Saúde

Bahia zera fila de regulação de pacientes intubados com Covid-19 em UPAs, e Eduardo Bolsonaro fala que CPI “deveria se chamar CPI dos milagres, ou das causas impossíveis!”

Foto: Mateus Pereira/GOVBA

A Bahia zerou a fila de pacientes com diagnóstico da Covid-19 que estavam intubados e aguardavam transferência em unidades de emergência e Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) nessa terça-feira (13). A informação foi divulgada pela Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab).

De acordo com o secretário da Saúde do Estado da Bahia, Fábio Vilas-Boas, essa foi uma pequena vitória que deve ser comemorada.

A Sesab informou que tem aberto novos leitos clínicos e de terapia intensiva diariamente, a fim de ampliar a assistência à saúde.

Entre janeiro e março deste ano, foram abertos novos leitos nos municípios de Salvador, Camaçari, Lauro de Freitas, Santo Antônio de Jesus, Feira de Santana, Seabra, Alagoinhas, Guanambi, Caetité, Vitória da Conquista, Ilhéus, Itabuna, Senhor do Bonfim, Jacobina, Barreiras, Barra, Bom Jesus da Lapa, Jequié e Porto Seguro.

A secretaria também informou que atualmente, a Bahia ter mais de 3,4 mil leitos ativos. A localização e ocupação deles estão detalhadas na plataforma do órgão estadual.

No dia 18 de março, a Bahia contava com mais de 400 pessoas com Covid-19 à espera de UTI, segundo informações da subsecretária de Saúde da Bahia, Tereza Paim. A situação foi denominada por ela como um “rolo compressor”.

De acordo com Tereza Paim, os pacientes esperavam entre 12 e 18 horas por regulação na primeira onda. No entanto, a espera triplicou, e tiveram casos onde pacientes tiveram que aguardar entre 36 e 48 horas por atendimento no mês de março.

No dia anterior, em 17 de março, o governador da Bahia, Rui Costa, já havia dito que o sistema de saúde do estado estava em colapso por causa do número alto de pacientes com Covid-19 que precisavam de leitos de UTI e da demora na regulação.

No início do mês, em 2 de março, mais de 300 pessoas esperavam regulação para leitos de UTI em todo o estado. A taxa de ocupação dessas unidades estava em 83% na Bahia.

Eduardo Bolsonaro cita CPI e “milagre”

Foto: Reprodução/Instagram

Nas redes sociais, o deputado federal Eduardo Bolsonaro destacou a notícia do portal G1, e disse que “após adicionar governadores e prefeitos essa CPI deveria se chamar CPI dos milagres, ou das causas impossíveis! Aleluia!”.

Com acréscimo de informações do G1

Opinião dos leitores

  1. perto da eleiçao,ele resolveran abaixar.corana virus e uma farsa,a medicina mudial que ganhar dinheiro vendendo vacina para os gorvernante mundial.quem paga e o povo,imposto vai aumentar,tudo amenta.

  2. Agora as mortes diminuirão…leitos serão concluídos…as vacinas estocadas serão aplicadas…Obg CPI!!!!!!!!!!

  3. As coincidências acontecem. Foi só a CPI incluir os prefeitos e governadores que a situação começa a mudar. Tudo indica que as mortes vão diminuir gradativamente e as internações também, crescendo apenas o quantitativo de infectados.
    Para onde foram e em que foram gastos os bilhões enviados aos estados pelo governo federal, que deveriam ser aplicados no combate a pandemia?

    1. Suas insinuações não tem amparo na realidade. O número de contaminados e mortes está reduzindo pois muitos Estados e municípios tomaram medidas para aumentar o distanciamento social e mitigar o contágio. Se o dinheiro foi gasto indevidamente, desviado ou roubado, isso poderá ser investigado a qualquer tempo pelo Ministério Público , TCEs, TCU ou CPIs, por exemplo e devidamente punido (apesar que no Brasil não se tem muito essa cultura ou normativos que punam corruptos) e isso independe de pandemia ou número de mortes ou doentes. A corrupção no Brasil não surgiu por causa da pandemia, isso é certeza! E infelizmente também não irá acabar quando a pandemia passar…

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Bahia vai reduzir duração do toque de recolher após feriadão de Páscoa

Foto: Reprodução / CNN

A Bahia vai reduzir o horário do toque de recolher a partir da próxima segunda-feira (5), mas, até lá, seguem válidas as medidas restritivas em todo o estado. Atualmente, está proibida a circulação de pessoas nas ruas entre 18h e 5h; na semana que vem, o toque de recolher começa às 20h.

Para reduzir o trânsito de pessoas durante o feriadão de Páscoa, a região norte do estado, que compreende 22 municípios, segue apenas com serviços essenciais em funcionamento durante todo o fim de semana.

Na capital Savador e região metropolitana, também está proibida a venda de bebidas alcoólicas, inclusive por delivery.

Outro decreto estadual, que passa a valer a partir de quinta-feira (1º), restringe o transporte interestadual. Segundo o governo, o objetivo é evitar o deslocamento de pessoas entre a capital e o interior da Bahia. Em todo o estado seguem proibidas festas, qualquer tipo de aglomeração e atividades esportivas.

CNN Brasil

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polêmica

Bahia: Para comandante da PM, ação que terminou na morte de soldado foi ‘necessária’

Foto: Divulgação / SSP-BA

O comandante-geral da Polícia Militar da Bahia, Paulo Coutinho, defendeu a ação que terminou na morte de Wesley Góes, soldado que sofreu um “surto psicótico” no Farol da Barra, em Salvador, no domingo. Durante entrevista coletiva na manhã desta segunda-feira, Coutinho rebateu críticas de que a operação teria sido “desproporcional” e afirmou que a vida dos agentes de segurança estava em risco. As informações são do jornal “A Tarde”.

— Enquanto os disparos não estavam oferecendo riscos para a tropa e para as pessoas que circulavam, protegemos a integridade do soldado. Sempre temos esse cuidado, temos expertise de atender ocorrência dessa natureza. Foram utilizadas outras alternativas, porém ele estava com uma arma de grande poder de letalidade e em determinado momento todos os recursos de isolamento e proteção foram esgotados — ressaltou.

Wesley foi atingido por dez tiros feitos por agentes do Batalhão de Operações Especiais (Bope) após quatro horas de negociações frustradas. O soldado manuseava e acionava um fuzil e uma pistola e chegou a dar tiros para o alto no local. Segundo a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), Wesley foi socorrido no Hospital Geral do Estado (HGE), no centro da capital baiana. Em estado grave, foi intubado, mas não resistiu e morreu.

De acordo com o comandante-geral, um inquérito policial será instaurado para apurar a conduta dos agentes que participaram da operação.

— Ocorrências críticas possuem muitas motivações e só podem ser esclarecidas após a abertura do processo investigativo. Mas ali foi um típico caso de um indivíduo que estava passando por um transtorno mental e estava desconectado da realidade. As imagens falam por si só — disse.

Coutinho também refutou a possibilidade de que a categoria realize para uma paralisação geral. Ainda na noite de domingo, um grupo de PMs ligados à Associação de Policiais e Bombeiros e de seus Familiares do Estado da Bahia (Aspra-BA) convocou uma assembleia para esta segunda-feira.

— Temos que deixar bem claro que a PM é bem maior do que isso. Estamos com o alto comando da corporação em funcionamento para servir e proteger o cidadão. Qualquer manifestação de ordem política não cabe nesse momento — afirmou.

O Globo

Opinião dos leitores

  1. Um policial militar com um fuzil atira contra a tropa, infelizmente foi o desfecho. O que se deve discutir é o que leva reiterados surtos psicoticos, alcoolismo e desvio de conduta de policiais, e principalmente policiais militares d base da pirâdlmide.

  2. Mas não podia utilizar um sniper para dar somente um ou dois tiros no braço que o soldado portava o fuzil? Mas 10 tiros do BOPE já mostra a que veio a força policial né?

  3. Se um profissional de segurança, treinado, age assim, imagine quando as armas chegarem à posse dos cidadãos "de bem"?
    Deus e o STF que nos acudam…

  4. Esse é um assunto extremamente delicado para ser tratado com irresponsabilidade . O PM em surto psicótico representava um perigo para a sociedade e s polícia tinha que agir e agir rápido . Politizar uma situação dessa levando e incentivando a tropa a um motim é muito sério e de graves proporções. As policiais estão doentes . Péssimas condições de trabalho , stress , baixo salários , álcool, drogas e todo um contexto de muitas dificuldades. Politizar isso é muito complicado. Quando o capitão Adriano , foi neutralizado na Bahia , muitos criticaram a ação da PM, nesse caso também é a crítica é somente com viés político ideológico.O remédio foi amargo , as autoridades vão apurar , levar para a guerrinha urbana do interessa a quem quer ver o circo pegar fogo .

  5. Se essa infelicidade tivesse acontecido em um Estado a qual o Governador fosse sintonizado com Governo Federal, a turba de desordeiros já teriam cometido toda sorte de balbúrdia, tumulto, destruição de patrimônio, desordens e inclusive já teria criado um culpado. Mas, como é um Estado governado por um "cumpanheiro" nada de gritinhos histéricos. Vida de Policiais importam!!!

  6. Há relatos que ele estava revoltado por colegas de farda terem abordado pessoas que estavam trabalhando.
    O BOPE tem atiradores de elite que poderiam ter dado um tiro na perna ou até mesmo tiro com tranquilizante porque ele era alvo fácil por estar em uma área aberta.
    História muito mal contada.

  7. Comentários sem nexo, legião urbana e lixo é a mesma coisa. Queria saber se esse cidadão que defende o soldado se fosse ele que tivesse do outro lado iria esperar receber um tiro.

  8. Se fosse um bandido, eles ainda estavam negociando. Tinham chamado direitos humanos, imprensa, governador, a mãe, etc…

  9. Não boto bomba em banca de jornal
    Nem em colégio de criança isso eu não faço não
    E não protejo general de dez estrelas
    Que fica atrás da mesa com o cu na mão…..

    Legião Urbana

  10. Está explicado, se eles não poupam a vida de um de seus pares,que dirá a vida do pequeno comerciante, do camelô, do vendedor do carrinho de pipoca etc.

    1. Aponte um fuzil para soldados do BOPE e espere a eação. Caraca, meu irmão, qual é o seu problema? Parece que se faz de maluco tentando problematizar o que está na cara. Você fica tenttando distorcer a realidade para massagear seu ego! Que loucura!

    2. É cada opinião idiota que se vê aqui! Morreu disparando tiros de fuzil contra os companheiros da polícia. Era pra ser poupado e permitido que matassem os outros policiais? E Bia Kicis, presidente da CCJ da câmara disse que é um herói, com a concordância de Bananinha. Engraçado é que esse povo não pensa na hora de postar e depois apaga. Como se fosse possível desdizer o já dito.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Avião com doses da vacina da Covid-19 bate em jumento que estava em pista de aeródromo da Bahia

Foto: Gazeta 5

Um avião da Casa Militar do Governador da Bahia, que fazia o transporte de doses da vacina contra a Covid-19 para a cidade de Ibotirama, no oeste do estado, se chocou contra um jumento que estava na pista do aeródromo do município, na manhã desta quarta-feira (3).

A aeronave transportava quatro caixas com vacinas, que não foram danificadas. De acordo com a Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab), não houve problemas com o imunizante nem com o piloto.

A aeronave teve danos pequenos e outro avião foi deslocado para dar a sequência ao transporte das vacinas.

A Sesab informou que o acidente não comprometeu a distribuição do imunizante. No entanto, por causa da logística, haverá atraso na chegada das vacinas às cidades de Barreiras, Guanambi e Santa Maria da Vitória, na região oeste do estado, vizinhas a Ibotirama.

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública (SSP), o acidente aconteceu pouco depois que a aeronave pousou na pista. Uma equipe da Polícia Militar esteve no local para prestar auxílio à ocorrência e verificou que o animal ficou ferido e fugiu do local. Não há informações sobre as extensões dos ferimentos do animal.

Novo lote de vacinas

Uma carga com mais de 165 mil doses da CoronaVac, nome do imunizante produzido pelo Instituto Butantan, chegou ao aeroporto de Salvador na madrugada desta terça-feira (3). Os lotes foram organizados pelo Grupamento Aéreo da Polícia Militar (Graer) e distribuídos para as centrais regionais do interior, de onde serão encaminhados aos municípios ao longo do dia.

Segundo o governo da Bahia, a nova remessa dará possibilidade de continuidade à primeira fase do plano de vacinação, que inclui idosos e trabalhadores de saúde.

Esta é a sexta remessa de vacinas que o estado recebe. Com a carga desta quarta-feira (3), a Bahia totaliza 1.111.200 doses recebidas, entre Coronavac e Oxford, desde o dia 18 de janeiro, quando chegou a primeira remessa.

Até às 15h de terça-feira (2), a Sesab registrou 470.783 vacinados contra o coronavírus, dos quais 124.470 receberam também a segunda dose. As informações detalhadas sobre a vacinação na Bahia podem ser conferidas no boletim de vacinação no portal da secretaria na internet.

G1 – Bahia

Opinião dos leitores

  1. Deixa eu entender??!!! Numa pista de pouso tinha um jumento! E um pequeno avião ( que estava com vacinas) bate no jumento que fugiu….e os jumentos que não viram nem o animal e nem o avião na pista estão sem entender o que aconteceu, né isso??? ? Sucupira perde feio!!!

  2. Com as redes sociais,o PT não engana mais nem os jumentos encantados eles Petralhas,as Mentiras Petralhas são logo desmentidas pelas redes socias!!!!

  3. Tô vendo a hora um avião atropelar a governadora Fátima do PT.
    Ela não pode vê chegar um lote de vacina, que corre pra São Gonsalo pra tirar fotos com a caixa de remédio, que é pro povo pensar que foi ela que comprou.
    Pensa que o povo ainda se engana com isso, em plena era digital onde todo mundo tem a verdade na mão em questão de segundos.
    Gastou 24 milhões com propaganda enganosas, não surtiu efeito nenhum, foi a mesma coisa de pegar o dinheiro e jogar dentro de uma caeira de tijolos.
    Simplesmente virou pó.
    Ninguém acreditou por exemplo, que a barragem de oiticica, esta sendo concluida pelo governo dela.
    Ninguém!
    Não cola mais.

    1. Kkkkkkkkkk Homi Hô Governadora presepeira, Fátima Presepada.

    1. Sim. Deveria ter avisado seu seguidor para não dar mole na pista do aeroporto.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Primeira vacinada na Bahia é internada com Covid-19 antes de tomar a 2ª dose; entenda como é possível

Foto: Itana Alencar/G1 Bahia

A enfermeira Maria Angélica de Carvalho Sobrinho, de 53 anos, primeira pessoa vacinada contra a Covid-19 na Bahia, contraiu a doença antes de tomar a segunda dose do imunizante. Nesta terça-feira (23), ela está internada no Instituto Couto Maia, em Salvador, e tem quadro clínico considerado estável.

A médica infectologista Ceuci Nunes, que é diretora geral do Couto Maia, referência em tratamento de doenças infectocontagiosas no Brasil, explica como é possível que Maria Angélica tenha se infectado com a Covid-19 após ter tomado a 1ª dose.

“O que aconteceu com Angélica é que ela pegou a doença após a primeira dose, mas antes da segunda dose. Ela ia tomar a segunda dose no dia 16 e, entre 12 e13, começou a sentir um mal estar. Ela está bem, está usando pouco oxigênio, mas quando se movimenta fica um pouquinho desconfortável, por isso ela está sendo mantida ainda no hospital”, explicou Ceuci.

A médica explicou que, para a vacinação atingir a eficácia máxima, é preciso que a pessoa tome as duas doses e respeite a ‘janela imunológica’, que é o período que o organismo leva para produzir os anticorpos do imunizante.

“Não é à toa que a vacina são duas doses. Todas as vacinas, até o momento, a exigência é de duas doses. Exatamente porque na segunda dose se faz um reforço, aumenta a proteção. Claro que algumas pessoas já vão ter a proteção após a primeira dose, mas essa proteção pode não ser suficiente e a segunda dose é necessária”.

Apesar de casos como o de Angélica serem pontuais, ainda não há vacina 100% eficaz contra o covonavírus, o que torna possível ser infectado com Covid-19 mesmo após receber o imunizante. Por isso, a vacinação em massa é a única forma de conter a pandemia e evitar o aparecimento de variantes mais perigosas da Covid-19.

O imunizante tomado pela enfermeira Maria Angélica foi CoronaVac, desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac e que é fabricada no Brasil pelo Instituto Butantan. Essa vacina tem eficácia geral de 50,38%, o que significa que o risco de pegar Covid-19 foi reduzido em 50%.

Na prática, significa que a CoronaVac tem potencial de:

Reduzir pela metade (50,38%) os novos registros de contaminação em uma população vacinada;

Reduzir a maioria (78%) dos casos leves que exigem algum cuidado médico;

Além disso, nenhum dos vacinados ficou em estado grave, foi internado ou morreu.

Ceuci chama ainda a atenção para o fato de que, mesmo vacinada, a pessoa pode propagar a infecção, porque os estudos sobre a não transmissão do vírus após a vacina ainda não foram concluídos. Ela destaca a importância das medidas de proteção.

“Geralmente [a janela imunológica é de] no mínimo 15 dias. Para a vacina de Covid, a gente está falando de 20 dias depois da segunda dose, para você considerar que tem proteção. Mas é importante também a gente reafirmar que a gente não sabe se a vacina protege da infecção. Mesmo a pessoa vacinada, ela pode adquirir o vírus, não adoecer e transmitir. Isso é uma possibilidade que ainda não foi completamente afastada”.

“É importante que, mesmo as pessoas vacinadas, mantenham as medidas de proteção, de distanciamento e uso de máscara, até que a gente tenha 60 a 70% da população vacinada”.

A médica infectologista reforça ainda que cada organismo reage de uma forma e há pessoas que adquirem uma boa proteção ao tomar a primeira dose. Ainda assim, a segunda é necessária.

“A única saída possível dessa pandemia é a gente utilizar a vacina. E não é porque uma pessoa teve após a primeira dose – claro que é uma pessoa que chamou atenção porque foi a primeira baiana a ser vacinada – que um número enorme de pessoas vão ter. Os casos são esporádicos, de pessoas que têm a doença mesmo após a primeira dose, que já dá um pouco de proteção”.

“A garantia mesmo da proteção maior é após 20 dias da segunda dose. Então é importantíssimo que todas as pessoas tomem as duas doses”.

Depois que tiver a saúde restabelecida, Maria Angélica deverá tomar a segunda dose da vacina, para que seja reforçada a proteção contra o novo coronavírus.

“Vacina não perde a primeira dose. A gente sempre vai fazer a complementação do esquema. Angélica, na época certa, depois que ela estiver muito bem, ela vai tomar a segunda dose e não repetir o esquema de duas doses”, disse Ceuci.

G1 – Bahia

Opinião dos leitores

  1. Essa é a vacina do calça apertada que os esquerdopatas tanto defendem?
    Kkkkkkkkkkkkkk
    E aguardem que virão mais infectados que tomaram esta imundície.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Polícia indicia jogador Ramírez, do Bahia, por injúria racial contra Gerson, do Flamengo

FOTO: REPRODUÇÃO/REDES SOCIAIS

A Policia Civil do Rio indiciou, nesta quinta-feira (4), o jogador colombiano Ramírez, do Bahia, pelo crime de injúria racial contra o meia Gerson, do Flamengo.

O caso aconteceu na partida entre Flamengo e Bahia no Maracanã, em dezembro, pelo Campeonato Brasileiro.

Durante o jogo, Gerson afirmou que Ramírez se dirigiu a ele e disse: “Cala a boca, negro”. Já Ramírez negou ter sido ofensivo. O colombiano declarou ter dito: Joga rápido, irmão.”

A Decradi (Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância) informou ter ouvido todas as testemunhas, além de ter analisado a súmula do jogo e as imagens apreendidas.

A investigação apontou a imediata reação da vítima, que ficou muito abalada com a agressão sofrida, passando a apresentar comportamento diferente do normal no vestiário, muito cabisbaixo e se recusando a encontrar parte do elenco após o jogo.

Gerson declarou que estava tão indignado que, logo após o encerramento da partida, ainda no gramado, precisou externar a indignação em entrevista para imprensa.

A delegacia especializada concluiu que o conjunto de provas corroborou a versão da vítima desde o momento em que disse ter sofrido a agressão até o comportamento de Gerson após o término da partida.

Procurado, o Esporte Clube Bahia ainda não se manifestou. A defesa do jogador Ramírez não foi localizada.

R7

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Após ‘rejeição’, Lewandowski determina que Anvisa apresente informações sobre análise da vacina Sputnik V; Bahia quer aplicar o imunizante

Foto: © Reuters/Direitos reservados

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou nesta quarta-feira (20) que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) preste informações sobre a análise de um pedido de uso emergencial da vacina Sputnik V, desenvolvida pela Rússia para o combate à Covid-19.

Lewandowski vai usar as informações que forem repassadas pela agência para decidir sobre um pedido do governo da Bahia. O estado requereu ao STF a autorização para importar e distribuir vacinas que já tenham o aval de autoridades sanitárias estrangeiras e a certificação da Organização Panamericana de Saúde (Opas), mesmo sem a liberação da Anvisa.

“Considerada a afirmação do autor [governo da Bahia], feita na petição inicial, de que já foi requerida a autorização temporária para uso emergencial da vacina Sputnik V, informe, preliminarmente, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, no prazo de até 72h, se confirma tal afirmação e, em caso positivo, esclareça qual o estágio em que se encontra a aprovação do referido imunizante, bem assim eventuais pendências a serem cumpridas pelo interessado”, escreveu o ministro.

A Sputnik V já foi aprovada para uso emergencial em países como Argentina, Bolívia, Venezuela e Paraguai. No Brasil, a farmacêutica União Química, que pretende produzir a vacina russa para a demanda interna e para a venda a outros países da América Latina, entrou com pedido para uso emergencial de 10 milhões de doses que viriam direto da Rússia. A Anvisa recusou a solicitação, alegando que apenas vacinas com estudos clínicos em andamento no Brasil podem ter essa autorização, o que ainda não é o caso do imunizante russo.

A Anvisa também negou, por ora, autorização para os testes clínicos da Sputnik V no Brasil. Segundo a agência, a empresa não respondeu a todos os questionamentos em relação aos testes de eficácia feitos na Rússia.

Ao STF, o governo da Bahia questiona as regras previstas em lei e em uma medida provisória que tratam dos procedimentos para a autorização de uso emergencial dos imunizantes e prevê liberação de vacinas que tenham aprovação de autoridades sanitárias dos Estados Unidos e da Europa.

O governo da Bahia assinou em agosto de 2020 um acordo com o Fundo Soberano Russo, que administra o desenvolvimento da vacina, para o fornecimento de 50 milhões de doses.

Até o momento, duas vacinas tiveram o uso emergencial aprovado pela Anvisa: a CoronaVac, desenvolvida pelo laboratório Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, e a vacina da Universidade de Oxford e da farmacêutica AstraZeneca, produzida em parceria com a Fiocruz.

G1

Opinião dos leitores

  1. E para que serve a ANVISA? Sempre serviu até hoje e agora não serve mais?
    O que vemos hoje em dia é cada vez mais o judiciário a pedido de interessados a tirar o poder de decisão das partes constituídas para tal.

  2. Palhaço sim, vive metendo as fuças onde não deve, quem melhor o definiu foram seus próprios colegas, iniciando por Joaquim Barbosa. O Brasil tem uma agência que deve ser aval ao uso de qualquer insumo da saúde, esquecer isso é temeroso, não passar pela validação mínima necessaria é risco. Daqui a pouco esse rapaz vai medicar vcs.

  3. Deveriam dizer a esse paiaço, que o circo Tihany ainda funciona, com o nariz pintado e seu jeito de chicaneiro ele teria vaga certa.

    1. Palhaço porquê? Não estamos em condições de esnobar vacinas que já estão sendo aplicadas com sucesso em outros países, como a vizinha Argentina. É um produto escasso no mundo, devido a pouca oferta ainda disponível. Que eu saiba, ninguém virou jacaré depois de tomar a Sputnik V!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

CASO GERSON – FLAMENGO: Bahia informa que perícias em língua estrangeira não comprovam injúria racial, e diz que vai reintegrar Ramírez por ‘inexistência de provas’

Foto: Jorge Rodrigues / AGIF

Nesta véspera de Natal, o Bahia divulgou uma ‘carta à sociedade’ onde informa que o atleta Índio Ramírez será reintegrado ao elenco após o afastamento devido às acusações de injúria racial por parte de Gerson, do Flamengo. A decisão do Tricolor foi motivada por ‘inexistência de provas e possíveis’, mesmo entendendo que a palavra do jogador rubro-negro é revelante.

“Os laudos das perícias em língua estrangeira contratadas pelo Bahia não comprovam a injúria racial e o clube entende que, mesmo dando relevância à narrativa da vítima, não deve manter o afastamento do atleta Índio Ramírez ante a inexistência de provas e possíveis diferenças de comunicação entre interlocutores de idiomas diferentes. O papel do Bahia é de formação e transformação, sempre preservando os direitos fundamentais e a ampla defesa. O atleta deverá ser reincorporado ao elenco tão logo os profissionais da comissão técnica e psicólogos entendam adequado”.

Na carta, o Bahia também enfatizou que continuará atento aos desdobramentos do caso e anunciou que incluirá cláusula antirracista, xenofóbica e homofóbica no contrato dos atletas. Confira abaixo o que o Tricolor baiano chamou de ‘conjunto imediato de medidas estruturais’.

Confira a carta do Bahia na íntegra:

“PARTE 1 – O RACISMO E A SOCIEDADE

O racismo faz nosso país sangrar. Pela morte, pela dor, pelas portas fechadas, pela discriminação no mercado de trabalho, pela violência diária de todas as formas. O racismo entra pela fresta das casas, está nas ruas, nos supermercados, nas empresas e também no futebol. Segue impregnado por todos os lados. Combater o racismo é dever de todos: das organizações, dos governos e sobretudo das pessoas que historicamente se beneficiaram de uma estrutura social e econômica sustentada na branquitude e no racismo. O racismo é um fenômeno concreto e opera para além das estatísticas de expectativa de vida, acesso à saúde e garantias dos direitos fundamentais e dignidade humana. O racismo é persistente, gritante, barulhento e, por muitas vezes, silenciosamente cruel.

PARTE 2 – O BAHIA NO DEBATE RACIAL

Há três anos, através do Núcleo de Ações Afirmativas, o Bahia se tornou referência internacional na luta antirracista. As campanhas educativas do clube viraram tema de vestibular em universidades e de redação em escolas. Além das campanhas, o Bahia foi o primeiro time de futebol no mundo a lançar um programa de imersão para debater os aspectos estruturais do racismo. O “Dedo na Ferida” capacitou 484 pessoas em 15 organizações de 3 capitais brasileiras. Funcionários, diretores, conselheiros, torcidas organizadas, profissionais de imprensa, além de empresas de fora do esporte, participaram gratuitamente. Antes disso, homenageou personalidades negras do passado e do presente em suas camisas. Na divisão de base, o Bahia possui amplo programa de desenvolvimento humano tendo o combate ao racismo como tema principal. Há apenas 33 dias, abriu programa de trainee exclusivo para pessoas autodeclaradas pretas, ao todo com 305 candidatos, em outra inovação no futebol.

PARTE 3 – ACONTECEU COM O BAHIA? QUAL O SENTIDO DISSO?

O episódio do último domingo (20), com toda a sua repercussão e simbologia, nos revela que o combate ao racismo deve ser ainda mais aprofundado no nosso clube e no Brasil. O Bahia é um reflexo de uma sociedade que carrega o racismo em suas estruturas. A questão racial não pode servir de pano de fundo para uma disputa entre clubes e torcidas rivais. O racismo não veste uma só camisa. A postura antirracista deve ser constante e não apenas quando convém ao time que torcemos. No caso do Bahia, embora já venha perseguindo a luta antirracista, seria ingênuo acreditar que estaríamos imunizados a um fenômeno tão complexo e particularmente enraizado na sociedade brasileira. Ninguém está! Ser antirracista no Bahia não é apenas uma opção da presente gestão, mas uma obrigação institucional.

PARTE 4 – O QUE FAZER?

Os laudos das perícias em língua estrangeira contratadas pelo Bahia não comprovam a injúria racial e o clube entende que, mesmo dando relevância à narrativa da vítima, não deve manter o afastamento do atleta Indio Ramírez ante a inexistência de provas e possíveis diferenças de comunicação entre interlocutores de idiomas diferentes. O papel do Bahia é de formação e transformação, sempre preservando os direitos fundamentais e a ampla defesa. O atleta deverá ser reincorporado ao elenco tão logo os profissionais da comissão técnica e psicólogos entendam adequado.

O Futebol é reflexo de uma sociedade que, quando não nega o racismo, adere a um populismo punitivista que finge resolver o problema apenas punindo o agressor. Atos de discriminação racial não são “casos isolados”.

Portanto, por entender seu papel de entidade de interesse público, o Bahia se compromete publicamente a adotar um conjunto imediato de medidas estruturais:

1. Inclusão de cláusula anti-racista, xenofóbica e homofóbica no contrato dos atletas.

2. Proposta de criação de protocolo antidiscriminatório para jogos de futebol no Brasil.

3. Implantação do projeto “Dedo na Ferida” para o elenco na pré-temporada. Não haverá jogador ou jogadora que vista a camisa do Bahia sem que tenha antes a oportunidade de obter acesso a uma imersão sobre racismo estrutural.

4. Encaminhamento junto à mesa do Conselho Deliberativo do clube para incorporação de cotas raciais nas próximas eleições.

5. Inclusão de espaço no Museu do Bahia dedicado ao combate e debate do racismo, xenofobia, sexismo e LGBTfobia e demais formas de intolerância.

6. Apoio ao projeto de lei que Cria o Dia Nacional Da Luta Contra o Racismo no Futebol

Adicionalmente, o Bahia seguirá acompanhando os desdobramentos que ocorrerem fora das instâncias do clube, seja na Polícia Civil ou no Superior Tribunal de Justiça Desportiva.

Além de negros, somos nordestinos e conhecemos bem o poder do preconceito e da exclusão pela xenofobia. Diante disso e das provas constituídas, caberá ao atleta Ramírez decidir pela denúncia ou não quanto ao tema – e ao Bahia apoiar a decisão.

Desde o domingo à noite o Bahia procurou uma rede de apoio formada por lideranças ligadas a movimentos sociais de enfrentamento ao racismo como o Observatório de Discriminação Racial e instituições como a Defensoria Pública e o Ministério Público do Estado, com quem está construindo um Termo de compromisso antirracista. Entendemos que nesse momento é necessário incorporar o compromisso com a implantação real e perene da agenda antirracista. Desta forma, respaldo institucional e a experiência de tais atores deste processo consolida e qualifica as nossas decisões.

Muitas das ações propostas neste documento, dentre outras, estarão sendo instrumentalizadas, nos próximos dias em convênios, parcerias e termos de compromissos com a agenda de enfrentamento ao racismo. As decisões e propostas durante esse processo tiveram a colaboração dos voluntários do nosso Núcleo de Ações Afirmativas, professores e ativistas atuantes no debate racial nas universidades e nos movimentos sociais.

O Bahia segue como um clube atento ao seu papel de transformação e bem-estar social. O futebol não é um fim em si mesmo. É um agente que deve promover união, preservação do patrimônio cultural, lutas por igualdade e diversidade dentro e fora das quatro linhas.

Esporte Clube Bahia.”.

Esporte Interativo

 

Opinião dos leitores

  1. Se comprovar que o Ramires não falou o que Gerson diz, não é nenhuma novidade, este clube é imbatível em casos criminosos e irregulares, tem o caso dos garotos que morreram queimados, até hoje não entraram em um acordo razoável para indenizar as famílias, mas pagar 1,6 milhões para o Gabigol por mês pode, tem o caso da portuguesa que levou dinheiro do Flamengo em 2014 para escalar heverton na última partida para perder pontos favorecendo o Flamengo permanecer na série A.
    Tem casos de aliciamento de jogadores, um exemplo é o do William Arão que saiu do Botafogo , hoje já está notificado pela justiça para pagar 7 milhões.
    Enquanto houver um Marinho na globolixo este time mesmo com todos esses casos criminosos, continuará nas cabeças.
    Isso é o Flamengo, não existe igual.

  2. Tem que processar esse atleta mentiroso que inventou essa celeuma na vida do jogador do Bahia. Isso é um perigo em se tratando de atletas profissionais que trabalham para ganhar o seu sustento.
    Mas a bandidagem de Gerson tem que ser apurada e ele deveria ser suspenso por mentir para toda uma nação.
    Cabra safado.

  3. Amigo desculpe, mais o que uma coisa tem a ver com a outra? Crimes distintos, culpas distintas, bem como penas. Caso houvesse havido crime do jogador índio, que ao que parece, nao restou caracterizado, absolviçao e ponto. O crime do CT do Flamengo está sendo respondido, caso haja culpa ou dolo, rogar que os culpados sejam punidos. Um crime não anula o outro.

  4. Engraçado essa atitude do flamengo em penalizar um atleta por causa de discussão besta de futebol , enquanto isto, as crianças que o clube matou da pior forma que existe tiveram sua indenização negada covardemente. É muita hipocrisia.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

PF faz ação contra esquema de venda de decisões judiciais na Bahia

Foto: Ilustrativa

A PF (Polícia Federal), atendendo à decisão do STJ (Superior Tribunal de Justiça), deflagrou, nesta segunda-feira (14), as 6ª e 7ª fases da Operação Faroeste. O objetivo é desarticular um suposto esquema criminoso voltado à venda de decisões judiciais no Estado da Bahia, que envolveria desde juízes e desembargadores, a membros de outros poderes, que operavam a blindagem institucional do esquema.

São investigados possíveis crimes de corrupção ativa e passiva, lavagem de ativos, evasão de divisas, organização criminosa e tráfico de influência.

Ao todo, na manhã desta segunda, 36 mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos nas cidades de Salvador, Barreiras, Catu, Uibaí, além do Distrito Federal.

Também são cumpridos dois pedidos de prisão temporária a duas desembargadoras do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia e uma determinação de prisão preventiva referente ao operador de um juiz, além do afastamento do cargo e função de todos os servidores públicos envolvidos nestas fases.

Justiça Potiguar, via R7

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Covid 19: Governo proíbe realização de shows e festas na Bahia independente do número de participantes

Governo proíbe realização de shows e festas na Bahia independente do número de participantes — Foto: Reprodução/Rede Bahia

O governo da Bahia anunciou, na noite desta quinta-feira (3), que vai proibir a realização de shows e festas em toda a Bahia. A decisão, que será publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) de sexta-feira (4), faz parte do decreto nº 19.586, e começa a valer no mesmo dia.

Conforme a publicação, ficam proibidos os “shows, festas, públicas ou privadas, e afins, independentemente do número de participantes”. O decreto tem validade até 17 de dezembro, com indicativo de renovação.

Na última quarta-feira (2), o Governo do Estado já havia prorrogado o decreto, que também suspende as aulas nas unidades de ensino das redes pública e privada e proíbe eventos e atividades com presença de público superior a 200 pessoas.

Nesta quinta, o governador da Bahia, Rui Costa, disse que não permitiria realização de festas no estado, incluindo eventos de réveillon, entre os meses de dezembro e janeiro, por causa da pandemia da Covid-19.

O governador disse ainda que solicitou à Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA) que monitore as redes sociais de estabelecimentos no estado, para que fiquem cientes se há previsão para realização de festas ou não.

“Passei hoje para o secretário de Saúde e vou pedir agora para o secretário de Segurança que faça o monitoramento das redes sociais para qualquer bar, qualquer barraca, qualquer estabelecimento comercial que esteja chamando para festa, nos meses de dezembro e janeiro”, disse Rui Costa.

O governador ainda afirmou que solicitou atuação da polícia para garantir o cumprimento do decreto. “Que a polícia atue preventivamente, faça a notificação desse ente comercial avisando que não será permitido, e que a polícia fará o bloqueio de entrada desses estabelecimentos. Nós não permitiremos festa em nenhuma quantidade de público”, enfatizou.

Rui Costa explicou que o decreto que permite a realização de eventos com até 200 pessoas não inclui eventos festivos.

Conforme o último boletim da Sesab, foram registrados 3.268 pessoas infectadas em em 24h. Desde o início da pandemia, a Bahia contabilizou mais de 412 mil casos e 8.366 mortes.

G1

Opinião dos leitores

  1. E a competência do Prefeito? Virou esculhambação, e o pior, com autoritarismo. Não brinquem com o povo.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Lula vai morar na Bahia em casa alugada de condomínio que vive Emílio Odebrecht, diz blog

Foto: AMANDA PEROBELLI / REUTERS

A casa que Lula alugou em Lauro de Freitas, na Bahia, é no condomínio Busca Vida, o mesmo em que vive Emílio Odebrecht.

Emílio é dono de alguns imóveis no condomínio, que fica na divisa com Camaçari — mas nenhum deles é o que foi alugado ao petista.

Guilherme Amado – Época

Opinião dos leitores

  1. Esse EX-Presidiário agora vi desfrutar dos bilhões que roubou do Erário Brasileiro,em um país sério ainda estaria vendo o sol nascer quadrado,esse Encantador de Imbécis !!!!!!

  2. Tomara que morra por lá.

    Muita ingenuidade do BG acreditar que o Imóvel que ele vai morar não é do Emílio.

  3. É melhor ir morar no Condomínio Vivendas Da Barra Pesada na Tijuca RJ. Lá tudo pode. Até mudar depoimento de porteiro. Lá é bom porque qualquer sargento aposentado pode possuir mansões milionárias e carrões de luxo sem nenhum problema, como também ser amigo, tirar fotos e pescar com o Naro.

    1. Como afundou, Gado?
      Dólar era 2,70,
      Gasolina era 2,90,
      Desemprego 9%,
      Salário mínimo tdo ano tinha aumento além da inflação,
      Brasil era a sétima economia do mundo,
      Arroz era 1,5 reais o kg,
      Empregada doméstica ia pra Disney,
      PF e MP valorizados,

      ….
      Recordou, sentiu saudade e viu a merda q vc fez apoiando o golpe e o miliciano?

    2. Deves ser português Manuel! Parece que gostas de ser roubado! kkkkk
      Dólar "R$2,70" -> Rentistas de fora lucrando com juros de 14%a.a.; Ruim para nossa exportação.
      Gasolina "R$2,90" -> Mantido artificialmente. Caixa e valor da Petrobras estavam em risco.
      Desemprego -> Foi a década das commodities e o BR deixou passar por causa do PT. Teve o futuro roubado.

      Não vou nem perder mais meu tempo com o restante… O nosso amado Brasil caminhava pra ser uma Venezuela a passos largos.

  4. Imagino onde os filhos do Bolsonaro irão morar!!!! Com 26 anos já tem dezenas de imóveis….

  5. O que é isso homem? Esse analfabeto, ladrão mentiroso, arrogante, prepotente, salafrario vai morar onde? Com o nosso dinheiro? Isso é uma vergonha, num país onde grande parte da população não tem onde se abrigar e o que comer, um safado fedorento desses ainda tem direito a mordomias? Devia estar pagando sua pena, como os que roubam um chocolate ou uma caneta, ainda tem uns manes para correr e babar na sua defesa, uma vergonha.

    1. Pedroca com essa afobação vai diminuir o tesão . Tenha calma criatura você está perto de casar .

    2. Isso mesmo Pedro ,o bandido perdeu um dedo e os adeptos dele a inteligência e a vergonha !!!

  6. Coincidência, dois inocentes por pura obra do destino vão morar no mesmo condomínio em frente pra o mar, na mesma cidade, com certeza, no dia que estiverem tomando vinhos finos importados com iguarias raras, vão dizer que estão gastando dinheiro roubado da corrupção. Foi nada, todo torneiro mecânico e trabalhador da construção civil podem desfrutar do melhor que a vida pode proporcionar. Tudo fruto de muito trabalho. Aí não tem dinheiro roubado do trabalhador brasileiro.

    1. Tenho tanta pena, mas agora é moda os bandidos de todo o espectro político morarem no mesmo condomínio que seus cúmplices.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

FOTOS: Carga irregular com cerca de 30 mil comprimidos de ivermectina que tinha como destino Natal é apreendida em rodovia da Bahia

Foto: Divulgação/PRF

Um carga irregular com cerca de 300 mil comprimidos de Ivermectina, que transportada por dois homens em um carro, foi apreendida na noite de quinta-feira (30), na BR-242, em trecho de Itaberaba, região da Chapada Diamantina, na Bahia.

De acordo com informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o caso ocorreu na altura do Km-230.

Inicialmente, foi dada ordem de parada a um carro com os dois ocupantes. Durante a entrevista, pos policiais notaram certo nervosismo do motorista e do passageiro, o que fez com que os policias realizassem uma busca no interior do veículo. Durante a vistoria, eles encontraram 7.320 caixas do medicamento.

Foi solicitada a documentação legal para o transporte, porém o condutor entregou uma nota fiscal que continha dados divergentes do material transportado. No documento apresentado, o local de destino dos medicamentos seria a cidade de Natal (RN), contudo o veículo seguia uma rota contrária.

Além disso, o número de lote e data de fabricação dos produtos apreendidos não eram condizentes com o discriminado na nota fiscal.

Aos policiais, os homens relataram que embarcaram a mercadoria na cidade de Barreiras, no oeste da Bahia, a pedido de um caminhoneiro, e durante o percurso da viagem estavam realizando a venda fracionada do medicamento para farmácias da região.

A ivermectina é um medicamento prescrito para combater verminoses, porém vem sendo muito procurada pela população, que acredita que o remédio pode minimizar os efeitos da Covid-19. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) afirma, entretanto, que a ivermectina não tem comprovação científica de eficiência contra a Covid-19.

Diante dos fatos, os homens assinaram um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e vão responder por suas condutas perante o Juizado Especial Criminal (JECRIM). Todo o material apreendido será entregue a Vigilância Sanitária.

G1

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polêmica

VÍDEO – Prefeito de Itabuna, na Bahia, diz que comércio será reaberto a partir de 9 de julho, e causa polêmica: ‘Morra quem morrer’

Foto: Reprodução / TV Bahia. (ASSISTA VÍDEO AQUI EM TEXTO NA ÍNTEGRA)

O prefeito de Itabuna, Fernando Gomes, causou polêmica ao confirmar a flexibilização do comércio do município, localizado no sul da Bahia, para a próxima semana. Em vídeo que circula nas redes sociais, o gestor afirma que autorizará que estabelecimentos comercias abram as portas a partir da próxima quinta-feira (9), “morra quem morrer”.

“Primeiro lutar pela vida, a vida é uma só. Morrer acabou. Não tem fortuna, não tem pobreza, não tem falência, não tem nada. Não posso abrir uma coisa que não tenho cobertura. Na dúvida, com os nossos morrendo por causa de um leito em Itabuna, vou transferir essa abertura. No dia 8, mandei já fazer o decreto, que no dia 9 abre morra quem morrer”, disse o prefeito.

A prefeitura de Itabuna afirmou que o prefeito foi mal interpretado e que está contrariado com a situação do comércio de Itabuna. Estima-se que mais de 40 estabelecimentos do município não conseguirão voltar a funcionar após a pandemia.

Em coletiva, durante cerimônia pela Independência do Brasil na Bahia, nesta quinta-feira (2), o governador Rui Costa comentou a fala do prefeito de Itabuna.

“Falei com o prefeito de Itabuna essa semana. Ele estava predisposto a abrir o comércio. Pedi que não abrisse. Itabuna estava muito alto um mês atrás. Tomamos medidas drásticas, o índice caiu para 2%, mas voltou a crescer. O alimento do vírus é a convivência social. Você fecha, o vírus despenca, você abre, o vírus acelera. É matemática. Pedi que não abrisse essa semana, e ele não abriu. Mas ele tem se sentido pressionado, tem uma voz nacional que diz para abrir, que ganha apoio de comerciantes, com medo de quebrar. Sob pressão, as pessoas saem do ponto, perdem o equilíbrio. Falei come ele ontem, está no quinto mandato, tem quase 80 anos, me disse que nunca viveu uma situação como essa, que nunca se sentiu tão pressionado”, falou Rui Costa.

A cidade é maior do sul baiano, com uma população de cerca de 200 mil pessoas. Ela está localizada a cerca de 450 quilômetros de Salvador.

Na última semana, a previsão da prefeitura de Itabuna era colocar em prática a flexibilização das atividades comerciais a partir de 1º de julho. Porém, a reabertura foi adiada, já que o município registra 100% de ocupação dos leitos de UTI para pacientes com a Covid-19.

Existe a expectativa de abertura de dez novos leitos de UTI no Hospital de Base de Itabuna nos próximos dias.

A prefeitura de Itabuna também chegou a anunciar a flexibilização das atividades comerciais no início de junho, mas desistiu após uma recomendação do Ministério Público estadual (MP-BA). Os estabelecimentos não comerciais do município estão fechados desde março, quando os primeiros casos de coronavírus foram registrados.

Segundo o último boletim divulgado pela Secretaria de Saúde do estado (Sesab), Itabuna possui 2.637 casos confirmados de coronavírus, com 58 mortes em decorrência da doença.

G1

 

Opinião dos leitores

  1. Ô véi macho, parece ter sido forjado na mesma bigorna que o mito! Traduzindo: toda patuleia tem o governante reiera que merece.

  2. Com essa cara de "barnabé" , o primeiro a morrer deveria ser ele. Só assim a cidade se livraria de um canastrão.

  3. Ele mesmo um forte candidato a morrer, pois tem 80 aninhos e como todos sabemos o covid-19 não perde tempo e principalmente com os mais velhos. um misto de ignorância e prepotência. algumas pessoas qd passam a exercer cargos públicos acham mesmo que foram os "escolhidos" por Deus e que por isso estão acima de qq coisa e tb dos seus pares, a vida vai de encarregar de mostrar a esse senhor que somos iguais em tudo, apenas e unicamente em alguns momentos temos mais dinheiro que alguns outros, mas fisicamente temos as mesmas necessidades e sofremos das mesmas limitações como seres imperfeitos, sem falar que a finitude vem para todos, seja lá quem seja você.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Finanças

Empresário relata ‘ter certeza’ que ex-secretário do governador da Bahia recebeu ‘verba ilícita’ em negócio de respiradores para o Nordeste, destaca reportagem

O empresário Paulo de Tarso Carlos, da Biogeonergy, um dos envolvidos na Operação Ragnarok, que apura fraudes na compra de respiradores pelo Consórcio Nordeste, afirmou em depoimento ‘ter certeza que Bruno Dauster recebeu propina’.

O depoimento de Carlos foi obtido pelo Blog do Dina – por Dinarte Assunção, com exclusividade.

Bruno Dauster foi o secretário da Casa Civil do Governo da Bahia que operou as tratativas para a compra dos equipamentos. Ele deixou o governo Rui Costa com a repercussão do caso. Matéria completa aqui.

Opinião dos leitores

  1. CADÊ O DINHEIRO QUE ESTAVA AQUI?
    Onde tem GOVERNO DO PT tem mau uso dos recursos públicos.
    Enquanto isso o povo MORRE por falta de respiradores.

  2. Esse Bruno faz parte da estrutura do PT a nível Brasil, pois está enrolado com outras coisa segundo falam por aí. Esse cara tem que ser preso e colocado num canto de parede para falar o que sabe, pois ele é o cabeça da operação depois do chefe Mor.

  3. Quem for podre que se quebre . Pena que a corrupção não é privilégio somente de políticos de esquerda, porque seria muito mais fácil combater.
    Na verdade a corrupção começa nas coisas aparentemente mais insignificantes da vida social e vai se alastrando como um câncer, a corroer tudo. E ela vem tanto da direita, como da esquerda e mais ainda do CENTRÃO.

  4. PARABÉNS AOS ACÉFALOS QUE FIZERAM ENTERRAR O NORDESTE D VZ NO CAOS.
    TENHO MINHA CONSCIÊNCIA LIMPA PERANTE ESSES PARASITAS E MULAS QUE PROMOVERAM A ACESSÃO DESSES GOVERNADORES LIXOS NO NORDESTE.
    NOSSO RN ESTÁ AO DEUS DARÁ.

  5. Grande novidade.! Como se políticos e quem está a frente de verba pública não tirasse o seu. Isso é Brasil e quando tem político e dinheiro juntos é a combinação perfeita para todo tipo de maracutaia. A população deveria tomar iniciativa, no entanto, prefere brigar por político A ou B, a culpa é nossa.!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Família abre caixão em velório e cinco são contaminados por Covid-19 na Bahia

Foto: Unsplash

A família de uma vítima de Covid-19 abriu o caixão durante o velório na cidade de Cairu, baixo-sul da Bahia, contaminando outras cinco pessoas.

A morte foi registrada na última quinta-feira (7) por síndrome respiratória aguda grave na Santa Casa de Valença, hospital do município vizinho. Como havia suspeita de Covid-19, o caixão saiu lacrado da unidade hospitalar.

A família, contudo, resolveu abrir o caixão durante o velório, mesmo com recomendações contrárias da secretaria municipal de Saúde de Cairu.

Na segunda-feira (12), saiu o resultado do exame feito pelo Laboratório Central da Bahia que confirmou que a vítima tinha sido contaminada pela Covid-19.

Diante da confirmação, a prefeitura decidiu realizar testes rápidos em todas 12 pessoas que participaram do velório.

Mas encontrou resistência em parte da família, que não aceitava o diagnóstico de Covid-19 da vítima. Até então, a cidade não havia registrado casos de infectados com pelo novo coronavírus.

Após convencer os familiares, a prefeitura realizou os testes em 12 pessoas e identificou que cinco delas estavam com Covid-19.

Em nota, a prefeitura de Cairu informou que a família da vítima recebeu “todas as informações para realização do sepultamento seguro, bem como das normas sanitárias indicadas pelos órgãos responsáveis”. Também informou que está monitorando as pessoas próximas à vítima.

“Enfermeiros, técnicos de saúde, psicólogos e assistente social da rede municipal de saúde estão oferecendo todo apoio à família e amigos da vítima. A Secretaria de Saúde lamenta pelo falecimento e deseja conforto aos familiares neste momento difícil”, disse.

Folha de São Paulo

 

Opinião dos leitores

  1. Idiotice dos Bolsopetismo, lembrando que isso partiu de uma fake news compartilhada pela deputada Carla zambelle mais conhecida como (chulé).

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Secretário de Saúde da Bahia propõe termo de renúncia a leitos de UTI para pessoas que apoiam relaxamento do isolamento

FOTO: Leonardo Rattes/Ascom Sesab

O secretário de saúde da Bahia e cardiologista Fábio Vilas-Boas, em publicação no Twitter, sugeriu que pessoas que apoiam o afrouxamento do isolamento social durante a pandemia do coronavírus, renunciem ao acesso de leitos de UTI e de ventilação para si e para seus parentes.

“Será que essas pessoas que pregam o relaxamento do distanciamento social aceitam assinar um termo renunciando o acesso…?”, disse em publicação.

A sugestão foi feita após uma série de manifestações que aconteceram neste domingo (19) apoiando a volta do comércio e até mesmo pedindo intervenção militar, como foi o caso das manifestações no Recife e em Brasília.

Foto: Reprodução/Twitter

As manifestações do domingo feriram o decreto estadual assinado pelo governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), que proíbe aglomerações durante este período de quarentena.

No decreto estadual, assinado no último dia 23 de março, ficaram proibidas reuniões com mais de 10 pessoas. Na época o governador justificou que “a melhor estratégia no combate à disseminação do vírus, neste momento, é o isolamento social”.

Governadores do Nordeste se pronunciaram contra as convocações do presidente e pediram união para combater o novo coronavírus.

Jornal do Commercio

 

Opinião dos leitores

  1. Tudo papo-furado deste secretário petralha. Ele sabe mais do que ninguém que a Saúde é um direito fundamental assegurado pela Constituição de forma ampla, geral e irrestrita.

  2. Mais conversa fiada, bla bla bla inócuo. Não leva a nada, só disputa política. O povo que exploda.

  3. UMA "PÉROLA" DESSA SÓ PODERIA TER SAIDO DA BOCA DE UM CANHOTO VERMELHO! APRENDEU MUITO BEM COM DILMA ROUSSEFF.

  4. Concordo!
    Desde que os fumantes (inclusive de Canabis) renunciem a qualquer modalidade de tratamento para enfisema pulmonar e câncer de pulmão; concordo desde que aqueles que ingerem bebidas alcoólicas e pilotam motocicletas ou automóveis ao se envolverem em acidentes e sejam vítimas de traumas também abram mão de qualquer tipo de assistência médica; concordo desde que aqueles que possuem renda (salário) fixo e que não irá variar com a crise causada pela quarentena sustentem a família daqueles que são autônomos, trabalhadores informais, empresários e que dependem do que produzem hoje para comprar o pão de amanhã!

  5. É bom que o nobre secretário renuncie ao seu plano de saúde e var ser atendido nós hospitais público. Canalha. Sua turma quebrou o país e é por isso que não tem leitos em hospitais público suficiente para a população.

  6. Concordo plenamente, muito justo, na verdade ja era pra existir esse documento e cada “cidadão de bem” assiná-lo

  7. Bom seria que todos os políticos assinassem um termo no sentido de que quem ia para prisão perpétua.

  8. O Nobre secretário deveria assinar um termo que se ele contrair o covid19 em hipótese alguma os médicos podem dar a ele a hidroxicloroquina+ azetramicina

    Remédio que salvou os Drs.David uip e Kallil Filho

    1. Muito menos receber salário, por está em isolamento, e quem não concorda, está trabalhando. Tem mais, quem esta trabalhando, está contribuindo com imposto pra pagar a saúde, já ele que não trabalha, não é contribuinte. Esses petralhas querem sempre inverter as coisas, bandidos e preguiçoso são os que mais se beneficiar na visão deles

  9. E eu proponho que o nobre secretário deixe sua esposa e filhos em um dos inúmeros lares onde já está faltando quase tudo… Ele não precisa ir, pois tem que trabalhar.

  10. Governadores são contra o isolamento vertical pois querem mesmo que o congresso mande pagar as dívidas dos Estados sem qualquer contrapartida! Secretário de saúde da BA façamos o seguinte: quem quer voltar ao trabalho assina o termo de que não quer UTI e seu governador assina o termo que não quer mais o dinheiro federal !

  11. Os políticos e secretários deveriam abrir mão de seus salários e ficar sem ganhar nada como a maioria dos empresários e empregados estão. E muito fácil MAMAR nas tetas do GOVERNO e mandar pessoas que não tem o que comer ficar em casa.

  12. Vale lembrar a esse secretário de merda, que quem sustenta esse sistema e paga o salário dele são as mesmas pessoas que querem trabalhar.

  13. Manoel não concorde com uma ideia comunista e terrorista dessa, por isso que o Maia tá dando uma de ditador, o comunismo vai nos exterminar, falta só mandarem a gente comer cachorro e a gente concordar.

    1. Baseado nisso, então devem obrigar a assinar o termo quem fuma, bebe, consome drogas ilícitas…

    2. E quem quer ficar em casa, assine um termo abrindo mão do salário, ficaria justo mesmo.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *