Segurança

Guarda Municipal intensifica combate a paredões de som em postos de combustíveis em Natal

Foto: Divulgação

O Grupamento de Ação Ambiental da Guarda Municipal do Natal (Gaam/GMN) está intensificando o patrulhamento na área de postos de combustíveis da capital onde está ocorrendo frequente utilização de paredões de som automotivo. Uma ação realizada na noite desta terça-feira (29/10), resultou na apreensão de um equipamento que estava acionado num posto de combustível situado na Avenida da Integração, nas proximidades do Parque da Cidade do Natal.

Os guardas municipais foram acionados via Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp) e ao chegaram no local da ocorrência flagraram o paredão de som ligado num veículo modelo Peugeot 208 Active, enquanto o responsável fazia uso de bebida alcoólica com outras pessoas. “Informamos ao proprietário sobre a proibição e ao responsável pelo posto também, porém no local já foram registradas diversas reincidências desse tipo de transgressão”, comentou a coordenadora do Gaam/GMN, Francineide Maria.

O paredão de som foi recolhido pelos guardas municipais e levado para o setor de apreensão na sede administrativa da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb), onde foi registrada a ocorrência. O responsável pelo descumprimento da lei municipal 6.246/2011 é passível de multa que pode variar de 300 a 3.000 unidades fiscal de referência (Ufir).

Outro agravante é que o proprietário de veículo flagrado perturbando o sossego público pode ser multado sem a necessidade de medição dos decibéis, com base em resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran). Nessa situação, basta que o agente registre no auto de infração a forma de constatação da transgressão. A infração é considerada grave, registra cinco pontos na CNH e tem penalidade pecuniária de R$ 195,23.

O subcomandante de Segurança da GMN, Carlos Cruz, lembrou que as equipes de patrulhamento do Grupamento Ambiental da GMN estão 24h realizando rondas na cidade e qualquer flagrante desse tipo de delito o cidadão pode denunciar ligando para o telefone 190 do Ciosp que as viaturas do Gaam serão acionadas para averiguar a denúncia. “Nesse caso o cidadão não precisa se identificar, basta orientar o local e a ação delituosa”, concluiu o subcomandante Cruz.

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Denúncia

Cresce número de denúncias contra paredões de som em Natal

Foto: Divulgação/Semurb

O número de denúncias dos casos de poluição sonora em Natal duplicou no primeiro quadrimestre deste ano, em relação ao mesmo período de 2018. Os dados são do balanço parcial realizado pela Secretaria de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb). Os alvos principais das reclamações envolvem o uso de paredões de som, que são proibidos por lei.

Em janeiro de 2018 foram recebidas 36 denúncias, no comparativo a 2019, esse número chegou a 59. Já em fevereiro de 2018, a Semurb recebeu o total de 20; em 2019, 67. Enquanto que no mês de março do ano passado obteve 18 reclamações de poluição sonora, já em 2019 foram 73. E por fim, em abril, de 2018, a secretaria fechou o mês com 28 denúncias e em menos da metade de abril deste ano, já chegamos a 22 denúncias registradas.

Para o supervisor de fiscalização de Poluição Atmosférica e Sonora da pasta, Gustavo Szilagyi, a participação da sociedade foi o fator decisivo para esse crescimento no número de denúncias. “Os números do balanço revelam o quanto à comunidade acredita no trabalho desenvolvido pela Semurb, a fim de garantir à ordem e a manutenção do sossego”, diz.

Ainda segundo os dados, entre janeiro de 2018 a março de 2019, a zona Oeste lidera o ranking dos casos de poluição sonora na cidade com 67 denúncias envolvendo paredões de som; sendo o bairro de Felipe Camarão líder com um total de 18. Em seguida vem a zona Norte com 44, sendo o bairro de Lagoa Azul o que possuí maior número de denúncias, 14 no total. A zona Sul aparece em 3º lugar com 34, no entanto o bairro de Ponta Negra está empatado no número denúncias com Felipe Camarão (18). Já a zona Leste está em último lugar com 17, tendo o bairro do Alecrim a liderança com cinco denúncias.

A lei de nº 6.246, sancionada em 2011, proíbe o funcionamento dos equipamentos de som automotivos popularmente conhecidos como paredões do som nas vias, praças, praias e demais logradouros públicos e, também, em espaços privados do município de Natal. O descumprimento do estabelecido nesta lei acarretará a apreensão imediata do equipamento, além de aplicação de multa que pode chegar a sete mil reais.

“A Semurb oferece meios para que o cidadão realize a denúncia sem que necessariamente precise se identificar, um deles é a Ouvidoria da pasta” explica o supervisor. O cidadão pode denunciar pelo telefone 190 do Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp), a noite e nos finais de semana. Ou ainda pelo 3616-9829 (Ouvidoria da Semurb) de segunda a sexta das 8h às 14h.

 

Opinião dos leitores

  1. E no interior, o quê fazer se nem a polícia nada faz e quase todos os policiais são coniventes com os donos de paredões?

  2. Típica forma do brasileiro mostrar sua falta de educação e respeito ao próximo. Carros de propaganda também devem ser fiscalizados, é um absurdo ainda ter que conviver com esse tipo de gente da idade média.

  3. Típica forma do brasileiro mostrar sua falta de educação e respeito ao próximo. Carros de propaganda também devem ser fiscalizados, é um absurdo ainda ter que conviver com esse tipo de gente mal educado.

  4. Com todo respeito, mas esse tal de paredão é uma das mais odientas forma de expressar a falta de educação de uma pessoa. Alguém que tenha tido uma boa educação não incomoda a vizinhança com barulho tão infernal. Inclusive faz um mal terrível ao aparelho auditivo do dono e de quem está próximo

  5. Se a prefeitura for pra cima, não só de paredões como de sons normais de carro e de residências, que ultrapassem os decibéis previstos do "sossego", não vai ter pátio que dê jeito para guardar os equipamentos.
    O pessoal ainda nem aprendeu a jogar lixo no lixo, imagina acreditar que por som ensurdecedor é um tipo de poluição. Educação Zero.

  6. Para os fiscais da semurb, é fácil apreender os equipamentos de som
    O difícil é você chegar lá, e encontrar os equipamentos completos
    Por exemplo: o meu foi apreendido paguei multa, mais na hora de retirar o som tinha sumido..Isso pode @prefeituradonatal?

    1. Que bom vc nunca mais vai incomodar ninguém. Educacao deve ser aprendida nem que seja dessa forma.

    2. Caro Lucas, não é fácil para os fiscais da SEMURB apreender o som de ninguém, pois tal procedimento é desgastante e perigoso. Em boa parte dos casos que resultam em apreensão há pessoas ingerindo álcool, o local não oferece segurança aos agentes públicos, e por aí vai!
      Em relação ao seu equipamento, seria honesto da sua parte explicar que houve um equívoco em uma das devoluções, tendo parte do seu equipamento sido recebido por outra pessoa, que inclusive usou de má fé e ocasionou esse transtorno.
      Resta-lhe esclarecer que já adotamos todas as providências no sentido de reaver parte do seu equipamento, uma vez que a principal parcela já fora devidamente devolvido.
      Outrossim, ressalto destacar que hoje pela manhã o seu equipamento foi resgatado, e que, inclusive, já está devidamente recolhido ao nosso depósito de apreensões e lhe será devolvido na primeira oportunidade!
      Não lance inverdades ou tente macular o trabalho da fiscalização ambiental, pois conforme lhe foi informado no dia do ocorrido, você seria indenizado caso seu som não fosse estornado à SEMURB.
      Em virtude do que aconteceu, redobramos os meios de controle e identificação dos materiais e equipamentos apreendidos, de tal sorte que em um próximo momento em que flagrarmos você descumprindo a legislação vigente e perturbando a população, possamos agravar a multa e melhor catalogar seu equipamento com a eficiência e profissionalismo que se espera do serviço público.

      Fé na missão!

    3. Pode e dessa maneira você aprende a não perturbar o sossego alheio com sua falta de educação. Vivemos em sociedade e você tem por obrigação respeitar e não incomodar o seu vizinho. Use um fone intra auricular e e não encha o saco de ninguém!

    4. Gaste seu dinheiro com livros.

      Bote na sua cabeça que o som tem que ser ambiente , foi inventar de querer aparecer para os amigos, mulherada pegue dor de cabeça kkkkk

    5. Da próxima vez, se for for burro o suficiente para repetir, ao invés de devolverem incompleto, torço para devolverem as cinzas.
      Esse povo é uma bando de sem noção.
      Parabéns a SEMURB e a Leonardo pelo brilhante, útil e relevante trabalho.
      E quem não quiser passar por algum transtorno, não os cause antes.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

FOTO: Paredões de som são apreendidos em ações da Guarda Municipal em Natal

Foto: Divulgação/Guarda Municipal

Ações sequenciadas do Grupamento Ambiental da Guarda Municipal do Natal (Gaam/GMN) retiram de circulação três paredões de som automotivo que estavam acionados na noite dessa quarta-feira (20), nos bairros do Parque dos Coqueiros e Guarapes. Os guardas municipais expediram os autos de constatação das infrações, identificado os três responsáveis pelos veículos onde estavam instalados os equipamentos de som.

A intervenção dos guardas municipais se deu após o recebimento de denúncias de que veículos estavam com som automotivo ligado em área pública, infringindo a lei municipal 6.246/2011 que proíbe essa conduta. Por ser uma área considerado de risco, foram deslocadas guarnições utilizando armamento de maior potencial, sendo identificada a infração, notificado os responsáveis e apreendido os equipamentos.

Durante a ação um dos autuados não foi colaborativo com os guardas municipais, porém foram aplicados os procedimentos de maneira enérgica e efetivado o cumprimento da lei. “Informações repassadas pela população é de que é comum no local encontro de paredões e já havíamos registrado outras denúncias. Outra coisa é que muitas vezes notificamos pessoas reincidentes que insistem em cometer o delito mesmo após sofrerem punição”, comentou a coordenadora do Gaam/GMN, Francineide Maria.

Além da apreensão dos paredões de som, todos os que estavam no local foram alvos de revista pessoal na busca de algo ilícito, porém nada foi encontrado. A orientação dos guardas municipais foi no sentido de informar que a utilização de paredões de som em via pública configura transgressão a lei municipal que é punida com apreensão do equipamento e multa pecuniária.

O cidadão pode denunciar o uso irregular de paredões de som ligando para o telefone 190 do Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp) que as viaturas do Grupamento de Ação Ambiental da GMN serão acionadas para averiguar a denúncia. A denúncia pode ser feita também pelo 181 (Disk Denúncia- Polícia Civil) ou 3616-9829 (Ouvidoria da Semurb).

Opinião dos leitores

  1. ENFIM NOTICIA BOA
    ATE QUANDO ESTES IDIOTAS SEM NOÇÃO FICARAM PERTUBANDO A VIDA DOS OUTROS COM ESTAS VERDADEIRAS ABERRAÇÕES.
    CREIO QUE DEVERIA TER UM AUMENTO NA PENALIDADE E APREENDER TAMBEM O CARRO E O IDIOTA QUE FICA PERTUBANDO

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *