TERRA DEVASTADA: Setor do turismo do RN demitiu mais de 60% dos funcionários durante pandemia

Na série de contatos que o Blog vem fazendo com empresários do setor de turismo, desde essa quarta-feira(15), no qual chegamos a conversar com 12 de diversos segmentos, impressionam os relatos de demissões e de falta de perspectivas. ASSUSTADOR.

Para se ter ideia, teve hotel grande que já demitiu 80% dos funcionários. Não bastasse, também teve pequenos restaurantes ou pequenas empresas que fecharam para não reabrir.

Contactada pelo Blog, a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Rio Grande do Norte(ABIH-RN) confirmou a devastação do segmento no estado do Rio Grande do Norte, que é o inclusive, o mais afetado – sendo disparado o mais importante para a economia potiguar.

A ABIH-RN fez uma pesquisa com seus associados, e confirma, somente pelos seus dados, que oficialmente foram mais 60% de demissões nos seus associados.

Portanto, existem empresas que, de fato, não mais reabrirão. Estão endividadas. E algumas que vão reabrir, não tem noção como será a volta e não tem estrutura financeira, precisando de auxílio não só para o equipamento voltar a funcionar como também para atender os protocolos exigidos.

No seguimento de serviços relacionados ao turismo, a situação ainda é pior, é de sobrevivência pessoal.

Guias, Bugueiros, Agentes de Viagens, Receptivos, Casa de Câmbio a situação ainda é pior.

Precisamos lembrar ainda do encerramento das atividades do Hotel Thermas e do Manoa Park.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Ivan disse:

    Enquanto o estado perde uma de suas principais fontes de ingressos de recursos, vejo alguns Dep Estaduais preocupados em não fazer a reforma previdênciária p/não "prejudicar" servidor…Precisamos produzir recursos, isso é que precisa ser o nosso foco!!! Não culpo o atual governo petista, o foco desse estado SEMPRE FOI o bem estar do servidor, outrora meio ambiente, enquanto isso seguimos empobrecendo…Outros estados começam à voltar a crescer, a economia reagindo, mas o RN, rumo à devastação…

  2. TAÍ O RESULTADO disse:

    Antes da pandemia já vinha devagar. Algumas agências de receptivo de Natal só pensa em explorar, ao invés de pensar em prestar um bom serviço.

  3. Ivanildo disse:

    Turismo no RN = Andar de Buggy sem segurança em duna, conhecer delegacia depois de ser assaltado, ser explorado nas praias pagando a metade do quíntuplo, atendimento porcaria, orla de PN fedendo a urina e por aí vai!

    • Esdras disse:

      Com todas essas mazelas que você citou, ainda somos um dos 5 destinos mais procurados no Brasil, imagine se houvesse melhoras e o Turismo fosse levado com a importância que merece.

    • Gibira disse:

      Sem falar nos preços absurdos.

  4. Flávio Araújo disse:

    BG o RN, em todos os segmentos empresariais, está morto há muito tempo e agora a situação agravou-se com uma administração estadual inepta e incompetente. Não temos indústrias, o comércio era sofrível e o turismo já vive a maior crise da história, principalmente pela inoperância administrativa da governadora.

  5. Juliano bugueiro disse:

    Aqui nunca teve turismo.

  6. Mario Roberto Barreto disse:

    Mas com certeza a Secretaria de Turismo e o Presidente da Emprotur, estão elaborando um plano com alternativas de sobrevivência do setor, com novos produtos e outros mercados. Ê o que todos esperam.

    • Pão com mortadela vencida disse:

      Vc acredita em papo Noel? Pé grande? Monstro do lago Ness? Sucupira? Saco? Boi Tá tá?
      O RN está as traças e agora que ela vem salvar ou elaborar um plano?
      Tem que ter gente competente e não é neste governo tenho certeza.

  7. Manoel C disse:

    O manoa já vinha decadente, aproveitou a pandemia para fechar "sem culpa".

COMENTE AQUI