Em entrevista exclusiva à TV francesa France 24, Lula diz que “ladrões são os que o prenderam” e que quer casar ao sair da cadeia

Foto: Reprodução

Em entrevista exclusiva à TV francesa France 24, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso há um ano e meio na superintendência da Polícia Federal (PF) em Curitiba, disse que “quer provar que os ladrões são os que me prenderam”. Ele também afirmou que não quer a redução da pena, mas sim, ser inocentado.

E disse que já tem planos para quando sair da prisão: “Quero me casar quando sair daqui.”

Em maio deste ano, Guilherme Amado, colunista da ÉPOCA, noticiou que Lula estava apaixonado e tinha planos de se casar com Rosângela da Silva.

Lula criticou o presidente Jair Bolsonaro quando questionado sobre a questão ambiental.

“Jair Bolsonaro não gosta dos índios, não gosta dos extratores de borracha. Bolsonaro não gosta das árvores. Bolsonaro não gosta dos que apoiam o partido dos trabalhadores. Bolsonaro não gosta dos pobres, dos sindicalistas”, afirmou o presidente, que também disse que liderou a política mais protetora do meio ambiente.

Questionado a respeito de uma possível candidatura à Presidência quando sair da prisão, o ex-presidente preferiu não se estender sobre o tema. “Eu não vou dizer se sou candidato ou não. Vou deixar o tempo fazer o seu trabalho para ver o que vai acontecer.”

Época

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Pedro disse:

    Primeiro Toninho do PT, Celso Daniel, ministro Teori, peixes menos graúdos (uns 10), te cuida Palocci, tua vida vai estar em risco, pois o Santo vai estar solto e ele é rancoroso.

  2. Antenado disse:

    Goiabeira de madeira podre !!!

  3. VTNC disse:

    Como um marginal condenado e preso pode ser entrevistado , país de merda !!!

  4. nasto disse:

    O LADRÃO MAIS SABIDO DE TODOS! Roubou, Roubou, Roubou. E se faz de vitima. Ou cabra sabido. Devolve tudo que ROUBOU LARÁPIO. Acabou com o PAÍS.

  5. Guerra disse:

    Lula digno de passar uma longa temporada preso.

  6. Manoel disse:

    Dona Lindu, o que faltou foi peia nesse seu filho quando criança. Aí ele cresceu, aprendeu a não trabalhar, mentir, sonegar e enganar multidões. Tem gente que diz que ele é inocente, o bixim, mas coleciona processos, provas e delações contra ele… e ainda tem ingênuos e cegos que o idolatram…. tem de tudo nesse Brasil

  7. Jesus na goiabeira disse:

    Passou fome, morou em casa de barro, perdeu um dedo trabalhando, foi preso pela ditadura, foi o maior presidente desse país, é um preso político a mais de 500 dias e NÃO SE CURVA. Dona Lindu, seu filho continua teimando!!! 😁
    LULA DIGNO!!!

    • #Lula Na Cadeia sempre disse:

      Deixa de OTARIO…seu verme ladrao condenado preferido está na cadeia , você acha que aqueles bilhões devolvidos da lava jato FORAM MEMTIRAS ??? Você é muito otario

    • Manoel disse:

      O slogan da seita mudou foi? De Lula Livre para Lula Digno? KKKK. Digno é uma coisa que ele deixou de ser FAZ TEMPO VIU!

    • Zueira disse:

      Zé Roela, como Lula ficou milionário?
      Com palestras?
      Se liga, que ainda tens tempo de reconstruir a sua vida.

    • DesacocheiocomoBrasil disse:

      ….DIGNO DE PÉIA, ISSO SIM………O PIOR É QUE QUANDO SAIR AINDA ESTARÁ BILIONÁRIO, POIS ROUBOU ESSE BRASIL VEI MUITO MAIS QUE TODOS OS OUTROS LADRÕES ANTES DELE JUNTOS, E AS CUSTAS DE OTÁRIOS COMO VOCÊ, ENTÃO DESFRUTARÁ DO BOM E DO MELHOR, SEM CHEGAR NEM PERTO DE CUBA OU VENEZUELA……….MOSTRANDO ASSIM QUE NO BRASIL O CRIME COMPENSA.

    • Zueira disse:

      Uma beleza de ladrãozinho, esses lulinhas parece que nasceram ontem…

    • Antenado disse:

      Perdeu um dedo trabalhando!! Sei

    • Contra Cegueira disse:

      Vc devia ficar lá no lugar desse “Santo “ e cumprir a pena no lugar dele ! Vai criar vergonha na cara seu babaca !!!

