Ginkgo biloba: qual o segredo da árvore para viver mais de mil anos e o que médicos dizem sobre seu consumo

Foto: Getty

Da próxima vez que você se sentir velho, lembre-se do ginkgo biloba. Essas árvores podem viver mais de mil anos e são concebidas para serem quase imortais.

Um estudo recente acaba de revelar o segredo da longevidade dessa espécie milenar.

A pesquisa, considerada a mais completa realizada até hoje sobre o envelhecimento das plantas, oferece a primeira evidência genética capaz de explicar a elevada expectativa de vida do ginkgo biloba.

O estudo se concentrou na análise genética de árvores de ginkgo biloba com idades entre 15 e 667 anos, nos Estados Unidos e na China.

O exame da casca, das sementes e das folhas das árvores mostrou que seu crescimento não diminui, mesmo que tenham se passado centenas de anos. Na verdade, os pesquisadores descobriram que, em alguns casos, esse crescimento acelera.

Eles constataram ainda que o tamanho das folhas, a capacidade de fotossíntese e a qualidade das sementes tampouco são afetados pela idade.

(mais…)

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cigano Lulu disse:

    Tomo chá de concha de tartaruga há mais de cem anos. E fermento para trepar nas tamancas.

Estudos afirmam que respiração é o segredo para ter orgasmo mais forte e longo

Imagem: iStock

Estudos comprovam que respirar do jeito certo é capaz de diminuir os níveis de ansiedade e de estresse no corpo, além de influenciar positivamente no sono e até contribuir para a redução da pressão arterial. Mas os benefícios não param por aí: puxar e soltar o ar corretamente facilita o prazer, tornando os orgasmos femininos e masculinos mais longos e fortes. A ideia é defendida principalmente pelos especialistas em tantra.

A seguir, profissionais ensinam a desenvolver uma respiração mais consciente no dia a dia e aplicar a técnica nos momentos a dois:

Puxa e solta

“A respiração é responsável pelo fluxo da energia no corpo. Ela traz presença, relaxamento e movimento. Se não fazemos da forma correta, nossa vitalidade fica baixa”, explica Deva Geeta, terapeuta tântrica. Quando estamos estressados ou ansiosos, a respiração tende a ficar mais curta e rápida. Dessa forma, o ar chega até os pulmões, mas não até o diafragma. Quando o mesmo acontece durante as relações sexuais, isso dificulta o prazer. “A forma errada de puxar o ar trava o ciclo que leva ao orgasmo”, diz.

Comece a treinar antes

“O ideal é respirar conscientemente antes, durante e após a relação sexual”, opina Danni Cardillo, mestra tântrica. Ela indica uma maneira simples de começar, sozinha mesmo: “Puxe o ar durante sete segundos e solte pelas duas narinas. Isso já ajuda na ativação dos cinco sentidos, essenciais para o envolvimento sexual”, ensina.

Geeta também tem dicas para as iniciantes: “Deite sobre um colchonete e dobre as pernas. Deixe o quadril firme no chão e os pés unidos um do lado do outro. Relaxe braços, ombros, pescoço e cabeça. Em seguida, junte joelho com joelho e contraia uma coxa na outra. Faça isso durante, no mínimo cinco minutos. Durante esse tempo, faça inspirações longas e depois deixe o ar sair pela garganta”, ensina.

A segunda parte do exercício tem o intuito de descobrir os pontos de vibração do corpo. “Lentamente, vá abrindo as pernas dobradas. Você vai sentir algumas partes tremerem, como se fossem espasmos musculares. Permita que eles surjam e passem sozinhos, observando a sensação. Aos poucos, as vibrações vão acontecer não somente no abdômen, mas também na cabeça e em outras partes”, diz. A ideia é preparar o corpo para expandir as sensações, usando a respiração como base.

“Dessa forma, durante o sexo, a pessoa consegue focar a energia não somente nos órgãos genitais, mas no corpo inteiro”, detalha. Segundo a profissional, isso expande a sensação orgástica. “Assim, o prazer vem aos poucos. Por isso chega intensamente e dura por mais tempo”, conclui.

Sexo de tirar o fôlego?

Na verdade, o ideal é que em vez de tirar o fôlego um do outro, o casal tenha bastante ar, mesmo durante o orgasmo. Para aumentar o prazer feminino nas relações sexuais, a dica de Geeta é intercalar exercícios de pompoarismo (contraindo e relaxando os músculos do assoalho pélvico) com a respiração.

“Uma dica durante as relações é soltar todo o ar e deixar os pulmões vazios por alguns instantes. Enquanto isso, contrair o glúteo e as coxas com força. Depois, relaxar e voltar a respirar normalmente, sentindo os pontos de prazer do corpo todo”, ensina. E quando o orgasmo chegar, a ideia é liberar toda a energia junto com o ar. “Em vez de respirar rapidamente, fazer inspirações e expirações longas ajuda a prolongar a sensação”, assegura.

Universa – UOL

Estimular ponto inusitado do corpo pode ser o segredo para o orgasmo feminino, revelam pesquisadores

Shutterstock

Nem todas nós temos facilidade em chegar ao clímax durante o sexo. Muito pelo contrário. Algumas sequer sentem prazer na relação. Contudo, um estudo recente descobriu uma nova forma de estimular mulheres a atingirem o orgasmo .

A pesquisa feita por profissionais da Universidade de Michigan (EUA) e publicada na revista Neuromodulation apontou que tratamentos de neuromodulação para disfunção da bexiga – que envolvem a estimulação elétrica leve e direcionada – também influenciam positivamente as funções sexuais das mulheres.

A estimulação acontece em um ponto próximo ao nervo tibial, encontrado no tornozelo . Apesar de os pesquisadores ainda não saberem ao certo como e por que os eletrodos colocados nessa região podem estimular a região pélvica, eles acreditam que exista uma interação entre os nervos de ambas as áreas.

Inicialmente, a terapia foi testada em ratos. Os cientistas estimularam os nervos do tornozelo e das regiões genitais dos roedores e, após 15 a 30 minutos, notaram um aumento significativo no fluxo sanguíneo vaginal, sugerindo um aumento da sensibilidade naquela região.

Com isso, os pesquisadores recrutaram nove mulheres . Elas se submeteram a 12 sessões de meia hora da terapia – intitulada estimulação elétrica nervosa transcutânea. Durante meia hora, os eletrodos ficavam aplicados em torno das áreas genitais e nos tornozelos.

O resultado foi que oito delas relataram uma excitação mais intensa, melhora na lubrificação vaginal ou capacidade de atingir novamente o orgasmo . “Em uma variedade de estudos clínicos, se você obtiver uma melhora de 50% nos sintomas, pode considerar uma resposta bem-sucedida. Tivemos quatro participantes que atingiram ou excederam esse limiar”, avaliou Tim Bruns, pesquisador e um dos autores do estudo.

IG

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Joao Batista Carvalho disse:

    Gosto do bom e velho fio terra

[VÍDEO] McDonald's mostra "segredo" dos apetitosos sanduíches

Quem nunca foi a uma loja da rede de fast-foods McDonald’s e viu aqueles sanduíches grandes e apetitosos nas fotos estampadas e quando comprou sentiu total diferença do que eles são de verdade?

Pois bem, que a diferença é grande todo mundo sabe, mas agora, a gigante do ramo de fast-foods revelou o segredo e o porque das imagens que não condizem com o real através de um vídeo institucional da campanha “Nossa Comida. Suas perguntas”.

Pra começar, o sanduíche das fotos e comerciais de TV sequer são os mesmos das lanchonetes. Os que aparecem nas imagens são montados por um produtor de fotografia com um cuidado extremo. Para se ter uma ideia, o ketchup (ou catchup) é aplicado com uma espécie de seringa. Os ingredientes são os mesmos, mas as mãos que o fazem, são outras completamente diferentes.

Depois, as fotos dos sanduíches ainda passam por um tratamento daqueles no Photoshop com direito a correção de imperfeições e tratamento de luminosidade.

De acordo com o vídeo assinado pelo próprio McDonald’s, a intenção das imagens tratadas é mostrar melhor os ingredientes e torná-los mais suculentos.

Confira o vídeo:

Fórmula secreta da Coca-Cola sai do cofre pela primeira vez

Pela primeira vez na história, a caixa que contém a fórmula secreta do refrigerante Coca-Cola deixou o cofre do Banco SunTrust. A valise foi retirada para ir para outro cofre dentro do museu World of Coca-Cola, em Atlanta, tão seguro quanto o do banco.

Essa foi a primeira vez que a fórmula esteve exposta ao público desde que foi criada em 1886. Mesmo exposta, ela foi transferida dentro de um forte esquema de segurança.

Do museu, as pessoas poderão passar em frente a porta do cofre, mas não poderão chegar tão perto. A segurança será redobrada. A ação faz parte das comemorações de 125 anos da marca e vai deixar muita gente ainda mais curiosa.