Polícia Civil prende em Nova Parnamirim suspeito por tráfico de drogas

Policiais civis do 2º Distrito Policial (2ºDP) prenderam, nesta terça-feira (02), Cícero Teixeira da Silva, 29 anos. Ele foi detido em Nova Parnamirim. As diligências foram iniciadas após o recebimento de denúncias que o suspeito, que estava foragido há 5 anos, estava trabalhando em um comércio em Nova Parnamirim.

Em desfavor de Cícero Teixeira, existia um mandado de prisão definitiva expedido pela 17ª Vara Criminal da Comarca de Natal, em decorrência da prática do crime de tráfico de drogas. Ele foi conduzido a delegacia e em seguida encaminhado ao sistema prisional onde ficará à disposição da Justiça.

A Polícia Civil solicita que a população envie informações, de forma anônima, por meio do Disque Denúncia 181, e do número da 2a DP: (84) 98135-6724.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

Polícia Civil prende no interior do RN suspeito de tráfico de drogas no Rio de Janeiro

Foto: Ilustrativa

Policiais civis da Delegacia Especializada em Capturas e Polinter (DECAP) prenderam, na manhã desta quarta-feira (24), Fábio da Silva Oliveira, conhecido como “Biscoitão da favela de Jacarezinho”, 27 anos. Ele foi detido na cidade de Várzea, na região do Agreste potiguar.

De acordo com investigações, Fábio da Silva estava escondido no município onde aconteceu a prisão. Em desfavor dele, existiam dois mandados de prisão expedidos pelo Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, um deles em decorrência de condenação pelo crime de associação para o tráfico de drogas.

Fábio da Silva foi conduzido à delegacia e, em seguida, encaminhado ao sistema prisional, onde ficará à disposição da Justiça. A Polícia Civil solicita que a população continue enviando informações, de forma anônima, por meio do Disque Denúncia 181 ou dos telefones da DECAP: (84) 98135-6174 (WhatsApp) ou 3232-7867.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Magnum357 disse:

    Parabéns aos Policiais da Delegacia de Capturas DECAP/PC-RN.

Casa de luxo, avaliada em R$ 4 milhões, é confiscada pela PF em operação no DF contra tráfico de drogas em aviões da FAB

Foto: PCDF/Divulgação

Uma casa avaliada em R$ 4 milhões foi alvo de sequestro judicial, a pedido da Justiça Federal de Brasília, durante uma operação da Polícia Federal que investiga o tráfico internacional de drogas por meio de aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) e lavagem de dinheiro.

O imóvel de luxo, localizado no Lago Sul – área nobre da capital federal (veja vídeo AQUI) – foi confiscado na manhã desta terça-feira (2). As imagens mostram a área externa da residência, onde há duas piscinas e, pelo menos, dois pavimentos ocupados.

A suspeita é de que a quadrilha usava imóveis para lavar dinheiro obtido com o esquema de tráfico de entorpecentes. Segundo a PF, a casa confiscada pertence a um dos alvos. O G1 tenta confirmar a identidade dele. Não houve prisões em flagrante.

A operação Quinta Coluna cumpriu 15 mandados de busca e apreensão e dois mandados que restringem a comunicação dos investigados e a saída deles do Distrito Federal, além do sequestro de imóveis e veículos. O balanço não havia sido divulgado até a publicação desta reportagem.

Tráfico de drogas

A investigação começou em 2019, quando um sargento da FAB foi preso na cidade de Sevilha, na Espanha, por transportar 39 quilos de cocaína na bagagem de mão.

Ao todo, dez pessoas são investigadas por participação no esquema. Entre elas, a mulher de Manoel Silva Rodrigues, preso na Espanha, além de um tenente-coronel e mais alguns tenentes da FAB. A operação também investiga três empresas.

De acordo com a PF, os alvos se associaram, “de forma estável e permanente, para a prática do crime de tráfico ilícito de drogas”.

Durante a operação desta terça-feira, os agentes apreenderam drogas na casa de um dos suspeitos. O G1 tenta confirmar o endereço onde o entorpecente foi encontrado e se houve prisões em flagrante.

Em nota, a Força Aérea informou que “atua firmemente para coibir irregularidades” e que atuou em conjunto com a PF no cumprimento das diligências necessárias para a investigação.

Investigação

A investigação começou após a prisão do sargento brasileiro Manoel Silva Rodrigues, flagrado com 39 quilos de cocaína em um avião da comitiva presidencial, em junho de 2019, na Espanha.

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) não estava na aeronave. A TV Globo apurou que o avião onde estava o militar, que atuava como comissário de bordo em voos da FAB, costuma fazer a rota presidencial antes do avião do presidente em viagens longas, e, por isso, fica à disposição do Executivo para quando ele pousar no destino.

O G1 tenta contato com a defesa de Manoel Silva Rodrigues, detido na Espanha, para saber se ele foi alvo da operação nesta terça-feira. O militar cumpre pena no país europeu e, em setembro do ano passado, a Justiça espanhola negou o pedido de transferência do sargento para o Brasil.

Em relação à lavagem de dinheiro, as investigações apontam “diversas estratégias do grupo criminoso” para ocultar os bens obtidos por meio do tráfico de drogas, “especialmente a aquisição de veículos e imóveis com pagamentos de altos valores em espécie”, disse a PF.

As penas previstas para os crimes de associação para o tráfico de drogas e lavagem de dinheiro vão de 3 a 10 anos de prisão.

G1

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Emerson Fonseca disse:

    Que coisa estranha não temos comentários elogiando a PF… 😂
    Bem caladinhos, nem um murgidinho.. 😂😂😂😂

  2. Daniel disse:

    Essa Galera do Rio de Janeiro é intocável.

Polícia Civil deflagra Operação “Liberdade”, em Pipa, e prende 12 suspeitos por integrar organização criminosa e tráfico de drogas

Foto: Ilustrativa

Policiais civis da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (DEICOR) deflagraram, nesta quinta-feira (10), a Operação “Liberdade”, realizada no município e na Praia de Tibau do Sul, resultando nas prisões de 12 suspeitos. Eles são investigados por integrar uma organização criminosa que chefiava o tráfico de drogas na Praia da Pipa, no município de Tibau do Sul, e pela prática de homicídios na região.

Participaram da operação as Delegacias Municipais de: Pipa, Goianinha, Nísia Floresta, Santo Antônio e Nova Cruz; além do Departamento de Repressão aos Crimes Patrimoniais (Depatri), da Polícia Civil de Pernambuco (PC/PE). A ação policial objetivou reprimir a prática dos crimes de tráfico de drogas, homicídio e organização criminosa. Em uma residência, foram apreendidos: dinheiro fracionado, armas, munições, drogas (maconha e cocaína), balança de precisão e uma prensa.

Os principais membros dessa organização criminosa atuante em Pipa, mais conhecidos por “Gringo” e “Maracujá”, eram os “chefes”, resolvendo todo tipo de problemas no local. Em desfavor de quatro dos 12 suspeitos, havia mandado de prisão temporária em aberto; já os outros oito suspeitos, foram presos em flagrante delito no momento da operação. Um dos mandados de prisão temporária foi dado cumprimento já no sistema prisional.

Foram presos: Ailton dos Santos Fernandes, 21 anos, Icaro Ferraz de Araújo, 30 anos, Everson Severino Gomes de Lima, 29 anos, Fabrício Souza de Castro, 42 anos, Rosemario Gomes da Silva, 27 anos, Paulo Ricardo de Castro Lima, 29 anos, Janaina Gomes Ferreira, 39 anos, Wdson Tavares Siqueira, 31 anos, Nahuel Marin Gonzalez, 29 anos, Morgana Charon Presbitero da Silva, 46 anos, Phelypi Gonçalves Pereira Silva, 28 anos, e Severino Arcanjo de Barros, 44 anos.

Os suspeitos foram conduzidos até a DEICOR e encaminhados ao sistema prisional, onde ficarão à disposição da Justiça. As investigações continuam até a identificação e prisão dos demais envolvidos com essa facção criminosa na Praia de Pipa.

A Polícia Civil solicita que a população continue enviando informações, de forma anônima, através do Disque Denúncia 181 ou Disque DEICOR, por meio dos números: (84) 3232-2862 e (84) 98135-6796 (WhatsApp).

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Zuza disse:

    Piores são os drogados, lascados, bacanas e metidos a bacanas, que patrocinam o tráfico de drogas.

Operação “Carga da Viva”, da PF, combate grupo que transporta droga camuflada em caminhões “boiadeiros” para o RN

Foto: Divulgação/ PF

A Polícia Federal deflagrou, nesta quinta-feira(19), a Operação Carga Viva, com o objetivo de reprimir o tráfico de drogas e a lavagem de dinheiro praticados por uma organização criminosa que atua nas regiões Norte e Nordeste do país.

Estão sendo cumpridos 4 mandados de busca e apreensão expedidos pela 1ª Vara Criminal de Macaíba/RN, além de ordens judiciais de sequestro de bens e bloqueio de valores, na cidade de Manaus/AM.

As investigações tiveram início em junho de 2020 quando da prisão de dois cidadãos cearenses realizada pela Polícia Rodoviária Federal na cidade de Macaíba, Região Metropolitana de Natal. A partir daí, a PF iniciou as diligências e conseguiu detectar uma intensa movimentação financeira incompatível com as atividades dos investigados, inclusive, envolvendo parentes e pessoas próximas, tudo relacionado à atividade de tráfico de entorpecentes.

Baseado na capital do Amazonas, o grupo criminoso adquiriu fazendas, casas de alto padrão e haras, além de gado e cavalos, visando lavar o patrimônio adquirido com o dinheiro do tráfico.

Para transportar a droga camuflada em caminhões “boiadeiros”, especialmente para o Rio Grande do Norte e a Paraíba, utilizavam a história cobertura de atividade de compra e venda de animais.

Estima-se que o patrimônio obtido pela organização criminosa com o tráfico alcance aproximadamente R$ 4 milhões.

Polícia Civil prende suspeito por tráfico de drogas em Nova Parnamirim; apreendidas maconha e cocaína prontas para venda

Policiais civis do 2º Distrito de Polícia de Parnamirim prenderam em flagrante delito, nesta quarta-feira (28), Elder Lucas Rocha da Silva, 22 anos. Ele foi preso no bairro Nova Parnamirim, no município de Parnamirim, pela suspeita da prática do crime de tráfico de drogas.

As diligências se deram após o recebimento de denúncias anônimas informando sobre a venda de drogas ilícitas, em via pública, em frente a um condomínio, próximo a pontos de comercialização regular de refeições, “food truck”. Na oportunidade, os policiais civis realizaram a abordagem a três suspeitos.

Na ocasião, dois suspeitos empreenderam fuga, enquanto o terceiro homem, Elder Lucas Rocha da Silva, foi detido antes de fugir. No momento, ele tentou se desfazer de uma balança de precisão, mas não conseguiu. Com ele, foram apreendidos: dinheiro fracionado, porções de maconha e cocaína (prontas para venda) e uma balança de precisão, motivo pelo qual ele foi autuado pela suspeita da prática do crime de tráfico de drogas.

Os policiais civis ainda deram continuidade às diligências, com o objetivo de localizar os outros dois homens, que haviam entrado em um condomínio na região, mas não foram encontrados. Elder Lucas foi conduzido até a delegacia e encaminhado ao sistema prisional, onde ficará à disposição da Justiça.