  8. Ricardo Carvalho disse:

    O pior é que tem quem acredite no presidiário parasita e corrupto, um vagabundo que passou a vida inteira mentindo e roubando!

“Mulher não pode negar fogo para o marido, senão ele vai procurar em outro lugar, tá na Bíblia”, diz Patrícia Abravanel

Foto: Montagem

Patrícia Abravanel e Lívia Andrade se tornaram um dos principais assuntos da madrugada desta segunda-feira (02). Tudo isso ocorreu por causa da participação delas no “Jogo dos Pontinhos”, quadro do “Programa Silvio Santos”, exibido no último domingo(01). A filha do homem do baú afirmou que, segundo a Bíblia, as mulheres devem fazer sexo com seus maridos sempre que eles estiverem com desejo, para evitar traição no casamento.

O “Jogo dos Pontinhos” é feito com perguntas para os convidados responderem. Silvio então questionou se era normal a mulher alegar dor de cabeça para não fazer sexo. Patrícia não fugiu da raia e declarou que não é normal porque a Bíblia ensina que esposas devem fazer sexo sempre que seus parceiros procurarem.

“Mulher não pode negar fogo para o marido, senão ele vai procurar em outro lugar, tá na Bíblia”, declarou a apresentadora, gerando revolta nas redes sociais. “É inaceitável que uma pessoa como Patrícia Abravanel tenha espaço na televisão. É um completo desserviço o que essa mulher fala”, afirmou uma internauta.

Lívia Andrade, que também participa do quadro, não se calou e rebateu a fala da colega de emissora. “Se a gente não quiser, a gente não precisa mentir. A gente precisa falar a verdade. Não estou a fim e pronto”, disparou a titular do “Fofocalizando”, recebendo apoio da web.

“Lívia lendária. Por isso tem espaço no SBT, enquanto outras vivem saindo e voltando”, escreveu uma seguidora. “Lívia Andrade certíssima. Alguém sensata nesse antro de gente com cabeça pequena”, detonou um segundo.

Na Telinha – UOL

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Roziel disse:

    Patricia abravanel está lendo a bíblia ou um dos livros mais picantes de Nelson Rodrigues?

Entre solteiros, 92,7% cozinham e lavam louça, entre casados, 58,4%, diz pesquisa do IBGE sobre serviço doméstico

Cerca de 70% dos homens fazem compras e pesquisam preços Foto: Custodio Coimbra / Agência O Globo

O casamento libera o homem do trabalho doméstico. Entre os que moram sozinhos, 92,7% cozinham e lavam louça. Mas, entre os casados, a taxa desaba. Apenas 58,4% se dedicam a essas atividades. Fazer faxina também é para solteiros. Quando estão nessa condição, 88,6% deles limpam a casa e lavam roupa. Quando moram com alguém, essa taxa cai para 49,5%. É o que mostra a pesquisa “Outras formas de trabalho”, divulgada nesta sexta-feira pelo IBGE.

Mesmo que os homens não sejam reconhecidos como responsáveis pela família – são considerados cônjuges – também se dedicam menos aos afazeres domésticos. As taxas são praticamente as mesmas: 57,1% cozinham e lavam louça e 49,5% fazem faxina, de acordo com a pesquisa.

Entre as mulheres, não há muita diferença. Pelo contrário, quando casam, mais se dedicam a cozinhar, lavar, passar, faxinar. Por exemplo, entre as mulheres que moram sozinhas, 97,1% cozinham e lavam louça. Quando casam, a parcela sobe para 97,6%.

O mesmo acontece na limpeza da casa – 92,3% entre as solteiras e 93,4%. Essa proporção é para aquelas mulheres que são responsáveis pela casa. Quando ela está na condição de cônjuge, 97,9% que cozinham e 94,4% lavam a roupa. É outra forma de ver a desigual divisão do trabalho doméstico no Brasil.

A participação dos homens nas atividades domésticas é mais seletiva. Fazer compras e pesquisar preços de bens é a atividade que mais os concentra homens: são 72% nesse trabalho, parcela que cai para 54% quando se trata de limpar a casa e cuidar das roupas e sapatos.

Nessas duas funções, há mais mulheres. Entre elas, 77,1% fazem compras e 90,9% limpam a casa e cuidam das roupas. Quando o serviço é cozinhar e lavar a louça, a distância também é significativa: 95,5% das mulheres se ocupam dessas atividades, contra 60,8% dos homens. São 78,2 milhões de mulheres na cozinha, contra 38,2 milhões de homens, mais que o dobro de trabalho feminino.

“As atividades em que as diferenças entre homens e mulheres são maiores são as duas primeiras, que podem ser sintetizadas em cozinhar (34,7 pontos percentuais) e lavar roupas e calçados (36,9 pontos percentuais) e, em menor medida, a atividade de limpeza do domicílio (13,9 pontos percentuais).

Eles só são mais presentes nos pequenos reparos e manutenção de carro e eletrodomésticos, atividades mais esporádicas do que cozinhar e lavar louça. Entre eles, 59,2% fazem esse trabalho contra 46,9% das mulheres.

Com filhos, companhia e brincadeiras
No cuidado com os filhos, os pais são mais presentes em atividades como brincadeiras e fazer companhia a eles do que em dar banho, comida ou ajudar no dever de casa, constatou pesquisa do IBGE. Ainda assim, as mulheres são maioria nessas tarefas mais lúdicas.

Na hora de brincar, 77% delas se dedicam a essa atividade, contra 73,7% dos homens. Fazer companhia também é uma constante entre as elas: 91,6% das mulheres e 87,9% dos homens fazem companhia aos filhos.

As mães se dedicam mais às tarefas em que a presença masculina é menor: 85,6% delas auxiliam nos cuidados pessoais e 72% ajudam nas atividades escolares. Entre os homens, essas parcelas caem para 67% e 60,7%, respectivamente.

Com informações de O Globo

 

Senado aprova proibição de casamento de menores de 16 anos

Nessa terça-feira, 19, o Senado aprovou o PLC 56/18, que proíbe o casamento de menores de 16 anos. A proposta, aprovada pela Câmara em 2018, segue agora para sanção presidencial.

O PLC 56/18, que tramitou na Câmara dos Deputados como PL 7.119/17, de autoria da ex-deputada Federal Laura Carneiro, mantém a exceção que consta no Código Civil, segundo a qual pais ou responsáveis de jovens com 16 e 17 anos podem autorizar a união.

Para proibir a união de menores de 16 anos, o projeto altera a redação do artigo 1.520 do CC/02, estabelecendo que “não será permitido, em qualquer caso, o casamento de quem não atingiu a idade núbil”.

Na justificação do projeto, a autora afirmou que, segundo estudo publicado em 2015, o Brasil é o quarto país com mais casamentos infantis no mundo. Ainda no texto, a deputada afirma, com base no levantamento, que três milhões de mulheres brasileiras se casaram antes dos 18 anos; 877 mil casaram-se com menos de 15 anos; e que, à época da concepção do projeto de lei, 88 mil meninos e meninas com idades entre 10 e 14 anos estavam em uniões consensuais, civis ou religiosas no país.

Durante a análise da proposta no Senado nesta terça-feira, 19, a senadora Eliziane Gama afirmou que muitos jovens que se casam cedo acabam deixando de estudar, conforme o estudo apresentado na justificação do PLC.

Já o senador Roberto Rocha considerou que as previsões em relação ao casamento de menores de idade devem estar de acordo com outras legislações e proibições impostas a esses jovens.

“Uma criança, um jovem de 15 anos não pode beber, não pode dirigir, não pode votar. Então, é lógico que também não possa se casar.”

PLC 56/18
Migalhas

 

Especialista explica comunhão universal de bens no casamento

Com o Código Civil de 2002, o regime geral em casamentos passou a ser o de comunhão parcial de bens, podendo os nubentes alterar o regime para outros modelos de acordo com sua preferência. Entre os diversos tipos de regime, está o de comunhão universal de bens.

A advogada do escritório Küster Machado – Advogados Associados, Adriana Blasius, explica como funciona esse modelo, que causa muitas dúvidas. Segundo ela, esse regime traz como regra geral a comunicabilidade de todo o acervo patrimonial ativo e passivo adquirido antes e durante a constância do casamento. No entanto, essa regra não é absoluta, trazendo em seu contexto algumas exceções que são excluídas da comunhão.

“O nosso atual Código Civil traz dispositivos que regulamentam o regime e as exceções, sendo, uma delas, os bens herdados ou doados com cláusula de incomunicabilidade. Por ser livre a vontade do doador ou testador em transmitir determinado bem em benefício de apenas um dos cônjuges, sua vontade deverá estar expressa em instrumento pertinente. Em consequência disso, somente do beneficiado será o bem”, destaca.

Para a especialista, outro ponto que merece destaque é o fideicomisso, que nada mais é do que uma forma de substituição testamentária em que, até o surgimento do fideicomissário (beneficiado) ou a transferência dos bens para seu acervo patrimonial, o fiduciário permanecerá na posse do bem herdado. Lembrando que o fiduciário é aquela pessoa encarregada em transmitir a herança ao beneficiado. “Excluídas da comunhão de bens estarão também as dívidas anteriores ao casamento, desde que não contraídas em prol dos preparativos da união ou em benefício do casal.”

Seguindo o rol de bens incomunicáveis neste regime temos aqueles doados por um cônjuge ao outro com cláusula de incomunicabilidade, desde que seja livre e espontânea a vontade do doador e não traga prejuízos a terceiros, e é preciso que a doação também seja registrada com cláusula de incomunicabilidade.

“Também estará excluído da comunhão universal o resultado útil do desenvolvimento pessoal, laboral e intelectual de cada cônjuge, garantindo que, em caso de dissolução do casamento, cada um dos cônjuges tenha garantida à continuidade de sua subsistência e/ou desenvolvimento de seu trabalho”, completa a advogada.

Migalhas

 

Casamento: Pessoas que dormem peladas são mais felizes em relacionamentos, sugere estudo

10393801_10151932806363239_3848943858184430815_nA melhor maneira de manter um casamento feliz é dormir totalmente sem roupas, sugere um estudo publicado no Reino Unido.

Aqueles que não usam absolutamente nada na cama são mais felizes em seus relacionamentos do que aqueles que dormem vestidos, de acordo com a pesquisa realizada pela Cotton USA (empresa de promoção de exportações do Conselho Nacional de Algodão dos EUA, com sede em vários países, incluindo a Inglaterra).

Dos 1.004 britânicos ouvidos, 57% dos que dormem nus disseram que estavam felizes em seus relacionamentos, em comparação com 48% das pessoas que usam pijamas, 43% das que usam camisa e 38% das que usam macacão.

O resultado da pesquisa pode ser uma boa notícia para muitos casais no mundo. Por exemplo, quatro em cada dez britânicos dormem sem vestir nada, de acordo com o estudo.

Stephanie Thiers-Ratcliffe, da sede da Cotton USA em Londres, afirma que há muitos fatores que podem afetar o sucesso de um relacionamento. Um, muitas vezes esquecido, é o ambiente do quarto. “A cama pode ser extremamente macia e sentida contra a pele, estimulando a abertura e a intimidade entre os casais e, com isso, aumentando a felicidade”.

A pesquisa também revelou outras manias no quarto que podem afetar a felicidade nos relacionamentos. Metade das pessoas se incomoda por companheiros que comem na cama, 59% detestam roupa suja no chão e 23% odeiam quando seu parceiro usa meias.

UOL

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. eu disse:

    OPA… tirando a roupa!

Casamentos de mulheres mais velhas com homens mais novos aumentam no país, aponta IBGE

A brasileira está demorando mais para incluir em sua vida o casamento e a maternidade. Idades mais avançadas também estão relacionadas a outra mudança nas uniões conjugais registradas no país: tem se tornado cada vez mais comum encontrar mulheres mais velhas ao lado de homens mais novos. O fenômeno, ao contrário do que costuma acontecer com vários indicadores sociais, ocorre numa proporção muito similar para todas as regiões do país, com variações mínimas, que vão de 23,3% (Nordeste) para 24,5% (Sudeste). As constatações fazem parte das Estatísticas do Registro Civil 2012, divulgadas nesta sexta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O crescimento deste tipo de união formal, no qual a mulher tem idade superior à do homem, tem sido constante desde 2002. De lá para cá, o percentual subiu de 20,7% para 24%, em 2012.

Na última década, aliás, a idade mediana das solteiras na data do casamento passou dos 23 anos, em 2002, para os 25 anos, em 2012. O plano de dividir as escovas fica especialmente para mais tarde no Amapá, estado onde as mulheres casam aos 28 anos. O mesmo ocorre com os homens, que, no caso, põe a aliança no dedo, em média, aos 30 anos.

Embora, em 2012, a maior taxa de nupcialidade legal para as mulheres tenha permanecido no grupo etário de 20 a 24 anos (30 casamentos por 100 mil habitantes), este valor variou pouco na comparação com 2002 (subiu de 28,1 para 30,2). Considerando o mesmo período, houve queda na faixa de 15 a 19 anos e um aumento considerável nos grupos de 25 a 29 anos (21,2 para 29) e 30 a 34 anos (11,5 para 20,2).

No Brasil, considerando os números do IBGE, está mais difícil encontrar solteiros para casar hoje do que há uma década. É que, embora os casamento entre cônjuges permaneçam como os mais usuais no país, houve uma redução de 8,4 pontos percentuais desde 2002, chegando a 78,2% em 2012. Em contrapartida, 1 em cada cinco uniões formalizadas na mesmo ano foram recasamentos. Segundo o IBGE, este crescimento é um dos fatores que têm puxado a alta das taxas de nupcialidade legal e da idade mediana de homens e mulheres na data do casamento.

Assim como o casamento, a maternidade também tem chegado mais tarde para a brasileira. As estatísticas divulgadas pelo IBGE revelam uma elevação dos percentuais de registros de nascimentos no grupo etário de 30 a 34 anos. No Brasil, a alta foi registrada em todas as regiões e, no conjunto do país, a proporção passou de 14,4% para 19%, na última década. No Sul e no Sudeste, o registro nesta faixa etária mais madura foi mais comum do que na faixa entre 15 a 19 anos. No Distrito Federal (11,9%), no Rio Grande do Sul (11,3%) e em São Paulo (11%) foram encontrados os maiores percentuais de registros de nascimentos de mães com idades entre 35 e 39 anos. Situação contrária foi registrada em Alagoas, Pará e Maranhão, onde os nascimentos ocorreram mais entre mulheres com até 24 anos.

Cai proporção de registros de nascimento fora da época

Documento fundamental para o exercício da cidadania, o registro civil de nascimento está mais acessível ao brasileiro. Pesquisa divulgada nesta sexta-feira pelo IBGE, que traz uma série revisada dos sub-registros de nascimento, ou seja, aqueles não realizados no ano em que ocorreram ou nos primeiros três meses do ano seguinte, revela que, em uma década, o percentual de sub-registros caiu de 20,3% para 6,7%, considerando o período entre 2002 e 2012.

Além disso, no país, a proporção de registros extemporâneos, ou seja, fora da época considerada apropriada, passou de 26,3% para 6,2%, entre 2002 e 2012. O avanço foi particularmente notado no Maranhão, onde a proporção passou de 67,4% para 15,4%, no mesmo período. Desde a aprovação da lei 9.534, de 1997, que instituiu a gratuidade na emissão do documento, uma série de iniciativas governamentais tentam ampliar a cobertura da população registrada em cartórios, dentro dos prazos legais.

Cláudio Crespo, responsável pela Coordenação de População e Indicadores Sociais, observa que a melhoria no indicador é reflexo de uma série de esforços, como a realização de mutirões de registro de nascimento.

– É uma informação importante não só para os estudos demográficos, mas também porque representa um número crescente de crianças que são registradas no próprio ano de nascimento. Essa é uma preocupação social, e a década mostrou que houve um esforço significativo, um conjunto de campanhas que vem sendo realizadas continuamente. Há uma ação dos cartórios junto com as maternidades, em especial as públicas, que tem propiciado que pais e mães registrem seus filhos logo nos primeiros dias após o nascimento. É uma importante medida de diagnóstico dos direitos humanos das crianças.

O Globo

Brasileiros estão casando mais tarde, mostra levantamento do IBGE

Os brasileiros estão indo cada vez mais tarde para o altar. A idade média dos solteiros na data do casamento, que era 26 anos para os homens, em 2002, subiu para 28 anos, em 2012. As mulheres, no mesmo período, a idade média no dia de núpcias subiu de 23 para 25 anos.

O dado faz parte do levantamento Estatísticas do Registro Civil, divulgado hoje (20) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Atualmente, 29% das mulheres estão dizendo “sim” entre 25 e 29 anos de idade. Outros 20% das noivas têm de 30 a 34 anos. Mesmo para aquelas mais maduras, entre 35 e 39 anos, o matrimônio continua uma realidade concreta, representando 12,2% do total.

Se para elas a subida ao altar vai se tornando uma experiência cada vez mais tardia, para eles a idade aumenta ainda mais. Segundo o IBGE, 31,3% dos noivos têm entre 25 e 29 anos de idade e 24,6% trocam alianças entre 30 e 34 anos. Já os quarentões (de 40 a 49 anos) correspondem a 18,2% dos casados. Os números são referentes ao ano de 2012 e mostram forte tendência ao casamento tardio. Na faixa dos quarenta, em 2002, o número de casamentos era de 9,1%.

Outra informação apontada no levantamento mostra que é crescente em todas as regiões do país a proporção de casamentos em que as mulheres são mais velhas. Em 2002, esses casos eram 20,7% do total e passaram para 24% em 2012. Ou seja, em quase um quarto dos casamentos, as mulheres são mais velhas que os homens.

Agência Brasil

FOTO: "Candidata" a primeira dama? Aécio Neves se casa com gaúcha no Rio de Janeiro

namorada-aecioEm cerimônia discreta no Rio de Janeiro, o senador e presidenciável, Aécio Neves (PSDB-MG), 53 anos, casou-se na sexta-feira passada.

Ao lado de parentes e de amigos íntimos, Aécio oficializou o enlace com a ex-modelo gaúcha Letícia Weber, 34 anos, sua namorada há cinco anos. A união foi sacramentada no civil.

Após o casório, os noivos foram Nova York. Lá, o tucano fez palestra para empresários. As informações são da assessoria de imprensa do senador.

Segundo a coluna de Bruno Astuto, na revista Época, Letícia tem as iniciais A. N. tatuadas atrás da orelha direita. O padrinho do casamento foi o melhor amigo do político, o empresário Alexandre Accioly.

Letícia é natural de Panambi, interior do Rio Grande do Sul, e se mudou para Santa Catarina com a família em 2003, quando tinha 25 anos. Lá, atuou como modelo na Ford Models até conhecer Aécio Neves. O primeiro registro em foto deles juntos foi feito em Jurerê Internacional, em outubro de 2009.

Aécio já foi casado com Andréa Galvão, com quem tem uma filha, Gabriela, de 21 anos. O casamento terminou quando o tucano era governador de Minas Gerais.

O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Luana disse:

    Que mulher linda! Parabéns senador. Esperamos que esse possa ser o casal presidencial em 2014!

  2. Leonardo Goncalves disse:

    Esta linda moça tem tudo para ser a primeira dama. Afinal é esposa do melhor candidato que temos para governar o Brasil pelos proximos 4 anos !! #AECIOPRESIDENTE

  3. Alice disse:

    Espero que seja a primeira dama sim… alias o senador tem muito bom gosto! Linda mulher, formam um belo casal! Estou apostando minhas fichas em Aécio, é o meu candidato!

  4. Critstina disse:

    Parabéns ao casal. Pra que casar fazendo estardalhaço? Isso é coisa de quem quer chamar atenção. o foco de Aécio é a política!

VÍDEO: Jovem surpreende e pede companheira em casamento debaixo d'água, na praia de Maracajaú-RN

Untitled-5Clique aqui e confira o vídeo criativo e emocionante

Rafael Freitas e Geisa Modesto, que namoram há quase cinco anos, são naturais de Tangará da Serra, no Mato Grosso, e vieram de férias para Natal.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. mr. love disse:

    O amor é lindo, os personagens é que são feios. Assim caminha a humanidade.

Pode ser rico ou pobre: Chinês está oferecendo R$ 143 milhões para um homem se casar com sua filha lésbica

238Ao descobrir que Gigi, sua filha de 33 anos, foi morar com sua namorada, Cecil Chao ficou revoltado e resolveu tomar uma atitude drástica. Ele foi aos jornais asiáticos e declarou que dará o equivalente a R$ 143 milhões de reais para qualquer homem que se casar com sua filha.

Não importa se é rico ou pobre: “O que mais importa é que ele seja generoso e tenha um bom coração”, declarou o bilionário de 76 anos.

Para estimular os homens do país a criarem coragem, ele ressaltou as qualidades de sua filha: “É uma boa mulher, talentosa e bonita. Ela é dedicada com seus pais e bastante generosa, fazendo trabalhos voluntários”.

Segundo ele, o casamento de sua filha com uma mulher não representa absolutamente nada, mesmo sendo um namoro de muitos anos. No país o casamento não é legalizado e oficialmente ela é solteira.

Ainda segundo ele, o genro terá não só o dote milionário como também uma “mãozinha” nos negócios, caso ele queira montar uma empresa.

Gigi é formada pela Universidade de Manchester em arquitetura, no Reino Unido. Ela é diretora executiva da empresa do pai, a Cheuk Nang Holdings.

Irritada com o comportamento do pai, Gigi declarou: “Não estou mais aceitando convites em minhas redes sociais. Quanto ao meu pai, trata-se de uma figura bastante conhecida em eventos públicos, nos quais usualmente pode ser visto em companhia da mais nova namorada”.

Jornal Ciência

Scheila Carvalho descobre traição do marido Tony Salles e chora

Sexta eliminada da Fazenda 6, Scheila Carvalho viveu uma manhã de fortes emoções nesta quarta-feira (14). Após sua participação no programa Hoje em Dia, a ex-dançarina do É o Tchan recebeu a notícia da traição de seu marido Tony Salles com a empresária mineira Kamyla Simioni, chorou, mas preferiu não se pronunciar sobre o assunto.

14_44_20_444_fileNos minutos finais do Hoje em Dia, a apresentadora Chris Flores avisou Scheila que uma notícia grave envolvendo sua família seria dada por uma psicóloga. A ex-peoa, então, foi para o camarim, onde recebeu a novidade com muita surpresa e se emocionou. Nos corredores, era possível ouvi-la chorando ao conversar com Tony Salles por telefone.

Quase uma hora depois, no entanto, Scheila deixou o local reservado com um semblante tranquilo e com seu habitual sorriso no rosto. Pacientemente, Scheila atendeu a todos os profissionais da Record e topou participar de seus compromissos na emissora. Apesar de optar por não se pronunciar sobre a traição, Scheila revelou seu maior desejo, assim que terminar as gravações desta quarta-feira (14).

— Quero ver a minha família, óbvio. É o que eu mais quero agora, ver minha filha e meu marido, todo mundo. Matar as saudades dos amigos, né?

Scheila reafirmou a importância de seu marido Tony Salles e da filha Giulia em sua vida e elegeu o momento mais marcante de sua permanência no reality.

— A parte que mais me emocionou foi quando eles pediram pra gente deixar uma mensagem pra família

Surge na internet nova rede social apenas para pessoas que desejam casar

Sites de relacionamento existem muitos, mas uma plataforma que pretende reunir pessoas que efetivamente pretendem casar é uma novidade. O site, lançado recentemente com o sugestivo nome de Marry Me Already (case-se comigo agora), é claro com os possíveis clientes logo em sua página inicial. Nela, há a mensagem: “Encontre um marido, uma esposa, o amor da sua vida”.

A plataforma foi desenvolvida pelo casal norte-americano Candy Tolentino e Josh Black. “Normalmente, em uma experiência de encontro virtual, você passa muito tempo analisando candidatos com base na aparência, como eles combinam com sua personalidade e no fim você não sabe o quanto eles estão dispostos a encarar relacionamentos sérios”, afirmou Black ao site do The Washington Post.

Desafio. Chama a atenção a iniciativa adotada pelo casal de empreendedores para tentar se diferenciar em um mercado extremamente concorrido. O principal desafio do Marry Me Already, entretanto, será a curadoria dos participantes – como saber ao certo se os participantes estão efetivamente dispostos a casar com uma pessoa que conhecerão pela internet. Superar essa questão – e saber comunicar isso ao consumidor – será a chave do sucesso para esse pequeno empreendimento.

Estadão

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. olavo dias disse:

    Mudando de assunto,gostaria de saber se é verdade que a secretária municipal de educação foi fazer turismo no exterior, deixando as crianças abondonadas com a greve

CNJ obriga cartórios a celebrar casamento entre pessoas do mesmo sexo

972296_656573191024413_825580316_n Os cartórios de todo o Brasil serão obrigados a celebrar casamento civil entre pessoas do mesmo sexo. Por decisão do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), os cartórios terão de converter as uniões estáveis homoafetivas em casamento civil, mesmo que ainda não haja previsão legal para isso.

A proposta foi apresentada pelo presidente do CNJ, Joaquim Barbosa, que também preside o Supremo Tribunal Federal (STF), e aprovada por 14 a 1. A conselheira Maria Cristina Peduzzi foi a única a votar contra a aprovação da resolução, sob o argumento de que, para permitir o casamento civil entre pessoas do mesmo sexo, o Congresso teria de aprovar um projeto de lei. Há projetos em tramitação no Congresso sobre o casamento civil de pessoas do mesmo sexo.

A resolução aprovada pelo CNJ diz que: “É vedada às autoridades competentes a recusa de habilitação, celebração de casamento civil ou de conversão de união estável em casamento entre pessoas de mesmo (mais…)

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Maurício Giovani disse:

    Pelo menos o CNJ não tem poder para obrigar o tabelião a dizer a famosa frase na celebração depois do sim, ou seja, em nome da Lei Civil, eu vos declaro marido e mulher. Ou vai ser marido e marido ou mulher e mulher. Muito estranho isso.

Apenas o RN e mais dois estados não autorizam casamento gay no Nordeste

Como o Brasil não assumiu a causa nacionalmente, com o Congresso relutando sobre o tema, virou missão do Poder Judiciário de cada estado autorizar o casamento civil entre pessoas do mesmo sexo. E, aos poucos, homossexuais começam a enxergar avanços em relação aos seus direitos. Em 12 estados, além do Distrito Federal, o casamento entre pessoas do mesmo sexo já garante direitos até há bem pouco tempo inalcançáveis, como receber herança do parceiro. As autorizações às uniões homoafetivas também passam a facilitar alguns processos, como a adoção de crianças por pessoas do mesmo sexo.

No Nordeste, apenas Rio Grande do Norte, Pernambuco e Maranhão não autorizam a união civil. Segundo a Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT), nos estados em que é autorizado já há provimentos das corregedorias de Tribunais de Justiça determinando que os cartórios realizem o casamento civil e a conversão da união estável de gays em casamento civil entre homossexuais. Foi a partir da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que, em 2011, reconheceu aos casais do mesmo sexo o direito à união estável que os Tribunais de Justiça começaram a autorizar o casamento país afora.

Hoje, mais de uma década depois do projeto apresentado pela então deputada Marta Suplicy pedindo o reconhecimento da união entre homossexuais, esse direito é garantido nos estados de Alagoas, Sergipe, Espírito Santo, Bahia, Piauí, São Paulo, Ceará, Mato Grosso do Sul, Paraná, Rondônia, Santa Catarina e Paraíba, além do Distrito Federal. No Rio de Janeiro, o Tribunal de Justiça diminuiu a burocracia, mas ainda cabe a cada juiz decidir sobre os pedidos.

Com informações de O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. JONAS disse:

    QUE FIQUE SEM AUTORIZAR SEMPRE!!! DEUS CRIOU ADÃO E EVA!! E NÃO ADÃO E IVO!!!

  2. Paulo Roberto disse:

    É isto Ricardo!A Justiça tem que se preocupar com assuntos relevantes e deixar a
    "baitolagem" em paz.

  3. Ricardo Silva disse:

    Isso é uma besteira, quem quiser casar que case, ninguém vai mudar mais isso temos que aceitar este novo tipo de família, em vez da justiça esta discutindo isso deveria colocar um bando de bandidos, estrupadores, assassinos na cadeia.

Casamento te faz economizar 5 mil reais por ano

casamento-araceliSer solteiro dá prejuízo. Você pode até gastar menos com cinema, presentes e jantares. Em compensação, os casais costumam passar mais tempo em casa, de conchinha, sem torrar tanto dinheiro em festas e baladas. E quando juntam os chinelos ainda gastam menos grana do que os solteiros. No fim das contas, esses casais economizam quase 5 mil reais por ano.

E eles nem precisam se esforçar. Apesar das economias, os casais têm mais privilégios que os solteiros – como viajar todo mês, conhecer outros países, contratar uma empregada ou trocar de carro a cada três anos. Pelo menos foi assim com mais de 2 mil pessoas, entre 16 e 55 anos, entrevistadas por uma empresa britânica de serviços bancários online.

Com a mudança no estilo de vida e a divisão das contas, os entrevistados que viviam junto com o namorado (ou marido) economizavam mais do que os solteiros: no fim do mês, tinham, em média, 400 reais a mais. Ou seja, por ano, os solteirões gastavam quase 5 mil reais a mais. Se for somar a economia dos dois membros do casal, a grana sobe para quase 10 mil reais. Dá pra fazer uma viagem e tanto…

Mas e aí será que vale a pena? Liberdade total ou vida tranquila com economia?

(Via Daily Mail)