Turismo

Com avanço rápido da vacinação, operadoras, hotéis e cias. aéreas se preparam para retomada do turismo; pesquisa revela que brasileiro não vê a hora de viajar

Fotos: Shutterstock

Colocar o pé na areia. Mergulhar no mar. Respirar o ar fresco das montanhas. Jantar em bons restaurantes. Visitar museus, parques e monumentos. Explorar ruas e bairros inteiros. Flanar por aí. Quem, nos últimos meses, não sonhou em fazer ao menos uma das atividades listadas acima? Com o avanço da vacinação — espera-se que a velocidade da imunização seja a maior possível — um dos desejos mais poderosos da alma humana poderá enfim ser realizado: viajar. Poucos anseios são tão prementes, e certamente nenhum foi tão prejudicado durante a pandemia. No Brasil, o turismo perdeu 55,6 bilhões de reais com a crise do novo coronavírus. Nos Estados Unidos, o maior mercado do mundo, o setor viu sumirem aproximadamente 500 bilhões de dólares. A boa notícia é que as pessoas estão sedentas para cair na estrada, ou pegar o avião, se for o caso. O brasileiro não vê a hora de fazer turismo, e o impulso é tão forte que o setor poderá ter uma retomada tão rápida quanto foi a súbita queda. Como não poderia deixar de ser, as empresas estão atentas ao movimento. Agências, operadoras, companhias aéreas e hotéis já agem para atender à demanda que virá dos futuros visitantes.

A força do turismo pode ser comprovada por números. Há alguns dias, um estudo realizado pelo Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (Ipespe) identificou os objetivos dos brasileiros para o pós-pandemia. O principal desejo das pessoas é viajar (veja o quadro acima), mais do que comprar casa ou trocar de carro. Trata-se de um resultado marcante. Antes de procurar um imóvel melhor, ou adquirir a residência própria, o brasileiro pretende aproveitar a vida em lugares diferentes. Outro levantamento, dessa vez feito pelo IBM Institute for Business Value, consultou 15 000 adultos em diversos países, inclusive no Brasil. O resultado é similar: voltar a viajar é mesmo o principal desejo dos consumidores, e muitos deles afirmaram que pretendem fazer isso mesmo sem vacina — o que não é recomendável, ressalte-se.

As empresas querem acelerar o processo e definiram inúmeras estratégias para atrair os turistas. Uma das maiores agências do Brasil, a Agaxtur lançou recentemente a linha de viagens 55 Plus, destinada a pessoas acima dos 55 anos, que estão na frente para receber a vacina. De acordo com o CEO da marca, Aldo Leone, elas já podem começar a comprar passagens para daqui a um ou dois meses, quando estarão totalmente imunizadas. A concorrente CVC criou um programa de fidelidade que deverá oferecer diversos tipos de benefícios a seus usuários, como descontos na compra de passagens ou pacotes. Além disso, expandiu seu portfólio no Caribe, firmando novas parceiras com hotéis e resorts. A empresa também quer fisgar públicos específicos. No fim de 2021, realizará um cruzeiro para pessoas LGBTQ+. Além das paradas em diversos pontos turísticos, a CVC promoverá um festival de música.

Ninguém quer perder a oportunidade que certamente virá com a retomada do setor. O Club Med, uma das redes de hotéis mais tradicionais do Brasil, anunciou o lançamento de um resort no Canadá ainda em 2021 e a companhia Azul informou que tem planos para operar destinos inéditos a partir do segundo semestre, como São Gabriel da Cachoeira (AM) e Ponta Porã (MS), roteiros que combinam negócios com natureza.

Os especialistas afirmam que haverá dois momentos distintos na retomada. De acordo com a Associação Brasileira de Agências de Viagens (Abav), o mercado doméstico deverá ganhar ímpeto a partir do meio do ano, com reabertura completa das atrações e destinos nacionais. Em julho, por exemplo, a Azul prevê retomar 85% de sua malha. Já os roteiros internacionais tendem a receber maior volume de brasileiros apenas no último trimestre do ano, quando, espera-se, boa parte do mundo estará imunizada — incluindo, claro, os próprios brasileiros. “Para as viagens ao exterior, acreditamos que a recuperação será mais gradual, seguindo as restrições em cada país de destino”, afirma Marcelo Bento Ribeiro, diretor de relações institucionais da Azul.

O mercado doméstico é prioritário — e as empresas não querem perder um minuto sequer para aquecê-lo. O Transamerica Comandatuba, na Bahia, passou a oferecer a opção de voos fretados, em que o turista despacha a mala em sua cidade natal e a pega de volta no próprio quarto do hotel. Também na Bahia, o Tivoli Ecoresort, na Praia do Forte, criou um pacote com descontos que inclui jantares à luz de velas e massagens relaxantes. Para aproveitar o extenso litoral brasileiro, a MSC Cruzeiros lançou um plano de viagens que consiste em um segundo hóspede grátis, para viagens entre novembro de 2021 e abril de 2022. Segundo a empresa, são cinco opções de portos de embarque: Santos, Rio de Janeiro, Itajaí, Salvador e Maceió.

Não há dúvida que o turismo voltará, mas é preciso insistir em um ponto: a velocidade da retomada depende de uma questão essencial, a vacinação em massa. Nos Estados Unidos, onde são imunizados, em média, 3 milhões de indivíduos todos os dias, o setor vive uma recuperação sem precedentes. O Hopper, aplicativo utilizado para reservar viagens, observou um crescimento explosivo de quase 75% nas buscas por voos para agosto desde o fim de fevereiro. O site de viagens Kayak também percebeu que o interesse e a demanda aumentaram consideravelmente, com as pesquisas por destinos crescendo até 27% por semana desde o início do ano.

No mundo atual (ou pré-pandemia), o turismo tornou-se essencial para a economia da maioria dos países, e no Brasil não seria diferente. Estima-se que o setor responda por 8% do PIB nacional e gere renda para 10 milhões de brasileiros. Sob qualquer ângulo, é um dos ramos de negócios mais importantes. Por isso mesmo, a recuperação tem sido tão aguardada. Quando a pandemia passar, milhões de pessoas poderão sair de casa e, enfim, realizar o sonho de visitar uma cidade desconhecida. É só ter paciência, porque esse dia está cada vez mais próximo.

Veja

 

Opinião dos leitores

  1. Noticia como essa deve incomodar demais os “coronalovers”, aqueles que torcem pelo pior, que usam a desgraça alheia para politicagem, tentando com isso prejudicar o governo Bolsonaro. Mas, o Brasil está se saindo bem, nosso presidente preocupa-se com o povo e age corretamente. Para desespero da esquerdalha “lacradora”.

    1. Concordo plenamente, nosso pais tem que fazer uma limpa nesses tipos de políticos podres e à maioria corruptos nas eleições de 2022. basta o presente não permite mais isso, nem na pandemia não pararam de fazer maracutaia

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Parnamirim segue com aplicações de vacinas contra a covid; veja cronograma de imunização

FOTO: ASCOM

Com a chegada de um novo lote de vacinas neste sábado (24), com um total de 3.960 doses, sendo 1.260 Coronavac e 2.700 Oxford/AstraZeneca, a Prefeitura de Parnamirim segue com o Plano Municipal de Imunização. Nesta segunda (26) e terça-feira (27) a vacinação continua com a aplicação da primeira dose desta nova faixa etária e a aplicação da segunda dose da vacina de Oxford/AstraZeneca para aqueles que tomaram a primeira dose durante os meses de janeiro e fevereiro.

Também nessas mesmas datas haverá a aplicação da segunda dose da Coronavac para quem tomou a primeira dose há exatos 28 dias.

Confira o cronograma:

Primeira dose para os idosos a partir de 60 anos – Vacina Oxford AstraZeneca

• Associação de Moradores da Cohabinal.

Horário: das 8h às 14h.

• Nordestão da Avenida Maria Lacerda.

Horário: das 8h às 14h.

• Parque Aristófanes Fernandes

Horário: das 8h às 14h.

• Unidades Básicas de Saúde (exceto as UBS Coophab e UBS Passagem de Areia II).

Confira o horário de atendimento da sua UBS

2ª dose da CoronaVac e da Oxford/AstraZeneca

Será aplicada a 2ª dose de quem tomou a vacina de Oxford/AstraZeneca durante os meses de janeiro e fevereiro.

Será aplicada a 2ª dose de quem tomou a vacina CoronaVac há exatos 28 dias.

• Associação de Moradores da Cohabinal.

Horário: das 8h às 14h.

• Nordestão da Avenida Maria Lacerda.

Horário: das 8h às 14h.

• Parque Aristófanes Fernandes

Horário: das 8h às 14h.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Clima

Mapa de Seca registra avanço do fenômeno no RN

FOTO: EMPARN/ASSECOM

Devido aos baixos índices pluviométricos registrados no primeiro trimestre de 2021 no RN, o Monitor de Seca do mês de março, registrou o avanço da seca moderada no nordeste do RN e o agravamento da seca no sul passando de moderada para grave, como Cerro Corá e Currais Novos.

Com relação aos impactos, o monitor indica que permanecem de curto e longo em parte do Seridó e Borborema e de curto prazo nas demais áreas. Em termos percentuais, 12,56% do estado está sendo afetado por seca fraca, 72,92% por seca moderada e 14,52% por seca grave.

O mapa do monitor de secas foi divulgado na semana passada pela Agência Nacional de A´guas e Saneamento Ba´sico (ANA) e no RN conta com a contribuição da EMPARN (monitoramento pluviomêtrico), Secretaria de Meio Ambiente e Recursos hídricos do Rio Grande do Norte e Instituto de Gestão das Águas do Estado do Rio Grande do Norte, (monitoramento da situação volumétrica dos reservatórios).

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Setor de serviços avança 0,6% em janeiro, após estabilidade no fim do ano no país

Foto: Edilson Dantas / Agência O Globo

Considerado o motor da economia, o setor de serviços começa este ano com alta de 0,6% em janeiro, na comparação com dezembro, segundo dados divulgados hoje pelo IBGE. O resultado mostra uma leve recuperação após a estabilidade registrada em dezembro.

