"Os Senadores e Deputados do RN viraram as costas para Natal".(Micarla)

Em entrevista ao jornal O POTI, versão dominical do Diário de Natal, a prefeita Micarla de Sousa diz, com todas as letras, que a bancada federal do Rio Grande do Norte não tem ajudado em nada a capital durante a sua administração.

“A bancada federal virou as costas para Natal” afirmou a prefeita, ainda disse mais, alguns até se compremeteram, mas na hora do vamos ver, viraram as costas para a capital.

Apesar de parecer desculpa para os problemas administrativos e políticos que tem enfrentado, sobretudo de 2010 para cá, a afirmação da prefeita deve merecer um cuidadoso exame.

É verdadeiro afirmar que a prefeita, pelos erros e enganos que cometeu nos últimos dois anos e meio, isolou-se politicamente e aumentou, ainda mais, a instabilidade que ronda sua administração.

Também é correto dizer que a absoluta maioria dos 11 parlamentares federais deve e muito a sua eleição aos votos recebidos na capital, principal reduto eleitoral do Estado e centro de uma região metropolitana onde moram 40 em 100 habitantes do Rio Grande do Norte. E os problemas são diretamente proporcional aos aglomerados urbanos que Natal lidera.

Portanto, ainda que a prefeita não tenha demonstrado grande capacidade de administrar os problemas – enrolando-se em situações administrativas consideradas fáceis para tem quem experiência – não deveria ter lhe faltado apoio na condução de projetos voltados para a solução dos graves problemas que Natal enfrenta.

As declarações da prefeita deverão merecer resposta da bancada federal. Senadores e deputados federais devem vir a público dizer o que tem feito por Natal.  Mas, desde já, as declarações de Micarla soam como declaração de isolamento de quem já não conta com base alguma de apoio político e administrativo.

COMPARANDO-SE COM ALDO TINOCO

(mais…)

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Mas o problema é justamente esse, falta de bons projetos. Na realidade ela não tinha projejos para governar a capital.

  2. UMA INJUSTIÇA COM O DEP. HENRIQUE EDUARDO, QUE TEM FEITO DE TUDO JUNTO AO GOV. FEDERAL PARA AJUDAR ESTA SENHORA.

    • bruno disse:

      A Prefeita na Entrevista deixou claro que tinha excessão. Apesar de não nominar com certeza ela se referiu a Henrique.

  3. Romeiro disse:

    Já que vc caiu de inocente na política do RN e se elegeu prefeita da capital com o apoio de todos esses que vc mesmo afirma que a abandonaram, procure fazer a diferença agora. Mostre bons projetos que a sua Presidenta Dilma atropela todos esses amigos infiéis e a nossa cidade volta a respirar feliz. Siga o meu conselho e boa sorte!

Rápidas do BG

Depois da boa notícia da segunda-feira,  de que o Ministério da Fazenda autorizou a contratação de operação de crédito no valor de R$ 293 milhões para obras de mobilidade urbana em Natal, a capital potiguar recebeu duas notícias ruins nesta terça-feira:

A primeira: a Justiça Federal condenou a Prefeitura do Natal a transferir de outras áreas administrativas mais de R$ 42 milhões e destiná-los à Saúde.  Motivo:  a Justiça constatou desvios de dinheiro da Saúde no período de dezembro de 1994 a agosto de 1996, na gestão do prefeito Aldo Tinoco Filho. As verbas da Saúde teriam sido desviadas para aplicação em contratos de locação, vigilância e pagamento de gratificação de servidores, dentre outros usos

A decisão transitou em julgado, não cabendo mais recurso. Em outras palavras: além de estar pagando pelos erros que cometeu, a Borboleta ainda vai pagar pelos erros dos outros! Eta, maré de azar!

A segunda: a concorrência pública para construção de dois túneis no bairro Planalto, necessários para a obra de prolongamento da avenida Prudente de Morais até a BR-101, não atraiu competidores.

Hoje pela manhã, quando haveria a apresentação de propostas, a licitação mostrou-se deserta. A A. Gaspar e a Queiroz Galvão, que haviam comprado o edital, não deram ar da graça.

O Governo do Estado vai ter que abrir nova licitação e, no caso de novo fracasso, contratar por meio de convite.

E MAIS:

Ainda tem gente ligado à prefeita Micarla de Sousa achando que vai salvá-la do descrédito: listas em busca de assinaturas e “adesões espontâneas” estão correndo  em repartições da Prefeitura para se montar um #ficamicarla.  O alvo são os ocupantes de cargos comissionados que não tem muito o que fazer a não ser concordar, ainda que constrangidos.

Na sexta-feira, uma lista dessas passou pela Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social.