Diversos

Assembleia do RN conclui segundo turno da votação da Reforma da Previdência e PEC é promulgada; veja faixas de alíquotas para ativos e inativos

Foto: ALRN

Os deputados estaduais aprovaram nesta terça-feira (29/09), em segundo turno, a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 2/2020 que trata da Reforma da Previdência dos servidores públicos estaduais. Em votação híbrida, 21 deputados votaram a favor da proposta, 2 contra e 1 abstenção foi registrada. Seis emendas que alteram o projeto inicial apresentado pelo Governo do Estado foram aprovadas a unanimidade. A reforma tramita na Assembleia Legislativa desde fevereiro de 2020, quando o Governo enviou o texto original. Desde então, diversas modificações foram feitas pelos deputados, todas elas em acordo com a equipe econômica do Governo do Estado.

“Após amplo debate, Assembleia Legislativa apreciou hoje, em segundo turno, a PEC 2/2020 que altera o sistema de Previdência social e estabelece regras de transição e disposições transitórias. As emendas encartadas pela Comissão Especial e as apresentadas pelos deputados George Soares (PL) e Tomba Faria (PSDB), que foram objeto unanime de dispensa das exigências e formalidades regimentais por decisão da reunião de lideranças realizada em 23 de setembro, melhoram o projeto original em defesa da população do RN”, declarou o presidente da Casa, deputado Ezequiel Ferreira (PSDB).

Entre os principais pontos acordados estão o aumento da faixa de isenção, que originalmente era de R$ 2.500,00 e passou para R$ 3.500,00 e também a nova faixa de contribuição, além de outras emendas consensuais, notadamente a que diz respeito à aposentadoria especial dos professores. Governo e oposição concordaram na redução da idade mínima, que no caso das mulheres, caiu de 55 anos para 53 anos e no caso dos professores, de 60 anos para 58 anos.

Entre os servidores ativos, as alíquotas variam em cinco faixas, de 11% a 18% e entre os aposentados, estão isentos os que recebem até R$ 3.500,00, outro ponto considerado como avanço, pois a proposta original só isentava os aposentados que recebessem até R$ 2.500,00. Antes de ir a plenário, a matéria contou também com debates dos sindicatos das categorias.

A PEC teve relatoria do deputado Raimundo Fernandes (PSDB), na Comissão Especial que analisou o mérito da proposta. A comissão foi composta ainda pelos deputados George Soares (PL), que a presidiu, Dr. Bernardo (Avante), vice-presidente, além de Souza (PSB). Durante os trabalhos da Comissão Especial, os parlamentares chegaram a apresentar 13 emendas ao projeto original, mas somente quatro foram acatadas pelo relator, que apresentou as devidas justificativas.

A aprovação ocorreu um dia antes do prazo para que a governadora Fátima Bezerra sancione a emenda e o Estado se adeque às novas regras do regime geral. Uma sessão solene foi realizada logo após a votação para promulgação da PEC 2/2020. O ato de promulgação torna efetiva a reforma da previdência. A PEC passa a ser Emenda Constitucional, que passa a valer com a publicação no Diário Oficial do Estado.

CONFIRA AS FAIXAS DE ALÍQUOTAS

ATIVOS

– Até R$ 3.500,00 – 11%
– De 3.500,01 a 6.101,06 – 14%
– De 6.101,07 a 15.000,00 – 15%
– De 15.000,01 a 30.000,00 – 16%
– Acima de 30.000,01 – 18%

INATIVOS

– Até R$ 3.500,00 – 0%
– De 3.500,01 a 6.101,06 – 14%
– De 6.101,07 a 15.000,00 – 15%
– De 15.000,01 a 30.000,00 – 16%
– Acima de 30.000,01 – 18%

DEBATE

Antes de o debate em torno da votação ser iniciado, o líder do governo na Casa, deputado George Soares, destacou o esforço conjunto de todos os deputados para a construção de emendas que, como declarou, melhoraram o projeto. “As emendas encartadas são fruto de entendimento com toda a base do governo e da oposição. Essas emendas vieram para melhorar significativamente o projeto, são consensuais”, destacou.

Antes de registrar o voto contrário à PEC, o deputado Sandro Pimentel (PSOL) lamentou a aprovação em primeiro turno da proposta. “Gostaria de lamentar a forma que a reforma foi aprovada na semana passada e por ver que algo semelhante vai acontecer hoje. Áreas como a Educação seguem com condições que não merecem. A Saúde Pública segue igualmente sucateada, como já vem de muito tempo, de muitos governos. E os servidores que ganham menos vão ser fortemente impactados. Essa é uma proposta que traz, de fato, um prejuízo histórico para a categorias que ganham menos”, manifestou-se.

Fazendo o contraponto, o deputado Hermano Morais (PSB) destacou a importância da aprovação da matéria até o dia 30 de setembro. “É uma matéria muito delicada, já votada no limite. É importante deixar claro que essa reforma não é de governo, é de estado. Estamos vivendo mais. Por isso atualmente tem menos pessoas contribuindo e mais sendo beneficiadas. O mundo inteiro precisou passar por essa reforma.
Ela é necessária e inadiável”, ponderou.

Raimundo Fernandes (PSDB) também destacou o caráter apartidário da proposta. “Não estamos votando no PT, nem no PSDB, ou outros partidos, mas no RN. Lembrando que essa matéria foi discutida no governo passado, que não teve habilidade de fazer o diálogo necessário com a oposição naquela época”, disse.

O deputado estadual José Dias (PSDB) reconheceu que o sistema previdenciário atual é “insustentável” e continuou. ”Mesmo não concordando com o projeto da forma que está, tenho que votar pois deixaram para última hora. Isso está sendo feito porque é necessário, mas poderíamos ter votado uma reforma que não fosse tão cruel quanto essa”.

Vivaldo Costa (PSD) destacou que a reforma da Previdência vai corrigir o prejuízo mensal de R$ 130 milhões aos cofres públicos. “Todos os deputados são favoráveis a reforma da previdência. Se não for feita, o sistema vai parar lá na frente. Pessoas vão se aposentar e não terão como receber. É bom lembrar que modificações foram feitas para melhorar o projeto inicial. Os deputados apresentaram emendas para melhorara. Esse é o papel da democracia”, destacou.

Os deputados Coronel Azevedo (PSC) e Nélter Queiroz (MDB) fizeram críticas à governadora Fátima Bezerra (PT). Enquanto Azevedo enalteceu as modificações ao texto apresentado pelo Governo Estadual, afirmando que “a reforma que votamos hoje não é a que o governo queria, mas a que os deputados impuseram”, Nélter Queiroz disse que Fátima negou sua origem. “Ela não teve coragem de discutir e sentar com os sindicatos servidores que ela sempre defendeu, do seu passado e origens popular”.

Opinião dos leitores

  1. Para ficar menos desleal com os aposentados, esse indice de 14% deveria ser cobrado apenas dos valores qye excedesse o valor de isenção, ou seja, os R$ 3.500,00 e não no valor cheio.

  2. TEM QUE FAZER COMO NO FALIDO RJ, O RN TEM QUE CRIAR A FIGURA DO PM E BOMBEIRO TEMPORÁRIO. POIS DO JEITO QUE ESTÁ A PREVIDÊNCIA DO ESTADO VAI QUEBRAR.

    Rio – O governador em exercício Cláudio Castro (PSC) sancionou, na tarde desta segunda-feira, o Projeto de Lei 2884/2020, que regulamenta a contratação de militares por tempo determinado para o Corpo de Bombeiros. Serão chamados cerca de três mil voluntários, que vão trabalhar por até oito anos na corporação.

    O projeto foi sugerido ainda durante a intervenção federal na segurança pública do estado, em 2018. O Serviço Militar Temporário Voluntário (SMTV) é algo novo no Brasil e já existe em outros países. A seleção dos voluntários acontecerá através de edital.
    "O recrutamento nestes moldes vai reforçar operacionalmente os quartéis, possibilitando, ainda, o primeiro emprego para muitos. A proposta é de três mil vagas para todo o estado. O candidato vai receber uma formação e poderá permanecer nas fileiras por tempo determinado. Além de fortalecer a tropa, a iniciativa visa a qualificar novos agentes que, mesmo após o término do contrato, poderão formar um verdadeiro exército de reservistas em Defesa Civil", explicou o secretário estadual de Defesa Civil e comandante-geral dos Bombeiros, coronel Roberto Robadey Jr.

    1. Bombeiro ate que faz sentido.. agora policia temporaria armada e dar poder de policia temporariamente é extremamente perigoso. Para depois cooptar para o trafico? muito inteligente sua ideia.

