Economia

COMBUSTÍVEIS: Presidente da Petrobras, Silva e Luna diz que o tributo que mais impacta no preço da gasolina é o ICMS cobrado pelos estados

Foto: © Cleia Viana/Câmara dos Deputados

O presidente da Petrobras, general da reserva Joaquim Silva e Luna, defendeu nesta terça-feira (14) a atuação na empresa na política de preço de combustíveis. Durante debate no plenário da Câmara dos Deputados, Silva e Luna disse que a empresa atua para não repassar a “volatilidade momentânea” dos preços internacionais do petróleo para o valor dos combustíveis no Brasil.

Segundo o presidente da empresa, durante o processo de reajuste nos combustíveis, a Petrobras verifica se o aumento se deve a questões estruturais, de longo prazo, ou conjunturais, de curto prazo.

“O que é conjuntural, ela absorve e procura entender ao máximo possível essa lógica de mercado”, disse Silva e Luna durante comissão geral da Câmara para debater o preço dos combustíveis das usinas termelétricas.

Gás natural

De acordo com Silva e Luna, a empresa tem uma rigorosa governança corporativa, estando submetida a diferentes órgãos reguladores e de mercado. Silva e Luna disse que desde o início da crise energética, a empresa tem atuado para aumentar a oferta de gás natural no país.

O presidente da Petrobras disse que, dos 14,882 megawatts gerados no país por usinas termelétricas movidas a gás natural, a empresa é responsável, por cerca de 5,6 megawatts.

“Temos uma rigorosa governança: não tem espaço para aventura na empresa. A Petrobras triplicou a entrega de gás para operação das termoelétricas nos últimos 12 meses e contribui para este momento de crise energética”, afirmou.

Combustíveis

Silva e Luna disse ainda que o interesse da Petrobras é o Brasil e que, parte do preço da gasolina está relacionado à cobertura de custos com produção, investimentos e juros da dívida e outra parte vai pagamento de impostos.

“Petrobras atua para não repassar preço internacional. Faz investimentos selecionados e tem uma forte governança para evitar qualquer desvio”.

Silva e Luna disse ainda que do preço médio de R$ 6 reais na gasolina, a Petrobras é responsável por cerca de R$ 2 e que o tributo que mais impacta no preço é o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), cobrado pelos estados.

O presidente da Comissão de Minas e Energia (CME), Édio Lopes (PL-RR), disse que o colegiado tem acompanhado o desenrolar da crise energética e que não compartilha uma visão “tão otimista” quanto a do governo.

Lopes citou, além da alta dos combustíveis, o baixa no nível dos reservatórios das usinas hidrelétricas do Centro-Oeste e Sudeste e o aumento na utilização das usinas termelétricas mais caras.

O deputado citou ainda o preço do gás de cozinha, do óleo diesel e da gasolina e disse que é simplista atribuir ao ICMS a culpa pela alta dos combustíveis.

“Seria por demais simplista queremos atribuir o elevado preço de combustíveis no Brasil apenas passando a responsabilidade no ICMS que é tributo de fundamental importância para os estados. Em 2001, a gasolina custava R$ 2,90 e a carga tributária era a mesma dos dias atuais. Que a carga tributária, no caso o ICMS, pesa no resultado final do combustível é verdade, mas é simplista dizer que a causa é só essa”, criticou.

Agência Brasil

 

Opinião dos leitores

  1. A gasolina custa 2 reais na refinaria e o gás de cozinha custa 45 reais. Daí prá frente está o problema e o ICMS, apesar de não ser a única, é causa muito importante do problema.

  2. Esse Presidente da Petrobras tem que saber que este ano o governo já subiu quase duas vezes o valor do ICMS, ou seja , se o ICMS e todos os impostos fossem zerados, a gasolina já estaria mais. Caro do que no dia 01 de janeiro. Vá enganar outro General.

  3. Ele só falou a pura verdade, pois os Estados assaltam o consumidor cobrando taxas de ICMS altíssimas, principalmente o Estado do RN.

  4. 200% de imposto sobre o valor de produção do combustível é imoral !!! E ainda tem doente que defende !!!

  5. ICMS sempre existiu. A família Bolsonaro antes de assumir o poder, sempre criticava a política de preços da Petrobrás, sempre criticaram os preços, aí agora sua equipe vem falar em ICMS? Isso é brincar com a inteligência do povo.

  6. Pra quem nao sabe o ICMS é o imposto que financia os principais serviços do país (segurança, saude e educaçao), mais especialmente a nivel estadual. Pra baixar o ICMS, os estados teriam de demitir policiais, enfermeiros e professores, por exemplo. Se baixarem o ICMS, será necessario demitir PMs e essa conta sera de quem?

    1. Desculpe mas esta enganado é so diminuir o numero dw cabides de empregos.nas secretarias

    2. Só diminuir os cargos comissionados e roubar menos que resolve o poema. Só um babava que não sabe que o preço abusivo são dos Estados. Só governador fdp.

  7. Para problemas complexos não existem soluções fáceis. O caminho para esse e vários outros “nós” dos tributos no Brasil seria uma reforma tributária DE VERGONHA, algo que o governo federal atual ainda não apresentou.

    1. Não há do que se falar em reforma tributária para esse caso (dos combustíveis). ICMS sobre combustíveis sempre existiu. Se for assim, retire-se o ICMS da carne, do feijão, do arroz, do óleo de cozinha, etc. que estão super caros também.
      Desculpa de bolsomínions.

    2. Deixa de ser imbecil Manoel F, inicialmente o valor do subsídio do presidente nunca foi baixo, e vc vem com essas narrativas chulas, eivadas de distorções e mentiras, o silêncio e a arma dos sábios, coisa que vc não usar. A gasolina consumida no RN, vem de uma refinaria em Guamaré, se vc não sabe, Guamaré fica z aqui no estado, custo de transporte quase mínimo.

  8. Pra um cara que ganha mais de 200 mil por mês (o dobro que os outros generais do governo do MINTOmaníaco das rachadinhas ganha após o teto duplo que o presidente inepto criou), o presidente da Petrobras foi muito pouco criativo! Como eh que a culpa do preço dos combustíveis eh do ICMS se a alíquota de ICMS dos Estados eh a mesma faz uns 5 anos? Precisa ser muito trouxa pra cair nessa narrativa… Ou gado claro! E se o governo federal acha que o problema eh do ICMS, pq ele não enviou um projeto de reforma tributária robusta? Veio com um projeto ridículo que troca 6 por meia dúzia e não resolve nada dos nossos problemas fiscal e tributário?!

    1. E como explicar o preço do litro da gasolina em Fortaleza ser R$ 5,79 e o de Natal ser R$ 6,60?

    2. Júlio, eh sério que só agora vc percebeu que a gasolina em Natal eh a mais cara do Nordeste? Pq desde sempre a gasolina aqui eh uma das mais caras do Brasil e do Nordeste. Será que tem a ver com a distância de nossa capital dos grandes centros?

    3. Deixa de falar merda! A culpa é do governo estadual, por quer se não, na Paraíba seria o mesmo valor.

    4. Pablo só agora vc percebeu que a gasolina da Paraiba eh mais barata que a de Natal? Sério? Vc nasceu quando? Desde que viajo de carro a gasolina da PB sempre foi mais em conta que a daqui. Mas talvez sua idade mental não permita vc dirigir e discernir isso. Pergunte a seu tutor então tá! Kkkk

    5. Pega esse Willian, esse Filipe, e esse Manoel F, e dá uma caganeira só. Um fala que RN está longe de grandes centros (então Paraíba, Pernambuco?) sem falar que o RN é estado produtor. O outro fala que ICMS sempre existiu 🤮. Lógico que sim… o que se discute é a base de cobrança, pq se tivessem cobrando na fonte, e não na bomba, a base seria outra. Ou seja: uma coisa é 17,5% em cima de 2 ou 3 reais, e outra seria em cima de 6 reais. E a arrecadação que era de X quando o preço da gasolina era 3 ou 4 reais na bomba, e agora, aumentou tanto, que daria para reduzir a alícota tb. E outro fala que isso financia a segurança… minha nossa, nem sei o que dizer. Quer dizer que outros estados com ICMS menor não tem policiais? Me reservo o direito de não dizer mais nada

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Meio Ambiente

Pantanal registra maior número de focos de incêndio no primeiro semestre desde 1988

Foto: Joédson Alves/Agência Brasil

O Pantanal teve a maior quantidade de focos de incêndio já registrada no primeiro semestre desde 1988, quando as queimadas começaram a ser monitoradas por satélites pelo Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais).

Entre 1º de janeiro e 23 de junho deste ano, foram detectados 3.262 queimadas, um número 22 vezes maior que o registrado no mesmo período do ano passado (+2.134%), segundo dados do instituto.

Este ano, o Pantanal bateu também o recorde de queimadas ocorridas no primeiro semestre de 2020. Naquele ano, foram 2.534 focos entre janeiro e junho e, ao fim de 12 meses, o fogo atingiu 22.116 focos. Aproximadamente 26% do Pantanal foi consumido pelo fogo, afetando pelo menos 65 milhões de animais vertebrados nativos e 4 bilhões de invertebrados, de acordo com o levantamento.

R7

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Governo avalia propor taxação de jogos de azar com ‘imposto do pecado’

Foto: Bigstock / arquivo Gazeta do Povo.

A equipe econômica está avaliando propor a taxação de jogos de azar com o imposto seletivo, conhecido como imposto do pecado.

Esse tributo já foi aprovado no âmbito da reforma tributária, mas o texto ainda precisa ser regulamentado. Debates sobre a regulamentação estão ocorrendo nas últimas semanas, no Congresso Nacional.

“É uma demanda de alguns deputados e nós estamos avaliando se faz sentido ou não. De novo, é a mesma questão que vem no caso do cigarro. Você tem que tributar sim, faz mal para a saúde, todo mundo sabe. Mas se você errar na mão, você estimula muito contrabando [jogo irregulares]. Então, a questão é saber como e se se faz sentido essa tributação e calibrar isso de forma adequada. A gente tá fazendo junto com a Secretaria de Apostas lá do Ministério [da Fazenda]”, disse o secretário extraordinário do Ministério da Fazenda para a reforma tributária, Bernard Appy.

O secretário acrescentou que ainda não há nenhuma posição definida pelo Ministério da Fazenda. “Mas, a pedido dos parlamentares, a gente tá fazendo essa avaliação sim [de taxar com o imposto do pecado]”, declarou ao g1 e à TV Globo.

g1 

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Queda de atividade no Porto de Natal preocupa setor produtivo

Foto: Adriano Abreu

Em baixa desde a saída da CMA CGM, as constantes quedas na movimentação do Porto de Natal despertam preocupação das federações do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (Fecomércio-RN) e da Agricultura e Pecuária (Faern).

Nos primeiros quatro meses deste ano, houve uma redução de 48,3% na movimentação portuária em comparação ao mesmo período do ano anterior. O cenário segue tendência de queda já observada em 2023, quando a movimentação total do ano registrou um decréscimo de 32,6% em relação ao ano anterior.

A Fecomércio alerta que a falta de estrutura adequada coloca o Estado para trás na concorrência com outros portos já consolidados, como o de Suape, em Pernambuco, e Pecém, no Ceará.

“Uma das dificuldades enfrentadas é a infraestrutura, tanto do próprio terminal, quanto de acesso no que diz respeito a questões como calado dos navios e as estruturas de defensas na Ponte Newton Navarro. Outra questão envolve o mercado, pois enfrentamos a concorrência de dois grandes portos”, comenta Marcelo Queiroz, presidente da Fecomércio-RN.

Tribuna do Norte

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Comissão da Câmara descumpre promessa e encaminha R$ 4,2 bilhões sem transparência

Foto: Pedro Ladeira/Folhapress

A Comissão de Saúde da Câmara dos Deputados encaminhou repasses de mais de R$ 4,2 bilhões em 2024 sem apontar quais deputados e senadores são os padrinhos das emendas.

A falta de transparência contradiz a promessa do deputado Dr. Francisco (PT-PI), presidente do colegiado líder em emendas. Ele disse, em março, que estabeleceria formas de mostrar os beneficiados políticos da verba. Procurado por meio de assessoria, além de mensagens e ligações, o deputado não se manifestou.

O valor considera os repasses solicitados pela comissão ao governo, registrados em painel do Fundo Nacional de Saúde. Cerca de R$ 3,2 bilhões já foram empenhados (etapa que antecede o pagamento) até o dia 20 de junho.

Folha de S. Paulo

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Brasil

Hackers põem ‘tigrinho’, links suspeitos e termos sexuais em sites de governos

Foto: Reprodução

Milhares de páginas do governo foram invadidas e modificados para apresentar termos relacionados a apostas, pornografia e até abusos de menores de idade. Os portais hackeados também redirecionam o usuário para outras páginas, suspeitas de aplicar golpes.

Levantamento da Folha revela quase 9.000 links com o domínio gov.br, incluindo sites de prefeituras, órgãos estaduais e entidades federais, que aparecem em plataformas de busca, como o Google, associados a palavras como tigrinho, do popular jogo de azar, e novinha, usada para se referir a meninas menores.

Outras expressões sexuais relacionadas a menores e termos característicos do mundo dos cassinos online também foram encontrados nas páginas oficiais.

A reportagem selecionou os sites do domínio gov.br de forma automatizada e usou filtros com 41 termos relacionados a apostas e pornografia para identificar páginas invadidas.

Folha de S. Paulo

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

[VÍDEO] CONFUSÃO: Torcedores de ABC e Remo entram em confronto durante jogo da Série C

ABC x Remo tem confusão entre torcedores — Foto: Augusto César Gomes

Fotos: Augusto César Gomes

O jogo entre ABC e Remo, pela 10ª rodada da Série C do Campeonato Brasileiro, precisou ser paralisado por conta de um confronto entre torcedores dentro de campo, no Estádio Frasqueirão, em Natal. A confusão teve início logo após o gol do Remo, aos 31 minutos do segundo tempo. O ABC venceu a partida por 3 a 1.

Um torcedor do Remo invadiu o gramado com o intuito de roubar uma faixa de uma torcida organizada do ABC. Os torcedores do ABC, então, também pularam o alambrado para trocar socos e chutes.

A Polícia Militar usou balas de borracha para conter o tumulto e dispersar os invasores. Na confusão, os torcedores do ABC acabaram roubando uma faixa da torcida organizada do Remo.

Em campo, os jogadores correram para os bancos de reservas para se proteger.

A torcida do Remo foi retirada do Frasqueirão pela PM.

O árbitro Lucas Guimaraes Rechatiko Horn paralisou a partida. Com a situação controlada, a partida foi retomada após 12 minutos.

ge RN

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Série C: ABC derrota o Remo e encosta na briga pelo G-8

Foto: Rennê Carvalho

O ABC voltou a vencer no estádio Frasqueirão, bateu o Remo por 3 a 1 e está de volta à briga por uma vaga no G-8.

Com o resultado, a equipe subiu três posições na tabela de classificação, chegando a décima colocação e se encontra a três pontos do Ypiranga-RS. A equipe gaúcha fecha o grupo de classificação para a segunda fase e, na próxima rodada, fará um confronto direto contra o Alvinegro, em Erechim-RS.

Os gols da importante vitória abecedista foram marcados por Jenison, Lucas Sampaio e Daniel Cruz, enquanto o garoto Felipinho, com um chute que ainda desviou em um defensor alvinegro, descontou para os paraenses.

Tribuna do Norte

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Brasil joga mal e fica só no empate diante da Costa Rica pela Copa América

Foto: Photo by Kevork Djansezian/Getty Images

Na noite desta segunda-feira (24), Brasil e Costa Rica ficaram no 0 a 0 em partida válida pela primeira rodada do Grupo D da Copa América. O jogo foi disputada no SoFi Stadium, em Inglewood, na Califórnia.

Apesar do placar zerado e do desempenho abaixo do esperado, o Brasil criou as melhores chances e viu o goleiro Patrick Sequeira fazer grandes defesas e garantir o empate. Na única vez que o arqueiro deixou passar, o tento de Marquinhos foi anulado por impedimento.

Com o empate, as duas equipes conquistaram o primeiro ponto na atual edição da Copa América. O resultado é bom para a Colômbia, que venceu o Paraguai por 2 a 1 e fica na liderança isolada do Grupo D.

CNN Brasil

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Luto

Vizinhos matam mulher após ela se negar a passar senha do wi-fi

Foto: Reprodução

Um casal foi preso por suspeita de assassinar a vizinha após ela se recusar a compartilhar a senha do wi-fi em Conceição do Araguaia, no Pará. O caso ocorreu no último domingo (23/6).

Ivane de Silva Sousa e Manoel Edison Flávio da Silva utilizaram uma faca para golpear Clebiana Corrêa da Silva de 41 anos. Ambos foram presos em flagrante, Ivane foi localizada ainda no domingo e Manoel foi detido na segunda-feira (24/6) após operação conjunta entre a Polícia Militar e Polícia Civil. Ele já estava próximo da divisa entre Pará e Tocantins.

As testemunhas relataram um desentendimento entre Clebiana e Ivane e Manoel. Apesar dos vizinhos terem acionado a polícia durante o conflito, a vítima já havia falecido quando os agentes chegaram.

A dupla foi encaminhada à delegacia de Conceição do Araguaia. Em depoimento, Ivane relatou que apenas o companheiro desferiu os golpes contra a vizinha.

O casal foi indiciado pelo crime de homicídio e passará por audiência de custódia.

Fonte: Metrópoles

Opinião dos leitores

  1. Pode puxar a ficha que todos são cristãos patriotas, fazem arminha e são contra o aborto

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

[VÍDEO] “Uma das piores situações já vistas”, diz Marina Silva sobre Pantanal

A ministra do Meio Ambiente e Mudança Climática, Marina Silva, afirmou nesta segunda-feira (24/6) que as queimadas registradas no Pantanal são “fora da curva” e “uma das piores situações já vistas” no bioma. O Pantanal registrou mais de 3 mil focos de incêndio neste ano.

A declaração ocorreu após a reunião da sala de situação montada pelo governo federal para coordenar ações de prevenção e controle das queimadas no Pantanal e na Amazônia.

“Na Amazônia, a estiagem leva para esforços em relação à logística e abastecimento. E, no Pantanal, tem a ver com logística e incêndio. Porque nós estamos diante de uma das piores situações já vistas no Pantanal”, ressaltou a ministra.

“Toda a bacia do Paraguai está em escassez hídrica severa. Nós não tivemos a cota de cheia, não tivemos interstício entre o El Niño e a La Niña, e isso faz com que uma grande quantidade de matéria orgânica em ponto de combustão esteja causando incêndios que são fora da curva em relação a tudo que se conhece”, acrescentou.

Marina também chamou a atenção para um dos principais fenômenos que causam a alta nas queimadas: incêndios provocados por criadores de gado para a renovação de pastagem. A ministra classificou a prática como “criminosa”.

Os estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul já decretaram a proibição desse tipo de manejo até o final do ano.

“Temos um dado que dá conta de que nos municípios em que mais desmatam é onde tem mais incêndio”, pontuou a ministra do Meio Ambiente. “No caso de Corumbá (MS), o município que mais desmatou, não por acaso é ele que mais tem incêndio”, completou.

“Não faltarão recursos”

A ministra do Planejamento e Orçamento, Simone Tebet, também participou da reunião. Ela garantiu que não faltarão recursos para combater os incêndios.

“Não faltarão recursos do governo federal, claro que com responsabilidade, analisando caso a caso”, afirmou.

Segundo a ministra, os ministérios envolvidos nas ações vão apresentar os custos necessários para que o governo libere um crédito extraordinário. Um primeiro montante pode ser autorizado já na quarta-feira (26/6), quando terá uma reunião da Junta de Execução Orçamentária.

Ainda nesta semana, na sexta (28/6), uma comitiva de ministros viajará até Corumbá, onde terá uma reunião com o governador do estado, Eduardo Riedel.

Fonte: Metrópoles

Opinião dos leitores

  1. Culpa de Bolsonaro!
    Kkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Kkkkkkkkkkkkkkkkkk
    É o que dizem né, bando de incompetentes!

  2. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
    KD OS ARTISTAS!
    MAS, NÃO ERA CULPA DO BOLSONARO?!
    É AGIRA A CULPA É DA MATERIA ORGÂNICA QUECENTROU EM COMBUSTÃO?!
    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK.
    VAI TE LASCAR, ET DOS INFERNOS!

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *