O FUTURO CHEGOU: Depois de emagrecer comendo chocolate, esse manual te ensina a perder barriga sem abrir mão da cerveja

No início do mês, divulgamos que um estudo inédito realizado por cientistas alemães concluiu que comer chocolate pode ajudar a reduzir o perímetro abdominal.

Mas calma lá, hein. Não é para ir na irresponsabilidade. Houve controle e regras para tanto.

Bem como há controle e regras para o manual a seguir, que aborda outra delícia do brasileiro, a cerveja.

Um compilado do Bem Estar, do canal GNT, entregou as dicas com base na opinião de profissionais. O BlogdoBG destaca algumas para o leitor.

1) O problema não é a cerveja, mas os excessos que a acompanham. Vá cortando a gordura dos petiscos.

via GIPHY

 

 

2) Retirar acompanhamentos gordurosos é o primeiro passo. O segundo é reforçar os treinos.

via GIPHY

 

3) Não caia na tentação dos destilados porque também são muito calóricos. Se for trocar a cerveja, que seja por vinho branco ou tinto, saquê ou gim.

via GIPHY

 

 

 

Quem anota o que come emagrece mais, aponta estudo

Já que segunda-feira é o dia clássico de começar uma dieta, aqui vão três recomendações eficazes, saídas diretamente de estudo publicado no Journal of the American Dietetic Association, com 120 mulheres acima do peso:

1 – Registre tudo o que você come num diário (em papel ou na internet/celular).

Quem anota tudo o que come durante o dia, tem uma noção melhor da própria alimentação. No papel, fica mais difícil se auto-enganar. Mas, o próprio estudo diz, não pode mentir pra si mesmo. É pra anotar tudo, com as devidas quantidades e tamanhos.  As mulheres que fizeram isso emagreceram, em média, 3 quilos a mais do que as que não registraram nada. Uma outra pesquisa, feita em 2008, já havia mostrado que quem anota  o que come chega a reduzir em até 50% as calorias ingeridas.

2 – Não pule nenhuma refeição.

Novamente, quem deixou de tomar café, almoçar ou jantar, pensando estar emagrecendo mais rápido por causa disso, deixaram de perder 3,5 quilos em média, em comparação com as mulheres que fizeram religiosamente todas as refeições programadas durante o dia.  Pulando refeições, o metabolismo fica mais lento e a fome aumenta, o que leva geralmente a excessos na refeição seguinte.

3 – Evite sair para jantar.

Quem jantou em casa, emagreceu, em média, 2 quilos a mais do que quem saiu para comer fora. A explicação é simples: em casa, você programa o que vai comer, não é exposto a grandes tentações. Num restaurante, a oferta é mais variada e a chance de pedir um prato irresistível é bem maior.

A grande conclusão do estudo, que parece bem óbvia, mas nunca é demais repetir, é que você emagrece quando começa a prestar atenção ao que come. Só assim, consegue realmente escolher conscientemente – e cortar os excessos.

E, para quem não acha mais prático nem charmoso carregar um caderninho de anotações, tem alguns aplicativos bem práticos que ajudam a registrar e a contar as calorias ingeridas. Selecionei alguns, pra facilitar, mas tem muitas opções de aplicativos, e para todos os sistemas operacionais.

MyNetDiary Calorie Counter  (um dos mais populares, disponíveis para Iphone, Blackberry e Android)

*MyFitnessPall – (Além de contar as calorias, sugere programas de exercícios)

* FitDay Mobile (Esse é pra Ipad, bem simplezinho)

*ShapeUpClub (Também disponível para Ipad, fácil de usar,  é bastante intuitivo)

Fonte: Estadão

Bolo de chocolate e pudim ajudam a emagrecer, aponta estudo

Foto: Reprodução

Fazer dieta para você é cortar seus doces preferidos? Um estudo da Universidade de Tel Aviv pode ajudar a contornar este problema. Segundo a análise, comer pedaços de pudim ou bolo no café da manhã é uma estratégia saudável aos regimes, porque no começo do dia o metabolismo está preparado para processar quantidades maiores de caloria, e satisfazer o desejo de doces evita que se crie um vício nos alimentos proibidos, a longo prazo.

O estudo foi realizado com 193 pessoas, divididas em dois grupos: os que podiam comer sobremesas no café da manhã, e outro que tinha um limite de 300 calorias para a refeição. Ao longo de 32 semanas, os que mais se alimentavam no período matutino perderam mais peso do que os outros, porque não deixaram de comer o que gostavam. O segundo grupo, apesar de ter perdido peso, recuperou-o após voltar a comer os alimentos que tinham sido proibidos. Vale rever a dieta, não?

(Via Daily Mail e Estadão

Casamento faz mulheres engordarem. Divórcio faz emagrecer

O Globo.com

O casamento e o divórcio podem aumentar significativamente o peso corporal, especialmente em pessoas acima de 30 anos, segundo pesquisa realizada com 10.071 pessoas pela Universidade do Estado de Ohio e apresentada no encontro da American Sociological Association, em Las Vegas.

Para os homens, o risco de um grande ganho de peso cresceu mais sensivelmente depois de um divórcio. Mas para as mulheres a chance de um grande ganho de peso foi maior depois do casamento.

– Claramente o efeito da elevação de peso na mudança de estado civil difere por sexo – disse Dmitry Tumin, principal autor do estudo.

(mais…)