Polícia

Adolescente confessa ter matado criança e colocado corpo em caixa no interior do RN

O portal BO destaca a ocorrência de um homem de 23 anos e uma adolescente de 17 que foram detidos na manhã dessa segunda-feira (31) suspeitos de participação na morte de uma criança, na cidade de Pau dos Ferros, distante 392 quilômetros de Natal. O corpo da vítima foi encontrado no último sábado (29), em estado de decomposição dentro de uma caixa na casa onde mora o casal. Os dois foram surpreendidos por policiais do 9º Batalhão no bairro Lagoa Nova, em Natal. Veja vídeo com detalhes AQUI.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Com corda no pescoço e pedaço de madeira encravado no olho, corpo de homem é encontrado boiando no rio Mossoró

Foto: Marcelino Neto

A Polícia Civil confirmou o encontro de um corpo de um homem, com várias marcas de violência, na manhã desta segunda-feira (31), por volta de 6h30, boiando no rio Mossoró, na região Oeste potiguar.

Segundo a Polícia Civil, o corpo foi encontrado com uma corda no pescoço e um pedaço de madeira encravado no olho. A polícia e o Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep) foram acionados ao local, nas proximidades da avenida Leste-Oeste, e o corpo foi recolhido.

Segundo a polícia, a suspeita é de que o crime tenha ocorrido há vários dias. O caso ainda será investigado.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Caso Henry: laudo apontou 23 lesões no corpo da criança

Foto: Reprodução

O laudo da necropsia feito pelo Instituto Médico-Legal (IML), ao qual o GLOBO teve acesso, revela que no corpo de Henry Meirelles, de 4 anos, morto no dia 8 de março, tinha 23 lesões que não foram consideradas compatíveis com uma queda da cama, como foi sugerido por sua mãe, a professora Monique Medeiros, presa na semana passada com o namorado dela, o vereador Dr. Jairinho, acusados de envolvimento da morte. No laudo da reprodução simulada feita no apartamento onde Henry morava com a mãe, os peritos afirmam que “as lesões produzidas na vítima e o seu óbito ocorreram no interior do apartamento no intervalo entre 23h30m e 3h30m”.

Ainda de acordo com o documento, a imagem da câmera do elevador mostra que o menino já estava morto quando deixou o apartamento no colo de Monique para ser levado ao hospital. Jairinho também aparece na imagem reproduzida no documento. Segundo o laudo, ao analisar o vídeo, pôde ser constatado que o menino apresentava “abolição de motilidade e de tônus muscular”, “o que significa que o óbito tinha ocorrido havia pouco. As imagens mostram ainda que o casal saiu para o hospital às 4h09m do dia 8, 39 minutos depois de contarem ter encontrado o menino caído.

Segundo o documento do IML, todas as lesões são descritas minuciosamente no relatório. Os peritos explicam, por exemplo, que diferentes equimoses não podem ter sido causadas por uma única ação. Por isso, afirmam que elas “são sugestivas de diversas ações contundentes e diversos graus de energia”. Já as lesões intra-abdominais foram de alta energia, sendo decorrentes de um impacto mais forte. O corpo de Henry também tinha infiltrações hemorrágicas no couro cabeludo em três regiões (parietal direita, occipital e frontal), que correspondem a três ações contundentes distintas.

Entre os elementos colhidos pela Polícia Civil na investigação do caso da morte do menino Henry, chamou atenção dos agentes envolvidos os indícios da crueldade que teria sido praticada pelo vereador Dr. Jairinho sob anuência da mãe da criança, a professora Monique Medeiros da Costa e Silva. Os policiais afirmam que o garoto levava chutes, bandas e pancadas na cabeça.

Menino tinha medo de Jairinho

Seis dias após ser informada pela babá de que Henry levava bandas e chutes do seu namorado, Monique relatou a uma prima pediatra que o filho sentia “medo excessivo de tudo” e, quando via o político, chegava a “vomitar e tremer”. A troca de mensagens, recuperada no celular da professora pela Polícia Civil, consta no inquérito que apura a morte do menino e foi obtida com exclusividade pelo GLOBO. O alerta das agressões no apartamento da família, no condomínio Majestic, no Cidade Jardim, na Barra, foi dado em tempo real pela babá de Henry, Thayná de Oliveira Ferreira, na tarde de 12 de fevereiro.

Como o Fantástico, da TV Globo, mostrou no domingo, no dia seguinte, Monique e Jairinho procuraram um hospital particular, em Bangu. Na unidade, relataram que a criança estava mancando e com dores, pois tinha “caído da cama”, mas uma radiografia não mostrou dano à estrutura óssea. No inquérito que apura a morte de Henry, Monique também alegou que o filho poderia ter caído da cama pouco antes de ser levado sem vida para um hospital na Barra. A defesa do casal diz que Henry relatou uma dor no joelho e que Monique o levou ao hospital.

Às 16h53m do dia 18 de fevereiro, a professora então escreveu para a pediatra: “Henry está com medo excessivo de tudo, tem um medo intenso de perder os avós, está tendo um sofrimento significativo e prejuízos importantes nas relações sociais, influenciando no rendimento escolar e na dinâmica familiar. Disse até que queria que eu fosse pro céu pra morar com meus pais, em Bangu”.

Perguntas ainda sem resposta

Como o menino foi morto? O que causou tantas lesões?

Necropsia feita no corpo de Henry mostra que ele morreu de hemorragia interna devido à laceração no fígado, causada por ação contundente. Ele também foi machucado na cabeça. Os peritos já sabem que as lesões não foram causadas por acidente doméstico.

Por que a babá não contou à polícia que Henry foi agredido?

A babá Thayná de Oliveira Ferreira avisou à mãe de Henry, Monique Medeiros, que o filho saiu mancando do quarto onde ficou trancado com Dr. Jairinho. O menino sentia dores na cabeça e na perna. A mãe de Thayná trabalha para família de Dr. Jairinho.

A avó da criança não percebeu que o neto passava por problemas?

A professora Rosângela Medeiros da Costa e Silva, avó materna de Henry, disse à polícia que Dr. Jairinho dava presentes e chocolates ao garoto. O menino passava de três a quatro noites por semana em sua casa, em Bangu.

Por que o advogado do casal acompanhou depoimentos de testemunhas?

A juíza Elizabeth Machado Louro, que decretou a prisão de Jairinho e Monique, considerou “insólito” o fato de o advogado dos acusados ter acompanhado os depoimentos da babá e da empregada do casal, que não são defendidas por ele.

O Globo

Opinião dos leitores

  1. Dr.Jairinho…grande defensor da família e dos bons costumes(assim como flor de liz)…com certeza apertou 17….Pah….

    1. E quem apertou no 13 babaca. O que é que tem haver um crime desse com o eleitor de quem quer que seja. É bem capaz do crime ter sido cometido por Bolsonaro na visão destes cretinos esquerdopatas. Doentes mentais

    2. Deixa de ser idiota seu medíocre, quem defende bandido são vocês da esquerda, talvez por serem também.

    3. É incrível a falta de decência e compromisso com a verdade desses esquerdóides.

    4. Pesquise Direita Honesta. Eles votaram no seu candidato. Tudo gente de “bem”.

  2. Mesmo com as provas robustas desse caso, a exemplo dos processos de luladrão, a suprema corte inocentarão os autores, e até indenizados , já os agentes da justiça que se desdobram pra fazer justiça, no final serão condenados, senão passarão constrangimento iguais aos membros da lava jato. País sem jeito, lixo

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Televisão

Suspeita de envenenamento: familiares de Tom Veiga, “o Louro José”, querem exumar corpo

Foto: Reprodução/Facebook

Há alguns meses esta coluna recebeu informações que mudariam a perspectiva a respeito da morte de Tom Veiga, artista que deu vida ao boneco de Louro José.

Segundo pessoas próximas a Tom, sua família pensa em mandar exumar o corpo, pois suspeitam que o verdadeiro motivo de sua morte seria envenenamento.

De acordo com as fontes, Cybelle Hemínio da Costa Veiga, ex-mulher de Tom, teria conseguido que ele fizesse um testamento e a incluísse, tendo direito, inclusive, a uma pensão de 18 mil reais por um ano.

Ainda de acordo com informações enviadas a coluna, Tom Veiga teria tentado retirar o nome de Cybelle do inventário e vinte dias depois ele apareceu morto. Com isso, a família está pensando na possibilidade de exumar o corpo e, ainda, de tirá-la do testamento.

Coluna Léo Dias – Metrópoles

 

Opinião dos leitores

  1. Coisas do vil metal.
    O que a sede por dinheiro não fizer! E isso vale pra ambos os lados: o da família e da ex-mulher.
    Lamentável o barraco!
    O pior é que não deixam nem o morto descansar em paz!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Sars-CoV-2 usa saliva para infectar outras partes do corpo, sugere estudo; entenda o “além do óbvio”

(Foto: Divulgação/Paola Perez, PhD, Warner Lab, NIDCR)

Vários estudos já investigaram a relação entre o vírus da Covid-19, o Sars-CoV-2, e possíveis sequelas na boca, como perda de paladar e o aparecimento de bolhas. Mas, pela primeira vez, uma equipe internacional de pesquisadores encontrou evidências de que o coronavírus não só afeta a cavidade oral como também usa a saliva para atingir outras partes do corpo, caso dos pulmões e do próprio sistema digestivo.

A pesquisa, publicada nesta quinta-feira (25), no jornal científico Nature Medicine, foi liderada pelos Institutos Nacionais da Saúde (NIH) e pela Universidade da Carolina do Norte em Chapel Hill, nos Estados Unidos. Os autores acreditam que o potencial do Sars-CoV-2 para infectar várias partes do corpo pode explicar os sintomas orais relatados por pacientes ao redor do mundo.

Já se sabia que a saliva de pessoas infectadas pode conter altos níveis do vírus, afinal, testes de coleta dessa secreção são tão confiáveis para detectar a Covid-19 quanto os de esfregaço nasal. Porém, uma questão-chave ainda precisava ser respondida: como o agente infeccioso vai parar na água da boca?

Até então, a hipótese principal para responder a essa pergunta era que o Sars-CoV-2 atinge a saliva a partir da expectoração expelida dos pulmões. Mas isso não ocorre com todo mundo. Existem pessoas que não expectoram o vírus, pois não têm sintomas respiratórios – o que não as impede de abrigar o malfeitor na secreção salivar.

Logo, os pesquisadores acreditam que pelo menos parte do Sars-CoV-2 na saliva é proveniente da própria boca. Para investigar isso melhor, eles analisaram tecidos orais de pessoas saudáveis e pacientes que haviam morrido de Covid-19 só para verificar se as células da boca eram mesmo suscetíveis ao coronavírus.

Isso foi realmente confirmado, pois os experts encontraram, em células das glândulas salivares e em tecidos da boca, o RNA para fabricar as “proteínas de entrada” que são necessárias para o Sars-CoV-2 invadir essas células. São elas: o receptor ACE2 e a enzima TMPRSS2.

“Os níveis de expressão dos fatores de entrada [nas glândulas salivares] são semelhantes aos de regiões conhecidas por serem suscetíveis à infecção por Sars-CoV-2, como o tecido que reveste as passagens nasais das vias aéreas superiores”, explica, em comunicado, o líder do estudo, Blake Warner.

Mas ainda faltava saber se o vírus poderia partir da saliva, infectando as demais áreas do corpo. Os pesquisadores atestaram isso ao coletarem a secreção salivar de oito pessoas com Covid-19 assintomática e a colocarem em células de tecidos corporais saudáveis. A saliva de dois dos voluntários infectou as células.

A equipe coletou então saliva de um grupo separado de 35 voluntários sem manifestações ou com sintomas leves. Das 27 pessoas sintomáticas, aquelas com vírus na secreção salivar eram mais propensas a relatar perda de paladar e olfato. Isso mostra que pode existir alguma relação entre sintomas orais e a infecção por meio da saliva.

“Ao revelar um papel potencialmente subestimado para a cavidade oral na infecção por Sars-CoV-2, nosso estudo poderia abrir novos caminhos investigativos levando a uma melhor compreensão do curso da infecção e da doença”, comenta Warner.

Galileu

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comportamento

Anitta defende exposição do corpo nas redes sociais

Foto: Reprodução/Instagram/Anitta

A cantora Anitta fez um post no Instagram nesta terça-feira, 9, e muitos seguidores estão dizendo que é uma indireta ao cantor e compositor americano Arcángel, que publicou nos stories do Instagram que muitas mulheres querem respeito, mas ficam exibindo seus corpos nas redes sociais para conseguirem curtidas. Segundo ele, as mulheres que se “comportam” se distinguem das outras. Também no Instagram, a poderosa fez um post em espanhol falando que as mulheres merecem respeito em qualquer circunstância: “Esta sou eu, mostrando minha bunda no meu Instagram. Agora uma pergunta especial considerando que o Dia Internacional da Mulher foi celebrado ontem… você pode usar bundas femininas nos seus clipes e cantar letras explícitas para obter visualizações e ao mesmo tempo dizer que as mulheres que mostram seus próprios corpos em suas redes sociais não merecem respeito? Estou confusa”.

Anitta não parou por aí e escreveu que procurou o significado das palavras “lady” e “gentleman” no Google e chegou à conclusão de que muitos homens querem mulheres “ladies”, mas não têm nada de cavalheiro. “Feliz dia das mulheres, que merecem respeito mostrando ou não suas bundas. Seja no seu Instagram ou em videoclipes de homens que acreditam que deve haver mulheres de um tipo para explorá-las quando convém e mulheres de outro tipo para chamarem de suas. Paz, amor e coerência”, finalizou a artista brasileira. O post de Anitta está sendo muito elogiado por suas seguidoras.

Jovem Pan

Opinião dos leitores

  1. Ela não precisa de ninguém querer não, cara. Você parece que não entendeu o que ela disse. E que qualquer mulher, mostrando ou não a bunda, com qualquer aparência, é ela mesma, a bunda estando caída ou não.

  2. Anita véia da pá virada.
    Ah se eu te pego!!!
    Baixava esse fogo, na eficiência dos meus 32 anos.

  3. Mostra tudo enquanto pode… pode pagar um esteticista, um bundocista, cirurgião plástico, etc…. Mas daqui a pouco fica velha, engelhada, cheia de pés de galhinha… aí quem vai querer ver isso????
    Ainda mais com a fama de não ladie???? Né?

  4. Também sou a favor Anita, pode contar comigo. Mas zero roupas mesmo…com esse biquine aí sou contra.

  5. o mundo com tantos problemas e milhares de pessoas morrendo e essa imbecil e fútil pensando em corpo.
    Um dia irá virar pó ou apodrecer, atente para os problemas da humanidade alienada.

    1. Aí tu mataria tua tara não é ZeGado? Sai mais barato comprar leite condensado em casa, mais vc não tem jeito, sempre atrás do errado, lamentável para um cara que se diz sério, como essa b……tem milhares no Brasil, inclusive com algo na cabeça, tu só gosta de baranga.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Corpo encontrado em Tibau do Sul é de adolescente de 16 anos desaparecida, confirma exame de DNA

Foto: Cedida

O portal G1-RN noticia nesta quinta-feira(17) que um exame de DNA realizado pelo Itep confirmou que o corpo encontrado em Tibau do Sul é mesmo de Andreza Alves do Nascimento, de 16 anos, que estava desaparecida desde 21 de novembro.

Segundo o Itep, o corpo estava em avançado estado de decomposição, por isso era preciso a prova técnica. O exame de DNA comparou o sangue coletado no corpo da adolescente com o material genético coletado dos pais de Andreza.

A adolescente tinha sido vista pela última vez no dia 21 de novembro, quando saiu do trabalho, uma lavanderia em Pipa, e passou na casa de uma vizinha na comunidade Cabaceiras, em Tibau do Sul, para buscar um documento.

O corpo de Andreza foi encontrado no dia 29 de novembro, em uma área de mata, em Sibaúma, Tibau do Sul. Andreza deixa uma filha de 1 ano e 7 meses.

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Corpo de homem com sinais de espancamento é encontrado em terreno na Zona Norte de Natal

O corpo de um homem de 60 anos foi encontrado na tarde dessa quinta-feira (10) em um terreno baldio no loteamento Dom Pedro I, no bairro Pajuçara, zona Norte de Natal. Segundo a Polícia Civil, a vítima morreu após ter sido espancada com um barrote de madeira. O caso é investigado como homicídio doloso – quando há intenção de matar. Todos o detalhes aqui em
reportagem completa do G1-RN.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Corpo encontrado em área de mata em Tibau do Sul pode ser de adolescente de 16 anos desaparecida

Fotos: Cedidas

O portal G1-RN noticia nesta segunda-feira(30) que um corpo encontrado na manhã desse domingo (29) no distrito de Sibaúma, em Tibau do Sul, pode ser da jovem Andreza Alves do Nascimento, de 16 anos, desaparecida desde o dia 21 deste mês. De acordo com a família de Andreza, o corpo é da jovem. Mas, de acordo com o Itep, será necessário realizar um exame de DNA para confirmação oficial.

Segundo a Polícia Civil, o corpo foi encontrado em uma área de mata, em avançado estado de decomposição. No local, havia pertences da vítima. Mais detalhes AQUI.

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Funcionário de funerária é demitido por tirar foto com o corpo de Maradona

Funcionário preparava o corpo de Maradona antes do velório, que acontece nesta quinta-feira (26), em Buenos Aires — Foto: Reprodução/Redes Sociais

Um funcionário da funerária que preparou o corpo de Diego Maradona, velado nesta quinta-feira (26) em Buenos Aires, foi demitido após a divulgação de uma foto em que ele aparece ao lado do caixão aberto, tocando o rosto do astro do futebol argentino.

Maradona morreu aos 60 anos na quarta-feira (25) após sofrer uma parada cardiorrespiratória em casa, na cidade de Tigre.

O dono da funerária argentina pediu desculpas à família de Maradona e disse, em entrevista ao site da emissora Todo Noticias, do grupo Clarín, que o funcionário foi “despedido imediatamente”.

A imagem do agente funerário fazendo sinal de positivo, com o caixão aberto, enquanto tocava o rosto de Maradona começou a viralizar no final da manhã de quinta em diversos perfis no Twitter e em grupos do WhatsApp.

O advogado e amigo de Maradona, Matias Morla, mostrou sua perplexidade com o caso e disse, em uma rede social, que o funcionário é “um canalha”, e que não descansará “enquanto ele não responder por essa aberração”.

“Por conta da viralização da imagem de Diego em seu leito de morte, eu vou pessoalmente encontrar quem foi o canalha que tirou essa foto”, disse o advogado. “Todos os responsáveis por essa covardia vão ter que pagar.”

G1

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Corpo do menino José Carlos é sepultado em Natal e mãe pede justiça

 Foto: Paulo Martin/Inter TV Cabugi

O corpo do menino José Carlos da Silva, de 8 anos, que passou mais de 20 dias desaparecido e foi encontrado morto, foi sepultado no final da manhã desta quinta-feira (19) no Cemitério Municipal de Igapó, na zona Norte de Natal. Familiares e amigos fizeram as últimas homenagens ao garoto. As investigações sobre a morte da criança seguem em sigilo.

Inconformada a mãe de José Carlos, Ozenilda das Dores da Silva, cobrou respostas dos investigadores. “Eu quero justiça. A polícia não pode nem dormir, tem que procurar [o culpado], por que se fosse o filho deles? Eles já tinham prendido”, diz a mãe do garoto.

O sepultamento ocorreu uma semana após o corpo da criança ter sido encontrado enterrado em uma área de mata próximo à casa da família. Ele só foi liberado para a família após o Instituto Técnico Científico de Perícia confirmar a identidade e concluir os exames periciais na ossada.

O corpo foi encontrado na quinta-feira dia 12 de novembro, mais de 20 dias após a criança ter desaparecido. A confirmação da identidade, feita por exame de DNA, foi divulgada na última terça-feira (17).

 

Com informações do G1-RN

 

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Corpo de criança encontrado enterrado na Zona Norte de Natal é do menino José Carlos da Silva, de 8 anos

O BG recebeu informações que o Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep), em coletiva na tarde desta terça-feira(17), no Laboratório de DNA da instituição, no Complexo da Degepol, confirma o resultado do laudo realizado no corpo encontrado enterrado na manhã da última quinta-feira (12), em um terreno descampado no bairro Pajuçara, Zona Norte de Natal. Trata-se do menino José Carlos da Silva, de 8 anos, que estava desaparecido há 22 dias.

A perda da trágica da criança agora vira um quebra-cabeças para a polícia. Quem matou José Carlos da Silva? A Polícia Civil. através da DHPP, avança nas investigações e não dá detalhes.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Itep fará exames para saber se corpo encontrado é de garoto desaparecido em Natal

Um corpo encontrado na manhã desta quinta-feira(12) em um terreno privado no bairro de Pajuçara, na zona Norte de Natal, foi enviado ao Instituto Técnico Científico de Perícia do Rio Grande do Norte (Itep-RN) para confirmar a identidade da vítima. Um exame de DNA, inclusive, poderá ser realizado.

As características do corpo são de uma criança e as autoridades trabalham com a hipótese de pertencer ao garoto José Carlos, 8 anos, desaparecido desde o dia 21 de outubro.

Opinião dos leitores

  1. Até os comentários são pequenos. Viva os fofoqueiros, viva os que so gostam das notícias da mídia, bando de ser sem noção

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

FOTO: Corpo encontrado enterrado na Zona Norte de Natal pode ser de menino de 8 anos desaparecido há 22 dias

Foto: Reprodução/Via Certa Natal

O portal G1-RN destaca nesta quinta-feira(12) que um corpo que pode ser do menino José Carlos da Silva, de 8 anos, desaparecido há 22 dias, foi encontrado enterrado embaixo de uma árvore, no fim da manhã, em um terreno na Zona Norte de Natal. Segundo a reportagem, moradores da região faziam buscas pelo garoto, quando perceberam uma área de terra que estava mais funda, “fofa” e sob palhas.

Ainda segundo vizinhos, a camiseta no corpo é a mesma com a qual o menino foi visto pela última vez antes de desaparecer no dia 21 de outubro. O corpo está em uma área de matagal entre as comunidades da África, na Redinha, e Pajuçara, próxima à casa onde o menino morava. Policias militares, policiais civis, bombeiros e peritos do Instituto Técnico-Científico de Perícia foram enviados ao local.

Matéria completa AQUI.

Opinião dos leitores

  1. Crueldade desse ser humano sem celebro que fez isso,que para mim nao e gente.vai sofrer aquí e no inferno

  2. Eu fico imaginando como o ser humano é capaz de fazer uma atrocidade como essa…
    É o fim da raça humana.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Homem morre eletrocutado e corpo fica pendurado em poste em Mossoró na manhã desta sexta

O portal G1-RN noticia que um homem morreu eletrocutado e ficou preso em um poste na manhã sexta-feira (16) em Mossoró, região Oeste do estado, por volta das 10h. De acordo com a matéria, a Polícia acredita que ele estava tentando furtar cobre do transformador quando aconteceu o incidente.

Segundo o portal G1-RN, o poste onde o homem foi eletrocutado fica na Avenida Diocesana, no bairro Santo Antônio, dentro de um terreno que pertence à Petrobras, onde funciona uma estação coletora.

O local foi isolado pela Polícia Militar e na área foram encontradas algumas ferramentas, parafusos caídos no chão e uma lona, que a polícia acredita que ia ser usada para enrolar o material que seria furtado. Itep e Polícia Civil foram acionados para a remover o corpo.

Com acréscimo de informações do G1-RN

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Polícia confirma que corpo encontrado com marcas de tortura enterrado ao lado de piscina no litoral PB é de advogado do RN

O advogado do Rio Grande do Norte que estava desaparecido após sair para tentar vender um carro em João Pessoa foi encontrado morto. O corpo foi encontrado na terça-feira da semana passada (6 de outubro), mas a confirmação de que se tratava do advogado só foi divulgada nessa quarta-feira (14) pela Superintendência da Polícia Civil em João Pessoa, pelo delegado Luciano Soares.

O corpo foi localizado enterrado em uma casa no distrito de Jacumã, que fica no município de Conde, Litoral Sul da Paraíba. Os restos mortais estavam enterrados ao lado de uma piscina.

Segundo a perícia, o advogado foi morto com requintes de crueldade. No corpo havia marcas de disparos de arma de fogo. Ele estava amarrado com um objeto conhecido como “enforca gatos” nas mãos, pés e pescoço. Há indícios de que ele tenha sido torturado.

Alexandre Guedes Hortêncio de Lima saiu no último dia 25 de setembro com destino à capital paraibana para negociar um veículo. Desde então ele não foi visto. No dia 2 de outubro, o veículo foi encontrado incendiado no bairro de Mangabeira, que fica na zona sul de João Pessoa. Agora a polícia vai investigar o caso.

Com informações do portal T5

https://www.portalt5.com.br/noticias/policia/2020/10/380830-corpo-de-advogado-do-rn-e-encontrado-com-marcas-de-tortura-no-litoral-sul-da-pb

 

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *