Balançar a mão pode substituir as senhas no futuro

Depois de algumas urnas eletrônicas utilizarem a impressão digital, a conhecida biometria , a Intel desenvolve sistema que reconhece características da palma da mão do usuário. Cada vez nosso corpo utilizado em sistemas digitais, em Caruaru o reconhecimento facial será testado em 130 ônibus da cidade em substituição ao cartão eletrônico de passagens.

Lembrar diversas senhas para serviços diferentes é difícil e a Intel acredita que pode facilitar a vida dos usuários com um novo sistema que reconhece um movimento da mão.

Pesquisadores da fabricante criaram um sistema com um software e um sensor biométrico que reconhece características da palma da mão do usuário, de acordo com a Reuters.

“Usamos muitas senhas diferentes em diferentes sites”, explicou o diretor de pesquisas de segurança da Intel, Sridhar Iyengar. “Tem como acabar com isso, e biometria é uma opção”, continuou.

A tecnologia foi desenvolvida para tablets e notebooks e, ao balançar a mão perto da tela sem precisar tocá-la, o dispositivo consegue reconhecer usuário e comunicar a bancos e outros serviços que é ele quem está do outro lado.

O sistema ainda está em fase de protótipo e a Intel não tem previsão de quando estará disponível para uso comercial.

 

Com informações do Olhar Digital