Política

Câmara aprova Rio Grande do Norte, Paraíba e Amapá na área da Companhia de Desenvolvimento do Vale do São Francisco (Codevasf)

Foto: Maryanna Oliveira/Câmara dos Deputados

O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou nessa segunda-feira (20) proposta que acrescenta os estados de Amapá, Rio Grande do Norte e Paraíba na área de atuação da Companhia de Desenvolvimento do Vale do São Francisco (Codevasf).

Foi aprovado um substitutivo do relator, deputado Silvio Costa Filho (Republicanos-PE), que incorporou emendas ao Projeto de Lei 4731/19, de autoria do presidente do Senado, Davi Alcolumbre. O projeto volta ao Senado devido às mudanças propostas pelos deputados.

Para o relator, a Codevasf é “um instrumento fundamental para o desenvolvimento regional, principalmente o Nordeste, por isso o projeto oferece ao governo uma autorização para atuar em novas bacias hidrográficas”.

Além de atender integralmente os estados de Pernambuco, Alagoas, Sergipe, Bahia, Piauí, Maranhão, Ceará e Goiás, nas bacias hidrográficas tanto continentais quanto litorâneas, a Codevasf deverá atuar ainda no Amapá, na Paraíba, no Rio Grande do Norte e nos municípios da região do Alto Rio Pardo, em Minas Gerais.

Devido às polêmicas debatidas em Plenário sobre a falta de recursos, Silvio Costa Filho acrescentou dispositivo para condicionar à dotação orçamentaria prévia a instalação e a manutenção de órgãos e setores de operação e representação da empresa fora de sua sede.

Entretanto, devido à grande extensão do estado de Amazonas, o relator decidiu não incluir suas bacias entre as apoiadas pela Codevasf, como proposto no projeto original.

Entre os rios pertencentes a estados não abrangidos totalmente pela atuação da empresa, o relator incluiu as bacias hidrográficas dos rios Jequitinhonha, Mucuri e Araguari, em Minas Gerais; de Contas, na Bahia; e de Gurupi, nos estados de Maranhão e Pará.

Ampliação

Para o deputado Tiago Mitraud (Novo-MG), a votação do projeto não deveria ter acontecido neste momento de pandemia. “Em um período em que estamos vivendo uma crise da pandemia e uma crise fiscal muito grave, estamos fazendo um projeto de lei para estender a atuação de uma companhia que foi criada para cuidar do vale do rio São Francisco, inclusive, para o Amapá”, criticou.

Por outros motivos, o deputado Edmilson Rodrigues (Psol-PA) também afirmou ser contra o texto. Segundo ele, a companhia “tem, infelizmente, servido quase sempre como moeda de troca política para oportunistas e tem sido instrumento de expulsão de pequenos produtores rurais em favor do agronegócio”.

Já o deputado Hildo Rocha (MDB-MA) argumentou que o projeto é inconstitucional porque a iniciativa seria exclusiva do presidente da República. “Isso é uma tremenda inconstitucionalidade. Não tem nenhum sentido. A Codevasf tem um tamanho com o qual não aguenta funcionar”, disse.

O deputado José Airton Félix Cirilo (PT-CE) concordou com a aprovação do projeto. “Acho positivo incluir novas bacias hidrográficas para promover o desenvolvimento regional, sobretudo na área de irrigação, na área de revitalização de bacias”, ponderou.

Também favorável ao projeto, a deputada Alice Portugal (PCdoB-BA) ressaltou que a empresa precisará de mais recursos. “Vamos votar favoravelmente à matéria, mas alertamos que a Codevasf precisará de reforço para que não deixe em descoberto o cobertor que ora está estendido sobre a bacia do São Francisco”, declarou.

Fonte: Agência Câmara de Notícias

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Presidente dobra aposta em filho Carlos Bolsonaro para campanha nas redes sociais

A intenção de profissionalizar o marketing da campanha à reeleição do presidente Jair Bolsonaro esbarrou no vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ). Ao filho “zero dois” é atribuída a estratégia da campanha digital vitoriosa do presidente nas redes sociais em 2018. Por influência da ala política do governo, no entanto, Bolsonaro avalia e conversa com marqueteiros sugeridos por ministros e por Valdemar Costa Neto, mandachuva do PL. Um dos cotados para assinar os programas do presidente é o publicitário Duda Lima, homem da confiança de Costa Neto.

Mesmo assim, Bolsonaro já deixou claro que Carlos vai manter a comunicação digital sob seu controle. Enquanto políticos do Centrão que participam do núcleo da campanha defendem contratar um marqueteiro do ramo, os bolsonaristas mais ligados à “direita raiz” e o próprio presidente confiam no tino de Carlos, a quem já respondiam os integrantes do grupo conhecido no Palácio do Planalto como “gabinete do ódio”.

Ministros palacianos dão como certo que, mesmo com um profissional de publicidade do agrado de Bolsonaro, o comando da comunicação será compartilhado com Carlos. A ideia é que o vereador continue desempenhando papel central nas redes sociais do presidente, estimulando a guerra virtual para atacar opositores e desafetos do governo.

Estadão Conteúdo

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Lula defende união com Alckmin e diz que PSDB de Doria não é o de FHC e Serra

O ex-presidente Lula (PT) defendeu nesta quarta-feira (19) a união com o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (sem partido) em torno de sua candidatura —sendo vice em sua chapa, ou não.

O petista afirmou ainda que o PSDB de João Doria não é o mesmo do que o que abrigou figuras importantes da sigla, como o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, o senador José Serra e o ex-governador Mario Covas.

“Da minha parte não existe nenhum problema de fazer aliança com Alckmin e ter ele de vice. Nós vamos construir um programa de interesse para a sociedade brasileira. Não abro mão de que a prioridade é o povo brasileiro. Espero que o Alckmin esteja junto, sendo vice ou não sendo vice, porque me parece que ele se definiu em fazer uma oposição não apenas ao Bolsonaro, mas ao ‘dorismo’ aqui em São Paulo”, afirmou Lula em encontro com jornalistas.

“É importante lembrar que o PSDB do Doria não é o PSDB social-democrata do Mario Covas, do Fernando Henrique Cardoso e do José Serra criado no período da Constituinte, no tempo do Franco Montoro”, seguiu o petista.

O ex-presidente insistiu que, apesar de divergências com Alckmin, elas não impedem uma possível aliança. “Temos divergências? Temos. Por isso pertencemos a partidos diferentes. Temos visões de mundo diferentes? Temos. Mas isso não impede, se for necessário, construir a possibilidade de colocar as divergências em um lado e as convergências em outro. Não terei nenhum problema em fazer chapa com Alckmin para ganhar as eleições”, continuou.

Participaram do encontro, que teve transmissão pelas redes sociais, jornalistas dos sites Brasil 247, Revista Fórum, DCM, Jornal GGN, Blog da Cidadania, Tutaméia, Jornalistas Livres e Rede Brasil Atual.

Como a Folha mostrou nesta semana, aliados do ex-presidente Lula e do ex-governador Geraldo Alckmin avaliam que a construção da chapa conjunta está pavimentada e que a união demonstrou resistir a desafios de ordem programática e partidária.

A leitura de quem acompanha as conversas entre Lula e Alckmin é a de que ambos querem fazer a chapa acontecer e, para isso, estão dispostos a superar diferenças —a união pode ser anunciada em fevereiro.

“Vocês perceberam que só eu e o Alckmin não estamos falando sobre o assunto. Todo santo dia alguém fala sobre isso, mas você não vê uma fala minha ou dele sobre isso. Por uma razão simples: o Alckmin saiu do PSDB e não definiu para qual partido vai. E eu não defini minha candidatura. Então não pode ter candidato nem vice”, afirmou Lula, que lidera a corrida eleitoral.

“Precisamos construir uma força política capaz de dar sustentação às mudanças que precisamos fazer. Tenho certeza que qualquer pessoa que vier a ser vice vai contribuir para que a gente faça isso. Não vou escolher um vice para ele ser contra.”

​O petista disse ainda que tem “conversado muito” com o PSD, de Gilberto Kassab. “É bem possível que a gente possa construir alguma coisa junto. Também com o Paulinho [da Força], do Solidariedade”, continuou o petista.

Lula também citou questões que têm sido colocadas como entraves na viabilização de uma possível federação com o PSB e afirmou que o PT mantém íntegra sua afinidade com o partido. Disse ainda que possíveis candidaturas ao governo do estado de Humberto Costa, em Pernambuco, e Fabiano Contarato, no Espírito Santo, dependem do andamento das conversas com a sigla.

“Se o PSB definir a candidatura, o Humberto Costa está fora. Nós não temos candidaturas no Espírito Santo. Quando Contarato quis entrar no PT para ser candidato, foi dito a ele que estávamos fazendo conversas com o PSB. Se ele vai ser ou não candidato, vai depender da relação com o PSB. Se a gente estiver reunido direitinho com o PSB, ele não será candidato”, reiterou.

Ele também defendeu a candidatura do deputado Marcelo Freixo (PSB) ao governo do Rio de Janeiro e celebrou o cenário em São Paulo, com Fernando Haddad. “O PSB diz que tem o Márcio França. Em algum momento se faz uma avaliação para ver quem tem mais chances. Se for o Márcio França, vamos discutir com ele. Mas eu acho, com toda modéstia, que o PT nunca esteve tão próximo de ganhar o governo do estado, como está agora.”

Já no Rio Grande do Sul, Lula disse que é possível fazer uma pesquisa com os candidatos do PT e do PSB para identificar qual deles tem mais possibilidade de vencer as eleições e indicar para concorrer ao cargo. “O PT não está fechado com as suas candidaturas. O PT tem interesse que o PSB tenha direitos. Precisa apenas a gente afinar a viola.”

Também na conversa com os jornalistas, o ex-presidente afirmou que a desigualdade social deve ser colocada como prioridade do governo federal, e não o teto de gastos. O petista disse ainda que é preciso colocar em segundo plano o “compromisso fiscalista” do governo de Jair Bolsonaro (PL).

Ele também afirmou que para solucionar problemas no país é preciso, em primeiro lugar, “colocar o pobre no orçamento e, em segundo lugar, colocar o rico no Imposto de Renda”.

Lula disse ainda que a decisão de concorrer à Presidência só tem sentido se “tiver um compromisso de fé”. “Não posso querer ser presidente para resolver o problema do sistema financeiro, o problema dos empresários, o problema daqueles que ficaram mais ricos na pandemia. Só tem uma razão de eu ser candidato a presidente da República: é para tentar provar que esse povo pode voltar a ser feliz”, disse.

O ex-presidente também voltou a declarar que os resultados das eleições deverão ser respeitados por todos, em recado ao presidente Jair Bolsonaro (PL). “Não quero ser um candidato do PT, o PT é o meu partido, mas quero ser de um movimento que esteja disposto a resgatar a dignidade do nosso povo e o direito de ele ser feliz. Esse movimento que vai restabelecer a democracia e que vai dar um golpe de urna no Bolsonaro. Essa história de que não vai aceitar, vai ter Capitólio… Ele pode até sair pelas portas dos fundos, mas quem ganhar vai tomar posse e vai presidir esse país”, disse Lula.

Ele também atacou o ex-ministro Sergio Moro (Podemos). “Em vida, consegui desmontar o canalha que foi o Moro no julgamento dos meus processos, o [Deltan] Dallagnol, as fake news. Consegui provar que a quadrilha eram eles”, disse.

Folhapress

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Ministério da Saúde prorroga por mais 30 dias custeio de 14.254 leitos de UTI covid-19 nos estados e municípios

Foto: Rogério Santana/Governo do RJ

O Ministério da Saúde informou que vai prorrogar por mais 30 dias a ajuda de custos para a manutenção de leitos de unidades de terapia intensiva (UTIs) dada a estados e municípios. Em nota, a pasta informa que a prorrogação abrange o custeio para 14.254 mil leitos de UTI covid-19 adulto e pediátrico.

A prorrogação das UTIs é uma demanda do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems).

O país vem registrando aumento de pessoas contaminadas pela covid-19, em especial pelo crescimento do número de doentes infectados pela variante Ômicron.

De acordo com o último balanço do Ministério da Saúde, divulgado ontem (22), 23,9 milhões de pessoas já foram contaminados pela doença, que já matou 622.801 pessoas no país. Deste total, 157.393 contaminações e 238 mortes foram registradas nas 24 horas anteriores ao balanço.

Agência Brasil

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Variante Ômicron pode acelerar o fim da pandemia na Europa, diz diretor da OMS

Foto: Getty Images

A variante ômicron do coronavírus, com a qual 60% dos europeus poderão ser infetados antes de março, deu lugar a uma nova fase da pandemia de Covid-19 na região e poderá acelerar o seu fim, disse Hans Kluge, diretor da Organização Mundial da Saúde (OMS) para a Europa.

É plausível que a região esteja se aproximando do fim da pandemia — declarou à AFP Hans Kluge, diretor regional da OMS para a Europa, embora tenha pedido cautela, dada a versatilidade do vírus.

Assim que a onda da Ômicron se acalmar, haverá imunidade por algumas semanas e meses, seja graças à vacina ou porque as pessoas terão sido imunizadas pela infecção, e também uma queda devido à sazonalidade — considerou.

Por estar no hemisfério Norte, a Europa enfrenta o inverno neste momento, período no qual as doenças respiratórias são transmitidas com mais facilidade.

No entanto, a Europa não está numa “era endêmica”, sublinhou o responsável.

Endêmico significa […] que podemos prever o que vai acontecer; esse vírus surpreendeu mais de uma vez, então temos que ter cuidado — insistiu Kluge.

O Globo

Opinião dos leitores

  1. As vacinas foram importantes para o não agravamento, mas nada se compara a imunidade natural adquirida. O corpo humano em sua fisiologia a maior arma que possuímos.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Governo Federal reduz para R$ 79,3 bilhões estimativa de déficit primário para 2022

Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O orçamento para este ano sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) na última sexta-feira (21) estima um déficit primário de R$ 79,3 bilhões, montante inferior ao previsto inicialmente pelo governo federal, de R$ 170,5 bilhões.

A informação foi repassada à CNN Brasil por auxiliares da equipe econômica. Segundo eles, a projeção foi reduzida diante do aumento, pelo Congresso Nacional, das previsões de receitas primárias.

O texto, que será publicado nesta segunda-feira (24) no “Diário Oficial da União”, prevê um valor total das despesas em R$ 4,7 trilhões, dos quais R$ 1,9 trilhão é referente à dívida pública.

A proposta, segundo integrantes da equipe econômica, também estabelece uma previsão orçamentária de R$ 89,1 bilhões para o Auxílio Brasil, novo programa social lançado pela atual gestão, e de R$ 1,7 trilhão de previsão do teto de gastos.

A sanção, de acordo com ministros palacianos, estabelece ainda vetos a programações orçamentárias para o cumprimento de despesas obrigatórias. Para atender às demandas, o governo federal abrirá no futuro créditos extraordinários por meio de projetos  legislativos.

O orçamento mantém ainda previsão de R$ 1,7 bilhão para a restruturação de carreiras federais, sem especificar, no entanto, quais categorias serão contempladas.

O presidente anunciou na semana passada que o aumento para policiais federais será suspenso, mas não cancelado. O aceno ocorre diante da pressão de setores do funcionalismo público por reajustes salariais.

CNN Brasil

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

COVID: Brasil registra 296 óbitos e 135 mil casos nas últimas 24h

O Ministério da Saúde divulgou os dados mais recentes sobre o coronavírus no Brasil neste domingo (23).

– O país registrou 296* óbitos nas últimas 24h, totalizando 623.097 mortes;

– Foram 135.080* novos casos de coronavírus registrados, no total 24.044.255;

*Sem dados do DF, TO e MT que não divulgam aos domingos. E com o acréscimo de 12.773 casos e 131 óbitos represados em São Paulo, além de 40.290 casos represados no Ceará.

Dessa forma, a média móvel de óbitos dos últimos sete dias ficou em 293 e a média móvel de casos é de 149.085, a maior desde o início da pandemia.

Opinião dos leitores

  1. Ainda bem que a natureza criou esse monstro do Coronavirus.
    Luiz Inácio Lula da Silva exaltando o vírus.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

América vence o ABC no primeiro Clássico Rei do ano

Imagem: reprodução/YouTube Band RN

Com gols de Wallace Pernambucano e Zé Eduardo marcados no primeiro tempo, o América venceu o ABC por 2 a 1, em jogo realizado no Frasqueirão, neste domingo (23). O ABC descontou na segunda etapa, após um chute cruzado de Wallyson que o zagueiro americano Lucas Rex desviou e mandou a bola contra o próprio gol.

O resultado tirou a invecibilidade do ABC no Campeonato Potiguar 2022. O América chegou aos mesmos 12 do Alvinegro. O Alvirrubro lidera o turno porque o primeiro critério de desempate é o confronto direto.

Opinião dos leitores

  1. América lidera o Estadual, com 12 ponto cada um, o desempate se dar pelo confronto direto.
    América 2 x 1 ABC

  2. A POLÍCIA MILITAR DO RN, ONDE EU DEVERIA TER ORGULHO, ME ENOJA, ME VERGONHA, PELOS SEUS ATOS DESPREOCUPARADOS, ACHA UMA OPORTUNIDADE PARA ACHAR, ACHISMO DE SEGURANÇA , DEMONSTRAR O PODER. TENHAM VERGONHA, MATE O MAL PELA RAIZ E NAO SAIR ATIRANDO BALA DE BORRACHA, SPRAY DE PIMENTA ALEATORIAMENTE , 🤮🤮🤮 PARA ESSAS ATITUDES DESPREPARADAS , CRIANÇAS , FAMÍLIAS SENDO ATIGINDAS POR DESPREPARADOS.

    ALÔ , SECRETARIO DE SEGURANÇA , VCS ME ENVERGONHAM!

  3. Chupa essa burra preta,levpu peia dentro do chiqueiro,era ora ter sido de uns 5 pra la o america aliviou

    1. Baixa a bola paquita que vcs são fregueses, desde de 2015 levado pêia! e não esqueça que não ficaram fora de serie graças ao ABC !!!

    2. Você não sabe nem o que significa um clássico MANÉ , sabe de nada!

    3. Deixa de falar bosta que so deu Abc, oh torcedor chibata é vc, continue assim. Kkkk

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

RN registra 02 óbitos por covid nas últimas 24 horas; Novos casos são 867

A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) atualizou os números do coronavírus neste domingo (23). São 404.812 casos totalizados. No sábado (22) eram contabilizados 403.321, ou seja, 1.491 novos casos em comparação com o dia anterior, destes, 867 confirmados nas últimas 24 horas.

Com relação aos óbitos no Rio Grande do Norte, são 7.637 no total. Dois (02) óbitos foram registrados nas últimas 24 horas no RN (Rio do Fogo e Janduís). No sábado (22), eram 7.635 mortes. A Sesap não registrou outros óbitos após resultados de exames laboratoriais de dias ou semanas anteriores. Óbitos em investigação são 1.492.

Recuperados são 382.257. Casos suspeitos somam 6.940 e descartados são 848.323. Estimativa de casos em acompanhamento: 14.918.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

VÍDEO E FOTOS: Policial Militar da PB é preso após sequestrar ex-mulher e furtar viatura da polícia em Currais Novos

A Polícia Militar de Currais Novos foi acionada por volta da meia noite deste sábado (22) para atender uma ocorrência envolvendo um policial militar da Paraíba que estava no interior da casa da ex-companheira, chegando a efetuar disparos fazê-la refém. Ele ameaçava matar a ex-mulher e em seguida tirar a própria vida.

Após várias tentativas de negociações, o policial lotado na Paraíba saiu da casa apontando uma arma para a cabeça da mulher, conseguindo pegar uma viatura da PM de Currais Novos, fugindo em seguida. A partir daí deu-se início a perseguição (veja o vídeo) outra negociação, dessa vez, pelo rádio da viatura. O policial acabou se entregando por volta das 4h30 da manhã deste domingo (23), na sede do 13º BPM em Currais Novos.

O PM foi levado até a Delegacia de Polícia em Caicó e responderá por sequestro, cárcere privado, furto de viatura, disparo de arma de fogo, entre outros crimes. De acordo com a PM a mulher foi liberada sem ferimentos.

Com informações de Repórter Seridó

Opinião dos leitores

    1. Eita Manoel F violento, se decida desastre, vc quer que mate, não mate, use arma, isso é um fuleiro, vive em cima das coxas sem fazer nada, só sabe falar.

    2. Idólatras do MINTOmaníaco das rachadinhas, quem diz essas merdas e defende isso eh o presidente! Muuuuu

    3. Fecha essa matraca mané, o falador oficial de merda do blog.

    4. Vc deve ser da mesma laia, só pode, pra tecer um comentário desse.

  1. Se policial é um perigo armado, imagine esse bando de malucos, que agora pode ter acesso a armas de diversos calibres. Só Jesus pra nos proteger.

    1. Isso mesmo sergio, intelectual e entendido das coisas…. armado mesmo so quem deveria ter direito sao os bandidos, que nunca precisaram de licença pra isso…. o resto sao perigosos armados, incluindo a policia. E se vc nao tiver nada pra “dar” pra marginalidade, nao se preocupe, eles que vao continuar armados independente do desarmamento da sociedade. vao querer sempre algo que vc acha que nao da valor. vc é muito inteligente, deu pra perceber. Continue assim.

    2. Jesus não protegeu nem os judeus da irá de Hitler…. Nem povo do 11 de setembro…,……… Sei não viu.

  2. Vitimado por governos petistas, estão martitizando esse menino que tantas vidas deve ter salvo a serviço da Gloriosa Polícia Militar.
    Ditadores comunistas sanguinários!!!

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

VÍDEO: PM dispersa torcedores e evita confronto na chegada ao Frasqueirão, antes do jogo

A Polícia Militar precisou agir com disparos de balas de borracha e bombas para dispersar um grupo de torcedores do ABC que ao notar a chegada de torcedores americanos ao Frasqueirão, faltando 1h para o início do jogo, tentou partir pra cima do grupo alvirrubro.

 

Opinião dos leitores

  1. A logística de prevenção da PM faz pena, policiam as principais avenidas de acesso ao frasqueirão e esquecem as vias alternativas, tendo que ter um enfrentamento com os marginália em frente ao estádio. Clássico entre abc e América tem que ser jogo de torcida única.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *