso. Valério revelou mais um dado intrigante. Segundo ele, dos 12 milhões de reais “emprestados” pelo banco, 6 milhões foram para Ronan e a outra parte foi entregue ao petista Jacó Bittar, amigo de Lula e ex-conselheiro da Petrobras. Jacó também é pai de Fernando Bittar, que consta como um dos donos do famoso sítio de Atibaia, que Lula frequentava quando deixou a Presidência. As empreiteiras envolvidas no petrolão realizaram obras no sítio à pedido do ex-presidente, o que lhe rendeu uma condenação de doze anos e onze meses de prisão. No interrogatório, o promotor encarregado do caso perguntou a Marcos Valério se havia alguma relação entre o dinheiro transferido a Bittar e a compra do sítio. Valério respondeu simplesmente que “tudo se relaciona”. O promotor também perguntou sobre as relações financeiras do empresário com o governo e com o ex-presidente Lula:

“— O caixa que o senhor administrava era dinheiro de corrupção?”
“— Caixa dois e dinheiros paralelos de corrupção, propina e tudo.”
“— Do Governo Federal?”
“— Sim, do Governo Federal.”
“— Na Presidência de Lula?”
“— Na Presidência do presidente Lula.”
“— Pagamentos para quem?”
“— Para deputados, para ministros, despesas pessoais do presidente, todo tipo de despesa do Partido dos Trabalhadores”.

Condenado a mais de cinquenta anos de cadeia, Valério começou a cumprir pena em regime fechado em 2013. Em setembro passado, progrediu para o regime semiaberto, o que lhe dá o direito de sair da cadeia durante o dia para trabalhar. O cumprimento de suas penas nunca ocorreu sem sobressaltos. Ele já foi torturado num presídio e teve os dentes quebrados. Em 2008, quando esteve preso em decorrência de um processo aberto para investigar compra de prestígio, Valério foi surrado por colegas de cela que, segundo ele, estariam a serviço de petistas. Essa crença se sustenta numa conversa que o empresário teve, anos antes, com Paulo Okamotto, amigo e braço-direito de Lula. “Marcos, uma turma do partido acha que nós devíamos fazer com você o que foi feito com o prefeito Celso Daniel. Mas eu não, eu acho que nós devemos manter esse diálogo com você. Então, tenha juízo”, teria lhe dito Okamotto. “Eu não sou o Celso Daniel não. Eu fiz vários DVDs, Paulo, e, se me acontecer qualquer coisa, esses DVDs vão para a imprensa”, rebateu o empresário, segundo seu próprio relato.

Até hoje, o assassinato de Celso Daniel é alvo de múltiplas teorias. A polícia concluiu que o crime foi comum. Já o Ministério Público sempre suspeitou de motivação política, principalmente diante das evidências de que havia um esquema de cobrança de propina de empresas de transporte público em Santo André, que teria irrigado o caixa do PT. Se Valério estiver dizendo a verdade — e é isso que as novas investigações se propõem a descobrir —, a morte do prefeito teria o objetivo de esconder que a prefeitura de Santo André funcionava como uma gazua do PT para financiar não só as campanhas políticas mas a boa vida de seus dirigentes, incluindo Lula. A morte de Celso Daniel, portanto, poderia ter sido realmente uma queima de arquivo. Irmãos do prefeito assassinado concordam com essa tese e sempre defenderam a ideia de que a possível participação de petistas no crime deveria ser apurada. O novo depoimento, embora não traga uma prova concreta, colocou mais fogo numa velha história.

FOTO: Capa da Veja estampa novo depoimento do operador Marcos Valério, que cita Lula como um dos mandantes do assassinato de Celso Daniel e reabre o caso

Veja

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Ze Negão disse:

    Quando o Celso Daniel deu várias entrevistas a época na antiga TVS/SBT ao programa AQUI AGORA juntamente com o irmãos dele acusando o PT de transformar a prefeitura em questão em um tipo de QG para chegar ao poder a qualquer preço, ninguém deu ouvidos, ninguém se ligou no que poderia acontecer. Eu era pequeno, um rapazinho muito novo militante do PSB em Natal, e lembro-me bem que, numa reunião da JSB comentei. "ESSE CARA FALA TANTO, QUE PODERÁ SER VITIMA DELE MESMO. ELE É CORAJOSO DEMAIS EM FALAR DOS ESQUEMAS DO SEU PARTIDO. SE TUDO O QUE ELE ESTA FALANDO FOR VERDADE, VAI MELAR OS PLANOS DO LULA E AI VAI FEDER ESSA HISTÓRIA". Dito e feito. Mataram o cara e o seu irmão a época em várias entrevistas já dizia o nome do Lula como mandante. E agora sem o AQUI AGORA quem vai acompanhar este desfecho de verdade como fez o SBT?

  2. Emmanoel do Nascimento Costa disse:

    Pressão para o STF só isto.

  3. Cláudio disse:

    Lula é realmente um "encantador de burros", pois ainda tem gente que defenda um vagabundo desse.

  4. Ricardo disse:

    É gopi, é gopi,é gopi e é gopi.

  5. André Fortes disse:

    No título diz "LULA MANDOU". No conteúdo, é um tal de falei com fulano com ciclano, que disseram: "Resolva o problema". Resolva é bem amplo. Entre pagar a chantagem, e mandar matar, tem diferença. Depois, nem o esquema foi provado. Pra mim parece FANFIC, do próprio M. Valério.

  6. Rivanaldo disse:

    Matéria da Veja com entrevista do Valério acusando Lula de ser mandante da morte do Celso Daniel é baseada na seguinte frase: "Valério disse ter ouvido de um empresário que o ex-presidente foi o mandante do assassinato". Todo dia um Palocci diferente.

‘Tentativa de manipular a verdade’, diz defesa de Lula sobre pedido do MPF de anular sentença no caso Sítio Atibaia

Foto: Reprodução

A defesa de Luiz Inácio Lula da Silva criticou o pedido feito pelo Ministério Público Federal, na quarta-feira (23), de anular a condenação de Lula, na primeira instância, no caso do sítio de Atibaia. Em nota, a defesa disse que há uma “tentativa de manipular a verdade nos processos envolvendo o ex-presidente” e que espera a anulação completa do processo.

O parecer foi protocolado pelo MPF após o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) marcar um julgamento para a próxima semana para decidir se a sentença de condenação de Lula, no caso de sítio, será anulada. O pedido do MPF pede que o processo volte à 1ª instância e cita a determinação do STF de que réus delatados devem fazer alegações finais depois dos réus delatores.

Na nota, o advogado de Lula, Cristiano Zanin Martins, disse que nas razões de apelação apresentadas ao TRF-4 em junho, a defesa pediu a declaração da nulidade total do processo relativo ao sítio de Atibaia, assim como os demais processos que foram conduzidos pelo ex-juiz Sergio Moro.

Zanin acrescentou que a defesa vai buscar todas as medidas jurídicas cabíveis para que o tribunal analise esse pedido de anular todo o processo.

“Único desfecho compatível para o caso, além do oportuno reconhecimento de que Lula não praticou qualquer crime”, acrescentou a defesa.

Decisão do STF

O Supremo Tribunal Federal definiu que réus delatados devem apresentar as alegações finais (última etapa de manifestações no processo) depois dos réus delatores, garantindo direito à ampla defesa nas ações penais.

Com isso, processos em que réus delatores e delatados apresentaram as alegações finais ao mesmo tempo – como os da Operação Lava Jato – podem vir a ser anulados. Caberá aos ministros definir em que hipóteses isso ocorrerá.

Em agosto, a Segunda Turma do STF anulou uma sentença do ex-juiz Sergio Moro, que havia condenado Aldemir Bendine na Lava Jato. Para os ministros, o empresário não foi ouvido na fase correta.

Após essa decisão, a defesa de Lula pediu ao Supremo para conceder, ao ex-presidente, liberdade e anular duas condenações e parte de um terceiro processo.

Caso o TRF-4 anule a sentença, na semana que vem, o processo voltará à primeira instância da Justiça para nova decisão do juiz.

Julgamento não foi concluído

O julgamento do STF, que definirá em quais situações pode haver anulação de sentenças de processos em que há réus delatores e delatado, foi adiado no início deste mês. Não há nova data para apreciação do tema.

Os ministros já haviam decidido, por 7 votos a 4, que as alegações finais de réus delatores têm de ser apresentadas antes das alegações dos réus delatados, a fim de se assegurar o amplo direito de defesa.

Primeira condenação

A sentença do sítio de Atibaia é a segunda condenação de Lula na Lava Jato. O ex-presidente cumpre pena na Polícia Federal de Curitiba por corrupção e lavagem de dinheiro no caso triplex do Guarujá (SP), desde abril do ano passado.

Em abril deste ano, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) manteve condenação e reduziu pena para 8 anos e 10 meses, em decisão unânime.

Antes disso, o recurso em segunda instância havia sido negado no TRF-4, que aumentou a pena da primeira instância, de 9 anos e 6 meses, para 12 anos e 1 mês.

A prisão do ex-presidente ocorreu após o esgotamento dos recursos no TRF-4. O andamento do processo tramitou durante cinco meses na segunda instância, até a decisão.

Denúncia do sítio de Atibaia

De acordo com o Ministério Público Federal, Lula recebeu propina do Grupo Schain, de José Carlos Bumlai, e das empreiteiras OAS a Odebrecht por meio da reforma e decoração no sítio Santa Bárbara, em Atibaia (SP), que o ex-presidente frequentava com a família. Outras 12 pessoas foram denunciadas no processo.

A acusação trata do pagamento de propina de pelo menos R$ 128 milhões pela Odebrecht e de outros R$ 27 milhões por parte da OAS.

Para os procuradores, parte desse dinheiro foi usada para adequar o sítio às necessidades de Lula. Segundo a denúncia, as melhorias na propriedade totalizaram R$ 1,02 milhão.

O MPF afirma que a Odebrecht e a OAS custearam R$ 850 mil em reformas na propriedade. Já Bumlai fez o repasse de propina ao ex-presidente no valor de R$ 150 mil, ainda conforme o MPF.

Segundo o MPF, Lula ajudou as empreiteiras ao manter nos cargos os ex-executivos da Petrobras Renato Duque, Paulo Roberto Costa, Jorge Zelada, Nestor Cerveró e Pedro Barusco, que comandaram boa parte dos esquemas fraudulentos entre empreiteiras e a estatal, descobertos pela Lava Jato.

Nota da defesa de Lula

“É clara a tentativa da Lava Jato de mais uma vez manipular a verdade nos processos envolvendo o ex-presidente Lula. Nas razões de apelação que apresentamos em 04/06/2019 ao Tribunal Regional Federal da 4ª. Região pedimos a declaração da nulidade total do processo relativo ao “Sítio de Atibaia”, assim como os demais processos que foram conduzidos pelo ex-juiz Sergio Moro – diante da sua clara parcialidade, além de outros graves vícios devidamente comprovados.

Além de toda a fase probatória ter sido conduzida pelo ex-juiz Sergio Moro, demonstramos, por meio de perícia, que a sentença condenatória proferida contra Lula parte do “aproveitamento” de decisão anterior do atual Ministro de Estado (relativa ao caso do “Triplex”).

A manifestação apresentada no final do dia de hoje (23/10) pelo MPF pedindo a nulidade do processo a partir das alegações finais, na linha do que havia sido sugerido em despacho proferido no início da manhã pelo Relator do recurso, busca atenuar as consequências jurídicas decorrentes das grosseiras violações perpetradas contra Lula também nessa ação.

Buscaremos, por todas as medidas juridicamente cabíveis, que o Tribunal analise o pedido que apresentamos em 04/06/2019 visando à declaração da nulidade de todo o processo, único desfecho compatível para o caso, além do oportuno reconhecimento de que Lula não praticou qualquer crime”.

G1

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. #Lula Na Cadeia sempre disse:

    Esse vagabundo ladrao condenado tem que apodrecer na cadeia

Lula produz “teoria da conspiração sem amparo na realidade”, diz Deltan Dallagnol

Foto: Heuler Andrey/DiaEsportivo / Agência O Globo

Na entrevista à IstoÉ, Deltan Dallagnol foi perguntado sobre as acusações de Lula de que o coordenador da Lava Jato e Sergio Moro o teriam condenado por razões políticas.

“O ex-presidente é um dentre 150 condenados e 466 acusados na Lava Jato. Foram atingidas mais de uma dezena de siglas partidárias. Políticos de diferentes partidos foram presos. O fato é que ele responde a outros sete processos, em diferentes estados, onde atuam agentes públicos independentes. Ou seja, também não se trata de um procurador e de um juiz. Dizer que dezenas de procuradores e julgadores de diferentes lugares e instâncias formaram um conluio para condenar inocentes é produzir uma teoria da conspiração sem amparo na realidade”, afirmou Deltan.

E mais:

“Hoje, a condenação não é mais do ex-juiz Sergio Moro, mas de três desembargadores e quatro ministros do STJ, os quais, de forma unânime, confirmaram a condenação. Cinco desses sete julgadores foram nomeados pelo próprio ex-presidente Lula ou por sua sucessora, a ex-presidente Dilma. Ao longo do processo, o juiz seguiu o mesmo padrão dos demais casos e isso o levou a negar vários pedidos do MP e a deferir diversos da defesa, o que corrobora sua imparcialidade. O julgamento está solidamente embasado nos fatos, nas provas e na lei. Além disso, dados que levantamos mostram que a duração do processo e as penas aplicadas ao ex-presidente estão dentro da média dos demais casos da operação. O ex-presidente recebeu o mesmo tratamento dos demais réus da Lava Jato.”

O Antagonista

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Silvio. disse:

    Isso todos sabem, até os próprios petistas sabem, agora LULA fala pra sua plateia mal informada, pra segurar a bandeira do partido e nada mais, a mesma coisa os que tem mandatos, falam pros seus eleitores. É isso.

  2. #VAGABUNDO NA CADEIA SEMPRE disse:

    Esse VAGABUNDO Nunca trabalhou, se acha vítima e ainda tem os idiotas para IDOLATRAR

FHC contra anulação de pena de Lula

Foto: Divulgação

A trama do STF para anular a pena de Lula não conta com o apoio de Fernando Henrique Cardoso.

Ele disse para o Valor:

“Não tenho prazer em ver líder político preso, mas não tenho prazer em deslegitimar a Justiça. A Justiça condena porque tem fatos, mesmo que seja movida ideologicamente.”

O Antagonista, com Valor

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. paulo disse:

    Ainda estão dando mídia pra esse babaca……

  2. Allan Laranjeiras disse:

    Esse tal de FHC tá igual isopor n'água….para não dizer outra coisa n'água

Celso de Mello “sinaliza” anular processo de Lula; procurador da Lava Jato duvida e fala em má interpretação

Foto: Ailton de Freitas/Agência O Globo

Gilmar Mendes quer anular a pena de Lula, acusando Sergio Moro de parcialidade no processo do triplex. Celso de Mello, segundo o Estadão, “sinalizou” que apoia a manobra.

Leia aqui:

“Integrantes da Corte dizem que o ideal é o julgamento ser retomado apenas quando o voto de Celso de Mello estiver ‘amadurecido’, já que a definição do resultado deve caber ao decano – que sinalizou, nos bastidores, a possibilidade de se alinhar a Gilmar e a Ricardo Lewandowski a favor do pedido do petista para derrubar a condenação.”

“Não me recordo de outra oportunidade em que Celso de Mello tenha antecipado decisão”

Foto: Reprodução

O procurador Roberson Pozzobon, da Lava Jato, duvida que Celso de Mello possa ter “sinalizado” a disposição de anular os processos de Lula, como foi publicado pelo Estadão:

“Não me recordo de outra oportunidade em que o Ministro Celso de Mello tenha antecipado sua decisão em um caso concreto. Mais provável que não tenha sido uma sinalização ou tenha sido apenas sinalização mal interpretada.”

O Antagonista com Estadão

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Ivan disse:

    O crime ganha força, mas a guerra tá longe de acabar…firmeza irmão brasileiros!!! Corruptos não nos vencerão!!!

  2. Conservador disse:

    Gente, se livrarem da cadeia o maior ladrão que nosso país já teve, temos que fazer igual os equatorianos fizeram, irmos pra rua confrontar esse supremo tribunal federal e mostrar a força que o povo tem e não sabe.

  3. paulo disse:

    Esse é um dos da PEC da BENGALA. E a corte aos frangalhos, impeachment já.

  4. Getro disse:

    É um verdadeiro asilo….., Soltar Lula é apoiar a corrupção.

  5. Cigano Lulu disse:

    Este é o decano dos ministros do Supremo. Agora imagine como deve ser o resto do pântano.

  6. natalsofrida disse:

    NTERVENÇÃO JÁ!!!

  7. ALEX disse:

    Infelizmente, nós brasileiros que queremos um país estável, portanto, melhor para viver teremos mais tempestades pela frente. No horizonte, particularmente observo um saco de farinha de 100 toneladas no qual não se consegue extrair ao menos 0,00000000001% de produto com qualidade. É o Estado brasileiro entregue e sendo ainda mais carcomido por Seres incompetentes. Vai do partido politico A ao Z, perpassando pelo judiciário e seguindo. Faz tempo que as organizações do Estado brasileiro (legislativo, executivo e judiciário) estão compostas em sua maioria por membros que se curvam ao crime organizado.

Em entrevista exclusiva à TV francesa France 24, Lula diz que “ladrões são os que o prenderam” e que quer casar ao sair da cadeia

Foto: Reprodução

Em entrevista exclusiva à TV francesa France 24, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso há um ano e meio na superintendência da Polícia Federal (PF) em Curitiba, disse que “quer provar que os ladrões são os que me prenderam”. Ele também afirmou que não quer a redução da pena, mas sim, ser inocentado.

E disse que já tem planos para quando sair da prisão: “Quero me casar quando sair daqui.”

Em maio deste ano, Guilherme Amado, colunista da ÉPOCA, noticiou que Lula estava apaixonado e tinha planos de se casar com Rosângela da Silva.

Lula criticou o presidente Jair Bolsonaro quando questionado sobre a questão ambiental.

“Jair Bolsonaro não gosta dos índios, não gosta dos extratores de borracha. Bolsonaro não gosta das árvores. Bolsonaro não gosta dos que apoiam o partido dos trabalhadores. Bolsonaro não gosta dos pobres, dos sindicalistas”, afirmou o presidente, que também disse que liderou a política mais protetora do meio ambiente.

Questionado a respeito de uma possível candidatura à Presidência quando sair da prisão, o ex-presidente preferiu não se estender sobre o tema. “Eu não vou dizer se sou candidato ou não. Vou deixar o tempo fazer o seu trabalho para ver o que vai acontecer.”

Época

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Pedro disse:

    Primeiro Toninho do PT, Celso Daniel, ministro Teori, peixes menos graúdos (uns 10), te cuida Palocci, tua vida vai estar em risco, pois o Santo vai estar solto e ele é rancoroso.

  2. Antenado disse:

    Goiabeira de madeira podre !!!

  3. VTNC disse:

    Como um marginal condenado e preso pode ser entrevistado , país de merda !!!

  4. nasto disse:

    O LADRÃO MAIS SABIDO DE TODOS! Roubou, Roubou, Roubou. E se faz de vitima. Ou cabra sabido. Devolve tudo que ROUBOU LARÁPIO. Acabou com o PAÍS.

  5. Guerra disse:

    Lula digno de passar uma longa temporada preso.

  6. Manoel disse:

    Dona Lindu, o que faltou foi peia nesse seu filho quando criança. Aí ele cresceu, aprendeu a não trabalhar, mentir, sonegar e enganar multidões. Tem gente que diz que ele é inocente, o bixim, mas coleciona processos, provas e delações contra ele… e ainda tem ingênuos e cegos que o idolatram…. tem de tudo nesse Brasil

  7. Jesus na goiabeira disse:

    Passou fome, morou em casa de barro, perdeu um dedo trabalhando, foi preso pela ditadura, foi o maior presidente desse país, é um preso político a mais de 500 dias e NÃO SE CURVA. Dona Lindu, seu filho continua teimando!!! 😁
    LULA DIGNO!!!

    • #Lula Na Cadeia sempre disse:

      Deixa de OTARIO…seu verme ladrao condenado preferido está na cadeia , você acha que aqueles bilhões devolvidos da lava jato FORAM MEMTIRAS ??? Você é muito otario

    • Manoel disse:

      O slogan da seita mudou foi? De Lula Livre para Lula Digno? KKKK. Digno é uma coisa que ele deixou de ser FAZ TEMPO VIU!

    • Zueira disse:

      Zé Roela, como Lula ficou milionário?
      Com palestras?
      Se liga, que ainda tens tempo de reconstruir a sua vida.

    • DesacocheiocomoBrasil disse:

      ….DIGNO DE PÉIA, ISSO SIM………O PIOR É QUE QUANDO SAIR AINDA ESTARÁ BILIONÁRIO, POIS ROUBOU ESSE BRASIL VEI MUITO MAIS QUE TODOS OS OUTROS LADRÕES ANTES DELE JUNTOS, E AS CUSTAS DE OTÁRIOS COMO VOCÊ, ENTÃO DESFRUTARÁ DO BOM E DO MELHOR, SEM CHEGAR NEM PERTO DE CUBA OU VENEZUELA……….MOSTRANDO ASSIM QUE NO BRASIL O CRIME COMPENSA.

    • Zueira disse:

      Uma beleza de ladrãozinho, esses lulinhas parece que nasceram ontem…

    • Antenado disse:

      Perdeu um dedo trabalhando!! Sei

    • Contra Cegueira disse:

      Vc devia ficar lá no lugar desse “Santo “ e cumprir a pena no lugar dele ! Vai criar vergonha na cara seu babaca !!!

  8. Ricardo Carvalho disse:

    O pior é que tem quem acredite no presidiário parasita e corrupto, um vagabundo que passou a vida inteira mentindo e roubando!

Relatório da CPI do BNDES mostra como Lula manipulou ‘integração’ para financiar esquema regional

Foto: (Adriano Machado/Reuters)

O relatório da CPI do BNDES, em seu quarto capítulo, detalha que os financiamentos do BNDES para obras na República Dominicana foram feitos a despeito das análises de riscos.

Indicadores mostravam que o país estava vulnerável a catástrofes naturais, elevação da dívida externa e das taxas de inflação, redução do crescimento real do PIB e acesso limitado ao capital externo. Registrou-se, ainda, que a República Dominicana operava com atrasos junto a agências mundiais de seguro.

“O representante da Casa Civil da Presidência da República, Sr. Swedenberger do Nascimento Barbosa, enfatizou que os membros do COFIG (Comitê de Financiamento e Garantia das Exportações) deveriam ter em mente, ao examinar os pleitos, a promessa do Sr. Presidente Luiz Inácio Lula da Silva em atender, na medida do possível, o conjunto de pedidos encaminhados pela República Dominicana, principalmente as operações que envolviam o Aqueduto da Linha Noroeste (US$ 63,0 milhões) e o projeto Hidroelétrico do Artibonito (US$ 123,2 milhões).”

Como O Antagonista antecipou, análises de riscos e garantias foram manipuladas em governos petistas para liberar dezenas de bilhões de reais a países vizinhos.

“Ressalte-se ainda que, na citada reunião, foi mencionado que todo o processo vinha sendo conduzido através de negociações diretas com os governos dos países vizinhos, atendendo à política de integração do então Presidente Luiz Inácio Lula da Silva e à sua meta de viabilizar, até a próxima reunião de cúpula da Comunidade Sul-Americana, que seria realizada em agosto de 2005, uma obra importante em cada um desses países.”

O Antagonista

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Getro disse:

    Se vcs forem dizer isso a um petista….eles dizem que FAKE NEWS..,.

  2. Borges disse:

    Isso é um paizão para bandidos, infelizmente nós estamos pagando a conta, tem que continuar preso.

  3. Manoel disse:

    Mas ele eh inocente, a alma mais honesta do mundo! Kkkk

  4. Tertu disse:

    Isso é lambe o que mesmo? Patifes ladrões, traíras da pátria!

  5. Ana leticia disse:

    Eita se ferrou mais ainda. O maior ladrão que tivemos está diariamente sendo desmascarado de suas roubalheira, e ainda tem um punhado de asnos que não enchegam o quanto estão sendo trouxas e massa de manobra.