Entra em vigor a nova Previdência; entenda regras e faça cálculos

reforma da Previdência traz mudanças na forma de definir a quantia que cada trabalhador vai receber na aposentadoria. Agora, o benefício será calculado com base na média de todo o histórico de contribuição – na regra de antes da reforma, 20% dos salários (os mais baixos) são desprezados da conta.

As mulheres que entrarem para o mercado de trabalho depois que a reforma entrar em vigor terão que contribuir por ao menos 15 anos para ter direito ao benefício, e os homens, por 20 anos.

Ao atingir esse tempo mínimo de contribuição (15 anos para mulheres e 20 para homens), o trabalhador terá direito a 60% da média dos salários que recebeu a partir de 1º de julho de 1994 (data em que a moeda brasileira deixou de ser o cruzeiro e passou a ser o real). E, a cada ano a mais de pagamentos para o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), o percentual aumenta em 2 pontos.

Exemplo: uma mulher que contribuir por 22 anos terá direito a um benefício equivalente a 74% da média de seus salários. Um homem que contribuir pelo mesmo período receberá 64%. Supondo que a média dos salários de contribuição de ambos seja de R$ 4.000,00, a mulher receberá R$ 2.960,00 de aposentadoria, enquanto o homem receberá R$ 2.560,00. Entenda o cálculo:

Mudança no cálculo de benefício — Foto: Infografia G1

Para as mulheres que já trabalham, as regras são as mesmas. Mas para os homens que já estão no mercado, o tempo mínimo de contribuição para ter direito à aposentadoria foi reduzido de 20 para 15 anos. Apesar disso, o valor do benefício na regra de transição só passará a aumentar a partir de 21 anos de pagamentos. Ou seja: entre 15 e 20 anos de contribuição, o benefício será de 60% da média de todos os salários, chegando a 100% apenas com 40 anos de contribuição.

Vale lembrar que a reforma também cria uma idade mínima de aposentadoria. Para aqueles que não se enquadrarem nas regras de transição, deixará de haver a possibilidade de aposentadoria com base apenas no tempo de contribuição. A idade mínima de aposentadoria na regra final será de 62 anos para mulheres e de 65 para homens tanto para a iniciativa privada quanto para servidores.

Benefício de mais de 100% da média dos salários de contribuição

Tanto para a regra final quanto para a de transição, quem contribuir por mais de 35 anos (no caso das mulheres) ou mais de 40 anos (no caso dos homens), poderá receber mais de 100% da média dos salários.

Funcionários públicos

Para os funcionários públicos, o cálculo da aposentadoria é parecido com o do INSS, mas o benefício mínimo será de 60% dos salários quando o trabalhador atingir 20 anos de contribuição – vale tanto para homens, quanto para mulheres. Assim como no regime geral, após atingido esse tempo, o percentual aumenta em dois pontos a cada ano de contribuição.

Mas essa regra só valerá para os que ingressaram no serviço público a partir de 2004. Para aqueles que entraram até 31 de dezembro de 2003, continua valendo a integralidade da aposentadoria (ou seja, o benefício será igual ao valor do último salário recebido) para os homens que se aposentarem aos 65 anos, e para as mulheres que se aposentarem aos 62.

Novas regras para se aposentar previstas pela reforma da Previdência — Foto: Infografia G1

G1

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Marcos da Silva dantas disse:

    E aí bosolmimos trabanhem até morrer pra sustenta a família bolsonaro até vcs morre kkk

  2. Pagador de impostos disse:

    E a mamata dos milicos só aumenta

  3. Lúcifer disse:

    "Não sois máquinas…
    Homens é que sois!"
    Charles Chaplin

    "Morra de tanto trabalhar
    E terás uma aposentadoria eterna!"
    Paulo Guedes, ministro da economia de Bozo

    • joaozinho da escola disse:

      So lembro quando lula taxou os aposentados em 11% e todos os petistas ficaram felizes…. ou seja, o aposentado voltou a contribuir felizes sem ter como aumentar a renda, porque Dilma gerou desemprego ate entre os idosos.

Construtora PLANC, que tem forte atuação no RN, entra com pedido de recuperação judicial

Foto: Reprodução

A Construtora PLANC, com sede na Paraíba e com forte atuação em empreendimentos imobiliários no Rio Grande do Norte entrou com pedido de recuperação judicial, alegando impactos da crise econômica e uma crescente dívida nos últimos anos.

Na peça, a qual o Justiça Potiguar teve acesso, e foi encaminhada a Vara dos Feitos Especiais da Comarca de João Pessoa-PB, os sócios do grupo que tem mais de 30 anos no mercado imobiliário demonstraram por meio de vários gráficos e pesquisas que foram diretamente impactados pela crise na construção civil que elevou o desemprego e diminuiu consideravelmente os lucros da empresa.

Leia todos os detalhes em matéria no Justiça Potiguar aqui.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Lopes disse:

    Agora pronto. Tem um prédio grande encalhado na rua São José e agora que não vende mesmo.

Advocacia Geral da União(AGU) entra em campo para descobrir quem banca a defesa de Adélio Bispo

Foto: Reprodução

A Advocacia Geral da União pediu hoje à Justiça a retomada da investigação que busca descobrir quem financia a defesa de Adélio Bispo de Oliveira.

Num memorial entregue ao TRF-1, André Mendonça pediu a revogação de uma decisão de março, do desembargador Néviton Guedes, que impediu a análise do material apreendido em dezembro no escritório de Zanone Manuel de Oliveira Júnior.

A investigação foi travada a pedido da OAB, sob a alegação de sigilo da relação entre cliente e advogado.

A AGU afirma que a investigação, que havia sido autorizada pelo juiz federal Bruno Savino a pedido da PF, não viola direitos de Zanone. Argumenta que ele não é o alvo, mas sim quem estaria interessado em proteger Adélio, bancando sua defesa.

“Não há investigação da atuação do advogado, repise-se, mas sim a busca por possível terceiro que potencialmente poderia estar envolvido no atentado contra a vida de candidato ao mais alto cargo do país, conforme já asseverado pela autoridade policial. Ora, se na investigação chegou-se a um elo consistente entre o autor confesso do ato, preso em flagrante, e um possível partícipe, há de se investigar essa possível ligação”, diz a AGU no memorial.

“No caso, esse elo é a contratação de advogado por terceiro que, sem motivo declarado, se propõe a custear defesa técnica do acusado”, completa o órgão.

O julgamento do pedido está pautado para a próxima quarta-feira (18) na 2ª Seção do tribunal, formada por Néviton Guedes, Saulo Bahia, Mônica Sifuentes, Ney Bello, Cândido Ribeiro e Hilton Queiroz.

O Antagonista

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cai fora BOSTANARO disse:

    Quanta inocência????? Claro que sao os filhos do SATANÁS BOSTANARO…….

  2. natalsofrida disse:

    Se fosse o ladrão que tivesse sido esfaqueado, queria ver se seu comentário era esse. Mertícola!

  3. Rômulo© disse:

    Será que quem bancou da defesa de Adélio é o mesmo que banca o tratamento de Queiroz? Os adeptos do Bolsonarismo iriam detestar descobrir…

    • Fabio Cardoso disse:

      Cegueira ideológica doentia, Rômulo. Sai dessa caverna cujo as paredes são todas vermelhas!

    • #Lula Na Cadeia sempre disse:

      Calma ..seu líder ladrao condenado Lula está preso , é incrível que só um idiota como você não tem curiosidade em saber quem banca esses advogados caros , que um liso e doido não tem como pagar

    • natalsofrida disse:

      Petista fuleiro, você deveria ir morar na Coreia do norte seu vagabundo.

    • Zanoni disse:

      Ainda estás nessa, Rômulo falsiê? O seu norte está preso e continuará!!! Lula Deus me livre!!!kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    • Waldemir disse:

      Romulo
      Tenha vergonha de depender de sanduíche de mortadela e 30,00 de diária

    • Bil berg disse:

      Não precisa ser inteligente, pra perceber que esse Rômulo tá sofrido, com certeza, perdeu a boquinha. E vou dizer viu? Vai demorar arrumar outra, do jeito que vai, PT nunca mais.
      Me livre desses desonestos, amem!!

VÍDEO: PM à paisana flagra assalto na BA, apreende menor, casal entra em discussão na ocorrência e reclama de agressões; associação defende ação policial

Foto: Reprodução/ G1. ASSISTA AQUI

Um vídeo divulgado nessa quarta-feira (28) mostra um policial militar, com arma na mão, em Itabuna, no sul da Bahia, durante uma ocorrência em que se despôs a neutralizar uma ação criminosa . O caso ocorreu na noite de terça-feira (27), no bairro Conceição.

O portal G1 noticia, conforme a mulher envolvida no caso, que ela e o marido foram comprar pão em uma padaria da região, quando um menor saiu correndo do local após roubar biscoitos.

Ainda segundo a mulher, o homem identificado como policial começou a agredir o suspeito, quando o marido dela tentou intervir para amenizar a situação. A confusão entre eles teria começado neste momento.

No vídeo, que tem pouco mais de um minuto e meio, o policial aparece com arma na mão e chega a questionar se a mulher divulgaria as imagens, após perceber que ela estava gravando. Ela responde que sim.

“Eu vou divulgar. Eu vou divulgar, porque você não tinha o direito de usar essa arma”, fala a mulher no vídeo.

Durante a confusão o PM dá um soco no marido da mulher. Ela, no entanto, pede para que o companheiro não revide. “Você não é igual a ele”, diz.

Em grande parte do vídeo, o policial justifica supostas agressões, dizendo que o menino tinha roubado o mercado.

Já no final das imagens, durante a confusão, o homem dá um tapa e derruba o celular da mulher. Ela então questiona: “Você vai me bater mesmo?”.

O advogado Rodrigo Rocha, que presta serviços à Associação de Policiais e Bombeiros e de seus Familiares do Estado da Bahia (Aspra), defende o PM neste caso. Segundo ele, o policial estava perto do supermercado quando foi informado de que um suspeito tinha roubado o estabelecimento.

Ainda segundo o advogado, o PM então foi até o local, conseguiu localizar o suspeito e o imobilizou para chamar a viatura, momento no qual o casal interferiu na ação policial. Na confusão, o garoto, que não teve a idade revelada, acabou fugindo. A Aspra ainda divulgou uma nota de repúdio contra ação do casal. [Confira nota na íntegra ao fim da reportagem]

Conforme André Aragão, coordenador de polícia da cidade, vai ser lavrado o procedimento para apurar o caso. Ele disse também que está providenciando provas.

Já o Tenente Coronel Daniel Riccio, da Polícia Militar em Itabuna, disse que o PM vai ser intimado para apresentar depoimento e que ainda é muito cedo para afastar o agente ou tomar qualquer outra decisão nesse sentido.

Nota da Aspra

A ASPRA BAHIA REGIONAL DE ITABUNA vem por meio desta repudiar a atitude de um casal que na noite de ontem por imprudente tentou intervir e atrapalhar uma ação legítima de um policial à paisana.

O fato aconteceu num supermercado no Bairro Conceição. O Policial, que é conhecido do proprietário, estava passando nas imediações e foi avisado que um homem já conhecido por crimes no comércio estava furtando o local. Ato continuo o Policial conteve o criminoso e cuidou de imobiliza-lo para acionar o 190.

De forma temerária, imperita e imprudente, um casal passa então a tentar intervir na ocorrência, filmam o Policial, colocam a própria vida e a vida de terceiros em risco, inicia-se então um entrevero.

A atuação do Policial em conter o meliante foi dentro da técnica e encontra-se respaldada por ter agido no estrito cumprimento do dever, bem como em legítima defesa de terceiros.

A ASPRA BAHIA repudia o comportamento do casal que colocou as próprias vidas e vidas de terceiros em perigo.

Com informações do G1

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. frank disse:

    eu só queria ver se esse casal fosse as vítimas do bandido , se eles estariam com essa compaixão toda , só era o que faltava, o cidadão de bem não poder encostar um dedo em um bandido safado.

  2. Gilvan disse:

    Eu pensei que era pegadinha, quer dizer que o casal foi defender o bandido? o Brasil não é para amadores!

    Não desejo, mais se um dia esse casal for assaltado, para quem eles vão ligar? pro Lula?

São João de Natal entra na semana de grandes shows e Arraiá na Zona Norte

Foto: Divulgação

A partir desta quarta-feira (12), Natal entra na rota dos principais destinos de São João do País. Grandes nomes da música brasileira se apresentam até domingo, de forma gratuita, em mega-estrutura montada na área externa da Arena das Dunas, enquanto na Zona Norte acontece a tradicional Festival de Quadrilhas.

A Prefeitura do Natal promove em 2019 o maior São João da história da capital do Rio Grande do Norte. A programação musical e cultural é diversificada em palcos, arenas e arraiás de rua, Festival Gastronômico, Festival de quadrilhas Juninas e Festival de Música, contemplando todos os ritmos da cultura brasileira de raiz representados por artistas nacionais e regionais.

SHOWS NA ARENA DAS DUNAS

No palco principal da área externa da Arena das Dunas, as atrações programadas pela Prefeitura de Natal tem início nesta quarta (12) com shows de Zé Hilton do Acordeon, Genival Lacerda e Xand Avião. No dia 13 (quinta), as atrações sãoRodolfo Lopes, Pedro e Erick e Zezé de Camargo e Luciano. No dia 14 (sexta), sobem ao palco do São João de Natal os veteranos César Menotti e Fabiano, Alexandre Moreira e Banda, Forró Meirão e Luizinho Calixto. No dia 15 (sábado) quem sobe ao palco é a dupla Simone e Simaria, além dos lendários Roberto do Acordeon e Joquinha Gonzaga. Já oCavaleiros do Forró, Banda Saia Rodada e Banda Rojão embalam os forrozeiros no domingo dia 16.

FESTIVAL GASTRONÔMICO NA ARENA DAS DUNAS

O São João de Natal, realizado na área externa da Arena das Dunas, vai de 12 a 24 de junho, com múltiplas ações culturais. Começa com a realização do Festival Junino de Natal (12 a 24) e Mostra Cultural de Natal (17 a 24) com o autêntico forró e comidas típicas, e o Festival de Quadrilhas Juninas no pavilhão da Arena (18 a 24/6).

A programação do Coreto do Festival Gastronômico de Natal será uma ode ao forró clássico pé de serra. Na terça-feira 17 se apresentam trios de forró. Na quarta 18/6, bandas Fuxico de Feira e o festival “Faz Mais Elino – 2º Concurso de Marchinhas Juninas”. A noite encerra com a homenagem a Elino Julião na voz de Galvão Filho e show de Carlos Zens. No dia 19/6, a atrações do coreto são Forró Na Manha, Luizinho Nobre. No dia 20/6, Messias Paraguai sobe ao palco e terá como convidado o cantor Carlos Alexandre Jr. A noite encerra com banda Cebola Ralada. Na sexta-feira 21/6, se apresentam o Quarteto Linha no Forró e Gisele Alves. No sábado (22), tem Leão Neto e Jaina Elne. E no domingo é a vez do São João das Crianças, a partir das 17h, com shows de Nara Costa, Forró Estribado. E segunda-feira, véspera de São João, tem Trio Trancelim e cantora Mônica Jucá em forró das antigas.

FESTIVAL DE QUADRILHAS NA ZONA NORTE

O XXXI Festival de Quadrilhas Juninas de Natal e o festival de música Forraço, dois grandes eventos da cultura nordestina, aportam de 13 a 16 na Área externa do Ginásio Nélio Dias, zona Norte da capital. Além das apresentações das grandes quadrilhas, o espaço receberá atrações musicais que valorizam a música nordestina de raiz, como a Orquestra Sanfônica do Museu do Vaqueiro e o forrozeiro Kanelinha (14/6). Além de Banda Detroit (17) e Papel Gomes e Crys Holanda (18). A Prefeitura do Natal oferece também toda a infra-estrutura para a realização dos eventos, logística, esquema de segurança particular, trânsito, comunicação, limpeza urbana e serviços.

PROGRAMAÇÃO SÃO JOÃO DE NATAL 2019

(mais…)

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Curioso disse:

    Em tempos de crise, o homi de Caicó quer festa! Sensatez da porra!

  2. cigano disse:

    pão e circo

Campanha de vacinação contra gripe entra na última semana

Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

Essa é a última semana de vacinação contra a gripe nos postos de saúde de todo o Brasil. A campanha encerra na sexta-feira (31). A imunização é para grupos prioritários e integrante de forças de segurança e de salvamento.

A campanha começou no dia 10 de abril e o último balanço do Ministério da Saúde mostra que até o dia 21 de maio 63% do público-alvo havia se vacinado.

Devem receber a dose crianças com idade entre 6 meses e menores de 6 anos; grávidas em qualquer período gestacional; puérperas (até 45 dias após o parto); trabalhadores da saúde; povos indígenas; idosos; professores de escolas públicas e privadas; pessoas com comorbidades e outras condições clínicas especiais; adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas; funcionários do sistema prisional e pessoas privadas de liberdade.

Profissionais das forças de segurança e salvamento também passaram a fazer parte do público-alvo da campanha neste ano. Por meio de nota, o ministério informou que o grupo inclui policiais civis, militares, bombeiros e membros ativos das Forças Armadas, totalizando cerca de 900 mil pessoas.

A vacina

O Ministério da Saúde informou, em nota, que, em relação ao ano passado, houve alteração de duas cepas na vacina. Em função da mudança na composição, a pasta considera “imprescindível” que os grupos selecionados recebam a nova dose este ano ainda que já tenham sido imunizados anteriormente.

Agência Brasil

Novo Código de Ética Médica entra em vigor nesta terça; confira as principais diretrizes

Foto: Elza Fiúza/Agência Brasil

O Novo Código de Ética Médica entra em vigor nesta terça-feira (30 de abril) em todo o país. O documento, composto por 26 princípios listados como fundamentais para o exercício da medicina, prevê pontos como respeito à autonomia do paciente, inclusive aqueles em fase terminal; preservação do sigilo profissional; direito de exercer a profissão de acordo com a consciência; e possibilidade de recusa de atender em locais com condições precárias.

“Trata-se da versão atualizada de um conjunto de princípios que estabelece os limites, os compromissos e os direitos assumidos pelos médicos no exercício da profissão”, explicou o Conselho Federal de Medicina (CFM).

Confira, abaixo, as principais diretrizes que compõem o novo código.

Novidades

Entre as novidades do novo código de ética está o respeito ao médico com deficiência ou doença crônica, assegurando ao profissional o direito de exercer as atividades nos limites de sua capacidade e sem colocar em risco a vida e a saúde de seus pacientes.

Telemedicina

O uso de mídias sociais pelos médicos será regulado por meio de resoluções específicas, o que valerá também para a oferta de serviços médicos a distância mediados por tecnologia. O novo código, portanto, transfere a regulação da chamada telemedicina para resoluções avulsas, passíveis de frequentes atualizações.

Pesquisas

No âmbito das pesquisas em medicina, o novo código prevê a criação de normas de proteção de participantes considerados vulneráveis, como menores de idade e pessoas com deficiência física ou intelectual. Quando houver situação de diminuição da capacidade do paciente de discernir, além do consentimento de seu representante legal, será necessário seu assentimento livre e esclarecido na medida de sua compreensão.

Placebo

Ainda no âmbito das pesquisas, o novo código permite os chamados placebos [substância sem propriedades farmacológicas] de mascaramento, mantendo a vedação ao uso de placebo isolado – quando não é usada nenhuma medicação eficaz. De acordo com o texto, fica vedado ao médico manter vínculo de qualquer natureza com pesquisas médicas em seres humanos que usem placebo de maneira isolada em experimentos, quando houver método profilático ou terapêutico eficaz.

Prontuário

As novas regras também autorizam o médico, quando requisitado judicialmente, a encaminhar cópias do prontuário de pacientes sob sua guarda diretamente ao juízo requisitante. No código anterior, o documento só poderia ser disponibilizado a um perito médico nomeado pelo juiz em questão.

Autonomia

Entre as diretrizes mantidas estão a consideração à autonomia do paciente, a preservação do sigilo médico-paciente e a proteção contra conflitos de interesse na atividade médica, de pesquisa e docência. Fica vedado ao médico desrespeitar o direito do paciente ou de seu representante legal de decidir livremente sobre a execução de práticas diagnósticas ou terapêuticas, salvo em caso de risco iminente de morte.

Dignidade

Em caso de situação clínica irreversível e terminal, o novo código estabelece que o médico evite a realização de procedimentos diagnósticos e terapêuticos considerados desnecessários e propicie aos pacientes sob sua atenção todos os cuidados paliativos apropriados.

Ato Médico

O código assegura a proibição à cobrança de honorários de pacientes assistidos em instituições que se destinam à prestação de serviços públicos; e reforça a necessidade de o médico denunciar aos conselhos regionais instituições públicas ou privadas que não ofereçam condições adequadas para o exercício profissional.

Agência Brasil