A Polícia Civil solicita que a população continue enviando informações de forma anônima, através do Disque Denúncia 181 ou pelo WhataApp da 2ª (DP) de Parnamirim, no número: (84) 98135-6724.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Paulo disse:

    Bolsonaro tem de botar quente nesse pessoal.
    No Rio, a esquerda pediu ao STF para a polícia não mexer com os traficantes.
    Pode um negócio desses?

  2. PARABÉNS PC RN disse:

    A Polícia Civil tem feito um excelente trabalho em 2020.

Homem morre em troca de tiros com a PM e dois são presos em operação de combate ao tráfico de drogas na Grande Natal

Foto: Polícia Militar/Divulgação

O portal G1-RN noticia nesta quinta-feira(29) uma operação da Polícia Militar de combate ao tráfico de drogas nesta manhã, que apreendeu drogas, armas e dinheiro em uma casa em Extremoz, na Grande Natal. De acordo com a matéria, dois homens foram presos e um morreu baleado em troca de tiros com a polícia. Outros dois homens foram presos. No local foram apreendidas 4 armas, carregadores das armas, celulares, maconha, crack e dinheiro fracionado.

Segundo o G1-RN, a PM foi ao local cumprir mandados de busca e apreensão e de prisão. Um dos suspeitos reagiu, houve troca de tiros e ele foi baleado. O homem chegou a ser levado para o Hospital Santa Catarina, na Zona Norte de Natal, mas não resistiu e morreu.

Polícia Civil prende cinco suspeitos por posse ilegal de armas e munições, organização criminosa e tráfico de drogas na Região Metropolitana de Natal

Foto: Divulgação/Polícia Civil

Policiais civis da Delegacia Especializada de Narcóticos (DENARC) de Natal deflagraram, nesta terça-feira (06), a Operação “Reincidência”, na Região Metropolitana de Natal, dando cumprimento a mandados de prisão preventiva, busca e apreensão. Ao todo, cinco pessoas foram presas, sendo quatro delas em flagrante delito. No bairro de Felipe Camarão, Zona Oeste de Natal, três pessoas foram autuadas em flagrante, pela suspeita da prática dos crimes de: tráfico de drogas e associação para o tráfico.

Foram presos: Francisco de Assis da Silva Junior, mais conhecido como “Nengo”, 34 anos; Deizy Silva de Oliveira, mais conhecida como “Maga”, 29 anos; e Rubens Alves da Silva, mais conhecido como “Rubinho”, 25 anos. O trio foi flagrado pelos policiais da DENARC enquanto realizava uma entrega de drogas. Ao longo desta diligência, foi apreendido um tablete de maconha.

Ainda durante as diligências, foi cumprido mandado de prisão preventiva, em desfavor de Johnson dos Santos Varela, referente à suspeita da prática de tráfico de drogas; ele também é investigado por comandar uma organização criminosa, dedicada ao tráfico ilícito de entorpecentes.

Segundo as investigações, Johnson dos Santos é apontado como chefe do tráfico de drogas no município de São Gonçalo do Amarante, na região de Barreiros. No ano de 2016, ele havia sido preso pela prática de crime da mesma natureza durante a Operação “Barreiros”. Na época, uma tonelada de drogas foi apreendida na região e a posse da carga foi atribuída a ele. Já nesta terça-feira (07), ele foi preso novamente, também por tráfico de drogas, motivo pelo qual o nome da Operação é “Reincidência”.

Também foi autuada em flagrante delito Rodriane Pinheiro da Silva, 24 anos, residente no bairro de Jardim Petrópolis, no município de São Gonçalo do Amarante. Em sua residência, foram encontrados quatro carregadores de pistolas e diversas munições de vários calibres.

Todos os cinco presos foram conduzidos até a delegacia e encaminhados ao sistema prisional, onde permanecerão à disposição da Justiça. A Polícia Civil solicita que a população continue enviando informações de forma anônima, através do Disque Denúncia 181.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. PARABÉNS PC disse:

    A Polícia Civil do RN cada dia melhor. Mesmo com um efetivo muito pequeno, consegue resultados expressivos.

Dois morrem em confronto com a PF durante operação contra tráfico de drogas pelo Aeroporto de Viracopos

Foto: Divulgação/Polícia Federal

Duas pessoas morreram em confronto com a Polícia Federal na manhã desta terça-feira (6) durante uma operação contra uma organização de tráfico internacional de drogas que tinha como base o Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP). O terminal é o maior do país no volume de entrada e saída de cargas por via aérea.

Foram cumpridos, até por volta de 10 h, todos os 44 mandados de busca e apreensão e 35 de prisão temporária nos estados de São Paulo, Mato Grosso, Amazonas e Rio Grande do Norte. Entre as pessoas presas, estão um policial militar e um policial civil.

Segundo a investigação, um dos homens que morreram no confronto era indiciado por roubo e homicídio, enquanto que o outro não tinha nenhuma passagem. A PF informou que abriu inquérito para apurar as circunstâncias das mortes, ambas em Campinas, mas não deu detalhes sobre as circunstâncias, nem identidades e participação das pessoas mortas no esquema.

Os óbitos aconteceram nos bairros Campo Belo e Vila Singer. A polícia também não informou se houve recolhimento das armas dos suspeitos.

A operação batizada de Overload contou com o apoio das polícias Civil, Militar, Rodoviária, Receita Federal, além da corregedoria da PM. Entre os presos, há 33 homens e duas são mulheres.

A concessionária Aeroportos Brasil Viracopos, que administra a estrutura, disse ao G1 que colaborou com as investigações.

Em um dos endereços investigados pela Polícia Federal, em Monte Mor (SP), foram apreendidos R$ 180 mil em dinheiro. Não foram dados detalhes da origem ilícita dos recursos.

Aliciamento de funcionários

De acordo com a investigação da PF, a organização criminosa era formada por brasileiros que ficavam responsáveis pelo fornecimento de cocaína que seria exportada para a Europa.

Além disso, o grupo aliciava funcionários que atuavam no aeroporto para que interferissem a favor da quadrilha nas atividades de logística do terminal.

As investigações começaram em fevereiro, com a apreensão, na área restrita de segurança do terminal, de 58 quilos de cocaína antes do embarque.

Depois do flagrante, a Polícia Federal mapeou a rede criminosa, identificando as respectivas lideranças, as pessoas com quem se relacionaram e o processo empregado na exportação de grande quantidades de cocaína, a partir do aeroporto, com destino ao continente europeu. A quadrilha também operava para ocultar o lucro obtido com a prática criminosa.

Ainda segundo a investigação, entre os funcionários e ex-funcionários terceirizados do aeroporto que atuam com a quadrilha estão vigilantes, operadores de tratores, coordenadores de tráfego, motoristas de viaturas, auxiliares de rampa, operadores de equipamentos e funcionários de empresas fornecedoras de refeições a tripulantes e passageiros, que eram os responsáveis pelo esquema de embarque das drogas nas aeronaves com destino ao exterior.

Operação

A Polícia Federal informou que o grupo tinha uma atuação “complexa e sofisticada”, formada por três pilares:

Grupo de operadores externos: pessoas que não pertencem ao quadro de funcionários do aeroporto e eram os responsáveis pelas tratativas com investidores e traficantes estrangeiros, assim como pelo aliciamento de empregados aeroportuários;

Grupo de operadores internos: empregados aeroportuários aliciados que exercem suas atividades na área restrita de segurança, especialmente em funções que envolvam carga e descarga de aeronaves e suas movimentações;

Grupo de operadores estrangeiros: traficantes em solo europeu responsáveis pela retirada da cocaína exportada a partir do Aeroporto Internacional de Viracopos.

A organização também utilizava o dinheiro do tráfico para comprar imóveis, veículos, abrir contas bancárias em nome de terceiros, e empresas fora do país. Desde o início da investigação, em fevereiro, a Polícia Federal apreendeu 250 kg de drogas em cinco apreensões diferentes.

Mais de 200 policiais federais, 80 policiais militares e 6 policiais civis participam da operação nesta terça. O nome da força-tarefa, Overload, faz referência ao excesso de carga.

G1

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Kívia disse:

    Investiguem o Porto de Natal que lá tem treta

FOTO: Polícia Civil prende suspeita de tráfico de drogas em Natal

Foto: Divulgação/Polícia Civil

Policiais civis da Delegacia Especializada em Narcóticos (DENARC) prenderam em flagrante uma mulher de 32 anos, na manhã desta quarta-feira (24), pelo crime de tráfico de drogas. Ela foi detida com quatro quilos de substância semelhante à cocaína e insumos para mistura da droga, quando estava em uma residência localizada à travessa Luiz Sampaio, bairro das Quintas, na Zona Oeste de Natal.

A DENARC recebeu denúncias anônimas que informavam que a suspeita estaria de posse de uma carga de material entorpecente em sua casa. Após vigilância feita pela equipe da Delegacia Especializada na área indicada, os policiais civis localizaram a mulher. A suspeita estava com caixas contendo pacotes de substância semelhante à cocaína e insumos para mistura da droga.

A Polícia Civil solicita que a população continue enviando informações de forma anônima através do Disque Denúncia 181.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

PM apreende suspeitos de tráfico de drogas em bairros distintos da zona Oeste de Natal

Fotos: Divulgação/PM

Nessa terça-feira (05), a Polícia Militar, através da Força Tática do 9° Batalhão apreendeu dois suspeitos de tráfico de drogas em diferentes bairros da zona Oeste de Natal.

Os policiais foram acionados pelo COPOM para averiguar uma ocorrência de homens armados, na localidade conhecida como Baixa do Cão, no bairro de Cidade Nova. Ao chegar no local, não foram encontrados os suspeitos, mas na abordagem a um menor de idade, foi encontrado consigo 47 trouxinhas maconha, prontas para comercialização.

No bairro Planalto, os militares realizavam patrulhamento de rotina quando visualizaram uma mulher, que se mostrou muito nervosa com a presença dos policiais, levantando suspeita. Na abordagem, foi encontrada três pedaços de Maconha em seu poder.

Em ambos os casos a guarnição fez a condução dos suspeitos e do material apreendido à Central de Flagrantes da Polícia Civil, para realização dos procedimentos cabíveis.

 

FOTO E VÍDEO: Polícia Civil prende homem por tráfico de drogas na Zona Sul de Natal e apreende 120 garrafas de lança-perfume

Foto: Divulgação/Polícia Civil

Policiais civis da Delegacia Especializada de Narcóticos (DENARC) prenderam em flagrante, nesta sexta-feira (21), um jovem de 24 anos. Ele foi preso no bairro Nova Descoberta, localizado na Zona Sul de Natal, pela suspeita da prática do crime de tráfico de drogas.

Durante as diligências, os policiais apreenderam com ele, aproximadamente, 120 garrafas de lança-perfume. O suspeito confessou que comprou os frascos pela internet, pelo valor unitário de R$ 50,00 e que revenderia, no Carnaval de Pirangi, cada frasco no valor de R$ 80,00, gerando um valor de R$9.600,00 com a venda das drogas.

O flagrante foi realizado após o recebimento de denúncia anônimas, informando que o suspeito receberia as drogas. No momento da prisão, foi constada a entrega, que estava sendo realizada por meio de um carteiro dos Correios. O jovem foi conduzido até a delegacia e encaminhado ao sistema prisional, onde permanecerá à disposição da Justiça.

A Polícia Civil pede que a população continue enviando informações de forma anônima através do Disque Denúncia 181.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

PM detém suspeitos de tráfico de drogas no Bairro da Rocas

Foto: Reprodução

Na noite dessa segunda-feira (10), a Polícia Militar, através da Força Tática do 1º BPM, apreendeu quatro pessoas suspeitas de tráfico de drogas no bairro das Rocas, zona Leste de Natal.

Por volta das 21h20, os policiais realizavam patrulhamento na Travessa das Donzelas, quando visualizaram alguns indivíduos fazendo uso de drogas ilícitas. Na ocasião, ao avistarem a viatura, adentraram em uma residência, mas foram alcançados e detidos.

Dentro da casa foram detidos três mulheres e um homem, e apreendido um papelote de maconha, dez papelotes de cocaína, uma balança de precisão, sacos para acondicionamento das drogas e a quantia de R$ 50,00 em dinheiro fracionado.

O quarteto, junto a todo material apreendido, foi conduzido à Central de Flagrantes da Polícia Civil para as providências cabíveis.

Polícia Civil deflagra operação contra tráfico de drogas em Natal e prende 14 pessoas, sendo cinco da mesma família

Foto: Ilustrativa

Policiais civis da Delegacia Especializada de Narcóticos (DENARC) de Natal, com apoio da Polícia Militar, deflagraram, nesta terça-feira (17), a “Operação Clã” objetivando o combate ao tráfico de drogas na Capital Potiguar. Foram expedidos pela Justiça vinte mandados de prisão temporária e 9 mandados de busca e apreensão. Participaram da ação 25 policiais civis e 30 policiais militares.

Durante a operação, foram cumpridos os nove mandados de busca e apreensão e foram presas 13 pessoas em cumprimento a mandados de prisão temporária, sendo umas delas também autuada em flagrante pelo crime de tráfico de drogas e quatro deles já se encontravam no sistema prisional. Também foram apreendidas porções de cocaína e uma mulher foi presa em flagrante pelo crime de tráfico de drogas.

O nome da operação faz referência à participação de uma família inteira que, de acordo com as investigações, praticava o tráfico de drogas, com atuação predominante no bairro de Cidade da Esperança. Dos 13 presos, cinco deles pertencem à mesma família.

(mais…)

Operação do MPRN investiga tráfico de drogas e lavagem de dinheiro em Jardim de Piranhas

Foto: Reprodução

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), através do Gaeco do Seridó e com o apoio da Polícia Militar, deflagrou uma operação nesta quinta-feira (28) para investigar os crimes de tráfico de drogas e lavagem de dinheiro em Jardim de Piranhas. A ação combate uma organização criminosa que atua dentro e fora de unidades prisionais potiguares. Ao todo, foram cumpridos 5 mandados de busca e apreensão em endereços localizados em Natal e no município de Jardim de Piranhas. As provas coletadas serão objeto de análise. O processo segue em segredo de Justiça. O Justiça Potiguar detalha aqui.

PF em Natal extradita francês procurado há 8 anos por tráfico de drogas

Foto: Divulgação/PF

A Polícia Federal extraditou da Espanha para o Brasil na última sexta-feira, 22/11, um cidadão francês, 39 anos, que havia sido preso recentemente em Madri. O estrangeiro era procurado desde 2011 e figurava na Difusão Vermelha da Interpol, acusado de envolvimento com tráfico internacional de drogas.

O fato teve origem quando em dezembro daquele ano, uma vendedora paranaense foi detida no aeroporto internacional Augusto Severo em Parnamirim/RN, Região Metropolitana de Natal, após desembarcar em um voo vindo de Amsterdã, Holanda, trazendo na bagagem 6,2 kg de ecstasy.

Autuada em flagrante, a mulher revelou durante o interrogatório na PF não só quem seriam os receptores do ecstasy Brasil (quatro homens que acabaram sendo presos dias depois na cidade do Rio de Janeiro), como também quem havia lhe entregue a droga na Europa. A partir de então, o francês passou a ser procurado, sendo agora preso pela Interpol.

O extraditado, após ser submetido a exame de corpo de delito no Instituto Técnico-Científico de Perícia (ITEP), encontra-se custodiado na Superintendência da PF em Natal, onde permanece à disposição da 2a. Vara da Justiça Federal/RN.