  3. Nas porcentagens, a reforma federal foi mais branda que essa da "defensora" do povo trabalhador, dos professores…
    HIPOCRISIA PERFEITA…
    Reelejam se gostaram…

  4. Sabido foi Antenor que fez loby para aumento de Procurador em 16% antes da aprovação da reforma, já o resto do funcionalismo ficou sem nada. Agora vão confiar comunista caviar.

  5. Absurdo o servidor passa a vida pagando a previdência e quando se aposenta, continua contribuindo.
    Enquanto isso, os deputados não trabalham nada, mas, recebem aposentadoria Integral, pois tem os assessores para fazer tudo. Deveriam receber o teto da previdência, se tivesse tempo de contribuição para se aposentar. Vergonha !!!!!!!!! Um lixo de país!!!!

  6. Como é interessante ver figuras como José Dias, Nélter Queiroz, Cabo
    Azevedo, por exemplo defendendo os trabalhadores. Vamos ter revolução!!!!

    1. Com certeza! Sinta-se contemplado. Qualquer que fosse o governador, essa reforma ia ser aprovada. Deixem de demagogia barata.

    2. Se o trabalhador da iniciativa privada tem que contribuir, pq o servidor público tem que ter isenção? Devem ser privilegiados pq?

    3. Os ativos que ganham o salário minimo sempre contribuiram com 11%. Nesse cenário nada mudou!!

  7. Cadê Nathalia Bonavides, Zenaide Maia, Jean Paul, Izolda, e Francisco do PT, que não levantaram a voz em DEFESA DO FUNCIONALISMO PÚBLICO??? Não esqueçam deles nas próximas eleições.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte anuncia a sua retomada para apresentação neste domingo no Papódromo

Foto: Divulgação 

A Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte anuncia a sua retomada para apresentação neste domingo(26), no Papódromo do Centro Administrativo, na Zona Sul de Natal.

O evento Movimento Sinfônico está programado para seu início às 17h. Outras informações podem ser conferidas no site da OSRN (AQUI).

 

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Finanças

Evergrande: como uma incorporadora chinesa em crise gerou pânico nos mercados

Foto: South China Morning Post via Get

Em determinados momentos, o mercado financeiro se assemelha a uma pilha de latinhas. Dependendo de onde você tira uma latinha, a torre se desequilibra e pode até desabar. Essa analogia foi usada pelo economista Miguel Daoud, em entrevista à CNN, para explicar o cenário que envolve a gigante imobiliária chinesa Evergrande, e que vem refletindo nas principais bolsas de valores nos últimos dias.

O conglomerado tenta lidar com um passivo que passa dos US$ 300 bilhões (equivalente à toda reserva em moeda estrangeira detida pelo Brasil), e sem caixa suficiente para pagar os credores. O temor do mercado é que a companhia anuncie um calote, e que isso provoque um efeito cascata dentro da segunda maior economia do mundo, o que poderia respingar no resto do mundo.

“A China é a segunda maior economia do mundo, e o mercado financeiro é todo interligado. Há investidores e grandes fundos que detém parte dessas dívidas”, explica Daoud.

As ações da chinesa Evergrande caíram nesta segunda-feira (20) para mínimas de 11 anos, registrando perda de 10,2%. Enquanto isso, as bolsas de Nova York despencavam com medo de contágio de um potencial colapso da companhia. No Brasil, o Ibovespa refletiu o mau humor externo o dia todo, fechando na mínima em 10 meses.

Entre as baixas do principal índice da bolsa paulista, figuravam a mineradora Vale e as siderúrgicas Usiminas, Gerdau e CSN, impactadas pela expectativa de queda no preço do minério de ferro, usado na fabricação do aço. O minério já acumula queda superior a 40% neste ano, sobretudo, por conta da menor demanda chinesa.

Esse movimento está diretamente ligado à desaceleração dos negócios da Evergrande, responsável por grande parte da entrega de imóveis populares a chineses. Atualmente, há cerca de 1,6 milhão de imóveis sendo construídos pela chinesa, que é a maior incorporadora privada do país.

Estimando o avanço no excedente de minério de ferro para o próximo ano, o UBS chegou a cortar na sexta-feira sua recomendação para a ação da Vale de ‘compra’ para ‘venda’.

Novo “efeito Lehman”?

Nesse cenário de aversão ao risco, não falta quem estabeleça paralelos com a crise financeira de 2008, que, a partir da falência do banco Leman Brothers, infectou as principais economias do mundo, culminando em um dos piores cenários desde a chamada Grande Depressão, em 1929.

Ninguém quer viver isso de novo, o que faz com que o efeito manada acabe dando o tom por ora.

“Muitas pessoas estão vendendo ações sem saber ao certo o motivo da venda. Mas como estão todos vendendo, também querem vender. Esse ‘efeito manada’ faz com que a profecia se realize”, diz Daoud.

Apesar dos temores generalizados, porém, o evento de agora é muito diferente do vivido há 13 anos, segundo o estrategista-chefe da Inversa, Rodrigo Natali, para quem não deve haver um contágio mais grave nos principais mercados.

“Primeiro porque quando o Lehman fechou em Londres, onde a regra obrigava bancos em falência a encerrarem as operações imediatamente e por onde passava grande parte das liquidações internacionais, o sistema financeiro travou. Foi um problema muito mais de liquidez do que de prejuízo. O grande problema não foi que as ações caíram tanto que deu prejuízo nos acionistas. Foi que travou de uma hora para outra. E isso não está acontecendo agora”, diz.

Em outras palavras, a Evergrande não está no meio de todo o sistema de liquidação financeira, como estava o Lehman Brothers. E grande parte da exposição aos seus ativos se concentram em terras chinesas.

Crise esperada

O segundo motivo pelo qual não cabe a comparação é que a imobiliária chinesa está morrendo aos poucos já há algum tempo, diz Natali.

“De 2017 até o começo de 2021, a ação já havia caído 50% da máxima. Agora, está em 85% da máxima. A dívida já está com um desconto gigante, precificando essa restruturação [chamada de calote] há um tempo”, diz.

O temor dos investidores ficou maior agora, segundo ele, pois a empresa se aproxima do vencimento de importantes obrigações com investidores. Em 23 de setembro, tem que pagar US$ 83,5 milhões em juros e, em 29 de setembro, US$ 47,5 milhões.

Além disso, Natali destaca que, no limite, o governo chinês deve intervir para aliviar o cenário. “Os bancos chineses são unidos umbilicalmente com o governo chinês. Se ele quiser ajudar, compra a dívida, inclusive consegue terminar as obras das casas, o que é o grande problema local”, diz.

Vale lembrar também que 2022 é um ano importante para o calendário político local, ressalta Paolo di Sora, sócio-fundador e estrategista-chefe da RPS Capital, já que o atual presidente da China, Xi Jinping vai tentar o terceiro mandato.

“É a primeira vez que um líder chinês tenta um terceiro mandato, portanto, ele vai querer uma economia pujante, forte num ano importante para o partido comunista”, diz.

“Portanto, não achamos que o PIB chinês vai entrar em colapso ou que veremos uma crise sistêmica no mercado chines ou no global”.

E o Brasil com isso?

Isso não significa, no entanto, que todos sairão ilesos. Além dos investidores que podem amargar prejuízos, devem sentir mais forte o baque países mais expostos ao ritmo da economia chinesa, como é o caso do Brasil, um dos seus mais importantes parceiros comerciais.

“Um cenário mais desafiador para a China significa um cenário mais desafiador para o mercado de emergentes e, consequentemente, para o Brasil”, diz Paolo di Sora.

“Junto a isso, no Brasil, se adiciona a crise econômica local, a crise politica, inflação, juros, PIB, cena fiscal, o que não ajuda o país”, diz.

CNN Brasil

 

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Corpo da adolescente desaparecida é encontrado na Redinha

O corpo da adolescente de 15 anos que se afogou na Praia da Redinha, no último final de semana, foi encontrado pelo Corpo de Bombeiros na manhã desta terça-feira (21).

A adolescente estava desaparecida desde a tarde deste domingo, quando estava na praia comemorando um aniversário. Três adultos perceberam que a menina estava se afogando e entraram na água para tentar salvá-la, mas acabaram se afogando também.

Uma vítima conseguiu sair sozinha da água.

Já os outros dois homens foram resgatados pelos bombeiros ainda com vida e receberam atendimento, mas não resistiram. A menina não foi mais localizada até a manhã de hoje.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

No RN, 145 mil pessoas ainda não tomaram D2 da vacina contra covid

No dia em que atingiu a marca de 85% da população adulta vacinada contra a covid com D1, o Rio Grande do Norte ainda possui mais de 145 mil pessoas em atraso com a aplicação da D2 dos imunizantes contra o coronavírus. Por conta disso, a pasta faz uma espécie de convocação para que a população em atraso busque um ponto de aplicação da D2 para completar o esquema vacinal.

Atualmente, 48% da população adulta está totalmente vacinada (tomando duas doses de imunizante ou vacina de dose única). Além disso, a pasta ressalta que a imunização só é completada 15 dias após a aplicação da D2. No estado, já foram aplicadas mais de 3,53 milhões de doses, administradas pelas salas de vacinação distribuídas nos 167 municípios potiguares.

Confira a matéria completa aqui na Tribuna do Norte.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

[VÍDEO] Henrique Alves divide palanque com Fátima Bezerra e crítica Eduardo Bolsonaro

O ex-ministro e ex-deputado federal Henrique Eduardo Alves (MDB) discursou na noite deste domingo (19) ao lado da governadora Fátima Bezerra (PT) em Angicos, na região Central do Rio Grande do Norte. No momento em que MDB e PT se reaproximam de olho na eleição de 2022, o ex-ministro subiu no mesmo palanque da governadora e fez críticas ao deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente Jair Bolsonaro.

Henrique Alves e Fátima Bezerra dividiram o mesmo palanque em um ato para celebrar o centenário de Paulo Freire, considerado o patrono da educação brasileira. No evento, o Governo do Estado inaugurou um monumento para homenagear o projeto “40 horas de Angicos”. Com a proposta, Paulo Freire alfabetizou no local 300 adultos, entre homens e mulheres do campo, há 58 anos.

“Fiz de tudo para vir aqui hoje. Eu tinha que estar aqui hoje e quis estar mais ainda depois que eu tive a tristeza de ver nas redes sociais um deputado federal, filho do presidente da República, tentar de maneira tão sórdida, tão absurda, tão desrespeitosa (Paulo Freire). Ele que não conhece o Nordeste, não conhece o Rio Grande do Norte, não conhece a região Central, não conhece Angicos… Tratar assim um homem do bem, que só fez o bem, plantou o bem, uma semente mortal pela educação”, enfatizou Henrique Alves.

98 FM

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acidente

[FOTO] Carro em alta velocidade capota na BR-101 em Natal

Um carro capotou na BR-101, na noite desta segunda-feira (20), na altura da Leroy Merlin. Pelas primeiras informações repassadas ao Blog, o veículo estava em alta velocidade, o motorista terminou perdendo o controle e capotou.

Testemunhas relataram que, após capotar, eram ouvidos gritos pela rodovia. Não há informações sobre o estado de saúde dos ocupantes do carro.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Bolsonaro Júnior debocha da CPI da Covid em visita a loja de armas

O filho 04 do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), Jair Renan Bolsonaro, publicou um vídeo nas suas redes sociais nesta segunda (20) onde aparece em uma loja de venda de armas em São José do Rio Preto (SP) e provoca a CPI da Covid.

“Bom dia rapaziada. Então, com vocês aí, melhor jeito de acordar: tomando um suquinho, comendo um pão de queijo, visitando a loja de um grande amigo meu aqui: Júnior. Sabe o que o cara vende? Arma, brinquedo.”

De boné com a mensagem Make Brazil Great Again, uma alusão ao slogan da campanha do ex-presidente Donald Trump, Jair Renan escreveu a legenda “Aloooo CPI kkkkk” no pé da imagem, logo após mostrar uma gaveta cheia de armas.

Congresso em Foco

Opinião dos leitores

  1. Essa CPI dos corruptos é que está debochando dele. O que esse garoto tem a ver com a COVID ou com o governo federal? NADA! É simples provocação, perseguição à família do presidente, perpetrada por vagabundos corruptos.

  2. Kkkkkkkk. Eh muito engraçado mesmo! Esse pilantra nessa idade já está mamando nas verbas públicas fazendo conchavos e negócios escusos e morando em mansões pagas com nosso dinheiro! Estou aqui me acabando de rir dessa mirada dele né?!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Churrascaria improvisa ‘puxadinho’ para Bolsonaro em calçada de Nova York

A churrascaria brasileira Fogo de Chão, em Nova York, improvisou um puxadinho nesta 2ª feira (20) para o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) almoçar. Por não estar imunizado contra a covid-19 e para driblar as restrições sanitárias, foram colocadas mesas na calçada, grades e um tapume para receber o presidente.

Participaram do almoço os ministros da Saúde, Marcelo Queiroga, e do Meio Ambiente, Joaquim Leite, o chanceler Carlos França e o general Augusto Heleno, chefe do GSI (Gabinete de Segurança Institucional).

Em entrevista à BBC, o gerente da churrascaria Francisco Kappa informou que Bolsonaro ficou no ambiente externo para atender às medidas para pessoas não vacinadas contra a covid-19. “Arrumamos tudo para ele poder vir almoçar com a gente nesse dia do gaúcho. Ele fez questão de sentar do lado de fora, até porque do lado de dentro a gente não deixaria, porque violaria a lei de Nova York”, disse. Com informações do Poder 360.

Opinião dos leitores

  1. Nao precisa dizer que ele nao é um grande lider. Quem ler esse comentario ja tomou vacina, se ele tem alguma inteligencia, tambem ja tomou. Pq danado fica com essa picuinha? Presidente que envergonha nao só os brasileiros, mas o mundo, nam.

  2. Até o tal Guga Chacra, correspondente da Globonews em Nova Iorque (anti-Bolsonaro, portanto), já disse que quase todos os restaurantes da cidade possuem ambiente externo para seus clientes. A propósito, tanto o estado quanto a cidade de Nova Iorque, onde fica a sede da ONU, são governados pelo Partido Democrata, a esquerda americana. Por isso essa exigência absurda e autoritária de comprovante de vacinação. O presidente é uma pessoa autêntica e está certo.

  3. Vergonha mundial! O único presidente que compareceu ao evento e que diz que não tomou vacina! O que eu duvido muito, pois se ele não tomou vacina de covid, pq decretou sigilo de 100 anos de seu cartão de vacinação? Pense que precisa ser muito idiota pra ainda acreditar nesse governo do MINTOmaníaco das rachadinhas!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

[VÍDEO] TORCIDA? Jornalista da GloboNews deseja ‘bastante coragem’ a Renan Calheiros ao final de entrevista

Ao finalizar uma entrevista com o senador Renan Calheiros (MDB) na última segunda-feira, 13, a jornalista e apresentadora da Globonews Aline Midlej agradece a presença do relator da CPI da Covid e se solidariza com o político: “Boa sorte amanhã. Bastante coragem para seguir adiante! Estaremos ligados na transmissão aqui da Globonews”.

O Renan Calheiros que precisa de “sorte” e “coragem” para conduzir os trabalhos na CPI é o mesmo que enfrentou cinco processos de cassação de mandato e preparou dossiês contra desafetos para ser absolvido. Também é o mesmo que enfrenta oito inquéritos no Supremo Tribunal Federal. E o mesmo que usou avião da FAB para fazer implante capilar no Recife e que se envolveu com um lobista da empreiteira Mendes Júnior, responsável por pagar a pensão alimentícia da jornalista Mônica Veloso, com quem teve um caso extraconjugal e uma filha.

O economista e colunista de Oeste Rodrigo Constantino publicou o trecho final da entrevista em seu Twitter, e questionou: “O que é isso?”

Opinião dos leitores

  1. É esse Renan que virou o “queridinho” da oposição ao presidente Bolsonaro, incluindo a esquerdalha fétida, que idolatra corruptos. Eles todos se merecem. Prefiro o “lado” oposto.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Ciro Nogueira usa empresa para alugar mansão de amigo de Flávio Bolsonaro blindado pela CPI, diz jornal

O ministro-chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira (PP), usou a filial de sua empresa de venda de motos no Piauí para alugar neste ano uma mansão no Lago Sul em Brasília comprada meses antes por um advogado amigo do senador Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ) e blindado na CPI da Covid no Senado. As informações são da Folha de S. Paulo.

Willer Tomaz de Souza, 40, comprou a mansão por R$ 4,55 milhões em outubro de 2020. Em janeiro, pegou as chaves do imóvel.

Um dos líderes do centrão, Ciro se mudou para a casa em abril, quando ainda exercia o mandato de senador pelo PP do Piauí. Desde 28 de julho, é ministro do governo Jair Bolsonaro (sem partido) e despacha no Palácio do Planalto.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *