Facebook não guarda mais fotos em seus servidores por muito tempo

As fotos apagadas dos álbuns do Facebook não são sempre deletadas. Elas ficam guardadas nos servidores da rede social por meses ou até anos. Mas isso não vai mais acontecer.

A rede social agora tem uma política de deletar as fotos apagadas por usuários em até 30 dias, de acordo com o ArsTechnica.

Assim, quando você tirar uma foto de algum álbum, essa foto ficará um mês armazenada nos servidores do Facebook até ser completamente eliminada.

Por mais que o Facebook tenha melhorado nesse aspecto, ainda está longe de outros serviços. O Instagram, que Mark Zuckerberg comprou por US$ 1 bilhão, apaga a foto dos seus servidores segundos após o usuário tirar do perfil, por exemplo.

 

Fonte: Olhar Digital

Emissoras de rádio e televisão devem manter em arquivo entrevistas e debates com candidatos

O Ministério Público Eleitoral (MP Eleitoral) enviou hoje, 18 de julho, uma recomendação às emissoras de rádio e televisão de Natal para que sejam observadas as determinações à programação no período eleitoral, impostas em lei. A recomendação alerta para a necessidade de gravar e manter em arquivo, pelo prazo mínimo de 20 ou 30 dias, as entrevistas e debates realizados com candidatos, partido ou coligações. Tal determinação encontra-se no Código Brasileiro de Telecomunicações (Art. 71, parágrafo 3º).

“O Ministério Público tem como uma de suas atribuições institucionais zelar para que seja garantida a igualdade entre os competidores do pleito eleitoral. Para que isso se concretize é necessário observar a legislação”, destaca a promotora eleitoral Zenilde Alves Farias.

De acordo com a recomendação, apesar de permitir entrevistas de candidatos, bem como debates, a lei deixa claro que não pode haver pedido de voto e o tratamento deve ser igual a todos os candidatos (Lei nº 9.504/97, artigo 36-A, inciso I). Além disso, emissoras de rádio e televisão devem se abster de difundir opinião favorável ou contrária a candidatos, partidos ou coligações na programação normal ou noticiário, conforme determina a lei eleitoral.

Ainda de acordo com lei, a desobediência pode ensejar multa de até R$ 100 mil, que pode ser duplicada em caso reincidência. Além da multa, a emissora pode ter a programação suspensa por 24 horas, em razão de descumprimento da lei eleitoral.