Em 12 meses, porém, o setor acumula queda de 8,3%, a mais intensa perda neste período de comparação desde que a série histórica do IBGE foi iniciada, em dezembro de 2012. É o único setor econômico que não recuperou as perdas da pandemia.

O resultado de janeiro veio acima da expectativa de analistas ouvidos pela Reuters, que previam crescimento de 0,2%.

O setor de transportes (3,1%) foi o que puxou a alta, com o avanço nas viagens de ônibus e avião em janeiro, mês de férias e quando as medidas de isolamento social estavam menos rígidas do que agora.

O IBGE ressalta, no entanto, que embora o turismo tenha registrado expansão no primeiro mês do ano, ainda precisa crescer 42,1% para retornar ao nível pré-pandemia.

O gerente da pesquisa, Rodrigo Lobo, acrescenta que, além dos viajantes, este aumento pode ter vindo do deslocamento de pessoas que voltaram a trabalhar ou estão procurando emprego. A crise do mercado de trabalho, que já estava crítica, com 13,4 milhões de desempregados em dezembro, foi agravada com o fim do auxílio emergencial em janeiro, levando mais pessoas a buscarem uma vaga.

Lobo destaca ainda que o resultado também foi influenciado pelo transporte de cargas, essencial para o setor do comércio e da indústria.

Avanço em apenas dois segmentos

Dos cinco segmentos pesquisados, apenas transportes e serviços profissionais, administrativos e complementares tiveram avanço. Este último cresceu 3,4%. Segundo Lobo, os serviços mais demandados foram os técnico-profissionais, como de engenharia, especialmnete voltados para a exploração de petróleo.

As áreas de serviços e de comércio foram as mais devastadas pela pandemia e apresentam maior lentidão na recuperação. Em 2020, serviços — que responde por 70% do PIB — fechou o ano com um tombo recorde de 7,8% na comparação com 2019.

Em março e abril, o setor de serviços teve o seu pior momento, com o fechamento dos estabelecimentos, mas começou a reagir gradualmente à medida em que a flexibilização ampliava. No fim do ano, porém, encolheu diante do recrudescimento da pandemia, proximidade do fim do auxílio emergencial — o beneficio deixou de ser pago a partir de janeiro — e fragilidade do mercado de trabalho.

Perda de 1 milhão de empregos

A expectativa é que o ritmo lento de avanço seja mantido no primeiro trimestre, especialmente após os decretos de restrição de funcionamento entre fevereiro e março e com a lentidão da campanha de vacinação, já que o setor depende muito de contato entre as pessoas.

Dentre as categorias mais afetadas do setor, estão a de serviços prestados às famílias, que inclui restaurantes e hotelaria. Segundo a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), mais de 300 mil estabelecimentos fecharam as portas, levando à perda de um milhão de empregos na pandemia.

Em janeiro, o segmento de serviços prestados às famílias apresentou queda de 1,5%. A maior retração entre os cinco segmentos acompanhados pela pesquisa foi em outros serviços (-9,2%), que inclui corretoras e outras instituições financeira.

Na semana passada, o IBGE divulgou o índice da produção industrial brasileira, que perdeu fôlego e avançou 0,4% em janeiro, na comparação com dezembro. Na próxima sexta-feira, dia 12, será a vez de conhecer o desempenho do varejo, na Pesquisa Mensal do Comércio.

O Globo

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Apesar de avanço nas vacinas, OMS diz que não é hora de relaxar no combate ao coronavírus

Foto: Reprodução/TV Globo

O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, disse nesta segunda-feira (16) que não é hora de relaxar no combate ao coronavírus, apesar das boas notícias sobre o avanço das vacinas.

Tedros alertou que os casos continuam a subir, principalmente nas Américas e na Europa. “Neste momento, estamos extremamente preocupados com a disparada de casos de Covid-19 em alguns países, particularmente na Europa e nas Américas”, disse.

Mais de 54,5 milhões de pessoas foram infectadas pelo coronavírus em todo o mundo, e 1,3 milhão já morreram, segundo levantamento da Universidade Johns Hopkins.

Resultados positivos

Nesta segunda (16), a farmacêutica norte-americana Moderna anunciou que sua candidata a vacina, a mRNA-1273, é 94,5% eficaz na prevenção à doença.

Outras vacinas candidatas também apresentaram dados preliminares de eficácia na última semana: Pfizer/BioNTech e Instituto Gamaleya.

Entretanto, nenhuma análise foi publicada em revista científica ainda.

No dia 9 de novembro, as farmacêuticas Pfizer e BioNTech anunciaram que sua candidata a vacina, a BNT162b2, que está sendo testada no Brasil, é mais de 90% eficaz na prevenção à doença.

No dia 11 de novembro, a Rússia disse que a vacina Sputnik V, desenvolvida pelo Instituto Gamaleya, é 92% eficaz, segundo dados preliminares de estudos de fase 3 conduzidos no país.

A cientista-chefe da Organização Mundial da Saúde (OMS), Soumya Swaminathan, explicou que as análises são interessantes e animadoras, mas ainda é preciso esperar os resultados finais. “Tivemos resultados parciais, precisamos esperar os resultados finais. Esperamos que os ensaios continuem e estamos ansiosos com os resultados das outras vacinas em teste”.

G1

Opinião dos leitores

  1. Esse camarada já está virando "Tedros Pómonha" o caba não tem mais moral prá nada ninguém acredita nele ou dá moral "raite"

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Com avanço da pandemia, pedidos de seguro-desemprego saltam 53% em maio, recorde para o mês

Foto: Márcia Foletto / Agência O Globo

A crise no mercado formal de trabalho agravada pela pandemia do novo coronavírus empurrou quase um milhão de brasileiros para o seguro-desemprego em maio, maior patamar para o mês da série histórica, iniciada em 2000. Foram 960.258 pedidos.

Segundo o Ministério da Economia, o número de solicitações subiu 53% no mês passado em relação ao mesmo período de 2019, quando foram registrados 627.779 requerimentos. Na comparação com abril, a alta foi de 28,3%.

No acumulado de março a maio, quando as medidas de isolamento social entraram em vigor em vários estados, foram contabilizados 2,2 milhões de pedidos.

Se considerado o ano todo, ou seja, de janeiro a maio, o número sobe para 3,297 milhões, alta de 12,4% em comparação com o o mesmo período do ano passado (2,933 milhões).

Em maio, os três estados com maior número de requerimentos foram São Paulo (281.360), Minas Gerais (103.329) e Rio de Janeiro (82.584).

Serviços puxam alta de pedidos

O setor de serviços registrou a maior quantidade de pedidos de seguro-desemprego, respondendo por 42% do total. Em seguida, ficaram comércio, indústria, construção civil e agropecuária.

O governo já tinha divulgado os dados parciais do seguro-desemprego de maio, quando foram registrados 504.313 requerimentos até a primeira quinzena, o equivalente a um aumento de 76,2% em relação ao mesmo período de 2019.

O dado fechado de maio reflete o fechamento de vagas com carteira assinada em abril, quando foram eliminados 860.503 postos de trabalho. Considerando março e abril, o saldo de vagas é negativo em 1,1 milhão de empregos.

Em abril, o governo editou a medida provisória (MP) 936 que autoriza a suspensão do contrato de trabalho e redução de jornada e de salário, na tentativa de preservar os empregos.

A medida resultou na formalização de 9,2 milhões de acordos entre patrões e empregados. As empresas que aderem à MP se comprometem a manter o emprego de funcionários por igual período de redução de jornada ou suspensão de contrato.

Em contrapartida, a União ajuda a complementar o salário dos trabalhadores.

Caso demita o trabalhador no período de estabilidade, o empregador deve pagar uma indenização maior.

O Globo

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Medicamento antiviral remdesivir desacelera avanço da Covid-19 em macacos

Foto: Gilead Sciences via AP

O remédio antiviral da Gilead Sciences remdesivir preveniu doenças pulmonares em macacos infectados com o novo coronavírus, segundo um estudo publicado na revista médica Nature nesta terça-feira (9).

O remdesivir, que não é vendido comercialmente, foi liberado para uso emergencial em pacientes graves nos Estados Unidos, na Índia e na Coreia do Sul. Algumas nações europeias também estão utilizando o remédio em programas compassivos.

Os testes do medicamento em humanos estão em andamento, e dados iniciais mostraram que o remédio ajudou os pacientes a se recuperarem mais rapidamente da Covid-19, infecção respiratória causada pelo novo coronavírus.

No estudo, 12 macacos foram deliberadamente infectados com o vírus e metade deles recebeu tratamento precoce com remdesivir.

Os macacos que receberam remdesivir não mostraram sinais de doença respiratória e apresentaram reduzidos danos aos pulmões, de acordo com os autores do estudo.

G1

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Desemprego aumentou em todas as regiões do Brasil com avanço do coronavírus

Foto: iStock

O desemprego aumentou em todas as regiões do Brasil durante o primeiro trimestre de 2020, período que começou a sentir os efeitos da chegada do novo coronavírus ao país, segundo divulgou nesta sexta-feira (15) o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

A alta na taxa de desocupados foi sentida principalmente na região Nordeste, indo de 13,6% no último trimeste de 2019 a 15,6% nos três primeiros meses deste ano. A taxa também aumentou no Sudeste (11,4% a 12,4%), Norte (10,6% a 11,9%), Centro-Oeste (9,3% a 10,6%) e Sul (6,8% a 7,5%).

“Todas as regiões do país apresentaram crescimento significativo na comparação da taxa com o quarto trimestre”, disse Adriana Beringuy, analista do IBGE.

O primeiro caso conhecido d e Covid-19 no Brasil ocorreu em 25 de fevereiro. No mês seguinte, o país começou a sentir os efeitos econômicos do novo coronavírus, com decreto de quarentenas em estados e municípios por todo o Brasil, o que causou o fechamento de bares, restaurantes e comércio como forma de evitar avanço da pandemia. Até esta quinta (14), eram 13.993 mortos, com mais de 200 mil infectados pela doença.

A divulgação da Pnad Contínua (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua) apontou que 12 estados tiveram crescimento na taxa de desocupados. Nas outras 15 unidades da federação, a taxa de desocupação permaneceu estável na comparação com o último trimestre de 2019.

O Brasil terminou o primeiro trimestre deste ano com 1,218 milhão de pessoas a mais na fila do desemprego. Com o avanço no número de desempregados, a taxa de desocupação avançou para 12,2%.

A população desocupada foi de 11,632 milhões, no último trimestre de 2019, para 12,850 milhões nos três meses de 2020, segundo a Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios), do IBGE. A alta no período foi de 10,5%.

O primeiro caso conhecido de Covid-19 no Brasil ocorreu em 25 de fevereiro. No mês seguinte, o país começou a sentir os efeitos econômicos do novo coronavírus, com decreto de quarentenas em estados e municípios, o que causou o fechamento de bares, restaurantes e comércio como forma de evitar avanço da pandemia.

Desde então, as maiores altas no desemprego foram observadas no Maranhão, que subiu 3,9 pontos percentuais, no Alagoas, com 2,9 ponto percentual a mais que no trimestre anterior, e no Rio Grande do Norte, alta de 2,7 ponto percentual. As maiores taxas foram observadas na Bahia (18,7%), Amapá (17,2%), Alagoas e Roraima (16,5%),

Segundo o IBGE, o desemprego avançou em diversos segmentos da sociedade no trimestre encerrado em março de 2020. Entre as pessoas que se declararam pretas e pardas, a alta foi de 13,5% e 12,6%, no quarto trimestre, para, respectivamente, 15,2% e 14%. Já entre as brancas subiu de 8,7% para 9,8%. Entre as mulheres, a taxa de desocupação ficou em 14,5%, enquanto 10,4% dos homens estavam na mesma situação

Entre os jovens de 18 a 24 anos de idade, o desemprego passou de 23,8%, no último trimestre de 2019, para 27,1%, no trimestre encerrado em março. “A maior parte dos temporários dispensados no início do ano são jovens, o que faz com que a queda no nível de ocupação seja maior nesta faixa”, explica Adriana.

A pesquisa mostrou ainda aumento no tempo de procura por emprego dos brasileiros: 8,1 milhões procuravam um novo trabalho há até um ano. Outros 1,6 milhão buscavam uma ocupação há menos de dois anos, enquanto 3,1 milhões de pessoas tentam emprego há dois anos ou mais.

A Pnad Contínua com os resultados do trimestre em março foi feita pela primeira vez por telefone, com objetivo de proteger os trabalhadores. Estava, porém, com dificuldades de ouvir os brasileiro – a pesquisa não foi desenhada para ser feita por telefone. Assim, a taxa de resposta dos entrevistados foi de apenas 61,6%, bem menor do que os cerca de 88% do mês de dezembro.

O aumento no desemprego apontado pela pesquisa é reflexo de quedas nos indicadores econômicos do país em março, diretamente causadas pelo primeiro mês com medidas de isolamento social decretadas para conter o avanço do novo coronavírus.

O setor de serviços, responsável por 60% do PIB (Produto Interno Bruto), teve queda recorde no mês, de 6,9%. Já as vendas do comércio brasileiro caíram 2,5% em março. A produção industrial, afetada pela queda nas vendas, caiu 9,1%, no pior resultado desde a greve dos caminhoneiros de 2018.

Folha de São Paulo

 

Opinião dos leitores

  1. Acho que poderia ampliar essa matéria dizendo que desemprego aumentou em todos os países do mundo e avança no mundo e avança com Corona virus.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Governo determina fechamento de shoppings e academias na Grande SP para conter avanço do coronavírus

Governador João Doria anuncia novas medidas para conter o novo coronavírus em SP — Foto: Reprodução/Governo do Estado de São Paulo

O governador João Doria anunciou nesta quarta-feira (18) o fechamento de todos os shoppings centers da região metropolitana de São Paulo para deter a propagação do coronavírus. Os shoppings tem até a próxima segunda-feira (23) para fechar as portas. O fechamento deve durar até o dia 30 de abril. A medida não se aplica a shoppings do interior e do litoral, apenas da Grande São Paulo.

Academias de ginástica na Grande SP também devem ter as operações encerradas até o próximo domingo (22), disse o governador em entrevista coletiva. O governador destaca ainda que aglomerações em praias e clubes não são recomendadas e que idosos devem evitar sair de casa.

“Não é recomendável aglomerações. A nossa recomendação é: evitem aglomerações”, disse João Doria. “O bom senso e a prudência cabem a cada cidadão. São medidas estabelecidas, decididas e fundamentadas, baseadas em informações que chegam da área médica e sanitária.”

Em relação ao fechamento de shoppings e academias, a secretária de Desenvolvimento Econômico do estado destacou que a medida foi discutida com entidades do setor.

“Essa medida foi muito dialogada com o setor e foi entendido que a prioridade é o bem estar das pessoas. O mais importante é evitar aglomerações. O foco é termos o combate ao coronavírus. Foi um trabalho dialogado e planejado para que seja feito sem pânico e priorizando o bem estar da população e o bem estar dos profissionais que trabalham nestes espaços”, disse Patrícia Ellen, secretária de Desenvolvimento Econômico do estado.

Também devem estar fechadas, a partir da semana que vem, todas as escolas públicas de São Paulo. A suspensão gradual das aulas teve início na última segunda-feira (16). Escolas particulares também foram orientadas a fechar as portas.

Nesta terça-feira (17) foi anunciado ainda que as delegacias de polícia vão funcionar em regime especial. O atendimento ao público será mantido apenas para registro de crimes graves.

Linha de crédito

O Governo de SP anunciou ainda o lançamento de uma linha de crédito especial para empresas dos setores de turismo, economia criativa e comércio. O valor total do crédito já disponível para os empresários do estado é de R$ 500 milhões através do Banco do Povo Paulista.

“Hoje anunciamos mais R$ 375 milhões para conter os efeitos nocivos [do coronavírus] na economia de São Paulo. Com esta decisão, nos estamos alcançando R$ 500 milhões”, disse Doria.

Além disso, o governo determinou ainda que o fluxo de visitantes em unidades do Detran e Poupatempo seja limitado, para evitar aglomerações.

Outra medida anunciada nesta quarta-feira é fruto de uma parceria com empresas de telefone. Segundo o governador João Doria, 15 milhões de pessoas serão alvo de disparos de SMS gratuitos sobre condutas e procedimentos sugeridos para evitar a propagação do novo coronavírus.

G1

Opinião dos leitores

  1. O governo do RN poderia fechar nossas fronteiras, e parar tudo,isso talvez minimize e muito a contaminação, sofrimento e perdas de vidas humanas. Prejuízo financeiro já está evidente, portanto, encarar o problema de frente, e resguardar vidas

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

“Enquanto o presidente Bolsonaro consegue mercados e investimentos para o Brasil, aqui se perpetra um dos mais vis ataques à sua pessoa”, diz Mourão

Reprodução: Twitter

O presidente da república em exercício, general Hamilton Mourão, além de rebater as críticas da imprensa após a repercussão do presidente Jair Bolsonaro, que se encontra no exterior, em decorrência de sua live em redes sociais contra matéria da Rede Globo, também se dirigiu a internet para destacar avanços do governo e lamentar “ataque”.

“Enquanto o presidente Bolsonaro consegue mercados e investimentos para o Brasil, aqui se perpetra um dos mais vis ataques à sua pessoa, vindo de quem nunca defendeu a verdade, a honestidade e o interesse nacional. #Forçapresidente, sob sua liderança, o Brasil avança!”, encerrou.

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Avanço das dunas móveis na RN 305 – (Estrada de Pitangui): Prefeitura de Extremoz emite nota

PREFEITURA DE EXTREMOZ – NOTA

Em virtude do problema do avanço das dunas móveis na RN 305, (Estrada de Pitangui), a Prefeitura Municipal de Extremoz esclarece que mesmo sendo uma Rodovia Estadual, de responsabilidade do DER, órgão do Governo do Estado, a gestão Municipal tem feito grande esforço para resolver esse antigo problema, colocando tratores, caminhões, fiscais, defesa civil, chegando inclusive a iniciar o trabalho de contenção da Dunas Móveis trabalhando de modo preventivo.

Em meses anteriores houve êxito na remoção, contudo com o aumento dos ventos e com a falta de apoio por parte do DER, que parou de enviar as suas máquinas, restando apenas as do Município, a situação vem se agravando. Mesmo assim, a prefeitura vem colocando todo seu maquinário para remoção das areias que invadem a estrada num esforço por entender que os maiores prejudicados são os moradores.

O problema exige esforço conjunto com órgão competente que é o DER que precisa com urgência tomar uma atitude mais eficaz e assumir a responsabilidade no processo. E umas das medidas é fazer a contenção de dunas e trabalhar prioritariamente nesse caso, o que não tem ocorrido, especialmente nos últimos dias por parte do DER que precisa agir com eficiência e agilidade.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

AVANÇO: Cientistas conseguem remover vírus HIV das células de ratos

rato-de-laboratorioBiomédicos da Universidade Técnica de Dresden, na Alemanha, conseguiram curar vários ratos com HIV a partir de um novo método que utiliza uma enzima capaz de eliminar o vírus no DNA das células infectadas. Segundo o estudo, a iniciativa alcançou resultado positivo em mais de 90% dos casos. O passo seguinte é realizar testes em seres humanos, informa a publicação cientifica “The Local”.

Segundo o chefe da seção de estratégia antiviral do “Heinrich Pette Institute”, órgão parceiro na elaboração do trabalho, existem várias abordagens que trabalham com esse objetivo, mas a única que conseguiu a remoção total do vírus foi esta.

A técnica consiste na aplicação de uma enzima nas células-tronco retiradas após uma amostra de sangue ser colhida. Ela é responsável pela alteração do DNA. Assim, as células autoimunes geneticamente modificadas podem se reproduzir e eliminar o vírus nas células infectadas.

A equipe de Dresden conseguiu criar a enzima por meio de processos de mutação e seleção. Os pesquisadores a manipularam de modo que ela pudesse identificar o HIV e removê-lo dentro de uma sequência de DNA.

Sobre a possibilidade da técnica funcionar em seres humanos, o cientista aponta que a resposta só virá após uma série de testes clínicos. Para isso, é preciso captar recursos para as novas fases do projeto.

De acordo com o líder da equipe que fez a pesquisa na Universidade de Dresden, Frank Buchholz, se todas as etapas forem cumpridas conforme o grupo planeja, em cerca de 10 anos a técnica poderá estar pronta para ampla utilização.

Para o Presidente da Sociedade Alemã de combate à Aids, Jürgen Rockstroh, a pesquisa representa uma nova esperança de cura. Mas, para que a esperança vire realidade, a técnica precisa antes ser comprovada.

O Globo

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Cientistas identificam gene que pode prevenir que o HIV se espalhe pelo corpo

62011Uma equipe de pesquisadores do King’s College London conseguiu, pela primeira vez, identificar um novo gene que pode prevenir que o HIV se espalhe depois de entrar no organismo.

Publicado na revista “Nature”, o estudo é o primeiro a identificar o papel do gene MX2 em humanos na inibição do vírus causador da Aids. Pesquisadores dizem que o gene poderia ser um novo alvo para tratamentos menos tóxicos e mais efetivos, em que o próprio sistema de defesa do corpo seria mobilizado contra o vírus.

Cientistas realizaram experimentos em laboratório com células humanas, introduzindo o vírus em duas linhas celulares diferentes e observaram os efeitos. Numa linha celular, o gene MX2 foi “ligado”, enquanto que na outra, “silenciado”. Eles perceberam que nas células em que o MX2 foi silenciado, o vírus se replicou e se espalhou. Nas outras, o vírus não foi capaz de se replicar e novos vírus não foram produzidos.

– Esta é uma descoberta excitante que traz avanços na compreensão de como o vírus HIV interage com o sistema imune e abre oportunidades para desenvolver novas terapias para tratar a doença. Até agora nós sabíamos muito pouco sobre o gene MX2, mas hoje reconhecemos tanto a sua potente função antiviral quanto a sua importância na vulnerabilidade do ciclo de vida do HIV – disse um dos coordenadores do estudo, Mike Malim, do Departamento de Doenças Infecciosas do King’s College London.

Segundo o professor, desenvolver drogas para estimular os inibidores naturais do corpo é uma abordagem importante, já que isto evita a resistência aos medicamentos. De acordo com o pesquisador, existem dois caminhos: é possível desenvolver tanto uma molécula que imita o papel de MX2 ou um medicamento que ativa a capacidade natural do gene.

– Embora pessoas com HIV estejam vivendo mais, com vidas mais saudáveis graças aos tratamentos atuais mais eficientes, eles podem ser tóxicos para o corpo, e a resistência à droga pode se tornar um problema no uso de longo prazo – acrescentou.

O Globo

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Avanço: Vacina contra Aids funciona em macacos

2013-597275913-2013-593730887-VIRUS_20130304.jpg_20130316Uma vacina contra o HIV desenvolvida pela Universidade de Ciência e Saúde de Oregon, nos Estados Unidos, tem tido bons resultados e foram publicados na revista “Nature”. Ela está sendo testada numa forma do vírus que ocorre em primatas, o vírus da imunodeficiência símia (SIV, na sigla em inglês).

– Até agora, apenas casos clínicos raros foram curados da Aids – afirmou o diretor da Universidade de Oregon, Louis Picker. – Esta pesquisa sugere que certas respostas do sistema imune provocadas pela vacina podem remover completamente o HIV do corpo.

Os pesquisadores modificaram geneticamente o citomegalovírus, o CMV, um vírus que está presente em grande parte da população, e o tornaram capaz de buscar e destruir as células infectadas pelo HIV. No estudo, cerca de 50% dos macacos infectados que receberam o patógeno acabaram eliminando todos os traços do vírus, ou seja, foram curados “funcionalmente”.

– Através deste método, ensinamos o corpo do macaco a preparar suas defesas para combater a doença – explicou Picker. – Nossa vacina mobilizou a resposta das células T que foram capazes de suprimir os invasores de HIV em 50% dos casos tratados. Além disso, nestes casos com resposta positiva, nossos testes sugerem que o vírus foi banido. Estamos esperançosos de que parear o CMV modificado com o HIV poderá nos levar a resultados similares em humanos.

O Globo

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cidades

Cultura vai avançar 40 anos em quatro garante prefeito Carlos Eduardo

_Lançamentos“Nestes quatro anos de gestão nós vamos avançar 40 anos na cultura”, declarou o prefeito Carlos Eduardo na solenidade de lançamento de três editais para a área cultural, nesta segunda-feira (15), no salão nobre do Palácio Felipe Camarão. Na ocasião, foram lançados os editais Natal em Cena (Natal e a Religião e Natal e sua Gente) e também o do Cine Natal (curta-metragem de ficção), além da assinatura da parceria com o Serviço Nacional de Pequenas e Médias Empresas (Sebrae/RN) para implantação do projeto Selo Brasil Original e do Espaço Território Criativo.

“Nunca é demais falar das preocupações de construirmos uma política cultural na cidade. Todas as nossas atitudes são no intuito de criar uma política cultural perene e sustentável”, ressaltou o prefeito. Carlos Eduardo lembrou que com a reforma administrativa a atual Fundação Cultural Capitania das Artes (Funcarte) passará a se chamar Secretaria Municipal de Cultura, com dotação orçamentária própria.

Para o chefe do executivo municipal, os editais são uma conquista para a política cultural da cidade. Ele lembrou que a atual gestão incluiu o município de Natal no Sistema Nacional de Cultura e convocou a Conferência Municipal de Cultura. “Hoje a gente avança e atrai o Sebrae.  É um passo significativo. O grande desafio de minha gestão é construir um teatro na zona Norte”, revelou.

Alinhado com o pensamento do prefeito, o presidente da Fundação Cultural Capitania das Artes, Dácio Galvão, disse que o edital do Natal em Cena será publicado amanhã (16), no Diário Oficial do Município (DOM). Conforme o gestor, estão programadas quatro apresentações dos autos na praça da Árvore de Mirassol, na zona Sul, e duas na zona Norte. Em relação ao Cine Natal, serão classificados três projetos de curtas de ficção, cada um no valor de R$ 10 mil, totalizando R$ 30 mil. A temática é aberta. “Os editais foram resultado de ampla discussão com a classe artística de Natal. O edital do Cine Natal será publicado só no dia 27 de julho”, informou.

O acordo de cooperação técnica entre a Prefeitura de Natal e o Sebrae se desmembra em quatro projetos: a Loja Conceito – Brasil Original, o Espaço Criativo, Território Criativo e o Inventário do Patrimônio Imaterial. Absorvendo o selo Brasil Original implantado pelo Sebrae em lojas conceito para expor e comercializar o artesanato autoral, a Prefeitura, por meio da Funcarte, disponibilizará espaço físico localizado na praça da Árvore de Mirassol para implantação de loja conceito, que vai dar mais visibilidade ao artesanato local. Uma equipe técnica do Sebrae participará da capacitação para a elaboração de projetos, formação e qualificação de artistas e artesãos, além da curadoria para o artesanato potiguar.

Outro projeto que celebra a parceria com o Sebrae/RN é voltado para o incentivo à economia criativa. Trata-se da abertura do espaço Território Criativo. Funcionará em um imóvel pertencente à Prefeitura, localizado na rua Nísia Floresta, na Ribeira, onde abrigou o antigo Arquivo Municipal, e será destinado à formação e qualificação de pessoal para profissionais na área do audiovisual e música. Também será canal de divulgação de conteúdo e produtos criados por fotógrafos, videomakers e músicos. O objetivo é desenvolver a economia criativa em consonância com os princípios propostos pelo Sistema Nacional de Cultura.

Os três lançamentos motivaram a participação do diretor-superintendente do Sebrae, Zeca Melo; do presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae, Silvio Bezerra; e dos secretários de Trabalho e Assistência Social, Ilzamar Pereira; de Serviços Urbanos, Raniere Barbosa; Turismo e Desenvolvimento Econômico, Fernando Bezerril; Companhia de Serviços Urbanos de Natal, Jonny Costa, e Mobilidade Urbana, Elequicina Santos, dentro do projeto em parceria com o Sebrae/RN. Ainda prestigiaram o evento, o secretário chefe do Gabinete do Prefeito, Sávio Hackradt; Comunicação Social, Heverton Freitas; Meio Ambiente e Urbanismo, Marcelo Toscano, Planejamento, Orçamento e Finanças, Virginia Ferreira, além de representantes da Rede Potiguar de Teatro e cineastas.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Segurança

Balançar a mão pode substituir as senhas no futuro

Depois de algumas urnas eletrônicas utilizarem a impressão digital, a conhecida biometria , a Intel desenvolve sistema que reconhece características da palma da mão do usuário. Cada vez nosso corpo utilizado em sistemas digitais, em Caruaru o reconhecimento facial será testado em 130 ônibus da cidade em substituição ao cartão eletrônico de passagens.

Lembrar diversas senhas para serviços diferentes é difícil e a Intel acredita que pode facilitar a vida dos usuários com um novo sistema que reconhece um movimento da mão.

Pesquisadores da fabricante criaram um sistema com um software e um sensor biométrico que reconhece características da palma da mão do usuário, de acordo com a Reuters.

“Usamos muitas senhas diferentes em diferentes sites”, explicou o diretor de pesquisas de segurança da Intel, Sridhar Iyengar. “Tem como acabar com isso, e biometria é uma opção”, continuou.

A tecnologia foi desenvolvida para tablets e notebooks e, ao balançar a mão perto da tela sem precisar tocá-la, o dispositivo consegue reconhecer usuário e comunicar a bancos e outros serviços que é ele quem está do outro lado.

O sistema ainda está em fase de protótipo e a Intel não tem previsão de quando estará disponível para uso comercial.

 

Com informações do Olhar Digital

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *