Polícia Civil do RN prende, em Natal, dois irmãos suspeitos de homicídios, tráfico de drogas e roubo a bancos na Bahia

Foto: Divulgação/Polícia Civil

Policiais civis da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (DEICOR), em operação conjunta com a Delegacia de Polícia Civil de Bom Jesus da Lapa/BA, prenderam, na manhã desta quinta-feira (19), os irmãos Décio Douglas Silva Oliveira, 24 anos, e Roberto Silva Hora, 32 anos.

Após trabalho de investigação, foi confirmado que os dois homens, que são foragidos da justiça baiana e naturais de Bom Jesus da Lapa/BA, estavam morando na Capital Potiguar. Os policiais da DEICOR empreenderam diligências e conseguiram prender Décio Douglas e Roberto Silva, os quais portavam documentos falsos. A prisão aconteceu no bairro Dix Sept Rosado, em Natal.

Os dois irmãos são apontados como chefes de uma facção criminosa na Bahia e seriam responsáveis por diversos crimes de homicídios, além de responderem por tráfico de drogas e roubo a banco no Estado do Mato Grosso. Eles foram encaminhados à DEICOR e autuados em flagrante pelo uso de documento falso.

A Polícia Civil pede que a população continue enviando informações de forma anônima, através do Disque Denúncia 181 ou do Disque DEICOR, através do fone 3232-2862

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

FOTO: Polícia Civil com apoio da PRF prende na Grande Natal integrantes de organização criminosa especializada em roubo a bancos

Foto: Divulgação/Polícia Civil

Policiais Civis da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (DEICOR), com apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF), prenderam, na noite dessa quinta-feira (4), após uma abordagem no posto da PRF em São José de Mipibu, Wellington Silva de Miranda Dias, conhecido como “Netinho”, 23 anos de idade, Osivaldo Costa Ambrósio, conhecido como “Galeguinho”, 32 anos, Marcos Felipe Alves Gomes, 30 anos, Emerson Silva Souza, 28 anos, e apreenderam um adolescente de 17 anos, suspeitos de integrarem uma organização criminosa especializada em roubos a bancos. Os suspeitos foram autuados em flagrante por associação criminosa armada, porte ilegal de arma de fogo, receptação e corrupção de menores.

Segundo denúncias anônimas, o grupo estava voltando do município de Carpina/PE, depois de deixar um veículo com ocorrência de furto, onde teria realizado o levantamento dos bancos existentes na região. Em interrogatório, os suspeitos confessaram que haviam levado o veículo roubado para se esconderem no município em Pernambuco e, posteriormente, praticarem um roubo a agência bancária daquela cidade, além de roubo a uma carga de frios. No veículo, foram encontradas armas de fogo.

Além disso, existiam mandados de prisão em aberto em desfavor dos suspeitos. Wellington Silva “Netinho” estava com mandado de prisão em aberto da operação “Ariús”, referente à investigação do roubo de mais de um milhão a uma agência bancária no município de Macaíba. Marcos Felipe estava com mandado de prisão em aberto oriundo da Comarca do Mato Grosso também por roubo. Osilvado Costa responde por um homicídio no município de São Paulo do Potengi contra um policial militar, além de outros processos.

A Polícia Civil solicita a ajuda da população para envio de informações que possam auxiliar nas investigações. Qualquer informação poderá ser comunicada por meio do disque denúncia anônimo, número 181.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Humberto disse:

    Se fosse parente meu eu gostaria que a policia o desse fim .

  2. Lucas disse:

    Era pra matar mesmo essas desgraças porque eles tem coragem de matar qualquer um que aparecer na frente deles.Leva eles pra tua casa pra eles fazerem o rapa lá

  3. judson silva disse:

    daqui a pouco estão soltos…
    a polícia deveria matar esse tipo de gente, afinal esses bandidos não economizam balas na hora de atirar na polícia.

Pastor evangélico é preso suspeito de chefiar quadrilha que sequestra gerentes de bancos em 2 estados

Tático Integrado de Grupos de Repressões Especiais (Tigre) prendeu sete pessoas suspeitas de sequestrar gerentes para roubar bancos no Paraná e em Santa Catarina. O chefe da quadrilha, de acordo com o Tigre, é pastor evangélico.

Com os suspeitos, a polícia apreendeu veículos e quase R$ 250 mil. A operação durou dois meses e foi deflagrada em Curitiba; em Matinhos, no litoral do estado; em Ponta Grossa, nos Campos Gerais do Paraná; e em Itajaí, em Santa Catarina.

Ainda conforme o Tigre, o chefe da quadrilha gastava parte do dinheiro com carros novos e viagens de luxo.

O delegado responsável pelas investigações, Luiz Fernando Artigas, deve apresentar os presos em uma coletiva de imprensa na tarde desta quinta-feira (19).

G1-PR

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. ferreira disse:

    No meu entendimento não se trata de um pastor e sim de um "suposto pastor", pois um pastor que segue a Bíblia e procura viver dentro dos moldes estabelecidos por Cristo não se envolverá em crime algum. Da mesma maneira deveria ser, se fosse o caso, ¨suposto Padre.