Bandidos invadem residência em Graçandú e leva pai e filha de refém

A insegurança no litoral do Rio Grande do Norte segue fazendo vítimas. No domingo (5), uma casa de veraneio na praia de Graçandu, em Extremoz, foi assaltada por dois homens armados, que levaram os pertences de membros de uma família que estava no local. Na fuga, os criminosos ainda levaram um homem e a filha como reféns.

A ação dos bandidos seguiu o mesmo modus operandi de outros assaltos que ocorreram recentemente no litoral norte potiguar. Os criminosos aproveitam o momento de descontração das pessoas que estão na casa para realizar o assalto, levando telefones celulares, jóias, e todos os demais pertences que estiverem na casa. Durante a ação, todas as pessoas foram trancadas em um quarto, sem os celulares, enquanto os criminosos levaram o fruto do assalto.

Após recolherem todo o material, os bandidos obrigaram um homem a dirigir para os dois até o ponto onde encontrariam com comparsas. Junto com a vítima também foi levada a filha. Durante o percurso, apesar de não haver agressões, os criminosos ameaçaram as vítimas e prometeram matá-los caso não conseguissem escapar. Porém, quando chegaram a determinado ponto em Extremoz, os criminosos entraram em outro veículo que já esperava por eles e as vítimas foram liberadas.

A Polícia Militar tem poucas informações sobre os suspeitos e a quantidade exata de pertences roubados durante a ação não está confirmada. O caso será investigado pela Delegacia de Extremoz.

Fonte: Tribuna do Norte

PF prende 19,5 Kg de Cocaína com quadrilha em Graçandu, Pitangui e Muriú

Fotos: Divulgação / PF

A Polícia Federal prendeu em flagrante nesta segunda-feira, 12 de março, nas praias de Graçandu, Pitangui e Muriú, situadas no litoral Norte potiguar, cinco homens acusados de tráfico de drogas: um caminhoneiro, 56 anos e um publicitário, 36 anos, ambos paulistas; um motoboy, 23 anos e um torneiro mecânico, 35 anos, ambos natalenses e mais um pintor, paraense, de 36 anos. Com o bando foram apreendidos 19,5 quilos de cocaína que estavam camuflados na parte traseira de um veículo.

Há vários meses, policiais federais investigavam um grupo criminoso suspeito de tráfico interestadual de drogas e passaram a acompanhar tais pessoas em seus deslocamentos nesta capital. No final da manhã de ontem, a PF recebeu a informação de que um carregamento de droga estaria chegando a Natal. Três equipes se dividiram e passaram a acompanhar os passos dos acusados.

Por volta das 15h, numa casa de praia, em Graçandu, foi feita a abordagem de dois dos homens investigados que acabavam de chegar ao local conduzindo um Renault Clio. Ao ser realizada uma vistoria no automóvel, foram encontrados escondidos no banco traseiro,18 tabletes de cocaína que estavam envoltos em balões de látex. De imediato, os homens receberam voz de prisão.

Para disfarçar o cheiro da droga, as embalagens foram cobertas por uma fina camada de graxa e estavam protegidas por um dispositivo eletrônico, ligado por fios, o qual era acionado por uma bateria avulsa. Sem tal comando, o banco não reclinava e dava a impressão de ser fixo.

Simultaneamente, a poucos quilômetros dali, os outros policiais prenderam em Pitangui e Muriú, mais três envolvidos. Em seguida, todos foram encaminhados para autuação na sede da Superintendência da PF.

Além da cocaína, a Polícia Federal também apreendeu nas residências utilizadas pelos suspeitos: Aparelhos celulares, notebook, forno micro-ondas, computador, balança digital, recipientes diversos, projetor, câmera de vídeo, recibos de depósitos bancários, colete balístico, munição cal. 38, além de sete carros e uma moto aquática. Os presos foram enquadrados na Lei de entorpecentes e um deles, também, na Lei de porte ilegal de arma de fogo.

Dos cinco acusados, pelo menos quatro já possuem antecedentes criminais. Eles estão provisoriamente custodiados na PF e serão transferidos ainda nesta terça-feira para o sistema prisional do Estado, onde deverão permanecer à disposição da justiça. Somente em 2012, a Polícia Federal já apreendeu 30 quilos de substâncias entorpecentes no RN. A maior quantidade é de cocaína. Sete pessoas foram presas e uma menor apreendida.

Fonte: Portal BO