Natal encerra Campanha de Vacinação Antirrábica nesta sexta

Foto: Divulgação

A Secretaria Municipal de Saúde, por meio do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), encerra, nesta sexta-feira (08) a Campanha de Vacinação Antirrábica canina e felina em Natal. De acordo com dados computados até 7 de novembro, de uma população de 114 mil animais em Natal, foram imunizados 91.266, sendo 59.758 cães e 31.508 gatos.

A Campanha tem como estratégia a modalidade porta a porta, pontos fixos e agendamentos pelo telefone 3232 8235, para pessoas que têm mais de cinco animais e condomínios. O objetivo é controlar a circulação do vírus da raiva canina e felina e, assim evitar casos de raiva nesses animais e a sua transmissão para humanos, para isso é preciso imunizar o maior números de animais.

Campanha de vacinação contra gripe entra na última semana

Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

Essa é a última semana de vacinação contra a gripe nos postos de saúde de todo o Brasil. A campanha encerra na sexta-feira (31). A imunização é para grupos prioritários e integrante de forças de segurança e de salvamento.

A campanha começou no dia 10 de abril e o último balanço do Ministério da Saúde mostra que até o dia 21 de maio 63% do público-alvo havia se vacinado.

Devem receber a dose crianças com idade entre 6 meses e menores de 6 anos; grávidas em qualquer período gestacional; puérperas (até 45 dias após o parto); trabalhadores da saúde; povos indígenas; idosos; professores de escolas públicas e privadas; pessoas com comorbidades e outras condições clínicas especiais; adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas; funcionários do sistema prisional e pessoas privadas de liberdade.

Profissionais das forças de segurança e salvamento também passaram a fazer parte do público-alvo da campanha neste ano. Por meio de nota, o ministério informou que o grupo inclui policiais civis, militares, bombeiros e membros ativos das Forças Armadas, totalizando cerca de 900 mil pessoas.

A vacina

O Ministério da Saúde informou, em nota, que, em relação ao ano passado, houve alteração de duas cepas na vacina. Em função da mudança na composição, a pasta considera “imprescindível” que os grupos selecionados recebam a nova dose este ano ainda que já tenham sido imunizados anteriormente.

Agência Brasil

Campanha de Vacinação Contra Poliomielite e Sarampo termina nesta sexta em Natal

A Campanha de Vacinação Contra Poliomielite e Sarampo termina nesta sexta-feira (28) em Natal. Pais e responsáveis podem levar seus filhos em qualquer unidade de saúde da capital potiguar para serem vacinados. Após o período, a vacina segue disponível nas unidades de saúde, de acordo com o estoque de cada unidade.

A SMS alerta que a vacinação é a única forma de impedir a propagação do vírus do sarampo, que voltou a circular no país, e evitar a reintrodução do vírus da paralisia infantil. Mesmo aqueles que já receberam as doses devem ser vacinados. A imunização contra o sarampo deve ser feita nas crianças de um até menores de cinco anos, independentemente de quantas doses tomou durante a vida.

Já a vacina contra poliomielite deve ser aplicada nas crianças de um até menores de cinco anos, independentemente de quantas doses já tomaram durante a vida. Caso ainda não tenha sido vacinada, será realizada a aplicação inativada de poliomielite. Já se a criança tiver sido vacinada uma ou mais vezes, será feita a vacina oral.

Até o momento, foram imunizadas 37.411 crianças contra poliomielite e 35.326 contra sarampo. A Campanha de Vacinação Contra Poliomielite e Sarampo teve início do dia 06 de agosto.

Campanha de Vacinação Contra Poliomielite e Sarampo entra na reta final em Natal; até sexta-feira

A Campanha Nacional de Vacinação Contra Poliomielite e Sarampo segue até a próxima sexta-feira (14) em Natal. Pais ou responsáveis podem levar as crianças em qualquer posto de saúde, independente do local onde reside.

Até o momento, foram aplicadas 33.119 doses para poliomielite e 32.075 para sarampo, o que corresponde, respectivamente, a uma cobertura de 76,83% e 74,42%. O objetivo é imunizar 43.475 crianças na capital potiguar.

A Secretaria Municipal de Saúde alerta que a vacinação é a única forma de impedir a propagação do vírus do sarampo, que voltou a circular no país, e evitar a reintrodução do vírus da paralisia infantil. Mesmo aqueles que já receberam as doses devem ser vacinados. A imunização contra o sarampo deve ser feita nas crianças maiores de um até menores de cinco anos, independentemente de quantas doses tomou durante a vida.

Devem receber a vacina contra poliomielite, as crianças maiores de um até menores de cinco anos, independentemente de quantas doses já tomaram durante a vida. Caso ainda não tenha sido vacinada, será realizada a aplicação inativada de poliomielite. Já se a criança tiver sido vacinada uma ou mais vezes, será feita a vacina oral.

