Saúde

Com terapia genética, cientistas restauram parcialmente a visão de homem cego

Foto: Peter Finch/Getty Images

Recentemente, uma equipe de cientistas conseguiu restaurar parcialmente a visão de um homem cego a partir de estimulação luminosa e da construção de proteínas que captam a luz em um de seus olhos. É a primeira vez em que a técnica, chamada de terapia optogenética, conseguiu alcançar a recuperação parcial funcional da visão.

O voluntário do estudo, publicado na última segunda (24) na revista Nature, é um homem de 58 anos que mora na França e ficou cego por conta de uma doença neurodegenerativa dos olhos, a retinite pigmentosa. Esta é uma doença que afeta os fotorreceptores, células responsáveis por captar a luz que chega aos nossos olhos. A perda delas pode levar à cegueira completa.

Quando as células fotorreceptoras captam a luz, elas enviam sinais elétricos para as células ganglionares, que identificam movimento e outros aspectos importantes. Estas, por sua vez, também enviam sinais ao nervo óptico, que leva todas as informações obtidas ao cérebro.

Para consertar a ausência de fotorreceptores causada por doenças, José-Alain Sahel, autor principal do estudo, e outros cientistas têm utilizado a terapia optogenética para transformar células ganglionares, que normalmente não captam luz, em fotorreceptoras.

No estudo, os pesquisadores injetaram um vírus em um olho do voluntário. O vírus portava genes com as informações necessárias para fabricar proteínas sensíveis à luz âmbar – mais adequada ao delicado tecido da retina – nas células ganglionares. Eles também criaram um óculos de proteção capaz de transformar as informações visuais do mundo externo em luz âmbar, para que as células ganglionares pudessem identificá-las. Após receber a injeção, o voluntário treinou junto aos cientistas para usar o óculos e, assim, usou-o por sete meses.

O paciente relatou sinais de melhora em sua visão; os pesquisadores, então, realizaram mais uma sequência de treinamentos e testes. Em um primeiro momento, o voluntário tinha que perceber, localizar e tocar um livro e uma caixa de grampos. Ele teve sucesso com o objeto maior, encontrando-o em 92% das tentativas. Já a pequena caixa foi um teste mais desafiador: ela foi encontrada em 36% das vezes.

O voluntário realizou ainda outros exercícios, como contar quantos copos havia em uma mesa – em 63% das tentativas, ele conseguiu. Além disso, ele precisou indicar se um copo estava ou não em uma mesa enquanto o objeto era alternadamente colocado e retirado de lá. Nos testes, sua atividade cerebral era registrada a partir de um capacete de eletrodos.

Depois dos resultados positivos, os pesquisadores querem continuar a estudar a terapia optogenética. A ideia é que, a partir do desenvolvimento de mais pesquisas e testes, a técnica possa oferecer tratamentos eficazes para a cegueira.

Mas calma: é algo que vai demorar a ser oferecido. Por ora, os pesquisadores estão recorrendo a outros voluntários para treiná-los, testar doses mais altas do vírus e atualizar os óculos de proteção. “Esses resultados não são um ponto final para os anos de estudo, mas constituem um marco importante” afirmou Sahel ao New York Times.

Super Interessante

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trânsito

Pista do viaduto de Igapó é parcialmente interditada para manutenção entre esta segunda e quinta, informa Dnit

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes no Estado do Rio Grande do Norte (Dnit) informa que a pista de rolamento do Viaduto de Igapó, na Zona Norte de Natal, será parcialmente interditada a partir desta segunda-feira (21).

Segundo o (Dnit), a interdição acontece das 20h às 6h até a próxima quinta-feira (24) para que sejam realizados serviços de manutenção preventiva.

O Dnit alerta que o tráfego de veículos no trecho em obras deverá operar em sentido único.

A previsão é de que os serviços ocorram de acordo com o cronograma abaixo:

Dia 21/09/2020: faixa de rolamento direita, sentido Ceará-Mirim/ Natal;

Dia 22/09/2020: faixa de rolamento esquerda, sentido Ceará-Mirim/Natal;

Dia 23/09/2020: faixa de rolamento direita, sentido Natal/Ceará-Mirim; e

Dia 24/09/2020: faixa de rolamento esquerda, sentido Natal/Ceará-Mirim.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Bolsonaro sanciona parcialmente lei que cria a Nova Embratur

Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Está publicada na edição desta segunda-feira (25) do Diário Oficial da União a sanção parcial da lei que cria a nova Embratur. Ao todo, cinco pontos do texto aprovado por deputados e senadores foram vetados, entre eles incentivos fiscais voltados para o setor do turismo. Em sessão conjunta do Congresso Nacional, que ainda não tem data marcada, os parlamentares podem acatar ou derrubar os vetos.

No veto, o presidente Jair Bolsonaro excluiu, por exemplo, o trecho que zerava, a partir de 2021, o Imposto de Renda (IR) devido por empresas aéreas por causa de contratos de leasing de aeronaves e motores. A justificativa é que o Congresso não indicou estimativa de impacto ou fontes de compensação dessas perdas. Também ficou fora da norma o artigo que garantia a redução para 6%, até 2024, do IR sobre valores remetidos ao exterior para gastos pessoais de brasileiros em viagens internacionais.

Entre os trechos vetados por Bolsonaro está ainda o que transfere recursos do Fundo Nacional da Aviação Civil ao Fundo Geral de Turismo. O governo argumenta que a medida geraria impacto econômico negativo para o mercado de transporte aéreo.

Também foi vetado o trecho que colocaria deputados de comissões da Câmara no conselho deliberativo da Embratur. Para o governo, a medida inclui membros no conselho sem correlação com os períodos de mandato dos parlamentares, dando a eles atribuições próprias do Poder Executivo.

A Lei 14.002, de 2020, transforma o Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur) em uma agência com status de serviço social autônomo, a Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo. O texto teve origem na Medida Provisória 907/2019, aprovada pelo Congresso. De acordo com a norma sancionada, a nova Embratur tem a missão de planejar, formular e implementar serviços turísticos.

Agência Brasil

Opinião dos leitores

  1. Tem que criar cargos para acomodar o CENTRÃO pra poder se manter. OLHA A NOVA POLÍTICA AÍ GENTE!
    KKKKK.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *