Polícia Civil do RN prende, em Natal, dois irmãos suspeitos de homicídios, tráfico de drogas e roubo a bancos na Bahia

Foto: Divulgação/Polícia Civil

Policiais civis da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (DEICOR), em operação conjunta com a Delegacia de Polícia Civil de Bom Jesus da Lapa/BA, prenderam, na manhã desta quinta-feira (19), os irmãos Décio Douglas Silva Oliveira, 24 anos, e Roberto Silva Hora, 32 anos.

Após trabalho de investigação, foi confirmado que os dois homens, que são foragidos da justiça baiana e naturais de Bom Jesus da Lapa/BA, estavam morando na Capital Potiguar. Os policiais da DEICOR empreenderam diligências e conseguiram prender Décio Douglas e Roberto Silva, os quais portavam documentos falsos. A prisão aconteceu no bairro Dix Sept Rosado, em Natal.

Os dois irmãos são apontados como chefes de uma facção criminosa na Bahia e seriam responsáveis por diversos crimes de homicídios, além de responderem por tráfico de drogas e roubo a banco no Estado do Mato Grosso. Eles foram encaminhados à DEICOR e autuados em flagrante pelo uso de documento falso.

A Polícia Civil pede que a população continue enviando informações de forma anônima, através do Disque Denúncia 181 ou do Disque DEICOR, através do fone 3232-2862

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

Polícia Civil deflagra Operação contra tráfico de drogas, prende quatro pessoas e apreende adolescente no interior do RN

Foto: Divulgação/Polícia Civil

A Delegacia Municipal de Jardim do Seridó, com apoio da 3ª Delegacia Regional de Polícia (DRP) de Caicó, deflagrou, na manhã desta quinta-feira (29), uma operação contra o tráfico de drogas no município de Jardim do Seridó, que resultou na prisão de três homens e de uma mulher, além da apreensão de um adolescente. Durante as diligências, foram cumpridos oito mandados de busca e apreensão.

Foram presos: Crismarque do Nascimento Avelino, 26 anos, Carlos Anderson dos Santos André, 23 anos, João Pedro de Oliveira Pereira, 18 anos, e Fabiana Cristina da Silva, 30 anos. Um adolescente de 16 anos foi apreendido. Ao longo da operação foram apreendidos, aproximadamente, 1,11kg de drogas, entre “crack”, cocaína e maconha, além de outros apetrechos relacionados com o tráfico.

Todos eles foram autuados pela prática do crime de tráfico de drogas e encaminhados ao sistema prisional, onde ficarão à disposição da Justiça.

A Polícia Civil pede que a população continue enviando informações de forma anônima, através do Disque Denúncia 181.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

 

FOTO: Polícia Civil prende casal por tráfico de drogas em Parnamirim; 56 porções de cocaína e porções de maconha

Foto: Divulgação/Polícia Civil

Policiais civis da 2ª Delegacia de Parnamirim deram cumprimento, na manhã desta sexta-feira (16), a um mandado de busca e apreensão em uma residência no bairro Liberdade, no município de Parnamirim. Foram presos em flagrante Paulo de Tarço Morais de Oliveira, 36 anos, e Patrícia Dantas da Silva, 37 anos. Ambos foram autuados pela prática dos crimes de associação para o tráfico de drogas e tráfico de drogas.

No local, os policiais civis apreenderam com o casal: 56 porções de cocaína, sete porções de maconha, além de diversos objetos utilizados no tráfico de drogas. No momento da ação policial, os suspeitos tentaram se desfazer das drogas, mas foram flagrados e autuados pelos policiais.

Paulo Tarço e Patrícia Dantas foram conduzidos até a delegacia e encaminhados ao sistema prisional, onde ficarão à disposição da Justiça.

A Polícia Civil pede que a população continue enviando informações de forma anônima, através do Disque Denúncia 181 ou Disque Denúncia da 2ª DP de Parnamirim, por meio do aplicativo WhatsApp: (84) 9 8135-6724.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

Apreensões de recursos provenientes do crime organizado e da lavagem de dinheiro do tráfico de drogas neste ano já ultrapassam o ano passado, e Moro cumprimenta PF

Sergio Moro foi ao Twitter nesta segunda-feira para cumprimentar a Polícia Federal, que atualizou os dados sobre apreensões de recursos provenientes do crime organizado e da lavagem de dinheiro do tráfico de drogas.

Segundo a PF, os valores dos bens apreendidos de janeiro a julho de 2019 já ultrapassam as apreensões feitas durante todo o ano passado.

Em 2018, foram apreendidos R$ 451 milhões. Em 2019, esse valor já passa dos R$ 548 milhões.

“Estratégia universal, prisão dos membros do grupo, isolamento dos líderes, sequestro e confisco do patrimônio do crime. O crime não pode compensar”, tuitou Moro.

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Jv disse:

    Sou fã incondicional de Sérgio Moro. O Brasil tem uma dívida grande com ele.

  2. Tata disse:

    MORO, MEU FUTURO PRESIDENTE!!!

  3. Ems disse:

    É por isso que a "esquerdalha" não gosta do Moro !

Câmara Criminal do TJ mantém sentença que condenou homens por tráfico de drogas no RN e PB

Os desembargadores que integram a Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do RN mantiveram sentença da 1ª Vara Criminal da comarca de Parnamirim, a qual condenou dois homens por tráfico e associação ao tráfico de drogas, bem como por porte ilegal de armas. As penas aplicadas para Jefferson Antunes do Nascimento e Francisco Sidnei Silva Dantas, chegaram a 11 e 14 anos de reclusão em regime inicial fechado, respectivamente.

Em sede de Apelação Criminal, a defesa dos réus alegou, dentre outros pontos, a suposta ilicitude das provas, em especial das interceptações telefônicas, e, consequentemente, das provas delas derivadas.

A decisão do órgão colegiado, contudo, ressaltou que a tese defensiva não encontra sustentáculo jurídico, pois as buscas e apreensões se deram após perseguição veicular a Jefferson Antunes, por meio da qual se verificou, no interior do automóvel, drogas e armamento.

A acompanhante de um deles também indicou onde haveria mais elementos probatórios e conduziu os policiais para os domicílios, nos quais foi caracterizado estado de flagrância, não existindo, porquanto, qualquer mácula, independentemente da existência ou não de mandado judicial.

Neste entendimento, a Câmara Criminal também ressaltou a jurisprudência do Superior Tribunal de Justiça (STJ), a qual destaca que o estado de flagrante do delito de tráfico gera uma das exceções à inviolabilidade de domicílio prevista no inciso XI do artigo 5º da Constituição Federal, sendo permitida a entrada em domicílio independente do horário ou da existência de mandado. A decisão também enfatizou que ficou “clara a parceria entre os apelantes”, para a venda de drogas, inclusive para fora do estado do Rio Grande do Norte.

Segundo os depoimentos, as drogas também eram comercializadas no estado da Paraíba, nas cidades de João Pessoa e Campina Grande.

O julgamento da Câmara Criminal também enfatizou que, conforme ratificada a condenação na segunda instância, fica autorizada, desde já, a execução provisória da pena, conforme decidido pelo Plenário do Supremo Tribunal Federal, no julgamento liminar da medida cautelar na ADC nº 43/DF.

(Apelação Criminal n° 2019.000425-7)
TJRN

FOTO: Polícia Civil prende dois por tráfico de drogas no interior do RN e apreende “pés de maconha”

Foto: Divulgação/Polícia Civil

Policiais civis da 9ª Delegacia Regional de Polícia deram cumprimento, na manhã dessa terça-feira (28), a mandados de busca e apreensão em desfavor de Carlos Daniel Souto Dantas. Na residência dele, foram apreendidos alguns “pés de maconha”. Rauene da Costa Lourenço também estava no local. Ambos foram autuados em flagrante pelo crime de tráfico de drogas.

Eles foram presos durante a Operação Cronos II, que foi deflagrada em todo o país, com o objetivo de prender investigados por crimes de homicídios e feminicídio. No Rio Grande do Norte, a operação resultou na prisão de 85 pessoas e na apreensão de seis adolescentes. Entre as prisões efetivadas, 25 foram por homicídios (tentados ou consumados), 18 por tráfico de drogas, 25 por roubo/furto (sendo um latrocínio), cinco por posse de arma de fogo, três por violência doméstica e cinco por estupro.

Carlos Daniel e Raune da Costa foram conduzidos à delegacia e encaminhados ao sistema prisional, onde ficarão à disposição da Justiça.

Suspeito de chefiar tráfico de drogas morre em confronto com policiais na Grande Natal

Foto: Polícia Civil do RN/Divulgação

Um homem morreu no final da madrugada desta segunda-feira (20) após ser baleado durante um confronto com policiais civis e militares na comunidade Padre João Maria, em São Gonçalo do Amarante, cidade da Grande Natal. A notícia é destaque no portal G1-RN nesta manhã. De acordo com a Polícia, o morto foi identificado é apontado como chefe do tráfico de drogas na região. Com ele foram apreendidos uma pistola e uma espingarda.

Segundo a Polícia, havia um mandado de prisão contra o suspeito que era procurado por tráfico de drogas e também por homicídio. A ação policial ocorreu por volta das 5h.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Ana leticia disse:

    -1
    .PM

STF concede prisão domiciliar a mãe de dois filhos menores de 12 anos acusada de tráfico de drogas

Foto: Twitter STF

Em sessão extraordinária na manhã desta terça-feira (7), a Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) substituiu a prisão preventiva de uma acusada de tráfico de drogas, mãe de filhos com 10 e 7 anos de idade, por prisão domiciliar. A decisão, unânime, deu-se na análise do Habeas Corpus (HC) 156792.
O relator, ministro Marco Aurélio, apontou que o inciso V do artigo 318 do Código de Processo Penal (CPP) faculta ao juiz a conversão da custódia cautelar em domiciliar quando o agente for mulher com filho de até 12 anos de idade incompletos. Destacou ainda que a acusada foi flagrada com a droga em via pública e não na sua residência, é primária e foi denunciada por delito praticado sem emprego de violência, grave ameaça ou contra descendente.

O ministro Luís Roberto Barroso destacou também a decisão da Segunda Turma do STF que concedeu habeas corpus coletivo (HC 143641) em nome de todas as mulheres presas grávidas e mães de crianças com até 12 anos de idade. O ministro Alexandre de Moraes ressaltou ainda a possibilidade de a droga ter sido passada a ela para evitar a prisão em flagrante do companheiro, que era reincidente no crime. A ministra Rosa Weber também acompanhou o relator.

A prisão preventiva foi decretada pelo juízo da Vara Agrária de Castanhal (PA) sob a fundamentação da quantidade de droga apreendida (dois quilos de cocaína) e da garantia da ordem pública, da instrução processual e da aplicação da lei penal. O Tribunal de Justiça do Pará e o Superior Tribunal de Justiça negaram HCs impetrados pela defesa.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. daniel soares disse:

    ótimo, agora os traficantes vão cooptar grávidas e mães de filhos pequenos para o tráfico, perfeito

FOTO: Polícia Civil prende integrante de facção criminosa por posse ilegal de arma e tráfico de drogas em Natal

Foto: Divulgação/Polícia Civil

Policiais Civis da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (DEICOR) prenderam, nessa segunda-feira (22), Williandro Sales Pinto da Silva, conhecido como “Binho”, 21 anos. Ele foi autuado por posse ilegal de arma de fogo e tráfico de drogas. A prisão em flagrante ocorreu após denúncias anônimas de que integrantes de uma facção criminosa estariam andado armados, comercializando drogas na região da comunidade do “Japão”.

Na residência de Williandro, “Binho”, localizada na comunidade do “Japão”, no bairro das Quintas, Zona Oeste de Natal, foram encontradas porções de drogas, dinheiro fracionado, uma balança de precisão, um revólver calibre 38 e seis munições. Williandro, “Binho”, foi encaminhado ao Sistema Prisional, onde ficará à disposição da Justiça.

A Polícia Civil pede que a população continue enviando informações de forma anônima, através do Disque Denúncia 181.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Fernando luis disse:

    Importante, importante, maissssssss, vamos aos peixes de grande porte.

Operação da PF na Região Metropolitana de Natal desarticula quadrilha envolvida no tráfico de drogas

Foto: Divulgação/PF

A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira(21) na Região Metropolitana de Natal, a Operação Skunk com o objetivo de desarticular uma quadrilha envolvida no tráfico da substância entorpecente conhecida pelo mesmo nome. O Skunk é uma versão da maconha resultante da manipulação que aumenta o nível de concentração do seu princípio ativo (THC).

Cerca de 25 policiais federais participam do cumprimento das ordens judiciais (5 mandados de busca e apreensão e 4 mandados de prisão temporária) requeridas e deferidas pela 1ª Vara Criminal de Parnamirim/RN.

As investigações da Delegacia de Repressão a Drogas da PF tiveram início logo após uma prisão de um traficante ocorrida no final de 2018, na cidade de Parnamirim.

Naquela oportunidade, um suspeito foi surpreendido quando recebia, via Correios, uma encomenda de Skunk, postada noutro estado. Após o fato, as investigações continuaram e mais envolvidos no crime de tráfico de drogas foram identificados.

Como parte da ação de desarticulação da quadrilha, também foi feito o bloqueio de contas bancárias, o que gerará a desestabilização financeira dos envolvidos, além do que, é missão constitucional da Polícia Federal o combate ao tráfico de entorpecentes, com foco na descapitalização de grupos criminosos. Os presos serão conduzidos para a sede da Polícia Federal, à disposição da Justiça.

Não haverá entrevista coletiva.

FOTO: Brasiliense é preso na Zona Sul de Natal por tráfico de drogas, sob posse de mais de 30 pés de maconha, além de duas estufas

FOTO: PC/ASSECOM

Policiais civis da Divisão Especializada de Combate Ao Crime Organizado (DEICOR) prenderam, nessa terça-feira (26), Rafael Matte Nonato, de 37 anos, no conjunto Pirangi, em Natal. Ele é natural de brasília e foi preso na posse de mais de 30 pés de maconha, além de duas estufas.

Rafael Matte já responde a dois processos por tráfico de drogas e ficará à disposição da Justiça.

FOTOS: Polícia Civil prende suspeito e apreende adolescente por tráfico de drogas em Nova Parnamirim

Uma equipe da 2ª Delegacia Municipal de Parnamirim com apoio da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), do Grupo Penitenciário de Operação com Cães (GPOC) e da Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas (ROCAM) prendeu em flagrante, nesta quinta-feira (17), Pedro Dorlam da Silva, conhecido como “Juquinha”, 20 anos, e apreendeu uma adolescente, suspeitos pela prática de tráfico de drogas.

Em ação realizada na comunidade da Portelinha, em Nova Parnamirim, os agentes, com auxílio dos cães farejadores, encontraram porções de drogas enterradas pelos suspeitos e outra porção escondida em um arbusto no mesmo local. Foram apreendidas pela Polícia, porções de substância semelhante a maconha, e pedras de crack de diversos tamanhos. O material apreendido resultou nas autuações de Pedro Dorlam pelo crime de tráfico de drogas, e da adolescente pelo ato infracional análogo ao tráfico de drogas.

A 2ª DP de Parnamirim conta com o apoio da população para elucidar os crimes existentes na cidade. Para isso, disponibiliza, além do disque-denúncia 181, um número de WhatsApp (84) 98135-6724, para receber as informações, que podem ser repassadas de forma anônima com garantia de sigilo.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Francenilson disse:

    Essa semana também prederam cinco bandidos em Parnamirim com quase 80 k de cocaina mas, ninguém viu a cara deles BG.

FOTO: Polícia Civil prende investigado por tráfico de drogas e porte de arma em Nova Parnamirim

Uma investigação realizada pela equipe da 2a. Delegacia de Polícia Civil de Parnamirim resultou na prisão de Ramonieles Almeida da Silva, conhecido como Ramon, 33 anos, na manhã desta terça-feira (04). O investigado foi detido com apoio da equipe da Delegacia Especializada de Assistência ao Turista (Deatur) mediante o cumprimento de mandado de prisão e responde a três processos criminais, sendo um por tráfico de drogas e dois por porte de arma.

Ramon foi preso quando estava em uma residência, localizada na comunidade da Portelinha, no bairro de Nova Parnamirim. No momento da prisão, os policiais apreenderam com ele uma quantidade de maconha e R$ 1.510,00. Ramon também foi autuado em flagrante pelo crime de tráfico de drogas.

FOTOS: Ação entre Polícia Civil e Militar fecha “boca de fumo” e prende mãe e filho por tráfico de drogas em Assú

Equipes de policiais civis e militares da cidade de Assú realizaram uma ação na noite de terça-feira (20), que resultou no fechamento de um ponto de vendas de drogas e na prisão em flagrante de Marizete Julião do Nascimento Targino, 48 anos, e James Nascimento de Araújo, 18 anos.

As investigações tiveram início após o recebimento de informações sobre a presença de suspeitos por roubos na cidade, em uma casa localizada no bairro Meus Amores, em Assú. O local já era alvo de investigações relacionadas a prática do crime de tráfico de drogas.

Na abordagem policial, os agentes apreenderam porções de cocaína, maconha e crack, além de duas motocicletas. Na casa, Marizete Julião e James Nascimento foram presos em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas, associação criminosa e corrupção de menores. Além de mãe e filho, Charles Nascimento de Araújo, outro filho de Marizete, apontado como responsável pela “boca de fumo”, conseguiu fugir do cerco policial.

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. aranha disse:

    Engraçado que a foto desses dois pobres coitados são distribuídas e exibidas, mas as imagens dos pedófilos, nem pensar. Nem os nomes são divulgados.

    • LUIZ CLAUDIO MELLO disse:

      Verdade.
      A imprensa ao divulga peixe pequeno.
      Já os tubarões metem medo…

FOTOS: Polícia Civil prende suspeitos de tráfico de drogas em Nova Parnamirim

Uma equipe de policiais civis da 2ª Delegacia de Polícia Civil de Parnamirim prendeu, na tarde desta terça-feira (19), Gilson Alves da Silva Júnior e Marcelo Nascimento de França, suspeitos pela prática do crime de tráfico de drogas no bairro de Nova Parnamirim.

Gilson estava traficando em sua própria residência e no momento da abordagem policial, ele estava vendendo drogas a um popular que ali se encontrava. Na ação foi apreendido R$ 1.042,00 (mil e quarenta e dois reais), uma quantidade de drogas e balança de precisão.

A 2ª DP de Parnamirim conta com o apoio da população local para ajudar a elucidar os crimes da cidade. A população pode usar um serviço próprio de “Disque Denúncia”, através do aplicativo What’s App pelo número (84) 9 8135-6724, sendo garantida a preservação do anonimato do denunciante.

Tráfico de drogas lidera número de habeas corpus no STJ, diz ministra

Apenas no primeiro semestre deste ano, dos 12.331 habeas corpus e recursos recebidos no Superior Tribunal de Justiça (STJ), 3.506 são referentes a tráfico de drogas, ou seja, 30% do total. A informação é da presidente do órgão, ministra Laurita Vaz, ao ilustrar problemas na política de drogas no país. “O tráfico e o uso de drogas são males que têm afligido a sociedade de forma crescente nos últimos anos, que nos assusta e trazem por arrasto consequências maléficas”, disse.

A Lei nº 11.343/2006, a chamada Lei de Drogas, completa 10 anos em 2017 e para fazer um balanço da situação, a Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados (Enfam) está promovendo, hoje (25) e amanhã (26), o seminário “10 Anos da Lei de Drogas – Resultados e perspectivas em uma visão multidisciplinar”. O evento tem apoio do STJ e da Associação dos Juízes Federais do Brasil.

Ao participar do encontro, a ministra da Advocacia-Geral da União (AGU), Grace Mendonça, disse que, do ponto de vista da segurança pública, os dados são “estarrecedores”. Ela citou dados do Departamento Penitenciário Nacional, que apontam que um terço dos encarcerados do país tiveram envolvimento com drogas. Dados do Conselho Nacional de Justiça, revelam que em torno de 75% dos jovens infratores são usuários de drogas.

A resolução, segundo a ministra, exige abordagem interdisciplinar, que envolve Judiciário, saúde, ciência política e sociologia. “É importante tratar o tema na perspectiva de assistência aos dependentes, que envolve a reinserção dessa pessoa na sociedade, para que tenha qualidade de vida”, acrescentou, ressaltando que, além da reflexão, o seminário pode levantar propostas qualificadas que gerem resultados mais rápidos para a sociedade sobre a questão das drogas.

Para o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, a questão das drogas é dinâmica e devem ser repensados os “enfrentamentos, os efeitos, os resultados obtidos e não obtidos com a política”. Segundo Janot, há pontos prioritários a serem revistos e debatidos, como as políticas de prevenção e reinserção; a destinação de bens apreendidos para o uso no enfrentamento às drogas; a diferenciação e tratamento correto de usuários e traficantes; e o reflexo da política criminal de combate às drogas no “combalido e falido” sistema penitenciário brasileiro.

Para a presidente do STJ, ministra Laurita Vaz, a liberação do uso de drogas não é solução para os problemas que gera, pois não são consequências apenas individuais. “No Brasil, país de dimensões continentais, com grande parte da população alijada de uma educação básica de qualidade, com uma polícia cada vez mais sucateada, com órgãos de saúde pública funcionando na fronteira do caos, essa proposta me parece temerária”, disse, na abertura do seminário.

Na opinião de Laurita, é preciso pensar na realidade de forma mais ampla, buscando identificar sua verdadeira origem e trabalhar na prevenção. A educação de base, a formação para a cidadania, a promoção de atividades escolares, esportivas e lúdicas, a profissionalização e o emprego são algumas medidas que o Estado brasileiro tem deixado de empreender. “Em meio a tanta sangria dos cofres públicos, fica fácil imaginar porque o Brasil carece de investimentos em áreas essenciais; não por falta de dinheiro, mas por pura malversação do dinheiro público”, afirmou.

Além de debater a política de drogas que vem sendo adotada no país, o seminário analisa expectativas para nova abordagem do tema, como as políticas públicas voltadas à assistência de dependentes químicos, o uso medicinal de substâncias proscritas, as questões relacionadas a encarceramento e gênero, bem como aspectos penais e processuais na judicialização dos crimes previstos na Lei de Drogas.

Agência Brasil