 

Campanha de Vacinação contra a pólio e Sarampo encerra em 31 de agosto

Encerra nesta sexta-feira, 31 de agosto, a Campanha de Vacinação contra Poliomielite e Sarampo. A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) orienta que todos os pais e responsáveis que ainda não levaram seus filhos para serem vacinados, não percam o prazo e garantam a proteção das crianças contra essas doenças, evitando a reintrodução em nosso Estado.

A Campanha que é organizada pelo Ministério da Saúde, juntamente com as Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde, iniciou no dia 6 de agosto e têm como objetivo manter elevada a cobertura vacinal contra a poliomielite nos municípios, bem como vacinar os menores de cinco anos de idade contra o sarampo e a rubéola, para manter o estado de eliminação dessas doenças.

As campanhas contra poliomielite foram iniciadas em 1980, estando o país livre da doença desde 1990. Com relação às campanhas contra o sarampo, estas são realizadas desde 1995, com a vacinação de população-alvo específica que, na grande maioria das vezes, abrange as crianças de um a quatro anos de idade.

Em 2018 o público alvo são as crianças de um ano até quatro anos, 11 meses e 29 dias, correspondendo a 188.861 crianças no Rio Grande do Norte. A meta mínima a ser alcançada corresponde a 95% de cobertura vacinal contra poliomielite e sarampo. O RN vacinou aproximadamente 122 mil crianças, atingindo assim 65,1% de cobertura para pólio e 64,3% para sarampo. Sete municípios atingiram a meta para a campanha até o momento: Viçosa, Passagem, Parazinho, Venha-Ver, São José do Seridó, Severiano Melo e Vera Cruz.

Campanha de Vacinação contra Influenza segue até dia 22

A campanha de vacinação contra Influenza, iniciada em 23 de abril, foi prorrogada até 22 de junho em todos os postos de vacinação do Rio Grande do Norte. Até o momento, o estado aplicou 776.762 mil doses, o que corresponde a uma cobertura vacinal de 84,5% do público alvo. O estado se encontra em 6º lugar no Nordeste e 13º do país em números de cobertura vacinal.

Devem se vacinar até o próximo dia 22 as crianças na faixa etária de seis meses a menores de cinco anos de idade (4 anos, 11 meses e 29 dias), gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), indivíduos a partir dos 60 anos, trabalhadores da saúde, professores de escolas públicas e privadas, povos indígenas, grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas, a população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional.

Segundo a coordenadora estadual de imunização Katiucia Roseli, entre os grupos prioritários, aqueles que precisam de uma atenção especial nessa reta final da campanha são os de crianças, gestantes e idosos, pois ainda não atingiram a meta. Os demais grupos já alcançaram a meta mínima dos 90%.

“Orientamos a toda população inserida nos grupos prioritários e que ainda não se vacinou a procurar a unidade básica de saúde mais próxima de sua residência. Em especial as crianças, idosos, gestantes e pessoas com comorbidades, por se enquadrarem em grupos com grande suscetibilidade às complicações causadas pela influenza”, a coordenadora.

Campanha de Vacinação contra a Paralisia Infantil e Sarampo é prorrogada até o dia 12 em Natal

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) Natal, por meio do Setor da Vigilância Epidemiológica (SVE) e Núcleo de Agravos Imunopreveníveis (NAI), prorrogou a campanha de vacinação infantil contra a paralisia (poliomielite) e sarampo até o dia 12 de dezembro nas unidades de saúde. A vacina contra poliomielite é para crianças com idade entre seis meses e menores de cinco anos, e a contra o sarampo para crianças com um ano a menor de cinco anos.

“A medida atende a uma decisão do Ministério da Saúde (MS) por Natal não ter atingido a cobertura de 95% prevista pela campanha. Peço aos pais ou responsáveis para levarem seus filhos a uma unidade mais próxima de sua residência para tomarem a vacina e ficarem protegidos”, desta chefe do SVE, Aline Bezerra.

Dados do NAI informam que até o dia 1º de dezembro foram vacinadas 27.660 crianças contra paralisia infantil, o que corresponde a 55,40% da população alvo. Já contra o seguimento do sarampo, foram vacinadas 22.087 crianças, o equivalente a 50,4% de cobertura vacinal.

Paralisia infantil (Poliomielite) – Dados da OMS sobre a poliomielite mostram que, em 2013 e 2014, dez países registraram casos da doença: Afeganistão, Nigéria, Paquistão, Somália, Guiné Equatorial, Iraque, Camarões, Síria, Etiópia e Kênia. Até 03 de Setembro deste ano foram registrados 149 casos nesses países.

O Brasil não registra casos de poliomielite desde 1990 e, em 1994, recebeu da OPAS certificação de país livre da circulação do vírus. A vacinação e as orientações prosseguem até a erradicação mundial da erradicação do polivírus.

Seguimento (continuidade) do Sarampo – Em 2013 foram registrados 179.801 casos no mundo. No Brasil os últimos casos registrados autóctones (próprio do lugar) ocorreram no ano 2000. Depois disso, todos os casos diagnosticados eram importados ou relacionados à importação, chegando a 596 casos (224 Pernambuco e 365 Ceará) entre 2013 e 2014. Em ambos estados as crianças menores de cinco anos foram as mais acometidas pela doença.

O Brasil realiza campanhas de seguimento contra o sarampo desde 1995. As campanhas representam oportunidades adicionais para captar indivíduos não vacinados, visando garantir a manutenção do estado de eliminação do Sarampo e Rubéola no país.

Campanha de vacinação contra a pólio e o sarampo começa neste sábado

A campanha de vacinação contra o sarampo e a poliomielite (paralisia infantil) começa neste sábado (8) em todo o Brasil. A campanha vai até o dia 28 de novembro e os pais podem aproveitar para atualizar as cadernetas de vacinação dos filhos.

Em São Paulo, serão 5.900 postos de vacinação -entre fixos e volantes- que vão funcionar no sábado das 8h às 17h.

A Secretaria de Estado da Saúde pretende imunizar 2,1 milhões de crianças contra o sarampo, com idades entre um e cinco anos. Já 2,4 milhões de crianças devem tomar a vacina contra a poliomielite. A vacinação é necessária para bebês de seis meses até menores de cinco anos. A meta da secretaria é imunizar 95% das crianças nessas faixas etárias.

São Paulo não registra nenhum caso de paralisia infantil desde 1988. Entretanto, a doença ainda é registrada nos continentes africano e asiático, sobretudo nos países Afeganistão, Nigéria e Paquistão. Somente até setembro desse ano, foram 149 casos registrados nessas localidades.

Com relação ao sarampo, São Paulo não tem nenhum caso autóctone (com transmissão direta em território estadual) desde 2000. Nesse ano há o registro de sete casos importados da doença no Estado. No Brasil, somente até outubro desse ano, há 514 casos confirmados, com concentração de incidência no Ceará.

Folha Press

Começa neste sábado a campanha de vacinação contra o sarampo e a paralisia infantil

O Programa Estadual de Imunização da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) realiza a campanha de vacinação contra o sarampo e a paralisia infantil (poliomielite) no período de 8 a 28 de novembro. Neste ano a campanha terá dois momentos de maior mobilização, com um “Dia D” em 8 de novembro e outro no dia 22. O slogan da campanha é “Vem pra turma da vacinação”.

A campanha contra a poliomielite (paralisia infantil) tem como público-alvo crianças de seis meses a menores de cinco anos. No Rio Grande do Norte esta faixa etária representa 214.034 crianças e a meta é vacinar 95% deste público. Já a campanha contra o sarampo é voltada para a população de 12 meses a menores de cinco anos. A meta é que 95% do total de 190.497 crianças nesta faixa etária sejam imunizadas com a vacina tríplice viral, que protege ainda contra caxumba e rubéola.

Segundo a coordenadora do programa estadual, Francisca Santos, as doses já estão sendo distribuídas e até o sábado (8) todas as unidades do estado estejam abastecidas. “É importante que os municípios acompanhem a proposta do Programa Nacional de Imunização de realizar dois dias de mobilização”. A coordenação estadual orienta também que todos os municípios mantenham unidades de saúde com salas de vacina disponíveis para a população nos dias de mobilização (Dia D), no horário das 8h às 17h, conforme recomendação do Ministério da Saúde.

Ela alerta para a importância da vacinação contra o sarampo devido a situação enfrentada em alguns estados do Nordeste. “De 2013 para 2014 os estados de Pernambuco e Ceará apresentaram surtos de sarampo, sendo que este último encontra-se com surto da doença. Devemos lembrar também da importância da vacina contra a poliomielite, essencial para mantermos a condição da doença erradicada no Brasil”.

A Sesap vai disponibilizar a vacina oral poliomielite (VOP), em gotas, e também a vacina inativada poliomielite (VOIP), na forma injetável, para as situações específicas a serem analisadas pelos profissionais das salas de vacina.

RN realiza neste sábado “Dia D” da Campanha de Vacinação para cães e gatos‏

No próximo sábado (18) todos os 167 municípios do Rio Grande do Norte estarão promovendo o “Dia D” da campanha de vacinação antirrábica. Este ano a população a ser vacinada é de 714.015 animais, sendo 508.743 cães e 205.272 gatos. Para alcançar a meta nacional de 80%, até o final da campanha deverão ser vacinados 406.994 cães no estado. Até a manhã desta quinta-feira (16) já foram vacinados 92.854 cães no RN, o que representa 18% da população estimada, segundo o Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações (SI-PNI).

O período total da campanha no Rio Grande do Norte compreende de 15 de setembro a 14 de novembro, mas com o “Dia D” a expectativa da Subcoordenadoria de Vigilância Ambiental (Suvam) da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) é que sejam vacinados mais de 400 mil animais.

A responsável técnica pelo Programa Estadual de Controle da Raiva/Suvam, Cintia Higashi, orienta que “os animais devem ser levados aos postos de vacinação por pessoas adultas. O transporte deve ser feito de forma adequada, cães na coleira e guia, para os animais mais agressivos é aconselhado o uso da focinheira, já os gatos como são mais assustados, devem ser levados em caixas de transporte ou similar, evitando assim as fugas ou acidentes” destaca.

A raiva é uma doença causada pelo vírus Lyssavírus, que ocorre nos mamíferos e pode ser transmitida ao homem pelo animal infectado através de contato com a saliva, por meio de mordedura, arranhadura ou lambedura. O cão e o gato são os principais transmissores da doença em áreas urbanas. Apesar de ser, quase sempre letal tanto para humanos como para os animais, a raiva é 100% evitável, através da aplicação de soro e da vacina anti-rábica.

Iraci Nestor, subcoordenadora da Suvam, relata que o último caso de humano infectado pelo Lyssavírus, no estado, aconteceu em 2010 no município de Frutuoso Gomes. Na ocasião, um agricultor foi ferido por um morcego que estava contaminado e por desconhecimento do risco de transmissão da raiva, por essa espécie animal, não procurou atendimento médico e acabou vindo a óbito. Desde então, nenhum outro caso de raiva humana foi registrado no RN, no entanto no período de 2005 a setembro de 2014 houve oito casos de raiva em cães e desde 2005 foram registrados três casos de raiva em felinos.

Quando uma pessoa é agredida por um animal, é importante lavar bem a ferida com bastante água e sabão e procurar imediatamente uma unidade de saúde. A recomendação é não matar o animal e pedir orientação nos Centros de Controle de Zoonozes em Natal, Parnamirim, Mossoró, Currais Novos, Serra Negra do Norte e Caicó.  Os CCZs são os órgãos responsáveis pelo controle e enfrentamento da raiva animal no âmbito da atenção básica. Nos municípios que não possuem os centros, a população deve procurar as Secretarias Municipais de Saúde. Qualquer dúvida entrar em contato com o Programa Estadual de Controle da Raiva através do 3232-2583.

Contatos dos Centros de Controle de Zoonoses:

Natal – 3232-8235

Parnamirim – 3644-8185

Caicó – 3417-6551/1927

Mossoró – 3315-1628

Serra Negra – 3426-2141/2228

Sesap inicia preparativos para a Campanha de Vacinação contra a Influenza

A Coordenação Estadual de Imunização da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) se prepara para a Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza 2014, a ser realizada no período de 22 de abril a 9 de maio e que terá o dia 26 de abril como o “Dia D” de mobilização nacional.

A Sesap promoveu uma reunião de preparação para a campanha, no último dia 3, com representantes das Unidades Regionais de Saúde (Ursap’s) do Estado, municípios da Grande Natal e representantes dos distritos sanitários da capital. “Discutimos o informe técnico, que é o documento oficial que traz todas as orientações como a cobertura preconizada, sistema de informação e registro das doses, apresentação do tipo de vacina a ser aplicada, além de toda a operacionalização da campanha”, explica Francisca Santos, coordenadora do Programa Estadual de Imunização da Sesap.                         

Ela explica que até o dia 22, primeiro dia da campanha, as doses da vacina estarão disponíveis em todos os municípios do Estado, sendo a Sesap responsável pela distribuição aos municípios da Grande Natal e às Regionais de Saúde, que devem providenciar a logística de disponibilização das doses aos seus municípios. “A orientação do Ministério da Saúde é de no dia 26, o Dia D de mobilização, os municípios mantenham as salas de vacina abertas à população durante todo o dia”. No Rio Grande do Norte a população a ser vacinada é de 769.286 pessoas e a meta mínima preconizada pelo programa nacional é de 80% deste quantitativo.

Ursap’s iniciam mobilização para a campanha

A VI Unidade Regional de Saúde Pública (VI Ursap) reuniu, no último dia 8, em Pau dos Ferros, enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem, vacinadores e responsáveis pelas salas de vacinas dos municípios da região do Alto Oeste potiguar afim de organizar a preparação para a campanha, que irá envolver  os 37 municípios que compõem a 6ª Região de Saúde, onde o público-alvo é composto por 65.620 pessoas, sendo 6.819 pessoas somente em Pau dos Ferros. A II Ursap, com sede em Mossoró, também iniciou a mobilização junto aos 26 municípios que a compõem, cujo público-alvo totaliza 138.259 pessoas.