FOTOS: Futebol de VÁRzea: terrão em Goiânia usa câmeras de segurança e implanta o árbitro de vídeo

 Fotos: Reprodução / TV Anhanguera

O campeonato amador da região leste de Goiânia não é brincadeira. Se tiver polêmica, chamem o árbitro de vídeo! Utilizado pela primeira vez no Campeonato Brasileiro em 2019, o VAR virou o centro das discussões após muitas rodadas e gerou divergências entre clubes, críticos e torcedores.

Polêmicas à parte, a organização do jogo entre Bragantino e Ferragista Leste, que decidiram o campeonato disputado em um campo de terrão, usou a tecnologia e a criatividade para implantar o árbitro de vídeo no torneio, vencido nos pênaltis pelo Ferragista Leste.

Com câmeras de segurança instaladas em postes e no telhado do ginásio vizinho, o árbitro pôde checar instantaneamente qualquer lance necessário. Diferente do futebol profissional, os times envolvidos na partida também têm direito a pedir revisão do lance – uma vez cada. A novidade foi aprovada pelos jogadores e pela comunidade da região leste.

– Nós tivemos essa ideia de trazer o árbitro de vídeo para enriquecer o campeonato e para ajudar a arbitragem, checando alguma jogada desleal e punindo o jogador, pois no futebol de várzea não tem aquela segurança do futebol profissional – diz Maurício Ricardo, o organizador do campeonato.

Na final, o árbitro não teve tanto trabalho e checou no vídeo apenas um possível lance de pênalti, que não foi confirmado. Após 1 a 1 no tempo normal, o Ferragista Leste venceu nos pênaltis por 3 a 2.

Globo Esporte